Vitral

1.126 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.126
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vitral

  1. 1. Trabalho realizado: • Carina Silva nº7 • Fábio Evo nº13 • Tiago Montes nº25 • Zulmira Loupa nº 27
  2. 2. História O Abade Suger de Saint-Denis afirmava que os janelões das igrejas góticas tinham um efeito miraculoso.  O vitral tornou-se na forma de pintura dominante, ocupando o lugar da iluminura.
  3. 3. O Vitral  Os vitrais que atingiram o seu apogeu nos séculos XII e XIV, comportavam uma temática fundamentalmente religiosa.  Semelhante a da escultura, associada a cenas dos ofícios que todas as profissões estavam aí representadas.  A cena onde figuravam personagens reais, como reis, nobres e bispos, geralmente os que, com as suas doações, haviam financiado a produção dos painéis.  Os vitrais exerceram na arte gótica uma função: decorativa, doutrina, simbólica e documental.
  4. 4. Vitral Cont. O facto da arquitectura gótica ter dispensado quase por completo a grande pintura fixa (os murais)da sua decoração.  A arquitectura não impediu o desenvolvimento na época, da pintura móvel como é o caso das iluminuras e dos retábulos (painéis de madeira pintados, que eram usados como cenários para altares na igrejas e nas capelas).  O desenvolvimento destes dois géneros de pintura explica-se pelo refinamento de vida alcançado pelas elites sociais desta época.
  5. 5.

×