Luiz Fernando de Almeida Freitas
Arquiteto e Urbanista
CoOperaAtiva@gmail.com
PROSAMIM - Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus -AM
Governo do Estado do Amazonas - Manaus (2004/2007). SEIN...
Igarapés de Manaus – Bacia do Educandos
Igarapés de Centrais de Manaus – Bacia do Educandos
Habitação em Palafitas
Palafitas a erradicar
Manaus em 2007 - foto de LFAF
Manausem1996-fotodeLFAF
PROJETO DE HABITAÇÃO SOCIAL – NO PROGRAMA SOCIAL E AMBIENTAL
DOS IGARAPÉS DE MANAUS – PROSAMIM. Atendimento às diretrizes ...
CONDICIONANTES
• Entendemos que para esta tarefa deveremos verificar os componentes do
desenho urbano e arquitetural conte...
CONDICIONANTES
Nossa argumentação baseia-se em que há uma mudança, ainda que iniciante,
no método de reproporcionar à conc...
Imagens dos Estudos Preliminares
CONDICIONANTES
A idéia é de que a cidade nos parâmetros atuais pode comportar mais densid...
ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 1
Esta concepção tem como proposta uma visão da própria cidade conhecid...
ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 1
1 - Moradia Individual - respeitar o conceito de adotar a solução que...
ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 1
2 - Menor número possível de variações – procurou-se ter o menor núme...
ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 2
• 3 - Essas unidades habitacionais são agregadas de duas formas segun...
5 - Tipologia evolutiva - De modo a atender a condição de custo mínimo e dar
resposta às restrições orçamentárias impostas...
ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 2
6 - As pequenas praças incorporadas aos blocos têm a intenção de refo...
Platôs de Implantação
Cortes
Sistema Construtivo:
Blocos Cerâmicos Estruturais e Autoportantes
Sistema construtivo proposto – alvenaria autoportante
Sistema construtivo proposto – alvenaria autoportante
PROSAMIM – GRUPO 7: TÉRREO.
PROSAMIM – GRUPO 7: 1º. Pavimento.
PROSAMIM – GRUPO 7: 2º. Pavimento.
PROSAMIM – GRUPO 7: COBERTURA.
O Projeto Paisagístico de autoria da paisagista CLAÚDIA BRACK DUARTE trata de
todas as áreas livres, canteiros e praças, a...
“O projeto de Paisagismo deve privilegiar a permeabilidade do solo
(...) deve-se minimizar as estruturas construídas...”
C...
Situação em agosto 2006
Situação em março 2007
Situação em março 2007
Situação de março a junho 2007
‘ATIVOS URBANOS’ : CENTRALIZAÇÃO E NOVA
DINÂMICA DE OCUPAÇÃO!
ATIVOS URBANOS:
‘TERRA URBANIZADA E BEM LOCALIZADA’!
‘ATIVOS URBANOS’ : A TERRA EM NOVA
DINÂMICA DE OCUPAÇÃO!
Situação em junho 2007
Situação em junho/agosto 2007
Fotos de Maria Elisa Baptista - 2009
Fotos de Maria Elisa Baptista - 2009
Fotos de Maria Elisa Baptista - 2009
Fotos de ANA ISA BUENO - 2010
Fotos de ANA ISA BUENO
FotosdeANAISABUENO-2010
FotodeLuizF.A.Freitas-2007
FotodeMariaElisaBaptista-2009
FotodeJoãoWhitaquerFerreira-2012
Fotos de Laís Viggiano, Manaus 2012
FotodeLaísViggiano,Manaus2012
FotodeAlexMarquesRosa-2012
Imagens:[www.prosamim.am.gov.br]Manaus2013.
Imagens:[www.prosamim.am.gov.br]Manaus2013.
Imagens: [ google earth - prosamim – street view] Manaus 2013.(data provável)
FICHA TÉCNICA do Projeto de Habitação Social do PROSAMIM 1 –
Programa de Saneamento Ambiental dos Igarapés de Manaus/Amazo...
• CIDADE COMO UM JOGO DE CARTAS, A
Santos, Carlos Nelson F. Dos; Eduff/Prolivros; Niterói – São Paulo: 1988;
• CHARLES COR...
Referência Curricular
 É Arquiteto e Urbanista, Diretor da CoOperaAtiva - Cooperativa de Profissionais do Habitat do Rio ...
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social

3.003 visualizações

Publicada em

Palestra do arquiteto Luiz Fernando de Almeida Freitas apresentada na sede do IAB-RJ, no dia 18 de março, sobre o projeto de habitação social que desenvolveu em Manaus (AM).

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.003
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
754
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação - Desenho urbano e arquitetura para habitação de interesse social

  1. 1. Luiz Fernando de Almeida Freitas Arquiteto e Urbanista CoOperaAtiva@gmail.com
  2. 2. PROSAMIM - Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus -AM Governo do Estado do Amazonas - Manaus (2004/2007). SEINF - Secretaria de Estado de Infra-estrutura ; UGPI/CONSORCIO ENGEVIX-QUANTA/CONSTRUTORA ANDRADE GUTIERREZ S.A. FINANCIAMENTO: BID – BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO. Atendimento às diretrizes sociais, urbanísticas e das arquiteturas, estabelecidas pelo Bird – Banco Interamericano de Desenvolvimento, para erradicação de habitações em palafitas e o reassentamento das 1.006 famílias dos Igarapés da Área central de Manaus/AM. Elaboração dos projetos EXECUTIVOS Microurbanísticos, projetos de arquitetura complementares e assessoria técnica. Em 2012, foi citado nas publicações “Produzir Casas ou Construir Cidades?” de João Sette Whitaker Ferreira; Ed.LabHab-USP/FUPAM – São Paulo e em “URBANIZAÇÃO DE FAVELAS – Lições Aprendidas no Brasil” de Fernanda Magalhães e Francesco Di Villarosa; Produção Editorial Letra e Imagem para o Bird – Banco Interamericano de Desenvolvimento, Washington, D.C.:2012©. Em 2013 documento tratando do Projeto e suas condicionantes de atendimento à população produzido por pesquisadores do MIT recebeu prêmio do Congresso dos EUA.
  3. 3. Igarapés de Manaus – Bacia do Educandos
  4. 4. Igarapés de Centrais de Manaus – Bacia do Educandos
  5. 5. Habitação em Palafitas
  6. 6. Palafitas a erradicar
  7. 7. Manaus em 2007 - foto de LFAF Manausem1996-fotodeLFAF
  8. 8. PROJETO DE HABITAÇÃO SOCIAL – NO PROGRAMA SOCIAL E AMBIENTAL DOS IGARAPÉS DE MANAUS – PROSAMIM. Atendimento às diretrizes sociais, urbanísticas e das arquiteturas, estabelecidas pelo BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento, para erradicação de habitações em palafitas e o reassentamento de 1.056 famílias dos Igarapés da Área central de Manaus/AM. Elaboração dos PROJETOS EXECUTIVOS: Micro-urbanísticos e Implantação, projetos de Arquitetura, Paisagismo, complementares das edificações e assessoria técnica.
  9. 9. CONDICIONANTES • Entendemos que para esta tarefa deveremos verificar os componentes do desenho urbano e arquitetural contemporâneo, utilizados, por exemplo, na concepção dos conjuntos habitacionais de interesse social, confrontando a aplicabilidade dos espaços públicos e avaliando parâmetros de desempenho do desenho da conformação urbana proposta.
  10. 10. CONDICIONANTES Nossa argumentação baseia-se em que há uma mudança, ainda que iniciante, no método de reproporcionar à concepção arquitetônica e principalmente urbanística, uma razão morfológica. Razão que tem como característica preponderante a intervenção em pequena e média escala, os grupamentos habitacionais, adequados à ocupação dos vazios urbanos dotados de infraestrutura afastando-se da construção dos grandes conjuntos urbanos periféricos desintegrados e com elevados custos sociais e econômicos. Os conjuntos habitacionais, tradicionais.
  11. 11. Imagens dos Estudos Preliminares CONDICIONANTES A idéia é de que a cidade nos parâmetros atuais pode comportar mais densidade sem perda de sua qualidade de urbanidade; de forma a que a própria comunidade e toda a sua população devem tornar-se foco da política de ação implementada e não apenas aqueles aos quais se destinaria a expansão da cidade e menos ainda aos que dela intentam abstrair um exagerado lucro, socialmente injusto.
  12. 12. ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 1 Esta concepção tem como proposta uma visão da própria cidade conhecidos da cultura urbana, que se revela, se redimensiona em sua concepção. Uma resingularização, certo retorno da perspectiva estética, indo de encontro ao “funcionalismo”, mas que se articulará sobre o conjunto de agenciamentos, de enunciados: traduzidos como estrutura principal do espaço, são elementos redimensionados e retrabalhados da concepção conhecida e tradicional da cidade brasileira, a rua, a vila, o lote, a casa. A tipologia habitacional deverá obedecer às recomendações da Boa Técnica respaldando-se nas melhores práticas brasileiras e internacionais, e atendendo a todos os parâmetros determinados pela legislação local. Essa solução conceitualmente parte das seguintes premissas de projeto:
  13. 13. ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 1 1 - Moradia Individual - respeitar o conceito de adotar a solução que maior se aproxime da moradia individual, ajustando-as as condições topográficas e de densidades decorrentes dos terrenos disponíveis a serem utilizados. Essa solução tem ainda a vantagem de diminuir os espaços condominiais ao mínimo possível, sendo de maior sustentabilidade, ao exigir muito menor manutenção e diminuir os riscos de degradação física dos edifícios.
  14. 14. ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 1 2 - Menor número possível de variações – procurou-se ter o menor número de variações possíveis compatibilizada com a necessidade de atender a população a ser reassentada e as condições topográficas do terreno. Daí resultará versões de plantas derivadas do arranjo de espaços interiores idênticos (de mesma área e configuração). Neste projeto foram utilizados dois módulos de 3,60m x 9,00m (aproximadamente) respectivamente para a sala, banheiro e cozinha e o outro para os quartos (ver desenho). Esses módulos estarão dispostos lado a lado, constituindo as unidades térreas, ou sobrepostos, constituindo o sobrado (ver desenho), sempre com acesso direto externo do térreo.
  15. 15. ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 2 • 3 - Essas unidades habitacionais são agregadas de duas formas segundo as características espaciais e topográficas do terreno - pelo acoplamento de unidades individuais em combinação de unidades térreas sobrepostas por sobrados acoplados, formando blocos de até três pisos (ver desenho). • 4 - Área útil única - a solução habitacional tem uma área útil equivalente em cada uma das suas versões (térreo ou sobrado). Essa área útil ultrapassa o valor comumente adotado para habitação social de 7,50 m2 por habitante chegando neste caso à 12,00 m2, considerando-se que o tamanho médio da família na área de projeto é de até 5 habitantes
  16. 16. 5 - Tipologia evolutiva - De modo a atender a condição de custo mínimo e dar resposta às restrições orçamentárias impostas pela disponibilidade de recursos, a tipologia deve (pode) ser evolutiva. A determinação do estágio de evolução que a unidade deve ser entregue, tem que ser determinado a partir do melhor resultado proveniente da análise de custo x eficiência. De forma que , neste caso: Prosamim_I, os acabamentos internos são de exclusiva competência dos próprios futuros usuários. ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 2
  17. 17. ASPECTOS HABITACIONAIS E TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA - 2 6 - As pequenas praças incorporadas aos blocos têm a intenção de reforçar a presença de massas arbóreas tão necessárias a uma qualidade de vida a considerar, e fazem a ligação e acesso entre os blocos. São também por onde serão determinadas as condicionantes de localização protegidos com vegetação. 7 - Por fim a implantação adequada no terreno, buscando o posicionamento entre elas de forma que assim assentadas permitam um movimento de terra de pequeno volume, viabilizando a utilização destes modelos, sem outros custos extras.
  18. 18. Platôs de Implantação
  19. 19. Cortes
  20. 20. Sistema Construtivo: Blocos Cerâmicos Estruturais e Autoportantes
  21. 21. Sistema construtivo proposto – alvenaria autoportante
  22. 22. Sistema construtivo proposto – alvenaria autoportante
  23. 23. PROSAMIM – GRUPO 7: TÉRREO.
  24. 24. PROSAMIM – GRUPO 7: 1º. Pavimento.
  25. 25. PROSAMIM – GRUPO 7: 2º. Pavimento.
  26. 26. PROSAMIM – GRUPO 7: COBERTURA.
  27. 27. O Projeto Paisagístico de autoria da paisagista CLAÚDIA BRACK DUARTE trata de todas as áreas livres, canteiros e praças, além do tipo de pavimentação e da arborização urbana das vias de circulação. É composto por elementos, representados graficamente e complementados em relatórios, tabelas e outras ilustrações. Os elementos do projeto serão apresentados de forma a permitir o seu entendimento em todas as fases, desde a sua concepção até a sua implantação.
  28. 28. “O projeto de Paisagismo deve privilegiar a permeabilidade do solo (...) deve-se minimizar as estruturas construídas...” Claudia Brack Duarte – Paisagista
  29. 29. Situação em agosto 2006
  30. 30. Situação em março 2007
  31. 31. Situação em março 2007
  32. 32. Situação de março a junho 2007
  33. 33. ‘ATIVOS URBANOS’ : CENTRALIZAÇÃO E NOVA DINÂMICA DE OCUPAÇÃO!
  34. 34. ATIVOS URBANOS: ‘TERRA URBANIZADA E BEM LOCALIZADA’!
  35. 35. ‘ATIVOS URBANOS’ : A TERRA EM NOVA DINÂMICA DE OCUPAÇÃO!
  36. 36. Situação em junho 2007
  37. 37. Situação em junho/agosto 2007
  38. 38. Fotos de Maria Elisa Baptista - 2009
  39. 39. Fotos de Maria Elisa Baptista - 2009
  40. 40. Fotos de Maria Elisa Baptista - 2009
  41. 41. Fotos de ANA ISA BUENO - 2010
  42. 42. Fotos de ANA ISA BUENO
  43. 43. FotosdeANAISABUENO-2010
  44. 44. FotodeLuizF.A.Freitas-2007
  45. 45. FotodeMariaElisaBaptista-2009
  46. 46. FotodeJoãoWhitaquerFerreira-2012
  47. 47. Fotos de Laís Viggiano, Manaus 2012
  48. 48. FotodeLaísViggiano,Manaus2012
  49. 49. FotodeAlexMarquesRosa-2012
  50. 50. Imagens:[www.prosamim.am.gov.br]Manaus2013.
  51. 51. Imagens:[www.prosamim.am.gov.br]Manaus2013.
  52. 52. Imagens: [ google earth - prosamim – street view] Manaus 2013.(data provável)
  53. 53. FICHA TÉCNICA do Projeto de Habitação Social do PROSAMIM 1 – Programa de Saneamento Ambiental dos Igarapés de Manaus/Amazonas. Localização: No leito dos Igarapés Centrais de Manaus – Igarapé de Manaus, Igarapé do Bittencourt e Igarapé do Mestre Chico, todos na Bacia do Igarapé de Educandos, Bairro da Cachoeirinha – área central de Manaus/Am. Autores do Projeto – Arquitetos e Urbanistas: Luiz Fernando de Almeida Freitas – 13 de março de 1958, Implantação Urbana, Arquitetura e Sistema Construtivo; Claudia Brack Duarte – 03 de fevereiro de 1962, Paisagismo. Colaboradores Arquitetos e Urbanistas: Patrícia de Alcântara Machado, André Coutinho e Sabrina Gaia ; Projeto de Estrutura e Fundações/sistema construtivo: Engº Leonardo Perrazo Barbosa. Projetos Elétrico e Hidrossanitários das Edificações: Engº Silvio de Paula. – Engeproj Ltda. Dados completos de contacto: CoOperaAtiva – Cooperativa de Profissionais do Habitat do RJ Ltda. Fone/Fax – (21)2569-1978 - Celular – (21)98137-0057 (91) 98221-6437 luizfafreitas@gmail.com CoOperaAtiva@gmail.com
  54. 54. • CIDADE COMO UM JOGO DE CARTAS, A Santos, Carlos Nelson F. Dos; Eduff/Prolivros; Niterói – São Paulo: 1988; • CHARLES CORREA, Thames & Hudson; Londres:1996; • HOUSING and URBANISATION Correa, Charles; Thames & Hudson; Londres:2000; • MANUAL DE HABITAÇÃO POPULAR Raposo, Monica et aliee; Gov. do Estado de Pernambuco; Recife:1984; • MORFOLOGIA URBANA E DESENHO DA CIDADE Lamas, José M. R. Garcia; Fundação Calouste Gulbenkian - Junta Nacional de Investigação Cientifica e Tecnológica, Lisboa/PT: 1992; • UN. ARCHITECTE EN. TROI DIMENSIONS Sarfati, Alain; architecte; Editions du Layer; Paris: 1997; • TERRITÓRIO DA ARQUITETURA, O Gregotti, Vittorio; Perspectiva, Edusp, São Paulo: 1975. Bibliografia Básica
  55. 55. Referência Curricular  É Arquiteto e Urbanista, Diretor da CoOperaAtiva - Cooperativa de Profissionais do Habitat do Rio de Janeiro; Consultor Associado da Meia Dois Nove Arquitetura e Consultoria – Belém/PA; Foi Assessor da Presidência da CODEM – Companhia de Desenvolvimento e Administração da Região Metropolitana de Belém/PA; Foi do COSU-IAB: Conselho Superior do Instituto de Arquitetos do Brasil; Ex-vice- presidente para a região sudeste do IAB/Direção Nacional; Representou a DN/IAB no Conselho Consultivo da Fundação Oscar Niemayer (2000); Foi Professor de Projeto de Arquitetura de Habitação Social e de Urbanismo - Equipamentos Urbanos, no CAA/USU - Centro de Arquitetura e Artes da Universidade Santa Úrsula - Rio de Janeiro: 2000~2005; Ex-diretor do CREA-RJ, atual Conselheiro Regional do CAU/RJ. Quatro vezes premiado pelo IAB-RJ, duas por projetos e outras Duas por orientação acadêmica, é também, vencedor e/ou classificado entre os primeiros lugares e/ou Menção Honrosa em diversos concursos de projetos: como o da urbanização da Rocinha/RJ e o Morar Carioca/RJ e também foi jurado e coordenou inúmeros concursos públicos de projetos urbanos em especial o do Centro Histórico de Cuiabá/MT, e o do Complexo do Ver-o-Peso, em Belém/PA, e também da decoração urbana para o carnaval de rua do RJ. É AUTOR de patente de modelo de utilidade “Blocos para Alvenaria Estrutural”, INPI: 1993. Coordena projetos de Urbanização, infraestrutura urbana/projetos complementares. Em 2008/2009 o Projeto para a Vila da Barca em Belém/PA, recebeu os prêmios: da ABES-Norte (saneamento), da Associação de Cohabs e Foi indicado para a etapa final da premiação da Bienal Ibero-Americana, Lisboa: 2008. O Projeto das Habitações do PROSAMIM em Manaus/AM, foi objeto de análises e publicado em livros do Ministério das Cidades/BID e do LabHab_FUPAM_USP. Pesquisa publicada sobre o projeto, desenvolvida por pesquisadores do MIT, recebeu em 2013 premio do Congresso do EUA. Luiz Fernando de Almeida Freitas

×