SlideShare uma empresa Scribd logo

Tcc mary

AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA

1 de 14
Baixar para ler offline
FTED - FACULDADE DE TECNOLOGIA EQUIPE DARWIN
  DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA
PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DOCÊNCIA DO ENSINO
                   SUPERIOR




           CRISTIANE DUTRA GONZAGA
         MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA
        NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELA




AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA
   ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA




                 IMPERATRIZ-MA
                      2011
CRISTIANE DUTRA GONZAGA
        MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA
       NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELA




AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA
   ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA


                     Artigo   apresentado,   à   Faculdade   de
                     Tecnologia Equipe Darwin, como requisito
                     parcial para conclusão do curso de pós-
                     graduação    em   Docência    do   Ensino
                     Superior.


                     Orientadora: Professora Esp. Michelle
                     Pereira do Nascimento




               IMPERATRIZ-MA
                    2011
CRISTIANE DUTRA GONZAGA
                  MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA
                 NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELA




   AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA
          ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA




Artigo apresentado à Banca Examinadora da Faculdade de Tecnologia Equipe
Darwin, como requisito parcial para obtenção do título de Especialista em Docência
do Ensino Superior. Orientadora: Professora Esp. Michelle Pereira do Nascimento.



Aprovada em 27/04/2011
Nota 90


                            BANCA EXAMINADORA


           _________________________________________________
                Professora Esp. Michelle Pereira do Nascimento
                                 Orientadora


           _________________________________________________
               Professora Msc. Nilsandra Martins de Castro Sales
                      2º Membro da Banca Examinadora


           _________________________________________________
                   Professor Msc. André Luiz Ortiz da Silva
                      3º Membro da Banca Examinadora
AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA
                     SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA

                                                               Cristiane Dutra Gonzaga1
                                                         Maria Mary Alvarenga Pereira2
                                                        Natália Maria de Sousa Portela3
RESUMO

O presente trabalho investiga o uso das tecnologias como recurso pedagógico, bem
como sua relevância no processo ensino-aprendizagem dos alunos do 5º ao 9º ano
do Ensino Fundamental, e aponta as dificuldades apresentadas pelos professores,
quanto à utilização dessas ferramentas. Para isso, foram realizadas oficinas no
Laboratório de Informática da escola, pesquisa de campo e bibliográfica através de
questionários destinados aos alunos e professores, que confirmaram a eficiência
desses recursos para o melhor desempenho do educando. Os resultados revelaram
que o uso adequado, oportuniza o desenvolvimento, ajuda no raciocínio lógico,
aprimora a leitura, aguça o interesse e a curiosidade dos alunos. Entretanto alguns
educadores continuam reforçando o ensino por transmissão verbal e escrita, sendo
que as tecnologias acabam sendo utilizadas apenas como ferramentas de apoio.
Percebe-se ainda uma grande dificuldade por parte dos docentes quanto à
apropriação dos meios tecnológicos, negligenciando o uso destes como recursos
pedagógicos.


Palavras-chave: Educação. Ensino – Aprendizagem. Tecnologia.

ABSTRACT

The present work investigates the use of technology as a teaching resource as well
as its relevance in the teaching-learning of students from 5th to 9th grade of
elementary school and outlines the difficulties presented by teachers on the use of
these tools. To this end, workshops were held in the Computer Laboratory of the
school, field research and literature through questionnaires for students and
teachers, who confirmed the effectiveness of these resources for the best
performance of the student. The results revealed that the proper use, possible for the
development, aid in logical reasoning, improves reading, whets the curiosity and
interest of students. However, some educators have continued to strengthen the
teaching of verbal and written transmission, and the technologies end up being used
only as support tools. It is also noticed a great difficulty on the part of teachers

 1 Graduada em Letras-Inglês pela Universidade (UEMA). Pós-graduanda em Docência do Ensino
   Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin.
 2 Graduada em História pela Faculdade Santa Terezinha (FEST). Pós-graduanda em Docência do
   Ensino Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin.
 3 Graduada em Matemática pela Universidade (UEMA). Pós-graduanda em Docência do Ensino
   Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin.
regarding the appropriation of technological means, such as neglecting the use of
these teaching resources.

Keywords: Education. Teaching - Learning. Technology.



1 INTRODUÇÃO


      Sabe-se que é inevitável o contato com a tecnologia. Pois, desde a hora que
somos acordados pelo rádio-relógio até um simples saque de dinheiro em um caixa
eletrônico estamos nos servindo da informática. A informática é a ciência que
administra as informações, armazenando, atualizando e distribuindo esses
elementos de acordo com as necessidades. Para isso, utilizam-se os computadores
como ferramenta de trabalho. Consequentemente é muito difícil falar de informática
sem falar dos computadores. Visto que a mesma é um meio de trabalho atraente e
interativo, que o educador capacitado pode utilizar como apoio pedagógico,
oportunizando uma aprendizagem significativa e mais eficaz, com produção de
conhecimento. A televisão, a Internet e o computador têm seus pontos positivos e
negativos, mas é inaceitável que existam educadores que se recusam a adaptar
seus métodos didáticos com a utilização das novas tecnologias, já que estas se
mostram tão eficientes como recursos pedagógicos. A qualidade de ensino-
aprendizagem não deve estar atrelada simplesmente aos recursos educacionais
utilizados pelo professor, mas sabe-se, que estes são ferramentas que colaboram
com o professor, isso consiste em um desafio: tornar sua prática mais dinâmica no
sentido de conduzir eficazmente seu aluno ao aprendizado.
       A elaboração deste trabalho surgiu a partir da observação da resistência de
alguns professores da Escola Municipal Santa Maria quanto à utilização das
Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) como recursos pedagógicos. A
presente pesquisa investiga a incorporação das TIC, especialmente os recursos
disponíveis na Internet, utilizados como ferramentas pedagógicas na instituição em
estudo, bem como sua importância no processo ensino-aprendizagem de alunos do
6º ao 9º ano do Ensino Fundamental; verifica também como os professores utilizam
esses recursos, com qual finalidade e que problemáticas enfrentam.
Com este trabalho, espera-se compreender as resistências, dificuldades e
possibilidades que os professores enfrentam na inserção dessas ferramentas digitais
no planejamento de suas aulas, e assim, oferecer oficinas que propiciem aos
mesmos habilidades para melhor manusear os recursos disponíveis na internet, a
fim de proporcionar aos seus alunos uma aprendizagem significativa e motivadora.



2 O PROFESSOR E A INFORMÁTICA



      O tema tecnologia na educação já é um acontecimento, apesar de ser ainda
considerado para muitos uma novidade, mas já confirma sua presença no nível de
uma prática pedagógica incluída no dia-a-dia de várias escolas. Entretanto, apesar
de muitas escolas possuírem os recursos tecnológicos, os mesmos não são ainda
utilizados como deveriam, ficando muitas vezes em salas fechadas e longe do
alcance dos alunos e educadores. De acordo com pesquisas realizadas na Escola
Municipal Santa Maria, grande partes dos professores ainda não consegue integrar
estes recursos às atividades pedagógicas.
       Observa-se que as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) são
cada vez mais uma realidade nas instituições escolares, desse modo é
imprescindível que o profissional tenha o domínio da informática, uma vez que as
TIC só podem ser utilizadas com as habilidades necessárias. O educador precisa
estar atualizado em sua prática pedagógica, permanecer comprometido em sua
profissão, refletir sobre suas atitudes, exercendo-a com segurança e competência. A
utilização de mídias na educação é uma maneira de quebrar velhos paradigmas.
Além disso, nem sempre toda potencialidade que elas proporcionam são
aproveitadas. O uso adequado das TIC está diretamente ligado à mudança de
atitudes e posturas do professor, proporcionando ao alunado a possibilidade de
construir seu próprio conhecimento.
       Acredita-se que o computador contribui tanto para ensinar conteúdos de
modo convencional, como também de maneira inovadora proporcionar ao aluno a
construção de seu próprio conhecimento. Na forma tradicional, o educador é quem
apresenta o conteúdo aos alunos, enriquecido com imagens, sons, simulações,

Recomendados

Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesSantana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesCursoTICs
 
Apresentacao final26 07 ok_cecilia
Apresentacao final26 07 ok_ceciliaApresentacao final26 07 ok_cecilia
Apresentacao final26 07 ok_ceciliaintrodutecdigital
 
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego FariasSantana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego FariasCursoTICs
 
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann ProdoruttiRestinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann ProdoruttiCursoTICs
 
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos SantosSantana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos SantosCursoTICs
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulartequipetics
 
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da RosaSantana do Livramento - Maribel Pires da Rosa
Santana do Livramento - Maribel Pires da RosaCursoTICs
 
As tendências do laboratório de informática nas instituições de ensino
As tendências do laboratório de informática nas instituições de ensinoAs tendências do laboratório de informática nas instituições de ensino
As tendências do laboratório de informática nas instituições de ensinoElizabeth Fantauzzi
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Três de Maio - Mercia Maria Vogel
Três de Maio - Mercia Maria VogelTrês de Maio - Mercia Maria Vogel
Três de Maio - Mercia Maria VogelCursoTICs
 
Três de Maio - Osmar Sipmann
Três de Maio - Osmar SipmannTrês de Maio - Osmar Sipmann
Três de Maio - Osmar SipmannCursoTICs
 
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagemO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagemMarcelo Cordeiro Souza
 
Agudo - Farli Lilian Borfe Streck
Agudo - Farli Lilian Borfe StreckAgudo - Farli Lilian Borfe Streck
Agudo - Farli Lilian Borfe StreckCursoTICs
 
Apresentação Lidiane
Apresentação LidianeApresentação Lidiane
Apresentação Lidianejorgellss
 
São João do Polêsine - Gladis Helena Brondani
São João do Polêsine - Gladis Helena BrondaniSão João do Polêsine - Gladis Helena Brondani
São João do Polêsine - Gladis Helena BrondaniCursoTICs
 
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira MoraesSantana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira MoraesCursoTICs
 
Agudo - Leonila Nilse Kesseler
Agudo - Leonila Nilse KesselerAgudo - Leonila Nilse Kesseler
Agudo - Leonila Nilse KesselerCursoTICs
 
Três de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
Três de Maio - Nilda Clair de Souza BinnTrês de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
Três de Maio - Nilda Clair de Souza BinnCursoTICs
 
Três de Maio - Solange Backes
Três de Maio - Solange BackesTrês de Maio - Solange Backes
Três de Maio - Solange BackesCursoTICs
 
Impacte dos quadros_interactivos_nas_práticas_docentes_vdefinitiva
Impacte dos quadros_interactivos_nas_práticas_docentes_vdefinitivaImpacte dos quadros_interactivos_nas_práticas_docentes_vdefinitiva
Impacte dos quadros_interactivos_nas_práticas_docentes_vdefinitivaPaula Antunes
 
Três de Maio - Simone Raquel Frank
Três de Maio - Simone Raquel FrankTrês de Maio - Simone Raquel Frank
Três de Maio - Simone Raquel FrankCursoTICs
 
Agudo - Maria Helena Botari Zottele
Agudo - Maria Helena Botari ZotteleAgudo - Maria Helena Botari Zottele
Agudo - Maria Helena Botari ZotteleCursoTICs
 
Trabalho de informática
Trabalho de informáticaTrabalho de informática
Trabalho de informáticaana neves
 
Trabalho de informática
Trabalho de informáticaTrabalho de informática
Trabalho de informáticaana neves
 

Mais procurados (20)

Três de Maio - Mercia Maria Vogel
Três de Maio - Mercia Maria VogelTrês de Maio - Mercia Maria Vogel
Três de Maio - Mercia Maria Vogel
 
Três de Maio - Osmar Sipmann
Três de Maio - Osmar SipmannTrês de Maio - Osmar Sipmann
Três de Maio - Osmar Sipmann
 
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagemO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
 
Artigo.
Artigo.Artigo.
Artigo.
 
Ivanildo final1
Ivanildo final1Ivanildo final1
Ivanildo final1
 
Agudo - Farli Lilian Borfe Streck
Agudo - Farli Lilian Borfe StreckAgudo - Farli Lilian Borfe Streck
Agudo - Farli Lilian Borfe Streck
 
Apresentação Lidiane
Apresentação LidianeApresentação Lidiane
Apresentação Lidiane
 
São João do Polêsine - Gladis Helena Brondani
São João do Polêsine - Gladis Helena BrondaniSão João do Polêsine - Gladis Helena Brondani
São João do Polêsine - Gladis Helena Brondani
 
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira MoraesSantana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
Santana do Livramento - Rita Catarina Fialho de Cerqueira Moraes
 
Agudo - Leonila Nilse Kesseler
Agudo - Leonila Nilse KesselerAgudo - Leonila Nilse Kesseler
Agudo - Leonila Nilse Kesseler
 
Uso das tecnologias móveis na escola
Uso das tecnologias móveis na escola Uso das tecnologias móveis na escola
Uso das tecnologias móveis na escola
 
Três de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
Três de Maio - Nilda Clair de Souza BinnTrês de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
Três de Maio - Nilda Clair de Souza Binn
 
Três de Maio - Solange Backes
Três de Maio - Solange BackesTrês de Maio - Solange Backes
Três de Maio - Solange Backes
 
Suplemento 2010 outubro
Suplemento 2010 outubroSuplemento 2010 outubro
Suplemento 2010 outubro
 
Impacte dos quadros_interactivos_nas_práticas_docentes_vdefinitiva
Impacte dos quadros_interactivos_nas_práticas_docentes_vdefinitivaImpacte dos quadros_interactivos_nas_práticas_docentes_vdefinitiva
Impacte dos quadros_interactivos_nas_práticas_docentes_vdefinitiva
 
Três de Maio - Simone Raquel Frank
Três de Maio - Simone Raquel FrankTrês de Maio - Simone Raquel Frank
Três de Maio - Simone Raquel Frank
 
Agudo - Maria Helena Botari Zottele
Agudo - Maria Helena Botari ZotteleAgudo - Maria Helena Botari Zottele
Agudo - Maria Helena Botari Zottele
 
2913
29132913
2913
 
Trabalho de informática
Trabalho de informáticaTrabalho de informática
Trabalho de informática
 
Trabalho de informática
Trabalho de informáticaTrabalho de informática
Trabalho de informática
 

Destaque

Platão e Aristótelis
Platão e AristótelisPlatão e Aristótelis
Platão e AristótelisMary Alvarenga
 
Culinária afro-brasileira
Culinária afro-brasileiraCulinária afro-brasileira
Culinária afro-brasileiraMary Alvarenga
 
Cruzadinha de filosofia (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
Cruzadinha de filosofia  (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)Cruzadinha de filosofia  (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
Cruzadinha de filosofia (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)Mary Alvarenga
 
Diabetes: conhecer para prevenir
Diabetes: conhecer para prevenir Diabetes: conhecer para prevenir
Diabetes: conhecer para prevenir Mary Alvarenga
 
Poesias afro-brasileiras
Poesias afro-brasileiras Poesias afro-brasileiras
Poesias afro-brasileiras Mary Alvarenga
 
Projeto - Diabetes: conhecer para prevenir
Projeto -    Diabetes: conhecer para prevenirProjeto -    Diabetes: conhecer para prevenir
Projeto - Diabetes: conhecer para prevenirMary Alvarenga
 
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015Mary Alvarenga
 
Cruzadinha de História - O humanismo e o renascimento
Cruzadinha de História - O  humanismo e o renascimentoCruzadinha de História - O  humanismo e o renascimento
Cruzadinha de História - O humanismo e o renascimentoMary Alvarenga
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoMary Alvarenga
 
Há sempre novas portas
Há  sempre novas portasHá  sempre novas portas
Há sempre novas portasMary Alvarenga
 
Dia Internacional da Mulher
Dia Internacional da Mulher Dia Internacional da Mulher
Dia Internacional da Mulher Mary Alvarenga
 
Simulado de filosofia dezembro/2015
Simulado  de filosofia  dezembro/2015Simulado  de filosofia  dezembro/2015
Simulado de filosofia dezembro/2015Mary Alvarenga
 
Prova de Filosofia IV bimestre 2015
Prova de Filosofia  IV bimestre 2015Prova de Filosofia  IV bimestre 2015
Prova de Filosofia IV bimestre 2015Mary Alvarenga
 
O começo da história humana (cruzadinha)
O começo da história humana  (cruzadinha)  O começo da história humana  (cruzadinha)
O começo da história humana (cruzadinha) Mary Alvarenga
 
Seres vivos - células
Seres vivos - células Seres vivos - células
Seres vivos - células Mary Alvarenga
 
Atividade de história - O começo da história humana
Atividade de história - O começo da história humanaAtividade de história - O começo da história humana
Atividade de história - O começo da história humanaMary Alvarenga
 

Destaque (20)

Platão e Aristótelis
Platão e AristótelisPlatão e Aristótelis
Platão e Aristótelis
 
Culinária afro-brasileira
Culinária afro-brasileiraCulinária afro-brasileira
Culinária afro-brasileira
 
Cruzadinha de filosofia (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
Cruzadinha de filosofia  (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)Cruzadinha de filosofia  (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
Cruzadinha de filosofia (Ética e moral – O problema da ação e dos valores)
 
Diabetes: conhecer para prevenir
Diabetes: conhecer para prevenir Diabetes: conhecer para prevenir
Diabetes: conhecer para prevenir
 
Poesias afro-brasileiras
Poesias afro-brasileiras Poesias afro-brasileiras
Poesias afro-brasileiras
 
Conteúdos filosofia
Conteúdos filosofiaConteúdos filosofia
Conteúdos filosofia
 
Projeto - Diabetes: conhecer para prevenir
Projeto -    Diabetes: conhecer para prevenirProjeto -    Diabetes: conhecer para prevenir
Projeto - Diabetes: conhecer para prevenir
 
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
 
Estetica
Estetica   Estetica
Estetica
 
Cruzadinha de História - O humanismo e o renascimento
Cruzadinha de História - O  humanismo e o renascimentoCruzadinha de História - O  humanismo e o renascimento
Cruzadinha de História - O humanismo e o renascimento
 
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º anoProjeto:   Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
Projeto: Brincando Também se Aparende Matemática /5º ano
 
Dimensões humanas
Dimensões humanas   Dimensões humanas
Dimensões humanas
 
Cruzadinha Islamismo
Cruzadinha  IslamismoCruzadinha  Islamismo
Cruzadinha Islamismo
 
Há sempre novas portas
Há  sempre novas portasHá  sempre novas portas
Há sempre novas portas
 
Dia Internacional da Mulher
Dia Internacional da Mulher Dia Internacional da Mulher
Dia Internacional da Mulher
 
Simulado de filosofia dezembro/2015
Simulado  de filosofia  dezembro/2015Simulado  de filosofia  dezembro/2015
Simulado de filosofia dezembro/2015
 
Prova de Filosofia IV bimestre 2015
Prova de Filosofia  IV bimestre 2015Prova de Filosofia  IV bimestre 2015
Prova de Filosofia IV bimestre 2015
 
O começo da história humana (cruzadinha)
O começo da história humana  (cruzadinha)  O começo da história humana  (cruzadinha)
O começo da história humana (cruzadinha)
 
Seres vivos - células
Seres vivos - células Seres vivos - células
Seres vivos - células
 
Atividade de história - O começo da história humana
Atividade de história - O começo da história humanaAtividade de história - O começo da história humana
Atividade de história - O começo da história humana
 

Semelhante a Tcc mary

Tecnologias para transformar_a_educação
Tecnologias para transformar_a_educaçãoTecnologias para transformar_a_educação
Tecnologias para transformar_a_educaçãoGlaucia Brito
 
Vildaine simões taschetto
Vildaine simões taschettoVildaine simões taschetto
Vildaine simões taschettoequipetics
 
Conclusão tics janaina da silva antunes
Conclusão tics   janaina da silva  antunesConclusão tics   janaina da silva  antunes
Conclusão tics janaina da silva antunesequipetics
 
Elisangela brauner
Elisangela braunerElisangela brauner
Elisangela braunerequipetics
 
Ad1 por silvia_katia_e_raquel
Ad1 por  silvia_katia_e_raquelAd1 por  silvia_katia_e_raquel
Ad1 por silvia_katia_e_raquelSilvia Almeida
 
Ad1 por silvia_katia_e_raquel
Ad1 por  silvia_katia_e_raquelAd1 por  silvia_katia_e_raquel
Ad1 por silvia_katia_e_raquelSilvia Almeida
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperequipetics
 
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da SilvaSantana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da SilvaCursoTICs
 
São João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
São João do Polêsine - Nadiane FeldkercherSão João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
São João do Polêsine - Nadiane FeldkercherCursoTICs
 
Graziele oliveira martins
Graziele oliveira martinsGraziele oliveira martins
Graziele oliveira martinsequipetics
 
LIVRO PROFESSOR INOVADOR 2021_EUGÊNIA AIRES DA ROCHA ok.pdf
LIVRO  PROFESSOR INOVADOR 2021_EUGÊNIA AIRES DA ROCHA ok.pdfLIVRO  PROFESSOR INOVADOR 2021_EUGÊNIA AIRES DA ROCHA ok.pdf
LIVRO PROFESSOR INOVADOR 2021_EUGÊNIA AIRES DA ROCHA ok.pdfSimoneHelenDrumond
 
Projeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaoProjeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaokeilaaparecido
 
Projeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaoProjeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaokeilaaparecido
 
Projeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaoProjeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaokeilacarlos
 
30779546 a-importancia-das-tic-s
30779546 a-importancia-das-tic-s30779546 a-importancia-das-tic-s
30779546 a-importancia-das-tic-sSuzana Pimentel
 
Atividade2 kerllenferreira
Atividade2 kerllenferreiraAtividade2 kerllenferreira
Atividade2 kerllenferreiraKerllenFerreira
 
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana   ApresentaçãOartigoAdriana   ApresentaçãOartigo
Adriana ApresentaçãOartigoAdriana Sitta
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendiequipetics
 

Semelhante a Tcc mary (20)

Criacao do blog
Criacao do blogCriacao do blog
Criacao do blog
 
Tecnologias para transformar_a_educação
Tecnologias para transformar_a_educaçãoTecnologias para transformar_a_educação
Tecnologias para transformar_a_educação
 
Tcce proinfo rosa
Tcce proinfo rosaTcce proinfo rosa
Tcce proinfo rosa
 
Vildaine simões taschetto
Vildaine simões taschettoVildaine simões taschetto
Vildaine simões taschetto
 
Conclusão tics janaina da silva antunes
Conclusão tics   janaina da silva  antunesConclusão tics   janaina da silva  antunes
Conclusão tics janaina da silva antunes
 
Elisangela brauner
Elisangela braunerElisangela brauner
Elisangela brauner
 
Ad1 por silvia_katia_e_raquel
Ad1 por  silvia_katia_e_raquelAd1 por  silvia_katia_e_raquel
Ad1 por silvia_katia_e_raquel
 
Ad1 por silvia_katia_e_raquel
Ad1 por  silvia_katia_e_raquelAd1 por  silvia_katia_e_raquel
Ad1 por silvia_katia_e_raquel
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
 
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da SilvaSantana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
Santana do Livramento - Maria Helena Quevedos Alves da Silva
 
São João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
São João do Polêsine - Nadiane FeldkercherSão João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
São João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
 
Graziele oliveira martins
Graziele oliveira martinsGraziele oliveira martins
Graziele oliveira martins
 
LIVRO PROFESSOR INOVADOR 2021_EUGÊNIA AIRES DA ROCHA ok.pdf
LIVRO  PROFESSOR INOVADOR 2021_EUGÊNIA AIRES DA ROCHA ok.pdfLIVRO  PROFESSOR INOVADOR 2021_EUGÊNIA AIRES DA ROCHA ok.pdf
LIVRO PROFESSOR INOVADOR 2021_EUGÊNIA AIRES DA ROCHA ok.pdf
 
Projeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaoProjeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçao
 
Projeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaoProjeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçao
 
Projeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçaoProjeto tecnologia e educaçao
Projeto tecnologia e educaçao
 
30779546 a-importancia-das-tic-s
30779546 a-importancia-das-tic-s30779546 a-importancia-das-tic-s
30779546 a-importancia-das-tic-s
 
Atividade2 kerllenferreira
Atividade2 kerllenferreiraAtividade2 kerllenferreira
Atividade2 kerllenferreira
 
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana   ApresentaçãOartigoAdriana   ApresentaçãOartigo
Adriana ApresentaçãOartigo
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
 

Mais de Mary Alvarenga

Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
Regimento escolar - Deveres do aluno.
Regimento escolar -  Deveres do aluno.Regimento escolar -  Deveres do aluno.
Regimento escolar - Deveres do aluno.Mary Alvarenga
 
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.Mary Alvarenga
 
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiaisO impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiaisMary Alvarenga
 
Coletânea de poesias
Coletânea de poesias Coletânea de poesias
Coletânea de poesias Mary Alvarenga
 
Caça palavras bullying
Caça palavras  bullying Caça palavras  bullying
Caça palavras bullying Mary Alvarenga
 
Bullying não é brincadeira
 Bullying não é brincadeira Bullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeiraMary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - BULLYING
Mini livro sanfona - BULLYING Mini livro sanfona - BULLYING
Mini livro sanfona - BULLYING Mary Alvarenga
 
Simulado de matemática - Revisão prova do SAEB
Simulado de matemática - Revisão prova do SAEBSimulado de matemática - Revisão prova do SAEB
Simulado de matemática - Revisão prova do SAEBMary Alvarenga
 
Bullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeira Bullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeira Mary Alvarenga
 
Simulado de Lingua Poruguesa - Revisão para prova do SAEB
Simulado de Lingua Poruguesa -   Revisão para prova do SAEB  Simulado de Lingua Poruguesa -   Revisão para prova do SAEB
Simulado de Lingua Poruguesa - Revisão para prova do SAEB Mary Alvarenga
 
Propriedades físicas dos materiais
Propriedades físicas dos materiais Propriedades físicas dos materiais
Propriedades físicas dos materiais Mary Alvarenga
 
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB.
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB.Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB.
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB.Mary Alvarenga
 
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB Mary Alvarenga
 

Mais de Mary Alvarenga (20)

Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
Regimento escolar - Deveres do aluno.
Regimento escolar -  Deveres do aluno.Regimento escolar -  Deveres do aluno.
Regimento escolar - Deveres do aluno.
 
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
 
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiaisO impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
 
Coletânea de poesias
Coletânea de poesias Coletânea de poesias
Coletânea de poesias
 
Poemas de Natal
Poemas de Natal Poemas de Natal
Poemas de Natal
 
Caça palavras bullying
Caça palavras  bullying Caça palavras  bullying
Caça palavras bullying
 
Acróstico bullying
Acróstico bullying Acróstico bullying
Acróstico bullying
 
Bullying não é brincadeira
 Bullying não é brincadeira Bullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeira
 
Arte africana
 Arte africana   Arte africana
Arte africana
 
Mini livro sanfona - BULLYING
Mini livro sanfona - BULLYING Mini livro sanfona - BULLYING
Mini livro sanfona - BULLYING
 
Simulado de matemática - Revisão prova do SAEB
Simulado de matemática - Revisão prova do SAEBSimulado de matemática - Revisão prova do SAEB
Simulado de matemática - Revisão prova do SAEB
 
Bullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeira Bullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeira
 
Simulado de Lingua Poruguesa - Revisão para prova do SAEB
Simulado de Lingua Poruguesa -   Revisão para prova do SAEB  Simulado de Lingua Poruguesa -   Revisão para prova do SAEB
Simulado de Lingua Poruguesa - Revisão para prova do SAEB
 
Propriedades físicas dos materiais
Propriedades físicas dos materiais Propriedades físicas dos materiais
Propriedades físicas dos materiais
 
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB.
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB.Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB.
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB.
 
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB
Simulado de Matemática - Revisão prova SAEB
 
A Magia da Poesia
A Magia da Poesia A Magia da Poesia
A Magia da Poesia
 

Último

1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 

Último (20)

1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 

Tcc mary

  • 1. FTED - FACULDADE DE TECNOLOGIA EQUIPE DARWIN DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR CRISTIANE DUTRA GONZAGA MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELA AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA IMPERATRIZ-MA 2011
  • 2. CRISTIANE DUTRA GONZAGA MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELA AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA Artigo apresentado, à Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin, como requisito parcial para conclusão do curso de pós- graduação em Docência do Ensino Superior. Orientadora: Professora Esp. Michelle Pereira do Nascimento IMPERATRIZ-MA 2011
  • 3. CRISTIANE DUTRA GONZAGA MARIA MARY ALVARENGA PEREIRA NATÁLIA MARIA DE SOUSA PORTELA AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA Artigo apresentado à Banca Examinadora da Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin, como requisito parcial para obtenção do título de Especialista em Docência do Ensino Superior. Orientadora: Professora Esp. Michelle Pereira do Nascimento. Aprovada em 27/04/2011 Nota 90 BANCA EXAMINADORA _________________________________________________ Professora Esp. Michelle Pereira do Nascimento Orientadora _________________________________________________ Professora Msc. Nilsandra Martins de Castro Sales 2º Membro da Banca Examinadora _________________________________________________ Professor Msc. André Luiz Ortiz da Silva 3º Membro da Banca Examinadora
  • 4. AS TICs NA EDUCAÇÃO: RECURSO PEDAGÓGICO NA ESCOLA SANTA MARIA EM IMPERATRIZ-MA Cristiane Dutra Gonzaga1 Maria Mary Alvarenga Pereira2 Natália Maria de Sousa Portela3 RESUMO O presente trabalho investiga o uso das tecnologias como recurso pedagógico, bem como sua relevância no processo ensino-aprendizagem dos alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental, e aponta as dificuldades apresentadas pelos professores, quanto à utilização dessas ferramentas. Para isso, foram realizadas oficinas no Laboratório de Informática da escola, pesquisa de campo e bibliográfica através de questionários destinados aos alunos e professores, que confirmaram a eficiência desses recursos para o melhor desempenho do educando. Os resultados revelaram que o uso adequado, oportuniza o desenvolvimento, ajuda no raciocínio lógico, aprimora a leitura, aguça o interesse e a curiosidade dos alunos. Entretanto alguns educadores continuam reforçando o ensino por transmissão verbal e escrita, sendo que as tecnologias acabam sendo utilizadas apenas como ferramentas de apoio. Percebe-se ainda uma grande dificuldade por parte dos docentes quanto à apropriação dos meios tecnológicos, negligenciando o uso destes como recursos pedagógicos. Palavras-chave: Educação. Ensino – Aprendizagem. Tecnologia. ABSTRACT The present work investigates the use of technology as a teaching resource as well as its relevance in the teaching-learning of students from 5th to 9th grade of elementary school and outlines the difficulties presented by teachers on the use of these tools. To this end, workshops were held in the Computer Laboratory of the school, field research and literature through questionnaires for students and teachers, who confirmed the effectiveness of these resources for the best performance of the student. The results revealed that the proper use, possible for the development, aid in logical reasoning, improves reading, whets the curiosity and interest of students. However, some educators have continued to strengthen the teaching of verbal and written transmission, and the technologies end up being used only as support tools. It is also noticed a great difficulty on the part of teachers 1 Graduada em Letras-Inglês pela Universidade (UEMA). Pós-graduanda em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin. 2 Graduada em História pela Faculdade Santa Terezinha (FEST). Pós-graduanda em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin. 3 Graduada em Matemática pela Universidade (UEMA). Pós-graduanda em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin.
  • 5. regarding the appropriation of technological means, such as neglecting the use of these teaching resources. Keywords: Education. Teaching - Learning. Technology. 1 INTRODUÇÃO Sabe-se que é inevitável o contato com a tecnologia. Pois, desde a hora que somos acordados pelo rádio-relógio até um simples saque de dinheiro em um caixa eletrônico estamos nos servindo da informática. A informática é a ciência que administra as informações, armazenando, atualizando e distribuindo esses elementos de acordo com as necessidades. Para isso, utilizam-se os computadores como ferramenta de trabalho. Consequentemente é muito difícil falar de informática sem falar dos computadores. Visto que a mesma é um meio de trabalho atraente e interativo, que o educador capacitado pode utilizar como apoio pedagógico, oportunizando uma aprendizagem significativa e mais eficaz, com produção de conhecimento. A televisão, a Internet e o computador têm seus pontos positivos e negativos, mas é inaceitável que existam educadores que se recusam a adaptar seus métodos didáticos com a utilização das novas tecnologias, já que estas se mostram tão eficientes como recursos pedagógicos. A qualidade de ensino- aprendizagem não deve estar atrelada simplesmente aos recursos educacionais utilizados pelo professor, mas sabe-se, que estes são ferramentas que colaboram com o professor, isso consiste em um desafio: tornar sua prática mais dinâmica no sentido de conduzir eficazmente seu aluno ao aprendizado. A elaboração deste trabalho surgiu a partir da observação da resistência de alguns professores da Escola Municipal Santa Maria quanto à utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) como recursos pedagógicos. A presente pesquisa investiga a incorporação das TIC, especialmente os recursos disponíveis na Internet, utilizados como ferramentas pedagógicas na instituição em estudo, bem como sua importância no processo ensino-aprendizagem de alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental; verifica também como os professores utilizam esses recursos, com qual finalidade e que problemáticas enfrentam.
  • 6. Com este trabalho, espera-se compreender as resistências, dificuldades e possibilidades que os professores enfrentam na inserção dessas ferramentas digitais no planejamento de suas aulas, e assim, oferecer oficinas que propiciem aos mesmos habilidades para melhor manusear os recursos disponíveis na internet, a fim de proporcionar aos seus alunos uma aprendizagem significativa e motivadora. 2 O PROFESSOR E A INFORMÁTICA O tema tecnologia na educação já é um acontecimento, apesar de ser ainda considerado para muitos uma novidade, mas já confirma sua presença no nível de uma prática pedagógica incluída no dia-a-dia de várias escolas. Entretanto, apesar de muitas escolas possuírem os recursos tecnológicos, os mesmos não são ainda utilizados como deveriam, ficando muitas vezes em salas fechadas e longe do alcance dos alunos e educadores. De acordo com pesquisas realizadas na Escola Municipal Santa Maria, grande partes dos professores ainda não consegue integrar estes recursos às atividades pedagógicas. Observa-se que as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) são cada vez mais uma realidade nas instituições escolares, desse modo é imprescindível que o profissional tenha o domínio da informática, uma vez que as TIC só podem ser utilizadas com as habilidades necessárias. O educador precisa estar atualizado em sua prática pedagógica, permanecer comprometido em sua profissão, refletir sobre suas atitudes, exercendo-a com segurança e competência. A utilização de mídias na educação é uma maneira de quebrar velhos paradigmas. Além disso, nem sempre toda potencialidade que elas proporcionam são aproveitadas. O uso adequado das TIC está diretamente ligado à mudança de atitudes e posturas do professor, proporcionando ao alunado a possibilidade de construir seu próprio conhecimento. Acredita-se que o computador contribui tanto para ensinar conteúdos de modo convencional, como também de maneira inovadora proporcionar ao aluno a construção de seu próprio conhecimento. Na forma tradicional, o educador é quem apresenta o conteúdo aos alunos, enriquecido com imagens, sons, simulações,
  • 7. animações com possibilidades que vão muito além do que o recurso didático impresso oferece. Contudo, a diferença de utilizar as TIC na educação é exatamente a possibilidade de trabalhar de modo dinâmico e desafiador com os alunos, fazendo com que eles não sejam meros receptores de informações, e sim, autores de seu próprio conhecimento. Segundo Haidt (1995), a escola e o professor têm a função de educar para a informática preparando o aluno para usar adequadamente essa ferramenta e a interpretar os resultados sociais que ela causa, desempenhando de tal modo sua cidadania; e educar pela informática que seria o professor usar o computador como recurso que vai auxiliá-lo no trabalho pedagógico, através do qual o aluno vai socializar e desenvolver as estruturas do pensamento. O uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) como ferramenta na prática pedagógica pode contribuir de forma expressiva para um aprendizado de melhor qualidade, visto que possibilita o desenvolvimento cognitivo dos alunos. A informática pode ser usada em diversas atividades educativas, não podemos ignorá-la. Deste modo, é preciso utilizar as TIC nas escolas visando o desempenho do educando, criando meios para aprimorar o ensino-aprendizagem. Por isso, faz-se necessário conhecermos os recursos tecnológicos existentes na escola e incorporá-los nos planejamentos das aulas com objetivos bem determinados, evitando assim que os mesmos sejam empregados somente como uma distração ou passatempo. O uso desses recursos de forma planejada propicia a construção de ambientes mais ricos, interativos e oferece novas direções que envolvem o aluno, aguçando sua curiosidade em busca de informações para obtenção de uma aprendizagem mais eficaz. 3 AS TICs COMO RECURSOS DIDÁTICOS O processo ensino-aprendizagem requer vários recursos desde um simples livro, lápis e caderno a instrumentos modernos como computadores, internet, TV e outras tecnologias, que poderão ser usadas como recursos pedagógicos, para facilitar a compreensão das aulas, chamando assim a atenção dos alunos para o
  • 8. acompanhamento dos assuntos explorado, deixando-os motivados para novas descobertas dentro do conteúdo exposto. Entretanto, notam-se dificuldades por parte do educador em elaborar projetos de aprendizagem voltados para o uso das TICs, com relação a algumas disciplinas e principalmente voltados para a aprendizagem interdisciplinar e transdisciplinar. Observa-se, que muitas vezes é por falta de preparo, qualificação ou resistência do professor, pois apesar de existirem capacitações e formações específicas para o uso das Tecnologias na Educação, como são os cursos oferecidos pelo Proinfo Integrado, que são ministrados pelos Núcleos de Tecnologias Educacionais (NTE), nem sempre todos os professores têm acesso e oportunidade de participar e quando participam muitos por resistência não concluem ou colocam em prática o que aprenderam nestes cursos e formações. Alguns professores mesmo não passando por formação apropriada, quer seja por uma graduação que contemple o uso das tecnologias na escola ou formação continuada pelos Núcleos de Tecnologias, às vezes utilizam esses recursos por curiosidade, força de vontade e a preocupação em estar melhorando sua prática pedagógica. Porém falta um planejamento consistente, uma política pública mais comprometida e voltada para a formação do educador, que possibilite o uso destas tecnologias ainda em sua formação acadêmica. Hoje apenas o uso de recursos como quadro, pincel e livro didático não são mais o suficiente para uma boa aula. A utilização de celulares, DVDs, TV, computadores, internet e outros equipamentos podem tornar a aula mais prazerosa, atrativa e motivadora, onde os alunos podem estar fazendo pesquisas, preparando seminários e expondo seus trabalhos através da tela uma TV ou computador. Segundo Valente (1993, p.5) [...] as novas modalidades de uso do computador na educação apontam para uma nova direção: o uso desta tecnologia não como máquina de ensinar, mas como uma nova mídia educacional: o computador passa a ser uma ferramenta educacional, uma ferramenta de complementação, de aperfeiçoamento e de possível mudança na qualidade de ensino [...] Portanto, o uso das TIC como recursos didáticos é de suma importância para uma boa aula, onde os alunos se sentem valorizados, motivados e assim há uma melhor aprendizagem acontecendo, principalmente a troca de informações e
  • 9. interações entre alunos e professores. Seja qual for o grau de ensino em que o professor se encontre, espera-se que ele tenha capacidade para utilizar as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) de forma crítica, autônoma e independente, possibilitando a incorporação dessas tecnologias à sua experiência profissional, visando à transformação de sua prática pedagógica. 4 O JOVEM E A TECNOLOGIA O novo milênio surge marcado pelos grandes avanços tecnológicos que começaram a se aprofundar na segunda metade do século passado. As TICs, desenvolvidas com grande velocidade nas décadas finais desse período, vêm provocando mudanças que atingem quase todas as dimensões da prática social, o que implicam novas responsabilidades sociais e, com elas, a exigência de novas competências e habilidades para o exercício da cidadania. Coloca-se, portanto, o desafio de preparar os jovens para essa realidade, que impõe novas formas de pensar e agir para acompanhar o ritmo cada vez mais acelerado do progresso científico-tecnológico. Nota-se que os jovens têm mais habilidade com as tecnologias do que o próprio professor. Os mesmos têm grande curiosidade com relação às tecnologias; muitos não têm computador em casa, mas aprendem nos cybers, fazem cursos, deixando os professores para trás em relação ao assunto. Os alunos, em sua grande maioria, já possuem computador, internet em casa, que é uma ferramenta importante para o desenvolvimento intelectual através de pesquisas orientadas pelo professor, ou até mesmo suprir algumas curiosidades. No entanto, o uso correto ou incorreto da internet deixa uma grande preocupação por parte de pais e educadores, pois a mesma pode servir tanto para o aprendizado quanto para relacionamentos onde os jovens correm grandes riscos, podendo se deixar levar por desconhecidos e/ou até mesmo pedófilos, sendo até induzidos muitas vezes à pratica de crimes e expostos à violência de uma forma geral. Segundo Marques & Caetano (2002 p.158)
  • 10. Para a educação, a Internet pode ser considerada a mais completa, abrangente e complexa ferramenta de aprendizado. Podemos, através dela, localizar fontes de informação que, virtualmente, nos habilitam a estudar diferentes áreas de conhecimento. Portanto, nesse contexto, cabe aos educadores orientar e sensibilizar os alunos de forma contundente, através de aulas mais planejadas e dinâmicas envolvendo as mídias digitais para despertar o interesse dos mesmos para busca do conhecimento de forma crítica e consciente. 5 A AVERSÃO DO PROFESSOR EM USAR AS TICs COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA Nota-se constantes discussões acerca do uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) e métodos de ensino-aprendizagem diversos, com a finalidade de possibilitar ao professor introduzir melhorias na sua prática docente e mediar junto aos alunos o processo de construção de novos conhecimentos. No entanto, alguns educadores utilizam esses meios sem planejamento o que tem gerado grandes problemas, fortalecendo assim a resistência dos mesmos no processo de inserção das novas tecnologias como ferramentas indispensáveis para um novo fazer pedagógico e interação do aluno com o mundo das ciências- tecnológicas, visto que atualmente tem se tornado uma grande exigência da sociedade. De acordo com Zanela (2007, p. 26), percebe-se que os instrumentos tecnológicos utilizados na educação desde o marco da sua História estão, até hoje, em uso nas salas de aula. A visão inovadora, na comunicação e transmissão de informações, trazida pelas novas tecnologias são instrumentos importantíssimos de transformação dando-lhe “[...] um novo sentido no processo de ensinar desde que consideremos todos os recursos tecnológicos disponíveis, que estejam em interação com o ambiente escolar no processo de ensino-aprendizagem”. Vale ressaltar que as tecnologias não substituem o professor, no entanto modificam algumas das suas funções. A tarefa de “repassar ou transmitir conhecimentos” pode ser abandonada aos bancos de dados, livros, vídeos, programas em CD. O professor assume agora o papel de estimulador da curiosidade
  • 11. do aluno por querer conhecer, por pesquisar, por buscar a informação mais relevante. Cabe, no entanto ao educador como principal responsável pelo processo ensino-aprendizagem refletir acerca da importância do uso das novas tecnologias, como instigadoras de novas idéias e conhecimento. 6 CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA MUNICIPAL SANTA MARIA EM NÍVEL AS TIC A Escola Municipal Santa Maria em Imperatriz-MA, oferece o Ensino Infantil e Fundamental a cerca de 350 alunos. Tem por missão assegurar o desenvolvimento da comunidade educativa, a reconstrução de uma aprendizagem qualitativa, formando cidadãos críticos e conscientes de seus direitos e deveres sociais. A construção da cidadania é o seu lema, uma vez que o corpo administrativo e docente está imbuído de uma política educacional participativa, visando à qualidade da aprendizagem, buscando resgatar os menos favorecidos que são esquecidos, e tratados como seres isolados da sociedade. Os recursos tecnológicos que existem na Escola Santa Maria encontram-se à disposição dos professores e alunos, tais como: TV, vídeo, computadores, Internet, impressora, lupas, câmera digital, máquina de Xerox, kits tecnológicos e retroprojetor. A utilização desses recursos é uma preocupação constante dos professores, já que os equipamentos são valiosos aliados no processo ensino- aprendizagem. Com isso, pretende-se criar condições que permitam desenvolver métodos e técnicas de trabalho que contribuam para a construção de aprendizagens dos alunos. As atividades realizadas com o computador demonstram que os professores desta escola, mesmo sem ter formação específica em informática educativa, usam a máquina como meio e não como fim, desenvolvendo projetos disciplinares ou interdisciplinares. Os alunos atuam como companheiros dos professores, auxiliando-os no desenvolvimento de suas atividades no laboratório de informática, tendo em vista que os mesmos têm autonomia no manuseio das novas ferramentas.
  • 12. 6.1 Análise dos resultados da pesquisa A Escola Municipal Santa Maria está localizada na Rua Santo Cristo, no bairro Nova Imperatriz, na cidade de Imperatriz-MA. O corpo docente da escola é composto por 20 profissionais, sendo 01 auxiliar de magistério, 01 professor na Educação Infantil, 06 nas turmas de 1º ao 5º ano, 08 nas turmas de 6º ao 9º ano, 03 que não exercem a função docente. Sendo que todos professores foram admitidos através de concurso público, com carga horária de 20 horas semanais. A comunidade escolar é composta por alunos cujas famílias são de baixo poder econômico. O corpo docente é formado por profissionais licenciados, pois todos são graduados na sua referente área de atuação, 03 professores participam do Curso de Tecnologia na Educação: Ensinando e Aprendendo com as TIC, oferecido pelo Proinfo Integrado, no Ambiente Colaborativo de Aprendizagem E- proinfo, na modalidade semi-presencial, cujo curso está vinculado ao Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Rede Estadual de Ensino, onde estes professores também estão lotados. Os profissionais da escola que responderam ao questionário mostram em suas respostas que têm enorme interesse em participar de cursos na área de informática por entenderem que as TIC podem contribuir para a eficácia do processo de ensino-aprendizagem. No entanto, os cursos oferecidos pela Secretaria Municipal de Educação de Imperatriz não atendem à demanda, deixando alguns profissionais na expectativa de serem inseridos em curso de formação tecnológica. Sendo assim, foi possível verificar que as respostas dadas pela equipe escolar, revelam que a tecnologia está mais próxima das atividades escolares, porém não o bastante para o desenvolvimento do ensino-aprendizagem. Demonstram ainda o nível de consciência dos profissionais acerca da questão, pois o gestor, 20 docentes e 01 coordenador pedagógico, que responderam ao questionário, somente seis não tem acesso a um computador com internet em casa; porém todos utilizam as TIC nas suas atividades pedagógicas, apesar de alegarem que o número de computadores disponíveis para uso na escola é insuficiente para receber a demanda de alunos.
  • 13. 7 CONSIDERAÇÕES FINAIS Mediante a pesquisa realizada na Escola Municipal Santa Maria, detectou-se que não há muita resistência em relação ao uso das TIC, como recurso pedagógico, no entanto, comprovaram-se as necessidades e dificuldades encontradas pelos professores para sua utilização como ferramenta pedagógica. Por isso, foram realizadas oficinas para sanar as necessidades relacionadas quanto à utilização e manuseio dos novos recursos educacionais. Através das oficinas propostas, constataram-se resultados positivos, pois observou-se que os educadores aprenderam a manusear alguns recursos tecnológicos existentes na escola, fomentando nos mesmos o interesse em apropriar-se do uso das TICs na sua prática educativa. Por fim, considerando-se que os objetivos da pesquisa foram atingidos, percebe-se que ainda são muitos os desafios para a implantação das TICs no ambiente escolar, mas aos poucos estão surgindo novas ideias para mediatizar o espaço de aprendizagem onde o aluno possa refletir sobre seu cotidiano de maneira inteligente, pela análise critica e não apenas pelo que lhe é imposto ou por aquilo em que o fazem acreditar. REFERÊNCIAS ALMEIDA, M. E. ProInfo: Informática e formação de professores. Secretaria de Educação a Distância. Brasília: Ministério da Educação, SEED. Vol. 2, 2000a. BETTEGA, Maria Helena. Educação Continuada na Era Digital. São Paulo: Cortez, 2005. FREIRE, Paulo. Paulo Freire apóia a informática educacional nas escolas . In: 39 Encontro nacional de educadores via satélite. Rio de Janeiro, 1998. HAIDT, Regina Célia Cazaux. A informática na educação. In: _______. Curso de didática. 2 ed. São Paulo: Ática, 1995. LOBO, Saulo Maurício Silva. A internet na vida do jovem brasileiro. Disponível em: <http://www.meuartigo.brasilescola.com/atualidades/a-internet-na-vida-jovem- brasileiro.htm> Acesso em: 13 fevereiro. 2011.
  • 14. MARANHÃO. Secretaria de Estado da Educação. Secretaria adjunta de Ensino. Superintendência de Educação Básica. Supervisão de Currículo. Referencias Curriculares: Ensino Médio: estado do Maranhão/Secretaria de Estado da Educação: São Luis, 2007. MARQUES, Adriana Cavalcanti & CAETANO, Josineide da Silva, Utilização da Informática na Escola In: MERCADO, Luiz Paulo Leopoldo (Org.). Novas tecnologias na educação:reflexões sobre a prática. Maceió: EDUFAL, 2002. MEDEIROS, Maria Cristina Vasconcelos Tenório. Incorporação dos recursos das TIC: A tecnologia como mediador do processo ensino-aprendizagem. Disponível em: <http://dmd2.webfactional.com/media/anais/INCORPORACAO-DOS- RECURSOS-DAS-TIC.pdf> Acesso em: 26 fevereiro. 2011. SALGADO, Maria Umbelina Caiafa et al. Tecnologias da educação: ensinando e aprendendo com as TIC. Guia do cursista. Ministério da Educação. Secretaria da Educação a Distância. Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional. Proinfo Integrado. Brasília, 2010. VALENTE, José Armando. O uso inteligente do computador na educação. Revista Pátio, ano I, nº 1, mai/jul, 1997.