Tcc mary

943 visualizações

Publicada em

AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Tcc mary

  1. 1. FTED - FACULDADE DE TECNOLOGIA EQUIPE DARWIN DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAPÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR CRISTIANE DUTRA GONZAGA MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELAAS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA IMPERATRIZ-MA 2011
  2. 2. CRISTIANE DUTRA GONZAGA MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELAAS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA Artigo apresentado, à Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin, como requisito parcial para conclusão do curso de pós- graduação em Docência do Ensino Superior. Orientadora: Professora Esp. Michelle Pereira do Nascimento IMPERATRIZ-MA 2011
  3. 3. CRISTIANE DUTRA GONZAGA MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELA AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MAArtigo apresentado à Banca Examinadora da Faculdade de Tecnologia EquipeDarwin, como requisito parcial para obtenção do título de Especialista em Docênciado Ensino Superior. Orientadora: Professora Esp. Michelle Pereira do Nascimento.Aprovada em 27/04/2011Nota 90 BANCA EXAMINADORA _________________________________________________ Professora Esp. Michelle Pereira do Nascimento Orientadora _________________________________________________ Professora Msc. Nilsandra Martins de Castro Sales 2º Membro da Banca Examinadora _________________________________________________ Professor Msc. André Luiz Ortiz da Silva 3º Membro da Banca Examinadora
  4. 4. AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA Cristiane Dutra Gonzaga1 Maria Mary Alvarenga Pereira2 Natália Maria de Sousa Portela3RESUMOO presente trabalho investiga o uso das tecnologias como recurso pedagógico, bemcomo sua relevância no processo ensino-aprendizagem dos alunos do 5º ao 9º anodo Ensino Fundamental, e aponta as dificuldades apresentadas pelos professores,quanto à utilização dessas ferramentas. Para isso, foram realizadas oficinas noLaboratório de Informática da escola, pesquisa de campo e bibliográfica através dequestionários destinados aos alunos e professores, que confirmaram a eficiênciadesses recursos para o melhor desempenho do educando. Os resultados revelaramque o uso adequado, oportuniza o desenvolvimento, ajuda no raciocínio lógico,aprimora a leitura, aguça o interesse e a curiosidade dos alunos. Entretanto algunseducadores continuam reforçando o ensino por transmissão verbal e escrita, sendoque as tecnologias acabam sendo utilizadas apenas como ferramentas de apoio.Percebe-se ainda uma grande dificuldade por parte dos docentes quanto àapropriação dos meios tecnológicos, negligenciando o uso destes como recursospedagógicos.Palavras-chave: Educação. Ensino – Aprendizagem. Tecnologia.ABSTRACTThe present work investigates the use of technology as a teaching resource as wellas its relevance in the teaching-learning of students from 5th to 9th grade ofelementary school and outlines the difficulties presented by teachers on the use ofthese tools. To this end, workshops were held in the Computer Laboratory of theschool, field research and literature through questionnaires for students andteachers, who confirmed the effectiveness of these resources for the bestperformance of the student. The results revealed that the proper use, possible for thedevelopment, aid in logical reasoning, improves reading, whets the curiosity andinterest of students. However, some educators have continued to strengthen theteaching of verbal and written transmission, and the technologies end up being usedonly as support tools. It is also noticed a great difficulty on the part of teachers 1 Graduada em Letras-Inglês pela Universidade (UEMA). Pós-graduanda em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin. 2 Graduada em História pela Faculdade Santa Terezinha (FEST). Pós-graduanda em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin. 3 Graduada em Matemática pela Universidade (UEMA). Pós-graduanda em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin.
  5. 5. regarding the appropriation of technological means, such as neglecting the use ofthese teaching resources.Keywords: Education. Teaching - Learning. Technology.1 INTRODUÇÃO Sabe-se que é inevitável o contato com a tecnologia. Pois, desde a hora quesomos acordados pelo rádio-relógio até um simples saque de dinheiro em um caixaeletrônico estamos nos servindo da informática. A informática é a ciência queadministra as informações, armazenando, atualizando e distribuindo esseselementos de acordo com as necessidades. Para isso, utilizam-se os computadorescomo ferramenta de trabalho. Consequentemente é muito difícil falar de informáticasem falar dos computadores. Visto que a mesma é um meio de trabalho atraente einterativo, que o educador capacitado pode utilizar como apoio pedagógico,oportunizando uma aprendizagem significativa e mais eficaz, com produção deconhecimento. A televisão, a Internet e o computador têm seus pontos positivos enegativos, mas é inaceitável que existam educadores que se recusam a adaptarseus métodos didáticos com a utilização das novas tecnologias, já que estas semostram tão eficientes como recursos pedagógicos. A qualidade de ensino-aprendizagem não deve estar atrelada simplesmente aos recursos educacionaisutilizados pelo professor, mas sabe-se, que estes são ferramentas que colaboramcom o professor, isso consiste em um desafio: tornar sua prática mais dinâmica nosentido de conduzir eficazmente seu aluno ao aprendizado. A elaboração deste trabalho surgiu a partir da observação da resistência dealguns professores da Escola Municipal Santa Maria quanto à utilização dasTecnologias de Informação e Comunicação (TIC) como recursos pedagógicos. Apresente pesquisa investiga a incorporação das TIC, especialmente os recursosdisponíveis na Internet, utilizados como ferramentas pedagógicas na instituição emestudo, bem como sua importância no processo ensino-aprendizagem de alunos do6º ao 9º ano do Ensino Fundamental; verifica também como os professores utilizamesses recursos, com qual finalidade e que problemáticas enfrentam.
  6. 6. Com este trabalho, espera-se compreender as resistências, dificuldades epossibilidades que os professores enfrentam na inserção dessas ferramentas digitaisno planejamento de suas aulas, e assim, oferecer oficinas que propiciem aosmesmos habilidades para melhor manusear os recursos disponíveis na internet, afim de proporcionar aos seus alunos uma aprendizagem significativa e motivadora.2 O PROFESSOR E A INFORMÁTICA O tema tecnologia na educação já é um acontecimento, apesar de ser aindaconsiderado para muitos uma novidade, mas já confirma sua presença no nível deuma prática pedagógica incluída no dia-a-dia de várias escolas. Entretanto, apesarde muitas escolas possuírem os recursos tecnológicos, os mesmos não são aindautilizados como deveriam, ficando muitas vezes em salas fechadas e longe doalcance dos alunos e educadores. De acordo com pesquisas realizadas na EscolaMunicipal Santa Maria, grande partes dos professores ainda não consegue integrarestes recursos às atividades pedagógicas. Observa-se que as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) sãocada vez mais uma realidade nas instituições escolares, desse modo éimprescindível que o profissional tenha o domínio da informática, uma vez que asTIC só podem ser utilizadas com as habilidades necessárias. O educador precisaestar atualizado em sua prática pedagógica, permanecer comprometido em suaprofissão, refletir sobre suas atitudes, exercendo-a com segurança e competência. Autilização de mídias na educação é uma maneira de quebrar velhos paradigmas.Além disso, nem sempre toda potencialidade que elas proporcionam sãoaproveitadas. O uso adequado das TIC está diretamente ligado à mudança deatitudes e posturas do professor, proporcionando ao alunado a possibilidade deconstruir seu próprio conhecimento. Acredita-se que o computador contribui tanto para ensinar conteúdos demodo convencional, como também de maneira inovadora proporcionar ao aluno aconstrução de seu próprio conhecimento. Na forma tradicional, o educador é quemapresenta o conteúdo aos alunos, enriquecido com imagens, sons, simulações,
  7. 7. animações com possibilidades que vão muito além do que o recurso didáticoimpresso oferece. Contudo, a diferença de utilizar as TIC na educação é exatamentea possibilidade de trabalhar de modo dinâmico e desafiador com os alunos, fazendocom que eles não sejam meros receptores de informações, e sim, autores de seupróprio conhecimento. Segundo Haidt (1995), a escola e o professor têm a função de educar para ainformática preparando o aluno para usar adequadamente essa ferramenta e ainterpretar os resultados sociais que ela causa, desempenhando de tal modo suacidadania; e educar pela informática que seria o professor usar o computador comorecurso que vai auxiliá-lo no trabalho pedagógico, através do qual o aluno vaisocializar e desenvolver as estruturas do pensamento. O uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) comoferramenta na prática pedagógica pode contribuir de forma expressiva para umaprendizado de melhor qualidade, visto que possibilita o desenvolvimento cognitivodos alunos. A informática pode ser usada em diversas atividades educativas, nãopodemos ignorá-la. Deste modo, é preciso utilizar as TIC nas escolas visando odesempenho do educando, criando meios para aprimorar o ensino-aprendizagem.Por isso, faz-se necessário conhecermos os recursos tecnológicos existentes naescola e incorporá-los nos planejamentos das aulas com objetivos bemdeterminados, evitando assim que os mesmos sejam empregados somente comouma distração ou passatempo. O uso desses recursos de forma planejada propicia aconstrução de ambientes mais ricos, interativos e oferece novas direções queenvolvem o aluno, aguçando sua curiosidade em busca de informações paraobtenção de uma aprendizagem mais eficaz.3 AS TICs COMO RECURSOS DIDÁTICOS O processo ensino-aprendizagem requer vários recursos desde um simpleslivro, lápis e caderno a instrumentos modernos como computadores, internet, TV eoutras tecnologias, que poderão ser usadas como recursos pedagógicos, parafacilitar a compreensão das aulas, chamando assim a atenção dos alunos para o
  8. 8. acompanhamento dos assuntos explorado, deixando-os motivados para novasdescobertas dentro do conteúdo exposto. Entretanto, notam-se dificuldades por parte do educador em elaborarprojetos de aprendizagem voltados para o uso das TICs, com relação a algumasdisciplinas e principalmente voltados para a aprendizagem interdisciplinar etransdisciplinar. Observa-se, que muitas vezes é por falta de preparo, qualificaçãoou resistência do professor, pois apesar de existirem capacitações e formaçõesespecíficas para o uso das Tecnologias na Educação, como são os cursosoferecidos pelo Proinfo Integrado, que são ministrados pelos Núcleos deTecnologias Educacionais (NTE), nem sempre todos os professores têm acesso eoportunidade de participar e quando participam muitos por resistência não concluemou colocam em prática o que aprenderam nestes cursos e formações. Algunsprofessores mesmo não passando por formação apropriada, quer seja por umagraduação que contemple o uso das tecnologias na escola ou formação continuadapelos Núcleos de Tecnologias, às vezes utilizam esses recursos por curiosidade,força de vontade e a preocupação em estar melhorando sua prática pedagógica.Porém falta um planejamento consistente, uma política pública mais comprometida evoltada para a formação do educador, que possibilite o uso destas tecnologiasainda em sua formação acadêmica. Hoje apenas o uso de recursos como quadro,pincel e livro didático não são mais o suficiente para uma boa aula. A utilização decelulares, DVDs, TV, computadores, internet e outros equipamentos podem tornar aaula mais prazerosa, atrativa e motivadora, onde os alunos podem estar fazendopesquisas, preparando seminários e expondo seus trabalhos através da tela uma TVou computador. Segundo Valente (1993, p.5) [...] as novas modalidades de uso do computador na educação apontam para uma nova direção: o uso desta tecnologia não como máquina de ensinar, mas como uma nova mídia educacional: o computador passa a ser uma ferramenta educacional, uma ferramenta de complementação, de aperfeiçoamento e de possível mudança na qualidade de ensino [...] Portanto, o uso das TIC como recursos didáticos é de suma importância parauma boa aula, onde os alunos se sentem valorizados, motivados e assim há umamelhor aprendizagem acontecendo, principalmente a troca de informações e
  9. 9. interações entre alunos e professores. Seja qual for o grau de ensino em que oprofessor se encontre, espera-se que ele tenha capacidade para utilizar asTecnologias da Informação e Comunicação (TICs) de forma crítica, autônoma eindependente, possibilitando a incorporação dessas tecnologias à sua experiênciaprofissional, visando à transformação de sua prática pedagógica.4 O JOVEM E A TECNOLOGIA O novo milênio surge marcado pelos grandes avanços tecnológicos quecomeçaram a se aprofundar na segunda metade do século passado. As TICs,desenvolvidas com grande velocidade nas décadas finais desse período, vêmprovocando mudanças que atingem quase todas as dimensões da prática social, oque implicam novas responsabilidades sociais e, com elas, a exigência de novascompetências e habilidades para o exercício da cidadania. Coloca-se, portanto, o desafio de preparar os jovens para essa realidade,que impõe novas formas de pensar e agir para acompanhar o ritmo cada vez maisacelerado do progresso científico-tecnológico. Nota-se que os jovens têm mais habilidade com as tecnologias do que opróprio professor. Os mesmos têm grande curiosidade com relação às tecnologias;muitos não têm computador em casa, mas aprendem nos cybers, fazem cursos,deixando os professores para trás em relação ao assunto. Os alunos, em suagrande maioria, já possuem computador, internet em casa, que é uma ferramentaimportante para o desenvolvimento intelectual através de pesquisas orientadas peloprofessor, ou até mesmo suprir algumas curiosidades. No entanto, o uso correto ouincorreto da internet deixa uma grande preocupação por parte de pais e educadores,pois a mesma pode servir tanto para o aprendizado quanto para relacionamentosonde os jovens correm grandes riscos, podendo se deixar levar por desconhecidose/ou até mesmo pedófilos, sendo até induzidos muitas vezes à pratica de crimes eexpostos à violência de uma forma geral. Segundo Marques & Caetano (2002 p.158)
  10. 10. Para a educação, a Internet pode ser considerada a mais completa, abrangente e complexa ferramenta de aprendizado. Podemos, através dela, localizar fontes de informação que, virtualmente, nos habilitam a estudar diferentes áreas de conhecimento. Portanto, nesse contexto, cabe aos educadores orientar e sensibilizar osalunos de forma contundente, através de aulas mais planejadas e dinâmicasenvolvendo as mídias digitais para despertar o interesse dos mesmos para busca doconhecimento de forma crítica e consciente.5 A AVERSÃO DO PROFESSOR EM USAR AS TICs COMOFERRAMENTA PEDAGÓGICA Nota-se constantes discussões acerca do uso das Tecnologias de Informaçãoe Comunicação (TICs) e métodos de ensino-aprendizagem diversos, com afinalidade de possibilitar ao professor introduzir melhorias na sua prática docente emediar junto aos alunos o processo de construção de novos conhecimentos. Noentanto, alguns educadores utilizam esses meios sem planejamento o que temgerado grandes problemas, fortalecendo assim a resistência dos mesmos noprocesso de inserção das novas tecnologias como ferramentas indispensáveis paraum novo fazer pedagógico e interação do aluno com o mundo das ciências-tecnológicas, visto que atualmente tem se tornado uma grande exigência dasociedade. De acordo com Zanela (2007, p. 26), percebe-se que os instrumentostecnológicos utilizados na educação desde o marco da sua História estão, até hoje,em uso nas salas de aula. A visão inovadora, na comunicação e transmissão deinformações, trazida pelas novas tecnologias são instrumentos importantíssimos detransformação dando-lhe “[...] um novo sentido no processo de ensinar desde queconsideremos todos os recursos tecnológicos disponíveis, que estejam em interaçãocom o ambiente escolar no processo de ensino-aprendizagem”. Vale ressaltar que as tecnologias não substituem o professor, no entantomodificam algumas das suas funções. A tarefa de “repassar ou transmitirconhecimentos” pode ser abandonada aos bancos de dados, livros, vídeos,programas em CD. O professor assume agora o papel de estimulador da curiosidade
  11. 11. do aluno por querer conhecer, por pesquisar, por buscar a informação maisrelevante. Cabe, no entanto ao educador como principal responsável pelo processoensino-aprendizagem refletir acerca da importância do uso das novas tecnologias,como instigadoras de novas idéias e conhecimento.6 CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA MUNICIPAL SANTA MARIA EM NÍVEL AS TIC A Escola Municipal Santa Maria em Imperatriz-MA, oferece o Ensino Infantil eFundamental a cerca de 350 alunos. Tem por missão assegurar o desenvolvimentoda comunidade educativa, a reconstrução de uma aprendizagem qualitativa,formando cidadãos críticos e conscientes de seus direitos e deveres sociais. Aconstrução da cidadania é o seu lema, uma vez que o corpo administrativo edocente está imbuído de uma política educacional participativa, visando à qualidadeda aprendizagem, buscando resgatar os menos favorecidos que são esquecidos, etratados como seres isolados da sociedade. Os recursos tecnológicos que existem na Escola Santa Maria encontram-se àdisposição dos professores e alunos, tais como: TV, vídeo, computadores, Internet,impressora, lupas, câmera digital, máquina de Xerox, kits tecnológicos eretroprojetor. A utilização desses recursos é uma preocupação constante dosprofessores, já que os equipamentos são valiosos aliados no processo ensino-aprendizagem. Com isso, pretende-se criar condições que permitam desenvolvermétodos e técnicas de trabalho que contribuam para a construção de aprendizagensdos alunos. As atividades realizadas com o computador demonstram que osprofessores desta escola, mesmo sem ter formação específica em informáticaeducativa, usam a máquina como meio e não como fim, desenvolvendo projetosdisciplinares ou interdisciplinares. Os alunos atuam como companheiros dosprofessores, auxiliando-os no desenvolvimento de suas atividades no laboratório deinformática, tendo em vista que os mesmos têm autonomia no manuseio das novasferramentas.
  12. 12. 6.1 Análise dos resultados da pesquisa A Escola Municipal Santa Maria está localizada na Rua Santo Cristo, nobairro Nova Imperatriz, na cidade de Imperatriz-MA. O corpo docente da escola écomposto por 20 profissionais, sendo 01 auxiliar de magistério, 01 professor naEducação Infantil, 06 nas turmas de 1º ao 5º ano, 08 nas turmas de 6º ao 9º ano, 03que não exercem a função docente. Sendo que todos professores foram admitidosatravés de concurso público, com carga horária de 20 horas semanais. A comunidade escolar é composta por alunos cujas famílias são de baixopoder econômico. O corpo docente é formado por profissionais licenciados, poistodos são graduados na sua referente área de atuação, 03 professores participamdo Curso de Tecnologia na Educação: Ensinando e Aprendendo com as TIC,oferecido pelo Proinfo Integrado, no Ambiente Colaborativo de Aprendizagem E-proinfo, na modalidade semi-presencial, cujo curso está vinculado ao Ministério daEducação (MEC), em parceria com a Rede Estadual de Ensino, onde estesprofessores também estão lotados. Os profissionais da escola que responderam ao questionário mostram emsuas respostas que têm enorme interesse em participar de cursos na área deinformática por entenderem que as TIC podem contribuir para a eficácia do processode ensino-aprendizagem. No entanto, os cursos oferecidos pela Secretaria Municipalde Educação de Imperatriz não atendem à demanda, deixando alguns profissionaisna expectativa de serem inseridos em curso de formação tecnológica. Sendo assim, foi possível verificar que as respostas dadas pela equipeescolar, revelam que a tecnologia está mais próxima das atividades escolares,porém não o bastante para o desenvolvimento do ensino-aprendizagem.Demonstram ainda o nível de consciência dos profissionais acerca da questão, poiso gestor, 20 docentes e 01 coordenador pedagógico, que responderam aoquestionário, somente seis não tem acesso a um computador com internet em casa;porém todos utilizam as TIC nas suas atividades pedagógicas, apesar de alegaremque o número de computadores disponíveis para uso na escola é insuficiente parareceber a demanda de alunos.
  13. 13. 7 CONSIDERAÇÕES FINAIS Mediante a pesquisa realizada na Escola Municipal Santa Maria, detectou-seque não há muita resistência em relação ao uso das TIC, como recurso pedagógico,no entanto, comprovaram-se as necessidades e dificuldades encontradas pelosprofessores para sua utilização como ferramenta pedagógica. Por isso, foramrealizadas oficinas para sanar as necessidades relacionadas quanto à utilização emanuseio dos novos recursos educacionais. Através das oficinas propostas,constataram-se resultados positivos, pois observou-se que os educadoresaprenderam a manusear alguns recursos tecnológicos existentes na escola,fomentando nos mesmos o interesse em apropriar-se do uso das TICs na suaprática educativa. Por fim, considerando-se que os objetivos da pesquisa foram atingidos,percebe-se que ainda são muitos os desafios para a implantação das TICs noambiente escolar, mas aos poucos estão surgindo novas ideias para mediatizar oespaço de aprendizagem onde o aluno possa refletir sobre seu cotidiano de maneirainteligente, pela análise critica e não apenas pelo que lhe é imposto ou por aquilo emque o fazem acreditar.REFERÊNCIASALMEIDA, M. E. ProInfo: Informática e formação de professores. Secretaria deEducação a Distância. Brasília: Ministério da Educação, SEED. Vol. 2, 2000a.BETTEGA, Maria Helena. Educação Continuada na Era Digital. São Paulo:Cortez, 2005.FREIRE, Paulo. Paulo Freire apóia a informática educacional nas escolas . In: 39Encontro nacional de educadores via satélite. Rio de Janeiro, 1998.HAIDT, Regina Célia Cazaux. A informática na educação. In: _______. Curso dedidática. 2 ed. São Paulo: Ática, 1995.LOBO, Saulo Maurício Silva. A internet na vida do jovem brasileiro. Disponívelem: <http://www.meuartigo.brasilescola.com/atualidades/a-internet-na-vida-jovem-brasileiro.htm> Acesso em: 13 fevereiro. 2011.
  14. 14. MARANHÃO. Secretaria de Estado da Educação. Secretaria adjunta de Ensino.Superintendência de Educação Básica. Supervisão de Currículo. ReferenciasCurriculares: Ensino Médio: estado do Maranhão/Secretaria de Estado daEducação: São Luis, 2007.MARQUES, Adriana Cavalcanti & CAETANO, Josineide da Silva, Utilização daInformática na Escola In: MERCADO, Luiz Paulo Leopoldo (Org.). Novastecnologias na educação:reflexões sobre a prática. Maceió: EDUFAL, 2002.MEDEIROS, Maria Cristina Vasconcelos Tenório. Incorporação dos recursos dasTIC: A tecnologia como mediador do processo ensino-aprendizagem.Disponível em: <http://dmd2.webfactional.com/media/anais/INCORPORACAO-DOS-RECURSOS-DAS-TIC.pdf> Acesso em: 26 fevereiro. 2011.SALGADO, Maria Umbelina Caiafa et al. Tecnologias da educação: ensinando eaprendendo com as TIC. Guia do cursista. Ministério da Educação. Secretaria daEducação a Distância. Programa Nacional de Formação Continuada em TecnologiaEducacional. Proinfo Integrado. Brasília, 2010.VALENTE, José Armando. O uso inteligente do computador na educação.Revista Pátio, ano I, nº 1, mai/jul, 1997.

×