SlideShare uma empresa Scribd logo
MINISTÉRIO APOSTÓLICO INTERNACIONAL SHALOM
– MAIS
ESCOLA DE LÍDERES
DONS ESPIRITUAIS
ELIAS BARROS
NÁTALLY PAIXÃO
NAYANE OLIVEIRA
SAMIRA GONÇALVES
Visão celular
Modelo dos 12
Dons Espirituais
interpretação de
línguas; administração;
ajuda; arte/artesanato;
celibato;
libertação/cura;
hospitalidade;
intercessão; louvor;
missionário(transcultur
al)
• Aprofundar conhecimento acerca dos dons espirituais,
compreendendo o significado, a manifestação e a
importância de cada dom abordado.
• CONCEITO
• IMPORTANCIA
• Interpretar significa: explicar o que é obscuro, ou seja
descobrir o sentido do que está sendo dito.
O dom da interpretação de
línguas sempre vai depender
do dom de falar em línguas
para poder operar.
INTERPRETAR
TRADUZIR
• Apresenta-se de duas formas:
A interpretação na vida de oração particular
A interpretação no ministério público
• Peso aliviado
• Os problemas resolvidos,
• A alegria aumentada e a sua vida espiritual enriquecida.
• Toda a igreja é fortalecida quando os membros se unem
nesta procura de Deus inspirada no Espírito Santo.
• Mas deixe-se tudo decentemente e com ordem”.
(1 Coríntios 14:40)
MANIFESTAÇÃO
Características importantes:
• Quando as coisas são organizadas deficientemente não
fica frustrado e deseja ajudar nas correções
necessárias;
• É capaz de tirar ordem em meio ao caos;
• Naturalmente organiza a vida, agenda, finanças,
prioridades, etc.;
• Se empolga ao atuar em tarefas e projetos;
• Coisas como planilhas eletrônicas, orçamentos,
quadros organizacionais e aplicativos, arquivos,
canetas marca-texto e etiquetas os atraem.
• A palavra grega correspondente ao dom da
administração significa “piloto”, aquele que maneja o
timão
O proprietário da
embarcação toma as
decisões básicas quanto
aos propósitos da viagem
Timoneiro OU
PILOTO que está
encarregado de levar
o navio a seu destino.
A tripulação, por sua
vez, recebe ordens do
piloto
• É a habilidade para trabalhar alegremente ao lado de
outro e ajudar aquela pessoa a completar a tarefa que
Deus lhe deu.
MANIFESTAÇÃO
1 Auxilia aquele que toma a iniciativa
2 Quer fazer as coisas do jeito da pessoa a
quem está ajudando
3 Quer auxiliar. Não gosta de ser o
responsável por um projeto ou atividade.
Dificilmente também tem o dom da
liderança.
4 Quando possível, evita estar a frente de
um grupo.
5 Diante da necessidade prática, pergunta:
“O que posso fazer?” . Deixa a escolha a
critério do outro.
• Esse dom é o que possibilita o exercício de outros dons
mais evidentes.
• “O dom da ajuda é maravilhoso, e seu exercício é
absolutamente necessário para o progresso do Corpo de
Cristo” ( John MacArthur ).
• Arte: definida como um conjunto de preceitos para a
perfeita execução de qualquer coisa; atividade criativa.
• Artesanato: definida como técnica e trabalho do artesão;
arte de fazer objeto.
• A missão da arte é enobrecer os sentimentos
do homem e enriquecer-lhe a vida.
• A importância do artista tornar-se um
orientador espiritual do povo, a vista que o
espírito de quem cria comunica-se, por meio
de sua obra, com aquele que aprecia.
• É a capacidade para permanecer solteiros e apreciar
este estado, por poder dedicar mais tempo e energia
para a obra de Deus na Igreja.
• (Mateus 19:12) “Porque há eunucos de nascença; há
outros a quem os homens fizeram tais; e há outros que a
si mesmos se fizeram eunucos, por causa do reino dos
céus. Quem é apto para o admitir admita.”
• Deus tem como propósito para aqueles a quem ele
chamou para o celibato, para que assim sirva
inteiramente ao Senhor e Sua obra e Seu propósito.
• John Stott
Mundialmente conhecido
como teólogo,
pastor e evangelista.
(Inglaterra)
• Aqueles que servem de intermediários para que Deus
cure enfermidades e restaure a saúde, à parte do uso de
meios naturais (remédios, médicos, hospitais,
tratamentos, etc,)
• “Enquanto estendes a tua mão para curar, e para que se
façam sinais e prodígios...” (Atos 4:30)
• Dom opera sobre enfermidades espirituais ou mesmo
emocionais.
• Forma maravilhosa que Deus disponibilizou para que o
homem reconheça a intervenção de Deus sobre aqueles
que Nele crê.
• Capacidade de oferecer hospitalidade a qualquer pessoa
que precise. Ex: Trabalhos voluntários, contribuição
financeira a entidades de assistência social, assistência
espiritual a pessoas, tudo isso são também exemplos de
hospitalidade.
• Os que recebem esse dom não somente têm essa
capacidade, mas também amam agir desse modo e se
sentem mais felizes.
• A hospitalidade é muito útil no crescimento das igrejas de
hoje, quando o esforço evangelístico tenta ultrapassar as
barreiras da sociedade atual.
• “Não se esqueça da hospitalidade; pois praticando-a,
sem o saber alguns acolheram anjos” (Hb 13.1).
• Dom de permanecer em oração por longos períodos de
tempo, com o objetivo de ver o plano de Deus
cumprindo-se tanto na sua própria vida como,
principalmente, na vida das outras pessoas.
• Oração intercessora é o ato de orar por outrem,
colocando-se na posição de mediador, reparador ou
porque não dizer edificador, seja de um irmão ou mesmo
de um propósito.
Daniel capítulo 9, destaca:
• Conformidade com a palavra de Deus (V.2);
• Fervor (v.3);
• Auto-recusa (v.4);
• Identificação com aqueles pelos quais intercede (v.5);
• Fortalecer-se através de confissão (Vs. 5-15);
• Ser dependente do caráter de Deus (Vs. 4,7,9,15)
• Ter como objetivo principal a glória de Deus (vs. 16-19).
• Capacitação espiritual;
• Ministração da alegria, vitórias para dignificar a grandeza
de Deus;
• Louvor, adorar, bendizer, engradecer o nome de Jesus
• A manifestação é através do dom que temos.
• Gera uma construção saudável da fé.
• Pode ser realizado por qualquer cristão.
• O que é missão?
• O que é missionário?
• O que é cultura?
• Esse dom se manifesta através do desejo de pregar.
• Bíblia supra-cultural.
• Necessário confiar a mente e o coração.
• Isaías 49:1
“O Senhor chamou-me antes de eu nascer,
desde o ventre de minha mãe
ele tinha na mente o meu nome;”
• Corpo de Cristo
• A serviço de Deus!
Slide dons espirituais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como dirigir um culto
Como dirigir um cultoComo dirigir um culto
Como dirigir um culto
Paulo Roberto
 
Estudo sobre a FÉ - Parte 01
Estudo sobre a FÉ - Parte 01Estudo sobre a FÉ - Parte 01
Estudo sobre a FÉ - Parte 01
Anderson Favaro
 
Esperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesusEsperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesus
Márcio Martins
 
Panorama do NT - Judas
Panorama do NT - JudasPanorama do NT - Judas
Panorama do NT - Judas
Respirando Deus
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Wander Sousa
 
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeDiscipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Christian Lepelletier
 
O Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.pptO Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.ppt
Herbert de Carvalho
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
RODRIGO FERREIRA
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Éder Tomé
 
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetasLição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Éder Tomé
 
Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Interceder
IntercederInterceder
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma ProtestanteLição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Éder Tomé
 
é Hora De Evangelizar
é Hora De Evangelizaré Hora De Evangelizar
é Hora De Evangelizar
wagner souza
 
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasLição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Éder Tomé
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
guestc5d870
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - Apocalipse
Respirando Deus
 
Lição 5 o poder da intercessão
Lição 5   o poder da intercessãoLição 5   o poder da intercessão
Lição 5 o poder da intercessão
prvladimir
 
Lição 10ª Dons espirituais
Lição 10ª Dons espirituaisLição 10ª Dons espirituais
Lição 10ª Dons espirituais
Igreja Presbiteriana Zona Sul
 
Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16
aldeirdb
 

Mais procurados (20)

Como dirigir um culto
Como dirigir um cultoComo dirigir um culto
Como dirigir um culto
 
Estudo sobre a FÉ - Parte 01
Estudo sobre a FÉ - Parte 01Estudo sobre a FÉ - Parte 01
Estudo sobre a FÉ - Parte 01
 
Esperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesusEsperando a volta de jesus
Esperando a volta de jesus
 
Panorama do NT - Judas
Panorama do NT - JudasPanorama do NT - Judas
Panorama do NT - Judas
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
 
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidadeDiscipulado um-a-um crescimento com qualidade
Discipulado um-a-um crescimento com qualidade
 
O Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.pptO Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.ppt
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetasLição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 8 O perigo de ser enganado por falsos profetas
 
Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
 
Interceder
IntercederInterceder
Interceder
 
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma ProtestanteLição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
 
é Hora De Evangelizar
é Hora De Evangelizaré Hora De Evangelizar
é Hora De Evangelizar
 
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasLição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - Apocalipse
 
Lição 5 o poder da intercessão
Lição 5   o poder da intercessãoLição 5   o poder da intercessão
Lição 5 o poder da intercessão
 
Lição 10ª Dons espirituais
Lição 10ª Dons espirituaisLição 10ª Dons espirituais
Lição 10ª Dons espirituais
 
Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16
 

Destaque

LIÇÃO 02 – O PROPÓSITO DOS DONS ESPIRITUAIS / SLIDES
LIÇÃO 02 – O PROPÓSITO DOS DONS ESPIRITUAIS / SLIDESLIÇÃO 02 – O PROPÓSITO DOS DONS ESPIRITUAIS / SLIDES
LIÇÃO 02 – O PROPÓSITO DOS DONS ESPIRITUAIS / SLIDES
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
Estudo biblico 23 dons espirituais - part1
Estudo biblico 23  dons espirituais - part1Estudo biblico 23  dons espirituais - part1
Estudo biblico 23 dons espirituais - part1
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
TH
 
Os 9 dons do espirito santo
Os 9 dons do espirito santoOs 9 dons do espirito santo
Os 9 dons do espirito santo
Revista Shalom
 
Os Dons do Espirito Santo
Os Dons do Espirito Santo Os Dons do Espirito Santo
Os Dons do Espirito Santo
UEPB
 
O propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituaisO propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituais
Moisés Sampaio
 
Os 9 dons do Espírito Santo
Os 9 dons do Espírito SantoOs 9 dons do Espírito Santo
Os 9 dons do Espírito Santo
Roberto Trindade
 
Os frutos do espírito completo
Os frutos do espírito completoOs frutos do espírito completo
Os frutos do espírito completo
Sandra Fuso
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
Natalino das Neves Neves
 
Apresentação de TCC
Apresentação de TCCApresentação de TCC
Apresentação de TCC
lucas_adm
 
DONS ESPIRITUAIS
DONS ESPIRITUAISDONS ESPIRITUAIS
DONS ESPIRITUAIS
Joab Duarte
 
Dons do espirito santo
Dons do espirito santoDons do espirito santo
Dons do espirito santo
WebExecutivo1
 
Dons do Espírito Santo
Dons do Espírito SantoDons do Espírito Santo
Dons do Espírito Santo
Rogério Nunes
 
Oração - A Fé como Dom de Deus
Oração - A Fé como Dom de DeusOração - A Fé como Dom de Deus
Oração - A Fé como Dom de Deus
JMVSobreiro
 
Dom de línguas - O verdadeiro
Dom de línguas - O verdadeiroDom de línguas - O verdadeiro
Dom de línguas - O verdadeiro
Jonatas Cardoso
 
Estudo18 dom de-profecia
Estudo18 dom de-profeciaEstudo18 dom de-profecia
Estudo18 dom de-profecia
Hezir Henrique
 
Lição 28 O dom de línguas (o verdadeiro e o falso)
Lição 28    O dom de línguas (o verdadeiro e o falso)Lição 28    O dom de línguas (o verdadeiro e o falso)
Lição 28 O dom de línguas (o verdadeiro e o falso)
Adão Bueno
 
A família zebedeu
A família zebedeuA família zebedeu
A família zebedeu
Fatoze
 
Web2.0
Web2.0Web2.0

Destaque (20)

LIÇÃO 02 – O PROPÓSITO DOS DONS ESPIRITUAIS / SLIDES
LIÇÃO 02 – O PROPÓSITO DOS DONS ESPIRITUAIS / SLIDESLIÇÃO 02 – O PROPÓSITO DOS DONS ESPIRITUAIS / SLIDES
LIÇÃO 02 – O PROPÓSITO DOS DONS ESPIRITUAIS / SLIDES
 
Estudo biblico 23 dons espirituais - part1
Estudo biblico 23  dons espirituais - part1Estudo biblico 23  dons espirituais - part1
Estudo biblico 23 dons espirituais - part1
 
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
Aula #001 Dons do Espírito Santo[2011]
 
Os 9 dons do espirito santo
Os 9 dons do espirito santoOs 9 dons do espirito santo
Os 9 dons do espirito santo
 
Os Dons do Espirito Santo
Os Dons do Espirito Santo Os Dons do Espirito Santo
Os Dons do Espirito Santo
 
O propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituaisO propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituais
 
Os 9 dons do Espírito Santo
Os 9 dons do Espírito SantoOs 9 dons do Espírito Santo
Os 9 dons do Espírito Santo
 
Os frutos do espírito completo
Os frutos do espírito completoOs frutos do espírito completo
Os frutos do espírito completo
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
 
Apresentação de TCC
Apresentação de TCCApresentação de TCC
Apresentação de TCC
 
DONS ESPIRITUAIS
DONS ESPIRITUAISDONS ESPIRITUAIS
DONS ESPIRITUAIS
 
Dons do espirito santo
Dons do espirito santoDons do espirito santo
Dons do espirito santo
 
Dons do Espírito Santo
Dons do Espírito SantoDons do Espírito Santo
Dons do Espírito Santo
 
Oração - A Fé como Dom de Deus
Oração - A Fé como Dom de DeusOração - A Fé como Dom de Deus
Oração - A Fé como Dom de Deus
 
Dom de línguas - O verdadeiro
Dom de línguas - O verdadeiroDom de línguas - O verdadeiro
Dom de línguas - O verdadeiro
 
Estudo18 dom de-profecia
Estudo18 dom de-profeciaEstudo18 dom de-profecia
Estudo18 dom de-profecia
 
Lição 28 O dom de línguas (o verdadeiro e o falso)
Lição 28    O dom de línguas (o verdadeiro e o falso)Lição 28    O dom de línguas (o verdadeiro e o falso)
Lição 28 O dom de línguas (o verdadeiro e o falso)
 
A família zebedeu
A família zebedeuA família zebedeu
A família zebedeu
 
Web2.0
Web2.0Web2.0
Web2.0
 

Semelhante a Slide dons espirituais

Cada um com seu Dom Espiritual
Cada um com seu Dom EspiritualCada um com seu Dom Espiritual
Intercessão
Intercessão Intercessão
Intercessão
Sandra Dias
 
Ensino 6 carisma de sabedoria
Ensino 6 carisma de sabedoriaEnsino 6 carisma de sabedoria
Ensino 6 carisma de sabedoria
ministerioformacao
 
Há tempo.docx
Há tempo.docxHá tempo.docx
Há tempo.docx
ssusercf733f2
 
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptxestudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
Tiago Silva
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Dom de Ciência
Dom de CiênciaDom de Ciência
Dom de Ciência
rafaelrosa_
 
Como identificar seu chamado
Como identificar seu chamado Como identificar seu chamado
Estratégias de evangelização dos pequeninos profª cristiane pessanha
Estratégias de evangelização dos pequeninos   profª cristiane pessanhaEstratégias de evangelização dos pequeninos   profª cristiane pessanha
Estratégias de evangelização dos pequeninos profª cristiane pessanha
prvladimir
 
Intercessão e batalha espiritual
Intercessão e batalha espiritualIntercessão e batalha espiritual
Intercessão e batalha espiritual
Marcos Fernando Moreira
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
Joel Silva
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
Joel Silva
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
Joel Silva
 
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdfIntercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
DenivalSouza1
 
1 dons espirituais testes
1 dons espirituais testes1 dons espirituais testes
1 dons espirituais testes
Mauricio Rodrigues
 
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdfIntercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
DenivalSouza1
 
Propósito das missões cristãs
Propósito das missões cristãsPropósito das missões cristãs
Propósito das missões cristãs
Alberto Simonton
 
Intercessão
IntercessãoIntercessão
Intercessão
Márcio Pereira
 
Descobrindo os dons espirituais jmn
Descobrindo os dons espirituais   jmnDescobrindo os dons espirituais   jmn
Descobrindo os dons espirituais jmn
Jair Hein
 
Curso de liderança Igreja Urbana
 Curso de liderança Igreja Urbana  Curso de liderança Igreja Urbana
Curso de liderança Igreja Urbana
IgrejaUrbana
 

Semelhante a Slide dons espirituais (20)

Cada um com seu Dom Espiritual
Cada um com seu Dom EspiritualCada um com seu Dom Espiritual
Cada um com seu Dom Espiritual
 
Intercessão
Intercessão Intercessão
Intercessão
 
Ensino 6 carisma de sabedoria
Ensino 6 carisma de sabedoriaEnsino 6 carisma de sabedoria
Ensino 6 carisma de sabedoria
 
Há tempo.docx
Há tempo.docxHá tempo.docx
Há tempo.docx
 
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptxestudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Dom de Ciência
Dom de CiênciaDom de Ciência
Dom de Ciência
 
Como identificar seu chamado
Como identificar seu chamado Como identificar seu chamado
Como identificar seu chamado
 
Estratégias de evangelização dos pequeninos profª cristiane pessanha
Estratégias de evangelização dos pequeninos   profª cristiane pessanhaEstratégias de evangelização dos pequeninos   profª cristiane pessanha
Estratégias de evangelização dos pequeninos profª cristiane pessanha
 
Intercessão e batalha espiritual
Intercessão e batalha espiritualIntercessão e batalha espiritual
Intercessão e batalha espiritual
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdfIntercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
 
1 dons espirituais testes
1 dons espirituais testes1 dons espirituais testes
1 dons espirituais testes
 
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdfIntercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
 
Propósito das missões cristãs
Propósito das missões cristãsPropósito das missões cristãs
Propósito das missões cristãs
 
Intercessão
IntercessãoIntercessão
Intercessão
 
Descobrindo os dons espirituais jmn
Descobrindo os dons espirituais   jmnDescobrindo os dons espirituais   jmn
Descobrindo os dons espirituais jmn
 
Curso de liderança Igreja Urbana
 Curso de liderança Igreja Urbana  Curso de liderança Igreja Urbana
Curso de liderança Igreja Urbana
 

Último

Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 

Último (16)

Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 

Slide dons espirituais

  • 1. MINISTÉRIO APOSTÓLICO INTERNACIONAL SHALOM – MAIS ESCOLA DE LÍDERES DONS ESPIRITUAIS ELIAS BARROS NÁTALLY PAIXÃO NAYANE OLIVEIRA SAMIRA GONÇALVES
  • 2. Visão celular Modelo dos 12 Dons Espirituais interpretação de línguas; administração; ajuda; arte/artesanato; celibato; libertação/cura; hospitalidade; intercessão; louvor; missionário(transcultur al)
  • 3. • Aprofundar conhecimento acerca dos dons espirituais, compreendendo o significado, a manifestação e a importância de cada dom abordado.
  • 5. • Interpretar significa: explicar o que é obscuro, ou seja descobrir o sentido do que está sendo dito. O dom da interpretação de línguas sempre vai depender do dom de falar em línguas para poder operar. INTERPRETAR TRADUZIR
  • 6. • Apresenta-se de duas formas: A interpretação na vida de oração particular A interpretação no ministério público
  • 7. • Peso aliviado • Os problemas resolvidos, • A alegria aumentada e a sua vida espiritual enriquecida. • Toda a igreja é fortalecida quando os membros se unem nesta procura de Deus inspirada no Espírito Santo.
  • 8. • Mas deixe-se tudo decentemente e com ordem”. (1 Coríntios 14:40) MANIFESTAÇÃO Características importantes: • Quando as coisas são organizadas deficientemente não fica frustrado e deseja ajudar nas correções necessárias; • É capaz de tirar ordem em meio ao caos; • Naturalmente organiza a vida, agenda, finanças, prioridades, etc.; • Se empolga ao atuar em tarefas e projetos; • Coisas como planilhas eletrônicas, orçamentos, quadros organizacionais e aplicativos, arquivos, canetas marca-texto e etiquetas os atraem.
  • 9. • A palavra grega correspondente ao dom da administração significa “piloto”, aquele que maneja o timão O proprietário da embarcação toma as decisões básicas quanto aos propósitos da viagem Timoneiro OU PILOTO que está encarregado de levar o navio a seu destino. A tripulação, por sua vez, recebe ordens do piloto
  • 10. • É a habilidade para trabalhar alegremente ao lado de outro e ajudar aquela pessoa a completar a tarefa que Deus lhe deu. MANIFESTAÇÃO 1 Auxilia aquele que toma a iniciativa 2 Quer fazer as coisas do jeito da pessoa a quem está ajudando 3 Quer auxiliar. Não gosta de ser o responsável por um projeto ou atividade. Dificilmente também tem o dom da liderança. 4 Quando possível, evita estar a frente de um grupo. 5 Diante da necessidade prática, pergunta: “O que posso fazer?” . Deixa a escolha a critério do outro.
  • 11. • Esse dom é o que possibilita o exercício de outros dons mais evidentes. • “O dom da ajuda é maravilhoso, e seu exercício é absolutamente necessário para o progresso do Corpo de Cristo” ( John MacArthur ).
  • 12. • Arte: definida como um conjunto de preceitos para a perfeita execução de qualquer coisa; atividade criativa. • Artesanato: definida como técnica e trabalho do artesão; arte de fazer objeto.
  • 13. • A missão da arte é enobrecer os sentimentos do homem e enriquecer-lhe a vida. • A importância do artista tornar-se um orientador espiritual do povo, a vista que o espírito de quem cria comunica-se, por meio de sua obra, com aquele que aprecia.
  • 14. • É a capacidade para permanecer solteiros e apreciar este estado, por poder dedicar mais tempo e energia para a obra de Deus na Igreja.
  • 15. • (Mateus 19:12) “Porque há eunucos de nascença; há outros a quem os homens fizeram tais; e há outros que a si mesmos se fizeram eunucos, por causa do reino dos céus. Quem é apto para o admitir admita.” • Deus tem como propósito para aqueles a quem ele chamou para o celibato, para que assim sirva inteiramente ao Senhor e Sua obra e Seu propósito.
  • 16. • John Stott Mundialmente conhecido como teólogo, pastor e evangelista. (Inglaterra)
  • 17. • Aqueles que servem de intermediários para que Deus cure enfermidades e restaure a saúde, à parte do uso de meios naturais (remédios, médicos, hospitais, tratamentos, etc,) • “Enquanto estendes a tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios...” (Atos 4:30)
  • 18. • Dom opera sobre enfermidades espirituais ou mesmo emocionais. • Forma maravilhosa que Deus disponibilizou para que o homem reconheça a intervenção de Deus sobre aqueles que Nele crê.
  • 19. • Capacidade de oferecer hospitalidade a qualquer pessoa que precise. Ex: Trabalhos voluntários, contribuição financeira a entidades de assistência social, assistência espiritual a pessoas, tudo isso são também exemplos de hospitalidade. • Os que recebem esse dom não somente têm essa capacidade, mas também amam agir desse modo e se sentem mais felizes.
  • 20. • A hospitalidade é muito útil no crescimento das igrejas de hoje, quando o esforço evangelístico tenta ultrapassar as barreiras da sociedade atual. • “Não se esqueça da hospitalidade; pois praticando-a, sem o saber alguns acolheram anjos” (Hb 13.1).
  • 21. • Dom de permanecer em oração por longos períodos de tempo, com o objetivo de ver o plano de Deus cumprindo-se tanto na sua própria vida como, principalmente, na vida das outras pessoas.
  • 22. • Oração intercessora é o ato de orar por outrem, colocando-se na posição de mediador, reparador ou porque não dizer edificador, seja de um irmão ou mesmo de um propósito.
  • 23. Daniel capítulo 9, destaca: • Conformidade com a palavra de Deus (V.2); • Fervor (v.3); • Auto-recusa (v.4); • Identificação com aqueles pelos quais intercede (v.5); • Fortalecer-se através de confissão (Vs. 5-15); • Ser dependente do caráter de Deus (Vs. 4,7,9,15) • Ter como objetivo principal a glória de Deus (vs. 16-19).
  • 24. • Capacitação espiritual; • Ministração da alegria, vitórias para dignificar a grandeza de Deus; • Louvor, adorar, bendizer, engradecer o nome de Jesus
  • 25. • A manifestação é através do dom que temos. • Gera uma construção saudável da fé. • Pode ser realizado por qualquer cristão.
  • 26. • O que é missão? • O que é missionário? • O que é cultura?
  • 27. • Esse dom se manifesta através do desejo de pregar. • Bíblia supra-cultural. • Necessário confiar a mente e o coração.
  • 28. • Isaías 49:1 “O Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome;” • Corpo de Cristo • A serviço de Deus!