DiálogosCristina Ortiga Ferreira
SOMOS UMA ESPÉCIE          DIFERENTE• Superamos a nós mesmos;• Não somos pré-determinados  inatamente;• Somos artefatos hu...
• Nascemos mais dependentes que os  outros;• Forjamos pelo trabalho a convivência  social;   A humanidade funda-se na dife...
EDUCAÇÃO É PRODUÇÃO    HISTÓRICA DAS PESSOAS• Eixo;• Centro;• Sentido e Razão de ser da Pedagogia e do Ensino.         “O ...
QUAL O LEGADO DA       ESCOLA?“Educação hoje consiste na habilidade deperceber as conexões ocultas entre osfenômenos”     ...
APRENDIZAGEM                            transforma                               processos em produtosNA ESCOLA...        ...
Em sendo           sujeitoAPRENDÊNCIA – superar a si –        o ser humano                está sempre SENDO     sujeito AP...
ECOLOGIA MEDIATA                   EscolaRelevância          Aula        Unidade/Sócio-histórica   Integração     Aprendên...
Trabalho de transformação socialprecisa de ÉTICA                 Respeito a mim, ao                 outro.                ...
Toda questão dos valores é fundamental para a ECOLOGIA PROFUNDA      HOLÍSTICO É DIFERENTE DE ECOLÓGICOEnquanto o velho pa...
VALORES ECOCÊNTRICOS• É A VISÃO DE MUNDO QUE  RECONHECE O VALOR  INERENTE DA VIDA NÃO  HUMANA
• Revolução Científica – séc. XVII            Valores foram separados dos            fatos Desde então tendemos a acredita...
O QUE É UM PARADIGMA?• Há 25 anos Thomas Kuhn definiu o paradigma  científico como:“uma constelação de realizações – valor...
PARADIGMA A SER             SUPERADO...A cultura industrial enfatiza asTENDÊNCIAS AFIRMATIVAS             Competição      ...
PARADIGMA ECOLÓGICOEnfatiza as TENDÊNCIAS INTEGRATIVAS          Não há hierarquia           mas sim REDES
NÃO EXISTE EDUCADORCONFINADO EM SEU ENTORNO“Quem não sabe de onde vem, não é”                                 Paulo Freire...
Nos produzimos em   três dimensões
A relação das três é o núcleo do       trabalho da escola       Edificação de genteO ATO PEDAGÓGICO CONTRIBUI COM O       ...
NOS EDIFICAMOS NA RELAÇÃO COM O MEIO       Somos uma PRESENÇA AUSENTE                           Interferimos eA transforma...
• INSERÇÃO SOCIAL (incorporação              da herança cultural)      Condição subjetiva de intervir
CONHECIMENTO PARAEDIFICAÇÃO DO PROJETO   Produto                           Processo                 CONCEPÇÃO(informação) ...
ESTRUTURANDO UM PROJETO
PROBLEMATIZAÇÃO Que escola temos e que escola queremos? Que sociedade queremos para viver? Que tipo de relações queremo...
 Como compreendemos a sociedade atual? Como se caracteriza o contexto social,  ambiental, cultural, econômico em que a  ...
TODO PROJETO ASSENTA-SE EM  PRESSUPOSTOS TEÓRICOS EPRÁTICOS, TAMBÉM NOMEADOS        DE MARCOS• MARCO SITUACIONAL• MARCO CO...
MARCO SITUACIONAL* Ponto de partida é a prática social Há conflitos e contradições na prática  pedagógica? De quem é o p...
MARCO CONCEITUAL• Ponto de chegada é a prática social transformada Quais os fundamentos epistemológicos,  didático-pedagó...
MARCO OPERACIONAL Que ações são necessárias para a  operacionalização? Quais são as linhas de ação e organização Quais ...
A SUSTENTABILIDADE É A           IMPORTÂNCIA-CHAVETodas as formas de vida, das células maisprimitivas, das estruturas mais...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dialogos sobre educacao

519 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
519
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dialogos sobre educacao

  1. 1. DiálogosCristina Ortiga Ferreira
  2. 2. SOMOS UMA ESPÉCIE DIFERENTE• Superamos a nós mesmos;• Não somos pré-determinados inatamente;• Somos artefatos humanos;• Produto sócio-histórico;
  3. 3. • Nascemos mais dependentes que os outros;• Forjamos pelo trabalho a convivência social; A humanidade funda-se na diferença. CADA PESSOA É ÚNICA E TEM UMA CONTRIBUIÇÃO PARTICULAR.
  4. 4. EDUCAÇÃO É PRODUÇÃO HISTÓRICA DAS PESSOAS• Eixo;• Centro;• Sentido e Razão de ser da Pedagogia e do Ensino. “O ser humano é um eterno DEVIR” Paulo Freire
  5. 5. QUAL O LEGADO DA ESCOLA?“Educação hoje consiste na habilidade deperceber as conexões ocultas entre osfenômenos” Václav Havel
  6. 6. APRENDIZAGEM transforma processos em produtosNA ESCOLA... ECOLOGIA MEDIATA s Fun A luno cio nár ios ATO PEDAGÓGICO APRENDIZAGEM Fa ico RELAÇÕES m cn ília té o rp Co Professores
  7. 7. Em sendo sujeitoAPRENDÊNCIA – superar a si – o ser humano está sempre SENDO sujeito APRENDÊNCIA
  8. 8. ECOLOGIA MEDIATA EscolaRelevância Aula Unidade/Sócio-histórica Integração Aprendência Relações Proposta
  9. 9. Trabalho de transformação socialprecisa de ÉTICA Respeito a mim, ao outro. Compromisso com a transformação.É PRECISO ARTICULAR TEORIA COM PRÁTICA
  10. 10. Toda questão dos valores é fundamental para a ECOLOGIA PROFUNDA HOLÍSTICO É DIFERENTE DE ECOLÓGICOEnquanto o velho paradigma está baseada emvalores ANTROPOCÊNTRICOS, a Ecologiaprofunda está alicerçada em valoresECOCÊNTRICOS
  11. 11. VALORES ECOCÊNTRICOS• É A VISÃO DE MUNDO QUE RECONHECE O VALOR INERENTE DA VIDA NÃO HUMANA
  12. 12. • Revolução Científica – séc. XVII Valores foram separados dos fatos Desde então tendemos a acreditar que os fatos científicos são independentes de nossas açõesNa realidade os fatos científicos EMERGEM daconstelação de percepções, valores e ações humanas –de um PARADIGMA
  13. 13. O QUE É UM PARADIGMA?• Há 25 anos Thomas Kuhn definiu o paradigma científico como:“uma constelação de realizações – valores, concepções, técnicas.... – compartilhadas e usadas por uma comunidade científica para definir problemas e soluções legítimas.
  14. 14. PARADIGMA A SER SUPERADO...A cultura industrial enfatiza asTENDÊNCIAS AFIRMATIVAS Competição Expansão Dominação
  15. 15. PARADIGMA ECOLÓGICOEnfatiza as TENDÊNCIAS INTEGRATIVAS Não há hierarquia mas sim REDES
  16. 16. NÃO EXISTE EDUCADORCONFINADO EM SEU ENTORNO“Quem não sabe de onde vem, não é” Paulo Freire É necessário ver o mundo de modo curioso, sem conformidade; É preciso localizar fatos e ações no tempo e história;
  17. 17. Nos produzimos em três dimensões
  18. 18. A relação das três é o núcleo do trabalho da escola Edificação de genteO ATO PEDAGÓGICO CONTRIBUI COM O ATO DE SONHAR
  19. 19. NOS EDIFICAMOS NA RELAÇÃO COM O MEIO Somos uma PRESENÇA AUSENTE Interferimos eA transformaçãodo mundo é uminserir sem integrar mudamos o meio
  20. 20. • INSERÇÃO SOCIAL (incorporação da herança cultural) Condição subjetiva de intervir
  21. 21. CONHECIMENTO PARAEDIFICAÇÃO DO PROJETO Produto Processo CONCEPÇÃO(informação) (construção) Passar Objetivo ConfrontarTransmissão Ato pedagógico Ampliação Memória Foco do trabalho Inteligência Ensinagem Processo Aprendência Erudição Formação Cultura Heterogestão Administração Autogestão Domesticação EDUCAÇÃO Emancipação Exclusão SOCIEDADE Inclusão Recurso PESSOA Sujeito
  22. 22. ESTRUTURANDO UM PROJETO
  23. 23. PROBLEMATIZAÇÃO Que escola temos e que escola queremos? Que sociedade queremos para viver? Que tipo de relações queremos construir na escola e na comunidade?
  24. 24.  Como compreendemos a sociedade atual? Como se caracteriza o contexto social, ambiental, cultural, econômico em que a escola deverá atuar? • QUAL O PAPEL DA ESCOLA? Que experiência ela pode propiciar ao estudante?
  25. 25. TODO PROJETO ASSENTA-SE EM PRESSUPOSTOS TEÓRICOS EPRÁTICOS, TAMBÉM NOMEADOS DE MARCOS• MARCO SITUACIONAL• MARCO CONCEITUAL• MARCO OPERACIONAL
  26. 26. MARCO SITUACIONAL* Ponto de partida é a prática social Há conflitos e contradições na prática pedagógica? De quem é o projeto? Para quem é o projeto?
  27. 27. MARCO CONCEITUAL• Ponto de chegada é a prática social transformada Quais os fundamentos epistemológicos, didático-pedagógicos, éticos e estéticos envolvidos no projeto? Que concepções temos de ensino, conhecimento, cultura, cidadania...?
  28. 28. MARCO OPERACIONAL Que ações são necessárias para a operacionalização? Quais são as linhas de ação e organização Quais serão as parcerias possíveis?
  29. 29. A SUSTENTABILIDADE É A IMPORTÂNCIA-CHAVETodas as formas de vida, das células maisprimitivas, das estruturas mais simples entreplantas e insetos, até os seres humanos, seorganizam seguindo padrões que têm em comumum único princípio básico: estamos todos ligadosuns aos outros, vivemos em rede, em relaçõesinterdependentes. Tudo, em todas as dimensõesbiológicas, em todos os níveis, cada célula quepulsa em nosso corpo à vida social, depende doconjunto para se sustentar. Fritjof Capra

×