PROMESSAS
DE VITÓRIA
ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL NACIONAL
DOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL
DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

©

2005

Editora Bahá’í do Brasil
C.P. 198
13800-970 - Mogi Mirim - SP
www.editorabahaibrasil.com.b...
SUMÁRIO
Prefácio

5

PARTE I
O ADVENTO DO REINO – Textos de Bahá’u’lláh

11

PARTE II
Mensagem do Centro Internacional de ...
PROMESSAS DE VITÓRIA

4
PROMESSAS DE VITÓRIA

PREFÁCIO

U

m mundo que obscurece à medida que a luz da religião
persistentemente se esvai, intumes...
PROMESSAS DE VITÓRIA

As oportunidades que a turbulência da época atual apresenta –
com todas as tristezas por ela causada...
PREFÁCIO

Bahá’u’lláh, tendo cada um de Seus dizeres uma relação direta às tarefas
com as quais a comunidade bahá’í americ...
PROMESSAS DE VITÓRIA

8
PARTE I
O ADVENTO DO REINO
TEXTOS DE BAHÁ’U’LLÁH
PROMESSAS DE VITÓRIA

10
O ADVENTO DO REINO

1. VOSSO ALTO DESTINO

Ó amigos! Não desestimeis as virtudes das quais fostes dotados,
nem desprezeis ...
PROMESSAS DE VITÓRIA

3. ELE, EM VERDADE, AUXILIARÁ CADA UM QUE LHE DER APOIO

Ó povo de Bahá! O rio que é a Vida, verdade...
O ADVENTO DO REINO

5. ESTE É O DIA

A

mais alta essência e a mais perfeita expressão de qualquer coisa
que os povos de a...
PROMESSAS DE VITÓRIA

7. FELIZ QUEM TIVER RENUNCIADO AO MUNDO

Este Dia é o Dia de Deus, e esta Causa, Sua Causa. Feliz qu...
O ADVENTO DO REINO

8. EM CADA PALAVRA UMA POTÊNCIA NOVA

P

elo movimento de Nossa Pena de Glória e a mando do Ordenador
...
PROMESSAS DE VITÓRIA

10. NÃO REPOUSEIS EM VOSSOS LEITOS

Que vosso interesse principal esteja em salvar do tremedal da

e...
O ADVENTO DO REINO

11. PIONEIROS E INSTRUTORES VIAJANTES

Invoco o testemunho dAquele que é a Verdade! Dentro em breve

D...
PROMESSAS DE VITÓRIA

13. AS HOSTES DA INSPIRAÇÃO DIVINA DESCERÃO DO CÉU

A

quem abrir seus lábios, neste dia, e fizer me...
O ADVENTO DO REINO

14. UMA NOVA RAÇA DE HOMENS

J

azia oculta dentro do Santo Véu e preparada para o serviço de
Deus, um...
PROMESSAS DE VITÓRIA

20
PARTE II
MENSAGEM DO
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO
PROMESSAS DE VITÓRIA

22
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

Centro Mundial Bahá’í, 28 de novembro de 2004
A TODOS OS CONSELHEIROS CONTINENTAIS
Mui que...
PROMESSAS DE VITÓRIA

Inteiramente conscientes de que o Plano de Cinco Anos “demanda
uma aceleração deste processo vital” ...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

CAPACITANDO UMA MASSA CRÍTICA
Empenhando-se para criar “um significativo grupo de crentes
...
PROMESSAS DE VITÓRIA

porém, algumas dificuldades têm surgido ocasionalmente da
preocupação com a meta de se alcançar a ma...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

as atividades básicas para o crescimento intensivo, adiou-se o início
de um programa de cr...
PROMESSAS DE VITÓRIA

Campanhas intensivas de instituto continuará sendo uma estratégia
vital nos meses à frente para acel...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

individual. O papel das instituições é o de encorajar e facilitar o
“espírito de empreendi...
PROMESSAS DE VITÓRIA

Espiritual Nacional para que um de seus agrupamentos avançados
aproveitasse a “significativa oportun...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

K

A primeira fase na preparação de um programa intensivo de
crescimento é a consulta que ...
PROMESSAS DE VITÓRIA

comprometimentos individuais, as instituições apresentam um
esboço bem concebido de um projeto de en...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

seqüência de cursos, a fim de prover mais recursos humanos para o
próximo ciclo do program...
PROMESSAS DE VITÓRIA

de 500 bahá’ís. Um programa intensivo de crescimento para alcançar
um significativo aumento no númer...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

em 73 novos crentes e um adicional de 10 reuniões devocionais
regulares, 32 visitas de apr...
PROMESSAS DE VITÓRIA

O RESSURGIMENTO DO ENSINO
“Façamos dele a paixão dominante de nossa vida.”
Inseparável da estratégia...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

Temos observado em diversos agrupamentos, de diferentes categorias,
que os crentes que for...
PROMESSAS DE VITÓRIA

As oportunidades e desafios no ensino da Fé podem variar em
diferentes tipos de agrupamentos, mas, n...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

é aprender a convidar nossos amigos e vizinhos para participarem das
atividades básicas e ...
PROMESSAS DE VITÓRIA

Alguns bahá’ís são instrutores apaixonados naturais, cujos talentos
necessitam ser utilizados dentro...
CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO

de formas diferentes: uma certa porcentagem de crentes completa os
cursos e entra no campo...
PROMESSAS DE VITÓRIA

cada um deles é capaz, em sua própria medida, de compartilhar a
Mensagem”. Novamente, o desafio fina...
PARTE III
MENSAGENS DA
ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL NACIONAL
DOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL
PROMESSAS DE VITÓRIA

44
PROMESSAS DE VITÓRIA

Brasília, 9 de julho de 2004
AOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL
Ternamente amados amigos,

É com imensa alegria q...
PROMESSAS DE VITÓRIA

realizadas aos Santuários Sagrados de Bahá’u’lláh, do Báb e de ‘Abdu’lBahá, estes amigos puderam con...
AOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL

as com regularidade nos fins de semana, feriados prolongados e períodos
de férias.
Um outro aspecto...
PROMESSAS DE VITÓRIA

Que as seguintes palavras da Abençoada Beleza sirvam como fonte
de inspiração para suas consultas:
“...
AOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL

“Ele virá em vosso auxílio com hostes invisíveis,
apoiando-vos com os exércitos da inspiração dentr...
PROMESSAS DE VITÓRIA

50
PROMESSAS DE VITÓRIA

Brasília, 9 de setembro de 2004
AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS
Queridos amigos bahá’ís,

Conforme antecipado ...
PROMESSAS DE VITÓRIA

Com relação à Tabela de Indicadores de Crescimento, após cerca
de oito meses de uso foi avaliada pel...
AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS

condições necessárias para dar início a um programa intensivo de
crescimento dentro de ... meses. D...
PROMESSAS DE VITÓRIA

12 ou 18 meses. Assim, seu Conselho Bahá’í é solicitado a, em uma
de suas próximas reuniões, consult...
AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS

Ao consultarem sobre as campanhas de ensino, os amigos devem
ter em mente a seguinte guia do Centro...
PROMESSAS DE VITÓRIA

e em campanhas visando atrair a população em geral para os cursos
do Instituto Bahá’í. Mais recentem...
AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS

educados espiritualmente, mais competentes no cumprimento
de suas tarefas administrativas, como uma...
PROMESSAS DE VITÓRIA

58
PROMESSAS DE VITÓRIA

Brasília, 10 de setembro de 2004
ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS
Queridos amigos bahá’ís,

A comun...
PROMESSAS DE VITÓRIA

serviços da Causa. Finalmente, um esforço para o fortalecimento no
nível local, através da atuação m...
ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS

áreas específicas necessitam receber uma atenção mais cuidadosa para
que seus desafios ...
PROMESSAS DE VITÓRIA

de Cinco Anos. Tal como também a Casa de Justiça nos chama a
atenção:
Tudo isso abre excelentes opor...
ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS

para compartilhar os temas de aprofundamento aprendidos no Livro
2 do Instituto Ruhí, a...
PROMESSAS DE VITÓRIA

“se tornaram uma estratégia principal” do crescimento nos
agrupamentos mais avançados. Para facilita...
ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS

exercer aquelas capacidades que incluem a habilidade de tomar
iniciativas, aproveitar o...
PROMESSAS DE VITÓRIA

É claro que a Assembléia Local estará atenta com relação a alguns
requisitos básicos para que os ind...
ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS

1. Designar uma coordenação, um grupo-tarefa ou ainda um Comitê
Local que terá a missão...
PROMESSAS DE VITÓRIA

se integrarem nas diversas atividades e projetos bahá’ís. Esta
comunidade de pessoas embora não form...
ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS

da guia dos Escritos e da experiência de campo”, tornemos pois esta
grande expectativa ...
PROMESSAS DE VITÓRIA

70
PROMESSAS DE VITÓRIA

REFERÊNCIAS
K Prefácio: O Advento da Justiça Divina, Editora Bahá’í do Brasil, 1ª Edição,
1977, pp. ...
Conheça os MATERIAIS DE ENSINO da Fé Bahá’’í
para uso pessoal
Pedidos no seu
Conselho Bahá’’í,
Assembléia Local ou diretam...
Promessas+de+vitorias
Promessas+de+vitorias
Promessas+de+vitorias
Promessas+de+vitorias
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Promessas+de+vitorias

378 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
378
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Promessas+de+vitorias

  1. 1. PROMESSAS DE VITÓRIA ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL NACIONAL DOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL
  2. 2. DISTRIBUIÇÃO GRATUITA © 2005 Editora Bahá’í do Brasil C.P. 198 13800-970 - Mogi Mirim - SP www.editorabahaibrasil.com.br ISBN: 85-320-0116-5 1ª Edição: 2005 Compilação das cartas e textos, e tradução da Parte II: Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá’ís do Brasil Capa: Gustavo Pallone de Figueiredo Impressão: R. Vieira Gráfica e Editora Ltda, Campinas, SP.
  3. 3. SUMÁRIO Prefácio 5 PARTE I O ADVENTO DO REINO – Textos de Bahá’u’lláh 11 PARTE II Mensagem do Centro Internacional de Ensino 23 PARTE III Mensagens da Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá’ís do Brasil AOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL 45 AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS 51 ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS 59 Referências 71
  4. 4. PROMESSAS DE VITÓRIA 4
  5. 5. PROMESSAS DE VITÓRIA PREFÁCIO U m mundo que obscurece à medida que a luz da religião persistentemente se esvai, intumescido com as forças explosivas de um nacionalismo cego e triunfante; chamuscado pelos fogos da impiedosa perseguição, quer racial ou religiosa; iludido pelas teorias e doutrinas falsas que ameaçam substituir a adoração a Deus e a santificação de Suas leis; enervado por um materialismo desenfreado e brutal; desintegrando-se através da influência corrosiva da decadência moral e espiritual; enredado na maranha da anarquia das lutas econômicas – tal é o espetáculo que se apresenta aos olhos dos homens... Tão triste e comovente espetáculo... longe de incutir consternação nos corações de Seus adeptos, ou de lhes paralisar os esforços, só lhes pode aprofundar a fé, aumentar o entusiasmo e a ansiedade de se levantarem e demonstrarem no vasto campo que lhes foi delineado pela pena de ‘Abdu’l-Bahá, sua capacidade para desempenharem seu papel na tarefa da redenção universal proclamada por Bahá’u’lláh. 5
  6. 6. PROMESSAS DE VITÓRIA As oportunidades que a turbulência da época atual apresenta – com todas as tristezas por ela causadas, os receios excitados, a desilusão produzida, as perplexidades criadas, a indignação que ela incita, a revolta que provoca, os agravos que engendra, o espírito de busca insaciável que desperta – devem ser aproveitadas a fim de difundir por toda parte o conhecimento do poder redentor da Fé de Bahá’u’lláh e alistar novos recrutas no sempre crescente exército de Seus seguidores. É possível que nunca mais ocorra tão preciosa oportunidade, tão rara combinação de circunstâncias favoráveis. Agora é o tempo, o tempo determinado... Bem-amados amigos! Ansioso que estou para prestar a cada um de vós qualquer assistência ao meu alcance que vos possa capacitar a desempenhar mais efetivamente vossos deveres sempre crescentes, que vos foram designados por Deus, nada melhor posso fazer do que dirigir a vossa atenção especial, nesta hora decisiva, a estas passagens imortais, colhidas, em parte, da grande massa dos escritos de Bahá’u’lláh ainda não publicados nem traduzidos. Quer seja em Sua revelação do grau e das funções de Seus bem-amados, em Seus elogios da grandeza de Sua Causa, na ênfase que Ele dá suprema importância do ensino, ou nos perigos que pressagia, nos conselhos que participa, nas advertências que pronuncia, nas vistas que descerra, em Sua certeza e nas promessas que faz – estes exemplos dinâmicos e típicos da linguagem sublime de 6
  7. 7. PREFÁCIO Bahá’u’lláh, tendo cada um de Seus dizeres uma relação direta às tarefas com as quais a comunidade bahá’í americana atualmente defronta, não podem deixar de produzir, nas mentes e nos cargos de qualquer um de seus membros que se aproxime deles com devida humildade e desprendimento, reações tão poderosas que iluminarão todo o seu ser, incentivando uma intensificação tremenda em seus esforços diários. Shoghi Effendi 7
  8. 8. PROMESSAS DE VITÓRIA 8
  9. 9. PARTE I O ADVENTO DO REINO TEXTOS DE BAHÁ’U’LLÁH
  10. 10. PROMESSAS DE VITÓRIA 10
  11. 11. O ADVENTO DO REINO 1. VOSSO ALTO DESTINO Ó amigos! Não desestimeis as virtudes das quais fostes dotados, nem desprezeis vosso alto destino.... Sois as estrelas do céu da compreensão, a brisa que se agita ao romper do dia, as águas que fluem suavemente, das quais deve depender a própria vida de todas os homens, as letras inscritas sobre Seu pergaminho sagrado. 2. SOIS AS BRISAS DA PRIMAVERA Ó povo de Bahá! Sois as brisas da primavera que flutuam sobre o mundo. Por vosso intermédio, temos embelezado o mundo do ser com o adorno do conhecimento do Mais Misericordioso. Por vosso intermédio, a face do mundo foi engrinaldada de sorrisos e o brilho de Sua Luz se irradiou. Segurai-vos à Corda da constância, de tal modo que todas as vãs imaginações se esvaneçam completamente. 11
  12. 12. PROMESSAS DE VITÓRIA 3. ELE, EM VERDADE, AUXILIARÁ CADA UM QUE LHE DER APOIO Ó povo de Bahá! O rio que é a Vida, verdadeiramente, fluiu por vossa causa. Sorvei vós, em Meu Nome, a despeito daqueles que desacreditaram em Deus, o Senhor da Revelação. Nos vos fizemos as mãos de Nossa Causa. Tornai vitorioso este Injuriado, que foi penosamente afligido nas mãos dos obreiros da iniqüidade. Ele, em verdade, auxiliará cada em que Lhe der apoio e se lembrará de cada um que Dele se lembrar. Disso dá testemunho esta Epístola que irradiou o esplendor da misericórdia de vosso Senhor, o Todo-Glorioso, o Predominante. 4. A POSIÇÃO DO VERDADEIRO CRENTE Tal é a posição que se destina ao verdadeiro crente que, se sua glória fosse revelada à humanidade, num grau menor que o fundo de uma agulha, todo crente seria consumido par seu desejo ardente de atingi-la. Por isso, foi decretado que, nesta vida terrena, a plenitude da glória de seu estado permanecesse oculta dos olhos do crente. Se se levantasse o véu e tornasse manifesta a plena glória do estado dos que se volveram inteiramente para Deus e, par amor a Ele renunciaram o mundo, a criação inteira ficaria estupefata. 12
  13. 13. O ADVENTO DO REINO 5. ESTE É O DIA A mais alta essência e a mais perfeita expressão de qualquer coisa que os povos de antanho tenham dito ou escrito, foram enviadas, através desta potentíssima Revelação, vindas do céu da Vontade dAquele que tudo possui, de Deus, que sempre permanece. ... Este é o Dia em que os mais excelentes favores de Deus emanaram sobre os homens, o Dia em que Sua graça toda-poderosa se infundiu em todas as coisas criadas. 6. MIRÍADES SERÃO SUA RECOMPENSA Esta é uma Revelação na qual, se um homem derramar por sua causa uma só gota de sangue, miríades de oceanos serão sua recompensa. Um momento fugaz, neste Dia, excede séculos de uma era passada... Nem sol nem lua tem testemunhado um dia como este Dia. 13
  14. 14. PROMESSAS DE VITÓRIA 7. FELIZ QUEM TIVER RENUNCIADO AO MUNDO Este Dia é o Dia de Deus, e esta Causa, Sua Causa. Feliz quem tiver renunciado este mundo e se segurado Àquele que é a Aurora da Revelação de Deus. Este é o Rei dos Dias, o Dia que presenciou a vinda do Mais Amado, Daquele que por toda a eternidade tem sido aclamado o Desejo do Mundo. Este é o Principal de todos os dias e o seu Rei. Grande é a bem-aventurança daquele que atingiu a vida eterna, através do doce aroma destes dias, e que, com a mesma constância, se levantou para auxiliar a Causa dAquele que é o Rei dos Nomes. Tal homem é como a vista para o corpo da humanidade. Incomparável é este Dia, pois é como olhos para passados séculos e eras, como uma luz para a escuridão dos tempos. 14
  15. 15. O ADVENTO DO REINO 8. EM CADA PALAVRA UMA POTÊNCIA NOVA P elo movimento de Nossa Pena de Glória e a mando do Ordenador Onipotente, temos insuflado uma nova vida em cada corpo humano e instilado em cada palavra uma potência nova. Todas as coisas criadas proclamam as evidências desta regeneração mundial. 9. NÃO HÁ OUTRO REFÚGIO AONDE SE RECORRER D entro em breve, se ouvirá exclamar de todas as terras: “Sim, sim, eis-me aqui, eis-me aqui.” Pois nunca houve, nem pode haver, outro refúgio aonde se recorrer. E ao vir a hora predeterminada, haverá de aparecer subitamente o que fará tremerem os membros da humanidade. Então, e somente então, o Estandarte Divino se desfraldarará e o Rouxinol do Paraíso cantará sua melodia. 15
  16. 16. PROMESSAS DE VITÓRIA 10. NÃO REPOUSEIS EM VOSSOS LEITOS Que vosso interesse principal esteja em salvar do tremedal da extinção iminente aquele que caiu e ajudá-lo a abraçar a Fé antiga de Deus. Vossa conduta para com vosso próximo deve ser tal que manifeste claramente os sinais de Deus, verdadeiro e único, pois vós sois os primeiros entre os homens a serem criados novamente pelo Seu Espírito, os primeiros a adorarem e curvarem o joelho diante dEle, os primeiros a circularem Seu trono de glória. Ó vós bem-amados de Deus! Não repouseis em vossos leitos, mas, sim, despertai-vos logo que reconheçais vosso Senhor, o Criador, e saibais das coisas que Lhe tenham sucedido, e apressai-vos a ajudá-Lo. Libertai vossas línguas e proclamai incessantemente a Sua Causa. Isto vos há de ser melhor que todos os tesouros do passado e do futuro – se sois dos que compreendem esta verdade. 16
  17. 17. O ADVENTO DO REINO 11. PIONEIROS E INSTRUTORES VIAJANTES Invoco o testemunho dAquele que é a Verdade! Dentro em breve Deus adornará o princípio do Livro da Existência com a menção de Seus bem-amados que sofreram tribulação em Seu caminho e viajaram pelos países em Seu Nome e Seu louvor. Quem tiver atingido Sua presença, ufanar-se-á, de tê-los conhecido, e todos os que habitam em cada terra serão iluminados pela sua memória. 12. ENSINO – O QUE VOS TRARÁ PROVEITO NESTE MUNDO E NO VINDOURO R ivalizai uns com os outros em serviço a Deus e à Sua Causa. É isto, em verdade, o que vos trará proveito neste mundo e no vindouro. Vosso Senhor, o Deus de Misericórdia, e o de tudo informado, o Onisciente. Não vos entristeçais com as coisas que vedes neste dia. Dia virá em que as línguas das nações proclamarão: A Terra pertence a Deus, o Todo-Poderoso, o Único, o Incomparável, o Onisciente! Bem-aventurado é o lugar, a casa ou o coração, e bem-aventurada a cidade, a montanha, o refúgio, a caverna ou o vale, a terra ou o mar, o prado ou a ilha, onde se haja feito menção de Deus e celebrado Seu louvor. 17
  18. 18. PROMESSAS DE VITÓRIA 13. AS HOSTES DA INSPIRAÇÃO DIVINA DESCERÃO DO CÉU A quem abrir seus lábios, neste dia, e fizer menção do Nome de seu Senhor, as hostes da inspiração divina descerão do céu de Meu Nome, o Onisciente, o Possuidor de toda sabedoria. Sobre ele descerá, também, a Assembléia das alturas, cada um deles erguendo altamente um cálix de pura luz. Assim foi predestinado no reino da Revelação de Deus, a mando dAquele que é o Todo-Glorioso, o Poderosíssimo. Pela retidão dAquele que, neste dia, exclama no imo do coração de todas as coisas criadas: “Deus, não há outro Deus senão Eu!” 18
  19. 19. O ADVENTO DO REINO 14. UMA NOVA RAÇA DE HOMENS J azia oculta dentro do Santo Véu e preparada para o serviço de Deus, uma companhia de Seus eleitos que se tornarão manifestos aos homens, que auxiliarão a Sua Causa, que de ninguém terão medo, ainda que a humanidade inteira se levante e trave guerra contra eles. Serão estes que, ante os olhos dos que residem na Terra e dos que habitam o céu, se levantarão e, exclamando em altas vozes, aclamarão o nome do Onipotente e convocarão os filhos dos homens para o caminho de Deus, o Todo-Glorioso, Objeto de todo louvor. Aproximase o dia em que Deus, por obra de Sua Vontade, terá erguido uma raça de homens cuja natureza é inescrutável a todos menos a Deus, o Onipotente, O que subsiste por Si próprio. 19
  20. 20. PROMESSAS DE VITÓRIA 20
  21. 21. PARTE II MENSAGEM DO CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO
  22. 22. PROMESSAS DE VITÓRIA 22
  23. 23. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO Centro Mundial Bahá’í, 28 de novembro de 2004 A TODOS OS CONSELHEIROS CONTINENTAIS Mui queridos companheiros de trabalho, D esde 1996 o mundo bahá’í tem se concentrado em um empreendimento principal: o avanço do processo de entrada em tropas. Nosso foco neste objetivo dominante, afirma a Casa Universal de Justiça, é “uma necessidade neste estágio do progresso da Causa e do estado em que se encontra a sociedade humana”. Podemos ver agora o início do crescimento sistemático em um crescente número de agrupamentos onde programas intensivos têm sido lançados. Os crentes e as instituições nesses agrupamentos estabeleceram um padrão de atividade “no qual a maioria dos membros da comunidade está engajada entusiástica, sistemática e pessoalmente”, e têm demonstrado a capacidade de equilibrar os requisitos da expansão e consolidação enquanto registram um número cada vez maior de crentes. 23
  24. 24. PROMESSAS DE VITÓRIA Inteiramente conscientes de que o Plano de Cinco Anos “demanda uma aceleração deste processo vital” de entrada em tropas, e que “este impulso é necessário em razão das condições do mundo”, conclamamos cada um de vocês, com um apelo ao mesmo tempo fervoroso e otimista, a se concentrarem nas medidas que irão possibilitar mais e mais agrupamentos a alcançarem o estágio de crescimento intensivo durante os meses remanescentes do Plano. Com base na guia da Casa de Justiça e nas experiências decorrentes de nossas viagens e nas informações de seus relatórios, temos buscado analisar os elementos necessários para se alcançar “uma grande e contínua expansão da comunidade bahá’í”, e depuramos algumas percepções e lições que desejamos compartilhar com vocês. Esta carta trata de três temas básicos: as experiências mais recentes com a capacitação intensiva, a qual permanece como uma estratégia chave no levantamento de recursos humanos suficientes para o crescimento sistemático; o aprendizado acumulado dos programas intensivos de crescimento atualmente em operação; e uma argumentação sobre o imperativo do ensino no contexto atual. A carta se encerra com um chamado a vocês e a seus Auxiliares para diligentemente promoverem um avanço no desenvolvimento dos agrupamentos mais promissores e para impulsionarem os esforços dos amigos para compartilharem a Mensagem de Bahá’u’lláh. 24
  25. 25. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO CAPACITANDO UMA MASSA CRÍTICA Empenhando-se para criar “um significativo grupo de crentes devotos e capazes que compreendam os pré-requisitos para um crescimento sustentável”. Desde que receberam as orientações dadas na carta de 17 de janeiro de 2003 da Casa de Justiça, todos os países têm “objetivado ajudar um número sempre crescente de amigos para seguirem através da seqüência básica dos cursos”. Mais recentemente, com base na experiência em um número de agrupamentos fortes, temos encorajado os crentes e as instituições em tais agrupamentos para se esforçarem para conduzir uma massa crítica de crentes através da seqüência de cursos e a fazer isso de uma forma acelerada. Pois, onde isso havia foi possível observar uma nova dinâmica e o aumento das condições para o crescimento intensivo. Especificamente, temos sugerido que em muitos agrupamentos pelo menos 40 a 50 pessoas precisam passar pela seqüência dos cursos. O levantamento deste grupo significativo de recursos humanos capacitados tem contribuído diretamente para outros pré-requisitos do crescimento intensivo, tal como a promoção da multiplicação sistemática de círculos de estudo e o aumento da capacidade das Assembléias Espirituais Locais. Ao mesmo tempo, 25
  26. 26. PROMESSAS DE VITÓRIA porém, algumas dificuldades têm surgido ocasionalmente da preocupação com a meta de se alcançar a massa crítica desejável. Em algumas áreas, a ansiedade dos crentes e das instituições para se alcançar certas metas no processo de instituto os tem levado a eliminar parte dos cursos, particularmente os componentes das práticas, que são um aspecto essencial do processo de capacitação. Se os amigos nunca forem capazes de aplicar as habilidades que estão aprendendo, eles não se tornarão eficazes na condução das tarefas de expansão e consolidação. Tornou-se claro que mover-se rapidamente através dos cursos de capacitação não significa reduzir o número de horas despendidas em um curso; significa completar o mesmo curso e suas práticas de forma integral, mas em um período de tempo mais curto – talvez dias em vez de semanas, ou semanas em vez de meses. Um enfoque equilibrado é necessário para que se evitem as armadilhas potenciais decorrentes de uma capacitação rápida que falha no cultivo das habilidades e multiplicação das atividades, ou um treinamento interminável para alcançar as capacidades que seriam desenvolvidas mais plenamente através da experiência prática. Temos observado que algumas vezes o objetivo de levar 50 ou mais crentes através da seqüência de cursos tem resultado em perspectivas demasiadamente rígidas ou por demais simplistas. Em alguns agrupamentos que contavam com todos os recursos necessários e com 26
  27. 27. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO as atividades básicas para o crescimento intensivo, adiou-se o início de um programa de crescimento porque havia, por exemplo, apenas 46 crentes que haviam completado inteiramente a seqüência de cursos. No entanto, em agrupamentos onde a meta de 50 foi alcançada, havia muitas vezes a expectativa de que isso resultaria automaticamente em crescimento. Em tais casos, é importante relembrar que ter 40 ou 50 crentes que completaram a seqüência não é uma fórmula mágica. É um indicador que deve ser visto no contexto de outras condições propícias, assim como do sucesso da expansão e do ensino já alcançado no agrupamento. Em agrupamentos com relativamente pequenas populações bahá’ís, os esforços para conseguir uma massa crítica ocorrerá de forma diferente. Inicialmente, a capacitação intensiva poderá resultar em apenas 15 ou 20 crentes completando a seqüência de cursos. Este esforço necessitará ser ampliado por um ensino vigoroso de forma que o tamanho da comunidade gradualmente cresça, e paralelo a isso, cresça também o número de recursos humanos capacitados. Embora isso possa significar que demore mais para que um agrupamento com menos bahá’ís alcance os pré-requisitos para um programa intensivo de crescimento, os amigos já terão adquirido um acervo substancial de experiência no ensino efetivo quando seus agrupamentos alcançarem um estágio avançado de desenvolvimento. 27
  28. 28. PROMESSAS DE VITÓRIA Campanhas intensivas de instituto continuará sendo uma estratégia vital nos meses à frente para acelerar o movimento de um grande número de agrupamentos ao ponto de iniciarem programas intensivos de crescimento. LANÇANDO UM PROGRAMA INTENSIVO DE CRESCIMENTO “Um fluxo constante de novos adeptos.” Agora que as condições para o crescimento intensivo foram alcançadas em muitos agrupamentos avançados, “programas sistemáticos para a expansão e consolidação da Fé devem ser estabelecidos de imediato”. Falando de forma prática, isso sugere que, para começar, os crentes e as instituições em agrupamentos avançados precisam entender os passos necessários para iniciar um programa intensivo de crescimento e o papel dos projetos de ensino como o catalisador para o crescimento. Quando um agrupamento avança de uma categoria para outra, novas estratégias apropriadas para o seu grau de desenvolvimento entram em jogo. Uma análise do processo de planejamento traz fortemente à atenção a questão da progressão. Podemos dizer que em agrupamentos “C” e “B”, a ênfase é geralmente colocada na iniciativa 28
  29. 29. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO individual. O papel das instituições é o de encorajar e facilitar o “espírito de empreendimento”, que resulta em um número sempre crescente de atividades básicas. À medida que o agrupamento se desenvolve, aquelas iniciativas individuais freqüentemente tornamse sistematizadas em esforços coletivos como a formação de grupos de ensino ou campanhas coletivas de convites [às atividades básicas]. Em agrupamentos “A”, onde os programas intensivos de crescimento estão sendo lançados, as iniciativas individuais crescem mais ainda, enquanto que o papel do planejamento institucional torna-se mais proeminente no arranjo geral das atividades de expansão e consolidação. Naturalmente, o processo de instituto, a multiplicação das atividades básicas e as reuniões de reflexão continuam, mas o caráter das reuniões de reflexão evolui e a colaboração entre as instituições se intensifica. Adicionalmente à intensa colaboração e ao nível mais complexo de planejamento que caracteriza um agrupamento no estágio de crescimento intensivo, o enfoque do ensino assume maior amplitude e energia. Em vez de depender de um firme mas modesto padrão de crescimento, gerado pela participação de não-bahá’ís nas atividades básicas, uma aceleração do trabalho de ensino geralmente envolve a identificação de populações receptivas e uma vigorosa busca da expansão em larga escala. Em uma carta encorajando uma Assembléia 29
  30. 30. PROMESSAS DE VITÓRIA Espiritual Nacional para que um de seus agrupamentos avançados aproveitasse a “significativa oportunidade existente em uma população minoritária”, a Casa de Justiça explicou o contraste no ritmo de ensino nas seguintes palavras: “Aproveitar tais oportunidades exige uma mudança fundamental da abordagem gradual que atendia as necessidades dos primeiros estágios do progresso dos agrupamentos.” Os programas intensivos de crescimento agora em ação em mais de 50 agrupamentos ao redor do mundo são o resultado do aprendizado neste Plano, o que possibilitou aos crentes e instituições a ensinar e consolidar “um fluxo constante de novos adeptos”. Através da implementação desses programas de crescimento, os amigos estão demonstrando o já antigo princípio de que “expansão e consolidação são processos gêmeos que devem caminhar lado a lado”, e que devem ser “acompanhados de um igualmente forte processo de desenvolvimento de recursos humanos”. Experiências recentes sugerem que um programa intensivo de crescimento consiste de uma série de ciclos, cada um deles podendo estender-se por três a seis meses. Um ciclo pode ser dividido em fases que incluam planejamento, ensino, atividades de consolidação e desenvolvimento de recursos humanos. É instrutivo considerar com alguns detalhes como os atuais programas intensivos de crescimento foram colocados em operação: 30
  31. 31. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO K A primeira fase na preparação de um programa intensivo de crescimento é a consulta que ocorre entre as três instituições que servem no nível de agrupamento: o membro do Corpo Auxiliar, o Comitê de Ensino de Área ou de Crescimento do Agrupamento, e os coordenadores de instituto. Uma importante capacidade das instituições na promoção dos dois movimentos essenciais é a habilidade de interpretar a “pirâmide” de recursos humanos, isto é, olhar o desenvolvimento de recursos humanos e o conseqüente grau de atividade no agrupamento e determinar o que precisa ser feito a seguir. As instituições no agrupamento avaliam a quantas pessoas os recursos humanos na área podem efetivamente servir. Quantos novos buscadores e crentes podem ser incluídos nos círculos de estudo existentes, aulas para crianças e reuniões devocionais? Quantas outras atividades básicas podem ser iniciadas? Quantos grupos de ensino podem ser formados? Quantos novos crentes e contatos podem ser visitados em seus lares para um ensino adicional e aprofundamento? Com base nessas considerações, um plano de ação de alguns poucos meses de duração é preparado. K O plano é apresentado aos crentes em uma reunião de reflexão. Neste estágio do desenvolvimento, embora haja ainda tempo para 31
  32. 32. PROMESSAS DE VITÓRIA comprometimentos individuais, as instituições apresentam um esboço bem concebido de um projeto de ensino, no qual todos os crentes possam fazer a sua parte. Geralmente o projeto terá como alvo populações receptivas, as quais podem ser identificadas com antecedência ou decidida através de consulta na reunião de reflexão. K Depois das consultas e do planejamento, a próxima fase, que pode durar aproximadamente duas ou quatro semanas, focalizará na expansão, através de um vigoroso ensino pessoal e de um projeto coletivo de ensino. Em alguns agrupamentos este esforço de ensino resultará em um grande número de declarações; em outros, o número potencial de buscadores irá aumentar substancialmente. K A fase de ensino intensivo é seguida de uma consolidação sistemática através da integração de uma porcentagem de novos crentes em suas famílias nas atividades básicas. Para aqueles que não entram de imediato no processo de instituto, visitas aos lares podem ser organizadas. Esta fase em si mesma leva ao aumento de novos crentes. K Enquanto isso, a capacitação de recursos humanos continua inalterada, de forma a que novos crentes passem através da 32
  33. 33. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO seqüência de cursos, a fim de prover mais recursos humanos para o próximo ciclo do programa intensivo de crescimento, e assim “o sistema como um todo está em constante estado de expansão.” Embora o ensino, a consolidação e a capacitação intensivas sejam introduzidas seqüencialmente em um programa de crescimento, em alguns pontos elas são atividades simultâneas. K Um ciclo termina com uma consulta entre as instituições no agrupamento para avaliar os resultados. Os elementos do programa são revisados de acordo com o que foi aprendido neste ciclo, e o próximo ciclo de atividades é imediatamente lançado em uma reunião de reflexão no nível do agrupamento. Certos aspectos de um programa intensivo de crescimento podem diferir de acordo com as condições em determinados agrupamentos. Ainda mais, o segundo ciclo pode não seguir o exato enfoque do primeiro, mas a experiência até agora adquirida em diferentes cenários reflete o padrão geral acima mencionado. Um exemplo de um programa intensivo de crescimento é o agrupamento rural de Murun, na Mongólia. Ao final do terceiro ano do Plano, 46 pessoas no agrupamento haviam completado a inteira seqüência dos cursos. Contínuas atividades de ensino resultaram em 228 declarações naquele ano, o que elevou a comunidade para cerca 33
  34. 34. PROMESSAS DE VITÓRIA de 500 bahá’ís. Um programa intensivo de crescimento para alcançar um significativo aumento no número de declarações foi iniciado em junho de 2004. O primeiro ano do programa foi previsto para ter quatro ciclos de três meses cada. Uma análise dos recursos humanos determinou que um maior número de facilitadores podia ser necessário, e assim o primeiro ciclo começou com um curso intensivo de duas semanas para os livros 6 e 7 do Instituto Ruhi, o que elevou o número de crentes tendo concluído a seqüência de cursos para 71. Esta fase preparatória foi seguida de um projeto de ensino de duas semanas. Dezenove grupos de instrutores foram formados, com três a cinco integrantes em cada um dos grupos, os quais fizeram contatos com 780 pessoas, resultando em 200 novas declarações, incluindo 60 préjovens. Uma fase de consolidação de dois meses ocorreu imediatamente após, alcançando os novos crentes e indivíduos mais receptivos com visitas aos lares e atividades básicas. Dentro de poucas semanas cerca de 30 dessas pessoas haviam completado os primeiros três livros da seqüência e 137 crianças estavam participando das aulas de educação bahá’í para crianças. No início de novembro, vendo que a maioria dos novos bahá’ís estava envolvida no processo de instituto e nas atividades básicas, os amigos do agrupamento Murun acharam estar prontos para dar início ao segundo ciclo do programa de crescimento. Dentro de uma semana o projeto de ensino intensivo havia resultado 34
  35. 35. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO em 73 novos crentes e um adicional de 10 reuniões devocionais regulares, 32 visitas de aprofundamento, 13 círculos de estudo e na formação de um grupo de pré-jovens. Dependendo das circunstâncias, a meta de um programa intensivo de crescimento pode ser um aumento substancial na comunidade de interesse, da qual poderiam surgir os novos crentes durante os meses seguintes. Este foi o objetivo do primeiro ciclo do programa intensivo de crescimento lançado em agosto de 2004 em Karachi, Paquistão, um agrupamento urbano com uma Assembléia Espiritual Local. As instituições no agrupamento avaliaram os recursos humanos e as atividades básicas como preparação para se delinear um projeto de ensino e as atividades de acompanhamento. Subseqüentemente, na reunião de reflexão, formaram-se 12 grupos de ensino com a participação de 56 crentes, os quais listaram os nomes de 400 amigos, parentes, vizinhos e colegas de trabalho para serem contatados. Um curso para recapitular o Livro 6 foi feito, antecedendo o começo do projeto de ensino de duas semanas. A Fé foi apresentada a 154 pessoas, 53 das quais concordaram participar de círculos de estudo, nove expressaram o desejo de enviar seus filhos às aulas de crianças, outros oito pediram para participar das reuniões devocionais e 71 pré-jovens se inscreveram no programa de pré-jovens. As atividades de acompanhamento estão em andamento. 35
  36. 36. PROMESSAS DE VITÓRIA O RESSURGIMENTO DO ENSINO “Façamos dele a paixão dominante de nossa vida.” Inseparável da estratégia de desenvolvimento sistemático de recursos humanos que temos trabalhado desde 1996, está a capacitação dos crentes para levarem à ação as tarefas de expansão e consolidação. Especificamente, a Casa de Justiça explicou que a consecução do objetivo de fazer avançar o processo de entrada em tropas “dependerá do rápido aumento no número de instrutores da Causa”. Narrativas de diversas comunidades em todo o globo atestam o impacto dos cursos de instituto em acender o espírito de ensino entre os crentes, criando neles habilidades para torná-los instrutores da Causa mais eficazes. Em algumas áreas, porém, tem sido dito que os crentes estão “esperando” por algumas condições antes de começarem a ensinar – até que seu agrupamento tenha avançado para o nível “B”, até que 50 amigos no agrupamento tenham concluído a seqüência de cursos, até que lancem um programa de crescimento, e assim por diante. No entanto, como sabemos, nossa obrigação de ensinar a Causa não depende do agrupamento em que vivemos, ou de que quantos cursos tenhamos estudado. “Deus prescreveu a cada um” – escreveu Bahá’u’lláh, “o dever de ensinar Sua Causa”. 36
  37. 37. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO Temos observado em diversos agrupamentos, de diferentes categorias, que os crentes que foram capacitados normalmente não estão sendo mobilizados à ação. Muito antes de o agrupamento alcançar o estágio de desenvolvimento e de conscientização coletiva para iniciar e manter um programa intensivo de crescimento, os crentes envolvidos no processo de instituto devem ser ajudados a empenhar-se no campo das ações. Por exemplo, os amigos que são capacitados para servir como facilitadores podem necessitar ajuda para encontrar um grupo de participantes para um círculo de estudo. Os crentes que completarem o segundo curso devem ser imediatamente destacados para as visitas aos lares, e aqueles que estudaram o livro sobre o ensino efetivo não precisam esperar até que o agrupamento seja da categoria “A” para formar uma equipe de ensino. O que alguns amigos muitas vezes necessitam, particularmente em áreas urbanas, é o acesso a uma população receptiva que gere contatos para as atividades básicas, e ainda mais, a confiança em fazer contatos com não-bahá’ís. Esforços para organizar listas e convidar os amigos, familiares, vizinhos e colegas de trabalho têm sido frutíferos, mas para muitos amigos essas listas são logo exauridas, tornando-se necessário buscar outros nomes além de seu limitado círculo. Algumas vezes ocorre haver crentes especialmente adequados para contatar populações receptivas, e estes podem atrair pessoas para as atividades básicas promovidas por seus companheiros bahá’ís. 37
  38. 38. PROMESSAS DE VITÓRIA As oportunidades e desafios no ensino da Fé podem variar em diferentes tipos de agrupamentos, mas, não importando as circunstâncias, continua inalterada a primazia da nossa responsabilidade individual: compartilhar a Mensagem de Deus para este Dia com a humanidade que está ansiosa pelo “poder redentor da Fé de Bahá’u’lláh”. Naquelas partes do mundo onde “trazer grandes números para as fileiras dos seguidores de Bahá’u’lláh não tem sido tradicionalmente uma tarefa descomunal”, o trabalho diligente de anos passados foi necessário “para construir uma vida comunitária bahá’í que pudesse atender às necessidades de seus novos membros, e ser igualmente auto-geradora de crescimento”. Um número de agrupamentos avançados na África e na Ásia estão agora alcançando este padrão sustentável. Em outras partes do mundo, os crentes movemse rapidamente para completar os cursos e estabelecer as atividades básicas, mas o aprendizado necessário para alcançar as almas e expandir o número de declarações levará mais tempo e mais esforços. É importante que para esses amigos o processo de desenvolvimento de recursos humanos não se torne um fim em si mesmo, algo que os leve a adiar o ato de ensino para algum momento no futuro. A experiência de comunidades com crescimento durante os últimos anos, indica que o sucesso no ensino necessita de um determinado número de habilidades por parte dos crentes. Uma habilidade básica 38
  39. 39. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO é aprender a convidar nossos amigos e vizinhos para participarem das atividades básicas e fazê-lo com confiança e regularidade. Pode-se observar que algumas pessoas se identificam espontaneamente com a Fé ao participarem das atividades bahá’ís, particularmente círculos de estudo. Em tais casos a tarefa, então, é reconhecer que a aceitação de Bahá’u’lláh já ocorreu em seus corações e prover condições para que elas se integrem na comunidade de forma decidida. Outros precisam ainda de orientação adicional em seu caminho de busca, conforme expressado numa declaração do Báb ao afirmar que “muitas pessoas sentem-se desamparadas, e fosses tu abrir seus corações e banir suas dúvidas, elas entrariam na Fé de Deus”. Em todos os casos, o que é necessário é o comprometimento integral e sincero com o aprendizado de como tornar-se um instrutor mais efetivo, para que estejamos preparados para cumprir com este chamado da Casa de Justiça: “Especialmente apelamos a nossos companheiros bahá’ís, em todas as partes, para desenvolverem um esforço mais poderoso que nunca em oferecer a Mensagem de Bahá’u’lláh a um número cada vez maior de seus compatriotas, e convidá-los para investigar e abraçar Sua Causa.” 39
  40. 40. PROMESSAS DE VITÓRIA Alguns bahá’ís são instrutores apaixonados naturais, cujos talentos necessitam ser utilizados dentro do arcabouço do Plano. Em todas as áreas eles podem contribuir imensamente em trazer buscadores para as atividades básicas. Além disso, em agrupamentos onde as instituições estão embarcando em programas intensivos de crescimento e os projetos estão empregando métodos de ensino direto, as equipes de ensino poderão se beneficiar ao ter algumas dessas almas entusiastas, que podem inspirar a equipe a “colocar de lado seus temores e apreensões e o seu senso de inadequação”, audaciosamente se relacionando com as pessoas interessadas e levando-as a abraçarem a Causa. Nos meses remanescente do Plano de Cinco Anos, sua atenção, certamente, continuará focalizada nos dois movimentos essenciais e na ajuda às instituições e aos crentes para alcançarem um significativo crescimento em tantos agrupamentos avançados quanto seja possível. Em numerosas áreas, o avanço no processo de instituto continuará sendo uma alta prioridade. Outra prioridade é fortalecer os continuados esforços em utilizar as energias e habilidades dos crentes nas tarefas de expansão e consolidação. A utilização dos recursos humanos ocorre 40
  41. 41. CENTRO INTERNACIONAL DE ENSINO de formas diferentes: uma certa porcentagem de crentes completa os cursos e entra no campo da ação por si mesmos; alguns são motivados e mobilizados nas reuniões de reflexão; para outros, pode ser necessário um acompanhamento indivíduo por indivíduo pelo membro do Corpo Auxiliar ou por seus ajudantes. Os membros do Corpo Auxiliar e seus ajudantes têm uma responsabilidade especial em apoiar os amigos em cada estágio do processo de instituto, e em acompanhá-los em seus esforços para a ação decorrente da capacitação que receberam: ajudálos a realizar uma reunião devocional, acompanhá-los nas visitas aos lares ou a co-facilitar um círculo de estudo. Finalmente, da mesma forma que vocês e seus auxiliares têm estado na vanguarda do processo de instituto, agora os encorajamos a mobilizarem seus membros do Corpo Auxiliar e ajudantes a impulsionarem a implementação de projetos de ensino, de forma a que um número sempre crescente de programas intensivos de crescimento seja lançado até o final do Plano. Para alcançar esse objetivo, um entendimento da mecânica do processo – os passos do ciclo de expansão e consolidação – embora essencial, não é suficiente. O que também se faz necessário é o ressurgimento do ensino, o ato de “convidar pessoas de todos os tipos e de todas as capacidades à mesa do banquete do Senhor das Hostes”. Mais e mais amigos que têm participado dos cursos de instituto estão “se conscientizando de que 41
  42. 42. PROMESSAS DE VITÓRIA cada um deles é capaz, em sua própria medida, de compartilhar a Mensagem”. Novamente, o desafio final é a utilização efetiva de nossos recursos humanos. Conforme escreveu a Casa de Justiça quando colocou diante de nós a meta de fazer avançar o processo de entrada em tropas, “milhares e milhares de crentes precisarão ser ajudados a expressar a vitalidade de sua fé através da constância no ensino da Causa”. Além do mais, convocamos a cada um de vocês e aos membros do Corpo Auxiliar para que durante os próximos 16 meses, em sua interação com os crentes, os quais em toda parte estão se esforçando com toda a sinceridade para levar avante os processos do Plano, busquem inflamar seus corações com a paixão pelo ensino. Urge que vocês, através de seu exemplo e ações de encorajamento, abanem as chamas de sua devoção num renovado ardor pelo ensino, de modo que “jamais deixem passar um dia sequer sem ensinar alguma alma”. Que o Todo-Poderoso lhes guie e sustente seus mais elevados esforços. Com amorosas saudações bahá’ís, O Centro Internacional de Ensino 42
  43. 43. PARTE III MENSAGENS DA ASSEMBLÉIA ESPIRITUAL NACIONAL DOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL
  44. 44. PROMESSAS DE VITÓRIA 44
  45. 45. PROMESSAS DE VITÓRIA Brasília, 9 de julho de 2004 AOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL Ternamente amados amigos, É com imensa alegria que a Assembléia Espiritual Nacional vem informar a toda Comunidade Bahá’í Brasileira que no período de 18 a 23 de junho de 2004 um grupo de bahá’ís do Brasil, atendendo a um convite do Centro Mundial, para lá se dirigiram com o intuito de realizar consultas com membros da Casa Universal de Justiça e do Centro Internacional de Ensino, ocasião em que puderam tratar profundamente de diversos temas relacionados com o progresso da Causa de Deus em nosso país. Deste grupo participaram dois membros da Assembléia Nacional, três membros da Assessoria Nacional de Instituto que se juntaram aos dois Conselheiros residentes no Brasil. Inspirados pelas visitas 45
  46. 46. PROMESSAS DE VITÓRIA realizadas aos Santuários Sagrados de Bahá’u’lláh, do Báb e de ‘Abdu’lBahá, estes amigos puderam consultar sobre diversos aspectos relacionados ao Plano de Cinco Anos no Brasil, como o fortalecimento do processo de instituto, o desenvolvimento dos agrupamentos de uma categoria para outra, e a necessidade iminente do lançamento de projetos de ensino, sempre em consonância com as condições e o potencial já existente em cada agrupamento. Estes queridos amigos trouxeram em seus relatos a satisfação do Centro Mundial Bahá’í com os esforços que a Comunidade Bahá’í Brasileira vem fazendo para o progresso do Plano de Cinco Anos e a confiança em seu potencial para alcançar grandes vitórias para a amada Causa de Deus. Destacaram a expectativa do Centro Mundial de que nossa Comunidade Nacional seja mais audaciosa nos seus projetos de ensino. Muitos agrupamentos já contam com condições satisfatórias para expandir a Causa de Deus, compartilhando a mensagem curadora de Bahá’u’lláh com o maior número de pessoas possível, através de contatos pessoais, reuniões de amigos (fire-side) e outras atividades, convidando-os a ingressarem nas reuniões devocionais, nos círculos de estudo e nas aulas bahá’ís para crianças e pré-jovens. Assim, é urgente e inadiável que cada agrupamento visualize formas de começar campanhas de ensino visando confirmar as almas e atraílas para as três atividades básicas do Plano de Cinco Anos, realizando- 46
  47. 47. AOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL as com regularidade nos fins de semana, feriados prolongados e períodos de férias. Um outro aspecto prático que foi informado, decorrente de experiências positivas em agrupamentos bahá’ís em algumas partes do mundo, é organizar e concentrar os esforços de ensino no que se definiu como “comunidade de interesse”, significando focalizar no conjunto de nossos familiares, amigos e contatos ainda não declarados bahá’ís, mas que já demonstraram algum interesse pela Fé. A Assembléia Nacional, logo após o retorno do grupo ao Brasil, teve a oportunidade de iniciar as consultas com os queridos Conselheiros Continentais residentes no país sobre os resultados dos trabalhos na Terra Santa. Constatou-se que existe o potencial em nossa comunidade para aumentar o número de declarações em muitos de nossos agrupamentos, e que a solidez do processo de instituto está provendo um grande número de recursos humanos capacitados. Neste momento, a Assembléia Nacional solicita que os Conselhos Bahá’ís, os Grupos Coordenadores de Instituto, as Coordenações de Instituto, os Comitês de Ensino de Área e as Assembléias Espirituais Locais consultem amplamente sobre quais medidas devem ser tomadas dentro de suas possibilidades, a partir do progresso que a Fé já alcançou em seu agrupamento, para tornar realidade as expectativas expressas pelo Centro Mundial para com o Brasil. 47
  48. 48. PROMESSAS DE VITÓRIA Que as seguintes palavras da Abençoada Beleza sirvam como fonte de inspiração para suas consultas: “Levantai-vos para promover a Minha Causa e enaltecer a Minha Palavra entre os homens. Somos convosco em todos os tempos e vos fortaleceremos com o poder da verdade. Verdadeiramente, somos Todo-Poderoso.” “Pela justiça de Deus! Se qualquer um abrir os lábios neste Dia e fizer menção do nome de seu Senhor, as hostes da inspiração divina sobre ele descerão do céu de Meu Nome, o Onisciente, a Suma Sabedoria. Sobre ele haverá de baixar, também, a Assembléia do alto, cada um erguendo um cálice de pura luz.” “Ele, em verdade, auxiliará cada um que Lhe der apoio e se lembrará de cada um que dEle se lembrar.” “Se alguém se levantar para o triunfo de Nossa Causa, Deus o fará vitorioso, embora dezenas de milhares de inimigos se aliarem contra ele.” 48
  49. 49. AOS BAHÁ’ÍS DO BRASIL “Ele virá em vosso auxílio com hostes invisíveis, apoiando-vos com os exércitos da inspiração dentre a Assembléia no alto; ...” Com amorosas saudações bahá’ís, Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá’ís do Brasil 49
  50. 50. PROMESSAS DE VITÓRIA 50
  51. 51. PROMESSAS DE VITÓRIA Brasília, 9 de setembro de 2004 AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS Queridos amigos bahá’ís, Conforme antecipado pela Assembléia Nacional em sua mensagem de 9 de julho de 2004 aos bahá’ís do Brasil, iniciamos um processo de consultas com os Conselheiros Continentais, Catherine Monajjem e Antônio Gabriel Marques, a partir das guias que o grupo de bahá’ís do Brasil trouxe da visita à Terra Santa no mês de junho último. Este grupo trouxe uma série de subsídios que estão recebendo a devida consideração da Assembléia Nacional e gerando consultas criativas que tem resultado em algumas decisões sobre o desenvolvimento do Plano de Cinco Anos em nosso país, as quais gostaríamos de compartilhar com o seu Conselho nesta oportunidade. 51
  52. 52. PROMESSAS DE VITÓRIA Com relação à Tabela de Indicadores de Crescimento, após cerca de oito meses de uso foi avaliada pela Assembléia Nacional e os Conselheiros, e sentiu-se a necessidade de implementar alguns ajustes à luz da experiência. A Assembléia Nacional gostaria de compartilhar com os amigos, em anexo, a nova versão desta tabela, a qual deverá ser utilizada a partir desta data. Como vocês poderão observar, alguns itens foram excluídos e outros modificados considerando a realidade dos agrupamentos no Brasil. Solicitamos aos Conselhos Bahá’ís que substituam a versão anterior e a compartilhem com seus respectivos Comitês de Ensino de Área ou Assembléias Espirituais Locais. A Assembléia Nacional, junto com os Conselheiros, tem avaliado as condições alcançadas pelos agrupamentos prioritários e, nesta fase, quando restam cerca de 18 meses para o término do Plano de Cinco Anos, sentiu a importância de definir metas que desafiem os agrupamentos a avançarem mais rapidamente em direção às condições necessárias para dar início a um programa intensivo de crescimento, sempre com base na tabela de indicadores de crescimento. Assim, após uma análise pela Assembléia Nacional e Conselheiros, detectouse previamente alguns dos agrupamentos que podem ser imediatamente convidados a embarcarem num processo mais rápido de crescimento, com metas a serem alcançadas dentro dos próximos 12 ou 18 meses. No caso de seu Conselho Bahá’í, a Assembléia Nacional considera que o agrupamento ... tem potencial para avançar e conquistar as 52
  53. 53. AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS condições necessárias para dar início a um programa intensivo de crescimento dentro de ... meses. Desta forma, a Assembléia Nacional gostaria de orientar seu Conselho Bahá’í a consultar amplamente a respeito dessa visão, desafios e se estão de acordo com essa previsão. Em se referendando esta meta, os amigos são solicitados a, o mais rápido possível, juntamente com o agrupamento em questão, elaborarem um planejamento para alcançar os indicadores de crescimento no decurso desse prazo. A Assembléia Nacional espera que dentro dos próximos 45 dias este assunto seja tratado numa próxima reunião de reflexão do agrupamento, de onde deverá sair um plano de ação a ser trabalhado por todos os agentes do Plano de Cinco Anos, ou seja, Conselho Bahá’í, Grupo Coordenador de Instituto, coordenação do Instituto em nível do agrupamento, Comitê de Ensino de Área, Assembléia Espiritual Local, membros do Corpo Auxiliar e seus ajudantes. Para tornar possível o monitoramento da evolução do processo de planejamento, e de sua execução, a Assembléia Nacional gostaria de receber a confirmação de seu Conselho Bahá’í a respeito desta proposição de meta. Além dos desafios com relação aos agrupamentos mais desenvolvidos de sua região, a Assembléia Nacional sente que é importante que seu Conselho Bahá’í defina metas para a evolução dos demais agrupamentos, detectando aqueles que podem se desenvolver de “C” para “B” e de “B” para “A”, dentro de prazos de 6, 53
  54. 54. PROMESSAS DE VITÓRIA 12 ou 18 meses. Assim, seu Conselho Bahá’í é solicitado a, em uma de suas próximas reuniões, consultar sobre a definição dessas metas, sempre analisando a tabela de indicadores de cada agrupamento. Agendada esta reunião, o Conselho é solicitado a informar a Assembléia Nacional de imediato para que possa contar com a presença de um de nossos membros. No caso de seu Conselho foi designado o sr.(a) ... o (a) qual poderá se reunir com os amigos nos dias 16 e 17 de outubro de 2004. Para esta reunião, está prevista também a participação de um Conselheiro. Após a definição dessas metas, ressaltando que devem estar de acordo com os indicadores de crescimento, o passo seguinte será o processo de planejamento que deverá ocorrer em conjunto com os amigos de cada agrupamento, em uma de suas reuniões de reflexão. À medida que os agrupamentos avancem e alcancem as condições para iniciar um programa intensivo de crescimento, os amigos estarão se preparando para lançar campanhas de ensino. Para essas campanhas, a Assembléia Nacional gostaria de salientar sua percepção da necessidade de mais audácia, tanto por parte das instituições como dos bahá’ís, em planejar campanhas que atraiam as almas para as três atividades básicas e confirmando-as na Fé. Conforme já afirmado pela Assembléia Nacional em comunicações anteriores, existe um grande potencial no Brasil para testemunhar o crescimento numérico de declarações, bastando, para isto, mais intensificação de esforços e espírito de sacrifício por parte de todos. 54
  55. 55. AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS Ao consultarem sobre as campanhas de ensino, os amigos devem ter em mente a seguinte guia do Centro Internacional de Ensino: As comunidades nacionais devem ser relembradas de que o avanço no processo de instituto e a multiplicação das três linhas de ação identificadas na mensagem de 09 de janeiro, não representam, por si mesmas, um crescimento intensivo. Esses esforços devem levar, por fim, a um firme e significativo aumento no número de novas declarações. A fim de alcançar esta expansão, os indivíduos e as instituições precisam estar alertas às novas oportunidades à medida em que elaboram novas abordagens para o ensino. Em muitos casos, as campanhas de ensino têm focalizado em convidar um grande número de pessoas interessadas em participar dos cursos do instituto, utilizando o próprio instituto como um instrumento de ensino. Em alguns casos, as artes têm sido usadas com maravilhosa eficácia. Outros enfoques incluem uma ênfase no ensino às famílias dos crentes, enquanto que em muitas áreas rurais, uma atenção crescente está sendo dada para ensinarem aos pré-jovens. Muitas experiências bem sucedidas estão ocorrendo no Brasil em diferentes agrupamentos, abrangendo a multiplicação das aulas bahá’ís para crianças e pré-jovens, na multiplicação das reuniões devocionais 55
  56. 56. PROMESSAS DE VITÓRIA e em campanhas visando atrair a população em geral para os cursos do Instituto Bahá’í. Mais recentemente, houve experiências em campanhas de visitas aos lares dos bahá’ís novos e antigos para compartilhar os temas de aprofundamento contidos no Livro 2 do Instituto Ruhí, e também as campanhas de visita aos pais de crianças que freqüentam as aulas bahá’ís ou pré-jovens que participam em círculos de estudo. Na medida em que alguns agrupamentos estão no limiar de iniciarem programas intensivos de crescimento, a Assembléia Nacional sente ser oportuno ressaltar nesta oportunidade um fator que contribui para o crescimento da Fé, citado no documento “Promovendo a Entrada em Tropas”, e que diz respeito ao amor e à unidade. A Casa de Justiça destaca o seguinte naquele documento: O amor e unidade entre os crentes e o amor dos amigos pela Fé e suas instituições são fundamentais para atrair grandes números de pessoas à Causa. O amado Guardião descreve a unidade e o amor entre os amigos como “o espírito que deve animar sua vida comunitária”, e decifra suas implicações práticas com relação ao planejamento e implementação do trabalho de ensino. Em uma carta escrita em seu nome, ele orienta os crentes como segue: Que eles se esforcem mais para aperfeiçoar seus relacionamentos puramente bahá’ís, tornem-se mais unidos, mais 56
  57. 57. AOS CONSELHOS BAHÁ’ÍS educados espiritualmente, mais competentes no cumprimento de suas tarefas administrativas, como uma forma de preparação para o ensino e para receberem maiores números de novos crentes... É expectativa da Assembléia Nacional que, considerando o potencial existente na Comunidade Bahá’í Brasileira, somado ao seu característico espírito de criatividade, alegria e encorajamento, e com a total confiança na ajuda infalível das Hostes do Concurso Supremo, ocorra uma aceleração do número de campanhas que venham resultar na multiplicação das três atividades básicas e de planos de ensino regulares que gerem a expansão da Causa, sempre em consonância com o potencial de cada agrupamento. Queridos amigos, sintam-se livres em recorrer ao auxílio da Assembléia Nacional ou dos Conselheiros para a concretização do acima exposto, e estejam assegurados das fervorosas orações da Assembléia Nacional para que o Todo-Glorioso os guie em seus esforços no sentido de difundir as fragrâncias divinas. Com amorosas saudações bahá’ís, Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá’ís do Brasil 57
  58. 58. PROMESSAS DE VITÓRIA 58
  59. 59. PROMESSAS DE VITÓRIA Brasília, 10 de setembro de 2004 ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS Queridos amigos bahá’ís, A comunidade mundial bahá’í tem passado por um intenso processo de transformação nesses últimos anos, o que incluiu o estabelecimento de novos padrões de operação e de desenvolvimento. Estamos testemunhando uma firme consolidação do processo de descentralização administrativa, do nível nacional para o regional, com a criação dos Conselhos Bahá’ís, a definição dos agrupamentos, muitos deles já contando com a operação de um Comitê de Ensino de Área e atuando agora a partir de uma nova ótica que atende os interesses da Fé nos dias atuais. O desenvolvimento de uma rede de Institutos Regionais está sendo fortalecida e preparando um número cada vez maior de recursos humanos necessários para ombrearem os 59
  60. 60. PROMESSAS DE VITÓRIA serviços da Causa. Finalmente, um esforço para o fortalecimento no nível local, através da atuação mais vigorosa das Assembléias Espirituais Locais, tornará o desenvolvimento desta estrutura divinamente ordenada preparado para que nossas comunidades testemunhem a entrada em tropas. As Assembléias Locais precisam agora refletir a respeito de algumas das implicações de seu papel vital dentro do contexto do Plano de Cinco Anos. De acordo com o Centro Mundial, muitas Assembléias Espirituais tem alterado seu estilo administrativo e escopo de operação para serem capazes de contribuir positivamente aos processos em andamento no agrupamento. Com os últimos planos globais, uma mudança de escopo no funcionamento das Assembléias Espirituais vem ocorrendo, uma reordenação de suas estruturas tem sido necessária para atender as exigências da atual época do desenvolvimento da Causa de Deus. É importante que as Assembléias Locais alcancem uma maior compreensão de questões ligadas ao aproveitamento de recursos humanos, de forma eficiente e sistemática, o estimulo à iniciativa individual, o apoio à multiplicação das atividades básicas e as abordagens das atividades de ensino atuais. Ao analisar o atual cenário de desenvolvimento da Fé, as Assembléias Locais necessitam se adequar e, o mais rápido possível, aperfeiçoar suas habilidades no cumprimento de suas funções. Algumas 60
  61. 61. ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS áreas específicas necessitam receber uma atenção mais cuidadosa para que seus desafios sejam superados. Como já é do conhecimento dos amigos, o motor do Plano de Cinco Anos é o Instituto de Capacitação, que tem como sua principal missão capacitar recursos humanos para o serviço à Causa. Nos últimos anos, em todas as regiões do país o número de amigos capacitados a realizar as atividades básicas têm aumentado grandemente, em decorrência do esforço que os amigos estão dedicando ao progresso dos Institutos Regionais. À medida que os amigos estudem a seqüência dos cursos do Instituto, o desafio que se apresenta diante das instituições é como auxiliar os amigos a colocar em ação o conhecimento e as habilidades adquiridas estudando os cursos do Instituto, multiplicando assim as três atividades básicas em cada comunidade, a saber: as reuniões devocionais, as aulas bahá’ís para crianças e pré-jovens e os círculos de estudo, atividades estas que estão servindo como portas para a entrada em tropas. As Assembléias Locais, à medida que grandes contingentes de amigos estão sendo capacitados pelo Instituto e demonstrando interesse em encontrar seus próprios caminhos de serviço, devem considerar como canalizar os seus talentos. Esta questão de canalizar os talentos dos amigos ao serviço à Causa de Deus tem profundas implicações no desempenho das funções das Assembléias Locais no contexto do Plano 61
  62. 62. PROMESSAS DE VITÓRIA de Cinco Anos. Tal como também a Casa de Justiça nos chama a atenção: Tudo isso abre excelentes oportunidades para as Assembléias Espirituais Locais. Delas é o desafio, em colaboração com os membros do Corpo Auxiliar, que as aconselham e ajudam, de utilizar as energias e os talentos dos crescentes recursos humanos disponíveis em suas respectivas áreas de jurisdição, tanto para criar uma vida comunitária vibrante como para começar a influenciar a sociedade a sua volta. Para cumprir esta missão as Assembléias Locais precisam: 1. Ter em mãos a relação de todos aqueles que estão sendo capacitados pelo Instituto. Esta relação pode ser obtida junto ao Grupo Coordenador de Instituto, por sua coordenação regional ou agrupamento; 2. Considerar designar um de seus membros – possivelmente o secretário, ou outro membro, ou mesmo designar um comitê local que desempenhe a missão de encontrar formas de incentivar o engajamento das pessoas capacitadas pelo Instituto na realização de alguma atividade, por exemplo, a prática da visita aos lares 62
  63. 63. ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS para compartilhar os temas de aprofundamento aprendidos no Livro 2 do Instituto Ruhí, a dar aulas bahá’ís para crianças, a realizar reunião devocional, a participar em campanhas de ensino; 3. A cada reunião da Assembléia Local deve-se reservar um tempo na agenda para análise do relatório relacionado ao aproveitamento de pessoal capacitado, verificando quais os bahá’ís da localidade que foram contatados e conduzidos a realizar a prática de algum serviço que aprendeu a realizar com o estudo dos cursos do Instituto, de forma que o maior número possível de amigos esteja sendo aproveitado. Ao incumbir-se desta responsabilidade, a Assembléia Local estará assumindo um estilo de liderança à qual foi estimulada pelo amado Guardião: A primeira qualidade de liderança, tanto entre indivíduos como entre as Assembléias, é a capacidade de usar a energia e a competência que existem no inteiro corpo de seus seguidores. Com relação à dinamização da prática de visitas aos lares dos bahá’ís novos e antigos, a experiência mundial tem demonstrado que estas 63
  64. 64. PROMESSAS DE VITÓRIA “se tornaram uma estratégia principal” do crescimento nos agrupamentos mais avançados. Para facilitar o planejamento deste programa, requer-se que as Assembléias Locais estejam: 1. De posse da lista daqueles que já estudaram o Livro 2; 2. Convidá-los amorosamente para uma reunião alegre e de planejamento de ensino; 3. Ali deve-se organizar conjuntamente um programa de visitas regulares e sistemáticas aos novos e antigos crentes que estão em suas listas de membros. O objetivo dessas visitas é de aprofundálos nas verdades da Causa e também serem convidados a participar das atividades básicas da vida comunitária. Outra questão que merece atenção das Assembléias Locais é sobre como apoiar a iniciativa individual, uma vez que, conforme ressalta a Casa de Justiça: ...o papel do indivíduo é de importância singular no trabalho da Causa. E o indivíduo que manifesta a vitalidade da Fé sobre a qual o sucesso do trabalho de ensino e o desenvolvimento da comunidade dependem. ... O indivíduo, unicamente, pode 64
  65. 65. ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS exercer aquelas capacidades que incluem a habilidade de tomar iniciativas, aproveitar oportunidades, criar amizades, interagir pessoalmente com outros, construir relacionamentos, conquistar a cooperação dos outros em serviços comuns à Fé e à sociedade, e converter em ação as decisões tomadas pelos corpos consultivos. Desta forma, as Assembléia Locais necessitam aperfeiçoar seu estilo de lidar com a iniciativa individual. Quando for percebido que um indivíduo tomou a iniciativa de realizar alguma atividade, a Assembléia Local deve: 1. Dar todo apoio; 2. Demonstrando interesse nas atividades que os bahá’ís estiverem se esforçando para realizar, oferecendo toda ajuda; 3. Prestigiando toda e qualquer atividade que contribua com os objetivos do Plano; 4. Divulgando em seu boletim local ou carta noticiosa tais iniciativas. 65
  66. 66. PROMESSAS DE VITÓRIA É claro que a Assembléia Local estará atenta com relação a alguns requisitos básicos para que os indivíduos tomem a iniciativa de realizar uma atividade básica. Por exemplo, para iniciar uma reunião devocional, é importante que tenha-se concluído o Livro 1 ; para realizar aulas para crianças, será interessante já ter-se passado por algum treinamento ministrado pelo Instituto e para iniciar um círculo de estudo, ser um facilitador. É desta forma que a Assembléia Nacional espera que as Assembléias Locais passem a dar prioridade ao planejamento do trabalho de ensino da Fé em sua jurisdição, focalizando a multiplicação das três atividades básicas. Neste contexto, algumas Assembléias Locais têm alcançado grande sucesso com a promoção de campanhas visando atrair um grande número de contatos para os círculos de estudo. Essas Assembléias Locais têm usado a criatividade quanto a métodos de promoção das reuniões devocionais e dos cursos do Instituto, produzindo cartazes que são expostos em linhas de ônibus urbanos e em outros locais da cidade, panfletos explicativos, tudo dentro de um esquema bem organizado e sistemático. Uma Assembléia Local teve um resultado surpreendente obtendo uma resposta da população além do esperado, sendo necessário abrir diversas turmas para estudo do Livro 1. Quanto às reuniões devocionais, as Assembléias Locais necessitam garantir a sua multiplicação, para tal é necessário: 66
  67. 67. ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS 1. Designar uma coordenação, um grupo-tarefa ou ainda um Comitê Local que terá a missão de acompanhar a multiplicação e alguns detalhamentos dos aspectos da organização das reuniões devocionais; 2. Esta estrutura, então, terá como função encorajar os amigos a estabelecer uma reunião devocional, orientá-los quanto aos preparativos de forma que seja o mais inspiradora e agradável possível. Por exemplo, para as reuniões devocionais, além das orações e leitura de textos sagrados, os amigos poderiam considerar incluir uma breve preleção sobre um tema inspirador, que gere conforto e alimento espiritual, aos presentes, previamente escolhido e preparado. Ao tratar de campanhas de ensino, as Assembléias Locais precisam agora assimilar o que está se chamando de “comunidade de interesse” como uma população alvo a ser alcançada. Essa “comunidade de interesse” compreende o conjunto do sempre crescente número de amigos, simpatizantes e interessados na Fé (pais das crianças e préjovens que participam das aulas bahá’ís, contatos que participam das reuniões devocionais, dos círculos de estudo, fire-sides, parceiros nas atividades de projetos educacionais ou sociais, etc.). Estes amigos devem passar a receber uma atenção sistemática, sendo convidados a 67
  68. 68. PROMESSAS DE VITÓRIA se integrarem nas diversas atividades e projetos bahá’ís. Esta comunidade de pessoas embora não formalmente bahá’ís, deseja participar de muitas de nossas atividades. O nosso principal desafio então “é atender as necessidades desta comunidade de interesse, fazendo com que estes indivíduos sintam-se em casa na comunidade bahá’í, comunicando-se regularmente com eles, engajando-os em nosso discurso e aceitando calorosamente seus oferecimentos de serviço”, como destacou o Centro Internacional de Ensino em uma recente mensagem. A Assembléia Nacional aqui gostaria de relembrar às Assembléias Locais que o seu propósito primário é o ensino, conforme revela Bahá’u’lláh: o “ensino da Causa de Deus deve ter precedência, pois é assunto de suprema importância, de modo que todos os homens possam, assim, entrar no pavilhão da unidade e todos os povos da terra possam ser considerados como um só corpo...” Queridos amigos, o Centro Mundial previu que nos próximos meses, “...o funcionamento dessas importantes instituições da Ordem Administrativa irá, indubitavelmente, evoluir muito mais além, à luz 68
  69. 69. ÀS ASSEMBLÉIAS ESPIRITUAIS LOCAIS da guia dos Escritos e da experiência de campo”, tornemos pois esta grande expectativa em realidade. A Assembléia Nacional tem plena confiança de que as Assembléias Locais serão amorosamente guiadas pelos Conselhos Bahá’ís e ajudadas pelos membros do Corpo Auxiliar e seus ajudantes a desempenharem sua missão. Estejam assegurados das fervorosas orações da Assembléia Nacional para que o Senhor Todo-Glorioso os ajude a ser “os fidedignos do Misericordioso entre os homens e considerarem-se a si próprios guardiões designados por Deus para todos os que habitam na terra”. Com amorosas saudações bahá’ís, Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá’ís do Brasil 69
  70. 70. PROMESSAS DE VITÓRIA 70
  71. 71. PROMESSAS DE VITÓRIA REFERÊNCIAS K Prefácio: O Advento da Justiça Divina, Editora Bahá’í do Brasil, 1ª Edição, 1977, pp. 72-74 e 114. K Parte I: Bahá’u’lláh citado em O Advento da Justiça Divina, pp. 114 a 130. K Parte II:Tradução de uma carta enviada eletrônicamente. K Parte III: K Aos Conselhos Bahá’ís: Carta ao Conselho Bahá’í do Paraná K 4a Capa: ‘Abdu’l-Bahá citado em O Advento da Justiça Divina, p. 72. 71
  72. 72. Conheça os MATERIAIS DE ENSINO da Fé Bahá’’í para uso pessoal Pedidos no seu Conselho Bahá’’í, Assembléia Local ou diretamente na: Comunidade Bahá’’í do Brasil C.P. 7035 71619-970 –– Brasília –– DF www.bahai.org.br Para presentear FÉ BAHÁ’’Í: LIVROS SOBRE A www.editorabahaibrasil.com.br

×