SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
Sistema endócrino
O organismo humana realiza uma série de funções, que são controladas
e reguladas pelo sistema endócrino, em conjunto com o sistema nervoso. É
possível exemplificar que o sistema endócrino atua no crescimento de tecidos,
na reprodução, no metabolismo de carboidratos e no equilíbrio hídrico do
corpo. Tal sistema é formado por uma série de glândulas, chamadas de
glândulas endócrinas.
Glândulas Endócrinas
O corpo contém dois tipos de glândulas: exócrinas e endócrinas.
As glândulas exócrinas, tais como as glândulas sudoríparas, sebáceas,
mucosas e digestivas secretam seus produtos em ductos que transportam as
secreções para as cavidades ou superfícies do corpo. As glândulas endócrinas
em contraste, não possuem ductos. Elas secretam seus produtos (hormônios)
no espaço extracelular ao redor das células secretoras. Dali, os hormônios
difundissem aos capilares e são transportados pelo sangue. As glândulas
endócrinas constituem o sistema endócrino e incluem a hipófise, a glândula
tireoide, as glândulas paratireoides, as glândulas suprarrenais, as adrenais, a
glândula pineal e o time. Adicionalmente, muitos órgãos do corpo contêm
tecido endócrino, mas não são glândulas exclusivamente endócrinas. Esses
incluem o hipotálamo, o pâncreas, os ovários, os testículos, os rins, o
estomago, o fígado, o intestino delgado, a pele, o coração e a placenta. (Gerar
J.)
Figura 1Localização de muitas glândulas endócrinas, outros órgãos contendo tecido endócrino e de estruturas
associadas. Fonte: Atlas Visual do corpo humano p. 30.
Hormônios
Quimicamente há três classes gerais de hormônios, que variam com sua
base química. Uma melhor visualização a respeito de cada vertente pode ser
observada na tabela abaixo:
Tabela 1 Classes químicas dos hormônios exemplos e locais de produção

Hipófise
Os hormônios da hipófise regulam tantas atividades corporais que a
hipófise é apelidada de “glândula-mestre”. Ela é uma estrutura pequena,
arredondada que está fixada ao hipotálamo por meio de uma estrutura em
forma de haste, o infundíbulo. Ela é composta de uma adeno-hipófise (lobo
anterior), maior, e uma neuro-hipófise (lobo posterior) menor. Adeno-hipófise
forma a parte glandular da hipófise. Os vasos sanguíneos conectam a adenohipófise ao hipotálamo. A neuro-hipófise contém terminações axonais de
neurônios cujos corpos celulares estão no hipotálamo. (Gerar J.)

Figura 2Localização da Hipófise. Fonte: Brasil Escola
Adeno-hipófise (Lobo Anterior)
A adeno-hipófise libera hormônios que regulam uma variedade de
atividades corporais, do crescimento à reprodução. A liberação destes
hormônios é controlada pelos hormônios liberadores e inibidores do
hipotálamo. Estes são enviados diretamente através dos vasos sanguíneos
sem que circulem pelo coração, e podem ser observados na figura 2:

Figura 3Hormônios produzidos. Fonte: Gerar J

Neuro-hipófise (Lobo Posterior)
Literalmente, a neuro-hipófise não é uma glandula, haja vista que não
produz hormônios. Ao invés disto, ela armazena e, mais tarde liberam. Esta
contem terminações axonais e neurônios secretores, localizados no hipotálamo
chamados de células neurossecretoras. Os corpos celulares e neurônios
produzem dois hormônios, a ocitocina(OT) e hormônio anitedicurético(ADH), ,
que são transportados através dos axônios para a neuro-hipófise, para
armazenamento e liberação. (Gerar J.)
Tabela 2Hormônios da neuro-hipófise

Glândula Tireóide
Esta glândula está localizada junto à laringe e anteriormente a tranqueia.
Ela recebe um suprimento sanquineo abundante e pode assim liberar altos
níveis de hormônio em curto período de tempo.
A glandula tireóide está preenchida com os folículos tireoides, que
consistem de células foliculares e cúelulas parafoliculares. As células
foliculares ptoduzem a tiroxina ou
, porque ela contém quatro átomos de
iodo, e a triiodotironina ou , pois contêm três átomos de idodo. Juntos estes
hormônios são referidos como hormônios tireóideos. (Gerar J.)
Os hormônios tireóideos regulam o metabolismo, o crescimento e o
desenvolvimento e a atividade do sistema nervoso.

Figura 4 Localização da Glândula tireoide. Fonte:Sparvolisaude's Blog
Figura 5Visão geral da tireoide

Glândulas Paratireóides.
Anexadas à face posterior da tireoide são pequenas e arredondadas
massas de tecido, chamadas de glândulas paratireoides. Normalmente, duas
glândulas paratireoides, superior e inferior, estão anexadas posteriormente a
cada da glândula tireoide. O hormônio produzido por estes é o hormônio
paratireoideo (PTH). Este auxilia no controle de níveis de íons cálcio e fosfato
no sangue, ajuda ativar a vitamina D, aumenta a taxa de absorção de cálcio e
fosfato do trato gastrintestinal para o sangue, e também aumenta a taxa na
qual os rins removem cálcio da urina que seta sendo produzida e devolve ao
sangue. (Gerar J.)

Figura 6 Localização das glândulas paratireóides. Fonte:
http://www.infoescola.com/glandulas/paratireoide/
Glândulas suprarrenais (adrenais)
O corpo tem duas glândulas suprarrenais, cada uma delas localizada
superiormente a cada rim. É Composta de duas regiões: o córtex suprarrenal,
externo, que compõe a maior parte da glândula e a medula adrenal interna.
Cada região produz diferentes hormônios. (Gerar J.)

Figura 7 Glândulas suprarrenais. Fonte: Gerar J

Pâncreas
O pâncreas é um órgão achatado localizado posteriormente e levemente
abaixo do estômago. A porção endócrina do pâncreas consiste de
agrupamentos de células chamadas de ilhotas pancreáticas ou ilhotas de
Langerhans. As ilhotas contêm numerosos capilares sanguíneos e são
cercadas por células que formam a parte exócrina da glândula. Pelo menos
quatro tipos principais de células são encontradas nesses agrupamentos: as
células alfa que secretam o hormônio glucagon, as células beta que secretam
insulina, as células delta que secretam somatostaina que inibe a secreção de
insulina e de glucagon e as células F que secretam um poliptídeo pancreático
que regula a liberação de enzimas digestivas pelo pâncreas. O glucagon e a
insulina são os principais reguladores do nível de açúcar no sangue. (Gerar J.)
O glucagon aumenta o nível de glicose o que ocasiona uma aceleração
da conversão de glicogênio em glicose no fígado, promoção da conversão, no
fígado, de outros nutrientes como aminoácidos e ácido láctico em glicose e
estimulação da liberação de glicose do fígado para o sangue.
A insulina tem ação oposta a do glucagon, ela diminui o nível sanguíneo
de açúcar, nos casos:


Acelera o transporte de glicose do sangue para as células,
especialmente fibras musculares esqueléticas.



Acelera a conversão de glicose em glicogênio e a síntese dos
ácidos graxos.
Acelera o movimento dos aminoácidos nas células do corpo,
aumentando assim a velocidade de síntese proteica, dentro das
células.






Diminui a conversão do glicogênio em glicose no fígado
Diminui a velocidade da formação de glicose de ácido láctico e de
certos aminoácidos.

Figura 8Pâncreas. Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed,
2000.
Figura 9 Localização do pâncreas Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed.
Porto Alegre: Artmd, 2000.

Ovários e testículos
As gônadas femininas, chamadas de ovários, são um par de estruturas
ovais localizadas na cavidade pélvica, Eles produzem estrógenos e
progesterona, que são os responsáveis pelo desenvolvimento e a manutenção
das características sexuais femininas. Junto com o FSH e LH da adenohipófise, os hormônios sexuais regulam o ciclo menstrual, mantêm a gravidez e
prepara as glândulas mamárias para a lactação. Os ovários também produzem
relaxina, que relaxa a sínfise púbica e ajuda a dilatar o colo do útero ao final da
gestação. A inibina, um hormônio que inibe a secreção de FSH. (Gerar J.)

Figura 10 Ovários. Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed,
2000
.
Figura 11Localização do ovário. Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto
Alegre: Artmed, 2000

O homem apresenta duas glândulas ovais, chamadas de testículos que
se localizam no escroto. Produzem testosterona, o principal hormônio sexual
masculino, que estimula o desenvolvimento das características sexuais
masculinas. (Gerar J.)

Figura 12Localização dos testículos. Fonte: ATLAS DE ANATOMIA- SOBOTTA PARTE 2
Figura 13Testículos. Fonte: ATLAS DE ANATOMIA- SOBOTTA PARTE 2

A glândula Pineal
Está localizada próxima ao tálamo no cérebro. Um hormônio secretado
pela glândula pineal é a melatonina, é produzida durante o período de
escuridão. Sua formação é interrompida quando a luz detectada através dos
olhos. Dessa forma é governada pelo ciclo diário de escuridão. Nos seres
humanos pode inibir a secreção de FSH e LH pela adeno-hipofise e pode
ajudar na regulação do ciclo menstrual e no controle do aparecimento de
puberdade. (Gerar J.)

Figura 14 Localização da pineal. Fonte: http://magiadailha.blogspot.com.br/2011/12/as-glandulasmisticas-hipofise-e-pineal.html
Timo
Está localizado posteriormente ao osso esterno, entre os pulmões. Ele
apresenta dois papéis no sistema imunológico. O principal, que envolve a
indução à produção de anticorpos por certas células, o outro é hormonal e está
relacionado a maturação das células T, um tipo de célula sanguínea branca.
Estas destroem micróbios e substâncias invasoras. Os hormônios são
chamados de timosina fator humoral tímico(FHT), fator tímico e a timopoietina.

Figura 15 Localização do timo. Fonte: http://assementesestelares.blogspot.com.br/2012/03/timochave-da-energia-pps_01.html
Outros tecidos endócrinos
Não são considerados glândulas endócrinas, mas contém tecido
endócrino uma e assim secretam hormônio.
Tabela 3 Outros tecidos endócrinos

Bibliografia
GERARD J., Corpo Humano Fundamentos de Anatomia e Fisiologia
4ed.
*As imagens foram referenciadas coforme sua exposição.

Componentes:
Pâmela Alves
Aldenice Nunes
Érika Soares
Gabriele

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Sistema endócrino.pptx
Sistema endócrino.pptxSistema endócrino.pptx
Sistema endócrino.pptx
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
Sistema endocrino
Sistema endocrinoSistema endocrino
Sistema endocrino
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
Hormônios trabalho de biologia
Hormônios   trabalho de biologiaHormônios   trabalho de biologia
Hormônios trabalho de biologia
 
Sistema Endocrino
Sistema EndocrinoSistema Endocrino
Sistema Endocrino
 
Aula 06 fisiologia do sistema endócrino - atualizado
Aula 06   fisiologia do sistema endócrino - atualizadoAula 06   fisiologia do sistema endócrino - atualizado
Aula 06 fisiologia do sistema endócrino - atualizado
 
8 ano cap 8
8 ano cap 88 ano cap 8
8 ano cap 8
 
Sistema Endocrino
Sistema EndocrinoSistema Endocrino
Sistema Endocrino
 
Sistema Endócrino Humano
Sistema Endócrino HumanoSistema Endócrino Humano
Sistema Endócrino Humano
 
Sistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humanaSistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humana
 
Sistema Hormonal
Sistema HormonalSistema Hormonal
Sistema Hormonal
 
Fisiologia - Sistema Endócrino 1
Fisiologia - Sistema Endócrino 1Fisiologia - Sistema Endócrino 1
Fisiologia - Sistema Endócrino 1
 
Fisiologia sistema endócrino
Fisiologia sistema endócrinoFisiologia sistema endócrino
Fisiologia sistema endócrino
 
Aula 22 sistema endócrino
Aula 22   sistema endócrinoAula 22   sistema endócrino
Aula 22 sistema endócrino
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
GLÂNDULAS ENDÓCRINAS
GLÂNDULAS ENDÓCRINASGLÂNDULAS ENDÓCRINAS
GLÂNDULAS ENDÓCRINAS
 
Sistema endócrino
Sistema endócrino Sistema endócrino
Sistema endócrino
 
CONTROLE HORMONAL SISTEMA ENDÓCRINO
CONTROLE HORMONAL SISTEMA ENDÓCRINOCONTROLE HORMONAL SISTEMA ENDÓCRINO
CONTROLE HORMONAL SISTEMA ENDÓCRINO
 

Destaque (20)

Sistema endocrino Maria Cardenas
Sistema endocrino Maria CardenasSistema endocrino Maria Cardenas
Sistema endocrino Maria Cardenas
 
Inteligencia Emocional
Inteligencia EmocionalInteligencia Emocional
Inteligencia Emocional
 
Sistema nervioso
Sistema nerviosoSistema nervioso
Sistema nervioso
 
Sistema endocrino Danny Serrano
Sistema endocrino Danny SerranoSistema endocrino Danny Serrano
Sistema endocrino Danny Serrano
 
La emoción
La emociónLa emoción
La emoción
 
Sistema endocrino
Sistema endocrinoSistema endocrino
Sistema endocrino
 
Presentacion neuropsicologia
Presentacion neuropsicologiaPresentacion neuropsicologia
Presentacion neuropsicologia
 
Neuropsicologia
NeuropsicologiaNeuropsicologia
Neuropsicologia
 
Sistema Endocrino
Sistema EndocrinoSistema Endocrino
Sistema Endocrino
 
Emociones
EmocionesEmociones
Emociones
 
Sistema Nervioso
Sistema NerviosoSistema Nervioso
Sistema Nervioso
 
Sistema endocrino
Sistema endocrino Sistema endocrino
Sistema endocrino
 
La emociones
La emocionesLa emociones
La emociones
 
Sistema endocrino y Sistema Cardiovascular
Sistema endocrino y Sistema CardiovascularSistema endocrino y Sistema Cardiovascular
Sistema endocrino y Sistema Cardiovascular
 
Sistema Endocrino
Sistema Endocrino Sistema Endocrino
Sistema Endocrino
 
2011 limbico
2011 limbico2011 limbico
2011 limbico
 
Neurociencia Cognitiva
Neurociencia CognitivaNeurociencia Cognitiva
Neurociencia Cognitiva
 
Fisiología de las emociones
Fisiología de las emocionesFisiología de las emociones
Fisiología de las emociones
 
Neurociencia cognitiva y psicología aplicada (Profa. Dra. Teresa Bajo) 26 de ...
Neurociencia cognitiva y psicología aplicada (Profa. Dra. Teresa Bajo) 26 de ...Neurociencia cognitiva y psicología aplicada (Profa. Dra. Teresa Bajo) 26 de ...
Neurociencia cognitiva y psicología aplicada (Profa. Dra. Teresa Bajo) 26 de ...
 
Sistema endocrino
Sistema endocrinoSistema endocrino
Sistema endocrino
 

Semelhante a Sistema endócrino e seus hormônios

Acup apostila oficial endócrino-pdf
Acup apostila oficial endócrino-pdfAcup apostila oficial endócrino-pdf
Acup apostila oficial endócrino-pdfEnfermare Home Care
 
BIOLOGIA | SEMANA 37 | 2ª SÉRIE | SISTEMAS DE CONTROLE NERVOSO E HORMONAL
BIOLOGIA | SEMANA 37 | 2ª SÉRIE | SISTEMAS DE CONTROLE NERVOSO E HORMONALBIOLOGIA | SEMANA 37 | 2ª SÉRIE | SISTEMAS DE CONTROLE NERVOSO E HORMONAL
BIOLOGIA | SEMANA 37 | 2ª SÉRIE | SISTEMAS DE CONTROLE NERVOSO E HORMONALGoisBemnoEnem
 
Sistema Endócrino - Prof. Arlei
Sistema Endócrino - Prof. ArleiSistema Endócrino - Prof. Arlei
Sistema Endócrino - Prof. ArleiCarmina Monteiro
 
Sistema endocrino-primeiro
Sistema endocrino-primeiroSistema endocrino-primeiro
Sistema endocrino-primeiroNatasha Muzyka
 
AULA SISTEMA ENDOCRINO.pptx
AULA SISTEMA ENDOCRINO.pptxAULA SISTEMA ENDOCRINO.pptx
AULA SISTEMA ENDOCRINO.pptxPolianaPaiva9
 
AULA 11 - SISTEMA ENDÓCRINO DO CORPO HUMANO
AULA 11 - SISTEMA ENDÓCRINO DO CORPO HUMANOAULA 11 - SISTEMA ENDÓCRINO DO CORPO HUMANO
AULA 11 - SISTEMA ENDÓCRINO DO CORPO HUMANORodrigoSousa736857
 
antioxidantes.pdf slide aula de bioquímica
antioxidantes.pdf slide aula de bioquímicaantioxidantes.pdf slide aula de bioquímica
antioxidantes.pdf slide aula de bioquímicaTamires73
 
Sistema EndóCrino
Sistema EndóCrinoSistema EndóCrino
Sistema EndóCrinoguestdb5b7a
 
Sistemaendocrino 170629183809
Sistemaendocrino 170629183809Sistemaendocrino 170629183809
Sistemaendocrino 170629183809Alfredo Cossa
 

Semelhante a Sistema endócrino e seus hormônios (20)

Sistema endócrino.pdf
Sistema endócrino.pdfSistema endócrino.pdf
Sistema endócrino.pdf
 
Acup apostila oficial endócrino-pdf
Acup apostila oficial endócrino-pdfAcup apostila oficial endócrino-pdf
Acup apostila oficial endócrino-pdf
 
BIOLOGIA | SEMANA 37 | 2ª SÉRIE | SISTEMAS DE CONTROLE NERVOSO E HORMONAL
BIOLOGIA | SEMANA 37 | 2ª SÉRIE | SISTEMAS DE CONTROLE NERVOSO E HORMONALBIOLOGIA | SEMANA 37 | 2ª SÉRIE | SISTEMAS DE CONTROLE NERVOSO E HORMONAL
BIOLOGIA | SEMANA 37 | 2ª SÉRIE | SISTEMAS DE CONTROLE NERVOSO E HORMONAL
 
Sistema Endócrino - Prof. Arlei
Sistema Endócrino - Prof. ArleiSistema Endócrino - Prof. Arlei
Sistema Endócrino - Prof. Arlei
 
Sistema endocrino-primeiro
Sistema endocrino-primeiroSistema endocrino-primeiro
Sistema endocrino-primeiro
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
Sistema endócrino.pptx
Sistema endócrino.pptxSistema endócrino.pptx
Sistema endócrino.pptx
 
Obesidade abdominal
Obesidade abdominal Obesidade abdominal
Obesidade abdominal
 
AULA SISTEMA ENDOCRINO.pptx
AULA SISTEMA ENDOCRINO.pptxAULA SISTEMA ENDOCRINO.pptx
AULA SISTEMA ENDOCRINO.pptx
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
Endócrino
EndócrinoEndócrino
Endócrino
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
AULA 11 - SISTEMA ENDÓCRINO DO CORPO HUMANO
AULA 11 - SISTEMA ENDÓCRINO DO CORPO HUMANOAULA 11 - SISTEMA ENDÓCRINO DO CORPO HUMANO
AULA 11 - SISTEMA ENDÓCRINO DO CORPO HUMANO
 
antioxidantes.pdf slide aula de bioquímica
antioxidantes.pdf slide aula de bioquímicaantioxidantes.pdf slide aula de bioquímica
antioxidantes.pdf slide aula de bioquímica
 
Sistema EndóCrino
Sistema EndóCrinoSistema EndóCrino
Sistema EndóCrino
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
Sistema Endócrino
Sistema EndócrinoSistema Endócrino
Sistema Endócrino
 
Sistemaendocrino 170629183809
Sistemaendocrino 170629183809Sistemaendocrino 170629183809
Sistemaendocrino 170629183809
 
Sistema Endócrino
Sistema EndócrinoSistema Endócrino
Sistema Endócrino
 
8.sistema endocrino
8.sistema endocrino8.sistema endocrino
8.sistema endocrino
 

Sistema endócrino e seus hormônios

  • 1. Sistema endócrino O organismo humana realiza uma série de funções, que são controladas e reguladas pelo sistema endócrino, em conjunto com o sistema nervoso. É possível exemplificar que o sistema endócrino atua no crescimento de tecidos, na reprodução, no metabolismo de carboidratos e no equilíbrio hídrico do corpo. Tal sistema é formado por uma série de glândulas, chamadas de glândulas endócrinas. Glândulas Endócrinas O corpo contém dois tipos de glândulas: exócrinas e endócrinas. As glândulas exócrinas, tais como as glândulas sudoríparas, sebáceas, mucosas e digestivas secretam seus produtos em ductos que transportam as secreções para as cavidades ou superfícies do corpo. As glândulas endócrinas em contraste, não possuem ductos. Elas secretam seus produtos (hormônios) no espaço extracelular ao redor das células secretoras. Dali, os hormônios difundissem aos capilares e são transportados pelo sangue. As glândulas endócrinas constituem o sistema endócrino e incluem a hipófise, a glândula tireoide, as glândulas paratireoides, as glândulas suprarrenais, as adrenais, a glândula pineal e o time. Adicionalmente, muitos órgãos do corpo contêm tecido endócrino, mas não são glândulas exclusivamente endócrinas. Esses incluem o hipotálamo, o pâncreas, os ovários, os testículos, os rins, o estomago, o fígado, o intestino delgado, a pele, o coração e a placenta. (Gerar J.)
  • 2. Figura 1Localização de muitas glândulas endócrinas, outros órgãos contendo tecido endócrino e de estruturas associadas. Fonte: Atlas Visual do corpo humano p. 30.
  • 3. Hormônios Quimicamente há três classes gerais de hormônios, que variam com sua base química. Uma melhor visualização a respeito de cada vertente pode ser observada na tabela abaixo: Tabela 1 Classes químicas dos hormônios exemplos e locais de produção Hipófise Os hormônios da hipófise regulam tantas atividades corporais que a hipófise é apelidada de “glândula-mestre”. Ela é uma estrutura pequena, arredondada que está fixada ao hipotálamo por meio de uma estrutura em forma de haste, o infundíbulo. Ela é composta de uma adeno-hipófise (lobo anterior), maior, e uma neuro-hipófise (lobo posterior) menor. Adeno-hipófise forma a parte glandular da hipófise. Os vasos sanguíneos conectam a adenohipófise ao hipotálamo. A neuro-hipófise contém terminações axonais de neurônios cujos corpos celulares estão no hipotálamo. (Gerar J.) Figura 2Localização da Hipófise. Fonte: Brasil Escola
  • 4. Adeno-hipófise (Lobo Anterior) A adeno-hipófise libera hormônios que regulam uma variedade de atividades corporais, do crescimento à reprodução. A liberação destes hormônios é controlada pelos hormônios liberadores e inibidores do hipotálamo. Estes são enviados diretamente através dos vasos sanguíneos sem que circulem pelo coração, e podem ser observados na figura 2: Figura 3Hormônios produzidos. Fonte: Gerar J Neuro-hipófise (Lobo Posterior) Literalmente, a neuro-hipófise não é uma glandula, haja vista que não produz hormônios. Ao invés disto, ela armazena e, mais tarde liberam. Esta contem terminações axonais e neurônios secretores, localizados no hipotálamo chamados de células neurossecretoras. Os corpos celulares e neurônios produzem dois hormônios, a ocitocina(OT) e hormônio anitedicurético(ADH), , que são transportados através dos axônios para a neuro-hipófise, para armazenamento e liberação. (Gerar J.)
  • 5. Tabela 2Hormônios da neuro-hipófise Glândula Tireóide Esta glândula está localizada junto à laringe e anteriormente a tranqueia. Ela recebe um suprimento sanquineo abundante e pode assim liberar altos níveis de hormônio em curto período de tempo. A glandula tireóide está preenchida com os folículos tireoides, que consistem de células foliculares e cúelulas parafoliculares. As células foliculares ptoduzem a tiroxina ou , porque ela contém quatro átomos de iodo, e a triiodotironina ou , pois contêm três átomos de idodo. Juntos estes hormônios são referidos como hormônios tireóideos. (Gerar J.) Os hormônios tireóideos regulam o metabolismo, o crescimento e o desenvolvimento e a atividade do sistema nervoso. Figura 4 Localização da Glândula tireoide. Fonte:Sparvolisaude's Blog
  • 6. Figura 5Visão geral da tireoide Glândulas Paratireóides. Anexadas à face posterior da tireoide são pequenas e arredondadas massas de tecido, chamadas de glândulas paratireoides. Normalmente, duas glândulas paratireoides, superior e inferior, estão anexadas posteriormente a cada da glândula tireoide. O hormônio produzido por estes é o hormônio paratireoideo (PTH). Este auxilia no controle de níveis de íons cálcio e fosfato no sangue, ajuda ativar a vitamina D, aumenta a taxa de absorção de cálcio e fosfato do trato gastrintestinal para o sangue, e também aumenta a taxa na qual os rins removem cálcio da urina que seta sendo produzida e devolve ao sangue. (Gerar J.) Figura 6 Localização das glândulas paratireóides. Fonte: http://www.infoescola.com/glandulas/paratireoide/
  • 7. Glândulas suprarrenais (adrenais) O corpo tem duas glândulas suprarrenais, cada uma delas localizada superiormente a cada rim. É Composta de duas regiões: o córtex suprarrenal, externo, que compõe a maior parte da glândula e a medula adrenal interna. Cada região produz diferentes hormônios. (Gerar J.) Figura 7 Glândulas suprarrenais. Fonte: Gerar J Pâncreas O pâncreas é um órgão achatado localizado posteriormente e levemente abaixo do estômago. A porção endócrina do pâncreas consiste de agrupamentos de células chamadas de ilhotas pancreáticas ou ilhotas de Langerhans. As ilhotas contêm numerosos capilares sanguíneos e são cercadas por células que formam a parte exócrina da glândula. Pelo menos quatro tipos principais de células são encontradas nesses agrupamentos: as células alfa que secretam o hormônio glucagon, as células beta que secretam insulina, as células delta que secretam somatostaina que inibe a secreção de
  • 8. insulina e de glucagon e as células F que secretam um poliptídeo pancreático que regula a liberação de enzimas digestivas pelo pâncreas. O glucagon e a insulina são os principais reguladores do nível de açúcar no sangue. (Gerar J.) O glucagon aumenta o nível de glicose o que ocasiona uma aceleração da conversão de glicogênio em glicose no fígado, promoção da conversão, no fígado, de outros nutrientes como aminoácidos e ácido láctico em glicose e estimulação da liberação de glicose do fígado para o sangue. A insulina tem ação oposta a do glucagon, ela diminui o nível sanguíneo de açúcar, nos casos:  Acelera o transporte de glicose do sangue para as células, especialmente fibras musculares esqueléticas.  Acelera a conversão de glicose em glicogênio e a síntese dos ácidos graxos. Acelera o movimento dos aminoácidos nas células do corpo, aumentando assim a velocidade de síntese proteica, dentro das células.    Diminui a conversão do glicogênio em glicose no fígado Diminui a velocidade da formação de glicose de ácido láctico e de certos aminoácidos. Figura 8Pâncreas. Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.
  • 9. Figura 9 Localização do pâncreas Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmd, 2000. Ovários e testículos As gônadas femininas, chamadas de ovários, são um par de estruturas ovais localizadas na cavidade pélvica, Eles produzem estrógenos e progesterona, que são os responsáveis pelo desenvolvimento e a manutenção das características sexuais femininas. Junto com o FSH e LH da adenohipófise, os hormônios sexuais regulam o ciclo menstrual, mantêm a gravidez e prepara as glândulas mamárias para a lactação. Os ovários também produzem relaxina, que relaxa a sínfise púbica e ajuda a dilatar o colo do útero ao final da gestação. A inibina, um hormônio que inibe a secreção de FSH. (Gerar J.) Figura 10 Ovários. Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000 .
  • 10. Figura 11Localização do ovário. Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000 O homem apresenta duas glândulas ovais, chamadas de testículos que se localizam no escroto. Produzem testosterona, o principal hormônio sexual masculino, que estimula o desenvolvimento das características sexuais masculinas. (Gerar J.) Figura 12Localização dos testículos. Fonte: ATLAS DE ANATOMIA- SOBOTTA PARTE 2
  • 11. Figura 13Testículos. Fonte: ATLAS DE ANATOMIA- SOBOTTA PARTE 2 A glândula Pineal Está localizada próxima ao tálamo no cérebro. Um hormônio secretado pela glândula pineal é a melatonina, é produzida durante o período de escuridão. Sua formação é interrompida quando a luz detectada através dos olhos. Dessa forma é governada pelo ciclo diário de escuridão. Nos seres humanos pode inibir a secreção de FSH e LH pela adeno-hipofise e pode ajudar na regulação do ciclo menstrual e no controle do aparecimento de puberdade. (Gerar J.) Figura 14 Localização da pineal. Fonte: http://magiadailha.blogspot.com.br/2011/12/as-glandulasmisticas-hipofise-e-pineal.html
  • 12. Timo Está localizado posteriormente ao osso esterno, entre os pulmões. Ele apresenta dois papéis no sistema imunológico. O principal, que envolve a indução à produção de anticorpos por certas células, o outro é hormonal e está relacionado a maturação das células T, um tipo de célula sanguínea branca. Estas destroem micróbios e substâncias invasoras. Os hormônios são chamados de timosina fator humoral tímico(FHT), fator tímico e a timopoietina. Figura 15 Localização do timo. Fonte: http://assementesestelares.blogspot.com.br/2012/03/timochave-da-energia-pps_01.html
  • 13. Outros tecidos endócrinos Não são considerados glândulas endócrinas, mas contém tecido endócrino uma e assim secretam hormônio. Tabela 3 Outros tecidos endócrinos Bibliografia GERARD J., Corpo Humano Fundamentos de Anatomia e Fisiologia 4ed. *As imagens foram referenciadas coforme sua exposição. Componentes: Pâmela Alves Aldenice Nunes Érika Soares Gabriele