SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
“Sem a curiosidade que me move, que me inquieta, que me insere na busca, não
aprendo nem ensino”.
Paulo Freire
5ª ATPC DE LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS
DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE
MÁRILIA
27/04/2021
Dirigente Regional de Ensino
Ana Luiza Bernardo Guimarães
Supervisoras de Ensino
Nilceia Cordeiro Barboza Rueda
Rosa Virgínia Muff Machado
Diretora do Núcleo Pedagógico Luciana
Sanches
PCNP de Língua Portuguesa
Anicéia C. B. Kussumoto
Paula de Sousa Mozaner
PCNP de Arte Silmara Truzzi
5ª ATPC DE LINGUAGENS
E SUAS TECNOLOGIAS
5ª ATPC de Linguagens e suas Tecnologias
✔ A importância de Planejar
✔ Orientações e sugestões para a preparação dos planos de aula.
Como organizar bons planos de ensino e planos de aula?
✔ Apresentar o Guia do Ensino Hibrido
✔ Avaliação
✔ Encerramento
PAUTA
Dia: 28/04/2021
CHAT
4 minutos
O que você entende por
Planejamento?
Para Libâneo “o planejamento escolar é
uma tarefa docente que inclui tanto a previsão
das atividades didáticas em termos de
organização e coordenação em face dos
objetivos propostos, quanto a sua revisão e
adequação no decorrer do processo de
ensino”.
O planejamento de aula é de fundamental importância para que se atinja êxito no
processo de ensino-aprendizagem. A sua ausência pode ter como consequência, aulas
monótonas e desorganizadas, desencadeando o desinteresse dos alunos pelo conteúdo e
tornando as aulas desestimulantes.
Portanto, o planejamento de aula é um instrumento essencial para o professor
elaborar sua metodologia conforme o objetivo a ser alcançado, tendo que ser criteriosamente
adequado para as diferentes turmas, havendo flexibilidade caso necessite de alterações.
Plano de ensino e plano de aula
O plano de ensino é o documento
elaborado pelo docente que contém sua
proposta de trabalho ao longo de todos os
bimestres do ano, em uma área e/ou
componente curricular específico.
Já o plano de aula é o roteiro para apoiar
o professor ao ministrar cada uma das
aulas elencadas no plano de ensino.
Plano de ensino e plano de aula
Ao realizar o plano de ensino e o plano de aula,
é essencial considerar:
• Habilidades essenciais do ciclo 2020-21.
• Perfil dos estudantes, incluindo a fase de
desenvolvimento cognitivo e socioemocional.
• Resultados das avaliações.
• Recursos didáticos disponíveis (especialmente Currículo
em Ação e Aprender Sempre).
• Diferenças entre as turmas de um mesmo ano/série
para adequar as atividades quando e conforme
necessário.
• Contexto de 2021, com aulas presenciais e remotas.
Plano de aula – exemplo
Professor(a): Maria da Silva
Componente curricular: Geografia
Bimestre: 1º
Turma: 6º A
Data da aula: 04/02/2021
Duração da aula: 45 minutos
Unidade temática: O sujeito e seu lugar no mundo
Habilidade a ser trabalhada: (EF06GE01)
Descrição: Descrever elementos constitutivos das paisagens e comparar as modificações
nos lugares de vivência e os usos desses lugares em diferentes tempos.
Objeto de conhecimento: Identidade sociocultural
Objetivo (Para
que ser
trabalhado?)
Conhecer os elementos constitutivos das paisagens.
Comparar as modificações nos lugares de vivência e os usos
desses lugares em diferentes tempos.
Plano de ensino – exemplo
Avaliação
(Qual o resultado da
aprendizagem?)
Avaliar o aluno durante as
atividades por meio da
observação de sua participação e
do desenvolvimento nas
atividades
Registro e publicação de
resultados das atividades em um
jornal-mural, como técnicas de
estudo e divulgação de
conhecimento.
Plano de ensino – exemplo
Conteúdo(s)
(O que será trabalhado?)
Diversos tipos de paisagens (natural,
modificada e organizada) e seus elementos
constitutivos.
As transformações das paisagens naturais e
ação antrópica, que diz respeito às ações
exercidas pelo homem.
Metodologia de ensino
(Como será trabalhado?)
Refere-se à aplicação de diferentes métodos
no processo de ensino e aprendizagem
Coleta (das fotos), análise, pesquisa de
campo e registros.
Recursos didáticos
(Com o que será trabalhado?)
● Currículo em ação
● Consulta de sites
● Celulares/câmeras fotográficas
Plano de ensino – exemplo
Planejamento de aulas
Neste link, pode-se acessar um documento
com sugestões para a elaboração de planos de aula.
Ter claro o que eu quero ensinar?
Como eu vou fazer para ele (a) aprender?
-Conhecer os
conteúdo
objeto do
conhecimento
-Analisar
habilidade
-Garantir a
metodologia do
Currículo Paulista
-Selecionar
estratégias de
Ensino
-Estruturar
roteiros
-Propor
objetivo por
objetivo
-Pensar no
tempo da
aula
Para planejar aula é preciso:
-Utilizar
diferentes
procedimentos
de
avaliação
Guia foi elaborado sob a perspectiva de que podemos aprender a partir de várias
experiências bem sucedidas conduzidas por diversas escolas do estado.
Este documento apresenta
esclarecimentos e sugestões
para fortalecer a interação
entre professores e estudantes
durante o revezamento, em
que alguns estudantes
participam de aulas presenciais
nas escolas e outros realizam
atividades remotamente. Para
facilitar a leitura, é apresentado
em formato de “passo a
passo”.
Premissas para o atendimento dos estudantes em contexto de revezamento:
› Os estudantes, independentemente da forma de atendimento (presencial ou remoto), têm direito a
aprender.
› O trabalho do professor deve focar no apoio aos estudantes para o desenvolvimento de suas habilidades
essenciais, priorizadas a partir do documento curricular da rede.
› Os professores devem planejar e conduzir o conjunto de atividades sequenciadas a serem trabalhadas
com os estudantes nos momentos presenciais e remotos, mantendo uma progressão entre elas.
› Os professores devem, durante seu planejamento, definir como apoiarão os estudantes de acordo
com suas necessidades de aprendizagem para a realização das atividades.
› O planejamento do professor deve considerar o revezamento, de forma a garantir a progressão da
aprendizagem tanto para os estudantes que participarem de aulas presenciais quanto para os que
realizarem atividades remotas.
› O trio gestor deve apoiar seus professores na organização dos horários de atendimento presencial e
remoto dos estudantes, assim como auxiliar na qualificação das estratégias utilizadas nas aulas.
› Quando realizadas atividades remotas, é importante que seja observada a efetiva participação dos
estudantes, além da presença, considerando as diversas possibilidades de interação.
› Nos atendimentos presenciais devem ser priorizados os estudantes: com severa defasagem de
aprendizado, com dificuldade de acesso à tecnologia, com necessidade de alimentação escolar, com
saúde mental sob risco, bem como aqueles cujos responsáveis trabalhem em serviços essenciais.
› Quando realizadas atividades remotas, é importante que seja observada a efetiva participação dos
estudantes, além da presença, considerando as diversas possibilidades de interação.
› A interação entre estudantes e professores de cada turma é essencial para o desenvolvimento da
aprendizagem, para que sejam identificados os principais avanços e as dificuldades de aprendizagem,
bem como sejam realizadas ações para que os estudantes tenham um melhor aproveitamento.
› É importante elaborar um plano de comunicação que alcance todos os envolvidos (professores,
estudantes e responsáveis) e evidencie as formas de participação dos estudantes em cada
dia/semana
Premissas para o atendimento dos estudantes em contexto de revezamento:
Passo 1 - Definir o sequenciamento das aprendizagens (habilidades e
competências) que deverão ser trabalhadas com todos os estudantes
para cada período.
O primeiro movimento para planejar o atendimento em revezamento é definir
o que deve ser ensinado a todos em um determinado período,
independentemente se o estudante está em atendimento presencial ou
remoto. Tendo como referência as habilidades essenciais e o cronograma de
aulas do CMSP.
Sugerimos o planejamento para um período de três semanas considerando a
estrutura de revezamento semanal dos Grupos A, B e C.
Acesse a matriz de habilidades essenciais: Link
Passo 2 - Planejar como garantir essas aprendizagens para todos os
estudantes naquele período.
Planejar o “COMO” certamente é um dos maiores desafios do revezamento
entre atendimento presencial e remoto.
Indicamos duas atividades interligadas:
2.1) Levantamento das formas de acesso dos estudantes às atividades;
2.2) Planejamento das atividades que serão desenvolvidas com os
estudantes.
Realizar o levantamento sobre as formas de acesso dos estudantes de cada turma,
se possuem equipamento e acesso à internet.
exemplo de planilha que pode ajudar nesse levantamento (link para a planilha) .
O uso dessa planilha não é obrigatório. No entanto,
consideramos ser muito importante que a equipe
gestora e os professores tenham essas
informações sistematizadas e atualizadas de
alguma forma.
2.1) Levantamento das formas de acesso dos estudantes às atividades
É importante que a equipe
gestora apoie os professores
no planejamento das
atividades
Elaborar o planejamento previamente à aula sempre foi um
elemento importante para a qualidade do ensino. No contexto em que
vivemos em que temos em uma mesma turma diversas formas de acesso
aos estudantes e uma acentuada diversidade nos níveis de aprendizagem, o
planejamento é ainda mais primordial
Acreditamos que o trabalho colaborativo de discutir e propor possibilidades de
como as aprendizagens podem ser trabalhadas com todos os estudantes pode
ser um momento muito rico na escola. Para que isso seja ainda mais efetivo, os
estudantes podem ser envolvidos na construção de propostas.
Escuta e Envolvimento dos Estudantes
Sugerimos criar oportunidades para escutar os
estudantes, de forma individual ou coletiva. Essa escuta
pode explorar elementos como:
- entender por quais dispositivos os estudantes
acessam os conteúdos;
- quais são os pontos mais desafiadores do processo;
- o que está funcionando bem e pode ser fortalecido;
- sugestões para melhoria dos processos de ensino e
aprendizagem.
O grêmio estudantil pode ser um grande aliado para a articulação desse momento.
2.2) Planejamento das atividades que serão desenvolvidas com os estudantes.
Uma possibilidade de organização e agrupamento para desenvolvimento das
atividades: trabalho em pequenos grupos
Uma sugestão que algumas escolas têm utilizado é organizar os
estudantes em trios, de modo que cada um dos membros pertença a grupos
diferentes do revezamento de participação das atividades presenciais. Esse
trio não se encontrará presencialmente, mas poderá usar ferramentas como o
CMSP para se comunicar e trabalhar em equipe.
Nessa organização, atividades são desenvolvidas e entregues ao
professor pelo trio. Além disso, o trio inclui sempre um estudante que irá
presencialmente à escola a cada dia/semana, que tem o papel de levar
dúvidas dos colegas aos professores. Essa organização contribui para engajar
todos a participarem e desenvolverem as atividades de forma presencial ou
remota, e potencializa a comunicação com os professores.
Indicamos um modelo de instrumento que pode ser utilizado pelos professores para facilitar
o planejamento das atividades e estratégias que serão utilizadas com os estudantes.
Indicamos um modelo de instrumento que pode ser utilizado pelos professores para facilitar
o planejamento das atividades e estratégias que serão utilizadas com os estudantes
O instrumento “Estrutura para o Plano de Aula do Professor” foi elaborado para ser um meio de
planejamento e sistematização do que será ofertado para cada grupo do revezamento, permitindo que
o PC tenha uma visão ampla do planejamento do professor, podendo, assim apoiá-lo.
Link
PASSO 3 - Organizar o cronograma de atividades do professor, com divisão clara do
tempo que será destinado às atividades presenciais e remotas.
Considerando o contexto de atendimento, é muito importante que o professor planeje suas
atividades de forma que haja uma coesão e coerência progressiva entre as atividades
presenciais e remotas. Para isso, deve aproveitar os momentos presenciais para, por exemplo:
› aprofundar o desenvolvimento de habilidades trabalhadas nas aulas do CMSP
› orientar os estudantes sobre o que deverá ser desenvolvido no próximo período de forma
remota;
› Priorizar o trabalho de apresentação de novos conceitos e conteúdos e prepará-los para o
desenvolvimento das atividades de forma remota com o seu apoio;
› Realizar a correção e retomada das atividades mais complexas que foram desenvolvidas de
forma remota (tendo o cuidado com a gestão do tempo para viabilizar o desenvolvimento de
todas as habilidades essenciais).
› compartilhar o cronograma de atividades que os estudantes deverão desenvolver no próximo
período remoto.
Professor assume o papel de
orientador, tutor e engajador,
apoiando os estudantes da
escola na utilização do CMSP e
nas rotinas de estudo em casa.
Ele também pode desenvolver
um papel importante de
acompanhar o
desenvolvimento das
atividades remotas e
sistematizar essa informação
para os professores poderem
atuar, entre outras atividades
especificadas no § 3º do artigo
11 da Resolução SEDUC
11/20211 .
3.3) Transmissão de aulas ao vivo das aulas presenciais para os alunos que estão
acompanhando remotamente
Os professores também podem fazer transmissões ao vivo para os estudantes que
estiverem acompanhando remotamente as aulas. Todas as salas estão sendo equipadas
com o Kit CMSP, que conta com televisor, estabilizador nobreak, microfone com fio,
webcam, suporte TV, moldura touchscreen e caixa de som.
Destaca-se, nesses casos, que os estudantes que estiverem participando das aulas
remotamente devem ter oportunidades de interação com os professores. Assim, poderão
ter suas dúvidas esclarecidas e receberão apoio de acordo com suas necessidades de
aprendizagem.
Todos os professores da rede podem realizar transmissões pelo CMSP. A ferramenta
oferece possibilidades diversas de interação com alunos (chat, vídeo, envio de
documentos PDF), com a vantagem de permitir o uso de dados patrocinados. Isso
significa que o estudante consegue acompanhar as atividades sem precisar utilizar
sua franquia de dados pessoal. Neste link , há um tutorial de como realizar
transmissões via CMSP
Passo 4: Alinhar as atividades com as aulas do CMSP
De acordo com definição da SEDUC, a matriz de habilidades essenciais é o documento
norteador para as políticas da rede e o trabalho pedagógico das escolas. O documento
também expressa as habilidades a serem priorizadas e desenvolvidas em 2021. Assim,
as aulas transmitidas pelo CMSP estão alinhadas a essa premissa. Dessa forma, os
professores poderão apoiar-se na programação antecipada das aulas para elaboração do
seu próprio plano de aula e indicação das atividades e aulas que os estudantes deverão
acompanhar pelo CMSP a cada período.
A programação completa com os horários das transmissões para cada série pode ser
acessada no site do CMSP .
As habilidades a serem trabalhadas, bem como os materiais de apoio das aulas, serão
disponibilizados com 15 dias de antecedência no Repositório do CMSP. Para apoiar no
processo de planejamento, recomenda-se que os professores utilizem os materiais
didáticos disponibilizados pela SEDUC (Aprender Sempre, Currículo em Ação e São
Paulo Faz Escola), além das aulas disponibilizadas pelo Centro de Mídias.
Passo 4: Alinhar as atividades com as aulas do CMSP
É fundamental que o professor oriente o estudante sobre como as aulas
acompanhadas no CMSP se articulam às demais atividades que ele vivencia. Caso o
estudante esteja na unidade escolar no momento em que a aula é apresentada, o
professor poderá orientá-lo a acessá-la posteriormente para Repositório , ou ainda
recorrer aos horários de reprise de contraturno transmitidas diariamente no aplicativo,
sempre com as aulas do dia anterior.
Para cada aula transmitida, o estudante também recebe uma atividade em seu
aplicativo. Essa atividade será sempre uma pergunta de múltipla escolha. A resolução
das atividades deve ser considerada como frequência do estudante, seguindo o
disposto no § 1º do Artigo 8º da Resolução SEDUC 11/20212. Aqui , você encontra o
tutorial de como acessar e monitorar as atividades assim como criar atividades
propostas pelo próprio professor. Caso o estudante não tenha acesso a um aparelho
eletrônico para o acompanhamento das aulas ou das atividades, ele pode ir à escola
para utilizar os equipamentos disponíveis. Além disso, as atividades também podem
ser impressas para a realização do aluno. .
Outra possibilidade interessante para ser explorada na interação presencial com
o estudante é o Menu de Conteúdos Integrados. Nele, é possível encontrar
pílulas de aulas que são compostas por um vídeo curto e um plano de aula para
apoiar a realização de atividades presenciais mediadas pela tecnologia. Os
vídeos e roteiros disponibilizados no Menu trabalham as habilidades essenciais
e pode ser encontrado aqui .
Passo 4: Alinhar as atividades com as aulas do CMSP
Obrigada pela participação!
Até a próxima reunião!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a A importância do planejamento para o ensino eficaz

ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdbot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdbDanielTuber
 
Cap. 4- Organização do trabalho educacional.pptx
Cap. 4- Organização do trabalho educacional.pptxCap. 4- Organização do trabalho educacional.pptx
Cap. 4- Organização do trabalho educacional.pptxDouglasRicardodeAssi
 
Cartilha adaptação
Cartilha adaptaçãoCartilha adaptação
Cartilha adaptaçãoRute Pereira
 
Projeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensinoProjeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensinoMaria Cecilia Silva
 
Encontro Educação Especial
Encontro Educação EspecialEncontro Educação Especial
Encontro Educação EspecialMayraPalmeira2
 
ensino integral slides_nivelamento_-15-03-2018.pptx
ensino integral slides_nivelamento_-15-03-2018.pptxensino integral slides_nivelamento_-15-03-2018.pptx
ensino integral slides_nivelamento_-15-03-2018.pptxTulioSousa7
 
Guia Geral Gestar Ii Cidaadrianarosi
Guia Geral Gestar Ii   CidaadrianarosiGuia Geral Gestar Ii   Cidaadrianarosi
Guia Geral Gestar Ii Cidaadrianarosiguest5727987
 
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docxCópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docxProfLeandrodosSantos
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxMaxLuisEspinosa
 
CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA ONLINE PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÁ...
CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA ONLINE PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÁ...CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA ONLINE PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÁ...
CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA ONLINE PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÁ...ProfessorPrincipiante
 
Ppoint.Planejamento.Revisado2006
Ppoint.Planejamento.Revisado2006Ppoint.Planejamento.Revisado2006
Ppoint.Planejamento.Revisado2006Albano Novaes
 
Rede ead
Rede eadRede ead
Rede eadjcmerij
 
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfAntonio Burnat
 
ROTEIROS DE APRENDIZAGEM
ROTEIROS DE APRENDIZAGEMROTEIROS DE APRENDIZAGEM
ROTEIROS DE APRENDIZAGEMmarcellasarah
 
Organização inicial 2013
Organização inicial 2013Organização inicial 2013
Organização inicial 2013vivianelima
 

Semelhante a A importância do planejamento para o ensino eficaz (20)

ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdbot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
 
Cap. 4- Organização do trabalho educacional.pptx
Cap. 4- Organização do trabalho educacional.pptxCap. 4- Organização do trabalho educacional.pptx
Cap. 4- Organização do trabalho educacional.pptx
 
Cartilha adaptação
Cartilha adaptaçãoCartilha adaptação
Cartilha adaptação
 
Projeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensinoProjeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensino
 
Encontro Educação Especial
Encontro Educação EspecialEncontro Educação Especial
Encontro Educação Especial
 
3ª REUNIÃO MMR 2020
3ª REUNIÃO MMR 20203ª REUNIÃO MMR 2020
3ª REUNIÃO MMR 2020
 
ensino integral slides_nivelamento_-15-03-2018.pptx
ensino integral slides_nivelamento_-15-03-2018.pptxensino integral slides_nivelamento_-15-03-2018.pptx
ensino integral slides_nivelamento_-15-03-2018.pptx
 
Guia Geral Gestar Ii Cidaadrianarosi
Guia Geral Gestar Ii   CidaadrianarosiGuia Geral Gestar Ii   Cidaadrianarosi
Guia Geral Gestar Ii Cidaadrianarosi
 
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docxCópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
 
Ufjf dia15 acoes
Ufjf dia15 acoesUfjf dia15 acoes
Ufjf dia15 acoes
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
 
CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA ONLINE PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÁ...
CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA ONLINE PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÁ...CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA ONLINE PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÁ...
CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA ONLINE PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÁ...
 
Ppoint.Planejamento.Revisado2006
Ppoint.Planejamento.Revisado2006Ppoint.Planejamento.Revisado2006
Ppoint.Planejamento.Revisado2006
 
CARTILHA TUTORIA.pdf
CARTILHA TUTORIA.pdfCARTILHA TUTORIA.pdf
CARTILHA TUTORIA.pdf
 
Rede ead
Rede eadRede ead
Rede ead
 
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
 
ROTEIROS DE APRENDIZAGEM
ROTEIROS DE APRENDIZAGEMROTEIROS DE APRENDIZAGEM
ROTEIROS DE APRENDIZAGEM
 
Organização inicial 2013
Organização inicial 2013Organização inicial 2013
Organização inicial 2013
 
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
 
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
64470 olimpio camargo prof 2014630 (1)
 

Mais de MatheusSimoesMasuoka1

Mais de MatheusSimoesMasuoka1 (6)

6ºATPC de Linguagens.pptx
6ºATPC de Linguagens.pptx6ºATPC de Linguagens.pptx
6ºATPC de Linguagens.pptx
 
Gêneros Literários.pptx
Gêneros Literários.pptxGêneros Literários.pptx
Gêneros Literários.pptx
 
Estudo do Verbo .pptx
Estudo do Verbo .pptxEstudo do Verbo .pptx
Estudo do Verbo .pptx
 
Numbers.pptx
Numbers.pptxNumbers.pptx
Numbers.pptx
 
Introdução à Literatura - texto literário e não literário.pptx
Introdução à Literatura - texto literário e não literário.pptxIntrodução à Literatura - texto literário e não literário.pptx
Introdução à Literatura - texto literário e não literário.pptx
 
Linguagem x Língua.pptx
Linguagem x Língua.pptxLinguagem x Língua.pptx
Linguagem x Língua.pptx
 

Último

Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 

Último (20)

Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 

A importância do planejamento para o ensino eficaz

  • 1. “Sem a curiosidade que me move, que me inquieta, que me insere na busca, não aprendo nem ensino”. Paulo Freire 5ª ATPC DE LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE MÁRILIA 27/04/2021
  • 2. Dirigente Regional de Ensino Ana Luiza Bernardo Guimarães Supervisoras de Ensino Nilceia Cordeiro Barboza Rueda Rosa Virgínia Muff Machado Diretora do Núcleo Pedagógico Luciana Sanches PCNP de Língua Portuguesa Anicéia C. B. Kussumoto Paula de Sousa Mozaner PCNP de Arte Silmara Truzzi 5ª ATPC DE LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS
  • 3. 5ª ATPC de Linguagens e suas Tecnologias ✔ A importância de Planejar ✔ Orientações e sugestões para a preparação dos planos de aula. Como organizar bons planos de ensino e planos de aula? ✔ Apresentar o Guia do Ensino Hibrido ✔ Avaliação ✔ Encerramento PAUTA Dia: 28/04/2021
  • 4. CHAT 4 minutos O que você entende por Planejamento?
  • 5. Para Libâneo “o planejamento escolar é uma tarefa docente que inclui tanto a previsão das atividades didáticas em termos de organização e coordenação em face dos objetivos propostos, quanto a sua revisão e adequação no decorrer do processo de ensino”. O planejamento de aula é de fundamental importância para que se atinja êxito no processo de ensino-aprendizagem. A sua ausência pode ter como consequência, aulas monótonas e desorganizadas, desencadeando o desinteresse dos alunos pelo conteúdo e tornando as aulas desestimulantes. Portanto, o planejamento de aula é um instrumento essencial para o professor elaborar sua metodologia conforme o objetivo a ser alcançado, tendo que ser criteriosamente adequado para as diferentes turmas, havendo flexibilidade caso necessite de alterações.
  • 6. Plano de ensino e plano de aula O plano de ensino é o documento elaborado pelo docente que contém sua proposta de trabalho ao longo de todos os bimestres do ano, em uma área e/ou componente curricular específico. Já o plano de aula é o roteiro para apoiar o professor ao ministrar cada uma das aulas elencadas no plano de ensino.
  • 7. Plano de ensino e plano de aula Ao realizar o plano de ensino e o plano de aula, é essencial considerar: • Habilidades essenciais do ciclo 2020-21. • Perfil dos estudantes, incluindo a fase de desenvolvimento cognitivo e socioemocional. • Resultados das avaliações. • Recursos didáticos disponíveis (especialmente Currículo em Ação e Aprender Sempre). • Diferenças entre as turmas de um mesmo ano/série para adequar as atividades quando e conforme necessário. • Contexto de 2021, com aulas presenciais e remotas.
  • 8. Plano de aula – exemplo Professor(a): Maria da Silva Componente curricular: Geografia Bimestre: 1º Turma: 6º A Data da aula: 04/02/2021 Duração da aula: 45 minutos
  • 9. Unidade temática: O sujeito e seu lugar no mundo Habilidade a ser trabalhada: (EF06GE01) Descrição: Descrever elementos constitutivos das paisagens e comparar as modificações nos lugares de vivência e os usos desses lugares em diferentes tempos. Objeto de conhecimento: Identidade sociocultural Objetivo (Para que ser trabalhado?) Conhecer os elementos constitutivos das paisagens. Comparar as modificações nos lugares de vivência e os usos desses lugares em diferentes tempos. Plano de ensino – exemplo
  • 10. Avaliação (Qual o resultado da aprendizagem?) Avaliar o aluno durante as atividades por meio da observação de sua participação e do desenvolvimento nas atividades Registro e publicação de resultados das atividades em um jornal-mural, como técnicas de estudo e divulgação de conhecimento. Plano de ensino – exemplo
  • 11. Conteúdo(s) (O que será trabalhado?) Diversos tipos de paisagens (natural, modificada e organizada) e seus elementos constitutivos. As transformações das paisagens naturais e ação antrópica, que diz respeito às ações exercidas pelo homem. Metodologia de ensino (Como será trabalhado?) Refere-se à aplicação de diferentes métodos no processo de ensino e aprendizagem Coleta (das fotos), análise, pesquisa de campo e registros. Recursos didáticos (Com o que será trabalhado?) ● Currículo em ação ● Consulta de sites ● Celulares/câmeras fotográficas Plano de ensino – exemplo
  • 12. Planejamento de aulas Neste link, pode-se acessar um documento com sugestões para a elaboração de planos de aula.
  • 13. Ter claro o que eu quero ensinar? Como eu vou fazer para ele (a) aprender? -Conhecer os conteúdo objeto do conhecimento -Analisar habilidade -Garantir a metodologia do Currículo Paulista -Selecionar estratégias de Ensino -Estruturar roteiros -Propor objetivo por objetivo -Pensar no tempo da aula Para planejar aula é preciso: -Utilizar diferentes procedimentos de avaliação
  • 14. Guia foi elaborado sob a perspectiva de que podemos aprender a partir de várias experiências bem sucedidas conduzidas por diversas escolas do estado. Este documento apresenta esclarecimentos e sugestões para fortalecer a interação entre professores e estudantes durante o revezamento, em que alguns estudantes participam de aulas presenciais nas escolas e outros realizam atividades remotamente. Para facilitar a leitura, é apresentado em formato de “passo a passo”.
  • 15. Premissas para o atendimento dos estudantes em contexto de revezamento: › Os estudantes, independentemente da forma de atendimento (presencial ou remoto), têm direito a aprender. › O trabalho do professor deve focar no apoio aos estudantes para o desenvolvimento de suas habilidades essenciais, priorizadas a partir do documento curricular da rede. › Os professores devem planejar e conduzir o conjunto de atividades sequenciadas a serem trabalhadas com os estudantes nos momentos presenciais e remotos, mantendo uma progressão entre elas. › Os professores devem, durante seu planejamento, definir como apoiarão os estudantes de acordo com suas necessidades de aprendizagem para a realização das atividades. › O planejamento do professor deve considerar o revezamento, de forma a garantir a progressão da aprendizagem tanto para os estudantes que participarem de aulas presenciais quanto para os que realizarem atividades remotas. › O trio gestor deve apoiar seus professores na organização dos horários de atendimento presencial e remoto dos estudantes, assim como auxiliar na qualificação das estratégias utilizadas nas aulas.
  • 16. › Quando realizadas atividades remotas, é importante que seja observada a efetiva participação dos estudantes, além da presença, considerando as diversas possibilidades de interação. › Nos atendimentos presenciais devem ser priorizados os estudantes: com severa defasagem de aprendizado, com dificuldade de acesso à tecnologia, com necessidade de alimentação escolar, com saúde mental sob risco, bem como aqueles cujos responsáveis trabalhem em serviços essenciais. › Quando realizadas atividades remotas, é importante que seja observada a efetiva participação dos estudantes, além da presença, considerando as diversas possibilidades de interação. › A interação entre estudantes e professores de cada turma é essencial para o desenvolvimento da aprendizagem, para que sejam identificados os principais avanços e as dificuldades de aprendizagem, bem como sejam realizadas ações para que os estudantes tenham um melhor aproveitamento. › É importante elaborar um plano de comunicação que alcance todos os envolvidos (professores, estudantes e responsáveis) e evidencie as formas de participação dos estudantes em cada dia/semana Premissas para o atendimento dos estudantes em contexto de revezamento:
  • 17.
  • 18. Passo 1 - Definir o sequenciamento das aprendizagens (habilidades e competências) que deverão ser trabalhadas com todos os estudantes para cada período. O primeiro movimento para planejar o atendimento em revezamento é definir o que deve ser ensinado a todos em um determinado período, independentemente se o estudante está em atendimento presencial ou remoto. Tendo como referência as habilidades essenciais e o cronograma de aulas do CMSP. Sugerimos o planejamento para um período de três semanas considerando a estrutura de revezamento semanal dos Grupos A, B e C. Acesse a matriz de habilidades essenciais: Link
  • 19. Passo 2 - Planejar como garantir essas aprendizagens para todos os estudantes naquele período. Planejar o “COMO” certamente é um dos maiores desafios do revezamento entre atendimento presencial e remoto. Indicamos duas atividades interligadas: 2.1) Levantamento das formas de acesso dos estudantes às atividades; 2.2) Planejamento das atividades que serão desenvolvidas com os estudantes.
  • 20. Realizar o levantamento sobre as formas de acesso dos estudantes de cada turma, se possuem equipamento e acesso à internet. exemplo de planilha que pode ajudar nesse levantamento (link para a planilha) . O uso dessa planilha não é obrigatório. No entanto, consideramos ser muito importante que a equipe gestora e os professores tenham essas informações sistematizadas e atualizadas de alguma forma. 2.1) Levantamento das formas de acesso dos estudantes às atividades É importante que a equipe gestora apoie os professores no planejamento das atividades
  • 21. Elaborar o planejamento previamente à aula sempre foi um elemento importante para a qualidade do ensino. No contexto em que vivemos em que temos em uma mesma turma diversas formas de acesso aos estudantes e uma acentuada diversidade nos níveis de aprendizagem, o planejamento é ainda mais primordial Acreditamos que o trabalho colaborativo de discutir e propor possibilidades de como as aprendizagens podem ser trabalhadas com todos os estudantes pode ser um momento muito rico na escola. Para que isso seja ainda mais efetivo, os estudantes podem ser envolvidos na construção de propostas.
  • 22. Escuta e Envolvimento dos Estudantes Sugerimos criar oportunidades para escutar os estudantes, de forma individual ou coletiva. Essa escuta pode explorar elementos como: - entender por quais dispositivos os estudantes acessam os conteúdos; - quais são os pontos mais desafiadores do processo; - o que está funcionando bem e pode ser fortalecido; - sugestões para melhoria dos processos de ensino e aprendizagem. O grêmio estudantil pode ser um grande aliado para a articulação desse momento.
  • 23. 2.2) Planejamento das atividades que serão desenvolvidas com os estudantes. Uma possibilidade de organização e agrupamento para desenvolvimento das atividades: trabalho em pequenos grupos Uma sugestão que algumas escolas têm utilizado é organizar os estudantes em trios, de modo que cada um dos membros pertença a grupos diferentes do revezamento de participação das atividades presenciais. Esse trio não se encontrará presencialmente, mas poderá usar ferramentas como o CMSP para se comunicar e trabalhar em equipe. Nessa organização, atividades são desenvolvidas e entregues ao professor pelo trio. Além disso, o trio inclui sempre um estudante que irá presencialmente à escola a cada dia/semana, que tem o papel de levar dúvidas dos colegas aos professores. Essa organização contribui para engajar todos a participarem e desenvolverem as atividades de forma presencial ou remota, e potencializa a comunicação com os professores.
  • 24. Indicamos um modelo de instrumento que pode ser utilizado pelos professores para facilitar o planejamento das atividades e estratégias que serão utilizadas com os estudantes. Indicamos um modelo de instrumento que pode ser utilizado pelos professores para facilitar o planejamento das atividades e estratégias que serão utilizadas com os estudantes O instrumento “Estrutura para o Plano de Aula do Professor” foi elaborado para ser um meio de planejamento e sistematização do que será ofertado para cada grupo do revezamento, permitindo que o PC tenha uma visão ampla do planejamento do professor, podendo, assim apoiá-lo. Link
  • 25. PASSO 3 - Organizar o cronograma de atividades do professor, com divisão clara do tempo que será destinado às atividades presenciais e remotas. Considerando o contexto de atendimento, é muito importante que o professor planeje suas atividades de forma que haja uma coesão e coerência progressiva entre as atividades presenciais e remotas. Para isso, deve aproveitar os momentos presenciais para, por exemplo: › aprofundar o desenvolvimento de habilidades trabalhadas nas aulas do CMSP › orientar os estudantes sobre o que deverá ser desenvolvido no próximo período de forma remota; › Priorizar o trabalho de apresentação de novos conceitos e conteúdos e prepará-los para o desenvolvimento das atividades de forma remota com o seu apoio; › Realizar a correção e retomada das atividades mais complexas que foram desenvolvidas de forma remota (tendo o cuidado com a gestão do tempo para viabilizar o desenvolvimento de todas as habilidades essenciais). › compartilhar o cronograma de atividades que os estudantes deverão desenvolver no próximo período remoto.
  • 26. Professor assume o papel de orientador, tutor e engajador, apoiando os estudantes da escola na utilização do CMSP e nas rotinas de estudo em casa. Ele também pode desenvolver um papel importante de acompanhar o desenvolvimento das atividades remotas e sistematizar essa informação para os professores poderem atuar, entre outras atividades especificadas no § 3º do artigo 11 da Resolução SEDUC 11/20211 .
  • 27. 3.3) Transmissão de aulas ao vivo das aulas presenciais para os alunos que estão acompanhando remotamente Os professores também podem fazer transmissões ao vivo para os estudantes que estiverem acompanhando remotamente as aulas. Todas as salas estão sendo equipadas com o Kit CMSP, que conta com televisor, estabilizador nobreak, microfone com fio, webcam, suporte TV, moldura touchscreen e caixa de som. Destaca-se, nesses casos, que os estudantes que estiverem participando das aulas remotamente devem ter oportunidades de interação com os professores. Assim, poderão ter suas dúvidas esclarecidas e receberão apoio de acordo com suas necessidades de aprendizagem. Todos os professores da rede podem realizar transmissões pelo CMSP. A ferramenta oferece possibilidades diversas de interação com alunos (chat, vídeo, envio de documentos PDF), com a vantagem de permitir o uso de dados patrocinados. Isso significa que o estudante consegue acompanhar as atividades sem precisar utilizar sua franquia de dados pessoal. Neste link , há um tutorial de como realizar transmissões via CMSP
  • 28. Passo 4: Alinhar as atividades com as aulas do CMSP De acordo com definição da SEDUC, a matriz de habilidades essenciais é o documento norteador para as políticas da rede e o trabalho pedagógico das escolas. O documento também expressa as habilidades a serem priorizadas e desenvolvidas em 2021. Assim, as aulas transmitidas pelo CMSP estão alinhadas a essa premissa. Dessa forma, os professores poderão apoiar-se na programação antecipada das aulas para elaboração do seu próprio plano de aula e indicação das atividades e aulas que os estudantes deverão acompanhar pelo CMSP a cada período. A programação completa com os horários das transmissões para cada série pode ser acessada no site do CMSP . As habilidades a serem trabalhadas, bem como os materiais de apoio das aulas, serão disponibilizados com 15 dias de antecedência no Repositório do CMSP. Para apoiar no processo de planejamento, recomenda-se que os professores utilizem os materiais didáticos disponibilizados pela SEDUC (Aprender Sempre, Currículo em Ação e São Paulo Faz Escola), além das aulas disponibilizadas pelo Centro de Mídias.
  • 29. Passo 4: Alinhar as atividades com as aulas do CMSP É fundamental que o professor oriente o estudante sobre como as aulas acompanhadas no CMSP se articulam às demais atividades que ele vivencia. Caso o estudante esteja na unidade escolar no momento em que a aula é apresentada, o professor poderá orientá-lo a acessá-la posteriormente para Repositório , ou ainda recorrer aos horários de reprise de contraturno transmitidas diariamente no aplicativo, sempre com as aulas do dia anterior. Para cada aula transmitida, o estudante também recebe uma atividade em seu aplicativo. Essa atividade será sempre uma pergunta de múltipla escolha. A resolução das atividades deve ser considerada como frequência do estudante, seguindo o disposto no § 1º do Artigo 8º da Resolução SEDUC 11/20212. Aqui , você encontra o tutorial de como acessar e monitorar as atividades assim como criar atividades propostas pelo próprio professor. Caso o estudante não tenha acesso a um aparelho eletrônico para o acompanhamento das aulas ou das atividades, ele pode ir à escola para utilizar os equipamentos disponíveis. Além disso, as atividades também podem ser impressas para a realização do aluno. .
  • 30. Outra possibilidade interessante para ser explorada na interação presencial com o estudante é o Menu de Conteúdos Integrados. Nele, é possível encontrar pílulas de aulas que são compostas por um vídeo curto e um plano de aula para apoiar a realização de atividades presenciais mediadas pela tecnologia. Os vídeos e roteiros disponibilizados no Menu trabalham as habilidades essenciais e pode ser encontrado aqui . Passo 4: Alinhar as atividades com as aulas do CMSP
  • 31.
  • 32.
  • 33. Obrigada pela participação! Até a próxima reunião!