SlideShare uma empresa Scribd logo
Pólo Municipal de Apoio Presencial de Sant’Ana do Livramento
                   Disciplina: Elaboração de Artigo Científico
                    Professor Orientador: Marcos Luis Cassal
                                   05/12/2010



O Uso de Tecnologias da Comunicação e da Informação no Ensino Fundamental.

The Use of Communication Technologies and Information in Elementary School.

                                ROSA, Maribel Pires da
            Pedagogia, Associação de Ensino Superior ( ASPES - Livramento)




RESUMO: Este artigo tem o objetivo de analisar o uso de diferentes tecnologias da
comunicação e da informação (TIC’s) no ensino fundamental. O trabalho foi realizado em
bases bibliográficas e em pesquisa de campo. A pesquisa de campo foi realizada em uma
escola estadual que oferece ensino fundamental e médio, em uma escola municipal de ensino
fundamental e ainda no NTE (Núcleo de Tecnologia e Educação), que é o público federal que
tem todos os dados referente as escolas que possuem laboratório de informática e que tem o
objetivo de oferecer cursos de formação e capacitação para professores.



Palavras - chave: Tecnologia, Escola, Professor.



 Abstract: This article aims to analyze the use of different communication technologies and
information( TIC’s) in elementary school. The work was carried out in bibliographic databases
and field research. Field research was conducted in a state school that offers primary and
secondary education in a municipal school and high school still in the NTE (Center for
Technology and Education), which is the federal public body that has all the data concerning
schools that have a computer lab and has the objective of providing training courses and
training for teachers.



Keywords: Technology, School, Teacher.
INTRODUÇÃO
          Esta pesquisa tem o objetivo de analisar, a disponibilidade e a utilização de
ferramentas tecnológicas em escolas do ensino fundamental localizadas no município
de Sant’Ana do Livramento.      Justifica-se, pelo fato de que na sociedade atual, os
alunos desde pequenos, estão em contato com diferentes tecnologias da comunicação
e da informação.
      O artigo foi embasado a partir de uma revisão bibliográfica e de uma pesquisa
de campo, esta realizada em Escola da Rede Pública Estadual e Municipal e também
através da coleta de informações no Núcleo de Tecnologia e Educação localizado em
Sant’Ana do Livramento.
      A pesquisa procurou abordar questões relacionadas à utilização ou não dos
recursos tecnológicos     nas escolas, bem como obter informações de como esta
utilização acontece.
      O presente artigo abordará o uso de tecnologias da comunicação e da
informação no ensino fundamental, através dos seguintes aspectos significativos:
Tecnologias X Mudanças Sociais; Os Laboratórios de Informática nas Escolas
Estaduais; Tecnologias usadas em Sala de Aula e posteriormente aspectos
relacionados à Formação e Capacitação de Professores.
      Através desta pesquisa buscou-se verificar se as escolas públicas estaduais e
municipais de Ensino Fundamental do município de Sant’Ana do Livramento, possuem
laboratórios de informática; se os professores são capacitados para fazer uso das
tecnologias disponíveis e se o gestor da escola é um incentivador ao uso das
tecnologias no ambiente escolar.
      Desta forma, refletir sobre a importância de fazer uso destes recursos
tecnológicos, buscando a melhoria no processo - aprendizagem, inovando e
atualizando-se para acompanhar as mudanças na sociedade a qual estão inseridos.
      .
TECNOLOGIAS X MUDANÇAS SOCIAIS

      O mundo tecnológico é real, está inserido na vida pessoal, profissional e social
das pessoas, conseqüentemente está presente na casa de alunos e professores, deste
modo percebe-se que os educadores da atualidade não podem ficar alheios às
ferramentas tecnológicas disponíveis.O revisto Ibero americana publicou um artigo que
relata a presença da tecnologia na vida das pessoas, Segundo Maria, e Melaré (2008):
Na sociedade atual, desde cedo, muitas crianças estão em contato com as
                     tecnologias, mudando seus modos de comunicação e de interação. Percebe-
                     se dessa forma, que o processo de ensino e aprendizagem necessita de
                     inovações e mediações para realmente atingir seus objetivos nesta sociedade
                     em constante mudança. (Revista Ibera Americana de Educación, nº 46/8,
                     agosto 2008).

      Com está afirmação acima, pode-se ressaltar que, a escola terá que sofrer
modificações na organização e estrutura e conseqüentemente na prática pedagógica
dos professores, os mesmos terá que se adequar ao modo de vida da sociedade atual,
planejando a prática educacional com o auxílio de ferramentas tecnológicas. A partir da
pesquisa de campo realizada percebe-se que o uso de tecnologias em sala de aula do
ensino fundamental, já é uma realidade, mas que ainda caminha lentamente.
      Ainda abordando o aspecto tecnologias x mudanças sociais, o professor
MORAN, faz a seguinte afirmação, em entrevista ao Portal Educacional:
                     Eu percebo que as atitudes vão mudando aos poucos, que já houve
                     resistência maior. Mas há professores que inconscientemente fazem o mínimo
                     possível para utilizar a tecnologia, no máximo usam o Word. Eles não usam
                     técnicas de pesquisa ou de apresentação mais avançadas em sala de aula,
                     nem trabalham com criação de páginas. Então há uma parte dos professores
                     de escolas particulares que, mesmo tendo laboratórios e acesso à Internet,
                     resistem a métodos que não sejam tradicionais. Por outro lado, há os que
                     descobrem as novas mídias e esquecem uma série de forma que podem ser
                     interessantes em sala de aula, preferindo sempre jogar os alunos no
                     laboratório, como se fosse uma grande solução. (MORAN, 2000, Portal
                     Educacional)

      Para complementar a afirmação feita por Moran, apud Freire (1996):

                     (...) ensinar não é transferir conhecimentos, conteúdos nem formar é a ação
                     pela qual um sujeito criador dá forma, estilo ou alma a um corpo indeciso e
                     acomodado. Não há docência sem discência, as duas se explicam e seus
                     sujeitos apesar das diferenças que os conotam, não se reduzem à condição
                     de objeto, um do outro. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende
                     ensina ao aprender. Quem ensina ensina alguma coisa a alguém.(FREIRE,
                     1996, p.23).

      O pensamento de Paulo Freire vai ao encontro da atual realidade da educação,
pois o professor precisa utilizar tecnologias variadas no auxilio do processo de
aprendizagem e com o uso destas, irá ensinar e aprender com seus alunos. Pode-se
dizer que o educador da atualidade não poderá negar ao educando e a si mesmo o uso
das TICs, oportunizando desse modo momentos diferenciado no processo educacional.
       O uso de ferramentas tecnológicas beneficia qualquer setor da sociedade e na
educação não poderia ser diferente, portanto os atuais educadores necessitam rever
suas práticas pedagógicas, para tornar o processo educacional atrativo e renovado e
desta forma proporcionar uma aprendizagem significativa para o aluno.
          Na revista TV Escola, o coordenador do PROINFO (Programa Nacional de
Informática na Educação), faz a seguinte afirmação: “O uso de recursos tecnológicos
dinamiza o processo de ensino aprendizagem”. (SALLES, 1999, p.32)
      Pode-se dizer, que está afirmação realizada pelo coordenador do PROINFO há
11 anos atrás, continua atual quando se fala da importância do uso de tecnologias em
sala de aula.
      No entanto, ao aplicar um formulário na Escola de Ensino Médio General José
Flores da Cunha, aos docentes do ensino fundamental, ao diretor e um supervisor,
constatou-se que a falta de recursos tecnológicos não é mais o primeiro problema que
a escola enfrenta, pois recursos existem e os professores na sua grande maioria até
utilizam alguns recursos como som, TV, DVD, vídeo.
      Mas no que se refere à internet e computadores, ainda há resistência por parte
dos professores para a utilização do laboratório de informática que a escola possui. Isto
se deve a alguns fatores como: motivação, a falta de formação, a não inclusão do uso
do laboratório em seus planejamentos e também ao fato de que as turmas da escola
são em média constituídas por 30 alunos e não existe um professor responsável pelo
laboratório visto que, este iria auxiliar no uso produtivo do laboratório com a turma de
alunos.
          Verificou-se que o sistema operacional das máquinas é o LINUX, segundo a
diretora da escola, isto é um empecilho para os professores utilizarem com os alunos,
pois os mesmos não possuem conhecimentos necessários para trabalhar com tal
sistema, pois nos computadores pessoais, navegam na internet com outro sistema
operacional.
       Convém salientar que a coordenadora do NTE, localizado em Sant’Ana do
Livramento, relatou na pesquisa de campo, que todos os laboratórios de informática
que as escolas recebem, são operados com o sistema LINUX.



OS LABORATORIOS DE INFORMÁTICA NAS ESCOLAS ESTADUAIS

      Ao visitar, para conhecer e realizar uma entrevista com a coordenadora do
Núcleo de Tecnologia da Educação (NTE), localizado na cidade de Sant’Ana do
Livramento, atendendo as cidades de Livramento, Quarai, Rosário do Sul, Santa
Margarida e São Gabriel. A mesma relatou que: o NTE é um órgão Público Federal,
que tem o objetivo de promover a inclusão digital, através da formação e capacitação
de professores. Os cursos oferecidos são gratuitos e o público alvo são os professores
estaduais, mas professores municipais e particulares também podem realizar os
cursos, ao término recebem certificados, este núcleo os turnos de atendimento ao
público alvo é manhã, tarde e noite.
       Constatou-se que o núcleo possui três laboratórios, o primeiro com cinco
máquinas e um provedor, destinado a clientela de zona rural, o segundo tem 14
máquinas, que operam com o sistema operacional do Windows e o terceiro têm 10
máquinas e operam com o sistema LINUX, todos os três laboratórios estão conectados
a internet.
       Os cursos são de 40 horas ou mais, sendo que ainda acontecem oficinas com
duração de 20 horas. No NTE trabalha um grupo de seis pessoas, que são
responsáveis pelo seu funcionamento e pela multiplicação dos cursos ministrados, este
órgão público é responsável pelas informações e análise da infra-estrutura das escolas
candidatas para receberem as máquinas para a montagem dos laboratórios de
informática.
       Deve-se informar ainda que as escolas recebem dinheiro do Estado para montar
a infra-estrutura necessária e exigida para receber os laboratórios, ao fazer a análise o
NTE faz um registro com fotos e envia ao SIGETEC (Sistema de Gestão Tecnológico
Vinculado ao MEC), este por sua vez tem informações de todas as escolas do Brasil.
Para recebimento do laboratório de informática, a escola deverá ter sala específica
para este objetivo, que deverá possuir no seu interior a rede lógica, ar condicionado,
rede elétrica e se for o caso a sala deve ser gradeada, ao possuir esses requisitos o
NTE faz a análise e envia as informações ao SIGETEC.
       Em conversação com a professora coordenadora do NTE, foi realizado o
seguinte questionamento: se havia uma procura satisfatória por parte dos professores
para a realização dos cursos, a responsável pelo NTE, informou que embora os cursos
sejam oferecidos de forma gratuita, ainda a procura está muito distante de ser o ideal e
que muitos até iniciam o curso e depois desistem. Ainda foi informado pela
coordenadora que atualmente todas as escolas Estaduais do Município de Sant’Ana do
Livramento possuem laboratório de informática e alguns já estão recebendo até a
ampliação dos laboratórios existentes.
       Como exemplos de cursos ministrados no NTE foram citados os seguintes:
Introdução á Educação Digital; Curso Melhor Idade, destinado a professores
aposentados; Apresentação de Slides; Criação de Blog; Blog avançado e outros.
       Para finalizar estas colocações tão significativas, convém citar a seguinte
afirmação:

                     Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino. Esses que fazeres se
                     encontra um no corpo do ouro. Enquanto ensino continua buscando, re
                     procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me
                     indago. Pesquiso para constatar, constatando, intervenho intervindo educo e
                     me educo. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar ou
                     anunciar a novidade. (FREIRE, 1996, p.29).



TECNOLOGIAS USADAS EM SALA DE AULA

       Segundo Gismero (2007, p.62) “Os quadros negros tradicionais trocados por
quadros digitais em salas de aulas brasileiras. O recurso tem uma carga motivadora
muito grande podemos assinalar, sublinhar, mostrar animações, vídeos”.
       Complementando Gabriel (2007, p.62), faz a seguinte colocação: “Todas as
salas do colégio estão sendo equipadas com uma lousa digital, um projetor, um
computador para o professor e outros quatro para os alunos, além de um home
theater”.
       Essas colocações foram feitas há quase três anos e percebe-se, que essa
realidade da cidade de São Paulo, está muito diferente da realidade encontrada nas
escolas municipais do Município de Livramento. Os altos custos de instalação dos
aparelhos citados é um entrave muito grande para equipar as escolas públicas
municipais, verifica-se com isto que o comum e tradicional quadro “negro” irá demorar a
ser considerado obsoleto.
       Na escola citada na reportagem da revista “Carta Na Escola” (2007) até os
professores tem acesso à internet para preparação de suas aulas para cumprir a
função de aulas dinâmicas que prendam a atenção dos alunos. É importante salientar
que esta escola ao adquirir tais equipamentos propicia aos professores um
treinamento, para que os mesmos façam uso correto e de maneira positiva de tais
recursos disponíveis, pois qualquer recurso tecnológico que apareça necessita de
adaptação e treinamento do profissional da educação. Ainda é importante frisar que os
professores, quando citam vantagens referentes à lousa digital, relatam que os
conteúdos das aulas podem ser gravados e reutilizados por outros professores.
      Realizando pesquisa bibliográfica encontra-se uma reportagem na revista da TV
Escola, que tem como título: “Os Computadores estão chegando”, nesta foi abordado
que juntamente com os tais computadores, chegava o PROINFO, que é o Programa
Nacional de Informática na Educação, que ganhava força em várias cidades brasileiras,
no ano de 1999.
       Exemplificado que em uma cidade de nosso estado, mais precisamente em
Novo Hamburgo, houve a entrega de computadores às escolas selecionadas, ainda
relataram que embora existisse na época um clima de novidade em relação à entrega
de computadores nas escolas, os laboratórios de informática, já eram conhecidos e
freqüentados por muitos alunos e alguns professores da cidade, pois em 1985 já havia
sido instalado um laboratório, relacionado a um projeto criado pela Secretaria do
Município de Novo Hamburgo. (Revista da TV Escola, setembro de 1999).
      Em pesquisas realizadas, no Município de Sant’Ana do Livramento, consta que
este ainda caminha lentamente em relação aos laboratórios de informática para
utilização de professores e alunos das escolas municipais. O que se encontra em
algumas escolas é: salas de recursos com um computador portátil para uso do
professor e um ou dois computadores para uso dos alunos atendidos nessas salas de
recursos, e estes não são conectados a internet.
      Os laboratórios de informática ainda não são uma realidade no Município,
porém, os professores utilizam recursos como: vídeo, TV, DVD, Som, cartazes, livros,
máquinas digitais. Segundo Moran ( 2000), em entrevista realizada para o Portal
Educacional, nos diz que:

                     Nós esperamos que a tecnologia – teoricamente mais participativa, por
                     permitir a interação – faça as mudanças acontecerem automaticamente. Esse
                     é um equívoco: ela pode ser apenas a extensão de um modelo tradicional. A
                     tecnologia sozinha não garante a comunicação de duas vias, a participação
                     real. O importante é mudar o modelo de educação porque aí, sim, as
                     tecnologias podem servir-nos como apoio para um maior intercâmbio, trocas
                     pessoais, em situações presenciais ou virtuais. Para “mim, a tecnologia é um
                     grande apoio de um projeto pedagógico que foca a aprendizagem ligada à
                     vida”.

      Esta afirmação ressalta o equívoco de alguns professores fazerem o uso de
ferramentas tecnológicas, sem um planejamento prévio e, com a idéia de que a
tecnologia irá realizar o trabalho que ele como educador deve fazer. As tecnologias,
portanto servem como um meio para uma aprendizagem significativa, mas não é um
fim em si mesmo.


FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DOS EDUCADORES

      A falta de formação dos professores em relação à utilização dos recursos
tecnológicos é um ponto negativo, ou melhor, dizendo um obstáculo que deve ser
“destruído” para favorecer o uso de diferentes tecnologias no processo de
aprendizagem.
      Muitas tecnologias não necessitam de cursos para serem utilizados em benefício
da educação, mas quanto aos computadores, os educadores precisam capacitar-se
através de uma formação específica, que ampliem seus conhecimentos para o uso
dessa ferramenta tecnológica.
      É fato de que as tecnologias “invadiram” a vida da sociedade em geral e nas
escolas do ensino fundamental a utilização de recursos tecnológicos pode auxiliar
significativamente nas atividades de aprender a ler, escrever, compreender textos,
cálculos, e em outras atividades mais complexas.
       Porém o uso correto ou não de qualquer tecnologia em sala de aula, dependerá
basicamente da formação, do interesse e da disponibilidade do professor em utilizar os
equipamentos disponíveis nas escolas. Mais uma vez é importante ressaltar a
capacitação e a formação do educador, pois é através desta, que o professor
aprenderá como interagir com certa naturalidade com as ferramentas tecnológicas
disponíveis, propiciando assim momentos que estimulem a imaginação e a criatividade
dos alunos. O computador, em especial é uma ferramenta que possui diferentes
recursos, que quando bem utilizados, com a orientação e supervisão de professores,
só poderá beneficiar o processo de aprendizagem.
      Na visita no NTE, foi relatado pela coordenadora do núcleo tecnológico que: “os
professores ainda não procuram de maneira satisfatória uma formação apropriada,
muitos fazem a inscrição nos cursos oferecidos, mas poucos concluem”, vários fatores
podem interferir nesse comportamento: a falta de tempo dos professores, visto que
muitos trabalham até 60 horas semanais, não tendo assim tempo disponível para
realizar a capacitação; a falta de interesse, até mesmo de motivação pessoal e ainda
outro fato que é o de fazer uso de uma ferramenta que conduz a modificações no
planejamento e na prática pedagógica do educador.
Todas essas colocações referentes à formação dos educadores expressam de
forma clara e objetiva quando Prado (2002) apud, Valente (2003, p.30) afirmam que:

                      (...) deve-se proporcionar ao professor as bases para que possa superar
                      barreiras de ordem administrativa e pedagógica, possibilitando a transição de
                      um sistema fragmentado de ensino para uma abordagem de conteúdo e
                      voltada para a elaboração de projetos temáticos do interesse de cada aluno.
                      Finalmente, devem-se criar condições para que o professor saiba
                      recontextualizar o aprendizado e a experiência vivida durante sua formação
                      para sua realidade de sala de aula, compatibilizando as necessidades de seus
                      alunos e os objetivos que se dispõe a atingir.

      Ainda em relação à preparação dos professores para trabalhar com diferentes
recursos tecnológicos, a mestre em educação professora Alonso (2003, p.20) faz a
seguinte afirmação:

                      Incorporar as TICs na escola e na prática pedagógica não se restringe à
                      formação de professores. “Envolve dirigente escolar e seus colaboradores de
                      modo a propiciar-lhes a compreensão sobre as contribuições dessa tecnologia
                      à gestão escolar, ao processo de ensino e aprendizagem e a inter-relação
                      entre práticas técnico-administrativas e pedagógicas”.

      Esta afirmação reforça a idéia de que o professor deve ter apoio do diretor da
escola para realizar cursos que o atualize e o capacite, sem esta parceria será ainda
mais difícil o educador procurar tais atualizações referentes a tecnologias.




CONSIDERAÇÕES FINAIS

       Ao iniciar a pesquisa que embasou este artigo percebe-se que a atual
sociedade faz uso de tecnologias em diferentes setores e que na educação, mais
precisamente no processo de aprendizagem, é inevitável o uso das ferramentas
tecnológicas, pois o aluno já tem o acesso a muitas dessas tecnologias.
      Portanto, para alcançar resultado produtivo, que oportunize um ensino de
qualidade, pode-se ressaltar que a utilização positiva e correta das ferramentas
tecnológicas disponíveis nas escolas, só será possível se os professores estiverem
preparados, capacitados e motivados para modificar suas ações, através da
flexibilidade em seus planejamentos e conseqüentemente fazendo mudanças no
projeto pedagógico escolar.
         Através das informações coletadas no NTE e na visita às escolas, constatou-
se que no município de Sant’Ana do Livramento, as Escolas Estaduais de Ensino
Fundamental, estão equipadas com ferramentas tecnológicas,                       inclusive   com
laboratórios de informática, e que alguns professores fazem uso destas em suas aulas,
  porém ainda a utilização dessas ferramentas não pode ser considerado de forma
  satisfatória e o trabalho que pode ser feito nos laboratórios de informática ainda está
  longe de ser produtivo, devido a vários fatores como: formação dos professores,
  disponibilidade dos laboratórios para uso de turmas com o número elevado de alunos,
  a resistência por parte de alguns professores em planejar e até mesmo incluir o uso
  dos recursos disponíveis nas escolas, em seus planejamentos.
          Ao término desta pesquisa constata-se, portanto que existem recursos
  disponíveis nas escolas estaduais do município de Sant’Ana do Livramento, mas existe
  a necessidade de mudanças importantes, no processo de aprendizagem, onde o
  professor deverá modificar sua postura em relação ao uso de tecnologias da
  comunicação e da informação na sua prática pedagógica.




REFERÊNCIAS

ALONSO, Myrtes, ALMEIDA, Maria Elizabeth Biancomcini, VIEIRA, Thomaz Alexandre
GESTÃO EDUCACIONAL E TECNOLOGIA. São Paulo: Avercamp – 2003.
AYALA, Luci. Os Computadores estão Chegando. Revista TV Escola, Brasília, nº16,
Agosto/Setembro 1999, p.28 – 31.
FREIRE,Paulo.PEDAGOGIA DO OPRIMIDO: Saberes necessários à prática educativa.
São Paulo: Paz e Terra, 1996.
GISMERO, Juana e GABRIEL, Viviane. Adeus ao Giz. Revista Carta na Escola, São
Paulo, nº21, novembro 2007.p.62 – 63.
MARIA, Glaucia e MELARÉ, Daniela. Escola de Tempo Integral: a informática como
princípio educativo – Revista Ibera Americana de Educación, nº46/8, agosto 2008.
MORAN, José Manuel, MASETTO, Marcos & BEHRENS, Marilda. NOVAS
TECNOLOGIAS E MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA. 15ª ed. São Paulo: Papirus, 2008.
PRADO, M.E.B.B, VALENTE,J.A A EDUCAÇÃO A DISTANCIA POSSIBILITANDO A
FORMAÇÃO DO PROFESSOR COM BASE NO CICLO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA.In
MORAES,M.C.(Org.) Educação à distância: fundamentos e práticas. Campinas: Nied-
Unicamp,2002,p.27.
SALLES, Claudio Francisco Souza. Mundo Multimídia. Revista TV Escola, Brasília,nº16,
Agosto/Setembro,1999.p. 33.
Maribel Pires da Rosa – mabellvto@hotmail.com
Marcos Luis Cassal – marcos.cassal@gmail.com
Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário BorbaAnálise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
jana_ramos
 
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann ProdoruttiRestinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
CursoTICs
 
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos SantosSantana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
CursoTICs
 
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagemO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
Marcelo Cordeiro Souza
 
Três de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
Três de Maio - Terezinha Nilza ZawatskiTrês de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
Três de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
CursoTICs
 
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego FariasSantana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
CursoTICs
 
Relato protagonistas sbie2008
Relato protagonistas sbie2008Relato protagonistas sbie2008
Relato protagonistas sbie2008
renatajaguaribe
 
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto MarquesSão João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
CursoTICs
 
Restinga Sêca - Fabiane Raquel Canton
Restinga Sêca - Fabiane Raquel CantonRestinga Sêca - Fabiane Raquel Canton
Restinga Sêca - Fabiane Raquel Canton
CursoTICs
 
Pa Bere 2003
Pa   Bere   2003Pa   Bere   2003
Pa Bere 2003
guestd8f029
 
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesSantana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
CursoTICs
 
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso TuzzinTrês de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
CursoTICs
 
Informática na Educação
Informática na EducaçãoInformática na Educação
Informática na Educação
Tajra Assessoria Educacional Ltda
 
Apresentacao final26 07 ok_cecilia
Apresentacao final26 07 ok_ceciliaApresentacao final26 07 ok_cecilia
Apresentacao final26 07 ok_cecilia
introdutecdigital
 
Tcc versâo final aline
Tcc   versâo final alineTcc   versâo final aline
Tcc versâo final aline
equipetics
 
Agudo - Farli Lilian Borfe Streck
Agudo - Farli Lilian Borfe StreckAgudo - Farli Lilian Borfe Streck
Agudo - Farli Lilian Borfe Streck
CursoTICs
 
Slides monografia mídias_O PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNIC...
Slides monografia mídias_O PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNIC...Slides monografia mídias_O PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNIC...
Slides monografia mídias_O PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNIC...
Janaina Silveira
 
Agudo - Leonila Nilse Kesseler
Agudo - Leonila Nilse KesselerAgudo - Leonila Nilse Kesseler
Agudo - Leonila Nilse Kesseler
CursoTICs
 
2913
29132913
A formação docente e as ti cs
A formação docente e as ti csA formação docente e as ti cs

Mais procurados (20)

Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário BorbaAnálise dos Dados E.E.M. Macário Borba
Análise dos Dados E.E.M. Macário Borba
 
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann ProdoruttiRestinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
Restinga Sêca - Ieda Romana Altermann Prodorutti
 
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos SantosSantana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
 
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagemO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
 
Três de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
Três de Maio - Terezinha Nilza ZawatskiTrês de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
Três de Maio - Terezinha Nilza Zawatski
 
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego FariasSantana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
 
Relato protagonistas sbie2008
Relato protagonistas sbie2008Relato protagonistas sbie2008
Relato protagonistas sbie2008
 
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto MarquesSão João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
São João do Polêsine - Marcelo Peixoto Marques
 
Restinga Sêca - Fabiane Raquel Canton
Restinga Sêca - Fabiane Raquel CantonRestinga Sêca - Fabiane Raquel Canton
Restinga Sêca - Fabiane Raquel Canton
 
Pa Bere 2003
Pa   Bere   2003Pa   Bere   2003
Pa Bere 2003
 
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesSantana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
 
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso TuzzinTrês de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
Três de Maio - Maria Iraci Cardoso Tuzzin
 
Informática na Educação
Informática na EducaçãoInformática na Educação
Informática na Educação
 
Apresentacao final26 07 ok_cecilia
Apresentacao final26 07 ok_ceciliaApresentacao final26 07 ok_cecilia
Apresentacao final26 07 ok_cecilia
 
Tcc versâo final aline
Tcc   versâo final alineTcc   versâo final aline
Tcc versâo final aline
 
Agudo - Farli Lilian Borfe Streck
Agudo - Farli Lilian Borfe StreckAgudo - Farli Lilian Borfe Streck
Agudo - Farli Lilian Borfe Streck
 
Slides monografia mídias_O PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNIC...
Slides monografia mídias_O PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNIC...Slides monografia mídias_O PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNIC...
Slides monografia mídias_O PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNIC...
 
Agudo - Leonila Nilse Kesseler
Agudo - Leonila Nilse KesselerAgudo - Leonila Nilse Kesseler
Agudo - Leonila Nilse Kesseler
 
2913
29132913
2913
 
A formação docente e as ti cs
A formação docente e as ti csA formação docente e as ti cs
A formação docente e as ti cs
 

Destaque

Propiedades de las operaciones y sus aplicaciones
Propiedades de las operaciones y sus aplicacionesPropiedades de las operaciones y sus aplicaciones
Propiedades de las operaciones y sus aplicaciones
Fedra Vanesa Muñoz Valencia
 
Winning the battle_for_consumer_healthcare
Winning the battle_for_consumer_healthcareWinning the battle_for_consumer_healthcare
Winning the battle_for_consumer_healthcare
Vijay Reddy
 
Comercio electrónico entrega final final
Comercio electrónico entrega final finalComercio electrónico entrega final final
Comercio electrónico entrega final final
Laura Delgado
 
APBA Offshore Racing League Business Plan 9.13.03
APBA Offshore Racing League Business Plan 9.13.03APBA Offshore Racing League Business Plan 9.13.03
APBA Offshore Racing League Business Plan 9.13.03
Gordon Kraft
 
Environmetal studies
Environmetal studiesEnvironmetal studies
Environmetal studies
suzain ali
 
14. a filosofia da intemperança
14. a filosofia da intemperança14. a filosofia da intemperança
14. a filosofia da intemperança
pohlos
 
Ivanildo final1
Ivanildo final1Ivanildo final1
Ivanildo final1
ivanildopontinha
 
The Website Marketing
The Website MarketingThe Website Marketing
The Website Marketing
meazza9
 
Elemento 4
Elemento 4Elemento 4
Elemento 4
mariaamec
 
ADA 1
ADA 1ADA 1
O sistema muscular
O sistema muscularO sistema muscular
O sistema muscular
Gil Cunha
 
ccPrincipios básicos de enrutamiento y subredes
ccPrincipios básicos de enrutamiento y subredesccPrincipios básicos de enrutamiento y subredes
ccPrincipios básicos de enrutamiento y subredes
xemp
 
Edutopia pbl presentation
Edutopia pbl presentationEdutopia pbl presentation
Edutopia pbl presentation
Vintage High School
 
Practicekarma[1]
Practicekarma[1]Practicekarma[1]
Practicekarma[1]
gopi1985
 
Documentos primaria-sesiones-unidad02-integradas-sexto grado-sesion26-integ_6to
Documentos primaria-sesiones-unidad02-integradas-sexto grado-sesion26-integ_6toDocumentos primaria-sesiones-unidad02-integradas-sexto grado-sesion26-integ_6to
Documentos primaria-sesiones-unidad02-integradas-sexto grado-sesion26-integ_6to
Teresa Clotilde Ojeda Sánchez
 
Planteamiento problema
Planteamiento problemaPlanteamiento problema
Planteamiento problema
luisrogelio123
 
20110620 romero-serious games-groupawareness-r05c
20110620 romero-serious games-groupawareness-r05c20110620 romero-serious games-groupawareness-r05c
20110620 romero-serious games-groupawareness-r05c
Margarida Romero
 
Módulo 1.introrduccion a la enfermedad de alzheimer
Módulo 1.introrduccion a la enfermedad de alzheimerMódulo 1.introrduccion a la enfermedad de alzheimer
Módulo 1.introrduccion a la enfermedad de alzheimer
Isa Dora
 
Funciones y procedimientos
Funciones y procedimientosFunciones y procedimientos
Funciones y procedimientos
williguerrero
 
Utilizing Doulas to Improve Birth Outcomes for Underserved Women in Oregon
Utilizing Doulas to Improve Birth Outcomes for Underserved Women in OregonUtilizing Doulas to Improve Birth Outcomes for Underserved Women in Oregon
Utilizing Doulas to Improve Birth Outcomes for Underserved Women in Oregon
Lani Doser
 

Destaque (20)

Propiedades de las operaciones y sus aplicaciones
Propiedades de las operaciones y sus aplicacionesPropiedades de las operaciones y sus aplicaciones
Propiedades de las operaciones y sus aplicaciones
 
Winning the battle_for_consumer_healthcare
Winning the battle_for_consumer_healthcareWinning the battle_for_consumer_healthcare
Winning the battle_for_consumer_healthcare
 
Comercio electrónico entrega final final
Comercio electrónico entrega final finalComercio electrónico entrega final final
Comercio electrónico entrega final final
 
APBA Offshore Racing League Business Plan 9.13.03
APBA Offshore Racing League Business Plan 9.13.03APBA Offshore Racing League Business Plan 9.13.03
APBA Offshore Racing League Business Plan 9.13.03
 
Environmetal studies
Environmetal studiesEnvironmetal studies
Environmetal studies
 
14. a filosofia da intemperança
14. a filosofia da intemperança14. a filosofia da intemperança
14. a filosofia da intemperança
 
Ivanildo final1
Ivanildo final1Ivanildo final1
Ivanildo final1
 
The Website Marketing
The Website MarketingThe Website Marketing
The Website Marketing
 
Elemento 4
Elemento 4Elemento 4
Elemento 4
 
ADA 1
ADA 1ADA 1
ADA 1
 
O sistema muscular
O sistema muscularO sistema muscular
O sistema muscular
 
ccPrincipios básicos de enrutamiento y subredes
ccPrincipios básicos de enrutamiento y subredesccPrincipios básicos de enrutamiento y subredes
ccPrincipios básicos de enrutamiento y subredes
 
Edutopia pbl presentation
Edutopia pbl presentationEdutopia pbl presentation
Edutopia pbl presentation
 
Practicekarma[1]
Practicekarma[1]Practicekarma[1]
Practicekarma[1]
 
Documentos primaria-sesiones-unidad02-integradas-sexto grado-sesion26-integ_6to
Documentos primaria-sesiones-unidad02-integradas-sexto grado-sesion26-integ_6toDocumentos primaria-sesiones-unidad02-integradas-sexto grado-sesion26-integ_6to
Documentos primaria-sesiones-unidad02-integradas-sexto grado-sesion26-integ_6to
 
Planteamiento problema
Planteamiento problemaPlanteamiento problema
Planteamiento problema
 
20110620 romero-serious games-groupawareness-r05c
20110620 romero-serious games-groupawareness-r05c20110620 romero-serious games-groupawareness-r05c
20110620 romero-serious games-groupawareness-r05c
 
Módulo 1.introrduccion a la enfermedad de alzheimer
Módulo 1.introrduccion a la enfermedad de alzheimerMódulo 1.introrduccion a la enfermedad de alzheimer
Módulo 1.introrduccion a la enfermedad de alzheimer
 
Funciones y procedimientos
Funciones y procedimientosFunciones y procedimientos
Funciones y procedimientos
 
Utilizing Doulas to Improve Birth Outcomes for Underserved Women in Oregon
Utilizing Doulas to Improve Birth Outcomes for Underserved Women in OregonUtilizing Doulas to Improve Birth Outcomes for Underserved Women in Oregon
Utilizing Doulas to Improve Birth Outcomes for Underserved Women in Oregon
 

Semelhante a Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa

As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
Mauricio Maulaz
 
Ricardo aires simas
Ricardo aires simas Ricardo aires simas
Ricardo aires simas
equipetics
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
equipetics
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
equipetics
 
Relatorio pesquisa de_campo
Relatorio pesquisa de_campoRelatorio pesquisa de_campo
Relatorio pesquisa de_campo
Pedro Henrique
 
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
aninhaw2
 
Andreia mainardi
Andreia mainardiAndreia mainardi
Andreia mainardi
equipetics
 
Atividade: 3.1: Diretrizes da Escola frente ao uso das mídias sociais (versão 1)
Atividade: 3.1: Diretrizes da Escola frente ao uso das mídias sociais (versão 1)Atividade: 3.1: Diretrizes da Escola frente ao uso das mídias sociais (versão 1)
Atividade: 3.1: Diretrizes da Escola frente ao uso das mídias sociais (versão 1)
Marcos Angelino
 
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
pibidgeo
 
Texto exemplo
Texto exemploTexto exemplo
Texto exemplo
231511
 
Apresentação Monografia UEMA.pptx
Apresentação Monografia UEMA.pptxApresentação Monografia UEMA.pptx
Apresentação Monografia UEMA.pptx
JooLinhares9
 
Vildaine simões taschetto
Vildaine simões taschettoVildaine simões taschetto
Vildaine simões taschetto
equipetics
 
Agudo - Maria Helena Botari Zottele
Agudo - Maria Helena Botari ZotteleAgudo - Maria Helena Botari Zottele
Agudo - Maria Helena Botari Zottele
CursoTICs
 
Comunicação na educação
Comunicação na educaçãoComunicação na educação
Comunicação na educação
Sirley Zancanari Ferrantte
 
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
cefaprodematupa
 
Banner da monografia - A EFETIVIDADE DO LABORATORIO DE INFORMATICA
Banner da   monografia - A EFETIVIDADE DO LABORATORIO DE INFORMATICABanner da   monografia - A EFETIVIDADE DO LABORATORIO DE INFORMATICA
Banner da monografia - A EFETIVIDADE DO LABORATORIO DE INFORMATICA
Marconildo Viegas
 
letrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdfletrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdf
MARIODOSSANTOS14
 
Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski  Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski
equipetics
 
Tecnologia em sala de aula
Tecnologia em sala de aulaTecnologia em sala de aula
Tecnologia em sala de aula
Ketlin Stringhini
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
equipetics
 

Semelhante a Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa (20)

As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
 
Ricardo aires simas
Ricardo aires simas Ricardo aires simas
Ricardo aires simas
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
 
Relatorio pesquisa de_campo
Relatorio pesquisa de_campoRelatorio pesquisa de_campo
Relatorio pesquisa de_campo
 
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
A construção do conhecimento na escola contemporânea por meio dos recursos te...
 
Andreia mainardi
Andreia mainardiAndreia mainardi
Andreia mainardi
 
Atividade: 3.1: Diretrizes da Escola frente ao uso das mídias sociais (versão 1)
Atividade: 3.1: Diretrizes da Escola frente ao uso das mídias sociais (versão 1)Atividade: 3.1: Diretrizes da Escola frente ao uso das mídias sociais (versão 1)
Atividade: 3.1: Diretrizes da Escola frente ao uso das mídias sociais (versão 1)
 
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
MÍDIAS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA NO PROJETO PIBID/UEPB: O USO DAS NOVAS TECNOLOGI...
 
Texto exemplo
Texto exemploTexto exemplo
Texto exemplo
 
Apresentação Monografia UEMA.pptx
Apresentação Monografia UEMA.pptxApresentação Monografia UEMA.pptx
Apresentação Monografia UEMA.pptx
 
Vildaine simões taschetto
Vildaine simões taschettoVildaine simões taschetto
Vildaine simões taschetto
 
Agudo - Maria Helena Botari Zottele
Agudo - Maria Helena Botari ZotteleAgudo - Maria Helena Botari Zottele
Agudo - Maria Helena Botari Zottele
 
Comunicação na educação
Comunicação na educaçãoComunicação na educação
Comunicação na educação
 
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
 
Banner da monografia - A EFETIVIDADE DO LABORATORIO DE INFORMATICA
Banner da   monografia - A EFETIVIDADE DO LABORATORIO DE INFORMATICABanner da   monografia - A EFETIVIDADE DO LABORATORIO DE INFORMATICA
Banner da monografia - A EFETIVIDADE DO LABORATORIO DE INFORMATICA
 
letrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdfletrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdf
 
Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski  Veridiana pereira duraczinski
Veridiana pereira duraczinski
 
Tecnologia em sala de aula
Tecnologia em sala de aulaTecnologia em sala de aula
Tecnologia em sala de aula
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
 

Mais de CursoTICs

Três de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
Três de Maio - Laenir Ana Busanello SipmannTrês de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
Três de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
CursoTICs
 
Três de Maio - Kerly Jussana Backes
Três de Maio - Kerly Jussana BackesTrês de Maio - Kerly Jussana Backes
Três de Maio - Kerly Jussana Backes
CursoTICs
 
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de MattosTrês de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
CursoTICs
 
Três de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
Três de Maio - Emilene Andréa EichelbergerTrês de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
Três de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
CursoTICs
 
Três de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
Três de Maio - Claudenir Beatriz GrizottiTrês de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
Três de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
CursoTICs
 
Três de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
Três de Maio - Arlete Justina Monegat HamerskiTrês de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
Três de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
CursoTICs
 
Três de Maio - Taísa Soares Valdameri
Três de Maio - Taísa Soares ValdameriTrês de Maio - Taísa Soares Valdameri
Três de Maio - Taísa Soares Valdameri
CursoTICs
 
Sobradinho - Simoni Timm Hermes
Sobradinho - Simoni Timm HermesSobradinho - Simoni Timm Hermes
Sobradinho - Simoni Timm Hermes
CursoTICs
 
Sobradinho - Saionara Carlotto da Silva
Sobradinho - Saionara Carlotto da SilvaSobradinho - Saionara Carlotto da Silva
Sobradinho - Saionara Carlotto da Silva
CursoTICs
 
Sobradinho - Rômulo Limberger da Silva
Sobradinho - Rômulo Limberger da SilvaSobradinho - Rômulo Limberger da Silva
Sobradinho - Rômulo Limberger da Silva
CursoTICs
 
Sobradinho - Marcele Lazzari
Sobradinho - Marcele LazzariSobradinho - Marcele Lazzari
Sobradinho - Marcele Lazzari
CursoTICs
 
Sobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano MachadoSobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano Machado
CursoTICs
 
Sobradinho - Larissa Perobelli Rech
Sobradinho - Larissa Perobelli RechSobradinho - Larissa Perobelli Rech
Sobradinho - Larissa Perobelli Rech
CursoTICs
 
Sobradinho - Helena Maria da Silva Rech
Sobradinho - Helena Maria da Silva RechSobradinho - Helena Maria da Silva Rech
Sobradinho - Helena Maria da Silva Rech
CursoTICs
 
Sobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
Sobradinho - Fátima Regina da Silva BandeiraSobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
Sobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
CursoTICs
 
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro VendruscolloSobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
CursoTICs
 
Sobradinho - Daniela Carlotto
Sobradinho - Daniela CarlottoSobradinho - Daniela Carlotto
Sobradinho - Daniela Carlotto
CursoTICs
 
Sobradinho - Clair Batista da Silva
Sobradinho - Clair Batista da SilvaSobradinho - Clair Batista da Silva
Sobradinho - Clair Batista da Silva
CursoTICs
 
Sobradinho - Ana Paula Coe Fagundes
Sobradinho - Ana Paula Coe FagundesSobradinho - Ana Paula Coe Fagundes
Sobradinho - Ana Paula Coe Fagundes
CursoTICs
 
Sobradinho - Viviane Guidotti
Sobradinho - Viviane GuidottiSobradinho - Viviane Guidotti
Sobradinho - Viviane Guidotti
CursoTICs
 

Mais de CursoTICs (20)

Três de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
Três de Maio - Laenir Ana Busanello SipmannTrês de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
Três de Maio - Laenir Ana Busanello Sipmann
 
Três de Maio - Kerly Jussana Backes
Três de Maio - Kerly Jussana BackesTrês de Maio - Kerly Jussana Backes
Três de Maio - Kerly Jussana Backes
 
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de MattosTrês de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
Três de Maio - Flávia Hitomi Takei de Mattos
 
Três de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
Três de Maio - Emilene Andréa EichelbergerTrês de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
Três de Maio - Emilene Andréa Eichelberger
 
Três de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
Três de Maio - Claudenir Beatriz GrizottiTrês de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
Três de Maio - Claudenir Beatriz Grizotti
 
Três de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
Três de Maio - Arlete Justina Monegat HamerskiTrês de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
Três de Maio - Arlete Justina Monegat Hamerski
 
Três de Maio - Taísa Soares Valdameri
Três de Maio - Taísa Soares ValdameriTrês de Maio - Taísa Soares Valdameri
Três de Maio - Taísa Soares Valdameri
 
Sobradinho - Simoni Timm Hermes
Sobradinho - Simoni Timm HermesSobradinho - Simoni Timm Hermes
Sobradinho - Simoni Timm Hermes
 
Sobradinho - Saionara Carlotto da Silva
Sobradinho - Saionara Carlotto da SilvaSobradinho - Saionara Carlotto da Silva
Sobradinho - Saionara Carlotto da Silva
 
Sobradinho - Rômulo Limberger da Silva
Sobradinho - Rômulo Limberger da SilvaSobradinho - Rômulo Limberger da Silva
Sobradinho - Rômulo Limberger da Silva
 
Sobradinho - Marcele Lazzari
Sobradinho - Marcele LazzariSobradinho - Marcele Lazzari
Sobradinho - Marcele Lazzari
 
Sobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano MachadoSobradinho - Luciano Machado
Sobradinho - Luciano Machado
 
Sobradinho - Larissa Perobelli Rech
Sobradinho - Larissa Perobelli RechSobradinho - Larissa Perobelli Rech
Sobradinho - Larissa Perobelli Rech
 
Sobradinho - Helena Maria da Silva Rech
Sobradinho - Helena Maria da Silva RechSobradinho - Helena Maria da Silva Rech
Sobradinho - Helena Maria da Silva Rech
 
Sobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
Sobradinho - Fátima Regina da Silva BandeiraSobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
Sobradinho - Fátima Regina da Silva Bandeira
 
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro VendruscolloSobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
Sobradinho - Diana Lurdes Muraro Vendruscollo
 
Sobradinho - Daniela Carlotto
Sobradinho - Daniela CarlottoSobradinho - Daniela Carlotto
Sobradinho - Daniela Carlotto
 
Sobradinho - Clair Batista da Silva
Sobradinho - Clair Batista da SilvaSobradinho - Clair Batista da Silva
Sobradinho - Clair Batista da Silva
 
Sobradinho - Ana Paula Coe Fagundes
Sobradinho - Ana Paula Coe FagundesSobradinho - Ana Paula Coe Fagundes
Sobradinho - Ana Paula Coe Fagundes
 
Sobradinho - Viviane Guidotti
Sobradinho - Viviane GuidottiSobradinho - Viviane Guidotti
Sobradinho - Viviane Guidotti
 

Último

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

Santana do Livramento - Maribel Pires da Rosa

  • 1. Pólo Municipal de Apoio Presencial de Sant’Ana do Livramento Disciplina: Elaboração de Artigo Científico Professor Orientador: Marcos Luis Cassal 05/12/2010 O Uso de Tecnologias da Comunicação e da Informação no Ensino Fundamental. The Use of Communication Technologies and Information in Elementary School. ROSA, Maribel Pires da Pedagogia, Associação de Ensino Superior ( ASPES - Livramento) RESUMO: Este artigo tem o objetivo de analisar o uso de diferentes tecnologias da comunicação e da informação (TIC’s) no ensino fundamental. O trabalho foi realizado em bases bibliográficas e em pesquisa de campo. A pesquisa de campo foi realizada em uma escola estadual que oferece ensino fundamental e médio, em uma escola municipal de ensino fundamental e ainda no NTE (Núcleo de Tecnologia e Educação), que é o público federal que tem todos os dados referente as escolas que possuem laboratório de informática e que tem o objetivo de oferecer cursos de formação e capacitação para professores. Palavras - chave: Tecnologia, Escola, Professor. Abstract: This article aims to analyze the use of different communication technologies and information( TIC’s) in elementary school. The work was carried out in bibliographic databases and field research. Field research was conducted in a state school that offers primary and secondary education in a municipal school and high school still in the NTE (Center for Technology and Education), which is the federal public body that has all the data concerning schools that have a computer lab and has the objective of providing training courses and training for teachers. Keywords: Technology, School, Teacher.
  • 2. INTRODUÇÃO Esta pesquisa tem o objetivo de analisar, a disponibilidade e a utilização de ferramentas tecnológicas em escolas do ensino fundamental localizadas no município de Sant’Ana do Livramento. Justifica-se, pelo fato de que na sociedade atual, os alunos desde pequenos, estão em contato com diferentes tecnologias da comunicação e da informação. O artigo foi embasado a partir de uma revisão bibliográfica e de uma pesquisa de campo, esta realizada em Escola da Rede Pública Estadual e Municipal e também através da coleta de informações no Núcleo de Tecnologia e Educação localizado em Sant’Ana do Livramento. A pesquisa procurou abordar questões relacionadas à utilização ou não dos recursos tecnológicos nas escolas, bem como obter informações de como esta utilização acontece. O presente artigo abordará o uso de tecnologias da comunicação e da informação no ensino fundamental, através dos seguintes aspectos significativos: Tecnologias X Mudanças Sociais; Os Laboratórios de Informática nas Escolas Estaduais; Tecnologias usadas em Sala de Aula e posteriormente aspectos relacionados à Formação e Capacitação de Professores. Através desta pesquisa buscou-se verificar se as escolas públicas estaduais e municipais de Ensino Fundamental do município de Sant’Ana do Livramento, possuem laboratórios de informática; se os professores são capacitados para fazer uso das tecnologias disponíveis e se o gestor da escola é um incentivador ao uso das tecnologias no ambiente escolar. Desta forma, refletir sobre a importância de fazer uso destes recursos tecnológicos, buscando a melhoria no processo - aprendizagem, inovando e atualizando-se para acompanhar as mudanças na sociedade a qual estão inseridos. . TECNOLOGIAS X MUDANÇAS SOCIAIS O mundo tecnológico é real, está inserido na vida pessoal, profissional e social das pessoas, conseqüentemente está presente na casa de alunos e professores, deste modo percebe-se que os educadores da atualidade não podem ficar alheios às ferramentas tecnológicas disponíveis.O revisto Ibero americana publicou um artigo que relata a presença da tecnologia na vida das pessoas, Segundo Maria, e Melaré (2008):
  • 3. Na sociedade atual, desde cedo, muitas crianças estão em contato com as tecnologias, mudando seus modos de comunicação e de interação. Percebe- se dessa forma, que o processo de ensino e aprendizagem necessita de inovações e mediações para realmente atingir seus objetivos nesta sociedade em constante mudança. (Revista Ibera Americana de Educación, nº 46/8, agosto 2008). Com está afirmação acima, pode-se ressaltar que, a escola terá que sofrer modificações na organização e estrutura e conseqüentemente na prática pedagógica dos professores, os mesmos terá que se adequar ao modo de vida da sociedade atual, planejando a prática educacional com o auxílio de ferramentas tecnológicas. A partir da pesquisa de campo realizada percebe-se que o uso de tecnologias em sala de aula do ensino fundamental, já é uma realidade, mas que ainda caminha lentamente. Ainda abordando o aspecto tecnologias x mudanças sociais, o professor MORAN, faz a seguinte afirmação, em entrevista ao Portal Educacional: Eu percebo que as atitudes vão mudando aos poucos, que já houve resistência maior. Mas há professores que inconscientemente fazem o mínimo possível para utilizar a tecnologia, no máximo usam o Word. Eles não usam técnicas de pesquisa ou de apresentação mais avançadas em sala de aula, nem trabalham com criação de páginas. Então há uma parte dos professores de escolas particulares que, mesmo tendo laboratórios e acesso à Internet, resistem a métodos que não sejam tradicionais. Por outro lado, há os que descobrem as novas mídias e esquecem uma série de forma que podem ser interessantes em sala de aula, preferindo sempre jogar os alunos no laboratório, como se fosse uma grande solução. (MORAN, 2000, Portal Educacional) Para complementar a afirmação feita por Moran, apud Freire (1996): (...) ensinar não é transferir conhecimentos, conteúdos nem formar é a ação pela qual um sujeito criador dá forma, estilo ou alma a um corpo indeciso e acomodado. Não há docência sem discência, as duas se explicam e seus sujeitos apesar das diferenças que os conotam, não se reduzem à condição de objeto, um do outro. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. Quem ensina ensina alguma coisa a alguém.(FREIRE, 1996, p.23). O pensamento de Paulo Freire vai ao encontro da atual realidade da educação, pois o professor precisa utilizar tecnologias variadas no auxilio do processo de aprendizagem e com o uso destas, irá ensinar e aprender com seus alunos. Pode-se dizer que o educador da atualidade não poderá negar ao educando e a si mesmo o uso das TICs, oportunizando desse modo momentos diferenciado no processo educacional. O uso de ferramentas tecnológicas beneficia qualquer setor da sociedade e na educação não poderia ser diferente, portanto os atuais educadores necessitam rever
  • 4. suas práticas pedagógicas, para tornar o processo educacional atrativo e renovado e desta forma proporcionar uma aprendizagem significativa para o aluno. Na revista TV Escola, o coordenador do PROINFO (Programa Nacional de Informática na Educação), faz a seguinte afirmação: “O uso de recursos tecnológicos dinamiza o processo de ensino aprendizagem”. (SALLES, 1999, p.32) Pode-se dizer, que está afirmação realizada pelo coordenador do PROINFO há 11 anos atrás, continua atual quando se fala da importância do uso de tecnologias em sala de aula. No entanto, ao aplicar um formulário na Escola de Ensino Médio General José Flores da Cunha, aos docentes do ensino fundamental, ao diretor e um supervisor, constatou-se que a falta de recursos tecnológicos não é mais o primeiro problema que a escola enfrenta, pois recursos existem e os professores na sua grande maioria até utilizam alguns recursos como som, TV, DVD, vídeo. Mas no que se refere à internet e computadores, ainda há resistência por parte dos professores para a utilização do laboratório de informática que a escola possui. Isto se deve a alguns fatores como: motivação, a falta de formação, a não inclusão do uso do laboratório em seus planejamentos e também ao fato de que as turmas da escola são em média constituídas por 30 alunos e não existe um professor responsável pelo laboratório visto que, este iria auxiliar no uso produtivo do laboratório com a turma de alunos. Verificou-se que o sistema operacional das máquinas é o LINUX, segundo a diretora da escola, isto é um empecilho para os professores utilizarem com os alunos, pois os mesmos não possuem conhecimentos necessários para trabalhar com tal sistema, pois nos computadores pessoais, navegam na internet com outro sistema operacional. Convém salientar que a coordenadora do NTE, localizado em Sant’Ana do Livramento, relatou na pesquisa de campo, que todos os laboratórios de informática que as escolas recebem, são operados com o sistema LINUX. OS LABORATORIOS DE INFORMÁTICA NAS ESCOLAS ESTADUAIS Ao visitar, para conhecer e realizar uma entrevista com a coordenadora do Núcleo de Tecnologia da Educação (NTE), localizado na cidade de Sant’Ana do
  • 5. Livramento, atendendo as cidades de Livramento, Quarai, Rosário do Sul, Santa Margarida e São Gabriel. A mesma relatou que: o NTE é um órgão Público Federal, que tem o objetivo de promover a inclusão digital, através da formação e capacitação de professores. Os cursos oferecidos são gratuitos e o público alvo são os professores estaduais, mas professores municipais e particulares também podem realizar os cursos, ao término recebem certificados, este núcleo os turnos de atendimento ao público alvo é manhã, tarde e noite. Constatou-se que o núcleo possui três laboratórios, o primeiro com cinco máquinas e um provedor, destinado a clientela de zona rural, o segundo tem 14 máquinas, que operam com o sistema operacional do Windows e o terceiro têm 10 máquinas e operam com o sistema LINUX, todos os três laboratórios estão conectados a internet. Os cursos são de 40 horas ou mais, sendo que ainda acontecem oficinas com duração de 20 horas. No NTE trabalha um grupo de seis pessoas, que são responsáveis pelo seu funcionamento e pela multiplicação dos cursos ministrados, este órgão público é responsável pelas informações e análise da infra-estrutura das escolas candidatas para receberem as máquinas para a montagem dos laboratórios de informática. Deve-se informar ainda que as escolas recebem dinheiro do Estado para montar a infra-estrutura necessária e exigida para receber os laboratórios, ao fazer a análise o NTE faz um registro com fotos e envia ao SIGETEC (Sistema de Gestão Tecnológico Vinculado ao MEC), este por sua vez tem informações de todas as escolas do Brasil. Para recebimento do laboratório de informática, a escola deverá ter sala específica para este objetivo, que deverá possuir no seu interior a rede lógica, ar condicionado, rede elétrica e se for o caso a sala deve ser gradeada, ao possuir esses requisitos o NTE faz a análise e envia as informações ao SIGETEC. Em conversação com a professora coordenadora do NTE, foi realizado o seguinte questionamento: se havia uma procura satisfatória por parte dos professores para a realização dos cursos, a responsável pelo NTE, informou que embora os cursos sejam oferecidos de forma gratuita, ainda a procura está muito distante de ser o ideal e que muitos até iniciam o curso e depois desistem. Ainda foi informado pela coordenadora que atualmente todas as escolas Estaduais do Município de Sant’Ana do
  • 6. Livramento possuem laboratório de informática e alguns já estão recebendo até a ampliação dos laboratórios existentes. Como exemplos de cursos ministrados no NTE foram citados os seguintes: Introdução á Educação Digital; Curso Melhor Idade, destinado a professores aposentados; Apresentação de Slides; Criação de Blog; Blog avançado e outros. Para finalizar estas colocações tão significativas, convém citar a seguinte afirmação: Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino. Esses que fazeres se encontra um no corpo do ouro. Enquanto ensino continua buscando, re procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para constatar, constatando, intervenho intervindo educo e me educo. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar ou anunciar a novidade. (FREIRE, 1996, p.29). TECNOLOGIAS USADAS EM SALA DE AULA Segundo Gismero (2007, p.62) “Os quadros negros tradicionais trocados por quadros digitais em salas de aulas brasileiras. O recurso tem uma carga motivadora muito grande podemos assinalar, sublinhar, mostrar animações, vídeos”. Complementando Gabriel (2007, p.62), faz a seguinte colocação: “Todas as salas do colégio estão sendo equipadas com uma lousa digital, um projetor, um computador para o professor e outros quatro para os alunos, além de um home theater”. Essas colocações foram feitas há quase três anos e percebe-se, que essa realidade da cidade de São Paulo, está muito diferente da realidade encontrada nas escolas municipais do Município de Livramento. Os altos custos de instalação dos aparelhos citados é um entrave muito grande para equipar as escolas públicas municipais, verifica-se com isto que o comum e tradicional quadro “negro” irá demorar a ser considerado obsoleto. Na escola citada na reportagem da revista “Carta Na Escola” (2007) até os professores tem acesso à internet para preparação de suas aulas para cumprir a função de aulas dinâmicas que prendam a atenção dos alunos. É importante salientar que esta escola ao adquirir tais equipamentos propicia aos professores um treinamento, para que os mesmos façam uso correto e de maneira positiva de tais recursos disponíveis, pois qualquer recurso tecnológico que apareça necessita de adaptação e treinamento do profissional da educação. Ainda é importante frisar que os
  • 7. professores, quando citam vantagens referentes à lousa digital, relatam que os conteúdos das aulas podem ser gravados e reutilizados por outros professores. Realizando pesquisa bibliográfica encontra-se uma reportagem na revista da TV Escola, que tem como título: “Os Computadores estão chegando”, nesta foi abordado que juntamente com os tais computadores, chegava o PROINFO, que é o Programa Nacional de Informática na Educação, que ganhava força em várias cidades brasileiras, no ano de 1999. Exemplificado que em uma cidade de nosso estado, mais precisamente em Novo Hamburgo, houve a entrega de computadores às escolas selecionadas, ainda relataram que embora existisse na época um clima de novidade em relação à entrega de computadores nas escolas, os laboratórios de informática, já eram conhecidos e freqüentados por muitos alunos e alguns professores da cidade, pois em 1985 já havia sido instalado um laboratório, relacionado a um projeto criado pela Secretaria do Município de Novo Hamburgo. (Revista da TV Escola, setembro de 1999). Em pesquisas realizadas, no Município de Sant’Ana do Livramento, consta que este ainda caminha lentamente em relação aos laboratórios de informática para utilização de professores e alunos das escolas municipais. O que se encontra em algumas escolas é: salas de recursos com um computador portátil para uso do professor e um ou dois computadores para uso dos alunos atendidos nessas salas de recursos, e estes não são conectados a internet. Os laboratórios de informática ainda não são uma realidade no Município, porém, os professores utilizam recursos como: vídeo, TV, DVD, Som, cartazes, livros, máquinas digitais. Segundo Moran ( 2000), em entrevista realizada para o Portal Educacional, nos diz que: Nós esperamos que a tecnologia – teoricamente mais participativa, por permitir a interação – faça as mudanças acontecerem automaticamente. Esse é um equívoco: ela pode ser apenas a extensão de um modelo tradicional. A tecnologia sozinha não garante a comunicação de duas vias, a participação real. O importante é mudar o modelo de educação porque aí, sim, as tecnologias podem servir-nos como apoio para um maior intercâmbio, trocas pessoais, em situações presenciais ou virtuais. Para “mim, a tecnologia é um grande apoio de um projeto pedagógico que foca a aprendizagem ligada à vida”. Esta afirmação ressalta o equívoco de alguns professores fazerem o uso de ferramentas tecnológicas, sem um planejamento prévio e, com a idéia de que a tecnologia irá realizar o trabalho que ele como educador deve fazer. As tecnologias,
  • 8. portanto servem como um meio para uma aprendizagem significativa, mas não é um fim em si mesmo. FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DOS EDUCADORES A falta de formação dos professores em relação à utilização dos recursos tecnológicos é um ponto negativo, ou melhor, dizendo um obstáculo que deve ser “destruído” para favorecer o uso de diferentes tecnologias no processo de aprendizagem. Muitas tecnologias não necessitam de cursos para serem utilizados em benefício da educação, mas quanto aos computadores, os educadores precisam capacitar-se através de uma formação específica, que ampliem seus conhecimentos para o uso dessa ferramenta tecnológica. É fato de que as tecnologias “invadiram” a vida da sociedade em geral e nas escolas do ensino fundamental a utilização de recursos tecnológicos pode auxiliar significativamente nas atividades de aprender a ler, escrever, compreender textos, cálculos, e em outras atividades mais complexas. Porém o uso correto ou não de qualquer tecnologia em sala de aula, dependerá basicamente da formação, do interesse e da disponibilidade do professor em utilizar os equipamentos disponíveis nas escolas. Mais uma vez é importante ressaltar a capacitação e a formação do educador, pois é através desta, que o professor aprenderá como interagir com certa naturalidade com as ferramentas tecnológicas disponíveis, propiciando assim momentos que estimulem a imaginação e a criatividade dos alunos. O computador, em especial é uma ferramenta que possui diferentes recursos, que quando bem utilizados, com a orientação e supervisão de professores, só poderá beneficiar o processo de aprendizagem. Na visita no NTE, foi relatado pela coordenadora do núcleo tecnológico que: “os professores ainda não procuram de maneira satisfatória uma formação apropriada, muitos fazem a inscrição nos cursos oferecidos, mas poucos concluem”, vários fatores podem interferir nesse comportamento: a falta de tempo dos professores, visto que muitos trabalham até 60 horas semanais, não tendo assim tempo disponível para realizar a capacitação; a falta de interesse, até mesmo de motivação pessoal e ainda outro fato que é o de fazer uso de uma ferramenta que conduz a modificações no planejamento e na prática pedagógica do educador.
  • 9. Todas essas colocações referentes à formação dos educadores expressam de forma clara e objetiva quando Prado (2002) apud, Valente (2003, p.30) afirmam que: (...) deve-se proporcionar ao professor as bases para que possa superar barreiras de ordem administrativa e pedagógica, possibilitando a transição de um sistema fragmentado de ensino para uma abordagem de conteúdo e voltada para a elaboração de projetos temáticos do interesse de cada aluno. Finalmente, devem-se criar condições para que o professor saiba recontextualizar o aprendizado e a experiência vivida durante sua formação para sua realidade de sala de aula, compatibilizando as necessidades de seus alunos e os objetivos que se dispõe a atingir. Ainda em relação à preparação dos professores para trabalhar com diferentes recursos tecnológicos, a mestre em educação professora Alonso (2003, p.20) faz a seguinte afirmação: Incorporar as TICs na escola e na prática pedagógica não se restringe à formação de professores. “Envolve dirigente escolar e seus colaboradores de modo a propiciar-lhes a compreensão sobre as contribuições dessa tecnologia à gestão escolar, ao processo de ensino e aprendizagem e a inter-relação entre práticas técnico-administrativas e pedagógicas”. Esta afirmação reforça a idéia de que o professor deve ter apoio do diretor da escola para realizar cursos que o atualize e o capacite, sem esta parceria será ainda mais difícil o educador procurar tais atualizações referentes a tecnologias. CONSIDERAÇÕES FINAIS Ao iniciar a pesquisa que embasou este artigo percebe-se que a atual sociedade faz uso de tecnologias em diferentes setores e que na educação, mais precisamente no processo de aprendizagem, é inevitável o uso das ferramentas tecnológicas, pois o aluno já tem o acesso a muitas dessas tecnologias. Portanto, para alcançar resultado produtivo, que oportunize um ensino de qualidade, pode-se ressaltar que a utilização positiva e correta das ferramentas tecnológicas disponíveis nas escolas, só será possível se os professores estiverem preparados, capacitados e motivados para modificar suas ações, através da flexibilidade em seus planejamentos e conseqüentemente fazendo mudanças no projeto pedagógico escolar. Através das informações coletadas no NTE e na visita às escolas, constatou- se que no município de Sant’Ana do Livramento, as Escolas Estaduais de Ensino Fundamental, estão equipadas com ferramentas tecnológicas, inclusive com
  • 10. laboratórios de informática, e que alguns professores fazem uso destas em suas aulas, porém ainda a utilização dessas ferramentas não pode ser considerado de forma satisfatória e o trabalho que pode ser feito nos laboratórios de informática ainda está longe de ser produtivo, devido a vários fatores como: formação dos professores, disponibilidade dos laboratórios para uso de turmas com o número elevado de alunos, a resistência por parte de alguns professores em planejar e até mesmo incluir o uso dos recursos disponíveis nas escolas, em seus planejamentos. Ao término desta pesquisa constata-se, portanto que existem recursos disponíveis nas escolas estaduais do município de Sant’Ana do Livramento, mas existe a necessidade de mudanças importantes, no processo de aprendizagem, onde o professor deverá modificar sua postura em relação ao uso de tecnologias da comunicação e da informação na sua prática pedagógica. REFERÊNCIAS ALONSO, Myrtes, ALMEIDA, Maria Elizabeth Biancomcini, VIEIRA, Thomaz Alexandre GESTÃO EDUCACIONAL E TECNOLOGIA. São Paulo: Avercamp – 2003. AYALA, Luci. Os Computadores estão Chegando. Revista TV Escola, Brasília, nº16, Agosto/Setembro 1999, p.28 – 31. FREIRE,Paulo.PEDAGOGIA DO OPRIMIDO: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. GISMERO, Juana e GABRIEL, Viviane. Adeus ao Giz. Revista Carta na Escola, São Paulo, nº21, novembro 2007.p.62 – 63. MARIA, Glaucia e MELARÉ, Daniela. Escola de Tempo Integral: a informática como princípio educativo – Revista Ibera Americana de Educación, nº46/8, agosto 2008. MORAN, José Manuel, MASETTO, Marcos & BEHRENS, Marilda. NOVAS TECNOLOGIAS E MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA. 15ª ed. São Paulo: Papirus, 2008. PRADO, M.E.B.B, VALENTE,J.A A EDUCAÇÃO A DISTANCIA POSSIBILITANDO A FORMAÇÃO DO PROFESSOR COM BASE NO CICLO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA.In MORAES,M.C.(Org.) Educação à distância: fundamentos e práticas. Campinas: Nied- Unicamp,2002,p.27. SALLES, Claudio Francisco Souza. Mundo Multimídia. Revista TV Escola, Brasília,nº16, Agosto/Setembro,1999.p. 33. Maribel Pires da Rosa – mabellvto@hotmail.com Marcos Luis Cassal – marcos.cassal@gmail.com