Analise de Projeto

13.645 visualizações

Publicada em

Trabalho de arquitetura analisando três obras de Conjunto Habitacional, sendo elas: Tetris em Ljubljana; Roller Coaster 72 em Nantes; Conjunto habitacional de Heliópolis em São Paulo.

1 comentário
13 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Muito boa a análise de projeto destes conjuntos habitacionais.Excelente para fazer estudo de caso. Parabéns aos integrantes do grupo!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.645
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
295
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
569
Comentários
1
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Analise de Projeto

  1. 1. TETRIS ROLLER COASTER 72 CONJUNTO HELIÓPOLIS ANÁLISE DE PROJETO FERNANDA VILELA LUANNY SOUZA MELINA NUNES PAULA VASCONCELOS ATELIÊ DE PROJETO INTEGRADO V
  2. 2. DADOS GERAIS
  3. 3. DADOS GERAIS TETRIS ROLER COASTER 72 CONJ. HELIÓPOLIS Ljubljana, Eslovenia Nantes, França São Paulo, SP O Projeto Apartamentos TETRIS Início do projeto: 2006 Conclusão da obra: 2007 Cliente: Gradis G Group, Ljubljana Área do terreno: 5.000 m2 Área construída: Arquitetura: OFIS Arquitetura Paisagismo: OFIS Arquitetura Estruura: Precast concrete Fundações: ELEA IC d.o.o Elétrica: ISP d.o.o. Hidráulica: -- Drenagem: -- Construção: ELEA IC d.o.o Custo: 2.235 Milhões de Euros Programa: -Apartamentos de habitação social -4 andares + 2 andares subterrâneo (estacionamento) O Projeto Roller Coaster 72 Apartment Complex Início do projeto: 2009 Conclusão da obra: 2012 Cliente: Establishment SNI Grand West Área do terreno: 6200m² Área construída: -- Arquitetura: Peripheriques e Berranger & Vincent Architect Paisagismo: Peripheriques e Berranger & Vincent Architect Estrutura: PLBI Fundações: EGIS Midwest Elétrica: -- Hidráulica: -- Drenagem: -- Condomínio Residencial Heliópolis 1 Início do projeto: 2008 Conclusão da obra: 2011 Cliente: Secretária Municipal de Habitação Área do terreno: 48.209,87 m2 Área construída: 40.472,01 m2 Arquitetura: Ruy Ohtake Paisagismo: De Camillo Arquitetura e Paisagismo Estrutura: MR Fundações: Geobrax Elétrica: HF Hidráulica: Pentarco Drenagem: HProj Construção: Construbase/Engeform Custo: 40 milhões de Reais - primeira etapa Gleba: K1 O Projeto Clima: Temperado de Litoral (Verão até 25°C/Inverno - de 0°C) Vegetação: Característica de alpes Área: 163.8 Km² População: 280140 Densidade demográfica: 1710,25 hab/km² 280.140 Mil163.8 Km² 293.234 Mil65,19 km² 293.234 Mil 6.519 ha Clima: Temperado Oceânico (Verão até 21°C / Inverno -2°C Vegetação: Característica de Bosque Na Ilha de Nantes: Área: 4,60 km² População: 14206 Densidade demográfica: 3088 hab/km² Clima: Subtropical ( Verão médias 28 Em Ipiranga (Heliopólis): Área: 3750 Km² População: 463804 Densidade demográfica: 12368 hab/km² Número de Habitações veticais: 51512 Número de Habitações horizontais: 151469 °C/ Inverno médias 10°C Programa: - Apartamentos de habitação - 10andares + 1 andares subterrâneo (estacionamento) Programa: - Apartamentos de habitação social - 24 blocos previstos (estacionamento) - 5 andares - 18 apartamentos
  4. 4. LOCALIZAÇÃO/ IMPLANTAÇÃO
  5. 5. LOCALIZAÇÃO TETRIS ROLER COASTER 72 CONJ. HELIÓPOLIS Localizado no sudoeste da cidade Área mais periférica Localizado na Ilha de Nantes Área central Localizado no sudoeste da cidade Área periférica
  6. 6. IMPLANTAÇÃO TETRIS ROLER COASTER 72 A implantação se define em apenas um bloco disposto na quadra sem uma definição clara de delimitação do lote, sendo a falta de muros uma confirmação. A área implantada também tem a característica já que segundo o zoneamento ela é inteiramente dedicada a habitações de interesse social. A implantação se define em apenas um bloco em formato de U, está implantado em uma quadra de rua a rua, sendo que também é implantada na esquina. O terreno também tem a característica de ser aberto a passagem pública assim como noTetris. A implantação se define em 24 blocos cilíndricos , e mais 3 que não fazem parte do projeto inicial de Ruy Othake além dos equipamentos coletivos como um parquinho e quadra, apesar da implantação se dispor dessa maneira a construção só abrangeu 19 blocos cilíndricos. Essa implantação incluiu uma delimitação física ao local dos edifícios. CONJ. HELIÓPOLIS
  7. 7. ZONEAMENTO/ CÓDIGO DE OBRAS
  8. 8. ZONEAMENTO/CÓDIGO DE OBRAS TETRIS ROLER COASTER 72 CONJ. HELIÓPOLIS Características da área Tipo: ZEIS 1 (Zona Especial de Interesse Social - essa área tem diferentes normas de obras do que o restante das áreas determinadas pelo Plano). Altura das edificações: Recuos laterais e frontais: Não delimitado (desde que os recuos sejam respeitados) 5 metros Coeficiente de aproveitamento do solo: Mínimo Básico Máximo 0,2 1 2,5 Vagas de garagem: 1 vaga por apartamento quando acima de 50m² Características da área Tipo: Upa (Zona com a maior quantidade de projetos de desenvolvimento para a Ilha de Nantes, já q asprevisõesdehabitanteschagama500.000). Altura das edificações: Recuos laterais e frontais: Até 30 metros 4 metros frontais 1/3 da altura do edifico lateral Coeficiente de habitações acesssíveis: Para habitações veticais com área construída térrea de 1500m² a 2000m² deve-se ter ao menos 400m² de habitação acessível Características da área Tipo: Pl-103/SScv (zona de habitação social) Altura das edificações: Até 25 metros Informações do Projeto: - Não pode haver fachadas cegas - Entradas dos prédios habitacionais devem ser sempre para o lado leste. Vagas de garagem: 1 vaga por 90 m² de área útil Conforto Térmico: -O solstício de inverno por 1 hora - O equinócio 3 horas - O solstício de verão 5 horas Determinação para área externa: - Área de espaço aberto - mínimo 35%
  9. 9. CIRCULAÇÕES/ACESSOS
  10. 10. CIRCULAÇÕES/ACESSOS TETRIS ROLER COASTER 72 Circulação Vertical Circulação Horizontal Circulação Vertical Circulação Horizontal Acessos Acessos Acessos Essa circulação é composta por duas torres de principais compostas cada uma de um elevador e escadas. Essa circulação é composta por dois corredores principais que ligam a circulação vertical a entrada dos apartamentos. 2 + 2 1 + 1 Circulação Vertical Circulação Horizontal 1 1 E s s a c i r c u l a ç ã o é composta por uma torre de escadas, já que a quantidade de andares não exige uma torre de elevadores. E s s a c i r c u l a ç ã o é c o m p o s t a p o r u m corredor principal que liga a circulação vertical a e n t r a d a d o s apartamentos. E s s a c i r c u l a ç ã o é composta por cinco torres de principais compostas, quatrodelasporescadase elevador e uma ultima, menor, por escadas apenas. E s s a c i r c u l a ç ã o é composta por cinco tipos de corredores sendo que 1 e 4 estão nos quatro primeiros andares, 3 e 5 estão nos 8 primeiros andares e 2 em todos os andares. 1 2 3 4 5 1+1+1+1+1 2+2+2+2+1 Os acessos para o edifícios são variados desde acessos diretos para a circulação vertical (1) a acessos indiretos, e também acesso de caros aoestacionamento(2). 1 1 2 Com a implantação livre d e fe c h a m e n to s n o contorno os acessos se dão a partir da rua, sendo acessos para o edifício, dois para pedetres e um paraveículos. Os acessos aos edifícios são feitos a partir de entradas determinadas, já que seu contorno é fechado, ao total são quatro entradas, com uma rua que corta o condomínio dividindo os dois. CONJ. HELIÓPOLIS
  11. 11. ESTRUTURA
  12. 12. ESTRUTURA TETRIS ROLLER COASTER CONJ. HELIÓPOLIS Possui paredes estruturais. Possui paredes estruturais e também pilares. Sistema pilar e viga. O material da estrutura éblocosdeconcreto. O material das parede são possivelmente de concreto pré-moldado e pilaresmetálicos. Material da estrutura é de concreto armado com fechamento em blocos de concreto.
  13. 13. TETRIS Isolante térmico Laje de concreto armado Parede estrutural Painéis de vedação Parede de gesso As paredes estruturais são as que separa um apartamento do outro e no caso do térreo algumas que vedam o edifício. Já as paredes que fazem a divisão dentro dos apartamentos são de gesso. As paredes externa são de painéis de madeira que servem para a vedação do conjunto.
  14. 14. ROLLER COASTER 72 Parede estrutural Pilares A estrutura do Roller Coaster é composto pelo sistema de pilares metálicos nospavimentossubterrâneoepartedotérreo.Jáosoutrospavimentoseaoutra parte do térreo são paredes de concreto pré-moldado. As paredes estruturais são as que dividem um apartamento do outro e as que fazem o fechamento do edifícioparaaáreaexterna.Aestruturadassacadasé emchapasmetálica.
  15. 15. CONJ. HELIÓPOLIS A estrutura dos edifícios do conjunto são em concreto armado, com fechamentos em bloco de concreto. Na planta não existe demarcação de pilares, masnasfotosépossívelnotarospilareseas lajesemconcretoarmado.
  16. 16. INVÓLUCRO EXTERIOR
  17. 17. INVÓLUCRO EXTERIOR: FACHADA TETRIS ROLLER COASTER CONJ. HELIÓPOLIS Revestimento em painéis pré- moldados de madeira em diferentes cores. Revestimento em painéis de aço compigmentação. Revestimento é a própria parede em blocos de concreto com pintura.
  18. 18. TETRIS A fachada é uma composição em “zig zag” de painéis com cores e painéis envidraçado Esses painéis envidraçados podem ser os da janela e das portas. O suporte dos painéissãometálico. Também possui o tratamento das sacadas com grades metálicas e painéismenoresemcores.
  19. 19. ROLLER COASTER 72 Após a camada de parede estrutural, existe uma camada de isolante térmico e em seguida tem a s p l a c a m e t á l i c a s c o m pigmentação fixadas em uma estrutura metálica. As cores variam de lado para lado, f o r m a n d o d i f e r e n t e s composições. Além disso tem o tratamento das sacadas e do térreocompeçasem madeira.
  20. 20. CONJ. HELIÓPOLIS OtratamentodasfachadasnoConjuntosãoascorespintadas nos edifícios, que variam de bloco para bloco e também o branco comum a todos os blocos. As cores relembram o trabalho do Ruy Ohtake na favela de Heliópolis o qual pintava as fachadas das casas de acordo com as cores que os moradores gostavam, que era uma formadetrazeridentidadeparaolugar.
  21. 21. INVÓLUCRO EXTERIOR: COBERTURA TETRIS ROLLER COASTER CONJ. HELIÓPOLIS Acoberturaéplana.Elaécomposta pela laje de concreto armado, com o isolante térmico e os revestimentos necessários. Existe as instalações que abastecem o edifícios, os shafts, a captação da água da chuva, a caixa do elevador. A cobertura dos blocos são planas, em laje de concreto armado. Esta situada a caixa de águanapartecentraldacobertura. A cobertura varia de partes planas para partes mais inclinadas, com diferentes ângulos de inclinação. A cobertura aparenta ser detelhasmetálicas.
  22. 22. TIPOLOGIAS
  23. 23. TIPOLOGIAS TETRIS ROLER COASTER 72 CONJ. HELIÓPOLIS 35 m² 60 m² 89 m² 103 m² 45 m² 52 m² 65 m² 75 m² 90 m² 49 m² ?4 tamanhos ?5 tipologias ?Plantas mantém um mesmo padrão, com pequenas variações de ?5 tamanhos ?11 tipologias ?Formato das plantas varia de ?Tamanho único ?1tipologia ?Adaptação a deficientes ?Há variação de tamanho e layout dos Aptos de maneira a atender a diferentes grupos familiares ?Aptos tipo apresentando tamanho e planta únicos. Consegue abranger uma família de até 5 membros, entretanto não atende à necessidades específicas de diferentes grupos de familiares ?Há variação de tamanho e layout dos Aptos de maneira a atender a diferentes grupos familiares
  24. 24. 89 m² 89 m²35 m² 69 m² 103 m² TÉRREO TIPOLOGIAS TETRIS ?Apto térreo - apresenta jardim frontal delimitado por muretas baixas.
  25. 25. 1º,3º PAV TETRIS TIPOLOGIAS 89 m² 89 m² 35 m² 69 m² 103 m² ?Variação das plantas ocorre nas varandas devido aos recortes alternados que dão movimentação à fachada. Mas, em geral, o padrão das plantas permanece o mesmo
  26. 26. 2º PAV TIPOLOGIAS TETRIS 89 m² 89 m²35 m² 69 m² 103 m² ?No segundo pavimento os recortes das varandas são ligeiramente diferentes do 1º e 3º pavimentos, entretanto o padrão de divisão de cômodos das plantas continua o mesmo
  27. 27. TIPOLOGIAS TETRIS 1º,3º PAV ?Imagens internas
  28. 28. ROLLER COASTER 72 TIPOLOGIAS TÉRREO 65 m² 65 m² 52 m² 90 m² ?Sua planta se estrutura ao redor das áreas de circulação vertical e horizontal, se apresentando mais “recortadas”
  29. 29. ROLLER COASTER 72 TIPOLOGIAS 1º, 2 PAVº, 3º 75 m² 65 m² 75 m² 52 m² 52 m² 90 m²
  30. 30. ROLLER COASTER 72 TIPOLOGIAS 4 PAVº 8 PAVº 9º PAV5 PAVº 6 PAVº 7 PAVº ?As plantas, quando espelhadas, apresentam as modificações necessárias para melhor qualidade do espaço
  31. 31. ROLLER COASTER 72 TIPOLOGIAS ?Imagens internas
  32. 32. CONJ. HELIÓPOLIS TIPOLOGIAS PAV. Tipo 49 m² 49 m² ?Cômodos adaptados a cadeirantes e usuários com dificuldades de locomoção ?Apto térreo - possui adaptações mais específicas, com alterações no banheiro e entrada do quarto. Entretanto as adaptações parecem mínimas e não tão satisfatórias
  33. 33. CONJ. HELIÓPOLIS TIPOLOGIAS PAV. Tipo 49 m² ?Imagens internas
  34. 34. TETRIS TIPOLOGIAS 1º,3º PAV ÁREA SOCIAL ÁREA ÍNTIMA SERVIÇOS ?Planta mais livre ?Aréa íntima + área social ?Sobreposição de funções ?Área maior = maior segmentação dos espaços ?Varanda - extensão dos cômodos ?Sobreposição de funções ?Percebe-se aqui uma maior coerência entre o tamanho dos aptos e a divisão de cômodos, possibilitando a sobreposição de funções e reorganização do layout ?A estocagem também é um elemento presente, distribuída em vários pontos
  35. 35. ROLLER COASTER 72 TIPOLOGIAS ÁREA SOCIAL ÁREA ÍNTIMA SERVIÇOS 1º, 2 PAVº, 3º ?Plantas com maior segmentação dos espaços ?Banheiros segmentados ?Presença de estocagem ?Observa-se que mesmo com a variação de áreas e plantas dos aptos eles ainda se mantém muito divididos com relação aos cômodos ?Entretanto, um ponto positivo é a discussão colocada com a segmentação do banheiro e dos shafts
  36. 36. CONJ. HELIÓPOLIS TIPOLOGIAS ÁREA SOCIAL ÁREA ÍNTIMA SERVIÇOS ?Maior segmentação dos espaços ?Formato da planta tem como objetivo visão mais ampla do entorno ao usuário, entretanto limita a opção de layouts e sobre´posição de funções, principalmente na sala ?Área molhada concentrada ?A sala é o ponto central, se abrindo com 6,5m de frente. Seu tamanho possibilita pequenas atividades de confraternização e o ato de receber visitas (algo difícil nos apartamentos de interesse social atuais) ?A parede que divide a cozinha da entrada é mais baixa, com 1,80m
  37. 37. SERVIÇOS E INFRAESTRUTURA
  38. 38. SERVIÇOS E INFRA-ESTRUTURA TETRIS ROLER COASTER 72 CONJ. HELIÓPOLIS INFRA-ESTRUTURA URBANA (%) Heliópolis, São Paulo ?Abastecimento de água: 83,00 ?Esgotamento Sanitario: 62,00 ?Rede Elétrica domiciliar: 94,00 ?Iluminação pública: 57,00 ?Drenagem Pluvial: Parcial ?Vias Pavimentadas: 97,00 ?Coleta de lixo: Total ?Índice de Infra-Estrutura Urbana: 0,75 (0-1) INFRA-ESTRUTURA URBANA Nantes, França ? ?Qualquer estrutura ou instalação pode exigir que uma fonte de água deva ser ligado ao abastecimento público de água potável ?Sistema de tratamento de águas pluviais e águas residuais. ?Sistema de energia elétrica ?Áreas verdes, parques, centros ?Transporte : Rodovia Ferrovia Ciclovia Eléctrico, Busway, Chronobus (segundo os códigos de zoneamento o oferecimento desses tranportes diminui em 15% o número mínimo de vagas no estacionamento) Saneamento básico (água, lixo e esgoto) INFRA-ESTRUTURA URBANA Ljubljana, Eslovênia ?Saneamento básico (água, lixo e esgoto) ?Sistema de tratamento de águas residuais ?Sistema de gasodutos ?Sistema de energia elétrica ?Transporte Rodovia Ferrovia Ciclovia ?Áreas verdes, parques, centros esportivos, zonas ribeirinhas, áreas de lazer
  39. 39. SERVIÇOS E INFRA-ESTRUTURA TETRIS ?Shafts concentrados ao longo do corredor de circulação ?Espaços reservados para passagem de demais equipamentos e instalações elétricas, principalmente nas extremidades dos corredores ?Sistema de calefação instalados nos banheiros ?Esses equipamentos se concentram ao longo do corredor de circulação horizontal Shaft Instalações Calefação
  40. 40. ROLLER COASTER 72 SERVIÇOS E INFRA-ESTRUTURA ?Shafts divididos em diferentes pontos ?Espaços reservados para passagem de calefação e demais equipamentos e instalações elétricas ?Esses elemento se localizam nos banheiros, cozinhas e nas áreas de circulação vertical Shaft Instalações
  41. 41. CONJ. HELIÓPOLIS SERVIÇOS E INFRA-ESTRUTURA Shaft ?Shafts concentrados na parede do banheiro. Como a área molhada é concentrada, também se liga diretamente à cozinha e área de serviço
  42. 42. SERVIÇOS E INFRA-ESTRUTURA TETRIS A cidade já oferece uma infra-estrutura de transporte, serviços e lazer eficiente. O edifício em si se localiza próximo à uma biblioteca e a um grande parque Os equipamentos identificados próximos ao edifício justificam a sua pequena área comum, já que os usuários tem fácil acesso a essas áreas
  43. 43. ROLLER COASTER 72 SERVIÇOS E INFRA-ESTRUTURA Assim como o Tetris, apresenta pequena área de convivência Os equipamentos identificados próximos ao edifício junto à infra-estrutura de transportes eficiente, justificam a sua pequena área comum, já que os usuários tem fácil acesso a essas áreas e serviços Conservatório de música Clube/ Área de lazer Linha do Chrono Bus que passa ao lado do edifício
  44. 44. CONJ. HELIÓPOLIS SERVIÇOS E INFRA-ESTRUTURA Complexo Educacional e Cultural de Heliópolis Também projetado por Ruy Ohtake, não é tão próximo ao conjunto, mas faz parte da iniciativa de transformação da favela de Heliópolis, construído com o objetivo de se tornar um pólo educacional Nesse caso, o conjunto precisa oferecer serviços e espaços de lazer para o usuário - playgrounds, quadras, salas de estudo conjuntas, locais de
  45. 45. FLEXIBILIDADE
  46. 46. FLEXIBILIDADE TETRIS ROLLER COASTER CONJ. HELIOPÓLIS Ljubljana, Eslovenia Nantes, França São Paulo, SP «O conceito de estrutura foi feito de uma forma que plantas sejam flexíveis, uma vez que apenas as paredes estruturais são aqueles que separam o apartamento do resto do edifício. Todas as outras paredes interiores são não-estruturais.» Não há banheiro segmentado Paredes internas não-estruturais Há banheiro segmentado e parcialmente segmentado. Paredes internas não-estruturais Banheiro parcialmente segmentado Paredes internas não-estruturais
  47. 47. Flexibilidade TETRIS Paredes não estruturais Nota-se que as paredes internas não estruturais dividem os ambientes quarto e salas. Ou seja, através destas paredes, retirando-as ou recriando novos cômodos é que a planta adquire novos layouts de uso. As paredes não estruturais são visíveis tanto nas plantas quanto nos cortes, devido à sua espessura.
  48. 48. flexibilidade ROLLER COASTER 72 Banheiro SegmentadoParede não-estrutural Shafts Todos os apartamentos possuem suas divisões internas de paredes não-estruturais, e por isso os quartos podem existir ou não, e adquirir a dimensão desejada. O banheiro segmentado potencializa o uso de cada equipamento, criando uma melhor qualidade de vida aos usuários. Isto é possível através dos diversos shafts existentes no edifício.
  49. 49. DENSIDADE DOS CONJUNTOS HABITACIONAIS
  50. 50. Densidade do conjunto habitacional TETRIS ROLLER COASTER CONJ. HELIOPÓLIS Ljubljana, Eslovenia Nantes, França São Paulo, SP 0,0124 /m² 0,0214 /m² 124 /ha 214 /ha 107 pessoas 62 apartamentos 5000m² 107 pessoas 62 apartamentos 5000m² 0,6 Coeficiente de Aproveitabilidade 0,0116 0,0296/m² /m² 116 /ha 296 /ha 184 pessoas 72 apartamentos 6200m² 1,002 Coeficiente de Aproveitabilidade 0,00709 /m² 0,0177 /m² 70 /ha 177 /ha 855 pessoas 342 apartamentos 48209,87m² 0,35 Coeficiente de Aproveitabilidade
  51. 51. IMPACTO E CONFORTO AMBIENTAL
  52. 52. Impacto e Conforto Ambiental TETRIS ROLLER COASTER CONJ. HELIOPÓLIS Ljubljana, Eslovenia Nantes, França São Paulo, SP «Uma vez que a orientação do edifício é voltada para uma estrada movimentada, os apartamentos possuem varandas que são deslocadas 30 graus para o para sul, o lado mais silencioso. No futuro também mais dois blocos estão previstos em ambos os lados longitudinais, portanto não há nenhuma orientação da janela direto para o leste e oeste. Cada apartamento tem uma vista para sua própria varanda, criando uma sensação de intimidade. Também não há vista direta entre apartamentos opostos.» «O conjunto habitacional possui grades em seu entorno, e não há estacionamento interno. Este último aspecto garante uma qualidade de vida aos moradores. Para Ruy Ohtake os edificios são redondos para garantir espaço e vista. A circulação se dá pelo centro do prédio, mas a sinuosidade desses espaços (que não se sobrepõem) os torna mais amigáveis, como pequenas áreas de convívio, e amplia o aproveitamento da luz natural que adentra pela porção transparente da cobertura, de modo que, durante o dia, as luzes não precisam ficar acesas.» «O edifício possui forma de U que envolve o jardim, o que permite receber exposição do sol no fim da tarde, assim como a parte interna de cada uma das habitações. Um teto irregular rampa atravessa o comprimento da estrutura, atingindo o seu auge no nono andares, no extremo norte e descendo para o terceiro, para minimizar a obstrução da luz do dia para o sul e oeste das elevações. Os apartamentos possuem aberturas para o pátio ou para a rua, dando opções de pontos de vista com calma atividade ou animada.» Em relação ao impacto ambiental, apenas o edifício Tetris contribui ao meio ambiente de maneira direta, através do tratamento do esgoto realizado antes de se jogar na rede pública. Isto acontece devido à lei implementada em diversos países da Europa que exige que as novas construções já tenham esta solução sustentável. Mas de maneira geral, nenhum dos conjuntos analisados possuem como diretriz ou elemento principal, soluções em relação ao impacto ambiental.
  53. 53. Conforto Ambiental TETRIS ROLLER COASTER CONJ. HELIOPÓLIS Ljubljana, Eslovenia Nantes, França São Paulo, SP Neste conjunto existem 19 blocos e 342 apartamentos dispostos de maneira aleatória. E por existir somente uma tipologia de planta, as disposições destes são muito variaveis e este estudo de insolação e ventilação também variam. Conclui-se então, que o arquiteto não levou em consideração os fatores sol e vento.
  54. 54. REFERÊNCIAS Links: - http://www.ljubljana.si/ - https://urbanizem.ljubljana.si/index3/ - http://www.nantes.fr/home.html - http://www.nantes.fr/home/dans-votre-quartier/ile-de-nantes.html#.UeMwao0n_oY - http://theurbanearth.net/2008/09/24/arquitetura-contemporanea-eslovenia/ - http://www.architecturenewsplus.com/projects/195 - http://wikiarq.blogspot.com.br/2011/12/apartamentos-tetris.html - http://nataliaareias.wordpress.com/blog/tetris-apartments/ - http://www.archdaily.com/3547/tetris-apartments-ofis-arhitekti/ - http://ofis-a.si/str_9%20-%20HOUSING/2_TETRIS_APARTMENTS/ofis_TETRIS_APARTMENTS.html - http://www.designboom.com/architecture/peripheriques-architectes-berranger-vincent-roller-coaster/ - http://www.domusweb.it/en/news/2012/07/30/peripheriques-roller-coaster.html - http://www10.aeccafe.com/blogs/arch-showcase/2012/08/30/roller-coaster-72-apartment-complex-in-the-northeast-of-the-island-of-nantes/?interstitial_displayed=Yes - http://www.peripheriques-architectes.com/roller-coaster-72-0 - http://www.archdaily.com/259195/roller-coaster-peripheriques-architectes/ -https://urbanizem.ljubljana.si/AktiMOL/Cistopisi/2002-77-3746-NPB2.pdf - http://www.capital.sp.gov.br/portalpmsp/homec.jsp - http://www.uitp-bhls.eu/IMG/pdf/Chronobus_Zurich.pdf - http://www.lpp.si/en/public-transport - http://www.lonelyplanet.com/slovenia/ljubljana/transport/getting-around - http://www.ofis-a.si/str_9%20-%20HOUSING/2_TETRIS_APARTMENTS/ofis_TETRIS_APARTMENTS.html - http://berrangeretvincent.com/2010/02/ilot-e2/ Documentos: - Plan local d’Urbanisme - Révision simplifiée - Nantes - Plan Local d'Urbanisme - DUP mise en compatibilité - Nantes - Jornal O ESTADO DE S. PAULO DOMINGO, 28 DE AGOSTO DE 2011 Cidades/Metrópole - seção C9 - Revista Renova SP - edição nº 1 - Documentos enviados pelo escritório de arquitetura OFIS - Eslovênia - http://www.favelization.com/2009/05/06-sintese-de-heliopolis.html - http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/ruy-ohtake-centro-educativo-cultural-condominio-residencial-heliopolis-04-04-2012.html - https://srv3dgis.ljubljana.si/Urbinfo/web/profile.aspx?id=Urbinfo@Ljubljana

×