LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD
3º TRIMESTRE DE 2013
Lição 8
25 de agosto de 2013
A SUPREMA ASPIRAÇÃO DO CRENTE
Prof. Ms. Natalino ...
ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS
REFERENTE A ESTE ARQUIVO EM UM DOS
ENDEREÇOS ABAIXO:
www.redemaoamiga.com.br
www.natalin...
LEITURA BÍBLICA – Filipenses x:xx
12 - Não que já a tenha alcançado ou que seja perfeito; mas prossigo para
alcançar aquil...
REFERÊNCIA TEXTO/TEMA
Texto áureo
(Lições bíblicas do professor, p. 50)
"Prossigo para o alvo, pelo prêmio
da soberana voc...
OBJETIVOS PROPOSTOS*
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
1. Compreender qual era a verdadeira aspiração do
apósto...
INTRODUÇÃO
• O que a maioria das pessoas na sociedade atual aspira?
• Qual deve ser a aspiração do cristão, segundo os con...
I. A ASPIRAÇÃO PAULINA (3.12,14)
I. A ASPIRAÇÃO PAULINA
1. "Prossigo para o alvo":
• O apóstolo não se considera perfeito, mas como
alguém que anda no cami...
I. A ASPIRAÇÃO PAULINA
2. O sentimento de incompletude de Paulo:
• Paulo não ficava “estacionado” e não vivia do
passado, ...
I. A ASPIRAÇÃO PAULINA
3. O engano da presunção espiritual:
• Falsa ideia de ter alcançado a perfeição.
• Prêmio é para o ...
Aplicação prática
O exemplo de do apostolo Paulo, exorta-nos a focarmos no
que realmente é prioritário. De forma que esta ...
II. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES
(3.15,16)
II. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES (3.15,16)
1. Somos perfeitos (3.15)?
• O termo “perfeitos” pode ser uma ironia ...
II. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES (3.15,16)
2. O cristão deve andar conforme a maturidade alcançada
(3.16):
• Con...
II. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES (3.15,16)
3. O exemplo dos filipenses “a ser imitado” (3.17):
• Paulo procurou ...
Aplicação prática
“Qualquer que seja o nível de perfeição alcançado
para cada um, o que importa é que continuemos
caminhan...
III. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE
III. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE
1. A atualidade do desejo paulino:
• As épocas são diferentes, mas as dificuldades são
semelh...
III. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE
2. O cristão deve almejar a maturidade espiritual:
• A exemplo de Paulo devemos, ainda hoje, ...
III. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE
3. Rejeitando a fantasia da falsa vida cristã:
• Paulo tinha consciência das dificuldades par...
Aplicação prática
A aspiração de Paulo continua atual em nossos dias.
Devemos buscar a maturidade espiritual e não
vivermo...
CONSIDERAÇÕES FINAIS)
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Nesta lição aprendemos que:
1. Paulo sempre centrou sua vida em Jesus e aspirava
conhecê-lo cada vez ...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário
Bíblico Pentecostal: Novo Testamento....
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
COMBLIN, José. Epístola aos Filipenses. 2ª edição. Petrópolis
– RJ, VOZES/SINODAL, 1992.
LIÇÕES...
IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de
Deus de São José dos Pinhais
www.adsaojosedospinhais.com.br
www.redemaoamiga.com...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2013_3 Tri_Lição 8 - A Suprema Aspiração do Crente_Natalino das Neves

3.734 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves - Programa IEADSJP_EBDTV
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana
Co-Pastor da Sede: Josué Barros Abreu
Sup. EBD-Sede: Ev. Ismael Nascimento de Oliveira

  • Seja o primeiro a comentar

2013_3 Tri_Lição 8 - A Suprema Aspiração do Crente_Natalino das Neves

  1. 1. LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD 3º TRIMESTRE DE 2013 Lição 8 25 de agosto de 2013 A SUPREMA ASPIRAÇÃO DO CRENTE Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO EM UM DOS ENDEREÇOS ABAIXO: www.redemaoamiga.com.br www.natalinodasneves.blogspot.com.br SUGESTÃO: 1) Assista o vídeo; 2) Baixe este arquivo; 3) Assista novamente o vídeo, acompanhando com este arquivo de slides.
  3. 3. LEITURA BÍBLICA – Filipenses x:xx 12 - Não que já a tenha alcançado ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. 13 - Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam e avançando para as que estão diante de mim, 14 - prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. 15 - Pelo que todos quantos já somos perfeitos sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa doutra maneira, também Deus vo-lo revelará. 16 - Mas, naquilo a que já chegamos, andemos segundo a mesma regra e sintamos o mesmo. 17 - Sede também meus imitadores, irmãos, e tende cuidado, segundo o exemplo que tendes em nós, pelos que assim andam.
  4. 4. REFERÊNCIA TEXTO/TEMA Texto áureo (Lições bíblicas do professor, p. 50) "Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus" (Fp 3.14) Verdade prática (Lições bíblicas do professor, p. 50) A maior aspiração do crente deve ser a conquista do prêmio da soberana vocação em Cristo Jesus.
  5. 5. OBJETIVOS PROPOSTOS* Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: 1. Compreender qual era a verdadeira aspiração do apóstolo Paulo.* 2. Analisar a maturidade espiritual dos filipenses.* 3. Conscientizar-se a respeito da verdadeira aspiração cristã.* 4. Aplicar na sua prática diária o conteúdo aprendido. * Objetivos propostos na revista Lições Bíblicas da CPAD.
  6. 6. INTRODUÇÃO • O que a maioria das pessoas na sociedade atual aspira? • Qual deve ser a aspiração do cristão, segundo os conceitos bíblicos? • O exemplo do apóstolo Paulo. • O exemplo de maturidade dos filipenses.
  7. 7. I. A ASPIRAÇÃO PAULINA (3.12,14)
  8. 8. I. A ASPIRAÇÃO PAULINA 1. "Prossigo para o alvo": • O apóstolo não se considera perfeito, mas como alguém que anda no caminho da perfeição. • Analogia do atletismo (alvo do atleta - preparação) – usada também em: 1 Co 9:24-27; Gl 2:2; Rm 9:16. • A analogia demonstra a vida cristã como um movimento permanente e orientada para um objetivo. • Alvo do cristão – “olhando para Jesus...”.
  9. 9. I. A ASPIRAÇÃO PAULINA 2. O sentimento de incompletude de Paulo: • Paulo não ficava “estacionado” e não vivia do passado, do que já havia realizado. • Tinha ciência dos grandes desafios ministeriais. • Paulo Freire e o ser “inacabado”.
  10. 10. I. A ASPIRAÇÃO PAULINA 3. O engano da presunção espiritual: • Falsa ideia de ter alcançado a perfeição. • Prêmio é para o final da jornada (1 Co 9:24; Gl 6:9). • Imagem dos jogos olímpicos – quem dava o prêmio era o presidente dos jogos. Na vida cristã é o próprio Deus.
  11. 11. Aplicação prática O exemplo de do apostolo Paulo, exorta-nos a focarmos no que realmente é prioritário. De forma que esta busca constante e bem definida, nos motive a buscar cada vez mais a perfeição plena em Cristo, por meio de nosso testemunho de fé. Qual tem sido o seu foco? Qual a tua motivação? O que você tem aspirado?
  12. 12. II. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES (3.15,16)
  13. 13. II. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES (3.15,16) 1. Somos perfeitos (3.15)? • O termo “perfeitos” pode ser uma ironia como pode identificar aqueles que não seguiam os cristãos judaizantes. • A salvação em Cristo é completa, mas precisa ser preservada. • Em Romanos 7, o apóstolo afirma seu prazer na Lei de Deus, mas observa a guerra interna, que o fazia prisioneiro do pecado. • “A perfeição do cristão consiste justamente em ele não se considerar perfeito em seu atual estado” (WEINGÄRTNER, 1992, p. 87).
  14. 14. II. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES (3.15,16) 2. O cristão deve andar conforme a maturidade alcançada (3.16): • Conflito entre o “já sou” e “ainda não sou” – “Já somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser” (1 Jo 3:2). • Ainda na analogia do atleta: é preciso obedecer as regras, não basta chegar ao final. • “Naquilo a que chegamos...” - todos devem seguir o mesmo modo de viver, em comunidade.
  15. 15. II. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES (3.15,16) 3. O exemplo dos filipenses “a ser imitado” (3.17): • Paulo procurou seguir o exemplo de Cristo. • Teve coragem de pedir para que olhassem para seu exemplo. • Paulo ensinou e viveu afirmando que não devemos jamais esquecer do “miserável homem que somos” (Rm 7:24).
  16. 16. Aplicação prática “Qualquer que seja o nível de perfeição alcançado para cada um, o que importa é que continuemos caminhando e olhando para frente” (COMBLIN, 1992, p. 54). Para onde você tem olhado? O que tem tomado sua atenção? Você tem seguido as “regras” com disciplina?
  17. 17. III. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE
  18. 18. III. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE 1. A atualidade do desejo paulino: • As épocas são diferentes, mas as dificuldades são semelhantes. • Os conselhos de Paulo continuam atuais (lição específica). • O que Paulo almejava é o mesmo que devemos almejar.
  19. 19. III. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE 2. O cristão deve almejar a maturidade espiritual: • A exemplo de Paulo devemos, ainda hoje, buscar a “perfeição” – o constante buscar a Deus. • A maturidade leva ao reconhecimento que os méritos são de Deus (1 Co 13:12; Gl 4:9), diferente do que os judaizantes ensinavam. • Antes do cristão agir, Deus já agiu em Cristo Jesus.
  20. 20. III. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE 3. Rejeitando a fantasia da falsa vida cristã: • Paulo tinha consciência das dificuldades para se manter fiel à Deus. • Não podemos viver de fantasias, mas da realidade e de forma transparente. • Confiar unicamente em Jesus, que transformará nossas imperfeições em algo perfeito, semelhante a Ele, na sua glorificação.
  21. 21. Aplicação prática A aspiração de Paulo continua atual em nossos dias. Devemos buscar a maturidade espiritual e não vivermos com base nas aparências. Você se considera uma pessoa madura na fé? Você vive de aparência ou tem uma vida cristã autêntica?
  22. 22. CONSIDERAÇÕES FINAIS)
  23. 23. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição aprendemos que: 1. Paulo sempre centrou sua vida em Jesus e aspirava conhecê-lo cada vez mais; 2. Ainda não somos perfeitos, mas como Paulo, podemos andar no caminho da perfeição. 3. Na caminhada cristã, não podemos viver do passado, mas focarmos para o alvo, seguindo as regras para não perdermos o prêmio que nos está preparado. 4. A suprema aspiração do crente é conquista do prêmio da soberana vocação em Cristo Jesus.
  24. 24. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário Bíblico Pentecostal: Novo Testamento. 4ª edição. Vol. 2. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. BOIYD, Frank M. Comentário Bíblico: Gálatas, Filipenses, 1 e 2 Tessalonicenses e Hebreus. Rio de Janeiro: CPAD, 1996. CABRAL, Elienai. FILIPENSES: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. CALVINO, João. Gálatas, Efésios, Filipenses e Colossenses. São José dos Campos – SP: Editora Fiel, 2010.
  25. 25. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COMBLIN, José. Epístola aos Filipenses. 2ª edição. Petrópolis – RJ, VOZES/SINODAL, 1992. LIÇÕES BÍBLICAS. Filipenses: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. 3º trimestre de 2013. Edição do professor. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. WEINGÄRTNER, Lindolfo. A Carta de Paulo aos Filipenses. Curitiba e Belo Horizonte: Editora Encontrão e Missão Editora, 1992.
  26. 26. IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana Co-pastor da sede: Josué Barros Abreu Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira Comentários: Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589

×