Alimentos orgânicos carlos eduardo

332 visualizações

Publicada em

Trabalho de Biologia com pesquisas feitas com a preocupação do uso de defensivos agrícolas para reduzir o uso de agrotóxicos nas plantações. Esse trabalho traz as principais doenças ou pragas, e dicas naturais para acabar com esses problemas nas plantações agrícolas.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alimentos orgânicos carlos eduardo

  1. 1. A cultura brasileira é rica em dicas para o controle ou repelência de pragas de plantas, da casa do homem e de seus produtos. A maior parte das pragas ataca geralmente na primavera, período de fertilidade e de grande atividade na natureza.
  2. 2. PULGÕES: Podem ser pretos, marrons, cinzas e até verdes. Alojam-se nas folhas mais tenras, brotos e caules, sugando a seiva e deixando as folhas amareladas e enrugadas. Em grande quantidade pode debilitar a planta e até transmitir doenças perigosas. Dica: Um chumaço de algodão embebecido em uma mistura de água e álcool, calda de fumo ou macerado de urtiga também são indicados.
  3. 3. COCHONILHAS: São insetos minúsculos, geralmente marrons ou amarelos, que se alojam principalmente na parte inferior das folhas e nas fendas. Dica: Calda de fumo e a emulsão de óleo são os métodos naturais mais eficientes para combatê-las.
  4. 4. LAGARTAS: Costumam atacar as plantas de jardim, mas em alguns casos, também podem danificar as plantas de interior. Fáceis de serem reconhecidas, as lagartas costumam enrolar-se nas folhas jovens e literalmente comem brotos, hastes e folhas novas. Dica: Aves e pequenas vespas são seus inimigos naturais e a Calda de Angico ajuda a afasta as lagartas sem prejudicar a planta.
  5. 5. FORMIGAS: As formigas cortadeiras (Atta spp e Acromyrmex spp) são as que mais causam estragos. Elas cortam as folhas para levá-las ao formigueiro. Dica: Um bom método natural para espantar as formigas é espalhar sementes de gergelim em torno dos canteiros, Pois o gergelim colocado sobre o formigueiro intoxica o fungo e ajuda a eliminar o ninho das formigas.
  6. 6. ALHO: Combate doenças como o ferrugem, tem ação bacteriana e controla insetos nocivos como a lagarta da maçã, pulgão, etc. FÓRMULA – Mistura de 1,0 Kg de alho, 5,0 litros de água, 100 gramas de sabão e 20 colheres (de café) de óleo mineral. Os dentes do alho devem ser finamente moídos e deixados repousar por 24 horas no óleo mineral.
  7. 7. FUMO (NICOTINA): A nicotina contida no fumo é um excelente inseticida, tem ação para o controle de pulgões, cochonilhas e grilos. Não se deve empregar o fumo em plantas da família da bata ou tomate. FÓRMULA: Pegar 15 a 20 cm de fumo em corda e água. Coloque o fumo em corda deixando de molho durante 24 horas, com água suficiente para cobrir o recipiente. Para cada litro de água, use cinco colheres (de sopa) dessa mistura, usando no mesmo dia.
  8. 8. NEEM (Nim), (Azadirachta indica): É indicado para pragas de hortaliças, traças, lagartas, pulgões, gafanhotos, etc. É uma das plantas de maior potencial no controle de pragas, atuando sobre 95% dos insetos nocivos. FÓRMULA: 1 kg de nim moído em 4 litros de água. Deixar em repouso por 24 horas. Coar e misturar com mais 16 litros de água e aplicar na forma de pulverização.

×