SlideShare uma empresa Scribd logo
Pr. Nuno Lage
Castelo Branco, 30 de Outubro de 2011
1. O caráter de Deus
2. O poder de Deus
3. A estrutura de Deus
1  Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no
Senhor, que andeis de modo digno da
vocação a que fostes chamados,
2 com toda a humildade e mansidão, com
longanimidade, suportando-vos uns aos
outros em amor,
3   esforçando-vos diligentemente por
preservar a unidade do Espírito no vínculo
da paz;
4 há somente um corpo e um Espírito, como
também fostes chamados numa só
esperança da vossa vocação;
5há um só Senhor, uma só fé, um só
batismo;
6 umsó Deus e Pai de todos, o qual é sobre
todos, age por meio de todos e está em
todos.
7e a graça foi concedida a cada um de nós
segundo a proporção do dom de Cristo.
8  Por isso, diz: Quando ele subiu às
alturas, levou cativo o cativeiro e concedeu
dons aos homens.
9 Ora, que quer dizer subiu, senão que
também havia descido às regiões inferiores
da terra?
10 Aqueleque desceu é também o mesmo
que subiu acima de todos os céus, para
encher todas as coisas.
11 E ele mesmo concedeu uns para
apóstolos, outros para profetas, outros
para evangelistas e outros para pastores e
mestres,
12 com vista ao aperfeiçoamento dos
santos para o desempenho do seu serviço,
para a edificação do corpo de Cristo,
13 Atéque todos cheguemos à unidade da
fé e do pleno conhecimento do Filho de
Deus, à perfeita varonilidade, à medida da
estatura da plenitude de Cristo,
14 para que não mais sejamos como
meninos, agitados de um lado para outro e
levados ao redor por todo vento de
doutrina, pela artimanha dos homens, pela
astúcia com que induzem ao erro.
15  Mas, seguindo a verdade em
amor, cresçamos em tudo naquele que é a
cabeça, Cristo,
16de quem todo o corpo, bem ajustado e
consolidado pelo auxílio de toda
junta, segundo a justa cooperação de cada
parte, efetua o seu próprio aumento para
a edificação de si mesmo em amor.
“E ele mesmo concedeu uns para APÓSTOLOS, outros para
    PROFETAS, outros para EVANGELISTAS e outros para
           PASTORES e MESTRES,” (Efésios 4:11)

1.   Apóstolos
2.   Profetas
3.   Evangelistas
4.   Pastores
5.   Mestres
“Com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o
 desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de
                  Cristo.” (Efésios 4:12)

1. Aperfeiçoamento dos santos.
2. Desempenho do seu serviço.
3. Edificação do corpo de Cristo.
“Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno
 conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à
 medida da estatura da plenitude de Cristo.” (Efésios 4:13)

1. Unidade da Fé.
2. Pleno conhecimento do Filho de Deus.
• O apóstolo tem um papel chave no Reino de Deus. Ele não é
apenas um fundador de uma igreja, mas também alguém que
acompanha o crescimento da mesma, cuidando para que não
haja deformações e falhas no seu desenvolvimento.
• O apóstolo luta pelo desenvolvimento correto e, da mesma
maneira, para que os cristãos permaneçam sobre esse
fundamento (Exemplo das cartas do Apóstolo Paulo).
• Uma das características do apóstolo é que ele está sempre
em movimento. Ele não consegue ficar estacionado em um
único lugar, em uma única igreja.
• Ele está sempre a caminho, ou fundando igrejas ou dando
assistência a outras igrejas para que não se afastem do
fundamento bíblico.
• Enquanto o apóstolo é aquele que recebe de Deus a visão
para enxergar mais longe, o profeta recebe de Deus a visão
para enxergar mais fundo.
• O profeta consegue perceber as realidades mais profundas
da vida de uma pessoa ou igreja. As cartas às igrejas da Ásia
Menor, registadas no livro de Apocalipse, são um exemplo
claro do ministério profético. Essas cartas olhavam para
dentro do coração da igreja, vendo os seus pontos fortes e as
suas fraquezas.
• O profeta anseia constantemente por ouvir mais de Deus.
Ele gosta de dedicar-se à quietude, à oração, ao jejum e à
busca da presença de Deus.
• Esse seu anseio está relacionado com o seu desejo de
receber de Deus para poder compartilhar com os outros o que
tiver ouvido.
• O profeta é aquele que aponta a direção ao povo, ele aponta
a direção, mas quem conduz é o pastor.
• O evangelista é uma pessoa capacitada por Deus para pregar
o Evangelho aos não cristãos. Enquanto o pastor tem os seus
olhos colocados dentro da igreja, o evangelista tem os seus
olhos colocados fora da igreja, em busca dos perdidos.
• Ele deseja encontrar-se com os incrédulos e apresentar-lhes
o Evangelho de forma clara e compreensível.
• A criatividade é uma das grandes características do
evangelista. Ele consegue, de diferentes maneiras, apresentar
o          Evangelho,          seja        através         da
pregação, música, teatro, mímica, etc…
• O evangelista atrai até si multidões, pois o seu ministério é
acompanhado por milagres, sinais e maravilhas da parte de
Deus.
• O pastor é alguém que importa-se grandemente com as
pessoas e as suas necessidades. Ele tem uma ampla
disposição para carregar as pessoas nos braços, visitá-las, dar-
lhes encorajamento, e fazer orações por elas. O pastor
recebeu de Deus a capacitação especial para iniciar e
desenvolver relacionamentos que sejam profundos e intensos.
• Jesus afirmou que as ovelhas conhecem a voz do seu pastor
e o seguem (João 10:2-3), por isso o pastor consegue, por
meio do cuidado e zelo, conquistar a confiança das suas
ovelhas.
• Enquanto o profeta representa Deus diante do povo, o
pastor representa o povo diante de Deus.
• Diferente do apóstolo, que olha para mais longe, e do
profeta que olha mais fundo, o mestre olha para a Palavra de
Deus.
• O mestre é alguém bastante dedicado ao estudo da Bíblia.
Ele é apaixonado pela Bíblia e anseia por descobrir os
ensinamentos bíblicos a respeito de Jesus e do Seu Reino.
• A Bíblia menciona Apolo, “homem eloquente e poderoso nas
Escrituras. Era ele instruído no caminho do Senhor; e, sendo
fervoroso de espírito, falava e ensinava com precisão a
respeito de Jesus.” (Atos 18:24-25). Apolo era um mestre.
• Paulo ao escrever para a igreja de Coríntio disse que ele
plantou e Apolo regou (1 Coríntios 3:6). O que o apóstolo
planta é regado pelo mestre para que a igreja continue a
crescer e se torne uma igreja madura.
• O ministério do mestre traz estabilidade e maturidade à
igreja.
“E todos os dias, no TEMPLO e de CASA EM CASA, não
cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo.” (Atos 5:42)

1. Templo
2. Nas casas (Grupos Vida, Células ou Grupos Familiares)
    Um Grupo Vida é uma reunião de um pequeno grupo de
    pessoas, onde se poderá criar amizades sadias com outros
    cristãos, partilhar as suas experiências com Deus, solucionar as
    suas dúvidas, aprender as doutrinas básicas da vida
    cristã, aprender a orar e a ministrar a Palavra de Deus à sua
    família e amigos, desenvolvendo assim o ministério dado a si pelo
    Senhor.
Domingo pelas 16:00h


                                                              PASTOR NUNO LAGE
                                                              Converteu-se aos 11 anos de idade, sendo consagrado a
Visite-nos e faça parte da                                    pastor em Agosto de 2009. É desde Setembro de 2009
                                                              pastor a IPRP em Castelo Branco, juntamente com a sua
     Família de Deus!                                         esposa, a pastora Suely Lage.


Rua Pedro Alvares Cabral nº44, Centro Comercial S. Tiago (Antigo Cinema S. Tiago) – Castelo Branco, PORTUGAL
Telefones: (+351) 272331776 | (+351) 926333244 Site: www.iprpcastelobranco.org |E-mail: geral@iprpcastelobranco.org

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Lição 7 - Tempo para estar a sós com DeusLição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Lição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Erberson Pinheiro
 
May 2 2021 5 domingo
May 2 2021   5 domingoMay 2 2021   5 domingo
May 2 2021 5 domingo
MariadaSilva95
 
[EBD Maranata] Revista Ensinos de Jesus | Lição 2 - O ensino de Jesus sobre ...
[EBD Maranata] Revista Ensinos de Jesus | Lição 2  - O ensino de Jesus sobre ...[EBD Maranata] Revista Ensinos de Jesus | Lição 2  - O ensino de Jesus sobre ...
[EBD Maranata] Revista Ensinos de Jesus | Lição 2 - O ensino de Jesus sobre ...
José Carlos Polozi
 
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristoLição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Erberson Pinheiro
 
Eb 111 Fazendo o bem sem olhar a quem
Eb 111   Fazendo o bem sem olhar a quemEb 111   Fazendo o bem sem olhar a quem
Eb 111 Fazendo o bem sem olhar a quem
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Resolução Bíblica 1:1: a porção dos desígnios de Deus para a nossa vida
Resolução Bíblica 1:1: a porção dos desígnios de Deus para a nossa vidaResolução Bíblica 1:1: a porção dos desígnios de Deus para a nossa vida
Resolução Bíblica 1:1: a porção dos desígnios de Deus para a nossa vida
I. A. B. Quissindo
 
O caráter de Deus
O caráter de DeusO caráter de Deus
O caráter de Deus
Quenia Damata
 
Reencontrando a Estrela
Reencontrando a EstrelaReencontrando a Estrela
Reencontrando a Estrela
www.osEXgays.com
 
Os dons do espírito santo
Os dons do espírito santoOs dons do espírito santo
Os dons do espírito santo
Rogerio Souza
 
2021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 102021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 10
Joel Silva
 
Cartazes missionarios para imprimir
Cartazes missionarios para imprimirCartazes missionarios para imprimir
Cartazes missionarios para imprimir
Sammis Reachers
 
4º módulo 4ª aula
4º módulo   4ª aula4º módulo   4ª aula
4º módulo 4ª aula
Joel Silva
 
3º módulo 1ª aula
3º módulo   1ª aula3º módulo   1ª aula
3º módulo 1ª aula
Joel Silva
 
Cidadão do céu
Cidadão do céuCidadão do céu
Intimidade com Deus
Intimidade com DeusIntimidade com Deus
Intimidade com Deus
Antonio Sampaio
 
Doutrina sal da terra.
Doutrina  sal da terra.Doutrina  sal da terra.
Doutrina sal da terra.
Joel Silva
 
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 02
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 02
2021 1º trimestre jovens lição 022021 1º trimestre jovens lição 02
2021 1º trimestre jovens lição 02
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 04
2021 1º trimestre jovens lição 042021 1º trimestre jovens lição 04
2021 1º trimestre jovens lição 04
Joel Silva
 
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
Erberson Pinheiro
 

Mais procurados (20)

Lição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Lição 7 - Tempo para estar a sós com DeusLição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Lição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
 
May 2 2021 5 domingo
May 2 2021   5 domingoMay 2 2021   5 domingo
May 2 2021 5 domingo
 
[EBD Maranata] Revista Ensinos de Jesus | Lição 2 - O ensino de Jesus sobre ...
[EBD Maranata] Revista Ensinos de Jesus | Lição 2  - O ensino de Jesus sobre ...[EBD Maranata] Revista Ensinos de Jesus | Lição 2  - O ensino de Jesus sobre ...
[EBD Maranata] Revista Ensinos de Jesus | Lição 2 - O ensino de Jesus sobre ...
 
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristoLição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristo
 
Eb 111 Fazendo o bem sem olhar a quem
Eb 111   Fazendo o bem sem olhar a quemEb 111   Fazendo o bem sem olhar a quem
Eb 111 Fazendo o bem sem olhar a quem
 
Resolução Bíblica 1:1: a porção dos desígnios de Deus para a nossa vida
Resolução Bíblica 1:1: a porção dos desígnios de Deus para a nossa vidaResolução Bíblica 1:1: a porção dos desígnios de Deus para a nossa vida
Resolução Bíblica 1:1: a porção dos desígnios de Deus para a nossa vida
 
O caráter de Deus
O caráter de DeusO caráter de Deus
O caráter de Deus
 
Reencontrando a Estrela
Reencontrando a EstrelaReencontrando a Estrela
Reencontrando a Estrela
 
Os dons do espírito santo
Os dons do espírito santoOs dons do espírito santo
Os dons do espírito santo
 
2021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 102021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 10
 
Cartazes missionarios para imprimir
Cartazes missionarios para imprimirCartazes missionarios para imprimir
Cartazes missionarios para imprimir
 
4º módulo 4ª aula
4º módulo   4ª aula4º módulo   4ª aula
4º módulo 4ª aula
 
3º módulo 1ª aula
3º módulo   1ª aula3º módulo   1ª aula
3º módulo 1ª aula
 
Cidadão do céu
Cidadão do céuCidadão do céu
Cidadão do céu
 
Intimidade com Deus
Intimidade com DeusIntimidade com Deus
Intimidade com Deus
 
Doutrina sal da terra.
Doutrina  sal da terra.Doutrina  sal da terra.
Doutrina sal da terra.
 
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
2021 1º trimestre jovens lição 02
2021 1º trimestre jovens lição 022021 1º trimestre jovens lição 02
2021 1º trimestre jovens lição 02
 
2021 1º trimestre jovens lição 04
2021 1º trimestre jovens lição 042021 1º trimestre jovens lição 04
2021 1º trimestre jovens lição 04
 
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
 

Semelhante a O que Jesus espera da igreja? A estrutura de Deus (3ª parte) by Pr. Nuno Lage

Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)
Ricardo Gondim
 
Igreja relevante estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
Igreja relevante   estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicasIgreja relevante   estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
Igreja relevante estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
jasonduarte
 
2º encontro catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º encontro  catequese -  Igreja-Missa-Biblia2º encontro  catequese -  Igreja-Missa-Biblia
2º encontro catequese - Igreja-Missa-Biblia
Catequese Anjos dos Céus
 
Construindo a casa de Deus (Atualiza)
Construindo a casa de Deus (Atualiza)Construindo a casa de Deus (Atualiza)
Construindo a casa de Deus (Atualiza)
celulapapucaia
 
ESTUDO 02 - A IGREJA - DIVERSIDADE NA UNIDADE.docx
ESTUDO 02 - A IGREJA - DIVERSIDADE NA UNIDADE.docxESTUDO 02 - A IGREJA - DIVERSIDADE NA UNIDADE.docx
ESTUDO 02 - A IGREJA - DIVERSIDADE NA UNIDADE.docx
ssusere38a4a
 
5 dons ministeriais - Estudo
5 dons ministeriais  - Estudo5 dons ministeriais  - Estudo
5 dons ministeriais - Estudo
Sofia Casanova
 
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
Catequese Anjos dos Céus
 
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
Andre Nascimento
 
minha nova familia, a igreja
minha nova familia, a igrejaminha nova familia, a igreja
minha nova familia, a igreja
iabpcsorocaba
 
Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?
Noimix
 
“Há diversidade dos serviços”
“Há diversidade dos serviços”“Há diversidade dos serviços”
“Há diversidade dos serviços”
JUERP
 
Adv apresentação-2014
Adv   apresentação-2014Adv   apresentação-2014
Adv apresentação-2014
Grupo Adv Jovem
 
E Deu Dons aos Homens
E Deu Dons aos HomensE Deu Dons aos Homens
E Deu Dons aos Homens
pralucianaevangelista
 
Lição 5 dons de locução
Lição 5   dons de locuçãoLição 5   dons de locução
Lição 5 dons de locução
Edenilson Zanchett Rodrigues
 
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outrosSegredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Anderson Cássio Oliveira
 
Profeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pgProfeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pg
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Livrodeefesios pg
Livrodeefesios pgLivrodeefesios pg
5 dons ministeriais
5 dons ministeriais5 dons ministeriais
5 dons ministeriais
Luiza Dayana
 
Discipulado-MVV-Finalizado.pdf
Discipulado-MVV-Finalizado.pdfDiscipulado-MVV-Finalizado.pdf
Discipulado-MVV-Finalizado.pdf
JooAlbertoSoaresdaSi
 
Dons e talentos usados para a gloria de deus
Dons e talentos usados para a gloria de deusDons e talentos usados para a gloria de deus
Dons e talentos usados para a gloria de deus
Tiago Silveira
 

Semelhante a O que Jesus espera da igreja? A estrutura de Deus (3ª parte) by Pr. Nuno Lage (20)

Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)
 
Igreja relevante estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
Igreja relevante   estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicasIgreja relevante   estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
Igreja relevante estudo 7 - 12abr2020 - praticas biblicas
 
2º encontro catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º encontro  catequese -  Igreja-Missa-Biblia2º encontro  catequese -  Igreja-Missa-Biblia
2º encontro catequese - Igreja-Missa-Biblia
 
Construindo a casa de Deus (Atualiza)
Construindo a casa de Deus (Atualiza)Construindo a casa de Deus (Atualiza)
Construindo a casa de Deus (Atualiza)
 
ESTUDO 02 - A IGREJA - DIVERSIDADE NA UNIDADE.docx
ESTUDO 02 - A IGREJA - DIVERSIDADE NA UNIDADE.docxESTUDO 02 - A IGREJA - DIVERSIDADE NA UNIDADE.docx
ESTUDO 02 - A IGREJA - DIVERSIDADE NA UNIDADE.docx
 
5 dons ministeriais - Estudo
5 dons ministeriais  - Estudo5 dons ministeriais  - Estudo
5 dons ministeriais - Estudo
 
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
 
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
 
minha nova familia, a igreja
minha nova familia, a igrejaminha nova familia, a igreja
minha nova familia, a igreja
 
Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?
 
“Há diversidade dos serviços”
“Há diversidade dos serviços”“Há diversidade dos serviços”
“Há diversidade dos serviços”
 
Adv apresentação-2014
Adv   apresentação-2014Adv   apresentação-2014
Adv apresentação-2014
 
E Deu Dons aos Homens
E Deu Dons aos HomensE Deu Dons aos Homens
E Deu Dons aos Homens
 
Lição 5 dons de locução
Lição 5   dons de locuçãoLição 5   dons de locução
Lição 5 dons de locução
 
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outrosSegredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
Segredo 17 18 - Edifiquem e Ensinem uns dos outros
 
Profeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pgProfeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pg
 
Livrodeefesios pg
Livrodeefesios pgLivrodeefesios pg
Livrodeefesios pg
 
5 dons ministeriais
5 dons ministeriais5 dons ministeriais
5 dons ministeriais
 
Discipulado-MVV-Finalizado.pdf
Discipulado-MVV-Finalizado.pdfDiscipulado-MVV-Finalizado.pdf
Discipulado-MVV-Finalizado.pdf
 
Dons e talentos usados para a gloria de deus
Dons e talentos usados para a gloria de deusDons e talentos usados para a gloria de deus
Dons e talentos usados para a gloria de deus
 

Último

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 

Último (10)

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 

O que Jesus espera da igreja? A estrutura de Deus (3ª parte) by Pr. Nuno Lage

  • 1. Pr. Nuno Lage Castelo Branco, 30 de Outubro de 2011
  • 2. 1. O caráter de Deus 2. O poder de Deus 3. A estrutura de Deus
  • 3.
  • 4. 1 Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, 2 com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, 3 esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz; 4 há somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados numa só esperança da vossa vocação;
  • 5. 5há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; 6 umsó Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos. 7e a graça foi concedida a cada um de nós segundo a proporção do dom de Cristo. 8 Por isso, diz: Quando ele subiu às alturas, levou cativo o cativeiro e concedeu dons aos homens.
  • 6. 9 Ora, que quer dizer subiu, senão que também havia descido às regiões inferiores da terra? 10 Aqueleque desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para encher todas as coisas. 11 E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres,
  • 7. 12 com vista ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, 13 Atéque todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, 14 para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro.
  • 8. 15 Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, 16de quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor.
  • 9. “E ele mesmo concedeu uns para APÓSTOLOS, outros para PROFETAS, outros para EVANGELISTAS e outros para PASTORES e MESTRES,” (Efésios 4:11) 1. Apóstolos 2. Profetas 3. Evangelistas 4. Pastores 5. Mestres
  • 10. “Com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo.” (Efésios 4:12) 1. Aperfeiçoamento dos santos. 2. Desempenho do seu serviço. 3. Edificação do corpo de Cristo.
  • 11. “Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo.” (Efésios 4:13) 1. Unidade da Fé. 2. Pleno conhecimento do Filho de Deus.
  • 12. • O apóstolo tem um papel chave no Reino de Deus. Ele não é apenas um fundador de uma igreja, mas também alguém que acompanha o crescimento da mesma, cuidando para que não haja deformações e falhas no seu desenvolvimento. • O apóstolo luta pelo desenvolvimento correto e, da mesma maneira, para que os cristãos permaneçam sobre esse fundamento (Exemplo das cartas do Apóstolo Paulo). • Uma das características do apóstolo é que ele está sempre em movimento. Ele não consegue ficar estacionado em um único lugar, em uma única igreja.
  • 13. • Ele está sempre a caminho, ou fundando igrejas ou dando assistência a outras igrejas para que não se afastem do fundamento bíblico.
  • 14. • Enquanto o apóstolo é aquele que recebe de Deus a visão para enxergar mais longe, o profeta recebe de Deus a visão para enxergar mais fundo. • O profeta consegue perceber as realidades mais profundas da vida de uma pessoa ou igreja. As cartas às igrejas da Ásia Menor, registadas no livro de Apocalipse, são um exemplo claro do ministério profético. Essas cartas olhavam para dentro do coração da igreja, vendo os seus pontos fortes e as suas fraquezas.
  • 15. • O profeta anseia constantemente por ouvir mais de Deus. Ele gosta de dedicar-se à quietude, à oração, ao jejum e à busca da presença de Deus. • Esse seu anseio está relacionado com o seu desejo de receber de Deus para poder compartilhar com os outros o que tiver ouvido. • O profeta é aquele que aponta a direção ao povo, ele aponta a direção, mas quem conduz é o pastor.
  • 16. • O evangelista é uma pessoa capacitada por Deus para pregar o Evangelho aos não cristãos. Enquanto o pastor tem os seus olhos colocados dentro da igreja, o evangelista tem os seus olhos colocados fora da igreja, em busca dos perdidos. • Ele deseja encontrar-se com os incrédulos e apresentar-lhes o Evangelho de forma clara e compreensível. • A criatividade é uma das grandes características do evangelista. Ele consegue, de diferentes maneiras, apresentar o Evangelho, seja através da pregação, música, teatro, mímica, etc…
  • 17. • O evangelista atrai até si multidões, pois o seu ministério é acompanhado por milagres, sinais e maravilhas da parte de Deus.
  • 18. • O pastor é alguém que importa-se grandemente com as pessoas e as suas necessidades. Ele tem uma ampla disposição para carregar as pessoas nos braços, visitá-las, dar- lhes encorajamento, e fazer orações por elas. O pastor recebeu de Deus a capacitação especial para iniciar e desenvolver relacionamentos que sejam profundos e intensos. • Jesus afirmou que as ovelhas conhecem a voz do seu pastor e o seguem (João 10:2-3), por isso o pastor consegue, por meio do cuidado e zelo, conquistar a confiança das suas ovelhas.
  • 19. • Enquanto o profeta representa Deus diante do povo, o pastor representa o povo diante de Deus.
  • 20. • Diferente do apóstolo, que olha para mais longe, e do profeta que olha mais fundo, o mestre olha para a Palavra de Deus. • O mestre é alguém bastante dedicado ao estudo da Bíblia. Ele é apaixonado pela Bíblia e anseia por descobrir os ensinamentos bíblicos a respeito de Jesus e do Seu Reino. • A Bíblia menciona Apolo, “homem eloquente e poderoso nas Escrituras. Era ele instruído no caminho do Senhor; e, sendo fervoroso de espírito, falava e ensinava com precisão a respeito de Jesus.” (Atos 18:24-25). Apolo era um mestre.
  • 21. • Paulo ao escrever para a igreja de Coríntio disse que ele plantou e Apolo regou (1 Coríntios 3:6). O que o apóstolo planta é regado pelo mestre para que a igreja continue a crescer e se torne uma igreja madura. • O ministério do mestre traz estabilidade e maturidade à igreja.
  • 22. “E todos os dias, no TEMPLO e de CASA EM CASA, não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo.” (Atos 5:42) 1. Templo 2. Nas casas (Grupos Vida, Células ou Grupos Familiares) Um Grupo Vida é uma reunião de um pequeno grupo de pessoas, onde se poderá criar amizades sadias com outros cristãos, partilhar as suas experiências com Deus, solucionar as suas dúvidas, aprender as doutrinas básicas da vida cristã, aprender a orar e a ministrar a Palavra de Deus à sua família e amigos, desenvolvendo assim o ministério dado a si pelo Senhor.
  • 23. Domingo pelas 16:00h PASTOR NUNO LAGE Converteu-se aos 11 anos de idade, sendo consagrado a Visite-nos e faça parte da pastor em Agosto de 2009. É desde Setembro de 2009 pastor a IPRP em Castelo Branco, juntamente com a sua Família de Deus! esposa, a pastora Suely Lage. Rua Pedro Alvares Cabral nº44, Centro Comercial S. Tiago (Antigo Cinema S. Tiago) – Castelo Branco, PORTUGAL Telefones: (+351) 272331776 | (+351) 926333244 Site: www.iprpcastelobranco.org |E-mail: geral@iprpcastelobranco.org