GERAÇÃO DELIVERY
E ATUAÇÃO DO PROFESSOR
DO ENSINO SUPERIOR
A Tecnologia pode produzir e difundir
a Informação, mas, só o h...
PROPOSTA DE INTERAÇÃO
CRONOGRAMA DA NOITE
1ª Parte
Apresentações gerais;
Exposição dialogada/palestra – 1hora
2ª Parte –
2...
A educação é arte, cuja
prática
necessita ser
aperfeiçoada por
várias gerações.
KANT, I. .
APRENDIZAGEM
O QUE É?
QUAL SUA IMPORTÂNCIA?
COMO SE APRENDE?
COMO SE ENSINA?
Diga-me, e eu esquecerei.
Mostre-me, e eu lembrarei.
Envolva-me, e eu entenderei
Confúcio (551 - 479 A . C)
tr0100a
Aprendizagem
Estimulação
Ambiental/Orgânica
Indivíduo
sobre
Mudança de
Comportamento
gerando
APRENDIZAGEM
“Aprender é apropriar-se da linguagem; é
historiar-se, recordar o passado para
despertar-se ao futuro; é deix...
O cérebro e o Corpo
na aprendizagem
“Eu vivo a beleza de ser um
eterno aprendiz”
como nos ensinou Gonzaguinha.
....Eu sei!...
OBJETIVO: Inspirá-los para
reflexão sobre o processo
ensino-aprendizagem para o
exercício
crítico, consciente e
autônomo d...
MUNDO
DELIVERY
O que fazer com esse mundo do
acessar, clicar, ligar, deletar...quais
alternativas e necessidades se tem...
GERAÇÃO DELIVERY
UNIVERSO DO PRONTO
Universo do já pronto,
entrega rápida, do já
vou.. Depois faço...
Linha que marca o fim de uma extensão
– superação.
...mas é muito
chato !!!
Todo mundo
tem!!!
...eu quero
agora!
Geração
Paradoxo: ...eu quero
agora! COM...
Depois te ligo...
Depois te pego...
Depois eu faço...
Depois eu vejo...
O SER MULTIDISCIPLINAR
PRAZER/DOR
SATISFAÇÃO/INSATISFAÇÃO
AGRADO/DESAGRADO
ALEGRIA/TRISTEZA
Fonte: www.cyberartes.com.br/e...
O SER HUMANO TOTAL
DIMENSÃO
AFETIVA
PRAZER/DOR
SATISFAÇÃO
/INSATISFAÇ
ÃO
AGRADO/DESAGRADO
DIMENSÃO
MOTORA
ALEGRIA/TRISTEZA...
Novos Tempos...
• Nova Organização da Família
( Mosaico)
• Modelos de referências: TV
•Tempo
•Sossego
Família -
mundo
Aprendizage
m
Escola/
LIMITE DE SUPERAÇÃO
De idade,
de tempo,
de espaço,
de habilidades
e outros...
L
I
M
I
T
E
S
A
S
E
R
E
M
SUPERADOS:
Vivemos uma crise de
autoridade e
de autores; de
pensamento e de ação; de
responsabilidade; de
compromisso...
F
R
O
N
T
E
...
Também vivemos a
possibilidade de nos
aproximarmos; de nos
ajudarmos; de nos
entendermos em nossa
igualdade humana e em no...
Aprendemos e ensinamos
mutuamente interagindo,
facilitando, SOMOS ensinante
e aprendente, quando
estruturamos
pedagogicame...
Professor / Aluno
N
Ã
O
Limite de restrição
Socializar o erro para poder,
agregar valores, somar,
acrescentar
resignificar
• “ Toda empresa precisa ter gente que
erra...
CONCEITO.
  Cognição  é  a  capacidade  de  processar 
informações.
Em se tratando do homem, é a capacidade de 
adaptação ...
Limites de restrição
não são sempre
iguais, e não são
para sempre.
A falta de
limites gera
dificuldades
COM a
Aprendizagem
Consequentemente com
seus resultados
Qual é o meu limite?
Qual é o seu limite?
Os terrenos avizinham-se, mas não
são o mesmo. É preciso haver
respeito mútuo.
Éva Pierrakos
São as transformações que
ocorrem a nível psicológico,
desde o nascimento até à
morte dos indivíduos.
Desenvolvimento
É um processo de
organização e
interpretação dos
dados que são
obtidos através dos
sentido.
Percepção
“Ouço e recordo
Leio...
O respeito mútuo , um respeito semO respeito mútuo , um respeito sem
fingimentos e sem rotinas, um respeitofingimentos e s...
Dizem respeito aos 7 buracos negros da educação:
1- As cegueiras do conhecimento-
O conhecimento nunca é espelho ou reflex...
3- Ensinar a condição humana – O ser humano é
multidimensional: a um só tempo é físico,
biológico, psíquico, cultural, soc...
5- Enfrentar as incertezas- A grande conquista da
inteligência seria poder, por fim, libertar-se da
ilusão de prever o des...
7- A ética do gênero humano - A antropoética
relacionada às questões da moral e da ética que
diferem, segundo a cultura e ...
Professores pensam que alunos são
adultos, mestres, sabedores.
Professores e alunos ficam mais
próximos.
Alunos pensam que...
• Enfrentar as culturas híbridas, novas
tecnologias, buscar reflexões e respostas
aos dilemas humanos e pessoais
• Buscar ...
Como me coloco como ensinante?aprendente?
Sou passivo? Submisso?
questionador?
ansioso?
desesperado?
Autoritário?
indifere...
Competência do Educador Humanista
SEGUNDO A EDUCAÇAO SOKA
•1. Reconhecer suas necessidades e as necessidades do aluno
•2. ...
10 Novas competências Profissionais para Ensinar
Philippe Perrenoud Consta na LDB
1 Organizar e dirigir situações de apren...
É preciso, também,
criar marcas a serem
superadas.
“ Um profissional da educação competente
e humanista é aquele comprometido com a
criação de Valores Humanos.”
Daisaku Iked...
.Expectativas...
Na escola...
Na educação...
Nas instituições...
A modernidade líquida em que
vivemos traz consigo uma misteriosa
fragilidade dos laços humanos – um
amor líquido. A insegu...
O Eu e o Outro e suas
diferenças e
inter-relações
determinam a construção
do Eu e das
aprendizagens
wallon
QUEM DÁ AS
REFERÊNCIAS?
As identidades?
A modelagem
os não?
QUEM ORGANIZA?
QUEM
Tempo...atenção
... Burocracia
Sistema
Desconhecimento
Estresse
Desinteresse
Planejamento
Currículo
A sala de aula é um
espaço democrático
CULTOAO
“LAUDO”!
Queixas
Sintomas
Fortaleça-se
Tenha referencial
Interno
Qualifique: vida,
roupa, trbalho
Agir expressivamente
favorece as
aprendizagens
@ parcerias...
@consenso...
@ auto-sustentabilidade
@ manter-se num “eixo”
...
As crianças sofrem de falta de atenção
por não receberem atenção!
Dr. Outeiral, 2003
São só crianças que estão
sofrendo de...
ESCUTA...ATENÇ
ÃO!
SUPERAR MITOS: SÍNDROME DA
GABRIELA...
Vive-se hoje a doença dos
M
M= mágoas/passado=
frustração/depres...
LIMITES
Umorganizador
O limite que
despotencializa é
diferente do limite
que organiza.
Encontrar formas
de interpretações
...
Nietzsche
Auto-estima é um sentimento
desenvolvido durante toda a vida
e decorrente da qualidade das
relações interpessoais que a
pe...
Os sentimentos constituem se a partir
das relações afetivas POSITIVAS.
Caso contrário.....
Ex. uma pessoa diz estou na fos...
Ser professor é viver a
possibilidade de poder
construir e reconstruir
pessoas e formas
diferentes e competentes
de viver ...
Quem tem tempo
de educar?
Educar é um ato de amor
e dedicação e requer
tempo e disponibilidade
DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR
CONCEITOS BÁSICOS
• DIDÁTICA: A técnica de dirigir e orientar a
aprendizagem. Técnicas de ensi...
HISTÓRICO DA DIDÁTICA
• Entre os anos 20 e 50 – supera o
tradicionalismo, e busca os princípios de
individualidade e liber...
HISTÓRICO DA DIDÁTICA
• Momento atual: na atualidade as
perspectiva da didática é assumir a
multifuncionalidade do process...
CARACTERÍSTICA ATUAIS DA
DIDÁTICA
• Trabalhar sempre contextualizando teoria x prática;
• Trabalhar as dimensões técnicas ...
MODELO
EDUCACIONAL
• EDUCAÇÃO: PROCESSO
GLOBAL
• PEDAGOGIA: SUBSISTEMA –
MODELOS EDUCACIONAIS
• DIDÁTICA – MÉTODOS E
TÉCNI...
CONCEPÇÃO TRADICIONAL
X
CONCEPÇÕES ATUAIS
SOBRE FORMAÇÃO
DOCENTE 
CONCEPÇÃO
TRADICIONAL
 
- Racionalidade técnica
Onde a prática do professor
é entendida como aplicação
de princípios deriv...
-O professor é um técnico
especialista que aplica com
rigor as regras que derivam
do conhecimento científico
-Portanto, a ...
Trabalho pedagógico:
ênfase nos métodos e
técnicas empregados na
aprendizagem ignorando
possíveis traços a priori
nos indi...
Críticas à formação
tradicional
1. O trabalho educativo - está
marcado pela complexidade,
instabilidade, incerteza e
singu...
2. Estudos apontam que o
professor percebe o processo
ensino-aprendizagem de
maneira dissociada onde a
atividade de ensina...
3. Também ocorrem
resultados desastrosos se o
conteúdo transmitido nos
cursos de formação objetivar
hábitos e habilidades ...
CONCEPÇÕES ATUAIS SOBRE
FORMAÇÃO DOCENTE
- Desenvolvimento profissional
- A reflexão teórica deve partir da
atividade educ...
INTERACIONISMO
Teorias: Construtivismo,
Histórico-cultural e Sócio-afetiva
D AOBJETOSUJEIT
O
CARACTERÍSTICAS:
- Pressupõem a relação
bidirecional entre
desenvolvimento e aprendizagem;
- Foco passa para a relação
pro...
- Proporciona a visão articulada
entre ensino-aprendizagem;
- Desloca o enfoque para os
processos e não para os
resultados...
DIALÉTICA: O inovador é utilizar
uma abordagem dialética para
analisar o problema o que exige
um novo método: que vise a
p...
Seu fundamento é o prazer
de compreender, de
conhecer e descobrir
Aprender e colocar em
prática seus
conhecimentos
Conhecer e
fazer
Respeitar às normas que
regem as relações entre os
seres que compõem uma
coletividade.
A educação deve contribuir para o
desenvolvimento total da pessoa:espírito
e corpo, inteligência, sensibilidade,
sentido e...
VALORIZAÇÃO DE SI MESMO,VALORIZAÇÃO DE SI MESMO,
DO OUTRO, DA CULTURA, DODO OUTRO, DA CULTURA, DO
CONHECIMENTO, DACONHECIM...
EU
EU E VOCÊ
VOCÊ COM
TODOS
VOCÊ COM
MUNDO
Cada indivíduo define-se em relação ao outro,
Aos outros, e aos vários grupos a...
• Perceber asPerceber as
crescentescrescentes
interdependências,interdependências,
desenvolver espíritodesenvolver espírit...
APRENDER EMAPRENDER EM
SITUAÇÕES ORIENTADASSITUAÇÕES ORIENTADAS
A organização de situações de
aprendizagens orientadas ou ...
CABE AO PROFESSOR
A TAREFA DE
INDIVIDUALIZAR AS
SITUAÇÕES DE
APRENDIZAGENS
OFERECIDAS AOS
ALUNOS
CONSIDERANDO SUAS
CAPACID...
INTERAÇÃOINTERAÇÃOA interação social é uma
das estratégias mais
importantes do professor
para a promoção de
aprendizagens ...
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA EAPRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA E
CONHECIMENTOS PRÉVIOSCONHECIMENTOS PRÉVIOS
Os assuntos trabalhado...
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA EAPRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA E
CONHECIMENTOS PRÉVIOSCONHECIMENTOS PRÉVIOS
O processo que permite...
RESOLUÇÃO DE PROBLEMASRESOLUÇÃO DE PROBLEMAS
Nas situações de aprendizagem o problema adquire um
sentido importante quando...
PRÁTICAS SOCIAISPRÁTICAS SOCIAIS
A prática educativa deve buscar situações de
aprendizagens que reproduzam contextos
cotid...
Avaliar para intervir
Intervir para modificar
Como, quando e
porque avaliar....
Uma avaliação criativa
Como desenvolver isso...
CABEÇA...
É preciso "cranear", fazer novas conexões.
Quando uma informação vem, não repasse
puram...
CORAÇÃO
• É preciso amar o que se faz. Seja solidário, tenha uma
cooperação maior, não se feche em si mesmo, ajude
mais os...
Coragem....
• Coragem: É preciso coragem de fazer, de mudar. Se
você quer algo, tem que falar, tem que ser receptivo e
ter...
Certas Coisas – Jose Trevisol
• Vou falar certas coisas
Que o coração não diz
Se não amaar a verdade
E se alma não for fel...
Obrigada...
• Encerramento 1ª parte
Filmes:
Atitude
Determinação
Motivação para o sucesso
O CAMINHO DA LIBERDADE É A CRIAÇÃO DE
CIRCUNSTÂNCIAS QUE LIBERTEM, NO SER SOCIAL, SEUS
PROFUNDOS IMPULSOS DE SOLIDARIEDADE...
Reflexão
• Com base neste trabalho, quais
aspectos me levam a ser um educador
competente e quais aspectos que me
impedem d...
Prática Interativa
✴ O que é competência na teoria?
✴ O que é competência na prática?
✴ Como desenvolver a competência do ...
Visa a articular uma nova compreensão da
realidade entre e para além das disciplinas
especializadas.
delivery
delivery
delivery
delivery
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

delivery

356 visualizações

Publicada em

geração delivery

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
356
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

delivery

  1. 1. GERAÇÃO DELIVERY E ATUAÇÃO DO PROFESSOR DO ENSINO SUPERIOR A Tecnologia pode produzir e difundir a Informação, mas, só o homem pode processar o Conhecimento! Prof. Mst. Salete Santos Anderle salete_anderle@hotmail.com
  2. 2. PROPOSTA DE INTERAÇÃO CRONOGRAMA DA NOITE 1ª Parte Apresentações gerais; Exposição dialogada/palestra – 1hora 2ª Parte – 20h.30min Debates em grupos, sobre temas abordados e o rabisco/rascunho de um projeto de atuação transdisciplinar que aborde alguma dificuldade encontrada na sua atuação como professor ou alguma idéia sugestão que possa enriquecer atuação dos professores na instituição. 21h- socialização
  3. 3. A educação é arte, cuja prática necessita ser aperfeiçoada por várias gerações. KANT, I. .
  4. 4. APRENDIZAGEM O QUE É? QUAL SUA IMPORTÂNCIA? COMO SE APRENDE? COMO SE ENSINA?
  5. 5. Diga-me, e eu esquecerei. Mostre-me, e eu lembrarei. Envolva-me, e eu entenderei Confúcio (551 - 479 A . C) tr0100a
  6. 6. Aprendizagem Estimulação Ambiental/Orgânica Indivíduo sobre Mudança de Comportamento gerando
  7. 7. APRENDIZAGEM “Aprender é apropriar-se da linguagem; é historiar-se, recordar o passado para despertar-se ao futuro; é deixar-se surpreender pelo já conhecido. Aprender é reconhecer-se, admitir-se...Crer e criar. Arriscar-se a fazer dos sonhos textos visíveis e possíveis..” Alícia Fernandéz, 2001.
  8. 8. O cérebro e o Corpo na aprendizagem “Eu vivo a beleza de ser um eterno aprendiz” como nos ensinou Gonzaguinha. ....Eu sei! Que a vida devia ser bem melhor e será..mas isso não impede que eu repita..é bonita ..é bonita
  9. 9. OBJETIVO: Inspirá-los para reflexão sobre o processo ensino-aprendizagem para o exercício crítico, consciente e autônomo da docência.
  10. 10. MUNDO DELIVERY O que fazer com esse mundo do acessar, clicar, ligar, deletar...quais alternativas e necessidades se tem...
  11. 11. GERAÇÃO DELIVERY UNIVERSO DO PRONTO
  12. 12. Universo do já pronto, entrega rápida, do já vou.. Depois faço...
  13. 13. Linha que marca o fim de uma extensão – superação. ...mas é muito chato !!! Todo mundo tem!!! ...eu quero agora! Geração
  14. 14. Paradoxo: ...eu quero agora! COM... Depois te ligo... Depois te pego... Depois eu faço... Depois eu vejo...
  15. 15. O SER MULTIDISCIPLINAR PRAZER/DOR SATISFAÇÃO/INSATISFAÇÃO AGRADO/DESAGRADO ALEGRIA/TRISTEZA Fonte: www.cyberartes.com.br/edicoes/158 HORIZONTALIZAÇÃO COOPERAÇÃO SOCIALIZAÇÃO EMANCIPAÇÃO
  16. 16. O SER HUMANO TOTAL DIMENSÃO AFETIVA PRAZER/DOR SATISFAÇÃO /INSATISFAÇ ÃO AGRADO/DESAGRADO DIMENSÃO MOTORA ALEGRIA/TRISTEZA Fonte: www.cyberartes.com.br/edicoes/158 INTEGRAÇÃO FUNCIONAL DIMENSÃO COGNITIVA PROCESSOS GRUPAIS DESENVOLVIMENTO APRENDIZAGEM
  17. 17. Novos Tempos... • Nova Organização da Família ( Mosaico) • Modelos de referências: TV •Tempo •Sossego
  18. 18. Família - mundo Aprendizage m Escola/
  19. 19. LIMITE DE SUPERAÇÃO
  20. 20. De idade, de tempo, de espaço, de habilidades e outros... L I M I T E S A S E R E M SUPERADOS:
  21. 21. Vivemos uma crise de autoridade e de autores; de pensamento e de ação; de responsabilidade; de compromisso... F R O N T E I R A S
  22. 22. Também vivemos a possibilidade de nos aproximarmos; de nos ajudarmos; de nos entendermos em nossa igualdade humana e em nossa diversidade pessoal, cultural, e histórica. F R O N T E I R A S
  23. 23. Aprendemos e ensinamos mutuamente interagindo, facilitando, SOMOS ensinante e aprendente, quando estruturamos pedagogicamente nossas aulas como um lugar de interlocução, um espaço de intervenção, onde potencialidades são despertadas e o não-saber é evidenciado .
  24. 24. Professor / Aluno N Ã O Limite de restrição
  25. 25. Socializar o erro para poder, agregar valores, somar, acrescentar resignificar • “ Toda empresa precisa ter gente que erra, que não tem medo de errar e que aprende com o erro” Bill Gates
  26. 26. CONCEITO.   Cognição  é  a  capacidade  de  processar  informações. Em se tratando do homem, é a capacidade de  adaptação a situações absolutamente diferentes em  curto espaço de tempo.   Isto,  no  entanto,  difere  do  conceito  de  adaptação biológica, ou seja, a adaptação humana,  em  seus  aspectos  cognitivos,  difere  da  adaptação  biológica.    
  27. 27. Limites de restrição não são sempre iguais, e não são para sempre.
  28. 28. A falta de limites gera dificuldades COM a Aprendizagem Consequentemente com seus resultados
  29. 29. Qual é o meu limite? Qual é o seu limite? Os terrenos avizinham-se, mas não são o mesmo. É preciso haver respeito mútuo.
  30. 30. Éva Pierrakos
  31. 31. São as transformações que ocorrem a nível psicológico, desde o nascimento até à morte dos indivíduos. Desenvolvimento
  32. 32. É um processo de organização e interpretação dos dados que são obtidos através dos sentido. Percepção “Ouço e recordo Leio e memorizo Faço e aprendo.” (Confúcio)
  33. 33. O respeito mútuo , um respeito semO respeito mútuo , um respeito sem fingimentos e sem rotinas, um respeitofingimentos e sem rotinas, um respeito bem intencionado, que todos os diasbem intencionado, que todos os dias se ilumina de argumentos novos ese ilumina de argumentos novos e todos os dias se sente pequeno diantetodos os dias se sente pequeno diante da sua aspiração, poderá servir deda sua aspiração, poderá servir de base, dentro da obra educacional,a umbase, dentro da obra educacional,a um movimento de resultados eficientes,nomovimento de resultados eficientes,no problema urgentíssimo da salvação doproblema urgentíssimo da salvação do mundo pela garantia unânime da paz.mundo pela garantia unânime da paz.
  34. 34. Dizem respeito aos 7 buracos negros da educação: 1- As cegueiras do conhecimento- O conhecimento nunca é espelho ou reflexo da realidade; é sempre uma tradução, seguida de reconstrução, o que implica em erro e ilusão. 2- O conhecimento pertinente- O conhecimento de dados isolados é insuficiente. É preciso situar as informações num contexto para que adquiram sentido.
  35. 35. 3- Ensinar a condição humana – O ser humano é multidimensional: a um só tempo é físico, biológico, psíquico, cultural, social, histórico... É uma unidade complexa, na multiplicidade de dimensões. 4- Ensinar a identidade terrena - Todos os humanos partilham de um destino comum... Este saber provoca profundas reflexões sobre a relação do homem com o planeta.
  36. 36. 5- Enfrentar as incertezas- A grande conquista da inteligência seria poder, por fim, libertar-se da ilusão de prever o destino, reconhecendo as grandes mudanças que assistimos no terreno da história, das tecnologias. 6- Ensinar a compreensão- Compreender inclui empatia, identificação e projeção. A compreensão é sempre intersubjetiva.
  37. 37. 7- A ética do gênero humano - A antropoética relacionada às questões da moral e da ética que diferem, segundo a cultura e a natureza humana. Cabe ao homem desenvolver – ao mesmo tempo: - a ética; -a autonomia pessoal -- a participação social - a participação no gênero humano, pois compartilhamos um destino comum...
  38. 38. Professores pensam que alunos são adultos, mestres, sabedores. Professores e alunos ficam mais próximos. Alunos pensam que o professor é da turma, da galera.
  39. 39. • Enfrentar as culturas híbridas, novas tecnologias, buscar reflexões e respostas aos dilemas humanos e pessoais • Buscar alternativas de aproximação X distanciamento nos processos de avaliação • Compreender a intersubjetividade entre sujeito/objeto • Propiciar formas de mediação constante entre aluno x professor • Lidar com o heterogêneo
  40. 40. Como me coloco como ensinante?aprendente? Sou passivo? Submisso? questionador? ansioso? desesperado? Autoritário? indiferente? omisso? Como vou fazer para escutar as culturas silenciadas? As vozes não ouvidas? Como vou apagar a lógica única da hegemonia? Qual minha função nos grupos excluídos? Carentes de saberes, valores, reconhecimento, escuta....
  41. 41. Competência do Educador Humanista SEGUNDO A EDUCAÇAO SOKA •1. Reconhecer suas necessidades e as necessidades do aluno •2. Elaborar o planejamento de maneira a criar valores •3. Orientar o estudante em seu trabalho •4. Levar o educando a experimentar o valor no seu dia-a-dia •5. Estimular e despertar nos alunos os valores de caráter latentes •6. Deve ser um exemplo do que há de melhor na sociedade •7. Criar novas gerações de pessoas imbuídas de um profundo respeito pela dignidade da vida •8. Ser um líder humanista •9. Bom comunicador •10.Reconhecer o potencial do aluno
  42. 42. 10 Novas competências Profissionais para Ensinar Philippe Perrenoud Consta na LDB 1 Organizar e dirigir situações de aprendizagem 2 Administrar a progressão das aprendizagens 3 Conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação 4 Envolver os alunos em suas aprendizagens e em seu trabalho 5 Trabalhar em equipe 6 Participar da administração da escola 7 Informar e envolver os pais 8 Utilizar novas tecnologias 9 Enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão 10 Administrar sua própria formação continua
  43. 43. É preciso, também, criar marcas a serem superadas.
  44. 44. “ Um profissional da educação competente e humanista é aquele comprometido com a criação de Valores Humanos.” Daisaku Ikeda “ Precisamos de Professores que possuam a capacidade de perceber e que possam, sem dizer uma só palavra, servir de luz e força para seus alunos.” D. Ikeda
  45. 45. .Expectativas... Na escola... Na educação... Nas instituições...
  46. 46. A modernidade líquida em que vivemos traz consigo uma misteriosa fragilidade dos laços humanos – um amor líquido. A insegurança inspirada por essa condição estimula desejos conflitantes de estreitar esses laços e ao mesmo tempo mantê-los frouxos BAUMAN, Z. 2004
  47. 47. O Eu e o Outro e suas diferenças e inter-relações determinam a construção do Eu e das aprendizagens wallon
  48. 48. QUEM DÁ AS REFERÊNCIAS? As identidades? A modelagem os não? QUEM ORGANIZA? QUEM
  49. 49. Tempo...atenção ... Burocracia Sistema Desconhecimento Estresse Desinteresse Planejamento Currículo
  50. 50. A sala de aula é um espaço democrático
  51. 51. CULTOAO “LAUDO”! Queixas Sintomas Fortaleça-se Tenha referencial Interno Qualifique: vida, roupa, trbalho
  52. 52. Agir expressivamente favorece as aprendizagens @ parcerias... @consenso... @ auto-sustentabilidade @ manter-se num “eixo” sustentável
  53. 53. As crianças sofrem de falta de atenção por não receberem atenção! Dr. Outeiral, 2003 São só crianças que estão sofrendo de falta de atenção??? O que quero! O que me faz feliz! – se não posso mudar tudo o que depende de
  54. 54. ESCUTA...ATENÇ ÃO! SUPERAR MITOS: SÍNDROME DA GABRIELA... Vive-se hoje a doença dos M M= mágoas/passado= frustração/depressão Imaginação = M = Medo = futuro= ansiedades/stress M E T A S = HOJE
  55. 55. LIMITES Umorganizador O limite que despotencializa é diferente do limite que organiza. Encontrar formas de interpretações que NÃO desqualifiquem e sim agregue...
  56. 56. Nietzsche
  57. 57. Auto-estima é um sentimento desenvolvido durante toda a vida e decorrente da qualidade das relações interpessoais que a pessoa estabeleceu e estabelece no seu dia-a-dia É qdo vc não sabe se está trabalhando, se divertindo ou estudando...
  58. 58. Os sentimentos constituem se a partir das relações afetivas POSITIVAS. Caso contrário..... Ex. uma pessoa diz estou na fossa...” deixou bosta subir” guarda mágoas/ressentimentos etc... Pessoa “infezada” “cheia de fezes” são aquelas que guardam as “titicas” nas jogam nos outros....
  59. 59. Ser professor é viver a possibilidade de poder construir e reconstruir pessoas e formas diferentes e competentes de viver e conviver. Isabel Parolin
  60. 60. Quem tem tempo de educar? Educar é um ato de amor e dedicação e requer tempo e disponibilidade
  61. 61. DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR CONCEITOS BÁSICOS • DIDÁTICA: A técnica de dirigir e orientar a aprendizagem. Técnicas de ensino. • O estudo de técnicas de ensino. • ENSINO: Transmissão de conhecimentos, informações ou esclarecimentos úteis e indispensáveis à educação ou fim determinado. • APRENDIZAGEM: Processo pelo qual o indivíduo aprende algo tanto teórico como prático, e dentro das suas necessidades.
  62. 62. HISTÓRICO DA DIDÁTICA • Entre os anos 20 e 50 – supera o tradicionalismo, e busca os princípios de individualidade e liberdade – aprender fazendo. • Nos 60 a 80 – trata o processo de ensino- aprendizagem como ma ação intencional e sistêmica – ênfase na produtividade, eficiência, racionalização, operatividade e controle.
  63. 63. HISTÓRICO DA DIDÁTICA • Momento atual: na atualidade as perspectiva da didática é assumir a multifuncionalidade do processo de ensino-aprendizagem e articular suas três dimensões: • 1. técnica, • 2. humana e política no centro configurador de sua temática.
  64. 64. CARACTERÍSTICA ATUAIS DA DIDÁTICA • Trabalhar sempre contextualizando teoria x prática; • Trabalhar as dimensões técnicas e humanas; • Análise de diferentes metodologias, buscando adequar a visão do homem, da sociedade, do conhecimento e da a que responde; • Assumir o compromisso com a transformação social, buscando tornar o ensino eficiente para maior parte da população; • Romper com a prática profissional individualista, promovendo trabalhos multidisciplinar.
  65. 65. MODELO EDUCACIONAL • EDUCAÇÃO: PROCESSO GLOBAL • PEDAGOGIA: SUBSISTEMA – MODELOS EDUCACIONAIS • DIDÁTICA – MÉTODOS E TÉCNICAS DE ENSINO
  66. 66. CONCEPÇÃO TRADICIONAL X CONCEPÇÕES ATUAIS SOBRE FORMAÇÃO DOCENTE 
  67. 67. CONCEPÇÃO TRADICIONAL   - Racionalidade técnica Onde a prática do professor é entendida como aplicação de princípios derivados da investigação científica  
  68. 68. -O professor é um técnico especialista que aplica com rigor as regras que derivam do conhecimento científico -Portanto, a ciência fornece os instrumentos e as técnicas para a atividade docente
  69. 69. Trabalho pedagógico: ênfase nos métodos e técnicas empregados na aprendizagem ignorando possíveis traços a priori nos indivíduos.
  70. 70. Críticas à formação tradicional 1. O trabalho educativo - está marcado pela complexidade, instabilidade, incerteza e singularidade. 2. Como este trabalho pode estar sujeito “a esquemas preestabelecidos de natureza técnico-
  71. 71. 2. Estudos apontam que o professor percebe o processo ensino-aprendizagem de maneira dissociada onde a atividade de ensinar tem características de funcionamento independente de aprender. Essa percepção é resultante de uma formação instrumental.
  72. 72. 3. Também ocorrem resultados desastrosos se o conteúdo transmitido nos cursos de formação objetivar hábitos e habilidades do tipo “como fazer”, sem valorizar a conformação de sentidos para o professor.
  73. 73. CONCEPÇÕES ATUAIS SOBRE FORMAÇÃO DOCENTE - Desenvolvimento profissional - A reflexão teórica deve partir da atividade educativa onde surgem as necessidades dos sujeitos envolvidos  - Figura do professor reflexivo, investigativo...
  74. 74. INTERACIONISMO Teorias: Construtivismo, Histórico-cultural e Sócio-afetiva D AOBJETOSUJEIT O
  75. 75. CARACTERÍSTICAS: - Pressupõem a relação bidirecional entre desenvolvimento e aprendizagem; - Foco passa para a relação professor –aluno;
  76. 76. - Proporciona a visão articulada entre ensino-aprendizagem; - Desloca o enfoque para os processos e não para os resultados (o que implica dinamismo e análise contextualizada)
  77. 77. DIALÉTICA: O inovador é utilizar uma abordagem dialética para analisar o problema o que exige um novo método: que vise a processos e não a objetos e que seja explicativo e não meramente descritivo, buscando-se a história constitutiva dos fenômenos e fatos que envolvem determinada situação e contexto.
  78. 78. Seu fundamento é o prazer de compreender, de conhecer e descobrir
  79. 79. Aprender e colocar em prática seus conhecimentos Conhecer e fazer
  80. 80. Respeitar às normas que regem as relações entre os seres que compõem uma coletividade.
  81. 81. A educação deve contribuir para o desenvolvimento total da pessoa:espírito e corpo, inteligência, sensibilidade, sentido estético, responsabilidade pessoal, espiritualidade para que essa pessoa possa agir nas diferentes circunstâncias da vida.
  82. 82. VALORIZAÇÃO DE SI MESMO,VALORIZAÇÃO DE SI MESMO, DO OUTRO, DA CULTURA, DODO OUTRO, DA CULTURA, DO CONHECIMENTO, DACONHECIMENTO, DA DIVERSIDADE, DA ÉTICA, DOSDIVERSIDADE, DA ÉTICA, DOS VALORES PESSOAIS EVALORES PESSOAIS E UNIVERSAIS, COMPREENSÃOUNIVERSAIS, COMPREENSÃO MÚTUA, ENTREAJUDASMÚTUA, ENTREAJUDAS PACÍFICAS, PAZ, HARMONIAPACÍFICAS, PAZ, HARMONIA ENTRE POVOS,ENTRE POVOS, APRENDER A VIVER JUNTOS,APRENDER A VIVER JUNTOS, DESENVOLVERDESENVOLVER CONHECIMENTOS A CERCACONHECIMENTOS A CERCA DO OUTRO, DAS HISTÓRIAS,DO OUTRO, DAS HISTÓRIAS, DAS TRADIÇÕES,DAS TRADIÇÕES, ESPIRITUALIDADE PARAESPIRITUALIDADE PARA MELHOR ENCARAR OSMELHOR ENCARAR OS RISCOS E DESAFIOS DORISCOS E DESAFIOS DO FUTURO.FUTURO.
  83. 83. EU EU E VOCÊ VOCÊ COM TODOS VOCÊ COM MUNDO Cada indivíduo define-se em relação ao outro, Aos outros, e aos vários grupos a que pertence, Segundo modalidades dinâmicas
  84. 84. • Perceber asPerceber as crescentescrescentes interdependências,interdependências, desenvolver espíritodesenvolver espírito novo, realizarnovo, realizar projetos comuns,projetos comuns, gestões inteligentesgestões inteligentes para saber gerar ospara saber gerar os conflitos;conflitos; • Criar soluções queCriar soluções que aos olhos de algunsaos olhos de alguns serão utopiasserão utopias • Utopia vital para seUtopia vital para se
  85. 85. APRENDER EMAPRENDER EM SITUAÇÕES ORIENTADASSITUAÇÕES ORIENTADAS A organização de situações de aprendizagens orientadas ou que dependem de uma intervenção direta do professor permite que o aluno trabalhem com diversos conhecimentos. Estas aprendizagens devem estar baseadas não apenas nas propostas dos professores, mas, essencialmente, na escuta das necessidades e na compreensão do papel que desempenham a experimentação e o erro na construção do conhecimento.
  86. 86. CABE AO PROFESSOR A TAREFA DE INDIVIDUALIZAR AS SITUAÇÕES DE APRENDIZAGENS OFERECIDAS AOS ALUNOS CONSIDERANDO SUAS CAPACIDADES AFETIVAS, EMOCIONAIS, SOCIAIS E COGNITIVAS, ASSIM COMO, OS CONHECIMENTOS QUE POSSUEM DOS MAIS DIFERENTES ASSUNTOS E SUAS ORIGENS SOCIOCULTURAIS DIVERSAS. DIVERSIDADE EDIVERSIDADE E INDIVIDUALIDADEINDIVIDUALIDADE
  87. 87. INTERAÇÃOINTERAÇÃOA interação social é uma das estratégias mais importantes do professor para a promoção de aprendizagens pelos ALUNOS . Assim, cabe ao professor : • propiciar situações de conversa, brincadeiras ou de aprendizagens orientadas; • garantir a troca entre os alunos, de forma que possam comunicar-se e expressar-se, demonstrando seus modos de agir, de pensar e de sentir; • oferecer um ambiente acolhedor, que propicie a confiança e a auto-estima.
  88. 88. APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA EAPRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA E CONHECIMENTOS PRÉVIOSCONHECIMENTOS PRÉVIOS Os assuntos trabalhados com os alunos devem guardar relações específicas com os níveis de desenvolvimento dos alunos em cada grupo , também, respeitar e propiciar a amplitude das mais diversas experiências em relação aos eixos de trabalho propostos.
  89. 89. APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA EAPRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA E CONHECIMENTOS PRÉVIOSCONHECIMENTOS PRÉVIOS O processo que permite a construção de aprendizagens significativas pelos alunos requer uma atividade interna por parte delas. Nessa atividade, estabelecem relações entre novos conteúdos e os conhecimentos que já possuem, usando para isso os recursos de que dispõem. Esse processo possibilita modificarem seus conhecimentos prévios, ampliá-los ou diferenciá-los em função de novas informações, capacitando-as a realizar novas aprendizagens, tornando-as significativas.
  90. 90. RESOLUÇÃO DE PROBLEMASRESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Nas situações de aprendizagem o problema adquire um sentido importante quando as crianças buscam soluções e discutem-nas com seus pares. Não se trata de situações que permitam “aplicar” o que já se sabe, mas sim daquelas que possibilitam produzir novos conhecimentos a partir dos que já se tem e em interação com novos desafios. Neste processo, o professor deve reconhecer as diferentes soluções, socializando os resultados encontrados.
  91. 91. PRÁTICAS SOCIAISPRÁTICAS SOCIAIS A prática educativa deve buscar situações de aprendizagens que reproduzam contextos cotidianos nos quais,as habilidades e competências adquiridas tenham relevância social e portanto prática
  92. 92. Avaliar para intervir Intervir para modificar Como, quando e porque avaliar.... Uma avaliação criativa
  93. 93. Como desenvolver isso... CABEÇA... É preciso "cranear", fazer novas conexões. Quando uma informação vem, não repasse puramente. Deixe ir para o cérebro e adicione mais informações. A inteligência é fazer novas conexões. É partir do que se tem e criar uma coisa nova. Aquilo que é novo para mim, que não sei, posso aprender. É ver como se faz, é só aprender. É usar a cabeça e decidir fazer. O professor não deve se acomodar, deve buscar idéias novas, aprender sempre. Deve estimular o aluno a continuar os estudos, dar o "empurrão" necessário e jamais desistir de um aluno. – .
  94. 94. CORAÇÃO • É preciso amar o que se faz. Seja solidário, tenha uma cooperação maior, não se feche em si mesmo, ajude mais os outros. Seja pró-ativo, olhe para frente, para o futuro, e faça uma coisa boa. Na educação, não coloque “pilha” nos conflitos, coloque moral, o mundo está clamando por limites, dê limites. Use o espírito da vitória, pegue mais leve, evite conflitos. Não precisa ter consenso de idéias. Tem que ter consenso da vontade de fazer as coisas dar certo. É preciso respeitar as diferenças, se recuperar rapidamente das dificuldades, não gritar, ser mais cordial e aceitar os defeitos dos amigos, dos colegas, e valorizar o que eles têm de bom. Capriche no seu caráter. Se você tem excelente caráter, o conceito vem naturalmente.
  95. 95. Coragem.... • Coragem: É preciso coragem de fazer, de mudar. Se você quer algo, tem que falar, tem que ser receptivo e ter espírito de vitória da vida. Não deixe de fazer algo digno porque os outros falam. A realização pessoal passa pela profissional. Assim, é pegar um livro, ler mais, estudar, se aperfeiçoar, é aprender mais e se assumir como professora. Cada vez mais se exige competência. É preciso se diferenciar, buscar a excelência. Cada um deve dar o melhor de si na busca da excelência. • (Leal, Clarisse)
  96. 96. Certas Coisas – Jose Trevisol • Vou falar certas coisas Que o coração não diz Se não amaar a verdade E se alma não for feliz É q a vida tem certas coisas Reservadas só pra depois Quando a gente se encontrar com outras Que também conheceram o amor E não há sentimento escondido Que não venha provar seu valor Uns confundem eu outros consolam Eles vê pra dizer quem eu sou. • Vou lembrar outra coisa Que também aprendi Fechando os olhos da alma E sem querer resistir Não há nada sereno e seguro Que não tenha passado por Deus Mesmo quando o caminho é escuro Há uma luz apontando pra céu Basta olhar como surgem as coisas Onde é q elas vão terminar Se é o amor quem conduz seu destino Elas são portadoras de paz. • Tenho enfim outra coisa Que não posso esquecer Mesmo sem ter certeza Mas eu preciso dizer • O que eu penso a respeito da via É que um dia ela vai perguntar O que é que eu fiz com meus sonhos? E qual foi o meu jeito de amar? O que eu é que eu deixei pras pessoas Que no mundo vão continuar? Pra que eu não tenha vivido a toa E que não seja tarde demais
  97. 97. Obrigada... • Encerramento 1ª parte Filmes: Atitude Determinação Motivação para o sucesso
  98. 98. O CAMINHO DA LIBERDADE É A CRIAÇÃO DE CIRCUNSTÂNCIAS QUE LIBERTEM, NO SER SOCIAL, SEUS PROFUNDOS IMPULSOS DE SOLIDARIEDADE PARA COM QUALQUER SER HUMANO. SE PUDÉSSEMOS RECUPERAR, PARA A SOCIEDADE HUMANA, A NATURAL CONFIANÇA DAS CRIANÇAS NOS ADULTOS, ESSA SERIA A MAIOR CONQUISTA DA INTELIGÊNCIA, OPERANDO NO AMOR, JAMAIS IMAGINADA ! HUMBERTO MATURANA, 95
  99. 99. Reflexão • Com base neste trabalho, quais aspectos me levam a ser um educador competente e quais aspectos que me impedem de manisfestar outras competências?
  100. 100. Prática Interativa ✴ O que é competência na teoria? ✴ O que é competência na prática? ✴ Como desenvolver a competência do outro?
  101. 101. Visa a articular uma nova compreensão da realidade entre e para além das disciplinas especializadas.

×