Sétima   dePentecoste    s
Com.: Dom da Fortaleza - O dom da fortaleza, também chamado "dom dacoragem", imprime em nossa alma um impulso que nos perm...
A esse dom se opõe a timidez, que é otemor desordenado; e também aquelecomodismo que impe de caminhar, de     querer dar g...
4º dia: O Espírito da Promessa    do Antigo Testamento
Vinde, Espírito Santo,enchei os corações dos vossos fiéis,      e acendei neles o fogo          do vosso amor.      Enviai...
Oremos: Ó Deus, que instruíste oscorações de Vossos fiéis com a Luz    do Espírito Santo, fazei que  apreciemos retamente ...
Oração IntrodutóriaC.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto docéu, um raio da vossa luz!T.: Vinde, Pai dos pobres, v...
C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente oscorações dos vossos fiéis!T.:   Sem o vosso auxílio, nada pode ohomem, nada ...
C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, ossete dons sagrados!T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos otroféu da sal...
L eitura BíblicaLeitura do Livro do Profeta Ezequiel, capítulo36, versículos de 24 a 28:24. Eu vos retirarei do meio das n...
26. Dar-vos-ei um coração novo e em vós poreium espírito novo; tirar-vos-ei do peito o coraçãode pedra e dar-vos-ei um cor...
28. Habitareis a terra de que fiz presente avossos pais; sereis meu povo, e serei vossoDeus.C.: Palavra do Senhor.T.: Graç...
ReflexãoL.: É da maior importância para a nossaabertura à Pessoa do Espírito Santocompreendermos adequadamente -tanto quan...
Pentecostes não é, simplesmente, “a vinda doEspírito Santo”, como comumente costuma-seafirmar. O Espírito Santo -Pessoa di...
De fato, já no segundo versículo da Bíblia (Gn1,2), encontramos a expressão: “... O Espíritopairava sobre as águas...”. E ...
que atuou em Otoniel, Gedeão, Débora, eSansão; que Samuel e Davi profetizavam peloEspírito Santo; que Azarias e Oziel o po...
Outras passagens da Sagrada Escrituraconfirmam esta presença e este operar doEspírito Santo nos tempos descritos pelo Anti...
a) O Espírito Santo se manifestava ( ou “se   apossava de”, ou “agia em”...) apenas em   algumas pessoas, escolhidas por D...
a) A presença do Espírito na vida de todas as   pessoas era uma presença considerada do   tipo “natural”, ou imanente, a s...
a) Não se tinha a consciência - a revelação   -que temos hoje a respeito do Espírito   Santo. Percebiam-No mais como uma “...
Algumas promessas, porém, da parte de Deuspela boca de seus profetas (e depois, pela bocado próprio Jesus) nos davam conta...
“Depois disso acontecerá que derramarei o meuEspírito sobre todo o ser vivo: vossos filhos evossas filhas profetizarão; vo...
Pentecostes é a realização dessas promessas arespeito do Espírito. E a nós, a quem coubeviver nesses tempos em que Penteco...
C onsagração ao Divino E spírito Santo T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito deluz e de amor, eu vos consagro a minha inte...
Que o meu coração seja sempre inflamado doamor de Deus e pelo próximo. Que a minhavontade seja sempre conforme a vontadedi...
Oração Final C.: Espírito Santo, que conduziste osprofetas por desertos de areia ou pelaamplidão dos mares.T.: Sopra sobre...
C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim deque só digam e cantem a Verdade deque liberta.T.: Abre nossos corações à beleza dom...
C.: Para que todos os nossos encontrossejam sempre louvores a Deus emotivos de amor.T.: E todas as criaturas constituamopo...
Hino L itúrgico              Veni C reator  Vem, Espírito Criador, visita o espírito             dos que são teus.   Enche...
Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o        dedo da mão de Deus,    a verídica promessa do Pai:        Tu inspiras nossa ...
Afasta para longe de nós o inimigo.     Desde agora dá-nos a paz. Sê nosso guia no caminho para que     possamos evitar to...
4º dia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

4º dia

862 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
862
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
376
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

4º dia

  1. 1. Sétima dePentecoste s
  2. 2. Com.: Dom da Fortaleza - O dom da fortaleza, também chamado "dom dacoragem", imprime em nossa alma um impulso que nos permite suportar as maiores dificuldades e tribulações, e realizar, se necessário, atos sobrenaturalmente heróicos.
  3. 3. A esse dom se opõe a timidez, que é otemor desordenado; e também aquelecomodismo que impe de caminhar, de querer dar grandes passos.
  4. 4. 4º dia: O Espírito da Promessa do Antigo Testamento
  5. 5. Vinde, Espírito Santo,enchei os corações dos vossos fiéis, e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra.
  6. 6. Oremos: Ó Deus, que instruíste oscorações de Vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas ascoisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.
  7. 7. Oração IntrodutóriaC.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto docéu, um raio da vossa luz!T.: Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte detodos os dons, vinde, luz dos corações!C.: Consolador magnífico! Doce hóspede daalma! Doce reconforto!T.: Sois repouso para o nosso trabalho,calmante para as nossas paixões, lenitivopara as nossas lágrimas!
  8. 8. C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente oscorações dos vossos fiéis!T.: Sem o vosso auxílio, nada pode ohomem, nada produz de bom!C.: Lavai as nossas manchas! Banhai a nossaaridez! Sarai as nossas feridas!T.: Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossafraqueza! Retificai os nossos erros!
  9. 9. C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, ossete dons sagrados!T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos otroféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!Amém! Aleluia!
  10. 10. L eitura BíblicaLeitura do Livro do Profeta Ezequiel, capítulo36, versículos de 24 a 28:24. Eu vos retirarei do meio das nações, eu vosreunirei de todos os lugares, e vos conduzireiao vosso solo. 25. Derramarei sobre vós águaspuras, que vos purificarão de todas as vossasimundícies e de todas as vossas abominações.
  11. 11. 26. Dar-vos-ei um coração novo e em vós poreium espírito novo; tirar-vos-ei do peito o coraçãode pedra e dar-vos-ei um coração de carne. 27.Dentro de vós meterei meu espírito, fazendocom que obedeçais às minhas leis e sigais eobserveis os meus preceitos.
  12. 12. 28. Habitareis a terra de que fiz presente avossos pais; sereis meu povo, e serei vossoDeus.C.: Palavra do Senhor.T.: Graças a Deus.
  13. 13. ReflexãoL.: É da maior importância para a nossaabertura à Pessoa do Espírito Santocompreendermos adequadamente -tanto quantonos permite a Revelação e a nossa capacidadede interpretá-la -o significado central daquiloque aconteceu no histórico evento dePentecostes.
  14. 14. Pentecostes não é, simplesmente, “a vinda doEspírito Santo”, como comumente costuma-seafirmar. O Espírito Santo -Pessoa divina que é -sempre esteve presente na história dahumanidade, não sendo pois correto crer queEle só tenha vindo atuar em nosso meio depoisde Pentecostes.
  15. 15. De fato, já no segundo versículo da Bíblia (Gn1,2), encontramos a expressão: “... O Espíritopairava sobre as águas...”. E ela nos ensinaainda, por exemplo, que Ele desceu sobreEnoque, Abraão, Isaque e Jacó; que o Faraócompreendera que José possuía o Espírito deDeus; que os milagres de Moisés eramoperados por Sua virtude;
  16. 16. que atuou em Otoniel, Gedeão, Débora, eSansão; que Samuel e Davi profetizavam peloEspírito Santo; que Azarias e Oziel o possuíam.E Isaías (63, 11-12) aduz: “Onde habita aqueleque enviou no meio deles o Espírito Santo,guiando Moisés pela destra? Desceu o Espíritodo Senhor e foi o guia do seu povo...”
  17. 17. Outras passagens da Sagrada Escrituraconfirmam esta presença e este operar doEspírito Santo nos tempos descritos pelo AntigoTestamento. Do conjunto dessas afirmações,podemos caracterizar em certo sentido o modocomo o Espírito Santo estava presente eoperava na história da salvação, antes dePentecostes (porque, depois, seria diferente!).Podemos dizer que:
  18. 18. a) O Espírito Santo se manifestava ( ou “se apossava de”, ou “agia em”...) apenas em algumas pessoas, escolhidas por Deus com vistas a algum propósito de Sua parte (alguns reis, profetas, juízes, ou sacerdotes).b) O Espírito se manifestava na vida dessas pessoas por um determinado tempo, apenas; cessada a “missão”, a “tarefa” ou o “propósito”, cessava a aparente manifestação; Ele ainda não “habitava” o ser humano como hoje nos é possível;
  19. 19. a) A presença do Espírito na vida de todas as pessoas era uma presença considerada do tipo “natural”, ou imanente, a sustentar e garantir nelas a vida -do que Ele é Senhor e Fonte! Não era ainda uma presença do tipo “sobrenatural” -além da natureza humana -, uma presença pela graça, como nos é possível hoje por um intermédio dos Sacramentos.
  20. 20. a) Não se tinha a consciência - a revelação -que temos hoje a respeito do Espírito Santo. Percebiam-No mais como uma “força divina”, e não como a presença e a ação de uma Pessoa Divina, da Trindade.
  21. 21. Algumas promessas, porém, da parte de Deuspela boca de seus profetas (e depois, pela bocado próprio Jesus) nos davam conta de que,para os tempos messiânicos -ou seja, depois davinda do Filho-, a presença e o operar doEspírito seriam diferentes. Por exemplo, pelaboca do profeta Joel, Deus nos anunciava:
  22. 22. “Depois disso acontecerá que derramarei o meuEspírito sobre todo o ser vivo: vossos filhos evossas filhas profetizarão; vossos anciãos terãosonhos, e vossos jovens terão visões. Naquelesdias, derramarei também o meu espírito sobreos escravos e as escravas.” (Jl 3,1-2; vertambém Ez 36, 25-27, Is 44,3).
  23. 23. Pentecostes é a realização dessas promessas arespeito do Espírito. E a nós, a quem coubeviver nesses tempos em que Pentecostes já éuma realidade, é dada a possibilidade dedesfrutar os privilégios que o novo modo doEspírito Santo estar presente e agir veio nostrazer, como veremos nos próximos encontros.
  24. 24. C onsagração ao Divino E spírito Santo T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito deluz e de amor, eu vos consagro a minha inteligência, o meu coração e a minhavontade, todo o meu ser, no tempo e na eternidade. Que a minha inteligência seja sempre dócil às vossas celestesinspirações e à doutrina da Santa Igreja Católica, de que sois guia infalível.
  25. 25. Que o meu coração seja sempre inflamado doamor de Deus e pelo próximo. Que a minhavontade seja sempre conforme a vontadedivina, e que toda a minha vida seja umaimitação fiel da vida e das virtudes de NossoSenhor e Salvador Jesus Cristo, a quem, com oPai e convosco, sejam dadas honra e glóriapara sempre Amém.(Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai)
  26. 26. Oração Final C.: Espírito Santo, que conduziste osprofetas por desertos de areia ou pelaamplidão dos mares.T.: Sopra sobre nossos olhos, a fim deque, por toda parte, saibam ver aTrindade Santa.
  27. 27. C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim deque só digam e cantem a Verdade deque liberta.T.: Abre nossos corações à beleza domundo, ao alegre esplendor das formassensíveis
  28. 28. C.: Para que todos os nossos encontrossejam sempre louvores a Deus emotivos de amor.T.: E todas as criaturas constituamoportunidades que nos levem aoCriador. Amém.
  29. 29. Hino L itúrgico Veni C reator Vem, Espírito Criador, visita o espírito dos que são teus. Enche de graça e de esplendor os corações que tu mesmo criaste. Nós te chamamos o Defensor, dom de Deus altíssimo.fonte viva, fogo, amor e unção da graça.
  30. 30. Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o dedo da mão de Deus, a verídica promessa do Pai: Tu inspiras nossa voz. Abrasa-nos em tua luz, enche nossos corações. O que é fragilidade em nosso corpo revigora com Teu vigor.
  31. 31. Afasta para longe de nós o inimigo. Desde agora dá-nos a paz. Sê nosso guia no caminho para que possamos evitar todo mal. Dá que conheçamos o Pai, revela-nos o filho,Tu és o Espírito do Pai e do filho. Que sempre creiamos em Ti! FIM

×