O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Fisiologia Vegetal

7.835 visualizações

Publicada em

ABSORÇÃO
CONDUÇÃO
TRANSPIRAÇÃO
FOTOSSÍNTESE
FITORMÔNIOS
MOVIMENTOS VEGETAIS
FOTOPERIODISMO

Publicada em: Educação

Fisiologia Vegetal

  1. 1. FISIOLOGIAVEGETALMatheus Martins
  2. 2. ÍNDICE1. ABSORÇÃO2. CONDUÇÃO3. TRANSPIRAÇÃO4. FOTOSSÍNTESE5. FITORMÔNIOS6. MOVIMENTOS VEGETAIS7. FOTOPERIODISMO
  3. 3. 1. ABSORÇÃONAS PLANTAS TERRESTRES EM GERAL, AÁGUA E OS SAIS MINERAIS SÃOABSORVIDOS DO SOLO, QUE ABRIGA ANUTRIÇÃO MINERAL DO VEGETAL
  4. 4. OSSAISMINERAISPOSEMSERABSORVIDOSDIFUSÃO(DISSOLVIDOSNASOLUÇÃODOSOLO)OUPORTRANSPORTEATIVO
  5. 5. 2. CONDUÇÃONAS PLANTAS VASCULARES A PRESENÇADE TECIDOS ESPECIALIZADOS DETRANSPORTE GARANTE RÁPIDADISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E NUTRIENTES.
  6. 6. VASOS CONDUTORES XILEMA (VASOS LENHOSOS) TECIDO MORTO DE CONDUÇÃO DESEIVA BRUTA (RICA EM ÁGUA E SAISMINERAIS) E SUSTENTAÇÃO FLOEMA (VASOS LIBERIANOS) CONDUÇÃO DE SEIVA ELABORADA(GLICOSE)
  7. 7. TRANSPORTE DE SEIVAS
  8. 8. Teoria de Dixon(ou Coesão-Tensão)O TRANSPORTE DA SEIVA BRUTA DA RAIZ ATÉ ASFOLHAS SE DÁ A PARTIR DA TRANSPIRAÇÃO E DOSURGIMENTO DE UMA FORÇA DE SUCÇÃO
  9. 9. MODELO DE MÜNCH OUPRESSÃO POSITIVA DE SEIVAFLUXO DE SEIVA ELABORADA ENTRE FOLHAS E ÓRGÃOSCONSUMIDORES DA PLANTA, COMO A RAÍZ E AS GEMAS
  10. 10. 3. TRANSPIRAÇÃOESSE PROCESSO CONSISTE NADEVOLUÇÃO, PARA O MEIO AMBIENTE,DE ÁGUA NO ESTADO DE VAPOR.
  11. 11.  É A ELIMINAÇÃO DE ÁGUA NA FORMA DEVAPOR ATRAVÉS DAS FOLHAS,PRINCIPAL SUPERFÍCIE DE CONTATO DOVEGETAL COM O AMBIENTE. OCORRE PELOS ESTÔMATOS (CERCA DE99%) E PELA CUTÍCULA DE CUTINA DAEPIDERME(1%).CARACTERÍSTICAS DATRANSPIRAÇÃO VEGETAL
  12. 12. PARTES DE UM ESTÔMATOS
  13. 13. FUNÇÕES DOS ESTÔMATOS TRANSPIRAÇÃO E TROCASGASOSAS DURANTE A RESPIRAÇÃOCELULAR (ENTRA O2, SAI CO2) EFOTOSSÍNTESE (ENTRA CO2, SAI O2)
  14. 14. 4. FOTOSSÍNTESEPROCESSO PELO QUAL OS SERESCLOROFILADOS PRODUZEM SUBSTÂNCIASORGÂNICAS A PARTIR DE CO2, ÁGUA EENERGIA LUMINOSA.
  15. 15. CLOROPLASTO: ORGANELA VEGETALONDE OCORRE A FOTOSSÍNTESE
  16. 16. FATORES QUE INTERFEREMNA FOTOSSÍNTESE CO2 TEMPERATURA LUMINOSIDADE(PCF: FOTOSSÍNTESE = RESPIRAÇÃO)
  17. 17. 5. FITORMÔNIOSHORMÔNIOS VEGETAIS SÃO SUBSTÂNCIASORGÂNICAS CAPAZES DE EXERCER UMCONSIDERÁVEL EFEITO NO METABOLISMODO ÓRGÃO EM QUE ATUAM.
  18. 18.  ÁCIDO INDOLACÉTICO (AIA) OU AUXINAS CRESCIMENTO EM GERAL GIBERELINAS CRESCIMENTO DO CAULE E DAS FOLHAS CITOCIANINAS DIVISÃO CELULAR ETILENO MATURAÇÃO DOS FRUTOS ÁCIDO ABSCÍSICO QUEDA DAS FOLHAS
  19. 19. 6. MOVIMENTOSVEGETAISOS VEGETAIS APRESENTAMMOVIMENTOS COMO TROPISMOS,TACTISMOS E NASTISMOS.
  20. 20.  TROPISMOMOVIMENTO DE CURVATURA ORIENTADO FOTOTROPISMO (CAULE) GEOTROPISMO (RAIZ) TIGMOTROPISMO (GAVINHAS) TACTISMOMOVIMENTO DE DESLOCAMENTO ORIENTADO FOTOTACTISMO POSITIVO (EUGLENAS) QUIMIOTACTISMO POSITIVO (ANTEROZOIDE) NASTISMOMOVIMENTO NÃO ORIENTADO SISMONASTISMO (DORMIDEIRA)
  21. 21. 7. FOTOPERIODISMOCONTROLE EXERCIDO PELOPERÍODO DE LUZ INCIDENTE SOBRECERTOS FENÔMENOS COMO AFLORAÇÃO.
  22. 22.  PLANTA DE DIA CURTO (PDC) NÃO FLORECE QUANDO O PERÍDOESCURO FOR INTERROMPIDO PLANTA DE DIA LONGO (PDL) FLORESCE SE O PERÍODO ESCUROFOR MAIS CURTO QUE O PERÍODO DELUZ OU SE FOR INTERROMPIDOARTIFICIALMENTE PLANTAS INDIFERENTES (PI)

×