SEMANA
MUNDIAL
AmamentaçãoeTrabalho
toda sociedade deve apoiar
DE ALEITAMENTO MATERNO
1 a 7 de agosto
2015
DIREITOS DA MULHER TRABALHADORA
Cada relação de trabalho pode oferecer benefícios próprios,
quer seja registro formal, fun...
A mulher que exerce trabalho informal deve ser apoiada
por toda a sociedade para que tenha equilíbrio entre
trabalho, amam...
SALA DE APOIO
à amamentação na empresa
A sala de apoio é um espaço dentro da empresa onde a mulher, com conforto,
privacid...
COMO MANTER A LACTAÇÃO
depois da licença maternidade
Para a mulher produzir leite, o bebê precisa sugar a mama. Esse estím...
COMO RETIRAR E ARMAZENAR O LEITE
Nos últimos 15 dias da licença maternidade, após as mamadas regulares do bebê, a mãe deve...
Depois de descongelado na geladeira, o leite pode ser mantido sob refrigeração por 12 horas. Na hora da mamada, deve-se am...
IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO
Amamentarnãoésóaofertadealimento,mastambémummomentodemuitaintimidadeeternuraentreamãe
eobebê.Oc...
ESPECIALMENTE PARA O BEBÊ,
O LEITE MATERNO:
Reduz a mortalidade infantil
Evita diarreia e infecções respiratórias
Diminui ...
APOIO
Acompanhe a
Associação Portella pelo site:
www.associacaoportella.com.br
e também pelo facebook
Este evento é realiz...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

AMAMENTAÇÃO & TRABALHO - toda sociedade deve apoiar. Folder da Associação Portella

731 visualizações

Publicada em

Essa linda apresentação mostra como podemos apoiar à mulher que amamenta e tem que voltar ao trabalho.
Informa sobre a legislação trabalhista e outras iniciativas como as salas de apoio nas empresas.
Dá dicas de como ordenhar as mamas, conservar o leite, transportá-lo com segurança e ofertar ao lactente.
Uma dos trabalhos da Associação Portella é o PAME -
Programa de Aleitamento Materno na Escola.
O PAME está sendo aplicado em uma escola municipal de Indaiatuba, SP, envolvendo 900 crianças entre 4 e 10 anos. Em breve vamos expandir para outras escolas da rede, o que é um grande desafio. Continuamos no Colégio Rodin, atuando com 450 jovens entre 11 e 18 anos, com a colaboração de 3 alunos voluntários.

Parabéns e obrigado Monica Portella e equipe!

Publicada em: Saúde e medicina

AMAMENTAÇÃO & TRABALHO - toda sociedade deve apoiar. Folder da Associação Portella

  1. 1. SEMANA MUNDIAL AmamentaçãoeTrabalho toda sociedade deve apoiar DE ALEITAMENTO MATERNO 1 a 7 de agosto 2015
  2. 2. DIREITOS DA MULHER TRABALHADORA Cada relação de trabalho pode oferecer benefícios próprios, quer seja registro formal, funcionalismo público, profissional autônomo, empregada doméstica, entre outros. Pela Constituição Federal de 1988 e a CLT (Consolidação das Leis doTrabalho), está garantido: Estabilidade de emprego, da confirmação da gestação até cinco meses após o parto Licença maternidade de 120 dias (4 meses), que pode ser concedida até 28 dias antes do parto Licença maternidade de 180 dias (6 meses) para as trabalhadoras em empresas inscritas no Programa Empresa Cidadã Salário maternidade integral Creche no local de trabalho ou auxílio creche durante o período de amamentação Dois descansos especiais de meia hora cada um durante a jornada de trabalho, além dos intervalos normais para repousoealimentação,atéacriançacompletarseismeses Licença paternidade de 5 dias a partir da data do nascimento do bebê (algumas categorias concedem um intervalo maior, confira na sua empresa!) Em casos excepcionais, prorrogação da licença maternidade em duas semanas, antes e depois do parto, mediante atestado médico Em caso de aborto, licença de 2 semanas Em caso de natimorto após o sexto mês de gestação, licença de 120 dias Em caso de parto antecipado, licença de 120 dias
  3. 3. A mulher que exerce trabalho informal deve ser apoiada por toda a sociedade para que tenha equilíbrio entre trabalho, amamentação e criação dos filhos. PROGRAMA EMPRESA CIDADÃ Atendendo a recomendação da OMS para o desenvolvimento saudável das crianças até 2 anos de idade, em 2008 foi publicada a lei 11.770, que institui o Programa Empresa Cidadã, concedendo incentivo fiscal às empresas ju- rídicasqueampliamalicençamaternidadede120diaspara180dias.Aadesãoporpartedaempresaéfacultativa e deve ser feita no site da Receita Federal. Parausufruirdobenefício,atéofinaldoprimeiromêsapósoparto,atrabalhadoradevesolicitarnaempresaapror- rogaçãodalicençamaternidade. Informe-se se a sua empresa ou o seu município fazem parte do Programa Empresa Cidadã. EMPRESA CIDADÃ ÉotítuloqueoMinistériodaSaúdeconcedeàsempresasinscritasnoPrograma Empresa Cidadã e que oferecem, além de 180 dias de licença maternidade, crecheouauxíliocrecheesaladeapoioparaasfuncionáriasqueamamentam. Estudantes, mães adotivas, mulheres privadas de liber- dade e trabalhadoras rurais também foram contempladas por leis de proteção ao perío- do de maternidade.
  4. 4. SALA DE APOIO à amamentação na empresa A sala de apoio é um espaço dentro da empresa onde a mulher, com conforto, privacidade e segurança, pode retirar o leite, armazenando-o e transportan- do-o de modo adequado para que seja oferecido ao seu filho durante a sua ausência, garantindo a nutrição da criança com o leite materno. BENEFÍCIOS PARA A EMPRESA que incentiva a continuidade da amamentação Diminuição da ausência da funcionária no trabalho para cuidar de seus filhos doentes, já que a mulher que amamenta tem filhos mais saudáveis. Maior concentração da mãe em suas atividades profissionais Melhora na performance da trabalhadora Contribuição para o desenvolvimento de uma sociedade saudável e promissora
  5. 5. COMO MANTER A LACTAÇÃO depois da licença maternidade Para a mulher produzir leite, o bebê precisa sugar a mama. Esse estímulo produz e libera os hormônios da lactação – a prolactina, que produz leite nos alvéolos mamários, e a ocitocina, que facilita a saída do leite das mamas. A prolactina é liberada em maior quantidade durante a noite e, por essa razão, amamentar à noite ajuda a manter uma boa produção de leite. É importante ressaltar que quanto mais o bebê suga, mais leite a mulher produz. Na ausência de sucção do bebê, é necessário esvaziar as mamas em intervalos regulares (2 ou 3 vezes durante a jornada de trabalho) para manter a lactação e fazer estoque de leite para o bebê, garantindo a saúde da criança, a tranquilidade da mãe e a frequência no trabalho com maior concentração e produtividade. A sala de apoio à amamentação no local de trabalho é ideal para realizar esse pro- cedimento com segurança. Ter horários flexíveis, podendo chegar mais tarde, sair mais cedo e reduzir a carga horária, é outro fator que favorece a amamentação. É fundamental que a mãe converse com todas as pessoas que estarão envolvidas direta ou indiretamente no seu processo de ama- mentação (familiares, chefe, colegas de trabalho, profissionais da saúde, cuidadores, equipe da creche) e explique a importância da continuidade da amamentação, tanto para a ela como para o bebê.
  6. 6. COMO RETIRAR E ARMAZENAR O LEITE Nos últimos 15 dias da licença maternidade, após as mamadas regulares do bebê, a mãe deve retirar o excesso de leite e armazená-lo em pequenas porções no freezer ou congelador, devidamente identificadas com data e hora da retirada. Esse estoque de leite será utilizado quando a mãe voltar a trabalhar, e deve ser oferecido ao bebê através de xícara, copinho ou colher. O leite deve ser armazenado em frasco de vidro com tampa plástica de rosca, previamente lavado e fervido por 15 minutos. O leite cru guardado na geladeira tem validade de 12 horas e, quando armazenado no freezer ou congelador, tem validade de 15 dias. Para a retirada e armazenamento do leite materno, recomenda-se os passos a seguir: Retirar anéis, pulseiras e relógio. Para evitar a contaminação durante a extração do leite, os cabelos devem estar presos e cobertos com uma touca ou lenço, e a boca também deve estar coberta com um tecido ou máscara. Lavar as mãos e braços com água e sabão, e as mamas somente com água limpa, secando em seguido com uma toalha limpa. Sentar confortavelmente (relaxar e pensar no bebê, facilita a saída do leite). Massagear as mamas, iniciando pela aréola e depois por toda a mama e, posteriormente, fazer expressão para a saída do leite. Desprezarasprimeirasgotasoujatosdeleitemanualmenteedepoisiniciaracoletanofrasco.Aretiradadoleitedasmamaspodeserfeita manualmente ou através de bomba de ordenha. Ao finalizar o processo, fechar o frasco e guardá-lo no freezer ou congelador, devidamente identificado (nome, data e horário).
  7. 7. Depois de descongelado na geladeira, o leite pode ser mantido sob refrigeração por 12 horas. Na hora da mamada, deve-se amornar o leite em banho maria com o fogo desligado. O leite aquecido e não utilizado deve ser desprezado. Vale lembrar que o uso de chupeta e mamadeira é prejudicial para a saúde da criança assim como para a amamentação. Oleitematernoretiradoforadecasadevesertransportadoemcaixaousacolatérmica,estandoofrascoenvoltoemumsacocomgeloouem gelox e, ao chegar em casa, deve ser armazenado no freezer ou congelador. É importante treinar a pessoa que vai cuidar do bebê na ausência da mãe para que ela se sinta segura e o bebê fique bem alimentado. Se for possível, o bebê pode ser levado ao local de trabalho para ser amamentado.
  8. 8. IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO Amamentarnãoésóaofertadealimento,mastambémummomentodemuitaintimidadeeternuraentreamãe eobebê.Ocontatopeleapele,ocheiro,osolhares,osomdavozedosbatimentoscardíacos,ascaríciaseoembalo favorecem o desenvolvimento físico e emocional da criança, além de ser um elo para estabelecer o vínculo afetivo que se estenderá por toda a vida. O leite materno é essencial para a criança, pois contém anticorpos e todos os nutrientes fundamentais para o seu crescimento adequado e saudável. É impossível imitar o leite humano e cada mulher produz o leite ideal para o seu filho. Amamentar oferece in- úmeros benefícios para o bebê, a mãe, a família e a sociedade. A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que o aleitamento materno seja exclusivo até o sexto mês de vida da criança e, após a introdução da alimentação complementar, que ele seja mantido até dois anos ou mais. Amamentar é legalmente reconhecido como um direito humano pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (1990).
  9. 9. ESPECIALMENTE PARA O BEBÊ, O LEITE MATERNO: Reduz a mortalidade infantil Evita diarreia e infecções respiratórias Diminui a probabilidade de alergias, o risco de colesterol alto, diabetes, hipertensão e a chance de obesidade Promove efeito positivo na inteligência Auxilia no desenvolvimento da cavidade bucal Melhora a qualidade de vida É impossível imitar o leite humano e cada mulher produz o leite ideal para o seu filho. Amamentar oferece inúmeros benefícios para o bebê, a mãe, a família e a sociedade.
  10. 10. APOIO Acompanhe a Associação Portella pelo site: www.associacaoportella.com.br e também pelo facebook Este evento é realizado em Indaiatuba por:

×