BARROCO A palavra “barroco” parece derivar do substantivo do português antigo e que significava “pérola irregular”. Inicia...
Pasquale Cati da Iesi Concílio de Trento fresco Santa Maria in Trastevere; 1588;Roma Na sequência do  Concílio de Trento  ...
A arte entende-se como instrumento de catequização e educação, através do envolvimento emocional e espiritual dos crentes....
É uma arte de poder, ao serviço da Igreja e do absolutismo régio de direito divino.
Calderón de la Barca : 1600 - 1681 Ninguém caracterizou melhor o barroco do que o dramaturgo espanhol Pedro Calderón de la...
As igrejas  tinham fachadas monumentais, predominando as linhas curvas e contracurvas. Com interiores ricamente decorados....
Francesco Borromini (1599-1667) San Carlo alle Quattro Fontane Roma
O barroco assume-se como a arte do Antigo Regime: aristocrática, artificiosa, sensual, sofisticada e caprichosa que será d...
É uma arte de salão, aristocrática e elitista que se refugia frequentemente em rebuscados jogos formais, labirintuosos e r...
É uma arte de exaltação dos sentidos, emotiva, explorando os efeitos de surpresa, os contrastes, as insinuações, o espanto...
Gian Lorenzo Bernini  Apolo e Dafne Galeria Borghese 1625
Na pintura  devemos destacar os frescos nos tectos e paredes das igrejas, aludindo a cenas religiosas. Pietro de Cortona T...
Alguns artistas especializaram-se na pintura de cenas da vida da Virgem e dos Santos. Bartolomé Esteban Murillo  (1618 – 1...
Nos países reformados, surgiram novos géneros pictóricos. Johannes Vermeer:  Vista de Delft;  c. 1660
Abraham Jansz Begeyn 1670
Os reis e as famílias nobres contratavam pintores para se fazerem retratar Diego da Silva y Velasquez D. Mariana de Austri...
Rembrandt A Ronda da Noite 1642
Peter Paul Rubens Vénus ao Espelho 1615
Johan Friedrich Ludwig Em Portugal, graças ao ouro brasileiro, construíram-se muitos edifícios barrocos
1717 - 1725  João Carvalho Ferreira  António Simões Ribeiro
A talha dourada e os painéis de azulejos foram duas manifestações do barroco português.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

1 A Mentalidade E A Arte Barrocas

5.893 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.893
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
254
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 A Mentalidade E A Arte Barrocas

  1. 1. BARROCO A palavra “barroco” parece derivar do substantivo do português antigo e que significava “pérola irregular”. Inicialmente, deve ter tido algum sentido depreciativo, sendo entendido como bizarro, irregular, caprichoso. Francesco Borromini [1559 – 1667]: S. Carlo Alle Quattro Fontane ; Roma
  2. 2. Pasquale Cati da Iesi Concílio de Trento fresco Santa Maria in Trastevere; 1588;Roma Na sequência do Concílio de Trento e do movimento contra-reformista, a Igreja Católica pretendeu impor junto dos crentes a ideia de uma igreja triunfante e inabalável. O concílio reforça o culto das imagens, sublinhando o seu carácter instrumental.
  3. 3. A arte entende-se como instrumento de catequização e educação, através do envolvimento emocional e espiritual dos crentes. Il Gesù
  4. 4. É uma arte de poder, ao serviço da Igreja e do absolutismo régio de direito divino.
  5. 5. Calderón de la Barca : 1600 - 1681 Ninguém caracterizou melhor o barroco do que o dramaturgo espanhol Pedro Calderón de la Barca, na sua peça El Gran Teatro del Mundo (1645), referindo-se à vida como uma representação dos homens perante Deus. O Mundo é um palco. O barroco é a arte da encenação, da representação, do espectáculo e da ilusão. Jean Honoré Fragonard: O Baloiço; 1766 Teatro alla Scala ; Milão; 1778
  6. 6. As igrejas tinham fachadas monumentais, predominando as linhas curvas e contracurvas. Com interiores ricamente decorados. Santa Engrácia: 1682 - …
  7. 7. Francesco Borromini (1599-1667) San Carlo alle Quattro Fontane Roma
  8. 8. O barroco assume-se como a arte do Antigo Regime: aristocrática, artificiosa, sensual, sofisticada e caprichosa que será depois desconsiderada pelo puritanismo revolucionário subsequente que a encarará como uma arte decadente, imoral e irracional. Palácio Belvedere; Viena; 1721
  9. 9. É uma arte de salão, aristocrática e elitista que se refugia frequentemente em rebuscados jogos formais, labirintuosos e rendilhados tecnicistas e artificiais. Germain Boffrand; Hotel de Soubise; Paris; 1735-1740
  10. 10. É uma arte de exaltação dos sentidos, emotiva, explorando os efeitos de surpresa, os contrastes, as insinuações, o espanto e o deslumbramento, o êxtase e a imaginação, num desprezo pela vida real e pelos temas sociais. Gian Lorenzo Bernini: O Êxtase de Stª Teresa; Capela la Cornaro, Stª Maria della Vittoria, Roma;1652
  11. 11. Gian Lorenzo Bernini Apolo e Dafne Galeria Borghese 1625
  12. 12. Na pintura devemos destacar os frescos nos tectos e paredes das igrejas, aludindo a cenas religiosas. Pietro de Cortona Triunfo da Divina Providência_ Palácio Barberini; Roma; 1639
  13. 13. Alguns artistas especializaram-se na pintura de cenas da vida da Virgem e dos Santos. Bartolomé Esteban Murillo (1618 – 1682) Imaculada Conceição Museu do Prado; Madrid
  14. 14. Nos países reformados, surgiram novos géneros pictóricos. Johannes Vermeer: Vista de Delft; c. 1660
  15. 15. Abraham Jansz Begeyn 1670
  16. 16. Os reis e as famílias nobres contratavam pintores para se fazerem retratar Diego da Silva y Velasquez D. Mariana de Austria 1652-3
  17. 17. Rembrandt A Ronda da Noite 1642
  18. 18. Peter Paul Rubens Vénus ao Espelho 1615
  19. 19. Johan Friedrich Ludwig Em Portugal, graças ao ouro brasileiro, construíram-se muitos edifícios barrocos
  20. 20. 1717 - 1725 João Carvalho Ferreira António Simões Ribeiro
  21. 21. A talha dourada e os painéis de azulejos foram duas manifestações do barroco português.

×