O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Escola de ministérios

5.124 visualizações

Publicada em

APRESENTAÇÃO DA ESCOLA DE MINISTÉRIOS MARCIO GONÇALVES

Publicada em: Espiritual
  • Login to see the comments

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Escola de ministérios

  1. 1. VISÃO – MISSÃO – BASE BÍBLICA<br />
  2. 2. VISÃOEf.4.7-14<br />
  3. 3. Cristo deu uma medida de graça a cada um de nós para realizarmos nosso ministério e cumprirmos nosso chamado. <br />Ef.4.7  “E a cada um de nós foi concedida a graça, conforme a medida repartida por Cristo.”<br />
  4. 4. Esta medida de graça inclui dons espirituais (ferramentas) para efetivação. Nos foi dada por Cristo por meio do seu triunfo.<br />v.8 Por isso é que foi dito: “Quando ele subiu em triunfo às alturas, levou cativos muitos prisioneiros, e deu dons aos homens”.<br />
  5. 5. Por isso não devemos desprezá-la, pois não só nossa salvação foi comprada por Cristo com humilhação e sofrimento, mas também nossos dons e chamado.<br />v.9 (Que significa “ele subiu”, senão que também havia descido às profundezas da terra? 10 Aquele que desceu é o mesmo que subiu acima de todos os céus, a fim de encher todas as coisas.)<br />
  6. 6. Para tornar isso efetivo ele deu a igreja não só dons mas pessoas com habilidades especiais. Mas com que objetivo? Este é o ponto principal que define a visão da escola.<br />v.11 E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres,<br />
  7. 7. Os pastores receberam de Cristo uma incumbência vinda do céu que foi comprada em sua humilhação e exaltação: Preparar os santos para a obra do ministério. <br />Não é o pastor que realiza o ministério. Ele equipa os santos para realizá-lo. Só assim a edificação do corpo (igreja) acontece. <br />A igreja é edificada quando ministra e como resultado de ministrar. O pastor tem o papel de preparar a igreja para realizar esta obra de edificação.<br />v.12  “com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado,”<br />
  8. 8. POR ISSO A...<br />
  9. 9. O QUE VEJO PARA O FUTURO COMO FRUTO DA ESCOLA DE MINISTÉRIOS?<br />v.13  “até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo.” <br />
  10. 10. O QUE ME INCOMODA TANTO QUE ME MOTIVOU A CRIAR A ESCOLA DE MINISTÉRIOS?<br />v.14  “O propósito é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para outro pelas ondas, nem jogados para cá e para lá por todo vento de doutrina e pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro.” <br />
  11. 11. QUAL É O INGREDIENTE “SECRETO”?<br />v.15  “Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.” <br />
  12. 12. O QUE É NECESSÁRIO PARA QUE A IGREJA VIVA UM CRESCIMENTO SAUDÁVEL PLANEJADO POR CRISTO?<br />v.16  “Dele todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função.”<br />
  13. 13. MISSÃO<br />(2Tm.2.2)<br />
  14. 14. Fortificação na Graça<br />A base da escola é a DINÂMICA DA GRAÇA.<br />Verdade na qual devemos nos fortificar<br />continuamente. Fonte da nossa motivação e<br />direcionamento espiritual. <br />v.1  “Portanto, você, meu filho, fortifique-se na graça que há em Cristo Jesus.”<br />
  15. 15. Discipulado Contagiante<br />As doutrinas foram sistematizadas para se tornar possível transmiti-las a outros. Não basta se empenharmos na capacidade de entende-las e vivê-las. Devemos nos empenhar na capacidade de contagiar, transmitir e capacitando outros a transmiti-la.<br />v.2  “E as palavras que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie-as a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar outros.”<br />
  16. 16. ACREDITAMOS QUE O CRESCIMENTO NA VIDA CRISTÃ PASSA POR TRÊS ÁREAS: <br />SER <br />CONHECER <br />FAZER<br />
  17. 17. SER<br />SERÉ A MINHA VIDA COM DEUS.<br />Como é minha vida com Deus?<br />O que eu sou com Deus?<br />Como é minha relação com Ele?<br />Como eu O vejo e como acho que Ele me vê?<br />
  18. 18. CONHECER<br />CONHECERÉ O QUE EU SEI SOBRE DEUS E SEU REINO.<br />O que eu sei sobre Deus?<br />O que eu sei sobre os propósitos de Deus?<br />O que eu sei sobre a palavra de Deus?<br />O que eu sei sobre a igreja de Deus?<br />
  19. 19. FAZER<br />FAZERÉ O QUE EU FAÇO PARA DEUS<br />O que Deus quer que eu faça no Seu Reino?<br />Qual o propósito de Deus pra minha vida?<br />Qual é o meu chamado?<br />Quais são os meus dons?<br />Como e onde devo usá-los?<br />
  20. 20. Estas três áreas precisam crescer sempre.Estas três áreas precisam crescer juntas.<br />SEMPRE<br />JUNTAS<br />O crescimento saudável não acontecerá se um uma desta áreas for negligenciada em sua vida.<br />
  21. 21. Por isso nunca pare de crescer:<br />CRESCER<br />NA SUA VIDA COM DEUS<br />NO SEU CONHECIMENTO SOBRE DEUS<br />NO SEU MINISTÉRIO PARA DEUS<br />
  22. 22. A ESCOLA DE MINISTÉRIOS FOI CRIADA PARA TRABALHAR ESTAS TRÊS ÁREAS DE CRESCIMENTO CRISTÃO NA SUA VIDA.<br />
  23. 23. PROPOSTA DA ESCOLA PARA TRABALHAR OS FUNDAMENTOSSER<br /><ul><li>10 Aulas Ministradas Uma Por Mês.
  24. 24. Cada Aula Terá Duração De 8 Horas.
  25. 25. E As Aulas No Domingo Das 8:00h – 15:40h. </li></li></ul><li>CRONOGRAMA DOS ENCONTROS<br />ENCONTROS<br />No Domingo - Das 8:00h. ás 15:40h.<br />8:00 - 9:00 Devocional.<br />9:30 - 10:50 ESTUDO (10 Minutos de Intervalo)<br />11:00 – 12:30 ESTUDO<br />12:30 – 13:30 ALMOÇO<br />13:30 – 14:40 ESTUDOS E TAREFAS<br />14:40 – 15:40 ESTUDO E SEGUIMENTO. <br />(Alimentação fica a cargo do aluno)<br />
  26. 26. AS MATÉRIAS(01 aula por mês)<br />
  27. 27. NÍVEL 1 – FUNDAMENTOS (SER)<br />AULA 01 – JUSTIFICAÇÃO E SANTIFICAÇÃO (A fonte da santificação)<br />AULA 02 – FILHOS COM MENTALIDADE DE ESCRAVOS (Relacionamento íntimo com Deus).<br />AULA 03 – SINAIS DA REGENERAÇÃO (No que somos diferentes dos ímpios)<br />AULA 04 – ÍDOLOS DO CORAÇÃO (Tratando pecado de verdade)<br />AULA 05 – ESQUECIMENTO DA ALMA (Alinhando-se e Mantendo-se no caminho do evangelho)<br />AULA 06 – 4 PRINCÍPIOS NA PREGAÇÃO (Como transformar seus ouvintes)<br />AULA 07 – VER CRISTO NAS ESCRITURAS (Abrindo a fonte dos tesouros)<br />AULA 08 – ESTUDO CORRETO E EFICAZ DA BÍBLIA. O QUE CRER. O QUE FAZER. (Resolvendo os problemas com o Evangelho)<br />AULA 09 – A DINÂMICA DA GRAÇA (Nutrindo-se e Aprofundando no amor de Deus)<br />AULA10 – AS OBRAS PELO EVANGELHO (Vivendo para agradar a Deus e abençoar o próximo).<br />
  28. 28. NÍVEL 2 – BÚSSULA (SABER)<br />PANORAMA DO ANTIGO E NOVO TESTAMENTO<br />TEOLOGIA SISTEMÁTICA – <br />Deus (atributos) – Cristo (Natureza, Obra, Ofício, Propósito)<br />Espírito Santo (Natureza e obra) – Criação – Igreja (missão<br />tríplice) – Salvação (Eleição, Justificação, Adoção, Regeneração,<br />Conversão, Santificação, Glorificação).<br />HISTÓRIA DE ISRAEL – <br />(Passada, presente e futura) <br />HISTÓRIA DA IGREJA – <br />(Análise histórica e contemporânea)<br />Estas aulas serão distribuídas de acordo com a demanda das disciplinas.<br />
  29. 29. NÍVEL 3 – FERRAMENTAS (FAZER)<br />NOÇÕES DE HOMILÉTICA (Preparo e entrega dos sermões)<br />NOÇÕES DE PEDAGOGIA (Ensinando quase tudo a quase todos)<br />NOÇÕES DE LIDERANÇA (Multiplosinsigts)<br />NOÇÕES DE MINISTRAÇÃO (Orando com unção por unção)<br />Estas aulas serão distribuídas de acordo com a demanda das disciplinas.<br />
  30. 30. MINISTRAÇÃO OS FUNDAMENTOS DO SER(Detalhes das 10 ministrações)<br />
  31. 31. AULA 01 –JUSTIFICAÇÃO E SANTIFICAÇÃO(A fonte da santificação)<br />SANTIFICAÇÃO<br />Rm.1.7  “A todos os que em Roma são amados de Deus e chamados para serem santos”<br />Ef.1.4  “Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença”<br />1Tss.4.7  “Porque Deus não nos chamou para a impureza, mas para a santidade.”<br />NOSSO ERRO: BASEAMOS NOSSA JUSTIFICAÇÃO NA SANTIFICAÇÃO<br />QUANDO DEVERÍAMOS BASEAR NOSSA SANTIFICAÇÃO NA JUSTIFICAÇÃO. <br />
  32. 32. AULA 02 – FILHOS COM MENTALIDADE DE ESCRAVOS(Relacionamento íntimo com Deus).<br />INTIMIDADE<br />Gl.4.8  “Antes, quando vocês não conheciam a Deus, eram escravos daqueles que, por natureza, não são deuses. 9 Mas agora, conhecendo a Deus, ou melhor, sendo por ele conhecidos, como é que estão voltando àqueles mesmos princípios elementares, fracos e sem poder? Querem ser escravizados por eles outra vez?”<br />QUANDO TEMOS MENTALIDADE DE ESCRAVOS, MESMO TENDO SIDOS TRANSFORMADOS EM FILHOS, VIVEMOS COMO ESCRAVOS.<br />A EXPERIENCIA MAIS DESEJADA POR DEUS É A MENOS VIVIDA PELOS QUE DIZEM CRER. O DE TÊ-LO COMO PAI.<br />
  33. 33. AULA 03 – SINAIS DA REGENERAÇÃO (No que somos diferentes dos ímpios)<br />NOVA VIDA<br />Rm.8.8 Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus. 9 Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.<br />Hb.11.6  “Sem fé é impossível agradar a Deus...”.<br />Rm.8.5  “Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja; mas quem vive de acordo com o Espírito, tem a mente voltada para o que o Espírito deseja.”<br />SER NOVA CRIATURA NÃO É SER SIMPLESMENTE <br />UMA PESSOA MELHOR. A MARCA DE UMA NOVA CRIATURA É VIVER<br />DE UMA FORMA QUE AQUELE QUE AINDA NASCEU DE NOVO NÃO SÓ NÃO<br />QUER COMO NÃO CONSEGUE VIVER.<br />
  34. 34. AULA 04 – ÍDOLOS DO CORAÇÃO(Tratando pecado de verdade)<br />PECADO<br />Ez.14. 3-5 “Filho do homem, estes homens ergueram ídolos em seus corações e puseram tropeços ímpios diante de si. Devo deixar que me consultem? Ora, diga-lhes: Assim diz o Soberano, o SENHOR: Quando qualquer israelita erguer ídolos em seu coração e puser um tropeço ímpio diante do seu rosto e depois for consultar um profeta, eu o SENHOR, eu mesmo, responderei a ele conforme a sua idolatria. Isto farei para reconquistar o coração da nação de Israel, que me abandonou em troca de seus ídolos.”<br />1Jo.5.21  “Filhinhos, guardem-se dos ídolos.”<br /><ul><li> PORQUE PECO SEMPRE DA FORMA QUE PECO? PORQUE HÁ UM PECADO DEBAIXO DO MEU PECADO.
  35. 35. ENQUANTO NÃO O ENCONTRO E NÃO O DERRUBO COM O EVANGELHO, NÃO ADIANTA TRATAR AÇÕES EXTERNAS E ATOS MORAIS. </li></li></ul><li>AULA 05 – ESQUECIMENTO DA ALMA(Alinhando-se e Mantendo-se no caminho do evangelho)<br />MEDITAÇÃO<br />Sl.103.2  “Bendiga o SENHOR a minha alma! Não esqueça nenhuma de suas bênçãos!”<br />Sl.35.1 “Defende-me, SENHOR, dos que me acusam; luta contra os que lutam comigo. 2 Toma os escudos, o grande e o pequeno; levanta-te e vem socorrer-me. 3 Empunha a lança e o machado de guerra contra os meus perseguidores. Dize à minha alma: “Eu sou a sua salvação”.<br />Sl.116. 7  “Retorne ao seu descanso, ó minha alma, porque o SENHOR tem sido bom para você!”<br />NOSSA ALMA É CAPAZ DE ESQUECE AQUILO QUE NOSSA MENTE AINDA LEMBRA.<br />QUANDO ISSO ACONTECE, EMBORA DIZEMOS NA CABEÇA QUE SOMOS SALVOS PELA GRAÇA, VIVEMOS COMO SE NÃO FOSSEMOS.<br />
  36. 36. TRANSFORMAÇÃO<br />AULA 06 – 4 PRINCÍPIOS NA PREGAÇÃO(Como transformar seus ouvintes)<br /><ul><li>ENFATIZAR TANTO A SANTIDADE COMO O AMOR DE DEUS.</li></ul>Lm.3.22  “Graças ao grande amor do SENHOR é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis.”<br /><ul><li>ATACAR TANTO O RELIGIOSO COMO IRRELIGIOSO.</li></ul>Gl.5.6  “Porque em Cristo Jesus nem circuncisão nem incircuncisão têm efeito algum, mas sim a fé que atua pelo amor.”<br /><ul><li>RESOLVER OS PROBLEMAS DAS PESSOAS COM JESUS E O EVANGELHO E NÃO COM AÇÕES MORAIS.</li></ul>Jo.5.40  “contudo, vocês não querem vir a mim para terem vida.<br />PREGAR JESUS EM TODA A BÍBLIA.<br />Jo.5.39  “Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a meu respeito” <br />
  37. 37. AULA 07 – VER CRISTO NAS ESCRITURAS(Abrindo a fonte dos tesouros)<br />BÍBLIA<br />Lc.24.25-27  “Ele lhes disse: “Como vocês custam a entender e como demoram a crer em tudo o que os profetas falaram!  Não devia o Cristo sofrer estas coisas, para entrar na sua glória?”  E começando por Moisés e todos os profetas, explicou-lhes o que constava a respeito dele em todas as Escrituras.”<br />1Pe.1.10-11  “Foi a respeito dessa salvação que os profetas que falaram da graça destinada a vocês investigaram e examinaram, procurando saber o tempo e as circunstâncias para os quais apontava o Espírito de Cristo que neles estava, quando lhes predisse os sofrimentos de Cristo e as glórias que se seguiriam àqueles sofrimentos.”<br />NÃO HÁ HEROIS NA BÍBLIA SE NÃO UM QUE É CRISTO. TODOS OS OUTROS O FORAM POR QUE APONTAVAM PARA ELE. <br />
  38. 38. AULA 08 – ESTUDO CORRETO E EFICAZ DA BÍBLIA. (Resolvendo os problemas com o Evangelho)<br />MATURIDADE<br />TODA ORDEM PRÁTICA NA BÍBLIA (O QUE FAZER) TEM LIGADO A SI, SEU ENSINO DOUTRINÁRIO. (O QUE CRER). <br />VOCÊ NÃO CONSEGUERÁ FAZER O QUE AS ESCRITURAS MANDAM SE PRIMERO NÃO CRER NO QUE ELA DIZ SOBRE O EVANGELHO.<br />O QUE FAZER:Rm.15.1  “Nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos. 2 Cada um de nós deve agradar ao seu próximo para o bem dele, a fim de edificá-lo. <br />O QUE CRER: v.3  “Pois também Cristo não agradou a si próprio, mas, como está escrito: “Os insultos daqueles que te insultam caíram sobre mim” <br />
  39. 39. AULA 09 – A DINÂMICA DA GRAÇA(Aprofundando e nutrindo-se no amor de Deus)<br />GRAÇA<br />O LADRÃO DO PODER É A INGRATIDÃO.<br />O LADRÃO DA GRATIDÃO CHAMA-SE MÉRITO. <br />Rm.5.6  “De fato, no devido tempo, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu pelos ímpios. 8 Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.”<br />Ef.2.1,4,5,8  “Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados. Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões... Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus;  não por obras, para que ninguém se glorie.<br />Lc.7.47 “Mas aquele a quem pouco foi perdoado, pouco ama”.<br />
  40. 40. AULA10 – AS OBRAS PELO EVANGELHO(Vivendo para agradar a Deus e abençoar o próximo).<br />OBRAS<br />Ef.2.10  “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos.”<br />Tt.2.14 “Ele se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldades e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras.”<br />Tt.3.8  “Fiel é esta palavra, e quero que você afirme categoricamente essas coisas, para que os que crêem em Deus se empenhem na prática de boas obras. Tais coisas são excelentes e úteis aos homens.”<br />QUEM CRER QUE FOI SALVO PELA GRAÇA, NÃO TEM COMO PREOCUPAÇÃO USAR SUA VIDA PARA SE MANTER SALVO, MAS SIM PARA AGRADECER A DEUS PELA SALVAÇÃO.<br />A VIDA CRISTÃ NÃO FOI DADA PARA SER SALVO, MAS PARA QUEM É SALVO, AFIM DE QUE ESTE VIVA PARA AGRADAR A DEUS E ABENÇOAR O PRÓXIMO.<br />
  41. 41. SEGUIMENTO...<br />OS DISCÍPULOS RECEBERÃO SERMÕES E ARTIGOS PARA FAZEREM RESENHA DE ACORDO COM O TEMA TRATADO NO RESPECTIVO MÊS.<br />
  42. 42. PÚBLICO ALVO<br />Pessoas que estejam dispostas ao estudo e discipulado profundo e sistemático na doutrina do EVANGELHO DA GRAÇA se tornando ministros e discipuladores de outros. <br />
  43. 43. PROPOSTA<br />A ESCOLA DE MINISTÉRIO não serve para aqueles que desejam fama ou projeção pessoal (Deus é quem resolve isso). Seguimos o modelo de João Batista “Importa Que Ele cresça e que eu diminua”.<br />A ESCOLA DE MINISTÉRIOS não se propõe emitir certificados e diplomas com fins profissionais. O foco é puramente ministerial.Por esta razão não há qualquer tipo de registro.<br />A ESCOLA DE MINISTÉRIOS tem caráter livre, não institucional, independente, e interdenominacional.<br />Entretanto a ESCOLA DE MINISTÉRIOS tem regras e disciplinas necessárias para o desenvolvimento dos discípulos. <br />
  44. 44. ...proposta...<br />Aqueles que cumprirem todos os requisitos e desenvolverem bem no domínio da matéria serão convidados a fazer parte da ESCOLA DE MINISTÉRIOS para auxiliar nas ministrações sendo remunerado para isso.<br />Com o desenvolvimento da ESCOLA DE MINISTÉRIOS núcleos poderão ser abertos em quaisquer lugares por coordenadores. Desta forma a ESCOLA DE MINISTÉRIO receberá um percentual financeiro destes núcleos dando-lhes total autonomia.<br />
  45. 45. ...proposta...<br />Os coordenadores deverão continuar recebendo ministrações e ensino.<br />A ESCOLA DE MINISTÉRIOS não se propõe a promover igreja alguma. Seu objetivo é servir a Igreja de Cristo independente de sua denominação.<br />A inscrição inicial é limitada a um número de discípulos e estes só serão aceitos se preencherem os requisitos exigidos pela Escola. <br />
  46. 46. REQUISITOS PARA FAZER PARTE DA ESCOLA EM NÍVEL 1<br />Ser convertido a mais de dois anos.<br />Está debaixo de cobertura eclesiástica e pastoral/espiritual.<br />Ter fé definida e vida cristã estável.<br />Ter boa reputação para os que são de dentro ou de fora.<br />Ter espírito ensinável e humilde.<br />Ter disciplina financeira, emocional, relacional e espiritual.<br />Ser dedicado a leitura e ao pensamento concentrado.<br />Ser esforçado em expressar suas idéias e sintetizar pensamentos.<br />Ser aberto a examinar tudo antes de julgar.<br />Ser assíduo, pontual, cumpridor e relacionável. <br />Valorizar a prestação de contas espirituais.<br />Honrar lideranças.<br />
  47. 47. INVESTIMENTO<br />R$ 100,00 mês<br />
  48. 48. INVESTIMENTO<br />A cada aluno que você trouxer para a escola você receberá R$ 20,00 de desconto nas mensalidades. <br />Esta iniciativa não é apenas um incentivo, mas um teste na sua capacidade de fazer discípulos. <br />
  49. 49. VALOR<br />VALOR<br />“Você não merece ter aquilo que não dá valor”<br />- Marcio Gonçalves - <br />
  50. 50. Contatos<br />(021) 9833-2541<br />prmgoncalves@ig.com.br<br />

×