SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
Baixar para ler offline
Ciências Naturais
Ciências Naturais - ICRM 1
Bactérias patogênicas
 Apenas 30% das bactérias conhecidas são
patogênicas, isto é, que causam doenças
como: hanseníase, tuberculose, sífilis,
gonorreia, pneumonia, cólera, botulismo, febre
tifoide, tétano e meningite bacteriana.
Ciências Naturais - ICRM 2
Ciências Naturais - ICRM 3
Hanseníase
Ciências Naturais - ICRM 4
Hanseníase
 É uma doença infecciosa causada pelo bacilo
Mycobacterium leprae que afeta os nervos e a
pele e que provoca danos severos.
 Ao penetrar no organismo, a bactéria
desencadeia uma luta com o sistema de
defesa. Dependendo do resultado dessa
batalha, após um período de incubação
prolongado, que pode variar de seis meses a
seis anos, o indivíduo poderá desenvolver uma
doença, a hanseníase, que apresenta várias
formas clínicas e diversos tipos de
manifestações na pele.
Ciências Naturais - ICRM 5
Ciências Naturais - ICRM 6
Ciências Naturais - ICRM 7
Tuberculose
Ciências Naturais - ICRM 8
Ciências Naturais - ICRM 9
Ciências Naturais - ICRM 10
Sífilis
Ciências Naturais - ICRM 11
 Sífilis ou lues é uma doença
infectocontagiosa, sexualmente
transmissível, causada pela bactéria
Treponema pallidum.
 Pode também ser transmitida verticalmente,
ou seja, da mãe para o feto, por transfusão
de sangue ou por contato direto com sangue
contaminado.
 Se não for tratada precocemente, pode
comprometer vários órgãos como olhos,
pele, ossos, coração, cérebro e sistema
nervoso.
Ciências Naturais - ICRM 12
Gonorreia
 A partir do momento em que penetra no
canal da uretra, a bactéria provoca
inflamação local, infecção, dor ou ardor
ao urinar e saída de secreção purulenta
através da uretra.
 Nos homens, em geral, a doença
provoca sintomas mais aparentes
(secreção purulenta, ardor, eritema),
mas, nas mulheres, pode ser
assintomática.
Ciências Naturais - ICRM 13
Ciências Naturais - ICRM 14
Bactéria Neisseria gonorrhoeae
Superbactéria
(KPC)
Ciências Naturais - ICRM 15
• A transmissão ocorre em ambiente
hospitalar, através do contato com
secreções do paciente infectado,
desde que não sejam respeitadas
normas básicas de desinfecção e
higiene.
• A KPC pode causar pneumonia,
infecções sanguíneas, no trato
urinário, em feridas cirúrgicas,
enfermidades que podem evoluir
para um quadro de infecção
generalizada, muitas vezes,
mortal.
Pneumonia
Ciências Naturais - ICRM 16
Ciências Naturais - ICRM 17
Cólera
 É uma doença causada pelo vibrião colérico
(Vibrio cholerae), uma bactéria que se
multiplica rapidamente no intestino humano
produzindo uma potente toxina que provoca
diarreia intensa.
 Ela afeta apenas os seres humanos e a sua
transmissão é diretamente dos dejetos
fecais de doentes por ingestão oral,
principalmente em água contaminada.
Ciências Naturais - ICRM 18
Botulismo
Ciências Naturais - ICRM 19
Tétano
 Doença infecciosa que pode levar à morte.
 É causada pela neurotoxina produzida pela
bactéria Clostridium tetani que desencadeia
fortes contrações musculares, podendo ocorrer
parada respiratória e/ou cardíaca.
 Evitar ferimentos em locais sujos de terra ou
esterco; cuidados no parto.
Ciências Naturais - ICRM 20
Difteria
 Difteria (ou crupe) é uma doença respiratória
infectocontagiosa, causada pelo bacilo Corynebacterium
diphtheriae que se instala nas amídalas, faringe, laringe,
nariz e, em alguns casos, nas mucosas e na pele.
 O período de incubação costuma durar de um a seis dias,
mas pode ser um pouco mais longo. A transmissão ocorre
pelo contato direto com a pessoa doente ou com
portadores assintomáticos da bactéria, através de
gotículas eliminadas pela tosse, pelo espirro e ao falar, ou
pelo contato com as lesões cutâneas.
 A enfermidade é mais prevalente na infância, Em geral, se
manifesta depois de resfriados e gripes nas crianças que
não foram imunizadas. No entanto, também pode
acometer adultos que não foram vacinados.
Ciências Naturais - ICRM 21
Coqueluche
Ciências Naturais - ICRM 22
Tifo
 A doença acontece quando a bactéria entra em
contato com humanos, normalmente através de
vetores como pulgas, piolhos ou carrapatos que
as adquiriram de animais como ratos, gatos,
gambás e outros.
 Sintomas: dores de cabeça, calafrio, febre, dor no
corpo e nas articulações, manchas vermelhas que
perseveram por duas ou três semanas.
 O diagnóstico é feito através de exame
laboratorial e o tratamento é realizado à base de
antibióticos como as tetraciclinas.
 Ocorrem surtos em países da Ásia, África e
América do Sul. No Brasil, não existem registros
de sua ocorrência.
Ciências Naturais - ICRM 23
Febre tifoide
 É uma doença infectocontagiosa causada pela bactéria
Salmonella typhi. A febre tifoide é uma doença distinta e não
relacionada com o tifo.
 A transmissão se dá exclusivamente por via fecal-oral. Ao
penetrar no organismo, as bactérias caem na corrente
sanguínea. Nessa fase, surgem os primeiros sintomas. Como a
Salmonella typhi pode multiplicar-se no interior das células de
defesa, a infecção se dissemina pelo organismo. Os órgãos
mais afetados costumam ser o fígado, baço, vesícula, medula
óssea e todo o intestino.
 Sintomas: febre prolongada, alterações intestinais que vão da
constipação à diarreia com sangue, dor de cabeça, falta de
apetite, mal-estar, prostração, aumento do fígado e baço,
distensão e dores abdominais, náuseas e vômitos. Em alguns
casos, aparecem manchas rosadas no tórax e abdômen.
Ciências Naturais - ICRM 24
Leptospirose
Ciências Naturais - ICRM 25
Meningite bacteriana
Ciências Naturais - ICRM 26
Antibióticos
 O primeiro antibiótico a ser utilizado
como tratamento de doenças
bacterianas foi a penicilina, descoberta
em 1929.
Ciências Naturais - ICRM 27
Vacinas - Imunização
 As vacinas são fabricadas a partir das
próprias bactérias, que são
enfraquecidas e introduzidas em nosso
organismo. Desta forma o organismo
produz anticorpos (substâncias que
neutralizam as bactérias) e fica
imunizado à doença causada por aquela
bactéria.
Ciências Naturais - ICRM 28
Ciências Naturais - ICRM 29
Ciências Naturais - ICRM 30
Ciências Naturais - ICRM 31
Ciências Naturais - ICRM 32
Ciências Naturais – Prof.ª Ivanise Meyer (2015) 33

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bactérias e Vírus
Bactérias e VírusBactérias e Vírus
Bactérias e VírusIsabel Lopes
 
Apresentação de slide 7º ano
Apresentação de slide 7º anoApresentação de slide 7º ano
Apresentação de slide 7º anozelia49
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoGhiordanno Bruno
 
1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologiaIeda Dorneles
 
Imunologia - Vacinas
Imunologia - VacinasImunologia - Vacinas
Imunologia - VacinasLABIMUNO UFBA
 
Microscopia
MicroscopiaMicroscopia
MicroscopiaCatir
 
7 biossegurança laboratorial
7 biossegurança laboratorial7 biossegurança laboratorial
7 biossegurança laboratorialWilliam Dutra
 
Doenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoáriosDoenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoáriosMarcos Santos
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervosoCatir
 
Introdução a Parasitologia
Introdução a ParasitologiaIntrodução a Parasitologia
Introdução a ParasitologiaSafia Naser
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema ImunológicoSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema ImunológicoTurma Olímpica
 
AEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AIS
AEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AISAEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AIS
AEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AISProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoGabriel Resende
 

Mais procurados (20)

Bactérias e Vírus
Bactérias e VírusBactérias e Vírus
Bactérias e Vírus
 
Apresentação de slide 7º ano
Apresentação de slide 7º anoApresentação de slide 7º ano
Apresentação de slide 7º ano
 
Proteinas
ProteinasProteinas
Proteinas
 
2 relações ecológicas
2   relações ecológicas2   relações ecológicas
2 relações ecológicas
 
Parasitoses humanas
Parasitoses humanasParasitoses humanas
Parasitoses humanas
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento Científico
 
1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
Os vírus
Os vírusOs vírus
Os vírus
 
Imunologia - Vacinas
Imunologia - VacinasImunologia - Vacinas
Imunologia - Vacinas
 
Boas praticas laboratoriais
Boas praticas laboratoriaisBoas praticas laboratoriais
Boas praticas laboratoriais
 
Tecido sanguineo
Tecido sanguineoTecido sanguineo
Tecido sanguineo
 
Microscopia
MicroscopiaMicroscopia
Microscopia
 
7 biossegurança laboratorial
7 biossegurança laboratorial7 biossegurança laboratorial
7 biossegurança laboratorial
 
Doenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoáriosDoenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoários
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Introdução a Parasitologia
Introdução a ParasitologiaIntrodução a Parasitologia
Introdução a Parasitologia
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema ImunológicoSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
 
AEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AIS
AEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AISAEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AIS
AEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AIS
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
 

Destaque

Interações ecologicas completa
Interações ecologicas completaInterações ecologicas completa
Interações ecologicas completaVjezhtitza
 
África Aula Ivanise Meyer
África Aula Ivanise MeyerÁfrica Aula Ivanise Meyer
África Aula Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Seminario mircro geral_contaminantes_alimentos
Seminario mircro geral_contaminantes_alimentosSeminario mircro geral_contaminantes_alimentos
Seminario mircro geral_contaminantes_alimentosMICROBIOLOGIA-CSL-UFSJ
 

Destaque (6)

Interações ecologicas completa
Interações ecologicas completaInterações ecologicas completa
Interações ecologicas completa
 
África Aula Ivanise Meyer
África Aula Ivanise MeyerÁfrica Aula Ivanise Meyer
África Aula Ivanise Meyer
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
 
Seminario mircro geral_contaminantes_alimentos
Seminario mircro geral_contaminantes_alimentosSeminario mircro geral_contaminantes_alimentos
Seminario mircro geral_contaminantes_alimentos
 
BactéRias
BactéRiasBactéRias
BactéRias
 

Semelhante a Reino monera bactérias patogênicas prof Ivanise Meyer

Doenças: Vírus, Bactérias e Vermes
Doenças: Vírus, Bactérias e VermesDoenças: Vírus, Bactérias e Vermes
Doenças: Vírus, Bactérias e VermesCarlos Priante
 
Doenças Causadas Por Bactérias
Doenças Causadas Por BactériasDoenças Causadas Por Bactérias
Doenças Causadas Por BactériasSimone Miranda
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Bacterioses
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre BacteriosesSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Bacterioses
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre BacteriosesTurma Olímpica
 
Doencas em geral
Doencas em geralDoencas em geral
Doencas em geralescola
 
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasBiologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasAlpha Colégio e Vestibulares
 
Bactérias patogênicas
Bactérias patogênicasBactérias patogênicas
Bactérias patogênicasfloripa-lucas
 
As principais parasitoses humanas
As principais parasitoses humanasAs principais parasitoses humanas
As principais parasitoses humanasLetícia Oliveira
 
Doenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactériasDoenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactériasCharles Carvalho
 
trabalho de bio doenças completo parte 2
trabalho de bio   doenças completo parte 2trabalho de bio   doenças completo parte 2
trabalho de bio doenças completo parte 2eld09
 
As doenças sexualmente transmíssíveis
As doenças sexualmente transmíssíveisAs doenças sexualmente transmíssíveis
As doenças sexualmente transmíssíveispedrobrandao39
 
saude publica.pdf
saude publica.pdfsaude publica.pdf
saude publica.pdfANA FONSECA
 
Tuberculose em hospitais
Tuberculose em hospitaisTuberculose em hospitais
Tuberculose em hospitaisJosy Farias
 
Doenças
DoençasDoenças
Doençaseld09
 

Semelhante a Reino monera bactérias patogênicas prof Ivanise Meyer (20)

Doenças: Vírus, Bactérias e Vermes
Doenças: Vírus, Bactérias e VermesDoenças: Vírus, Bactérias e Vermes
Doenças: Vírus, Bactérias e Vermes
 
Doenças Causadas Por Bactérias
Doenças Causadas Por BactériasDoenças Causadas Por Bactérias
Doenças Causadas Por Bactérias
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Bacterioses
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre BacteriosesSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Bacterioses
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Bacterioses
 
Doencas em geral
Doencas em geralDoencas em geral
Doencas em geral
 
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasBiologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
 
Bactérias patogênicas
Bactérias patogênicasBactérias patogênicas
Bactérias patogênicas
 
As principais parasitoses humanas
As principais parasitoses humanasAs principais parasitoses humanas
As principais parasitoses humanas
 
Doenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactériasDoenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactérias
 
trabalho de bio doenças completo parte 2
trabalho de bio   doenças completo parte 2trabalho de bio   doenças completo parte 2
trabalho de bio doenças completo parte 2
 
Ii unidade aula 1
Ii unidade   aula 1Ii unidade   aula 1
Ii unidade aula 1
 
dtp
dtp dtp
dtp
 
As doenças sexualmente transmíssíveis
As doenças sexualmente transmíssíveisAs doenças sexualmente transmíssíveis
As doenças sexualmente transmíssíveis
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
 
saude publica.pdf
saude publica.pdfsaude publica.pdf
saude publica.pdf
 
Doenças bacterianas
Doenças bacterianasDoenças bacterianas
Doenças bacterianas
 
Tuberculose em hospitais
Tuberculose em hospitaisTuberculose em hospitais
Tuberculose em hospitais
 
Saúde coletiva - Difiteria (crupe)
Saúde coletiva - Difiteria (crupe)Saúde coletiva - Difiteria (crupe)
Saúde coletiva - Difiteria (crupe)
 
Enfermidades
EnfermidadesEnfermidades
Enfermidades
 
Herpes
HerpesHerpes
Herpes
 
Doenças
DoençasDoenças
Doenças
 

Mais de Ivanise Meyer

Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Petróleo parte 1 prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 1  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 1  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 1 prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Tabela periódica prof Ivanise Meyer
Tabela periódica  prof Ivanise MeyerTabela periódica  prof Ivanise Meyer
Tabela periódica prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Tabagismo a química do cigarro prof Ivanise Meyer
Tabagismo a química do cigarro  prof Ivanise MeyerTabagismo a química do cigarro  prof Ivanise Meyer
Tabagismo a química do cigarro prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Química substâncias prof Ivanise Meyer
Química substâncias  prof Ivanise MeyerQuímica substâncias  prof Ivanise Meyer
Química substâncias prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Noções de química prof Ivanise Meyer
Noções de química prof Ivanise MeyerNoções de química prof Ivanise Meyer
Noções de química prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria  prof Ivanise MeyerEstrutura da matéria  prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise MeyerEstados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Termologia prof Ivanise Meyer
Termologia prof Ivanise MeyerTermologia prof Ivanise Meyer
Termologia prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Óptica visão prof ivanise meyer
Óptica visão prof ivanise meyerÓptica visão prof ivanise meyer
Óptica visão prof ivanise meyerIvanise Meyer
 
Óptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise MeyerÓptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Mecânica cinemática prof Ivanise Meyer
Mecânica cinemática prof Ivanise MeyerMecânica cinemática prof Ivanise Meyer
Mecânica cinemática prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Física noções prof Ivanise Meyer
Física noções prof Ivanise MeyerFísica noções prof Ivanise Meyer
Física noções prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Energia prof Ivanise Meyer
Energia prof Ivanise MeyerEnergia prof Ivanise Meyer
Energia prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Acústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise MeyerAcústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema respiratório prof Ivanise Meyer
Sistema respiratório prof Ivanise MeyerSistema respiratório prof Ivanise Meyer
Sistema respiratório prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
Sistema reprodutor humano prof Ivanise MeyerSistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
Sistema reprodutor humano prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise MeyerSistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema locomotor prof Ivanise Meyer
Sistema locomotor prof Ivanise MeyerSistema locomotor prof Ivanise Meyer
Sistema locomotor prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema linfático prof Ivanise Meyer
Sistema linfático prof Ivanise MeyerSistema linfático prof Ivanise Meyer
Sistema linfático prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 

Mais de Ivanise Meyer (20)

Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
 
Petróleo parte 1 prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 1  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 1  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 1 prof Ivanise Meyer
 
Tabela periódica prof Ivanise Meyer
Tabela periódica  prof Ivanise MeyerTabela periódica  prof Ivanise Meyer
Tabela periódica prof Ivanise Meyer
 
Tabagismo a química do cigarro prof Ivanise Meyer
Tabagismo a química do cigarro  prof Ivanise MeyerTabagismo a química do cigarro  prof Ivanise Meyer
Tabagismo a química do cigarro prof Ivanise Meyer
 
Química substâncias prof Ivanise Meyer
Química substâncias  prof Ivanise MeyerQuímica substâncias  prof Ivanise Meyer
Química substâncias prof Ivanise Meyer
 
Noções de química prof Ivanise Meyer
Noções de química prof Ivanise MeyerNoções de química prof Ivanise Meyer
Noções de química prof Ivanise Meyer
 
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria  prof Ivanise MeyerEstrutura da matéria  prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
 
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise MeyerEstados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
 
Termologia prof Ivanise Meyer
Termologia prof Ivanise MeyerTermologia prof Ivanise Meyer
Termologia prof Ivanise Meyer
 
Óptica visão prof ivanise meyer
Óptica visão prof ivanise meyerÓptica visão prof ivanise meyer
Óptica visão prof ivanise meyer
 
Óptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise MeyerÓptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise Meyer
 
Mecânica cinemática prof Ivanise Meyer
Mecânica cinemática prof Ivanise MeyerMecânica cinemática prof Ivanise Meyer
Mecânica cinemática prof Ivanise Meyer
 
Física noções prof Ivanise Meyer
Física noções prof Ivanise MeyerFísica noções prof Ivanise Meyer
Física noções prof Ivanise Meyer
 
Energia prof Ivanise Meyer
Energia prof Ivanise MeyerEnergia prof Ivanise Meyer
Energia prof Ivanise Meyer
 
Acústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise MeyerAcústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise Meyer
 
Sistema respiratório prof Ivanise Meyer
Sistema respiratório prof Ivanise MeyerSistema respiratório prof Ivanise Meyer
Sistema respiratório prof Ivanise Meyer
 
Sistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
Sistema reprodutor humano prof Ivanise MeyerSistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
Sistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
 
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise MeyerSistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
 
Sistema locomotor prof Ivanise Meyer
Sistema locomotor prof Ivanise MeyerSistema locomotor prof Ivanise Meyer
Sistema locomotor prof Ivanise Meyer
 
Sistema linfático prof Ivanise Meyer
Sistema linfático prof Ivanise MeyerSistema linfático prof Ivanise Meyer
Sistema linfático prof Ivanise Meyer
 

Último

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxrenatacolbeich1
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 

Último (20)

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 

Reino monera bactérias patogênicas prof Ivanise Meyer

  • 2. Bactérias patogênicas  Apenas 30% das bactérias conhecidas são patogênicas, isto é, que causam doenças como: hanseníase, tuberculose, sífilis, gonorreia, pneumonia, cólera, botulismo, febre tifoide, tétano e meningite bacteriana. Ciências Naturais - ICRM 2
  • 5. Hanseníase  É uma doença infecciosa causada pelo bacilo Mycobacterium leprae que afeta os nervos e a pele e que provoca danos severos.  Ao penetrar no organismo, a bactéria desencadeia uma luta com o sistema de defesa. Dependendo do resultado dessa batalha, após um período de incubação prolongado, que pode variar de seis meses a seis anos, o indivíduo poderá desenvolver uma doença, a hanseníase, que apresenta várias formas clínicas e diversos tipos de manifestações na pele. Ciências Naturais - ICRM 5
  • 12.  Sífilis ou lues é uma doença infectocontagiosa, sexualmente transmissível, causada pela bactéria Treponema pallidum.  Pode também ser transmitida verticalmente, ou seja, da mãe para o feto, por transfusão de sangue ou por contato direto com sangue contaminado.  Se não for tratada precocemente, pode comprometer vários órgãos como olhos, pele, ossos, coração, cérebro e sistema nervoso. Ciências Naturais - ICRM 12
  • 13. Gonorreia  A partir do momento em que penetra no canal da uretra, a bactéria provoca inflamação local, infecção, dor ou ardor ao urinar e saída de secreção purulenta através da uretra.  Nos homens, em geral, a doença provoca sintomas mais aparentes (secreção purulenta, ardor, eritema), mas, nas mulheres, pode ser assintomática. Ciências Naturais - ICRM 13
  • 14. Ciências Naturais - ICRM 14 Bactéria Neisseria gonorrhoeae
  • 15. Superbactéria (KPC) Ciências Naturais - ICRM 15 • A transmissão ocorre em ambiente hospitalar, através do contato com secreções do paciente infectado, desde que não sejam respeitadas normas básicas de desinfecção e higiene. • A KPC pode causar pneumonia, infecções sanguíneas, no trato urinário, em feridas cirúrgicas, enfermidades que podem evoluir para um quadro de infecção generalizada, muitas vezes, mortal.
  • 18. Cólera  É uma doença causada pelo vibrião colérico (Vibrio cholerae), uma bactéria que se multiplica rapidamente no intestino humano produzindo uma potente toxina que provoca diarreia intensa.  Ela afeta apenas os seres humanos e a sua transmissão é diretamente dos dejetos fecais de doentes por ingestão oral, principalmente em água contaminada. Ciências Naturais - ICRM 18
  • 20. Tétano  Doença infecciosa que pode levar à morte.  É causada pela neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium tetani que desencadeia fortes contrações musculares, podendo ocorrer parada respiratória e/ou cardíaca.  Evitar ferimentos em locais sujos de terra ou esterco; cuidados no parto. Ciências Naturais - ICRM 20
  • 21. Difteria  Difteria (ou crupe) é uma doença respiratória infectocontagiosa, causada pelo bacilo Corynebacterium diphtheriae que se instala nas amídalas, faringe, laringe, nariz e, em alguns casos, nas mucosas e na pele.  O período de incubação costuma durar de um a seis dias, mas pode ser um pouco mais longo. A transmissão ocorre pelo contato direto com a pessoa doente ou com portadores assintomáticos da bactéria, através de gotículas eliminadas pela tosse, pelo espirro e ao falar, ou pelo contato com as lesões cutâneas.  A enfermidade é mais prevalente na infância, Em geral, se manifesta depois de resfriados e gripes nas crianças que não foram imunizadas. No entanto, também pode acometer adultos que não foram vacinados. Ciências Naturais - ICRM 21
  • 23. Tifo  A doença acontece quando a bactéria entra em contato com humanos, normalmente através de vetores como pulgas, piolhos ou carrapatos que as adquiriram de animais como ratos, gatos, gambás e outros.  Sintomas: dores de cabeça, calafrio, febre, dor no corpo e nas articulações, manchas vermelhas que perseveram por duas ou três semanas.  O diagnóstico é feito através de exame laboratorial e o tratamento é realizado à base de antibióticos como as tetraciclinas.  Ocorrem surtos em países da Ásia, África e América do Sul. No Brasil, não existem registros de sua ocorrência. Ciências Naturais - ICRM 23
  • 24. Febre tifoide  É uma doença infectocontagiosa causada pela bactéria Salmonella typhi. A febre tifoide é uma doença distinta e não relacionada com o tifo.  A transmissão se dá exclusivamente por via fecal-oral. Ao penetrar no organismo, as bactérias caem na corrente sanguínea. Nessa fase, surgem os primeiros sintomas. Como a Salmonella typhi pode multiplicar-se no interior das células de defesa, a infecção se dissemina pelo organismo. Os órgãos mais afetados costumam ser o fígado, baço, vesícula, medula óssea e todo o intestino.  Sintomas: febre prolongada, alterações intestinais que vão da constipação à diarreia com sangue, dor de cabeça, falta de apetite, mal-estar, prostração, aumento do fígado e baço, distensão e dores abdominais, náuseas e vômitos. Em alguns casos, aparecem manchas rosadas no tórax e abdômen. Ciências Naturais - ICRM 24
  • 27. Antibióticos  O primeiro antibiótico a ser utilizado como tratamento de doenças bacterianas foi a penicilina, descoberta em 1929. Ciências Naturais - ICRM 27
  • 28. Vacinas - Imunização  As vacinas são fabricadas a partir das próprias bactérias, que são enfraquecidas e introduzidas em nosso organismo. Desta forma o organismo produz anticorpos (substâncias que neutralizam as bactérias) e fica imunizado à doença causada por aquela bactéria. Ciências Naturais - ICRM 28
  • 33. Ciências Naturais – Prof.ª Ivanise Meyer (2015) 33