SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
PROCEDIMENTO
CÓDIGO:
PR-GPR-013
FOLHA:
1 de 8
CLIENTE:
PETROBRAS
PROJETO:
IMPLANTAÇÃO UPCGN II E AMPLIAÇÃO DE SISTEMAS EM CABIUNAS
ARQUIVO: PR-GPR-013SERVIOSTOPOGRAFICOSR1-
230421170753-EE5949B5
NO CONTRATO:
0802.0015016.05.2
TÍTULO:
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
ÍNDICE DE REVISÕES
REV DATA ALTERAÇÃO
00
01
18.10.05
24.10.05
Emissão Inicial
Revisado em atendimento aos comentários da Fiscalização, onde indicado em Itálico/negrito
ELABORAÇÃO ANÁLISE CRÍTICA SMS APROVAÇÃO: CLIENTE
Mario Gantois
Gerente de Produção
Luiz Antônio Aguiar
Gerente de Qualidade
Ewerton Guimarães
Coordenador de SMS
José Henrique Enes
Gerente de Contrato
DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO ODEBEI
EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
PROCEDIMENTO
CÓDIGO:
PR-GPR-013
FOLHA:
2 de 8
PROJETO:
UPG CLIENTE:
PETROBRAS REV.:
1
TÍTULO:
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
DATA:
24/10/05
DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO
EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
SUMÁRIO
1 OBJETIVO
2 APLICAÇÃO
3 REFERÊNCIA
4 DEFINIÇÕES
5 RESPONSABILIDADES
6
PROCEDIMENTO
7 REGISTROS
8
REQUISITOS APLICÁVEIS À SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE
ANEXOS
ANEXO I MODELO REDUZIDO DO FORMULÁRIO “RELATÓRIO DE TOPOGRAFIA”
ANEXO II TABELA DE UTILIZAÇÃO DE EPI
PROCEDIMENTO
CÓDIGO:
PR-GPR-013
FOLHA:
3 de 8
PROJETO:
UPG CLIENTE:
PETROBRAS REV.:
1
TÍTULO:
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
DATA:
24/10/05
DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO
EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
1 – OBJETIVO
Este procedimento tem por objetivo estabelecer as diretrizes para a execução de serviços de escavação, aterro, reaterro e
compactação, para fundações e estruturas de concreto em geral, de maneira a assegurar um desempenho adequado e
permitir que o resultado esteja conforme especificado.
2 – APLICAÇÃO
Aplica-se às obras civis do empreendimento de Construção e Montagem da Ampliação da UPCGN II (U-298) e Sistema de
Cabiúnas.
3 – REFERÊNCIA
N-47 – Levantamento Topográfico
Nota: As normas serão sempre utilizadas em sua última revisão.
4 – DEFINIÇÕES
4.1 – Levantamento Topográfico
Execução de todas as operações necessárias para a representação, no papel, dos elementos do terreno, seu contorno,
dimensões e posição relativa, tais como a medição de ângulos e distâncias, e a execução de cálculos e desenhos
necessários à sua representação gráfica.
4.2 – Nivelamento
Operação que visa a obtenção de perfis, distâncias verticais, ou diferença de nível entre diversos pontos de uma diretriz,
eixo, seção, etc., por ordem decrescente de precisão. O nivelamento pode ser geométrico, trigonométrico e barométrico.
4.3 – Cota
Distância vertical ou diferença de nível referido a uma superfície de nível de referência, abaixo ou acima do nível do mar.
4.4 – Norte Magnético
É a direção do pólo magnético norte da Terra, ou seja, é a direção para onde aponta a agulha magnética de uma bússola,
isenta da influência de atrações locais.
4.5 – Norte Verdadeiro
É a direção do pólo geográfico norte da Terra.
4.6 – Topografia
Ciência aplicada, baseada na geometria e trigonometria, que tem por objetivo representar ortogonalmente, sobre uma
superfície plana, uma porção limitada da superfície terrestre com todos os seus acidentes naturais e artificiais por meio da
medida de três elementos do espaço, como duas distâncias e uma elevação, ou uma distância, uma direção e uma
PROCEDIMENTO
CÓDIGO:
PR-GPR-013
FOLHA:
4 de 8
PROJETO:
UPG CLIENTE:
PETROBRAS REV.:
1
TÍTULO:
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
DATA:
24/10/05
DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO
EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
elevação. Um trabalho topográfico compreende três etapas a saber: topometria (parte matemática); topologia (parte
interpretativa do relevo) e desenho topográfico (parte gráfica).
5 – RESPONSABILIDADES
5.1 – Gerente de Produção – Civil/Estrutura Metálica:
- Prover instrumentos e mão-de-obra auxiliar de topografia para a realização das atividades.
5.2 – O Topógrafo
- Executar as atividades de topografia conforme recomendado no projeto e neste procedimento.
5.3 – Gestão da Qualidade/Controle de Qualidade :
- Acompanhar / inspecionar as atividades em execução, com base nos documentos de projeto.
6 – PROCEDIMENTO
6.1 – Instrumentos
Os instrumentos a serem utilizados na execução dos serviços devem ser calibrados por empresa idônea, pertencente a
RBC (Rede Brasileira de Calibração).
Os principais instrumentos utilizados são:
- Nível óptico;
- Teodolito;
- Mira de encaixe (madeira e/ou metálica);
- Balizas metálicas;
- Trena de aço (capacidade de 30 metros);
- Prumo de centro;
- Nível de bolha;
- Esquadro.
6.2 – Orientação
Todo o serviço de levantamento será referido ao norte verdadeiro. As altitudes e coordenadas serão calculadas a partir de
sistema indicado pela fiscalização.
6.3 – Referências Topográficas
Serão utilizados pontos topográficos, previamente estabelecidos pelo Cliente, que permitam visadas recíprocas que
atendam aos limites de tolerância de fechamento angular, linear e altimétrico.
6.4 – Locação
- Os serviços de locação, transferência de níveis, colocação de cotas e outras atividades afins, serão executados
somente por profissionais com reconhecida experiência;
- Os aparelhos ópticos de precisão, teodolito, devem permitir leitura direta de até 1” (um segundo), para medições
angulares; os níveis ópticos devem permitir uma leitura direta de até 0,1 mm (décimo de milímetro); as trenas de aço,
mira de madeira e/ou alumínio devem permitir um grau de precisão na ordem de 1,0 mm (um milímetro);
PROCEDIMENTO
CÓDIGO:
PR-GPR-013
FOLHA:
5 de 8
PROJETO:
UPG CLIENTE:
PETROBRAS REV.:
1
TÍTULO:
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
DATA:
24/10/05
DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO
EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
- Os marcos topográficos serão informados pela fiscalização;
- Os marcos topográficos serão protegidos para evitar danos;
- Os piquetes serão de madeira, identificados com pintura na cor branca;
- Todos os serviços topográficos executados deverão ser registrados no “Relatório Topográfico” (Anexo A).
6.5 – Levantamentos
- Os levantamentos serão executados tendo como referência o norte verdadeiro e sendo anotado o norte magnético.
6.6 – Tolerâncias para Levantamentos
6.6.1 – Levantamentos Topográficos em Áreas ou Faixas Destinados à Implantação do Projeto Definitivo
a) Fechamento linear – o erro relativo máximo admissível para o fechamento linear da Poligonal Principal (PP) das
áreas deve ser de 1/10.000;
b) Fechamento linear de faixas – o erro relativo máximo admissível para o fechamento linear de poligonais das faixas
deve ser de 1/15.000;
c) Fechamento angular – o erro máximo admissível para o fechamento angular de poligonais deve ser de 30”√N - (30
segundos vezes a raiz quadrada de N), sendo “N” o número de vértices da poligonal;
d) Fechamento altimétrico – o erro máximo admissível para o nivelamento geométrico de poligonais deve ser de 10
mm√L (10 milímetros vezes a raiz quadrada de L), sendo “L” o número de quilômetros da poligonal.
6.6.2 – Levantamento Topográfico de Variantes
Para variantes de faixas do projeto definitivo deve-se observar as tolerâncias do item 6.6.1 alínea c) para o fechamento
angular.
6.6.3 – Verificação do Erro de Fechamento
Todas as operações devem ter o erro de fechamento verificado. Caso o erro admissível seja ultrapassado, devem ser
realizadas todas as operações necessárias para adequá-lo ao disposto nos itens 6.6.1 e 6.6.2.
6.7 – Tolerâncias dimensionais
ELEMENTO (S) TOLERÂNCIA (mm)
Eixos coordenados (N-S, L-O) de base de equipamento ± 5
Eixos coordenados (N-L, L-O) de bases pertencentes a um único equipamento ± 5
Elevação da base ± 6
Distâncias dos eixos dos chumbadores em relação aos eixos coordenados da base ± 3
Distância entre eixos de chumbadores adjacentes, na mesma base ou em bases vizinhas ± 3
Distância entre eixos 1) de chumbadores alternados de bases vizinhas ± 5
Diâmetro da circunferência que contém os eixos dos chumbadores de bases opostas ± 10
Projeção dos chumbadores ± 5
Distâncias dos eixos dos nichos de concretagem em relação aos eixos coordenados da base ± 10
Eixos coordenados de fundação direta (pertencente a uma estrutura aporticada), moldada in loco ± 10
Eixos coordenados de fundação direta (pertencente a uma estrutura aporticada), pré-fabricada ± 5
Cota de assentamento de fundação direta moldada in loco ± 30
Cota de assentamento de fundação direta pré-fabricada ± 15
Eixos coordenados de pilar (pertencente a uma estrutura aporticada) ± 5
Eixos de viga ± 5
Elevação de topo de viga em pontes de tubulação ± 10
Elevação de topo de lajes ± 15
PROCEDIMENTO
CÓDIGO:
PR-GPR-013
FOLHA:
6 de 8
PROJETO:
UPG CLIENTE:
PETROBRAS REV.:
1
TÍTULO:
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
DATA:
24/10/05
DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO
EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
Nota:
1) No caso de haver dois ou mais chumbadores por pedestal ou base, o eixo a ser tomado deverá ser o do conjunto de
chumbadores.
7 – REGISTROS
7.1 – A evidência objetiva de atendimento ao requisito do qual trata esta instrução será documentada conforme registro da
qualidade correlato ao tipo de serviço executado.
7.2 – Os croquis para permitir rastreabilidade dos serviços topográficos poderão ser realizados
8 – REQUISITOS APLICÁVEIS À SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE
8.1 - Durante os serviços de topografia serão levados em consideração os cuidados e requisitos necessários, conforme
“Planilha de Aspectos Ambientais e Perigos, Impactos Ambientais e Riscos” abaixo:
ETAPA OU
TAREFA
ASPECTOS
AMBIENTAIS
E PERIGOS
IMPACTOS
AMBIENTAIS
E RISCOS
SITUAÇÃO
(N/A/E)
SEVERIDADE
OU
GRAVIDADE
FREQUÊNCIA
OU
PROB.
IMPORTÂNCIA
REQUISITOS
LEGAIS
E
OUTROS
COMUNICAÇÃO
DE
PARTES
INTERESSADAS
EXTERNAS
SIGNIFICÂNCIA
CONTROLES
S/G F/P G ou S + (F ou P)
TOPOGRAFIA
Calor
Insolação /
Intermação
N 2 1 3 S S S
Cumprir os procedimentos
estabelecidos na NR-21
Transporte de
Equipamentos
Cervicalgia e/ou
Lombalgia
N 1 1 2 S S S
Promover treinamentos de
Segurança ao pessoal
envolvido
8.2 – Durante a execução dos serviços topográficos os profissionais envolvidos devem utilizar o EPI correlato a sua função
conforme estabelecido na tabela de utilização de EPI anexo.
Os profissionais envolvidos com a atividade, estão indicados em cinza no anexo II.
/ ANEXOS
PROCEDIMENTO
CÓDIGO:
PR-GPR-013
FOLHA:
7 de 8
PROJETO:
UPG CLIENTE:
PETROBRAS REV.:
1
TÍTULO:
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
DATA:
24/10/05
DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO
EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
ANEXO I – MODELO REDUZIDO DO FORMULÁRIO
“RELATÓRIO DE TOPOGRAFIA”
Nº.:
RELATÓRIO DE TOPOGRAFIA Data:
Folha:
LOCAÇÃO NIVELAMENTO ALINHAMENTO
Cliente: Contrato: Obra:
Des. Referência: Procedimento: Evento: Obra:
COORDENADA/ELEVAÇÃO
DE PROJETO
COORDENADA/ELEVAÇÃO
REAL
Topógrafo: Controle da Qualidade: Gerente de G.Q. Cliente:
PROCEDIMENTO
CÓDIGO:
PR-GPR-013
FOLHA:
8 de 8
PROJETO:
UPG CLIENTE:
PETROBRAS REV.:
1
TÍTULO:
SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS
DATA:
24/10/05
DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO
EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
ANEXO II –TABELA DE UTILIZAÇÃO DE EPI
Nota: Todos os demais profissionais não listados acima devem utilizar no mínimo: Capacate, botina de segurança apropriada ao uso, óculos, e outros se necessário de acordo com o local e
ao tipo de trabalho à executar.
LEGENDA
QUADRO DE EPI’S POR CARGO
CARGO
Administrativo
Ajudante
Armador
Cal./Encanador
Carpinteiro
Cozinheiro
Elletricista
Inspetores
Inspetor
de
Solda
Instrumentista
Jatista
Maçariqueiro
Marteleiro
Mecânico/Torneiro
Montador
Mont.
de
Andaime
Motorista
Oper.de
Gamagrafia
Oper.de
Máquinas
Pedreiro
Pintor
Laboratorista
Servente
Soldador
Supervisor
Téc.
de
Segurança
Topógrafo
EPI
1 Avental de PVC ou Trevira x x x x x x
9 Avental de Raspa x x
9 Blusão de Raspa x x
10 Botina de Segurança c/biqueira de aço x x x x x x x x x x x x x x x x x x x
Botina de Segurança s/biqueira de aço x x x x x x x
2 Bota de PVC cano médio x x x x
Capacete de Segurança x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x
3 Cinto de Segurança tipo Paraquedista x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x
Luva de Vaqueta x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x
9 Luva de Raspa de couro cano médio x x x
1 Luva de PVC cano 36cm, tam.8,5 e 9,5 x x x x x x x x x
8 Luva para Alta Tensão x
1 Macacão de PVC ou Trevira x x x x x x
9 Máscara de Soldador x
9 Óculos de Maçariqueiro x
9 Óculos com lentes filtrantes tonalidade x x x x x
4 Óculos contra pó (amplavisão) x x x x x x x x x x x x x x x x x x
Óculos de segurança x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x
Peça facial Drager ou MAS c/ filtro B x x x x x x
9 Perneira de Raspa x x
1 Protetor facial de acetato x x x
5 Protetor Facial Aluminizado x x x x
Protetor Auricular tipo Concha x
Protetor Auricular tipo Plug x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x
4
Semi-máscara Combitox ou Confo, com filtro
contra pó x x x x x x x x x x x x x x
6
Semi-máscara Combitox ou Confo, com
Cartucho B-274 ou GMC x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x
Semi-máscara Combitox ou Confo, com
Cartucho B-274 ou GMC x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x
Máscara de segurança (jatista) x
LEGENDA
1. Uso em locais com risco de contato com produtos 6. Uso nos serviços em locais onde houver odor residual.
2. Uso nos serviços em locais alagados 7. Uso nos serviços em locais onde houver vapores orgânicos ou gases ácidos.
3. Uso nos serviços em altura superior a 2 metros 8.Uso em equipamentos elétricos
4. Uso nos serviços onde houver aero-dispersóides 9.Uso em locais de corte e solda
5. Uso com ferramentas abrasivas 10.Uso em locais com risco de queda de peças.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Serviços topográficos procedimento

Aula 1.2 - Elementos Básicos do Projeto.pdf
Aula 1.2 - Elementos Básicos do Projeto.pdfAula 1.2 - Elementos Básicos do Projeto.pdf
Aula 1.2 - Elementos Básicos do Projeto.pdfAnneCarolineDePaulaN
 
PR-GPR-059 Execucao de Armaduras R2.doc
PR-GPR-059 Execucao de Armaduras R2.docPR-GPR-059 Execucao de Armaduras R2.doc
PR-GPR-059 Execucao de Armaduras R2.docCarlosJunior481127
 
Transposicao de-fusos
Transposicao de-fusosTransposicao de-fusos
Transposicao de-fusosalexx0043
 
Transposicao de-fusos
Transposicao de-fusosTransposicao de-fusos
Transposicao de-fusosalexx0043
 
Isf 211 projeto terraplenagem
Isf 211   projeto terraplenagemIsf 211   projeto terraplenagem
Isf 211 projeto terraplenagemLaura Silveira
 
1 locaçao de edificaçoes
1   locaçao de edificaçoes1   locaçao de edificaçoes
1 locaçao de edificaçoesFelipe Mohallem
 
13133 94 levantamento topográfico
13133 94  levantamento topográfico13133 94  levantamento topográfico
13133 94 levantamento topográficoMoisés Peixoto
 
Rádio Enlace Nacional
Rádio Enlace NacionalRádio Enlace Nacional
Rádio Enlace NacionalMarco Coghi
 
Guia para-elaboracao-de-plano-de-rigging
Guia para-elaboracao-de-plano-de-riggingGuia para-elaboracao-de-plano-de-rigging
Guia para-elaboracao-de-plano-de-rigginggucassiolato
 
Projecto de Feixes Hertzianos
Projecto de Feixes HertzianosProjecto de Feixes Hertzianos
Projecto de Feixes HertzianosJoão Santos
 
Projecto de Feixes Hertzianos
Projecto de Feixes HertzianosProjecto de Feixes Hertzianos
Projecto de Feixes HertzianosJoão Santos
 
Analisador de vibrações VIII Função de dois canais no domínio do tempo - or...
Analisador de vibrações VIII   Função de dois canais no domínio do tempo - or...Analisador de vibrações VIII   Função de dois canais no domínio do tempo - or...
Analisador de vibrações VIII Função de dois canais no domínio do tempo - or...DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Smart Suspension - TCC v2
Smart Suspension - TCC v2Smart Suspension - TCC v2
Smart Suspension - TCC v2Bruno Sprícigo
 
14.nb 1346 execução de sub-base ou base estabilizada granulometricamente
14.nb 1346   execução de sub-base ou base estabilizada granulometricamente14.nb 1346   execução de sub-base ou base estabilizada granulometricamente
14.nb 1346 execução de sub-base ou base estabilizada granulometricamenteLeandro Gomes
 

Semelhante a Serviços topográficos procedimento (20)

Topografia basica
Topografia basicaTopografia basica
Topografia basica
 
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VIAnalisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
 
Aula 1.2 - Elementos Básicos do Projeto.pdf
Aula 1.2 - Elementos Básicos do Projeto.pdfAula 1.2 - Elementos Básicos do Projeto.pdf
Aula 1.2 - Elementos Básicos do Projeto.pdf
 
PR-GPR-059 Execucao de Armaduras R2.doc
PR-GPR-059 Execucao de Armaduras R2.docPR-GPR-059 Execucao de Armaduras R2.doc
PR-GPR-059 Execucao de Armaduras R2.doc
 
Transposicao de-fusos
Transposicao de-fusosTransposicao de-fusos
Transposicao de-fusos
 
Transposicao de-fusos
Transposicao de-fusosTransposicao de-fusos
Transposicao de-fusos
 
doop.pdf
doop.pdfdoop.pdf
doop.pdf
 
Isf 211 projeto terraplenagem
Isf 211   projeto terraplenagemIsf 211   projeto terraplenagem
Isf 211 projeto terraplenagem
 
Nbr 13133
Nbr 13133Nbr 13133
Nbr 13133
 
Dnit108 2009 es
Dnit108 2009 esDnit108 2009 es
Dnit108 2009 es
 
1 locaçao de edificaçoes
1   locaçao de edificaçoes1   locaçao de edificaçoes
1 locaçao de edificaçoes
 
Nbr 13133 execução topgrafica
Nbr 13133 execução topgraficaNbr 13133 execução topgrafica
Nbr 13133 execução topgrafica
 
13133 94 levantamento topográfico
13133 94  levantamento topográfico13133 94  levantamento topográfico
13133 94 levantamento topográfico
 
Rádio Enlace Nacional
Rádio Enlace NacionalRádio Enlace Nacional
Rádio Enlace Nacional
 
Guia para-elaboracao-de-plano-de-rigging
Guia para-elaboracao-de-plano-de-riggingGuia para-elaboracao-de-plano-de-rigging
Guia para-elaboracao-de-plano-de-rigging
 
Projecto de Feixes Hertzianos
Projecto de Feixes HertzianosProjecto de Feixes Hertzianos
Projecto de Feixes Hertzianos
 
Projecto de Feixes Hertzianos
Projecto de Feixes HertzianosProjecto de Feixes Hertzianos
Projecto de Feixes Hertzianos
 
Analisador de vibrações VIII Função de dois canais no domínio do tempo - or...
Analisador de vibrações VIII   Função de dois canais no domínio do tempo - or...Analisador de vibrações VIII   Função de dois canais no domínio do tempo - or...
Analisador de vibrações VIII Função de dois canais no domínio do tempo - or...
 
Smart Suspension - TCC v2
Smart Suspension - TCC v2Smart Suspension - TCC v2
Smart Suspension - TCC v2
 
14.nb 1346 execução de sub-base ou base estabilizada granulometricamente
14.nb 1346   execução de sub-base ou base estabilizada granulometricamente14.nb 1346   execução de sub-base ou base estabilizada granulometricamente
14.nb 1346 execução de sub-base ou base estabilizada granulometricamente
 

Mais de CarlosJunior481127

PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.docPR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.docCarlosJunior481127
 
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.docPR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.docCarlosJunior481127
 
PR-GPR-063 Controle Tecnológico de Concreto r0.doc
PR-GPR-063 Controle Tecnológico de Concreto r0.docPR-GPR-063 Controle Tecnológico de Concreto r0.doc
PR-GPR-063 Controle Tecnológico de Concreto r0.docCarlosJunior481127
 
PR-GGQ-026 Identificação da Situação de Inspeção e Ensaios r1.DOC
PR-GGQ-026 Identificação da Situação de Inspeção e Ensaios r1.DOCPR-GGQ-026 Identificação da Situação de Inspeção e Ensaios r1.DOC
PR-GGQ-026 Identificação da Situação de Inspeção e Ensaios r1.DOCCarlosJunior481127
 
PR-GPR-060 Execucao de Concreto R2.doc
PR-GPR-060 Execucao de Concreto R2.docPR-GPR-060 Execucao de Concreto R2.doc
PR-GPR-060 Execucao de Concreto R2.docCarlosJunior481127
 
PR-GGQ-027 Cont. de Disp. de Med e Monitoramento r2.doc
PR-GGQ-027 Cont. de Disp. de Med e Monitoramento r2.docPR-GGQ-027 Cont. de Disp. de Med e Monitoramento r2.doc
PR-GGQ-027 Cont. de Disp. de Med e Monitoramento r2.docCarlosJunior481127
 
PP-QMS-TCT-6960-001-R03 - Plano de Gestão Qualidade-1.docx
PP-QMS-TCT-6960-001-R03 - Plano de Gestão Qualidade-1.docxPP-QMS-TCT-6960-001-R03 - Plano de Gestão Qualidade-1.docx
PP-QMS-TCT-6960-001-R03 - Plano de Gestão Qualidade-1.docxCarlosJunior481127
 
PR-GPR-061 Pavimentacao e Arruamento_R2.doc
PR-GPR-061 Pavimentacao e Arruamento_R2.docPR-GPR-061 Pavimentacao e Arruamento_R2.doc
PR-GPR-061 Pavimentacao e Arruamento_R2.docCarlosJunior481127
 
PR-GGQ-010 Avalicao_de_Fornecedores R1.doc
PR-GGQ-010 Avalicao_de_Fornecedores R1.docPR-GGQ-010 Avalicao_de_Fornecedores R1.doc
PR-GGQ-010 Avalicao_de_Fornecedores R1.docCarlosJunior481127
 
PR-GPR-013 Serviços Topograficos R1.doc
PR-GPR-013 Serviços Topograficos R1.docPR-GPR-013 Serviços Topograficos R1.doc
PR-GPR-013 Serviços Topograficos R1.docCarlosJunior481127
 
PR-GPR-012 Execucao de Terraplenagem R1.doc
PR-GPR-012 Execucao de Terraplenagem R1.docPR-GPR-012 Execucao de Terraplenagem R1.doc
PR-GPR-012 Execucao de Terraplenagem R1.docCarlosJunior481127
 
PR-GGQ-030 Identificação e Rastreabilidade de Produtos r4.doc
PR-GGQ-030 Identificação e Rastreabilidade de Produtos r4.docPR-GGQ-030 Identificação e Rastreabilidade de Produtos r4.doc
PR-GGQ-030 Identificação e Rastreabilidade de Produtos r4.docCarlosJunior481127
 
PR-GPR-081 Procedimento de Prova de Carga Estática r2.doc
PR-GPR-081 Procedimento de Prova de Carga Estática r2.docPR-GPR-081 Procedimento de Prova de Carga Estática r2.doc
PR-GPR-081 Procedimento de Prova de Carga Estática r2.docCarlosJunior481127
 
PR-GPR-082 Procedimento de Ensaio de Integridade (PIT).doc
PR-GPR-082 Procedimento de Ensaio de Integridade (PIT).docPR-GPR-082 Procedimento de Ensaio de Integridade (PIT).doc
PR-GPR-082 Procedimento de Ensaio de Integridade (PIT).docCarlosJunior481127
 

Mais de CarlosJunior481127 (14)

PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.docPR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
PR-GPR-057 Escavacao_Aterro_Reaterro_e_Compactacao R2.doc
 
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.docPR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
PR-GPR-062 Execucao de Drenagem r1.doc
 
PR-GPR-063 Controle Tecnológico de Concreto r0.doc
PR-GPR-063 Controle Tecnológico de Concreto r0.docPR-GPR-063 Controle Tecnológico de Concreto r0.doc
PR-GPR-063 Controle Tecnológico de Concreto r0.doc
 
PR-GGQ-026 Identificação da Situação de Inspeção e Ensaios r1.DOC
PR-GGQ-026 Identificação da Situação de Inspeção e Ensaios r1.DOCPR-GGQ-026 Identificação da Situação de Inspeção e Ensaios r1.DOC
PR-GGQ-026 Identificação da Situação de Inspeção e Ensaios r1.DOC
 
PR-GPR-060 Execucao de Concreto R2.doc
PR-GPR-060 Execucao de Concreto R2.docPR-GPR-060 Execucao de Concreto R2.doc
PR-GPR-060 Execucao de Concreto R2.doc
 
PR-GGQ-027 Cont. de Disp. de Med e Monitoramento r2.doc
PR-GGQ-027 Cont. de Disp. de Med e Monitoramento r2.docPR-GGQ-027 Cont. de Disp. de Med e Monitoramento r2.doc
PR-GGQ-027 Cont. de Disp. de Med e Monitoramento r2.doc
 
PP-QMS-TCT-6960-001-R03 - Plano de Gestão Qualidade-1.docx
PP-QMS-TCT-6960-001-R03 - Plano de Gestão Qualidade-1.docxPP-QMS-TCT-6960-001-R03 - Plano de Gestão Qualidade-1.docx
PP-QMS-TCT-6960-001-R03 - Plano de Gestão Qualidade-1.docx
 
PR-GPR-061 Pavimentacao e Arruamento_R2.doc
PR-GPR-061 Pavimentacao e Arruamento_R2.docPR-GPR-061 Pavimentacao e Arruamento_R2.doc
PR-GPR-061 Pavimentacao e Arruamento_R2.doc
 
PR-GGQ-010 Avalicao_de_Fornecedores R1.doc
PR-GGQ-010 Avalicao_de_Fornecedores R1.docPR-GGQ-010 Avalicao_de_Fornecedores R1.doc
PR-GGQ-010 Avalicao_de_Fornecedores R1.doc
 
PR-GPR-013 Serviços Topograficos R1.doc
PR-GPR-013 Serviços Topograficos R1.docPR-GPR-013 Serviços Topograficos R1.doc
PR-GPR-013 Serviços Topograficos R1.doc
 
PR-GPR-012 Execucao de Terraplenagem R1.doc
PR-GPR-012 Execucao de Terraplenagem R1.docPR-GPR-012 Execucao de Terraplenagem R1.doc
PR-GPR-012 Execucao de Terraplenagem R1.doc
 
PR-GGQ-030 Identificação e Rastreabilidade de Produtos r4.doc
PR-GGQ-030 Identificação e Rastreabilidade de Produtos r4.docPR-GGQ-030 Identificação e Rastreabilidade de Produtos r4.doc
PR-GGQ-030 Identificação e Rastreabilidade de Produtos r4.doc
 
PR-GPR-081 Procedimento de Prova de Carga Estática r2.doc
PR-GPR-081 Procedimento de Prova de Carga Estática r2.docPR-GPR-081 Procedimento de Prova de Carga Estática r2.doc
PR-GPR-081 Procedimento de Prova de Carga Estática r2.doc
 
PR-GPR-082 Procedimento de Ensaio de Integridade (PIT).doc
PR-GPR-082 Procedimento de Ensaio de Integridade (PIT).docPR-GPR-082 Procedimento de Ensaio de Integridade (PIT).doc
PR-GPR-082 Procedimento de Ensaio de Integridade (PIT).doc
 

Último

Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais PrivadosGestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais PrivadosGuilhermeLucio9
 
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docxAE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docxConsultoria Acadêmica
 
Para iniciarmos nossa atividade, imagine a seguinte situação: Uma jovem chama...
Para iniciarmos nossa atividade, imagine a seguinte situação: Uma jovem chama...Para iniciarmos nossa atividade, imagine a seguinte situação: Uma jovem chama...
Para iniciarmos nossa atividade, imagine a seguinte situação: Uma jovem chama...DL assessoria 31
 
Banco Sul-Americano do Brasil -2023.pptx
Banco Sul-Americano do Brasil -2023.pptxBanco Sul-Americano do Brasil -2023.pptx
Banco Sul-Americano do Brasil -2023.pptxTherionAkkad2
 
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024Consultoria Acadêmica
 
Patrimonio Edificado da Ilha de Moçambique.pptx
Patrimonio Edificado da Ilha de Moçambique.pptxPatrimonio Edificado da Ilha de Moçambique.pptx
Patrimonio Edificado da Ilha de Moçambique.pptxAssimoIovahale
 
Condutos forçados disciplina de hidráulica.pdf
Condutos forçados disciplina de hidráulica.pdfCondutos forçados disciplina de hidráulica.pdf
Condutos forçados disciplina de hidráulica.pdfAroldoMenezes1
 

Último (7)

Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais PrivadosGestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
Gestão de obras e projetos - Associação Nacional de Hospitais Privados
 
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docxAE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
AE03 - VIBRACOES MECANICAS E ACUSTICAS.docx
 
Para iniciarmos nossa atividade, imagine a seguinte situação: Uma jovem chama...
Para iniciarmos nossa atividade, imagine a seguinte situação: Uma jovem chama...Para iniciarmos nossa atividade, imagine a seguinte situação: Uma jovem chama...
Para iniciarmos nossa atividade, imagine a seguinte situação: Uma jovem chama...
 
Banco Sul-Americano do Brasil -2023.pptx
Banco Sul-Americano do Brasil -2023.pptxBanco Sul-Americano do Brasil -2023.pptx
Banco Sul-Americano do Brasil -2023.pptx
 
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
AE03 - TEORIAS DA ADMINISTRACAO UNICESUMAR 51/2024
 
Patrimonio Edificado da Ilha de Moçambique.pptx
Patrimonio Edificado da Ilha de Moçambique.pptxPatrimonio Edificado da Ilha de Moçambique.pptx
Patrimonio Edificado da Ilha de Moçambique.pptx
 
Condutos forçados disciplina de hidráulica.pdf
Condutos forçados disciplina de hidráulica.pdfCondutos forçados disciplina de hidráulica.pdf
Condutos forçados disciplina de hidráulica.pdf
 

Serviços topográficos procedimento

  • 1. PROCEDIMENTO CÓDIGO: PR-GPR-013 FOLHA: 1 de 8 CLIENTE: PETROBRAS PROJETO: IMPLANTAÇÃO UPCGN II E AMPLIAÇÃO DE SISTEMAS EM CABIUNAS ARQUIVO: PR-GPR-013SERVIOSTOPOGRAFICOSR1- 230421170753-EE5949B5 NO CONTRATO: 0802.0015016.05.2 TÍTULO: SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS ÍNDICE DE REVISÕES REV DATA ALTERAÇÃO 00 01 18.10.05 24.10.05 Emissão Inicial Revisado em atendimento aos comentários da Fiscalização, onde indicado em Itálico/negrito ELABORAÇÃO ANÁLISE CRÍTICA SMS APROVAÇÃO: CLIENTE Mario Gantois Gerente de Produção Luiz Antônio Aguiar Gerente de Qualidade Ewerton Guimarães Coordenador de SMS José Henrique Enes Gerente de Contrato DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO ODEBEI EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO
  • 2. PROCEDIMENTO CÓDIGO: PR-GPR-013 FOLHA: 2 de 8 PROJETO: UPG CLIENTE: PETROBRAS REV.: 1 TÍTULO: SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS DATA: 24/10/05 DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO SUMÁRIO 1 OBJETIVO 2 APLICAÇÃO 3 REFERÊNCIA 4 DEFINIÇÕES 5 RESPONSABILIDADES 6 PROCEDIMENTO 7 REGISTROS 8 REQUISITOS APLICÁVEIS À SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE ANEXOS ANEXO I MODELO REDUZIDO DO FORMULÁRIO “RELATÓRIO DE TOPOGRAFIA” ANEXO II TABELA DE UTILIZAÇÃO DE EPI
  • 3. PROCEDIMENTO CÓDIGO: PR-GPR-013 FOLHA: 3 de 8 PROJETO: UPG CLIENTE: PETROBRAS REV.: 1 TÍTULO: SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS DATA: 24/10/05 DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO 1 – OBJETIVO Este procedimento tem por objetivo estabelecer as diretrizes para a execução de serviços de escavação, aterro, reaterro e compactação, para fundações e estruturas de concreto em geral, de maneira a assegurar um desempenho adequado e permitir que o resultado esteja conforme especificado. 2 – APLICAÇÃO Aplica-se às obras civis do empreendimento de Construção e Montagem da Ampliação da UPCGN II (U-298) e Sistema de Cabiúnas. 3 – REFERÊNCIA N-47 – Levantamento Topográfico Nota: As normas serão sempre utilizadas em sua última revisão. 4 – DEFINIÇÕES 4.1 – Levantamento Topográfico Execução de todas as operações necessárias para a representação, no papel, dos elementos do terreno, seu contorno, dimensões e posição relativa, tais como a medição de ângulos e distâncias, e a execução de cálculos e desenhos necessários à sua representação gráfica. 4.2 – Nivelamento Operação que visa a obtenção de perfis, distâncias verticais, ou diferença de nível entre diversos pontos de uma diretriz, eixo, seção, etc., por ordem decrescente de precisão. O nivelamento pode ser geométrico, trigonométrico e barométrico. 4.3 – Cota Distância vertical ou diferença de nível referido a uma superfície de nível de referência, abaixo ou acima do nível do mar. 4.4 – Norte Magnético É a direção do pólo magnético norte da Terra, ou seja, é a direção para onde aponta a agulha magnética de uma bússola, isenta da influência de atrações locais. 4.5 – Norte Verdadeiro É a direção do pólo geográfico norte da Terra. 4.6 – Topografia Ciência aplicada, baseada na geometria e trigonometria, que tem por objetivo representar ortogonalmente, sobre uma superfície plana, uma porção limitada da superfície terrestre com todos os seus acidentes naturais e artificiais por meio da medida de três elementos do espaço, como duas distâncias e uma elevação, ou uma distância, uma direção e uma
  • 4. PROCEDIMENTO CÓDIGO: PR-GPR-013 FOLHA: 4 de 8 PROJETO: UPG CLIENTE: PETROBRAS REV.: 1 TÍTULO: SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS DATA: 24/10/05 DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO elevação. Um trabalho topográfico compreende três etapas a saber: topometria (parte matemática); topologia (parte interpretativa do relevo) e desenho topográfico (parte gráfica). 5 – RESPONSABILIDADES 5.1 – Gerente de Produção – Civil/Estrutura Metálica: - Prover instrumentos e mão-de-obra auxiliar de topografia para a realização das atividades. 5.2 – O Topógrafo - Executar as atividades de topografia conforme recomendado no projeto e neste procedimento. 5.3 – Gestão da Qualidade/Controle de Qualidade : - Acompanhar / inspecionar as atividades em execução, com base nos documentos de projeto. 6 – PROCEDIMENTO 6.1 – Instrumentos Os instrumentos a serem utilizados na execução dos serviços devem ser calibrados por empresa idônea, pertencente a RBC (Rede Brasileira de Calibração). Os principais instrumentos utilizados são: - Nível óptico; - Teodolito; - Mira de encaixe (madeira e/ou metálica); - Balizas metálicas; - Trena de aço (capacidade de 30 metros); - Prumo de centro; - Nível de bolha; - Esquadro. 6.2 – Orientação Todo o serviço de levantamento será referido ao norte verdadeiro. As altitudes e coordenadas serão calculadas a partir de sistema indicado pela fiscalização. 6.3 – Referências Topográficas Serão utilizados pontos topográficos, previamente estabelecidos pelo Cliente, que permitam visadas recíprocas que atendam aos limites de tolerância de fechamento angular, linear e altimétrico. 6.4 – Locação - Os serviços de locação, transferência de níveis, colocação de cotas e outras atividades afins, serão executados somente por profissionais com reconhecida experiência; - Os aparelhos ópticos de precisão, teodolito, devem permitir leitura direta de até 1” (um segundo), para medições angulares; os níveis ópticos devem permitir uma leitura direta de até 0,1 mm (décimo de milímetro); as trenas de aço, mira de madeira e/ou alumínio devem permitir um grau de precisão na ordem de 1,0 mm (um milímetro);
  • 5. PROCEDIMENTO CÓDIGO: PR-GPR-013 FOLHA: 5 de 8 PROJETO: UPG CLIENTE: PETROBRAS REV.: 1 TÍTULO: SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS DATA: 24/10/05 DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO - Os marcos topográficos serão informados pela fiscalização; - Os marcos topográficos serão protegidos para evitar danos; - Os piquetes serão de madeira, identificados com pintura na cor branca; - Todos os serviços topográficos executados deverão ser registrados no “Relatório Topográfico” (Anexo A). 6.5 – Levantamentos - Os levantamentos serão executados tendo como referência o norte verdadeiro e sendo anotado o norte magnético. 6.6 – Tolerâncias para Levantamentos 6.6.1 – Levantamentos Topográficos em Áreas ou Faixas Destinados à Implantação do Projeto Definitivo a) Fechamento linear – o erro relativo máximo admissível para o fechamento linear da Poligonal Principal (PP) das áreas deve ser de 1/10.000; b) Fechamento linear de faixas – o erro relativo máximo admissível para o fechamento linear de poligonais das faixas deve ser de 1/15.000; c) Fechamento angular – o erro máximo admissível para o fechamento angular de poligonais deve ser de 30”√N - (30 segundos vezes a raiz quadrada de N), sendo “N” o número de vértices da poligonal; d) Fechamento altimétrico – o erro máximo admissível para o nivelamento geométrico de poligonais deve ser de 10 mm√L (10 milímetros vezes a raiz quadrada de L), sendo “L” o número de quilômetros da poligonal. 6.6.2 – Levantamento Topográfico de Variantes Para variantes de faixas do projeto definitivo deve-se observar as tolerâncias do item 6.6.1 alínea c) para o fechamento angular. 6.6.3 – Verificação do Erro de Fechamento Todas as operações devem ter o erro de fechamento verificado. Caso o erro admissível seja ultrapassado, devem ser realizadas todas as operações necessárias para adequá-lo ao disposto nos itens 6.6.1 e 6.6.2. 6.7 – Tolerâncias dimensionais ELEMENTO (S) TOLERÂNCIA (mm) Eixos coordenados (N-S, L-O) de base de equipamento ± 5 Eixos coordenados (N-L, L-O) de bases pertencentes a um único equipamento ± 5 Elevação da base ± 6 Distâncias dos eixos dos chumbadores em relação aos eixos coordenados da base ± 3 Distância entre eixos de chumbadores adjacentes, na mesma base ou em bases vizinhas ± 3 Distância entre eixos 1) de chumbadores alternados de bases vizinhas ± 5 Diâmetro da circunferência que contém os eixos dos chumbadores de bases opostas ± 10 Projeção dos chumbadores ± 5 Distâncias dos eixos dos nichos de concretagem em relação aos eixos coordenados da base ± 10 Eixos coordenados de fundação direta (pertencente a uma estrutura aporticada), moldada in loco ± 10 Eixos coordenados de fundação direta (pertencente a uma estrutura aporticada), pré-fabricada ± 5 Cota de assentamento de fundação direta moldada in loco ± 30 Cota de assentamento de fundação direta pré-fabricada ± 15 Eixos coordenados de pilar (pertencente a uma estrutura aporticada) ± 5 Eixos de viga ± 5 Elevação de topo de viga em pontes de tubulação ± 10 Elevação de topo de lajes ± 15
  • 6. PROCEDIMENTO CÓDIGO: PR-GPR-013 FOLHA: 6 de 8 PROJETO: UPG CLIENTE: PETROBRAS REV.: 1 TÍTULO: SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS DATA: 24/10/05 DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO Nota: 1) No caso de haver dois ou mais chumbadores por pedestal ou base, o eixo a ser tomado deverá ser o do conjunto de chumbadores. 7 – REGISTROS 7.1 – A evidência objetiva de atendimento ao requisito do qual trata esta instrução será documentada conforme registro da qualidade correlato ao tipo de serviço executado. 7.2 – Os croquis para permitir rastreabilidade dos serviços topográficos poderão ser realizados 8 – REQUISITOS APLICÁVEIS À SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE 8.1 - Durante os serviços de topografia serão levados em consideração os cuidados e requisitos necessários, conforme “Planilha de Aspectos Ambientais e Perigos, Impactos Ambientais e Riscos” abaixo: ETAPA OU TAREFA ASPECTOS AMBIENTAIS E PERIGOS IMPACTOS AMBIENTAIS E RISCOS SITUAÇÃO (N/A/E) SEVERIDADE OU GRAVIDADE FREQUÊNCIA OU PROB. IMPORTÂNCIA REQUISITOS LEGAIS E OUTROS COMUNICAÇÃO DE PARTES INTERESSADAS EXTERNAS SIGNIFICÂNCIA CONTROLES S/G F/P G ou S + (F ou P) TOPOGRAFIA Calor Insolação / Intermação N 2 1 3 S S S Cumprir os procedimentos estabelecidos na NR-21 Transporte de Equipamentos Cervicalgia e/ou Lombalgia N 1 1 2 S S S Promover treinamentos de Segurança ao pessoal envolvido 8.2 – Durante a execução dos serviços topográficos os profissionais envolvidos devem utilizar o EPI correlato a sua função conforme estabelecido na tabela de utilização de EPI anexo. Os profissionais envolvidos com a atividade, estão indicados em cinza no anexo II. / ANEXOS
  • 7. PROCEDIMENTO CÓDIGO: PR-GPR-013 FOLHA: 7 de 8 PROJETO: UPG CLIENTE: PETROBRAS REV.: 1 TÍTULO: SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS DATA: 24/10/05 DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO ANEXO I – MODELO REDUZIDO DO FORMULÁRIO “RELATÓRIO DE TOPOGRAFIA” Nº.: RELATÓRIO DE TOPOGRAFIA Data: Folha: LOCAÇÃO NIVELAMENTO ALINHAMENTO Cliente: Contrato: Obra: Des. Referência: Procedimento: Evento: Obra: COORDENADA/ELEVAÇÃO DE PROJETO COORDENADA/ELEVAÇÃO REAL Topógrafo: Controle da Qualidade: Gerente de G.Q. Cliente:
  • 8. PROCEDIMENTO CÓDIGO: PR-GPR-013 FOLHA: 8 de 8 PROJETO: UPG CLIENTE: PETROBRAS REV.: 1 TÍTULO: SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS DATA: 24/10/05 DOCUMENTO PARA USO INTERNO – REPRODUÇÃO / IMPRESSÃO PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO CONSÓRCIO EM NECESSIDADE DE CÓPIA SOLICITAR AO SETOR DE ARQUIVO TÉCNICO ANEXO II –TABELA DE UTILIZAÇÃO DE EPI Nota: Todos os demais profissionais não listados acima devem utilizar no mínimo: Capacate, botina de segurança apropriada ao uso, óculos, e outros se necessário de acordo com o local e ao tipo de trabalho à executar. LEGENDA QUADRO DE EPI’S POR CARGO CARGO Administrativo Ajudante Armador Cal./Encanador Carpinteiro Cozinheiro Elletricista Inspetores Inspetor de Solda Instrumentista Jatista Maçariqueiro Marteleiro Mecânico/Torneiro Montador Mont. de Andaime Motorista Oper.de Gamagrafia Oper.de Máquinas Pedreiro Pintor Laboratorista Servente Soldador Supervisor Téc. de Segurança Topógrafo EPI 1 Avental de PVC ou Trevira x x x x x x 9 Avental de Raspa x x 9 Blusão de Raspa x x 10 Botina de Segurança c/biqueira de aço x x x x x x x x x x x x x x x x x x x Botina de Segurança s/biqueira de aço x x x x x x x 2 Bota de PVC cano médio x x x x Capacete de Segurança x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x 3 Cinto de Segurança tipo Paraquedista x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x Luva de Vaqueta x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x 9 Luva de Raspa de couro cano médio x x x 1 Luva de PVC cano 36cm, tam.8,5 e 9,5 x x x x x x x x x 8 Luva para Alta Tensão x 1 Macacão de PVC ou Trevira x x x x x x 9 Máscara de Soldador x 9 Óculos de Maçariqueiro x 9 Óculos com lentes filtrantes tonalidade x x x x x 4 Óculos contra pó (amplavisão) x x x x x x x x x x x x x x x x x x Óculos de segurança x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x Peça facial Drager ou MAS c/ filtro B x x x x x x 9 Perneira de Raspa x x 1 Protetor facial de acetato x x x 5 Protetor Facial Aluminizado x x x x Protetor Auricular tipo Concha x Protetor Auricular tipo Plug x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x 4 Semi-máscara Combitox ou Confo, com filtro contra pó x x x x x x x x x x x x x x 6 Semi-máscara Combitox ou Confo, com Cartucho B-274 ou GMC x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x Semi-máscara Combitox ou Confo, com Cartucho B-274 ou GMC x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x Máscara de segurança (jatista) x LEGENDA 1. Uso em locais com risco de contato com produtos 6. Uso nos serviços em locais onde houver odor residual. 2. Uso nos serviços em locais alagados 7. Uso nos serviços em locais onde houver vapores orgânicos ou gases ácidos. 3. Uso nos serviços em altura superior a 2 metros 8.Uso em equipamentos elétricos 4. Uso nos serviços onde houver aero-dispersóides 9.Uso em locais de corte e solda 5. Uso com ferramentas abrasivas 10.Uso em locais com risco de queda de peças.