2013 3 tri lição 11 - uma vida cristã equilibrada

6.403 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves - Programa IEADSJP_EBDTV
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana
Co-Pastor da Sede: Josué Barros Abreu
Sup. EBD-Sede: Ev. Ismael Nascimento de Oliveira

Publicada em: Educação
5 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.403
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
913
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
164
Comentários
5
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2013 3 tri lição 11 - uma vida cristã equilibrada

  1. 1. LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD 3º TRIMESTRE DE 2013 Lição 11 15 de setembro de 2013 UMA VIDA CRISTÃ EQUILIBRADA Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO EM UM DOS ENDEREÇOS ABAIXO: www.redemaoamiga.com.br www.natalinodasneves.blogspot.com.br SUGESTÃO: 1) Assista o vídeo; 2) Baixe este arquivo; 3) Assista novamente o vídeo, acompanhando com este arquivo de slides.
  3. 3. REFERÊNCIA TEXTO/TEMA Texto áureo (Lições bíblicas do professor, p. 73) "Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai" (Fp 4.8). Verdade prática (Lições bíblicas do professor, p. 73) A fim de termos uma vida cristã equilibrada e frutífera, precisamos ocupar a nossa mente com tudo àquilo que é agradável a Deus.
  4. 4. LEITURA BÍBLICA – Filipenses 4:5-9 5 - Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. 6 - Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças. 7 - E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. 8 - Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. 9 - O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco.
  5. 5. OBJETIVOS PROPOSTOS* Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: 1. Conscientizar-se a respeito da excelência da mente cristã.* 2. Compreender o que deve ocupar a mente do cristão.* 3. Analisar a conduta de Paulo como modelo.* 4. Aplicar na sua prática diária o conteúdo aprendido. * Objetivos propostos na revista Lições Bíblicas da CPAD.
  6. 6. INTRODUÇÃO • O apóstolo conclui seu apelo à comunidade apontando para a importância sobre o que os cristãos pensam. • Um pensamento não dominado pela Lei, mas por Cristo. A LB não dá esta ênfase. • Necessidade de manter os pensamentos que estão em sintonia com o evangelho. • Assim, reina a plena paz de Deus e a vida cristã equilibrada é preservada.
  7. 7. I. A EXCELÊNCIA DA MENTE CRISTÃ
  8. 8. I. A EXCELÊNCIA DA MENTE CRISTÃ 1. Nossos pensamentos: • “Seja isso o que ocupe o vosso pensamento”: que é honesto, justo, puro, amável, boa fama... • Viver em Cristo Jesus significa, em primeira linha, ter mudado e continuar mudando de pensamento (WEINGÄRTNER, 1992, P. 102). • Termo grego p/ converter-se = mudança de pensar • Mente de Cristo (2 Co 2:16) X mentalidade cultural (consumismo e materialismo).
  9. 9. I. A EXCELÊNCIA DA MENTE CRISTÃ 2. Pensando nas coisas eternas: • Preocupação excessiva com as coisas terrenas x pensar nas coisas eternas e espirituais (Rm 12:2; Cl 3:2). • Interferência na formação da teologia (ex: prosperidade). • “Levando cativo todo entendimento à obediência de cristo” (2 Co 10:5) – Palavra, promessas divinas, entre outras. • São vitoriosos os pensamentos que harmonizam com o evangelho de Jesus.
  10. 10. I. A EXCELÊNCIA DA MENTE CRISTÃ 3. Agindo sabiamente: • Vida equilibrada: vivendo no mundo, mas com os padrões bíblicos (Jo 17:15-18; 1 Co 5:9,10). • Atitudes não para atender prescrições de leis, mas frutos que brotam, espontaneamente, por aqueles que estão ligados à Videira Verdadeira (Jo 15:1-2) • Cuidado com o radicalismo (trabalho, escola, ...)!
  11. 11. Aplicação prática O que tem ocupado sua mente? Como seus pensamentos tem levado você agir no meio da sociedade?
  12. 12. II. O QUE DEVE OCUPAR A MENTE DO CRISTÃO (4.8)
  13. 13. II. O QUE DEVE OCUPAR A MENTE DO CRISTÃO (4.8) 1. "Tudo o que é verdadeiro e honesto": • Verdade – “[...] que nada mais é do que a integridade de uma boa consciência, com seus frutos (CALVINO, 2010, p. 476). • Para muitos o importante é ter razão, mesmo que seja necessário uma mentira ou uma inverdade. • O verdadeiro cristão não mente nem calunia seu irmão. • Algo feito à luz do dia (Rm 13:13). • “Abomino e aborreço a falsidade” (Sl 119:163).
  14. 14. II. O QUE DEVE OCUPAR A MENTE DO CRISTÃO (4.8) 2. "Tudo o que é justo": • Fazer o que não prejudica o próximo. • Padrão de justiça de Deus. • Justiça de Deus tem proeminência na mensagem dos profetas. • O verdadeiro cristão deve agir contra tudo que promove a injustiça e a opressão (Livro Educação Cristã Libertadora – minha autoria). • Não podemos defraudar a ninguém.
  15. 15. II. O QUE DEVE OCUPAR A MENTE DO CRISTÃO (4.8) 3. "Tudo o que é puro e amável": • Um pensamento sem malícia. Pensar naquilo que é moralmente puro e sem manchas (hagnos). • Rituais sacerdotais. • Sentimento de empatia. • Aquilo que promove o amor fraternal: sem desmerecer, desqualificar ou descriminar o outro.
  16. 16. II. O QUE DEVE OCUPAR A MENTE DO CRISTÃO (4.8) 4. "Tudo o que é de boa fama": • Reflexo das palavras e ações em nosso dia a dia. Dignos de louvor e elogio? • Euphemos = “falar bem de”. • Cuidado com as palavras e atitudes em relação às pessoas que fazem parte de nosso convívio social. • “Aquele que ocupa sua mente com boas coisas acerca de seu irmão ‘não folga com a injustiça, mas folga com a verdade (1 C0 13:6)” (CABRAL, 2013, p. 139). • Contrário à inveja, ciúmes e presunção.
  17. 17. Aplicação prática Você tem pensado e buscado o que é verdadeiro, justo, puro, amável e de boa fama?
  18. 18. III. A CONDUTA DE PAULO COMO MODELO (4.9)
  19. 19. III. A CONDUTA DE PAULO COMO MODELO 1. Paulo, uma vida a ser imitada: • Mais uma vez Paulo convida seus destinatários a seguirem seu exemplo. • Quem gostaria de ter uma vida como a de Paulo? Certeza? • “O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco” (v. 9). • Bem aventurada a comunidade que tem mestres, que sem mentir, apontam sua própria vida como referência.
  20. 20. III. A CONDUTA DE PAULO COMO MODELO 2. Paulo, exemplo de ministro: • Todo ministro de Deus deve ser transparente. • Deve tratar o rebanho com lisura, amor e muita boa vontade (1 Pe 5:2-3). • Paulo fez o que fez, mas atribui tudo à Graça de Deus.
  21. 21. III. A CONDUTA DE PAULO COMO MODELO 3. O Deus de paz: • Promessa: “E o Deus de paz será convosco” (v. 9) - segurança. • Nada melhor do que viver em paz, com Deus, conosco mesmo e com o próximo. • A contínua presença de Deus na vida do cristão depende de sua prática de vida e obediência a Deus.
  22. 22. Aplicação prática Você tem imitado a Paulo? Precisa conhecer sua vida. Você sente que o Deus de Paz está contigo?
  23. 23. CONSIDERAÇÕES FINAIS)
  24. 24. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição aprendemos que: 1. Devemos guardar a nossa mente de tudo que é contrário aos princípios bíblicos. 2. Uma vida cristã saudável e equilibrada depende do que estamos alimentando nossa mente. 3. Este é o caminho para uma vida em paz e com a segurança de proteção do Deus de Paz.
  25. 25. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário Bíblico Pentecostal: Novo Testamento. 4ª edição. Vol. 2. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. CABRAL, Elienai. FILIPENSES: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. CALVINO, João. Gálatas, Efésios, Filipenses e Colossenses. São José dos Campos – SP: Editora Fiel, 2010. COMBLIN, José. Epístola aos Filipenses. 2ª edição. Petrópolis – RJ, VOZES/SINODAL, 1992. LIÇÕES BÍBLICAS. Filipenses: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. 3º trimestre de 2013. Edição do professor. Rio de Janeiro: CPAD, 2013.
  26. 26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. 1. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. WEINGÄRTNER, Lindolfo. A Carta de Paulo aos Filipenses. Curitiba e Belo Horizonte: Editora Encontrão e Missão Editora, 1992. ZUCK, Roy B. Teologia do Novo Testamento. 1 ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008.
  27. 27. IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana Co-pastor da sede: Josué Barros Abreu Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira Comentários: Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589

×