E.E. Professora Therezinha Rodrigues            Professoras CoordenadorasCíntia Fabiana Scatolini Baldin - Ensino Fundamen...
Secretaria de Estado da Educação                      Diretoria de Ensino – Região de Pirassununga                        ...
4. Objetivos      Proporcionar oportunidades para que os envolvidos desenvolvam o gosto pela leitura,      colocando-os em...
7. BibliografiaBRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais.CAGLIARI, L.C. Alfabetiz...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

projetoamigoleitor

1.347 visualizações

Publicada em

Projeto "Amigo Leitor"

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.347
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
223
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

projetoamigoleitor

  1. 1. E.E. Professora Therezinha Rodrigues Professoras CoordenadorasCíntia Fabiana Scatolini Baldin - Ensino Fundamental Tânia Cristina Caramigo – Ensino Médio
  2. 2. Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Ensino – Região de Pirassununga EE “PROFª THEREZINHA RODRIGUES” Rua José Peres, 876 – Jardim Morumbi (0XX19) 3561.6533 – e-mail e907492a@see.sp.gov.br Projeto Amigo Leitor1. IdentificaçãoEscola: E.E. Professora Therezinha RodriguesPublico Alvo: Comunidade escolarDuração: Ano Letivo de 2012Professoras Responsáveis: Cíntia Fabiana Scatolini Baldin (PC - EF) Tânia Cristina Caramigo (PC- EM)2. Apresentação Este projeto visa ao desenvolvimento cognitivo e de competência leitora dosalunos, funcionários e professores da E.E. Profª Therezinha Rodrigues, através deleituras diversificadas e contação de histórias; bem como propagar a leitura de formaprazerosa, integrar escola-comunidade, aproximando crianças, jovens, adultos e idososdessa leitura de fruição , ou seja, feita pelo prazer. A leitura é primordial, portanto incentivá-la é um compromisso que deve serassumido por todos. Será, para nós, muito gratificante se este projeto puder contribuir no sentido deincentivar e intensificar em nossa comunidade a prática da leitura.3. Justificativa A arte de contar história é uma prática milenar que teve seu início desde osprimórdios da humanidade por meio da tradição oral. Essa arte de contar e recontar históriasão oportunidades que despertam no leitor o prazer que o fazem refletir sobre temaspertinentes a sua própria vida pessoal e social. Narrar uma história é um exercício derenovação da vida, um encontro com o imaginário e um desafio que permite a cadaleitor/ouvinte a interação e o diálogo com o texto. Em uma sociedade tecnicista como a atual, o ato de contar e de ouvir histórias surgecomo uma possibilidade de aprendizagem e como uma atividade de suma importância naconstrução do conhecimento e do desenvolvimento ético e significativo da criança enquantoser humano. As experiências profícuas de leitura pressupõem o contato do leitor com a diversidadede textos , além do domínio da textualidade propriamente dita. Ao considerarmos os itens previstos na Proposta Pedagógica da escola que versamsobre a formação de cidadãos com autonomia e críticos, respeitando suas característicaspessoais e fornecendo-lhe oportunidades de desenvolver suas próprias capacidades,respeitando seu tempo e interesse, buscaremos através desse projeto trabalhar comdiversos suportes textuais e com histórias de seu interesse, repletas de possibilidadespedagógicas. Neste projeto, os envolvidos terão a oportunidade de trabalhar com diferentesrecursos e fontes de pesquisa, para a obtenção de informações sobre como contar históriase como desenvolver a capacidade de comunicação, atenção, iniciativa e, principalmente, asegurança. 2
  3. 3. 4. Objetivos Proporcionar oportunidades para que os envolvidos desenvolvam o gosto pela leitura, colocando-os em contato com diversos gêneros textuais; Desenvolver a linguagem oral; Desenvolver a autonomia e iniciativa; Recontar histórias nos ambientes da escola e em outros lugares; Socializar no Blog da escola as atividades desenvolvidas no projeto; Desenvolver o hábito de contar histórias; Resgatar valores como respeito, ética, solidariedade, partilha; Propiciar condições para que todos os envolvidos no projeto valorizem a leitura como fonte de informação e aprendizagem, se empenhando no programa de formação que será oferecido aos integrantes; Perceber a relevância da cidadania através do contato permanente entre crianças, jovens, adultos e idosos; Suscitar a necessidade de ler, ajudando-os a descobrir as diversas utilidades da leitura em situações que promovam sua aprendizagem significativa; Proporcionar-lhes recursos necessários para que possam enfrentar com segurança, confiança e interesse a leitura de fruição; Transformá-los em leitor ativo, ou seja em alguém que sabe por que lê e que assume responsabilidades ante a leitura.5. Metodologia Formação de um grupo para a contação de histórias; Capacitação do grupo através de oficinas específicas sobre leitura; Diferentes recursos e fontes de pesquisa, para a obtenção de informações sobre como contar histórias; Visitas a bibliotecas; Trabalho diversificado com o acervo da escola e de outras bibliotecas; Leitura diária; Socialização das atividades exitosas; Compreensão, produção e releitura de obras; Visita a espaços diversificados para a prática da contação de histórias; Dramatização de histórias; Divulgação das atividades no Blog da escola;6. Avaliação A avaliação será realizada através da participação de todos os envolvidos,considerando os momentos de formação, contação e acolhimento do projeto enquantoouvintes. Tudo será registrado por meio de relatos, fotos e pelo Blog. 3
  4. 4. 7. BibliografiaBRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais.CAGLIARI, L.C. Alfabetização e Linguística. 9 ed. São Paulo: Scipione, 1996.FERREIRO, E. Com Todas as Letras. 4 ed. São Paulo: Cortez, 1993.FUNDAÇÃO VICTOR CIVITA. Ofício do professor. Aprender mais para ensinar melhor. Ed.Abril 2002. Vol 3 / Leitura e Escrita.GOMES, C. Necessidades educacionais especiais: concordância de professores quanto àJOLIBERT, J. Formando crianças leitoras. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994._________, J. Além dos muros da escola. Porto Alegre: Artes Médicas, 2006._________, J. Caminhos para aprender a ler e escrever. São Paulo: Contexto, 2008.LEAL, T.F e BRANDÃO, A.C.P. (org). Produção de textos na escola: reflexões e práticas noEnsino Fundamental; Belo Horizonte: Autêntica, 2007.PERROTA, C., MÄRTZ, L. & MASINI, L. Histórias de contar e de escrever: A linguagem docotidiano. São Paulo: Summus, 1995.PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES ALFABETIZADORES, Coletânea detextos; módulos 2 e 3, São Paulo, 2006.SOLÉ, I. Estratégias de leitura. Trad. Cláudia Schilling. Porto Alegre. Ed. Artmed, 1998WEISS, T. O diálogo entre ensino e a aprendizagem. Ática, São Paulo, 2006. 4

×