Ppt O EMPIRISMO DE DAVID HUME

4.919 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Ppt O EMPIRISMO DE DAVID HUME

  1. 1. DAVID HUME• INVESTIGAÇÃO SOBRE A ORIGEM, POSSIBILIDADE E LIMITES DO CONHECIMENTOCONTEÚDOS DO PENSAMENTO: IMPRESSÕES EIDEIAS• CONTEÚDOS DO PENSAMENTOTIPOS DE CONHECIMENTO• RELAÇÕES DE IDEIAS• CONHECIMENTOS DE FACTOOS CONHECIMENTOS DE FACTO E A RELAÇÃO DECAUSALIDADE
  2. 2. David Hume (1711-1756)Herdeiro da revolução científicae filosófica de Descartes, Keplere Newton, afirmou-se como umcético moderado.Hume procurou mostrar que asnossas crenças acerca do mundonão são racionalmentejustificadas.
  3. 3. CONTEÚDO DO PENSAMENTO: IMPRESSÕES E IDEIAS“ Todas as percepções da mente humana se reduzem a dois tipos diferentesQue denominarei impressões e ideias. A diferença entre ambas consiste no graude força e da vivacidade com que incidem na mente e abrem caminho no nossopensamento e na nossa consciência…” David Hume TODO O CONHECIMENTO COMEÇA COM A EXPERIÊNCIA. OS CONTEÚDOS DA NOSSA MENTE SÃO AS PERCEÇÕES. HÁ DUAS ESPÉCIES DE PERCEÇÕES: AS IMPRESSÕES – DADOS DA EXPERIÊNCIA, SENSAÇÕES EXTERNAS E SENTIMENTOS. IDEIAS – REPRESENTAÇÕES OU IMAGENS ENFRAQUECIDAS DAS IMPRESSÕES NO PENSAMEBTO
  4. 4. TIPOS DE CONHECIMENTO“Todos os objetos da razão ou investigação humanas podem naturalmente dividir-seem duas classes, a saber, relações de ideias e conhecimentos de facto… “David Hume RELAÇÃO ENTRE IDEIAS SÃO CONHECIMENTOS A PRIORI – CONSISTEM EM ANALISAR OS TERMOS DE UMA PROPOSIÇÃO, ESTABELECER RELAÇÕES ENTRE AS IDEIAS QUE ELA CONTÉM CONHECIMENTO DE QUESTÕES DE FACTO – CONFRONTO DE PROPOSIÇÕES
  5. 5. RELAÇÕES DE IDEIAS E CONHECIMENTOS DE FACTO RELAÇÕES DE IDEIAS CONHECIMENTOS DE FACTOSão conhecimentos a priori. São conhecimentos a posterioriA verdade das proposições e a A verdade das proposições quevalidade dos argumentos não se referem a factos depende dodependem da experiência exame empíricoAs relações de ideias são A verdade das proposições deverdades necessárias facto é contingenteÉ logicamente impossível a suanegaçãoAs proposições que exprimem e As proposições que se referemcombinam relações de ideias a factos visam descobrir coisasnão nos dão conhecimento sobre o mundo e darsobre o que se passa no mundo conhecimento sobre o que nele existe ou acontece.
  6. 6. OS CONHECIMENTOS DE FACTO E A RELAÇÃO DE CAUSALIDADE“Em que consiste a nossa ideia de necessidade quando dizemos que dois objetos estão necessariamente ligados entre si…” David Hume OS CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS E LÓGICOS BASEIAM-SE EM RELAÇÕES DE IDEIAS, NA ANÁLISE LÓGICA E RACIOCÍNIO DEDUTIVO OS CONHECIMENTOS DE FACTO BASEIAM-SE NO RACIOCÍNIO INDUTIVO E NA RELAÇÃO CAUSA - EFEITO POR RELAÇÃO CAUSAL ENTENDEMOS UMA CONEXÃO OU LIGAÇÃO NECESSÁRIA ENTRE CONHECiMENTOS
  7. 7. OS CONHECIMENTOS DE FACTO E A RELAÇÃO DE CAUSALIDADE“Em que consiste a nossa ideia de necessidade quando dizemos que dois objetos estão necessariamente ligados entre si…” David Hume Não há nenhuma impressão sensível da qual derive a ideia de causa CONTUDO OBSERVAMOS: 1. A SUCESSÃO TEMPORAL 2. A CONJUNÇÃO CONSTANTE ENTRE DOIS FENÓMENOS E CHAMAMOS CAUSA AO QUE PRECEDE E EFEITO AO QUE SUCEDE
  8. 8. OS CONHECIMENTOS DE FACTO E A RELAÇÃO DE CAUSALIDADE“Em que consiste a nossa ideia de necessidade quando dizemos que dois objetos estão necessariamente ligados entre si…” David Hume CONTUDO OBSERVAMOS: 3. AO OBSERVAR QUE ALGUM EVENTO A TEM ATÉ AGORA SIDO SEMPRE SEGUIDO DO EVENTO B, ACREDITAMOS QUE, DA PRÓXIMA VEZ QUE OCORRER A, SUCEDERÁ B. ACREDITAMOS QUE O FUTURO SERÁ IGUAL AO PASSADO. 4. DA OBSERVAÇÃO DESTA CONSTANTE CONJUGAÇÃO, FORMAMOS A IDEIA DE CAUSA. 5. A IDEIA DE CAUSA NÃO DERIVA DA OBSERVAÇÃO DE UM FENÓMENO MAS DO DESENVOLVIMENTO DE UM COSTUME (O HÁBITO DE ESPERAR QUE B ACONTEÇA MAL VEMOS A ACONTECER).
  9. 9. O PROBLEMA DA EXISTÊNCIA DO MUNDO EXTERIOR - É a aparente constância das coisas que nos leva a acreditar que têm existência independentemente das nossas percepções. - Mas o facto de não se justificar racionalmente a existência do mundo, não significa que ele não exista. - Não há forma de saber se as impressões ou ideias da nossa mente correspondem a alguma realidade fora de nós.
  10. 10. 11ºB – 2011-2012Adaptação manualFilosofia 11º - Plátano Editora Profª Helena Bray

×