Sistema endócrino

23.206 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.000
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
233
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema endócrino

  1. 1. SISTEMA ENDÓCRINO<br />
  2. 2. SISTEMA ENDÓCRINO<br />O sistema endócrino, geralmente interage com o sistema nervoso, formando mecanismos reguladores eficazes. O sistema nervoso pode fornecer ao sistema endócrino informações sobre o meio externo, enquanto que o sistema endócrino regula a resposta interna do organismo a esta informação. Assim os dois juntos atuam na coordenação e regulação das funções corporais.<br />
  3. 3. SISTEMA ENDÓCRINO<br />O sistema endócrino é formado pelo conjunto de glândulas, as quais tem como característica a produção de secreções, chamadas de hormônios. As glândulas endócrinas lançam os hormônios diretamente na corrente sanguínea, por onde eles atingem todas as células do corpo.<br />
  4. 4. HORMÔNIOS<br />Hormônios são substâncias químicas que transferem informações e instruções entre as células, em animais e plantas. Também chamados de "mensageiros químicos do corpo", os hormônios regulam o crescimento, o desenvolvimento, controlam as funções de muitos tecidos, auxiliam as funções reprodutivas, e regulam o metabolismo (o processo usado pelo organismo para produzir energia a partir dos alimentos).<br />
  5. 5. GLÂNDULAS ENDÓCRINAS<br />São conhecidas pelo nome de "glândulas endócrinas" ou de secreção interna, porque as substâncias por elas elaboradas passam diretamente para o sangue. Estas glândulas não têm, portanto, um ducto excretor, mas são os próprios vasos sangüíneos que, capilarizando-se nelas, recolhem as secreções. <br />
  6. 6. GLÂNDULAS EXÓCRINAS<br />As glândulas exócrinas são muito mais numerosas que as glândulas endócrinas e muitos dos seus produtos são por nós bem conhecidos, elas segregam os seus produtos através de um ducto (canal) na superfície do corpo ou nas cavidades corporais. <br />As suas funções são respectivamente : <br />glândulas sudoríparas que segregam o suor, <br />as glândulas sebáceas que segregam gordura, <br />as salivares, a saliva ; <br />O fígado , a bile, <br />o pâncreas que segrega enzimas digestivas, <br />as glândulas mamárias, o leite materno <br />as glândulas mucosas , o muco<br />
  7. 7. GLÂNDULAS MISTAS<br />Glândula mista : Consiste num tipo de glândula que apresenta as mesmas características das glândulas endócrina e exócrina , ou seja, secreta produtos para a corrente sanguínea e para o exterior, normalmente através de um ducto secretor. São glândulas que possuem uma porção exócrina e outra endócrina. <br />Permanece o canal para a secreção<br />(ducto)mantendo a função exócrina, <br />e elimina também seus produtos <br />no sangue como função endócrina.<br />
  8. 8. PROBLEMAS DO SISTEMA ENDÓCRIONO<br />HIPERTIREIODISMO: Ocorre pelo excesso de produção dos hormônios tireoidianos. Os sintomas são: fome excessiva, aumento do ritmo intestinal, nervosismo, insônia, labilidade emocional, tremores, intolerância ao calor, palpitações, emagrecimento, olhar vivo e brilhante, pele quente e úmida, unhas quebradiças, cabelo seco, quebradiço e encaracolado.<br />
  9. 9. Hipotireoidismo: Conjunto de sinais e sintomas decorrentes da diminuição dos hormônios da tireóide.  ocorre pela falta dos hormônios da tireóide em decorrência de diversas doenças da tireóide. No adulto, os sintomas são de: intolerância ao frio, sonolência, constipação, inchume nas extremidades e nas pálpebras, diminuição de apetite, pequeno ganho de peso, fraqueza muscular, raciocínio lento, depressão, unhas e cabelos secos, quebradiços e de crescimento lento, queda das pálpebras, queda de cabelos<br />PROBLEMAS DO SISTEMA ENDÓCRIONO<br />
  10. 10. DIABETES<br />Doença provocada pela deficiência de produção e/ou de ação da insulina <br />Quando a quantidade de açúcar no sangue aumenta, essa alteração é percebida por algumas células do pâncreas, que passam a produzir insulina. A insulina tem a função de facilitar a penetração da glicose através da membrana plasmática das células, fazendo a taxa de açúcar no sangue diminuir<br />Quando a quantidade de açúcar no sangue diminui, o pâncreas libera glucagon, que age no fígado, convertendo o glicogênio em glicose, o que faz a taxa de açúcar no sangue aumentar, restabelecendo a concentração normal. <br />
  11. 11. O distúrbio envolve o metabolismo da glicose, das gorduras e das proteínas e tem graves conseqüências tanto quando surge rapidamente como quando se instala lentamente. Os sintomas do aumento da glicemia são:  sede excessiva; aumento do volume da urina, aumento do número de micções, surgimento do hábito de urinar à noite, fadiga, fraqueza, tonturas, visão borrada, aumento de apetite, perda de peso.<br />DIABETES<br />

×