CONTROLE HORMONAL SISTEMA ENDÓCRINO

23.672 visualizações

Publicada em

meu trabalho sobre controle hormonal espero que ajude alguéem

Publicada em: Educação
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
222
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CONTROLE HORMONAL SISTEMA ENDÓCRINO

  1. 1. Nomes: Patrícia T. e Roberta A.T: 223 nº 22 e 26CONTROLE HORMONALSistema Endócrino
  2. 2. Sistema Endócrino O sistema endócrino, junto ao sistemanervoso, ele integra e regula funções comonutrição, metabolismo, circulação, excreção ereprodução. Ele é formado por uma série deglândulas chamadas de glândulas endócrinas,que se situam em diferentes pontos do nossocorpo. As glândulas endócrinas secretam hormôniosproduzidos direto na corrente sanguínea.
  3. 3. Hormônios São substancias produzidas e liberadas pordeterminadas células de glândulas endócrinas e atuamcontrolando o funcionamento de alguns órgãos. Quandoliberados no sangue, atuam em um determinado tipo decélula e por esse motivo essas células são chamadas decélulas-alvo.
  4. 4. Glândulas Endócrinas São solitárias ou aos pares. Podem serunicelulares ou multicelulares. As principais glândulasendócrinas do corpo humano são a hipófise(pituitária), a tireoide, as paratireoides, assuprarrenais (adrenais), o pâncreas e as gônadas(testículos e ovários).
  5. 5. Hipotálamo É uma região do encéfalo que se localiza abaixo dotálamo. Está ligado ao sistema nervoso e ao sistemaendócrino, controlando a maior parte das funçõesvegetativas, endócrinas, comportamentais e emocionaisdo corpo. Possui uma função endócrina e por meio decélulas neussecretoras, produz dois hormônios:antidiurético (ADH) ou vasopressina e a ocitocina e alémdisso o hipotálamo controla as secreções da hipófise.
  6. 6. Hipófise Também chamada de Glândula Pituitária, selocaliza na base do encéfalo e é considerada a glândulamestra do corpo, em razão de seus hormôniosregularem todo funcionamento de varias glândulas. Glândula composta de duas partes principais: olobo anterior ou adeno-hipófise e o lobo posterior ouneuro-hipófise.
  7. 7. Adeno-hipófise Tem origem epitelial, pois é feita de célulasepidérmicas que migraram do teto da cavidade bucal doembrião para o encéfalo. Ela produz e secreta oshormônios: Que serão mostrados no próximo slide.
  8. 8. Hormônio da adeno-hipófise FunçãoHormônio do crescimento (GH) Induz o crescimento dos tecidos, aumentando o tamanho e o número de células.Hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) Estimula as glândulas suprarrenais.Hormônio tireoide-estimulante (TSH) Estimula a glândula tireoide.Hormônio folículo-estimulante (FSH) Age sobre os ovários, promove a maturação do folículo ovariano e prepara o útero para menstruação e a gravidez. No homem, estimula a produção de espermatozoides.Hormônio prolactina (PRL) Estimula o desenvolvimento das mamas e a secreção de leite após o parto. A sucção da mama pelo bebê estimula a produção de prolactina pela adeno-hipófise.Hormônio luteinizante (LH) Atua sobre os ovários, estimulando a ovulação e a formação do corpo-lúteo, que produz o hormônio progesterona. No homem, estimula a produção de testosterona.
  9. 9. Quando há excesso ou falta na produção hormonalde uma glândula, acontecem os chamados distúrbioshormonais. E desses distúrbios podem estar tumores,acidentes e doenças genéticas. Os principais distúrbios da adeno-hipófise sãoacromegalia, o nanismo e o gigantismo Hipofisário.
  10. 10. Neuro-hipófise Tem origem nervosa, pois é constituída pela extensãodos tecidos do hipotálamo. Armazena e secreta dois hormônios produzidos pelohipotálamo. Os hormônios ADH e ocitocina sãoneurossecreções ou também chamados de célulasneurossecretoras. Hormônio antidiurético (ADH) - Diminui a quantidade de urina liberada (diurese). O ADH atua nos túbulos distais e faz com que a água seja reabsorvida, voltando para o sangue. Ocitocina - Age nas contrações da musculatura lisa do útero na hora do parto. Também age nos músculos das glândulas mamárias, auxiliando a liberação do leite.
  11. 11. Tireoide Localizada na base do pescoço, ela produz trêshormônios: tiroxina, tri-iodotironina e calcitonina. Uma glândulaque controla o metabolismo de quase todo o corpo. Algumas alterações na tireoide podem causar oHipertireoidismo que é o excesso de hormônios da tireoide etambém podem causar o Hipotireoidismo que é a falta dehormônios da tireoide.
  12. 12. Paratireoides São quatro glândulas aderidas à parte de trás datiroide. Secretam o paratormônio (PTH) que regulamos níveis de cálcio e fósforo no sangue. O PTH aumenta os níveis de cálcio no sanguefacilitando sua absorção pelo intestino e diminuindosua excreção pelos rins. O excesso de paratormônio causa adescalcificação dos ossos, que ficam porosos e frágeis.
  13. 13. Adrenais Localizam-se uma sobre cada rim. Produz hormônios, chamados glicocorticoides emineralocorticoides. Os hormônios glicocorticoides são o cortisol e acorticosterona. O hormônio mineralocorticoide é aaldosterona. Glicocorticoide – sua função é ação anti-inflamatória e gliconeogênese (transformação de gorduras e proteínas em glicose). Mineralocorticoide – sua função provoca reabsorção de sais minerais pelos rins e consequente aumento da pressão arterial.
  14. 14. Algumas doenças relacionadas Doença de Addison Síndrome de Cushing O excesso de Cortisol causa diabetes. O excesso de hormônios sexuais pode deixar a mulher masculinizada. As células da medula, da adrenal produzem adrenalina e noradrenalina. Esses hormônios auxiliam na transformação de glicogênio em glicose, também promovem o aumento das frequências cardíaca e respiratórias, o aumento da pressão arterial. A liberação de adrenalina ocorre em diversas situações como estresse, dor, susto, medo ou raiva.
  15. 15. PâncreasGlândula anfícrina (mista) que além do suco pancreático, quedespeja no duodeno, secreta no sangue os hormônios insulinae glucagon. Hormônios que são sintetizados poragrupamentos de células chamadas ilhotas pancreáticas. Insulina: Facilita a entrada de glicose nas células e auxilia o depósito de glicogênio no fígado, diminui a concentração de glicose no sangue. Glucagon: Quebra o glicogênio armazenado no fígado, produzindo glicose, aumenta a concentração de glicose no sangue.
  16. 16. Pâncreas O diabetes melito ou diabetes mellitus é uma doença relacionada à baixa produção de insulina. Os baixos níveis de insulina acarretam altos níveis de glicose no sangue. Sem glicose para queimar nas células o organismo passa a utilizar suas gorduras e proteínas, o que leva a emagrecimento da pessoa.
  17. 17. GônadasSão os ovários e os testículos. Sob influência dos hormônios gonadotróficos daadeno-hipófise, as gônadas sintetizam hormônios sexuais a partir do colesterol.Os ovários, na mulher, produzem estrógeno e progesterona. O estrógenoestimula o apetite sexual e o surgimento dos caracteres sexuais secundários damulher, distribuição de pelos no corpo, desenvolvimento das mamas,alargamento do quadril e o timbre da voz. A progesterona prepara o corpo damulher para uma eventual gravidez, aumentando o número de vasossanguíneos na mucosa uterina e a espessura dessa mucosa.Os testículos, nos homens, produzem a testosterona, ainda durante odesenvolvimento embrionário, mas só na puberdade é que os testículos passama produzi-la em grande quantidade. Esse hormônio é responsável pelascaracterísticas sexuais e secundárias, como barba, distribuição de pelos, forçamuscular e timbre da voz.
  18. 18. Hormônios de outros tecidos Leptina - É um hormônio de natureza protéica produzido pelos adipócitos (células do tecido adiposo), pela placenta e pelos folículos ováricos. Atua no hipotálamo como um sinal de saciedade, informando que o individuo já comeu o bastante. Além disso, a Leptina também tem outras funções como: controle de massa corporal, cicatrização, formação de novos vasos sanguíneos, função cardiovascular, reprodução e imunidade. Hormônio atrial natriurético - É um peptídio com pouco mais de vinte aminoácidos secretado pela parede dos átrios cardíacos. Essa secreção ocorre sempre que há uma expansão volumétrica anormal dos átrios, indicando o aumento da pressão sanguínea. Ao cair na corrente circulatória o hormônio atrial natriurético provoca excreção de sódio e água pelos rins, garantindo que o volume de sangue volte ao normal.
  19. 19. ProstaglandinasSão ácidos graxos que atuam como hormônios no local em quesão produzidos ou próximos a eles. Aumentam a permeabilidadedos capilares sanguíneos, atraem macrófago fagocitadores paraos processos inflamatórios, causam contrações uterinas, reduzema secreção gástrica e a pressão sanguínea e inibem a agregaçãodas plaquetas, auxiliando no combate a tromboses. Na gravidez oexcesso de estrógeno aumenta os níveis de prostaglandinas,provocando a contração do endométrio e a expulsão do feto.
  20. 20. Hormônios GastrintestinaisOs tecidos do estômago e do intestino delgado produzemhormônios que atuam estimulando ou inibindo a secreção defluidos e enzimas.Alguns deles são:Gastrina: produzida e secretada pela parede do estômago,estimula a eliminação do suco gástrico, o estimulo de suasecreção é a presença de alimentos no estômago.Enterogastrona: é secretada pelo intestino delgado e inibe amotilidade gástrica e a secreção de ácido clorídrico. Sua secreçãoé estimulada pela presença de ácidos graxos no intestinodelgado.
  21. 21. Secretina: hormônio secretado pelo intestino delgado, estimula aprodução de bile pelo fígado e a secreção de bicabornato desódio. Secreção estimulada pela presença de ácido clorídrico nointestino delgado.Colecistocinina: produzida pelo intestino delgado, tem a funçãode estimular a liberação de enzimas pancreáticas e a liberação debile pela vesícula biliar.
  22. 22. Referenciashttp://www.abcdasaude.com.brhttp://www.mundoeducacao.com.br/biologia/sistema-endocrino.htmhttp://educacao.uol.com.br/disciplinas/biologia/sistema-endocrino-regulacao-e-controle-das-funcoes-do-corpo.htmhttp://bionoensinomedio.blogspot.com.br/2010/10/sistema-endocrino-hormonios_27.html

×