A emancipação política do Brasil

29.418 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Negócios
1 comentário
7 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
29.418
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.643
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
165
Comentários
1
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A emancipação política do Brasil

  1. 1. A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL<br />
  2. 2. A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL<br />ANTECEDENTES HISTÓRICOS<br /> <br />CONJURAÇÃO MINEIRA ;<br />CONJURAÇÃO BAIANA;<br />CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO BRASIL E A ABERTURA DOS PORTOS<br /> <br />MOVIMENTOS EMANCIPATÓRIOS<br /> <br />A CONJURAÇÃO MINEIRA E A BAIANA SÃO MOVIMENTOS QUE PRETENDIAM ROMPER OS LAÇOS COM PORTUGAL. <br />ESSES MOVIMENTOS FORAM FORTEMENTE INFLUENCIADOS PELA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS E PELAS IDÉIAS ILUMINISTAS.<br /> <br />A FAMÍLIA REAL NO BRASIL<br />D. JOÃO DECIDIU FUGIR PARA O BRASIL CONTRA AS ORDENS DO BLOQUEIO CONTINENTAL IMPOSTO POR NAPOLEÃO.<br />EM JANEIRO DE 1808 D. JOÃO DECRETOU A ABERTURA DOS PORTOS BRASILEIROS AO COMÉRCIO COM TODAS AS NAÇÕES AMIGAS.<br />PARA O BRASIL A ABERTURA DOS PORTOS SIGNIFICOU A LIBERDADE DE COMERCIAR COM OUTROS PAÍSES, PONDO FIM AO MONOPÓLIO COLONIAL. <br /> <br /> <br />TRANSFORMAÇÕES IMPORTANTES<br />O TRATADO DE COMÉRCIO <br />A ADMINISTRAÇÃO JOANINA<br />ELEVAÇÃO DO BRASIL A CONDIÇÃO DE REINO UNIDO <br />A REVOLUÇÃO DO PORTO<br />OS PORTUGUESES RECLAMAVAM DA POBREZA, DA PERDA DO MONOPÓLIO DO COMÉRCIO BRASILEIRO.<br /> EM 1820, EXPLODIU UMA MOVIMENTO NA CIDADE DO PORTO. OS REVOLUCIONÁRIOS QUERIAM A VOLTA D. JOÃO VI COM SEUS PODERES LIMITADOS.<br /> <br />A CAMINHO DA AUTONOMIA<br />No Brasil um grupo de comerciantes e militares apoiava a volta de D. João VI para Portugal e o fortalecimento do poder em Lisboa. Era chamado de partido português.<br />Outro grupo, composto por grandes fazendeiros, comerciantes e funcionários públicos era favorável à sua permanência. Esse grupo era chamado de partido brasileiro.<br /> <br />D. JOÃO VI: AMAVA O BRASIL<br /> SOB PRESSÃO DAS TROPAS PORTUGUESAS QUE HAVIAM CHEGADO AO BRASIL , DECIDIU VOLTAR PARA PORTUGAL, mas D. JOÃO VI PROCUROU GARANTIR O GOVERNO DO BRASIL DEIXANDO EM NOSSO TERRITÓRIO SEU FILHO PEDRO COMO PRINCÍPE REGENTE DO BRASIL.<br /> <br />
  3. 3. DIA DO FICO<br /> <br />A PRIMEIRA VITÓRIA DO PARTIDO BRASILEIRO CONTRA AS CORTES DE LISBOA FOI O DIA DO FICO. NESSE EPISÓDIO D. PEDRO RECEBEU UM MANIFESTO COM MAIS DE 8 MIL ASSINATURAS PEDINDO QUE ELE DESOBEDECESSE ÀS ORDENS DE PORTUGAL E FICASSE NO BRASIL.<br />A SEGUNDA VITÓRIA DO PARTIDO BRASILEIRO FICOU CONHECIDA COMO O “CUMPRA-SE”. D. PEDRO ASSINOU UM DECRETO DETERMINANDO QUE QUALQUER ORDEM VINDA DE PORTUGAL SÓ SERIA OBEDECIDA NO BRASIL MEDIANTE O “CUMPRA-SE’ DO PRINCÍPE REGENTE.<br />MESES DEPOIS, ÀS MARGENS DO RIO IPIRANGA, EM SÃO PAULO, D PEDRO RECEBEU DUAS IMPORTANTES CARTAS: UMA DAS CORTES PORTUGUESAS que ANULAVA OS ATOS DE D. PEDRO NO BRASIL E EXIGIA SEU REGRESSO IMEDIATO A PORTUGAL.<br /> E OUTRA DE JOSÉ BONIFÁCIO. CONTINHA UM AVISO: “SÓ EXISTIAM DOIS CAMINHOS: OU VOLTAR PARA PORTUGAL, COMO PRISIONEIRO OU PROCLAMAR A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL, TORNANDO-SE IMPERADOR.”<br /> <br />O QUE MUDOU ?<br />POLITICAMENTE: Existe um consenso entre os historiadores quanto ao fato de que a independência do Brasil foi liderada pelas elites, interessadas em manter a liberdade de comércio e ampliar a autonomia administrativa obtida no tempo de D. João. Dessa forma, a absorção do liberalismo no Brasil limitou-se à liquidação dos laços coloniais.<br />ECONOMICAMENTE: O Brasil continuou sendo um país agrário e voltado para a exportação e importador de produtos manufaturados ingleses. <br />SOCIALMENTE: A estrutura social brasileira continuou sendo a mesma, pois não ocorreu o fim da escravidão. Os escravos eram a base de sustentação da produção agro-exportadora brasileira. <br />EM RESUMO: Conciliava-se a ruptura do pacto colonial com a preservação do escravismo. <br /> <br /> <br />

×