Empresa hotel2

11.175 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.175
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
225
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Empresa hotel2

  1. 1. O Estabelecimento Hoteleiro Como toda organização de caráter empresarial, não existe um modelo padrão de organização hoteleira. A constituição de um estabelecimento desta índole está em função de diversos fatores, entre eles:1. A finalidade e o propósito que, antes de criar o estabelecimento, se consideram na sua concepção original2. A política de cada país3. A política hoteleira a seguir4. O perfil do estabelecimento5. O nível do estabelecimento6. A dimensão do estabelecimento7. A localização8. O tipo de serviços e suas variantes9. O tipo de administração
  2. 2. O Estabelecimento HoteleiroMas, se o estabelecimento hoteleiro se enfoca sob umponto de vista sistemático, é possível considerar que em todo hotel existem três elementos básicos que devem ser levados em conta: 1. Fator Humano 2. Fator Material 3. Fator Financeiro Esses fatores devidamente inter-relacionados por intermédio de uma administração dinâmica e flexível, permitem oferecer ao usuário e ao funcionário uma sensação de de bem-estar
  3. 3. O Fator HumanoDeve corresponder a um perfil profissional bem-definido, em quaisquer níveis de que se trate:“Indivíduo especializado, com espírito empreendedor e extrovertido, imbuído pela hotelaria, com grandehabilidade administrativa e de tomada de decisões e um excelente coeficiente potencial de relações humanas” Isso significa tanto eliminar elementos empíricos e improvisados, como contar com o permanente desenvolvimento técnico-profissional dos recursos humanos em todos os níveis
  4. 4. O Fator Material Diz respeito, praticamente, a todos os elementos estruturais que compõem a infraestrutura do estabelecimento. Em termos gerais, consideram-se os seguintes:•Instalação física (o prédio)•Instalações complementares (piscinas, saunas, casasnoturnas, bares, lavanderias, etc.)•Elementos materiais inerentes à instalação (fixos)•Materiais de consumo (manipuláveis) para o serviçodiário
  5. 5. O Fator Financeiro É o capital investido que, mediante uma política financeira de rentabilidade bem-definida, serve de suporte à instalação e lhe permite tanto melhorar como expandir suas atividades, de acordo com a boa atuação administrativa de seus diretores.Uma eficiente administração hoteleira deverá responder amodernas técnicas de administração que abranjam desde sua conceituação como sistema, até o alcance da sua atuação no campo dos custos, do processamento dosdados, do conhecimento das relações sócio-trabalhistas e da importância do marketing para a captação de novos mercados.
  6. 6. Enfoque de Contingências?Segundo Cavassa (2001,p.9), pode-se afirmar que, sendoa atividade hoteleira uma constante que se enfrenta com situações externas (do entorno) conjunturais e cíclicas diferentes, a flexibilidade e a adaptação da teoria das contingências permite administrar as instalações hoteleiras da melhor forma possível, no momento oportuno. Portanto, mesmo existindo uma organização inicialformal, a inter-relação dos seus elementos é chamada a ser uma inter-relação variável, em duração, sentido, espaço e tempo, sem que por esse motivo deva-se destruir a dependência inicial dos elementos que a compõem de forma absoluta.
  7. 7. Organograma no Estabelecimento HoteleiroO organograma é a representação gráfica da estrutura da organização, suas inter-relações de funções e sistemas de direção, empregados no âmbito da política hoteleira. Isto facilita a informação sobre a organização sistematizada e determina claramente aspectos importantes desta, como hierarquias, autoridade e responsabilidade. Segundo a forma, existem organogramas verticais, horizontais, circulares, mistos e/ou padronizados Seus benefícios são: visualizar a hierarquização, facilitar a comunicação, facilitar o controle administrativo, apoiar a retroalimentação do sistema, incrementar o grau de cooperação e trabalho em equipe, facilitar a tomada de decisões
  8. 8. Organograma no Estabelecimento Hoteleiro Vale salientar, que uma organização não deve limitar-se exclusivamente ao organograma, ou ao uso de um único tipo de organograma (durante otempo de existência da empresa), porque ele deveobedecer à realidade do momento e à previsão, no tempo, de situações que podem ser mudadas, ouseja, deverá haver flexibilidade à prováveis ajustes no organograma devido às novas condições estratégicas, tecnológicas e do entorno.
  9. 9. Uma questão de semântica... Produção Hoteleira Serviços Hoteleiros Operações HoteleirasToda atividade destinada a produzir bens e serviços se identifica com o vocábulo produção; não obstante,estima-se que não existem diferenças entre a ação que proporciona um resultado tangível e a que produz resultados intangíveis Operações hoteleiras é uma terminologia que tem oobjetivo de validar o sentido de produção e serviços em uma única dimensão, isto é, ambos requerem tarefas operacionais.
  10. 10. A Função Hoteleira A função hoteleira como atividade sociotécnico- econômica está canalizada para as tarefas específicas que exigem responsabilidades, conhecimentos e execução de operações, com afinalidade de alcançar as diversas metas que a sua atividade e o entorno lhe estabelecem como incumbência Função Social Função Econômica Outras
  11. 11. A Função Social Responde a uma realidade interna e do entorno em que se desenvolve a atividade hoteleira, subdivide-se em: Função Social Interna (indivíduo organização) Função em Relação ao Hóspede (segurança, ambienteagradável, satisfação das necessidades, ambiente degrupo, qualidade de equipamentos e serviços, beleza noambiente, conforto, comodidade, etc) Função em Termos de País (geração emprego, fomentoe proteção da cultura local, geração desenvolvimento,envolvimento da comunidade, etc)
  12. 12. A Função EconômicaA função econômica do hotel, como todo sistemaempresarial, se canaliza em duas direções: Funções intrínsecas (elementos internos do hotel queatuam como captadores financeiros) Funções extrínsecas (relacionam-se ao entorno, fontede consumo de produtos do mercado, fonte de demandade RH, captação de divisas, ponto de lançamento denovas tecnologias “o primeiro elevador foi instalado emum hotel” As funções extrínsecas e intrínsecas se traduzem numa inter-relação de serviços e dinheiro, o que lhes confere um papel nitidamente econômico
  13. 13. SISTEMA HOTEL Hospedagem A&B Recep Telef. Rest. Cozin Gover Almox Administração Compr Contab ControFonte:Castelli, 2000, p. 86
  14. 14. Organograma de um hotel cinco-estrelas• Gerência-geral Gerente, subgerente e secretária formam o núcleode comando• Gerência de Hospedagem São 17 funções ao todo. Entre elas, asde gerente de recepção, concièrge e supervisor de reservas• Recreação/Social Inclui as funções de gerente social, supervisorde lazer, monitores e recepcionistas• Governança Reúne camareiras, costureiras e lavadeiras, sob acoordenação de uma governanta-executiva• Gerência de Alimentos e Bebidas Responde pelo setor dealimentos e bebidas, banquetes e convenções• Manutenção Sob a supervisão de um gerente, atuam marceneiros,encanadores, eletricistas e jardineiros• Gerência de Recursos Humanos Supervisiona processos derecrutamento e seleção Fonte: Revista Época 21/08/200
  15. 15. Organograma de um hotel cinco-estrelas• Gerência de Sistemas Conta com analistas de suportee técnicos em informática• Gerência de Segurança Guardas, agentes ebombeiros trabalham no departamento• Gerência Administrativo-Financeira O gerente éresponsável pelas contas e pelo faturamento do hotel• Controladoria Inclui gerente de compras, contador ecaixas• Gerência de Marketing É formada por gerente,assistente de marketing, relações-públicas e assessor deimprensa• Gerência de Vendas Compõe-se de gerente devendas, supervisor e promotor Fonte: Revista Época 21/08/200
  16. 16. O Setor de Hospedagem Gerência GeralReservas Limpeza Gerência de HospedagemRecepção Lazer P. Social Telefonia Governança Fonte: Castelli, Administração Hoteleira, 1992, p. 45
  17. 17. Organograma do setor de recepção de um hotel de médio porte Gerência de Hospedagem Chefe de Recepção auditorrecepcionistas reservas mensageiros noturno Fonte: Davies, Cargos na Hotelaria, 2000, p. 15
  18. 18. Organograma do setor de recepção de um hotel de grande porte G.Geralrecepcionista Controller G.Hospedagem caixa de recepção G.Vendas concierge Chefe Recepção capitão porteiromensageiro auditor chefe de supervisor de noturno telefonia reservas manobrista telefonista atendente de reservas Fonte: Davies, Cargos na Hotelaria, 2000, p. 15

×