Indisciplina na sala de aula

7.819 visualizações

Publicada em

Trabalho De Conclusão de Curso.

4 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.819
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
278
Comentários
4
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Conclusão com a literatura,corrobem.dentre os professores que passaram na entrevista,onde cada professor ultizam
    Não há padronização,para os professores, lidam com a indisciplina.
  • Indisciplina na sala de aula

    1. 1. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais São Gabriel. INDISCIPLINA NA SALA DE AULA: Concepções e estratégias de trabalho de professores da Educação Infantil. Aluna:Natália Lopes Moreira Orientadora:Profa. Dra. Valéria Freire de Andrade Belo Horizonte 2011
    2. 2. ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO • Introdução Objetivo Geral Objetivo Especifico • Capitulo I Conceitos de Indisciplina X Disciplina Causas da Indisciplina. • Capitulo II Desenvolvimento do Juízo Moral e as Regras Do Jogo segundo Piaget. Desenvolvimento Moral na escola. A autonomia Moral e a sua importância na escola. Capitulo III Metodologia. Pesquisa de Campo. Analise de dados. Considerações Finais.
    3. 3. INTRODUÇÃO As transformações sociais estão se tornando cada vez mais perceptíveis e intensas.Nas últimas décadas a forma de disciplinamento social conveniente ao funcionamento regular das organizações sociais, se modificou de tal forma que atinge todas as camadas sociais.E dentre s principais instituições sociais, situa-se a organização escola(pública e particular) que enfrentam desafios de dimensões alarmantes em relação à indisciplina dos alunos.
    4. 4. Indisciplina - Um debate social ou escolar Fonte:Educaç ão em foco:11 de março de 2011
    5. 5. OBJETIVO GERAL Levantar, entender e analisar as principais causas indisciplinares escolares infantis na visão de professores da escola pública e privada.
    6. 6. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Traçar perfis dos professores e alunos à partir de sua formação e classe socioeconômico • Elucidar a construção de regras e limites nas teorias psicológicas passíveis de serem utilizadas no âmbito escolar. • Entender e analisar o lugar da escola no trabalho com a construção de limites e disciplina nas crianças.
    7. 7. METODOLOGIA •Levantamento bibliográfico que permitiu a delimitação do referencial teórico que norteou a pesquisa. •Pesquisa de Campo. • Entrevista Semi-estruturada. • Participantes: • Professoras de escola Pública e Particular.
    8. 8. Conceitos de Indisciplina X Disciplina • O conceito de indisciplina é o oposto de disciplina ou seja ato contrário da disciplina, desobediência desordem, rebelião. Ferreira,1999,p.1102
    9. 9. • O conceito de indisciplina não é estático, uniforme e nem universal, sendo diferenciada por diversas culturas,sociedades e classes sócias. Dependendo também de cada vivência, e de cada sujeito. Rego (1996)
    10. 10. Principais Causas da Indisciplina • Umas das causas da indisciplina está ligado aos seios familiares. No sentindo que os pais não estão presentes na educação do filho,ou seja não aparecem na escola. • a família não envolve na educação da criança e passa toda a responsabilidade para a escola. • Outro fator atribuído a acusa da indisciplina é a deficiência da formação pedagógica dos professores e a falta de autoridade dos professores. Oliveira(2008)
    11. 11. • O aluno sem limite. • É aquele aluno que não reconhece a autoridade, não respeita as regras e muitas das vezes são considerado portador de déficit moral, ou seja, indisciplinado. • O aluno Desrespeitador. • É aquele que não respeita as regras impostas pelos professores. • O aluno Desinteressado. • Para o qual a sala de aula não é um ambiente tão atrativo quanto os outros meios de comunicação, principalmente a televisão e o computador. Aquino(1998) Principais Causas da Indisciplina.
    12. 12. Desenvolvimento do Juízo Moral e as Regras do Jogo Segundo Piaget Piaget explica a moralidade humana baseada nos estudos dos jogos coletivos. Ao estudar as regras optou o jogo de bola de gude para os meninos e amarelinha para as ameninas. Yves de La Taille(1992)
    13. 13. • A prática e o respeito das regras e o seu modelo a qual a criança utilize as regras para si e para outras situações de jogos são divididas em quatros estágios. • Estágio Motor. É característico de crianças até três anos de idade. Essas crianças jogam em função do seu desejo e os seus hábitos motores. • Estágio Egocêntrico. Característico de crianças entre três a seis anos, quando eles jogam com as crianças maiores e as imitam, porém jogam cada um para si e todas podem ganhar ao mesmo tempo. • Estagio de cooperação. Compreende crianças de sete a dez anos de idade, no qual as crianças passam a usar regras entre si para a organização da maneira de como vão jogar. • Estágio da codificação das regras. O estágio da codificação das regras corresponde às crianças de onze anos. Neste estágio as crianças codificam as regras antes do jogo, combinando como jogar, e discutindo a construção das regras. . Menin(1996) Desenvolvimento do Juízo moral e a regras do jogo segundo Piaget
    14. 14. • Piaget dividiu a evolução da prática e da consciência da regra em três etapas: • Anomia. • Heteronomia. • Autonomia. Piaget(1994) Desenvolvimento do juízo moral e as regras do jogo Segundo Piaget
    15. 15. • As escolas de uma forma geral direta ou indiretamente trabalham com a formação moral de seus alunos. • Contribuindo então com a permaneça da heteronomia quando é uma escola coesiva, e contribui com a autonomia quando é uma escola cooperativa. Araújo e Menin(1996) Desenvolvimento Moral e a autonomia moral e a sua importância na escola
    16. 16. Analise De Dados Formaçã o Tempo de trabalho Perfil sócio econômico dos alunos Faixa Etária dos Alunos Escola e Pública Escola Privada Magistério /Normal superior 20 anos Classe Popular 7 a 8 anos Pública Normal superior 18 anos Classe Popular 9 a 10 anos Pública Normal Superior 20 anos Classe Popular 7 anos Pública Magistério 11 anos Classe Média 7 a 9 anos Privada Pedagogi a X Classe Média 7 anos Privada Pedagogi a 3 anos Classe Média 9 a 10 anos Privada
    17. 17. • Percebermos que a maior ocorrência entre a faixa etária de 7 a 10 anos de idade, tanto no ensino público quanto no privado é a conversa paralela , inquietação dos alunos dentro da sala e em alguns casos e a falta de respeito com o professor. • Em relação as regras e estratégias que os professores utilizam para esse problema dentro de sala a indisciplina, percebemos que cada professora utiliza de regras diferenciadas uma vez que não existe um padrão para tal.Na escola pública o que é mais prevalece é os combinados entre os professores e os alunos.Já na escola privada há uma disciplina que é a constituição de regras, construção das regras realizadas com os professores e os alunos. • E sobre as causas da indisciplina no olhar dos professores o que mais destacou foi a família em ambas escolas,para as professoras as famílias são responsável pela educação das crianças, ou seja “ o aluno que é indisciplinado é aquele que a família e desorganizada. Analise de Dados
    18. 18. Considerações Finais O estudo realizado possibilitou identificar e trabalhar a questão levantada, qual seja: a indisciplina na sala de aula, nas instituições públicas e Ao levantar a questão principal dessa pesquisa sobre as causas da indisciplina, um dos fatores mais apontados foi relativo ao papel da família O estudo realizado possibilitou identificar e trabalhar a questão levantada, qual seja: a indisciplina na sala de aula, nas instituições públicas e Ao levantar a questão principal dessa pesquisa sobre as causas da indisciplina, um dos fatores mais apontados foi relativo ao papel da família O estudo realizado possibilitou identificar e trabalhar a questão levantada, qual seja: a indisciplina na sala de aula, nas instituições públicas e Ao levantar a questão principal dessa pesquisa sobre as causas da indisciplina, um dos fatores mais apontados foi relativo ao papel da família O estudo realizado possibilitou identificar e trabalhar a questão levantada, qual seja: a indisciplina na sala de aula, nas instituições públicas e privadas. Nesse aspecto, através dos resultados das entrevistas realizadas com os professores percebi uma concepção de indisciplina semelhante nas escolas nas quais foi realizada essa pesquisa. Ao levantar a questão principal dessa pesquisa sobre as causas da indisciplina, um dos fatores mais apontados foi relativo ao papel da família. Segundo as professoras, as famílias não estão “sabendo” lidar com esses alunos e desta forma responsabilizado a escola. Em contrapartida, os professores voltam a questão para os pais, quando também os responsabilizam, acreditando na idéia de que o ambiente familiar é desorganizado; assim, segundo elas, as crianças têm a mesma postura na escola.
    19. 19. OBRIGADA!!!!

    ×