Cálculos
Estequiométricos
Equação de
Clapeyron
Cálculo
de
Volume
Casos
Particulares
Excesso de
reagentes
Reações
consecuti...
VOLUME FORA DAS
CNTP
Em vários problemas envolvendo substâncias
gasosas fala-se de condições normais de pressão e
temperat...
EQUAÇÃO DE
CLAPEYRON
O físico e engenheiro francês Clapeyron estabeleceu
uma relação entre as quatro variáveis físicas de ...
EQUAÇÃO DE
CLAPEYRON
P.V = n.R.T
Onde:
R é a constante universal dos gases, cujo valor
pode ser escrito da seguinte forma...
Considerando a constante no valor de 0,082 atm.L,
mol.K
temos para a equação PV = nRT, as seguintes
unidades:
P = pressão ...
VAMOS EXERCITAR?
(Cesgranrio) O CO2 produzido pela decomposição
térmica de 320g de carbonato de cálcio teve seu
volume med...
VAMOS EXERCITAR?
(Cesgranrio) O CO2 produzido pela decomposição
térmica de 320g de carbonato de cálcio teve seu
volume med...
RESPOSTA
CaCO3 CaO + CO2
100g ---------- 1 mol
320g ---------- n mol
n = 3,2 mol de CO2
Aplicando a fórmula temos:
P. V= n...
AGORA É SUA VEZ!
(UFRJ) As figuras abaixo mostram dois balões
iguais e as condições de temperatura e pressão
a que eles es...
a) Quantas moléculas de oxigênio existem
no balão A?
b) Qual dos dois balões é o mais pesado?
Justifique sua resposta.
a) Quantas moléculas de oxigênio existem
no balão A?
b) Qual dos dois balões é o mais pesado?
Justifique sua resposta.
RESPOSTA
Resposta (a): Para descobrir o n° de mols de O2
PV = nRT
3.41 = n.0,082.300
n = 5 mol de O2
Cálculo do número de ...
Resposta (b): O balão A é mais pesado.
Pois como os dois balões têm V, P e T iguais. Pela lei de
Avogadro eles encerram o ...
Equação de
Clapeyron
Fórmula
Descrição
Descrição
Cálculo
de
Volume
Fora das
CNTP
Quando os gases não estão nas condições
n...
RENDIMENTO
Rendimento de uma reação química é a
relação entre a quantidade real do produto
obtida na prática e a quantidad...
VAMOS EXERCITAR?
Uma amostra de 200g CaCO3 (M=100g),
produziu por decomposição térmica 66g de
CO2(M=44g/mol), de acordo co...
VAMOS EXERCITAR?
Uma amostra de 200g CaCO3 (M=100g),
produziu por decomposição térmica 66g de
CO2(M=44g/mol), de acordo co...
RESPOSTA
CaCO3  CaO + CO2
1 mol 1 mol
100g---------------------44g
200g---------------------- x
x = 88g de CO2 – valor te...
AGORA É SUA VEZ!
(Unirio-RJ) Soluções de amônia são utilizadas
com freqüência em produtos de limpeza
domésticos. A amônia ...
AGORA É SUA VEZ!
(Unirio-RJ) Soluções de amônia são utilizadas
com freqüência em produtos de limpeza
domésticas. A amônia ...
RESPOSTA
CaO(s) + 2NH4Cl(s) 2NH3(g) + H2O(g) + CaCl2(s)
56g----------------------- 34g
224g---------------------- X =136g
...
RENDIMENTO
E para encontrar a massa dos reagentes ou
produtos?
a) calcule a quantidade (ou quantidades) do
reagente ou pro...
VAMOS EXERCITAR?
No processo Haber-Bosch para produção
de amônia, o rendimento, geralmente, é de
45%. Qual massa de amônia...
VAMOS EXERCITAR?
No processo Haber-Bosch para produção
de amônia, o rendimento, geralmente, é de
45%. Qual massa de amônia...
RESPOSTA
N2(g) + 3H2(g)  2NH3
1 mol 3 mol 2 mol
28 g ----------------- 34 g
68 Ton -------------- X (p/100%)
X= 68 x 34 =...
AGORA É SUA VEZ!
(Puc-RJ) O sulfato de cálcio (CaSO4) é matéria-
prima do giz e pode ser obtido pela reação entre
soluções...
AGORA É SUA VEZ!
(Puc-RJ) O sulfato de cálcio (CaSO4) é matéria-
prima do giz e pode ser obtido pela reação entre
soluções...
RESPOSTA
CaCl2(aq) + Na2SO4(aq) CaSO4(s) + 2NaCl(aq)
1mol-------------------------- 136 g
2mol-------------------------- X...
Cálculos que possibilitam prever, a quantidade
de produtos obtidos a partir da quantidade de
reagentes consumidos, em uma ...
PUREZA
Quando aparecem impurezas em qualquer
reagente devemos extraí-la dos nossos cálculos
e efetuar a estequiometria ape...
PUREZA
Grau de pureza (p) é o quociente entre a
massa da substância pura e a massa total da
amostra (ou massa do material ...
VAMOS EXERCITAR?
(UFC) A porcentagem de TiO2 em um minério
pode ser determinada através da seguinte reação:
3TiO2(s) + 4Br...
VAMOS EXERCITAR?
(UFC) A porcentagem de TiO2 em um minério
pode ser determinada através da seguinte reação:
3TiO2(s) + 4Br...
RESPOSTA
3TiO2(s) + 4BrF3(liq) 3TiF4(s) + 2Br2(liq) + 3O2(g)
239,7g -------------------------------------------- 96g
12g -...
AGORA É SUA VEZ!
(UECE) Partindo-se de 200g de soda
cáustica, por neutralização completa com
ácido clorídrico obtêm-se 234...
AGORA É SUA VEZ!
(UECE) Partindo-se de 200g de soda
cáustica, por neutralização completa com
ácido clorídrico obtêm-se 234...
RESPOSTA
NaOH + HCl NaCl + H2O
40g-------------------58,8g
200g-------------------- X
X = 294g de NaCl
294g -------100% (P...
Cálculos que possibilitam prever, a quantidade
de produtos obtidos a partir da quantidade de
reagentes consumidos, em uma ...
REAÇÕES
CONSECUTIVAS
Caso em que a substância a qual se quer
calcular é obtida a partir de duas reações ou
mais.
Para esse...
VAMOS EXERCITAR?
(UFF) Garimpeiros inexperientes, quando
encontram pirita, pensam estar diante de ouro;
por isso,a pirita ...
VAMOS EXERCITAR?
(UFF) Garimpeiros inexperientes, quando
encontram pirita, pensam estar diante de ouro;
por isso,a pirita ...
Assinale a opção que indica a massa H2SO4
obtida a partir de 60,0 Kg de pirita,com 100%
de pureza, por meio do processo eq...
Assinale a opção que indica a massa H2SO4
obtida a partir de 60,0 Kg de pirita,com 100%
de pureza, por meio do processo eq...
RESPOSTA
Igualando os coeficientes:
1° Eq. 4 FeS2 + 11 O2 → 2 Fe2O3 + 8 SO2
2° Eq. 2 SO2 + O2 → 2 SO3 x 4
8 SO2 + 4 O2 → 8...
RESPOSTA
Então a proporção verdadeira será:
4 FeS2 + 11 O2 → 2 Fe2O3 + 8 SO2
8 SO2 + 4 O2 → 8 SO3
8SO3 + 8H2O → 8H2SO4
4 F...
AGORA É SUA VEZ
(Fuvest) Duas das reações que ocorrem na
produção do ferro são representadas por:
2C(s) + O2(g) 2CO(g)
Fe2...
AGORA É SUA VEZ!
(Fuvest) Duas das reações que ocorrem na
produção do ferro são representadas por:
2C(s) + O2(g) 2CO(g)
Fe...
RESPOSTA
Igualando os coeficientes:
3 x 2C(s) + 3 x 1O2(g) 3 x 2CO(g)
2 x 1Fe2O3(s) + 2 x 3CO(g) 2 x 2Fe(s) + 2 x 3CO2(g)
...
RESPOSTA
Agora podemos calcular!
6C + 3 O2 + Fe2O3 4Fe + 6CO2
6 x 12 kg ------------- 4 x 56 kg
72 kg ------------- 224 kg...
Cálculos que possibilitam prever, a quantidade
de produtos obtidos a partir da quantidade de
reagentes consumidos, em uma ...
EXCESSO DE REAGENTE
Nesse caso o problema fornece
quantidades de dois reagentes e, em geral,
um deles encontra-se em exces...
VAMOS EXERCITAR?
(UFMG) Num recipiente foram colocados
15,0 g de ferro e 4,8 g de oxigênio.
Qual a massa de Fe2O3, formada...
VAMOS EXERCITAR?
(UFMG) Num recipiente foram colocados
15,0 g de ferro e 4,8 g de oxigênio.
Qual a massa de Fe2O3, formada...
RESPOSTA
4Fe (s) + 3O2 (g) → 2Fe2O3 (s)
4 mols + 3mol → 2mol
224g + 96g → 320g
15g ? (6,4g)
?(11,2g) 4,8g
96g O2(g) ——— 32...
AGORA É SUA VEZ!
(Vunesp-SP) São colocadas para reagir entre si
as massas de 1,00g de sódio metálico e 1,00g de
cloro gaso...
AGORA É SUA VEZ!
(Vunesp) São colocadas para reagir entre si as
massas de 1,00 g de sódio metálico e 1,00 g de
cloro gasos...
Na(s) + 1/2Cl2(g) NaCl
23g--------- 35,5g
X-------------- 1g
X = 0,648 gramas de sódio reagente
Excesso de 0,352 gramas de...
Cálculos que possibilitam prever, a quantidade
de produtos obtidos a partir da quantidade de
reagentes consumidos, em uma ...
PERUZZO,T.M.; CANTO, E.L. Química. Editora Moderna.
 CAMARGO, Geraldo. Química Moderna. Editora Scipione
FELTRE,R.;
Cá...
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)

2.947 visualizações

Publicada em

Química - VideoAulas Sobre Cálculo Estequimétrico (parte 2)– Faça o Download desse material em nosso site. Acesse www.AulasEnsinoMedio.com.br

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.947
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
111
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)

  1. 1. Cálculos Estequiométricos Equação de Clapeyron Cálculo de Volume Casos Particulares Excesso de reagentes Reações consecutivas Rendiment o Pureza Fora das CNTP
  2. 2. VOLUME FORA DAS CNTP Em vários problemas envolvendo substâncias gasosas fala-se de condições normais de pressão e temperatura (CNTP). CNTP pressão é de 1 atm e T = O°C, ou 273 K Desse modo, ao aplicar a equação P xV = n x R x T para 1 mol de moléculas do gás, acha-se o seguinte valor: V = 22,4 L/mol
  3. 3. EQUAÇÃO DE CLAPEYRON O físico e engenheiro francês Clapeyron estabeleceu uma relação entre as quatro variáveis físicas de um gás que são: temperatura, pressão, volume e o número de mols. Essa relação deu origem a Equação de Clapeyron, que matematicamente é descrita da seguinte forma: P.V = n.R.T
  4. 4. EQUAÇÃO DE CLAPEYRON P.V = n.R.T Onde: R é a constante universal dos gases, cujo valor pode ser escrito da seguinte forma: R = 0,082 atm.L mol.K E n é o número de mols do gás, cujo valor pode ser determinado a partir da razão entre a massa do gás e a massa molar do mesmo, ou seja: n = m/M
  5. 5. Considerando a constante no valor de 0,082 atm.L, mol.K temos para a equação PV = nRT, as seguintes unidades: P = pressão do gás (atm) V = volume do gás (L) n = quantidade do gás, em mols(mol) m = massa do gás (gramas) R = constante universal dos gases perfeitos(atm.L mol.K) T = temperatura do gás(Kelvin)
  6. 6. VAMOS EXERCITAR? (Cesgranrio) O CO2 produzido pela decomposição térmica de 320g de carbonato de cálcio teve seu volume medido a 27ºC e 0,8 atm(dados: Ca = 40; C=12; O=16; R= 0,082 atm.L.mol-1 .K-1 ). O valor, em litros, encontrado foi: a) 22,4 b) 44,8 c) 67,8 d) 71,6 e) 98,4
  7. 7. VAMOS EXERCITAR? (Cesgranrio) O CO2 produzido pela decomposição térmica de 320g de carbonato de cálcio teve seu volume medido a 27ºC e 0,8 atm(dados: Ca = 40; C=12; O=16; R= 0,082 atm.L.mol-1 .K-1 ). O valor, em litros, encontrado foi: a) 22,4 b) 44,8 c) 67,8 d) 71,6 e) 98,4
  8. 8. RESPOSTA CaCO3 CaO + CO2 100g ---------- 1 mol 320g ---------- n mol n = 3,2 mol de CO2 Aplicando a fórmula temos: P. V= n. R. T 0,8. V = 3,2 . 0,82 . 300 V = 98,4L de CO2 e) 98,4
  9. 9. AGORA É SUA VEZ! (UFRJ) As figuras abaixo mostram dois balões iguais e as condições de temperatura e pressão a que eles estão submetidos. O balão A contém 41L de oxigênio puro, e o B contém uma mistura de oxigênio e vapor d’água(oxigênio úmido).
  10. 10. a) Quantas moléculas de oxigênio existem no balão A? b) Qual dos dois balões é o mais pesado? Justifique sua resposta.
  11. 11. a) Quantas moléculas de oxigênio existem no balão A? b) Qual dos dois balões é o mais pesado? Justifique sua resposta.
  12. 12. RESPOSTA Resposta (a): Para descobrir o n° de mols de O2 PV = nRT 3.41 = n.0,082.300 n = 5 mol de O2 Cálculo do número de moléculas de O2 1 mol de O2----------------------- 6.1023 5 mol de O2----------------------- X X = 3. 10 24 Resposta (a): 3. 10 24 moléculas
  13. 13. Resposta (b): O balão A é mais pesado. Pois como os dois balões têm V, P e T iguais. Pela lei de Avogadro eles encerram o mesmo número de moléculas e como a massa molar de O2, balão A, é 32 g/mol, isso significa que ele é mais pesado, pois no balão B, a água possui massa molar igual a 18g/mol. 1 mol de O2, que é 6,02. 1023 moléculas, pesa 32g Nem todas as moléculas são de O2, mas algumas são de H2O, que possui massa molar de 18g/mol
  14. 14. Equação de Clapeyron Fórmula Descrição Descrição Cálculo de Volume Fora das CNTP Quando os gases não estão nas condições normais de temperatura e pressão Para uma massa contante de um mesmo gás vale sempre a relação: P.V= constante T P. V= n. R. T P = pressão(atm) V = volume(L) n = nº de mols R = constante(0,082) T = temperatura(K)
  15. 15. RENDIMENTO Rendimento de uma reação química é a relação entre a quantidade real do produto obtida na prática e a quantidade esperada teoricamente:
  16. 16. VAMOS EXERCITAR? Uma amostra de 200g CaCO3 (M=100g), produziu por decomposição térmica 66g de CO2(M=44g/mol), de acordo com a equação, a seguir. Determine o percentual ou grau de rendimento para esse processo. CaCO3 CaO + CO2
  17. 17. VAMOS EXERCITAR? Uma amostra de 200g CaCO3 (M=100g), produziu por decomposição térmica 66g de CO2(M=44g/mol), de acordo com a equação, a seguir. Determine o percentual ou grau de rendimento para esse processo. CaCO3 CaO + CO2
  18. 18. RESPOSTA CaCO3  CaO + CO2 1 mol 1 mol 100g---------------------44g 200g---------------------- x x = 88g de CO2 – valor teórico – 100% rendimento 88g--------100% 66g----------- x (grau de rendimento) x = 75% de rendimento.
  19. 19. AGORA É SUA VEZ! (Unirio-RJ) Soluções de amônia são utilizadas com freqüência em produtos de limpeza domésticos. A amônia pode ser preparada por inúmeras formas. Dentre elas: CaO(s) + 2NH4Cl(s) 2NH3(g) + H2O(g) + CaCl2(s) Partindo-se de 224g de CaO, obtiveram-se 102g de NH3. O rendimento percentual da reação foi de: (H = 1; N = 14; O = 16, Cl= 35,5; Ca = 40) a) 100 b) 90 c) 80 d) 75 e) 70
  20. 20. AGORA É SUA VEZ! (Unirio-RJ) Soluções de amônia são utilizadas com freqüência em produtos de limpeza domésticas. A amônia pode ser preparada por inúmeras formas. Dentre elas: CaO(s) + 2NH4Cl(s) 2NH3(g) + H2O(g) + CaCl2(s) Partindo-se de 224g de CaO, obtiveram-se 102g de NH3. O rendimento percentual da reação foi de: (H = 1; N = 14; O = 16, Cl= 35,5; Ca = 40) a) 100 b) 90 c) 80 d) 75 e) 70
  21. 21. RESPOSTA CaO(s) + 2NH4Cl(s) 2NH3(g) + H2O(g) + CaCl2(s) 56g----------------------- 34g 224g---------------------- X =136g X = 136g------------100% (R) 102g-------------Y Y = 75%
  22. 22. RENDIMENTO E para encontrar a massa dos reagentes ou produtos? a) calcule a quantidade (ou quantidades) do reagente ou produto como se a reação tivesse rendimento total (100%); b) após o cálculo, divida o valor achado pelo rendimento, achando assim a massa do reagente ou produto da reação.
  23. 23. VAMOS EXERCITAR? No processo Haber-Bosch para produção de amônia, o rendimento, geralmente, é de 45%. Qual massa de amônia será obtida a partir de 68Ton de N2? N2(g) + 3H2 (g) 2NH3(g)
  24. 24. VAMOS EXERCITAR? No processo Haber-Bosch para produção de amônia, o rendimento, geralmente, é de 45%. Qual massa de amônia será obtida a partir de 68Ton de N2? N2 (g) + 3H2(g) 2NH3(g)
  25. 25. RESPOSTA N2(g) + 3H2(g)  2NH3 1 mol 3 mol 2 mol 28 g ----------------- 34 g 68 Ton -------------- X (p/100%) X= 68 x 34 = 82.57 Ton NH3 (100%) 28 82,57 Ton ----100% Y---- 45% Y = 37,15 Ton NH3(g) Com 38 Ton de N2 forma-se 37,15 ton de amônia pelo processo de Haber – Bosch.
  26. 26. AGORA É SUA VEZ! (Puc-RJ) O sulfato de cálcio (CaSO4) é matéria- prima do giz e pode ser obtido pela reação entre soluções aquosas de cloreto de cálcio e de sulfato de sódio (conforme reação abaixo). Sabendo disso, calcule a massa de sulfato de cálcio obtida pela reação de 2 mols de cloreto de cálcio com excesso de sulfato de sódio, considerando-se que o rendimento da reação é igual a 75 %. CaCl2(aq) + Na2SO4(aq) CaSO4(s) + 2NaCl(aq) a) 56 g b) 136 g c) 272 g d) 204 g e) 102 g
  27. 27. AGORA É SUA VEZ! (Puc-RJ) O sulfato de cálcio (CaSO4) é matéria- prima do giz e pode ser obtido pela reação entre soluções aquosas de cloreto de cálcio e de sulfato de sódio (conforme reação abaixo). Sabendo disso, calcule a massa de sulfato de cálcio obtida pela reação de 2 mols de cloreto de cálcio com excesso de sulfato de sódio, considerando-se que o rendimento da reação é igual a 75 %. CaCl2(aq) + Na2SO4(aq) CaSO4(s) + 2NaCl(aq) a) 56 g b) 136 g c) 272 g d) 204 g e) 102 g
  28. 28. RESPOSTA CaCl2(aq) + Na2SO4(aq) CaSO4(s) + 2NaCl(aq) 1mol-------------------------- 136 g 2mol-------------------------- X X= 272 g 272 gramas de CaSO4 ----------100%(R) Y -------------------------- 75% Y = 204 gramas de CaSO4 d) 204 g.
  29. 29. Cálculos que possibilitam prever, a quantidade de produtos obtidos a partir da quantidade de reagentes consumidos, em uma reação química. Casos Particulares Rendiment o Fórmula Descrição r = Massa real x 100 Massa teórica
  30. 30. PUREZA Quando aparecem impurezas em qualquer reagente devemos extraí-la dos nossos cálculos e efetuar a estequiometria apenas com reagentes puros, pois elas podem formar produtos que não são de interesse para o procedimento químico. Exemplo: Se uma amostra de 40g de NaCl é 70% pura, quanto de NaCl há na amostra? 40g – 100% x (g) – 70% x = 28g de NaCl
  31. 31. PUREZA Grau de pureza (p) é o quociente entre a massa da substância pura e a massa total da amostra (ou massa do material bruto). p = Massa da substância pura Massa da amostra Porcentagem de pureza é o grau de pureza multiplicado por 100. P = Massa da substância pura x 100 Massa da amostra
  32. 32. VAMOS EXERCITAR? (UFC) A porcentagem de TiO2 em um minério pode ser determinada através da seguinte reação: 3TiO2(s) + 4BrF3(liq) 3TiF4(s) + 2Br2(liq) + 3O2(g) Se 12,0 g do minério produzem 0,96 g de O2, a porcentagem aproximada de TiO2 nesse minério é de: a) 10% b) 20% c) 30% d) 40% e) 50%
  33. 33. VAMOS EXERCITAR? (UFC) A porcentagem de TiO2 em um minério pode ser determinada através da seguinte reação: 3TiO2(s) + 4BrF3(liq) 3TiF4(s) + 2Br2(liq) + 3O2(g) Se 12,0 g do minério produzem 0,96 g de O2, a porcentagem aproximada de TiO2 nesse minério é de: a) 10% b) 20% c) 30% d) 40% e) 50%
  34. 34. RESPOSTA 3TiO2(s) + 4BrF3(liq) 3TiF4(s) + 2Br2(liq) + 3O2(g) 239,7g -------------------------------------------- 96g 12g -------------------------------------------- X X = 4,8gramas de O2 se o minério é puro 4,8g-------------100% (pureza) 0,96g--------------X X = 20% de TiO2 b) 20%
  35. 35. AGORA É SUA VEZ! (UECE) Partindo-se de 200g de soda cáustica, por neutralização completa com ácido clorídrico obtêm-se 234g de cloreto de sódio. A porcentagem de pureza da soda cáustica é de: NaOH + HCl NaCl + H2O a) 58,5 % b) 23,4 % c) 60 % d) 80 %
  36. 36. AGORA É SUA VEZ! (UECE) Partindo-se de 200g de soda cáustica, por neutralização completa com ácido clorídrico obtêm-se 234g de cloreto de sódio. A porcentagem de pureza da soda cáustica é de: NaOH + HCl NaCl + H2O a) 58,5 % b) 23,4 % c) 60 % d) 80 %
  37. 37. RESPOSTA NaOH + HCl NaCl + H2O 40g-------------------58,8g 200g-------------------- X X = 294g de NaCl 294g -------100% (Pureza de NaOH) 234g---------Y Y = 80% de pureza d) 80 %
  38. 38. Cálculos que possibilitam prever, a quantidade de produtos obtidos a partir da quantidade de reagentes consumidos, em uma reação química. Casos Particulares Rendiment o Pureza Fórmula Descrição r = Massa real x 100 Massa teórica Quando o reagente possui outras substâncias além da substância principal. Grau de pureza Descrição p = Massa da substância pura Massa da amostra Porcentagem de pureza P = Massa da substância pura x 100 Massa da amostra
  39. 39. REAÇÕES CONSECUTIVAS Caso em que a substância a qual se quer calcular é obtida a partir de duas reações ou mais. Para esse tipo de problema é indispensável que: Todas as equações estejam balanceadas individualmente. As substâncias intermediárias sejam canceladas; em certos problemas, isso nos obriga a multiplicar ou dividir uma ou outra equação por números convenientes, que nos levem ao seguinte número desejado.
  40. 40. VAMOS EXERCITAR? (UFF) Garimpeiros inexperientes, quando encontram pirita, pensam estar diante de ouro; por isso,a pirita é chamada “ ouro dos tolos”. Entretanto, a pirita não é um mineral sem aplicação. O H2SO4, ácido muito utilizado nos laboratórios de química, pode ser obtido a partir da pirita por meio do processo: 4 FeS2 + 11O2  2Fe2O3 + 8SO2 2 SO2 + O2  2SO3 SO3 + H2O  H2SO4
  41. 41. VAMOS EXERCITAR? (UFF) Garimpeiros inexperientes, quando encontram pirita, pensam estar diante de ouro; por isso,a pirita é chamada “ ouro dos tolos”. Entretanto, a pirita não é um mineral sem aplicação. O H2SO4, ácido muito utilizado nos laboratórios de química, pode ser obtido a partir da pirita por meio do processo: 4 FeS2 + 11O2  2Fe2O3 + 8SO2 2 SO2 + O2  2SO3 SO3 + H2O  H2SO4
  42. 42. Assinale a opção que indica a massa H2SO4 obtida a partir de 60,0 Kg de pirita,com 100% de pureza, por meio do processo equacionado acima. a) 9,81 Kg. b) 12,41 Kg c) 49,01 Kg d) 60 Kg e) 98,0 Kg
  43. 43. Assinale a opção que indica a massa H2SO4 obtida a partir de 60,0 Kg de pirita,com 100% de pureza, por meio do processo equacionado acima. a) 9,81 Kg. b) 12,41 Kg c) 49,01 Kg d) 60 Kg e) 98,0 Kg
  44. 44. RESPOSTA Igualando os coeficientes: 1° Eq. 4 FeS2 + 11 O2 → 2 Fe2O3 + 8 SO2 2° Eq. 2 SO2 + O2 → 2 SO3 x 4 8 SO2 + 4 O2 → 8 SO3 3° Eq. SO3 + H2O → H2SO4 x 8 8SO3 + 8H2O → 8H2SO4
  45. 45. RESPOSTA Então a proporção verdadeira será: 4 FeS2 + 11 O2 → 2 Fe2O3 + 8 SO2 8 SO2 + 4 O2 → 8 SO3 8SO3 + 8H2O → 8H2SO4 4 FeS2 + 15 O2 + 8H2O → 2 Fe2O3 + 8H2SO4 4 FeS2 ------- 8H2SO4 4 x 120g ---- 8 x 98 480g _______ 784g X = 60000 x 784 / 480 X = 47040000 / 480 X = 98000g = 98Kg e) 98,0 Kg
  46. 46. AGORA É SUA VEZ (Fuvest) Duas das reações que ocorrem na produção do ferro são representadas por: 2C(s) + O2(g) 2CO(g) Fe2O3(s) + 3CO(g) 2Fe(s) + 3CO2(g) O monóxido de carbono formado na primeira reação é consumido na segunda. Considerando apenas essas duas etapas do processo, calcule a massa aproximada, em quilogramas, de carvão consumido na produção de 1 t de ferro (massas atômicas:
  47. 47. AGORA É SUA VEZ! (Fuvest) Duas das reações que ocorrem na produção do ferro são representadas por: 2C(s) + O2(g) 2CO(g) Fe2O3(s) + 3CO(g) 2Fe(s) + 3CO2(g) O monóxido de carbono formado na primeira reação é consumido na segunda. Considerando apenas essas duas etapas do processo, calcule a massa aproximada, em quilogramas, de carvão consumido na produção de 1 t de ferro (massas atômicas:
  48. 48. RESPOSTA Igualando os coeficientes: 3 x 2C(s) + 3 x 1O2(g) 3 x 2CO(g) 2 x 1Fe2O3(s) + 2 x 3CO(g) 2 x 2Fe(s) + 2 x 3CO2(g) Após a multiplicação, transformar em uma só equação: 6C(s) + 3O2(g) 6CO(g) 2Fe2O3(s) + 6CO(g) 2Fe(s) + 3CO2(g) 6C + 3 O2 + Fe2O3 4Fe + 6CO2
  49. 49. RESPOSTA Agora podemos calcular! 6C + 3 O2 + Fe2O3 4Fe + 6CO2 6 x 12 kg ------------- 4 x 56 kg 72 kg ------------- 224 kg X ------------- 1000 kg X = 321 kg
  50. 50. Cálculos que possibilitam prever, a quantidade de produtos obtidos a partir da quantidade de reagentes consumidos, em uma reação química. Casos Particulares Reações consecutivas Rendiment o Pureza Fórmula Descrição r = Massa real x 100 Massa teórica Quando o reagente possui outras substâncias além da substância principal. Grau de pureza Descrição p = Massa da substância pura Massa da amostra Quando a reação ocorre em duas etapas ou mais. Método Descrição Somar as equações e realizar o cálculo com a equação final Porcentagem de pureza P = Massa da substância pura x 100 Massa da amostra
  51. 51. EXCESSO DE REAGENTE Nesse caso o problema fornece quantidades de dois reagentes e, em geral, um deles encontra-se em excesso e, o outro, chamado de reagente limitante, é totalmente consumido na reação. Para descobrir o reagente em excesso, basta observar a proporção de número de mols fornecida pelos coeficientes da equação.
  52. 52. VAMOS EXERCITAR? (UFMG) Num recipiente foram colocados 15,0 g de ferro e 4,8 g de oxigênio. Qual a massa de Fe2O3, formada após um deles ter sido completamente consumido? (Fe = 56; O = 16) a) 19,8g b) 16,0g c) 9,6g d) 9,9g e) 10,2g
  53. 53. VAMOS EXERCITAR? (UFMG) Num recipiente foram colocados 15,0 g de ferro e 4,8 g de oxigênio. Qual a massa de Fe2O3, formada após um deles ter sido completamente consumido? (Fe = 56; O = 16) a) 19,8g b) 16,0g c) 9,6g d) 9,9g e) 10,2g
  54. 54. RESPOSTA 4Fe (s) + 3O2 (g) → 2Fe2O3 (s) 4 mols + 3mol → 2mol 224g + 96g → 320g 15g ? (6,4g) ?(11,2g) 4,8g 96g O2(g) ——— 320g 4,8g O2 ——— x x = 16g de Fe2O3 b) 16,0g 224g ---- 96g 15g ---- ? ? = 6,4g (O2 limitante) 224g ---- 96g ? ---- 4,8g ?=11,2g (Fe excesso)
  55. 55. AGORA É SUA VEZ! (Vunesp-SP) São colocadas para reagir entre si as massas de 1,00g de sódio metálico e 1,00g de cloro gasoso. Considere que o rendimento da reação é 100%. São dadas as massas molares, em g/mol: Na=23,0 e Cl=35,5. A afirmação correta é: Na(s) + 1/2Cl2(g)  NaCl a) há excesso de 0,153 g de sódio metálico. b) há excesso de 0,352 g de sódio metálico. c) há excesso de 0,282 g de cloro gasoso. d) há excesso de 0,153 g de cloro gasoso. e) nenhum dos dois elementos está em excesso.
  56. 56. AGORA É SUA VEZ! (Vunesp) São colocadas para reagir entre si as massas de 1,00 g de sódio metálico e 1,00 g de cloro gasoso. Considere que o rendimento da reação é 100%. São dadas as massas molares, em g/mol: Na=23,0 e Cl=35,5. A afirmação correta é: Na(s) + 1/2Cl2(g)  NaCl a) há excesso de 0,153 g de sódio metálico. b) há excesso de 0,352 g de sódio metálico. c) há excesso de 0,282 g de cloro gasoso. d) há excesso de 0,153 g de cloro gasoso. e) nenhum dos dois elementos está em excesso.
  57. 57. Na(s) + 1/2Cl2(g) NaCl 23g--------- 35,5g X-------------- 1g X = 0,648 gramas de sódio reagente Excesso de 0,352 gramas de sódio b) há excesso de 0,352 g de sódio metálico. RESPOSTA
  58. 58. Cálculos que possibilitam prever, a quantidade de produtos obtidos a partir da quantidade de reagentes consumidos, em uma reação química. Casos Particulares Reações consecutivas Rendiment o Pureza Fórmula Descrição r = Massa real x 100 Massa teórica Quando o reagente possui outras substâncias além da substância principal. Grau de pureza Descrição p = Massa da substância pura Massa da amostra Quando a reação ocorre em duas etapas ou mais. Método Descrição Somar as equações e realizar o cálculo com a equação final Porcentagem de pureza P = Massa da substância pura x 100 Massa da amostra Excesso de reagentes Quando um dos reagentes está em falta e por isso é ele quem determina as quantidades de produtos que serão formados. Descrição Quando são dadas as quantidades de dois (ou mais) reagentes Ocorrência
  59. 59. PERUZZO,T.M.; CANTO, E.L. Química. Editora Moderna.  CAMARGO, Geraldo. Química Moderna. Editora Scipione FELTRE,R.; Cálculo estequiométrico Disponível em: http://www.agamenonquimica.com/docs/teoria/ geral/c alculo_estequiometrico.pdf Acesso em: 16/09/2011 Cálculo estequiométrico Disponível em: http://quimica10.com.br/10/wp-content/uploads /2009 /0 1/20-e28093-estequiometria-e28093-rendimento-pureza.pdf Acesso em: 10/08/2011 Cálculo estequiométrico Disponível em: http://www.tecnicodepetroleo.ufpr.br/ apostilas/engenh eiro_do_petroleo/estequiometria.pdf Acesso em: 16/08/2011 BIBLIOGRAFIA

×