SlideShare uma empresa Scribd logo

Não estamos nós arrependendo

• Como você lé a Bíblia? Como livro de regras? Amuleto espiritual? Bola de cristal? Xicára de café espiritual? Alto-aguda? Mapa do tesouro?

1 de 9
Baixar para ler offline
Não estamos nós Arrependendo:
Descoberta:
Antigo Testamento:
Salmo 67.2para que sejam conhecidos na terra os teus caminhos, “a tua salvação
entre todas as nações”.
Salmo 96. 10,Digam entre as nações:
Salmo99.1-3, ele é exaltado acima de todas as nações!
Salmo 86.9, Todas as nações que tu formaste virão e te adorarão,
Salmo46.10, Serei exaltado entre as nações, serei exaltado na terra.
Salmos: 2.8; 9.11; 18.49; 22.27-28; 45.17;46.10; 47.1-9; 5.9; 66.1-8; 67.1-7; 72.8-11; 77.13-14;
98.1-9; 105. 1-5:
Novo testamento:
Mt.24.14; 28.18-20; Mc,11.17;13.10; 16.15; Lc, 24.46-47; Jo 20.21; Atos 1.5;13. 46-47; 15.7-
19; Rm 1.5; 15-21; 16. 25-27 Gl.3-8; Ef3.6-8; 1 Tm 2.3-4; 1 Jo 2.2; Ap 5.9-10; 7. 9-10:
Introdução:
Alguma vez você já se perguntou...afinal de contas sobre o que a Biblia fala?
Nos dias de hoje, Deus ainda age em nosso meio?
A minha vida faz parte de algo maior?
O que e descoberta?
É sobre o que Deus disse a Adão e Eva a respeito do que eles fizeram?
É sobre a promessa de Deus a Abraão?
É sobre o coração de Jesus?
É sobre o proposito da Igreja?
É sobre um movimento que esta crescendo rapidamente em todo o mundo. E
sobre o coração de Deus... sua paixão pelo conhecimento de sua gloria para
cobrir toda a terra como as aguas cobrem o mar?
 A História de sua gloria:
Muitos de nós crescemos e aprendemos que a Bíblia possui muitas Histórias.
Muitas vezes os relatos Bíblicos são apresentados de forma descónexas, mas de
alguma forma cremos que são narrativas que podem ser aplicadas as nossas
vidas pesssoais.
 Como você le a Biblia?
Como livro de regras?
Amuleto espiritual?
Bola de cristal?
Xicara de café espiritual?
Alto-aguda?
Mapa do tesouro?
Todos esses pontos de vista são inprecisos e inconpletos, mas o fato e que
muitos de nós enchergamos a Biblia como um conjunto variado de historias
espirituais sem um proposito ou tema principal. A grande verdade e que a
Biblia fala mais da pessoa de Deus e sua paixão por ser adorado por todos os
povos do que de nós mesmos. Existem mais de 1.600 vesiculos na Biblia que
mostram a paixão de Deus para que sua gloria seja desfrutada por todos os
povos da terra.
A História da sua gloria:
A Bíblia e basicamente, uma História sobre Deus. Quando olhamos as Escritura
como um livro de alto-ajuda, acabamos entediado e frustrados com o que
parece ser uma coleção de histórias sem conexão. O que aconteceria se
descobrisemos que a Biblia fala mais a respeito de Deus do que de nós? Quão
emocionante descobrir que todos os elementos das Escrituras os relatos dos
eventos, os vesiculos de refinada sabedoria, as profesias liricas nós conduz a
saga sentral dessa pessoa respeitável. Estamos habituados com a ideia de que a
Bíblia e uma historia verídica. É tão verídica que continua sendo desenrolada
nesse momento. Estamos acostumados a ouvir que a Bíblia e uma história de
amor, mas tendemos vê apenas um lado dessa História: agora como Deus ama
as pessoas? Se a principal mensagem da Biblia é que Deus deve ser amado de
todo coração, alma, mente e força, talves seja sabio ler toda a história do ponto
de vista de Deus. Quando partimos do ponto de vista de Deus a grande
História de amor finalmente faz todo sentido. Não e apenas Deus amando as
pessoas. Ele as esta transformando-as para que se tornem capazes de amalo
plenamente. Deus esta atraindo adoradores para que espontaneamente
inspiradas pelo amor, redão a ele gloria. Deus so pode ser amado a medida em
que é conhecido. E poe isso que a História da Biblia e a História dê Deus se
revelando a fim de atrair para si obediente adoração ou gloria das nações. Com
seu amor apaixonado, Deus no centro da Biblia e realmente a História da sua
gloria.
 O Propósito globalde Deus:
Introdução: Gênesis 1-12
Criação: O Propósito da Raça Humana. Gn,1-28
Porque você acha que Deus ordenou as pessoas que fosem fecundas e se
mutiplicasem sobre a terra? O que você acha que Deus tinha em mente?
A Queda: A entrada do pecado e a promessa de Deus, Gn 3-15 Adão e Eva
escolherão desobedeser a Deus, e por causa do pecado deles o relacionamento
foi ronpido.
O Diluvio: O Pecado se mutiplica. Gênesis, 9-1
Depois que Deus jugou o mundo com o diluvio, o que o Senhor ordenou a Noé
e sua familia? E qual a relação com o desejo divino de ser adorado?
A Torre de Babel: A origem das nações. Gênesis,11,1-9
De acordo com o texto, como as pessoas estavão desobedesendo a Deus nas
suas ordenansas a Adão e a Noé? Que desejo inpedia as pessoas de obedeser a
Deus? Qual foi a resposta divina para a desobediencia Humana?
 Do Gênesispara a Judeia:
A Promessa a Abrão: Gênesis 12,1-3
Qual a promessa feita a Abrão (antes de ele ser chamado Abraão)? De que
forma Abraão foi abençoado para abensoar todos os povos da terra?
Deus usa Israel...Deuteronomio 4,5-7. (Samuel 17.45-46) (primeiro Reis, 4-34)
(Daniel, 3 28-29. 6, 25-27) O que essas passagens revelão sobre a paixão de Deus
por todas as nações? Como o Senhor usa Israel?
A Profecia sobre o Mesias...(Isaias 49-6; Lucas 2, 29-32)
De acordo com essas passagens, como o Messias ira cunprir o deseso global de
Deus?
O Encino de Jesus: (Mateus, 28,18-20; Marcos, 11. 15-17 Mateus, 24-14).
O que Jesus encinou a respeito das nações?
Jesus e a Grande Comissão: (Mt 28,18-20;) (Mc 16-15,) (Lu, 24, 46-47;) João 20-21
e Atos, 1-8;
A Promessa de Deus a Abraão: Galatas,3-8
O que significa a espreção anucinou primeiro as boas novas a Abraão?
A anbição de Paulo: Romanos 15, 20-21
Onde Paulo buscava pregar o Evangelho? Porque ele tinha essa anbição e como
isso se encaixa com o desejo de Deus de alcansar todas as nações?
Conclusão:
A Visão do fim da História:
A Promessa de Deus cumprida (Apocalipse. 5-9-10; 7, 9-10).
Como esses vesiculosdevem nós inspirar e encoragar? Como eles se relasionam
com a promessa de Deus em Gênesis 12,1-3;
 Por Amordo meu Nome!
Romanos, 1.5 Por meio dele e por amor do seu nome, recebemos graça e
apostolado para chamar dentre todas as nações um povo para a obediência que
vem pela fé.
Observe: “por amor do seu nome”. John Stott exulta novamente nessa grande
paixão de Paulo:
Devemos ser “zelosos”... pela honra de seu nome – ficarmos incomodados
quando ela permanece desconhecida, feridos, quando e ignorada, indignados,
quando é blasfemada. E, todo o tempo, ansiosos e determinados para que ela
receba a honra e a glória que lhe são devidas devidas.
A argumentação biblicamente intença de Edwards
Edwards esta seguro disso porque a Bíblia é clara sobre isso. Por quase setenta
paginas Edwards amontoa texto sobre texto das Escrituras para mostrar o show
radical da teocentricidade de Deus. Ele diz assim:
 Deus tem apreço por si mesmo como seu fim principal, nessa obra [de
criação] porque ele é digno em si mesmo para isso, sendo infinitamente o
maior e melhor dos seres. Tudo o mais, com relação a dignidade,
importância e excelência é perfeitamente como nada em comparação a
ele.
Ele cita Romanos 11.36: “por que dele por ele e para ele são todas as coisas. A
ele, pois, a glória eternamente”. E Colossenses 1.16: “tudo foi criado por meio
dele e para ele”. E Hebreus 2.10: “Convinha que aquele, por cuja a causa e por
meio de quem todas as coisas existem, conduzindo muitos filhos a glória,
aperfeiçoasse por meio de sofrimentos, o autor da salvação deles”. E Provérbios
16.4: “O Senhor fez todas as coisas pra si mesmo”(KJV).
O Ponto central desses textos – e de dúzias de outros – não é que Deus tenha
carências que está tentando sanar, mas quem perfeição que quer mostrar. O
objetivo de Deus na criação é se colocar em evidência. “Os céus proclamam a
glória de Deus”, diz o Salmo 19.1. quem o estruturou dessa forma? Deus. Este é
o seu ojetivo na criação: torna-se conhecido como glorioso. O mesmo é verdade
sobre a História da redenção. Isaias 48.9-11 é como uma bandeira não apenas
sobre o resgate de israel do exilio, realizado por Deus, mas sobre todos os seus
atos de resgate, especialmente a cruz:
 Por amor do meu nome, retardarei a minha ira e por causa da minha
honra me conterei para contigo, para que não te venha a exterminar. Eis
que te acrisolei, mas disso não resultou prata; provei-te na fornalha da
aflição. Por amor de mim, por amor de mim, é que faço isto; porque
como seria profanado o meu nome? A minha glória, não a dou a outrem.
Toda a criação, toda a redenção, toda a História foi projetada por Deus para
exibir Deus. Este é o objetivo principal da Igreja.
“Adoração” no em vez de glória:
“As missões não são o alvo fundamental da igreja. A adoração é.” Porque substitui
“glória de Deus” por “adoração”? por que não dizer: “ As missões não são o alvo
fundamental da igreja. A glória de Deus é”? A razão para isso é que as missões não são
necessárias por cauza de uma falha de Deus em mostrar sua glória, mas por uma falha
humana em saborear a glória de Deus. A Criação esta narrando a glória de Deus, mas
as pessoas não a esta valorizando.
 Porque os atributos invisíveis de Deus, assim como seu eterno poder, como
também sua própria divindade claramente se reconhecem, desde o principio do
mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens
são, por isso indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o
glorificaram como Deus, nem lhe deram graças. Romanos 1.20-21
A revelação natural não está alcançando seu objetivo. A honra e a gratidão a Deus não
estão inflamando o coração das pessoas quando elas veem sua glória manifesta na
natureza. Elas não estão adorando o Deus verdadeiro. É por isso que as missões são
necessárias.
As missões existem porque a adoração não existe. O tema principal tratado pelas
missões é que a glória de Deus é desonrada entre os povos do mundo. Quando Paulo
levou esta acusação contra seu próprio povo ao clímax, em Romanos 2.24, ele disse: “O
nome de Deus é blasfemado entre os gentios por vossa causa”. Esta é a principal
ofensa.
 A glória de Deus não é honrada.
 A santidade de Deus não é reverenciada.
 A grandeza de Deus não é admirada.
 O poder de Deus não é louvado.
 A verdade de Deus não é buscada.
 A sabedoria de Deus não é estimada.
 A beleza de Deus não é apreciada.
 A bondade de Deus não é saboreada.
 A fidelidade de Deus não é crida.
 Os mandamentos de Deus não são obedecidos.
 A justiça de Deus não é respeitada.
 A ira de Deus não é temida.
 A graça de Deus não é afagada.
 A presença de Deus não é respeitada.
 A pessoa de Deus não e amada.
O Criador infinito e glorioso do universo, por quem e para quem existem todas as
coisas – que sustenta a vida de cada pessoa a cada momento (Atos 17.25) – é
negligenciado, desacreditado, desobedecido e desonrado entre os povos do mundo.
Esta é a principal razão para as missões.
O oposto para esse desrespeito é a adoração. A adoração não é uma reunião. Não é
essencialmente um cântico ou a atenção dada à pregação. A adoração não é
essencialmente algum tipo de ato externo. A adoração é essencialmente uma agitação
interna do coração para estimar Deus acima de todos os tesouros do mundo.
 Uma valorização de Deus acima de tudo o mais que é valioso.
 Um amor a Deus acima de tudo o mais que é amado.
 Um saboreamento de Deus acima de tudo o mais que é doce.
 Uma admiração de Deus acima de tudo o mais que é admiravel.
 Um temor a Deus acima de tudo o mais que é terrivel.
 Um respeito a Deus acima de tudo o mais que é respeitavel.
 Uma apreciação de Deus acima de tudo o mais que é precioso.
A adoração e de dentro pra fora:
Em outras palavras, adorar é ter, no coração sentimentos corretos em relação a Deus,
arraigados em pensamentos corretos sobre Deus, que se tornarão visíveis em ações
corretas que refletem Deus. Esses três estágios da adoração da essência interior para a
manifestação exterior podem ser vistos em três textos:
 Primeiro, Mateus 15. 8-9: “este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração
está longe de mim. E em vão me adoram, encinando doutrinas que são
preceitos de homens”. Portanto, se a adoração não vem do coração,ela é vã e
vazia, o que significa que não é adoração. Isso significa que a essência não pode
ser externa. A essência da adoração é afeição, não ação.
 Segundo, João 4.23: “ vem a hora, e já chegou,em que os verdadeiros
adoradores adorarão o Pai em espirito e em verdade; porque são estes que o Pai
procura para seus adoradores”.Observe que o Pai procura adoradores que o
adorem em espirito e em verdade – os sentimentos corretos se elevam a Deus,
arraigados no pensamento correto sobre Deus.
 Terceiro, Mateus 5.16: “Assim também brilhe a sua luz diante dos homens, para
que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”.
Deus que que sua glória seja pública. Ele não criou o mundo para que sua
glória permaneça escondida. Ele não redime pessoas meramente para que elas
tenham experiencias particulares de sua preciosidade. Seu objetivo é que sua
glória seja abertamente refletida nos atos de seu povo, cujos pensamentos
refletem sua verdade e cujos sentimentos refletem sua dignidade. Adorar é ver,
saborear e mostrar a glória de tudo o que Deus é para nós em Jesus Cristo.
O primeiro e principal objetivo das missões é essa adoração aconteça entre
todos os povos do mundo – que a glória e a grandeza de Deus encontrem uma
repercussão adequada entre os povos. FIM.
Você Sabia?
 A Bíblia possui um tema central que une todos os elementos da revelação. Ou e
apenas uma coleção de grandes Histórias?
 O objetivo de Israel o povo criado por Deus, era apenas trazer o messias? Pra
honra a Deus e trazer o messias pra História? Gênesis 3.15
 Você sabia? Que a galeria dos heróis da fé de Hebreus 11, e um equivoco, pois
todos eles nada vencerão Deus o Senhor, e que venceu pra eles. Eles eram
simples espectadores a observar o seu Senhor vencer suas lutas. Eles apenas
creram. O Senhor e que venceu.
 Você sabia? que o Evangelho que esta sendo pregado ignora a mudança de uma
religião “venha e veja”, no Antigo Testamento,e uma religião “vá e diga”, no
Novo Testamento.
 Você sabia? Que atualmente há quase 6,8 bilhões de pessoas em todo o mundo?
Quem são? no que acreditam? Como a igreja esta envolvida?
 Qual e o nosso proposito? Como encararmos o plano de Deus? Podemos fazer a
diferença? Como podemos comesar?
 Você sabia? que so existe missões porque não existe adoração? Se existiçe
adoração a missão seria desnesesaria.
Anúncio

Recomendados

A promessa de deus e o deus da promessa
A promessa de deus e o deus da promessaA promessa de deus e o deus da promessa
A promessa de deus e o deus da promessaAntonio Silva Matias
 
Afinal de contas do que a biblia fala?
Afinal de contas do que a biblia fala?Afinal de contas do que a biblia fala?
Afinal de contas do que a biblia fala?Antonio Silva Matias
 
Aquietai vos e sabei que eu sou deus - jonathan edwards
Aquietai vos e sabei que eu sou deus - jonathan edwardsAquietai vos e sabei que eu sou deus - jonathan edwards
Aquietai vos e sabei que eu sou deus - jonathan edwardsDeusdete Soares
 
Deus, a melhor porçao do cristão
Deus, a melhor porçao do cristãoDeus, a melhor porçao do cristão
Deus, a melhor porçao do cristãoRogério Dias
 
Fundamentos da Fé - Espírito de Profecia
Fundamentos da Fé - Espírito de ProfeciaFundamentos da Fé - Espírito de Profecia
Fundamentos da Fé - Espírito de ProfeciaProjeto Preparar um Povo
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A cruz, o sacerdócio de jesus e
A cruz, o sacerdócio de jesus eA cruz, o sacerdócio de jesus e
A cruz, o sacerdócio de jesus eEduardo Sousa Gomes
 
A excelência de cristo jonathan edwards
A excelência de cristo   jonathan edwardsA excelência de cristo   jonathan edwards
A excelência de cristo jonathan edwardssoarescastrodf
 
34. apocalipse 1
34. apocalipse 134. apocalipse 1
34. apocalipse 1pohlos
 
Teologia de gênesis
Teologia de gênesisTeologia de gênesis
Teologia de gênesisJosé Santos
 
❉ Respostas 7 - A crise continua_GGR
❉ Respostas 7 - A crise continua_GGR❉ Respostas 7 - A crise continua_GGR
❉ Respostas 7 - A crise continua_GGRGerson G. Ramos
 
Teologia de números
Teologia de númerosTeologia de números
Teologia de númerosJosé Santos
 
O Verme de Jacó Destruindo as Montanhas Thomas Boston
O Verme de Jacó Destruindo as Montanhas   Thomas BostonO Verme de Jacó Destruindo as Montanhas   Thomas Boston
O Verme de Jacó Destruindo as Montanhas Thomas BostonSilvio Dutra
 
Apostila idolatria
Apostila idolatriaApostila idolatria
Apostila idolatriaRobson Rocha
 

Mais procurados (20)

A cruz, o sacerdócio de jesus e
A cruz, o sacerdócio de jesus eA cruz, o sacerdócio de jesus e
A cruz, o sacerdócio de jesus e
 
A excelência de cristo jonathan edwards
A excelência de cristo   jonathan edwardsA excelência de cristo   jonathan edwards
A excelência de cristo jonathan edwards
 
Refletindo a cristo (rc) mm
Refletindo a cristo (rc)   mmRefletindo a cristo (rc)   mm
Refletindo a cristo (rc) mm
 
Jesus, meu modelo (jm) mm
Jesus, meu modelo (jm)   mmJesus, meu modelo (jm)   mm
Jesus, meu modelo (jm) mm
 
LUZES PROFÉTICAS - WAGGONER
LUZES PROFÉTICAS - WAGGONERLUZES PROFÉTICAS - WAGGONER
LUZES PROFÉTICAS - WAGGONER
 
A TRIBO DE DÃ
A TRIBO DE DÃA TRIBO DE DÃ
A TRIBO DE DÃ
 
A escravidão financeira e
A escravidão financeira eA escravidão financeira e
A escravidão financeira e
 
A. w. pink os atributos de deus
A. w. pink   os atributos de deusA. w. pink   os atributos de deus
A. w. pink os atributos de deus
 
A. w. pink os atributos de Deus
A. w. pink   os atributos de DeusA. w. pink   os atributos de Deus
A. w. pink os atributos de Deus
 
UM ESTUDO DOS 144.000
UM ESTUDO DOS 144.000UM ESTUDO DOS 144.000
UM ESTUDO DOS 144.000
 
Os sete selos do apocalípse
Os sete selos do apocalípseOs sete selos do apocalípse
Os sete selos do apocalípse
 
O MARCO DO FIM DO TEMPO DE GRAÇA
O MARCO DO FIM DO TEMPO DE GRAÇAO MARCO DO FIM DO TEMPO DE GRAÇA
O MARCO DO FIM DO TEMPO DE GRAÇA
 
A doutrina do “toma lá dá cá”
A doutrina do “toma lá dá cá”A doutrina do “toma lá dá cá”
A doutrina do “toma lá dá cá”
 
34. apocalipse 1
34. apocalipse 134. apocalipse 1
34. apocalipse 1
 
Teologia de gênesis
Teologia de gênesisTeologia de gênesis
Teologia de gênesis
 
❉ Respostas 7 - A crise continua_GGR
❉ Respostas 7 - A crise continua_GGR❉ Respostas 7 - A crise continua_GGR
❉ Respostas 7 - A crise continua_GGR
 
Teologia de números
Teologia de númerosTeologia de números
Teologia de números
 
O Verme de Jacó Destruindo as Montanhas Thomas Boston
O Verme de Jacó Destruindo as Montanhas   Thomas BostonO Verme de Jacó Destruindo as Montanhas   Thomas Boston
O Verme de Jacó Destruindo as Montanhas Thomas Boston
 
Apostila idolatria
Apostila idolatriaApostila idolatria
Apostila idolatria
 
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MM
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MMNos Lugares Celestiais(LUC) - MM
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MM
 

Semelhante a Não estamos nós arrependendo

A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.Antonio Silva Matias
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRGerson G. Ramos
 
A excelência de cristo jonathan edwards
A excelência de cristo   jonathan edwardsA excelência de cristo   jonathan edwards
A excelência de cristo jonathan edwardssoarescastrodf
 
Almeja ser saudável - 2º domingo - noite
Almeja ser saudável - 2º domingo - noiteAlmeja ser saudável - 2º domingo - noite
Almeja ser saudável - 2º domingo - noiteAnderson Serra Rocha
 
A razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoA razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoEduardo Sousa Gomes
 
45. a luz do mundo
45. a luz do mundo45. a luz do mundo
45. a luz do mundopohlos
 
Bimba kids 22-11-2015 - bem-te-vi 2015
Bimba kids   22-11-2015 - bem-te-vi 2015Bimba kids   22-11-2015 - bem-te-vi 2015
Bimba kids 22-11-2015 - bem-te-vi 2015Regina Lissone
 
O peitoral-do-juizo-w-nee-pdf
O peitoral-do-juizo-w-nee-pdfO peitoral-do-juizo-w-nee-pdf
O peitoral-do-juizo-w-nee-pdfAlvino Silva
 
Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013Liana Plentz
 
DOZE PEDRAS PARA EDIFICAR O ALTAR DO SENHOR EM NOSSAS VIDAS
DOZE PEDRAS PARA EDIFICAR O ALTAR DO SENHOR EM NOSSAS VIDASDOZE PEDRAS PARA EDIFICAR O ALTAR DO SENHOR EM NOSSAS VIDAS
DOZE PEDRAS PARA EDIFICAR O ALTAR DO SENHOR EM NOSSAS VIDASR Gómez
 
A quem devemos_adorar
A quem devemos_adorarA quem devemos_adorar
A quem devemos_adorarJose Moraes
 
A quem devemos adorar
A quem devemos adorarA quem devemos adorar
A quem devemos adorarJair Moser
 
Encontrando o equilíbrio - Paul Washer
Encontrando o equilíbrio - Paul WasherEncontrando o equilíbrio - Paul Washer
Encontrando o equilíbrio - Paul WasherPortal Cristão
 
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.Gerson G. Ramos
 
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGRGerson G. Ramos
 
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de CristoAilton da Silva
 
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pinkA manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pinksoarescastrodf
 
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pinkA manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pinksoarescastrodf
 

Semelhante a Não estamos nós arrependendo (20)

A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
 
A excelência de cristo jonathan edwards
A excelência de cristo   jonathan edwardsA excelência de cristo   jonathan edwards
A excelência de cristo jonathan edwards
 
Almeja ser saudável - 2º domingo - noite
Almeja ser saudável - 2º domingo - noiteAlmeja ser saudável - 2º domingo - noite
Almeja ser saudável - 2º domingo - noite
 
A razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoA razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismo
 
45. a luz do mundo
45. a luz do mundo45. a luz do mundo
45. a luz do mundo
 
Bimba kids 22-11-2015 - bem-te-vi 2015
Bimba kids   22-11-2015 - bem-te-vi 2015Bimba kids   22-11-2015 - bem-te-vi 2015
Bimba kids 22-11-2015 - bem-te-vi 2015
 
O peitoral-do-juizo-w-nee-pdf
O peitoral-do-juizo-w-nee-pdfO peitoral-do-juizo-w-nee-pdf
O peitoral-do-juizo-w-nee-pdf
 
Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013
 
DOZE PEDRAS PARA EDIFICAR O ALTAR DO SENHOR EM NOSSAS VIDAS
DOZE PEDRAS PARA EDIFICAR O ALTAR DO SENHOR EM NOSSAS VIDASDOZE PEDRAS PARA EDIFICAR O ALTAR DO SENHOR EM NOSSAS VIDAS
DOZE PEDRAS PARA EDIFICAR O ALTAR DO SENHOR EM NOSSAS VIDAS
 
Livro o ultimo_dia_-_com_fotos
Livro o ultimo_dia_-_com_fotosLivro o ultimo_dia_-_com_fotos
Livro o ultimo_dia_-_com_fotos
 
A quem devemos_adorar
A quem devemos_adorarA quem devemos_adorar
A quem devemos_adorar
 
A quem devemos adorar
A quem devemos adorarA quem devemos adorar
A quem devemos adorar
 
Encontrando o equilíbrio - Paul Washer
Encontrando o equilíbrio - Paul WasherEncontrando o equilíbrio - Paul Washer
Encontrando o equilíbrio - Paul Washer
 
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
Deus e a revelação_Resumo_Liç_242012_Esc_Sab.
 
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
 
Prudente
PrudentePrudente
Prudente
 
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
01 - A Carta aos hebreus e a excelência de Cristo
 
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pinkA manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
 
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pinkA manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
 

Mais de Antonio Silva Matias

Mais de Antonio Silva Matias (18)

Conhecendo a história
Conhecendo a históriaConhecendo a história
Conhecendo a história
 
A narrativa da biblia
A narrativa da bibliaA narrativa da biblia
A narrativa da biblia
 
Lista de erros hermenêutica frequentes
Lista de erros hermenêutica frequentesLista de erros hermenêutica frequentes
Lista de erros hermenêutica frequentes
 
Descoberta final
Descoberta finalDescoberta final
Descoberta final
 
Afina de contas porquem cristo morreu
Afina de contas porquem cristo morreuAfina de contas porquem cristo morreu
Afina de contas porquem cristo morreu
 
A regeneração
A regeneraçãoA regeneração
A regeneração
 
Comentario expositivo joão
Comentario expositivo joãoComentario expositivo joão
Comentario expositivo joão
 
Fundamentos da teologia reformada
Fundamentos da teologia reformadaFundamentos da teologia reformada
Fundamentos da teologia reformada
 
Fundamentos da teologia da igreja
Fundamentos da teologia da igrejaFundamentos da teologia da igreja
Fundamentos da teologia da igreja
 
Uma avaliação do culto
Uma avaliação do cultoUma avaliação do culto
Uma avaliação do culto
 
A soberania banida r. k. mc gregor wright
A soberania banida   r. k. mc gregor wrightA soberania banida   r. k. mc gregor wright
A soberania banida r. k. mc gregor wright
 
A soberania banida r. k. mc gregor wright
A soberania banida   r. k. mc gregor wrightA soberania banida   r. k. mc gregor wright
A soberania banida r. k. mc gregor wright
 
Dois senarios na vida da igreja
Dois senarios na vida da igrejaDois senarios na vida da igreja
Dois senarios na vida da igreja
 
O evangelho auternativo da igreja atual
O evangelho auternativo da igreja atualO evangelho auternativo da igreja atual
O evangelho auternativo da igreja atual
 
A saude da igreja a confição de cambridge
A saude da igreja a confição de cambridgeA saude da igreja a confição de cambridge
A saude da igreja a confição de cambridge
 
A pregação e o meio
A pregação e o meioA pregação e o meio
A pregação e o meio
 
A confição de cambridge
A confição de cambridgeA confição de cambridge
A confição de cambridge
 
A erosão da autoridade biblica
A erosão da autoridade biblicaA erosão da autoridade biblica
A erosão da autoridade biblica
 

Último

Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxjoseciceroroberto197
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxjoseciceroroberto197
 
Novena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNovena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNilson Almeida
 
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelLimpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelNilson Almeida
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxRodrigoTavares484059
 
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
DIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docxDIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docx
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docxJose Moraes
 
Novena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNovena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNilson Almeida
 
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptxMarta Gomes
 
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...advbrunomoretti
 
Orações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasOrações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasNilson Almeida
 
Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Nilson Almeida
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoNilson Almeida
 

Último (20)

Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
 
Novena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNovena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada Conceição
 
Novena De Santa Marta
Novena De Santa MartaNovena De Santa Marta
Novena De Santa Marta
 
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelLimpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Invocação À Luz
Invocação À LuzInvocação À Luz
Invocação À Luz
 
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
DIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docxDIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docx
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
 
Novena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNovena De Santa Teresinha
Novena De Santa Teresinha
 
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdfCarta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
 
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
 
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
 
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
 
Orações Vocacionais
Orações VocacionaisOrações Vocacionais
Orações Vocacionais
 
Novena A São José
Novena A São JoséNovena A São José
Novena A São José
 
Orações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasOrações Cristãs Diárias
Orações Cristãs Diárias
 
Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola
 
Orações Vocacionais
Orações VocacionaisOrações Vocacionais
Orações Vocacionais
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
 
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 2
 

Não estamos nós arrependendo

  • 1. Não estamos nós Arrependendo: Descoberta: Antigo Testamento: Salmo 67.2para que sejam conhecidos na terra os teus caminhos, “a tua salvação entre todas as nações”. Salmo 96. 10,Digam entre as nações: Salmo99.1-3, ele é exaltado acima de todas as nações! Salmo 86.9, Todas as nações que tu formaste virão e te adorarão, Salmo46.10, Serei exaltado entre as nações, serei exaltado na terra. Salmos: 2.8; 9.11; 18.49; 22.27-28; 45.17;46.10; 47.1-9; 5.9; 66.1-8; 67.1-7; 72.8-11; 77.13-14; 98.1-9; 105. 1-5: Novo testamento: Mt.24.14; 28.18-20; Mc,11.17;13.10; 16.15; Lc, 24.46-47; Jo 20.21; Atos 1.5;13. 46-47; 15.7- 19; Rm 1.5; 15-21; 16. 25-27 Gl.3-8; Ef3.6-8; 1 Tm 2.3-4; 1 Jo 2.2; Ap 5.9-10; 7. 9-10: Introdução: Alguma vez você já se perguntou...afinal de contas sobre o que a Biblia fala? Nos dias de hoje, Deus ainda age em nosso meio? A minha vida faz parte de algo maior? O que e descoberta? É sobre o que Deus disse a Adão e Eva a respeito do que eles fizeram? É sobre a promessa de Deus a Abraão? É sobre o coração de Jesus? É sobre o proposito da Igreja? É sobre um movimento que esta crescendo rapidamente em todo o mundo. E sobre o coração de Deus... sua paixão pelo conhecimento de sua gloria para cobrir toda a terra como as aguas cobrem o mar?  A História de sua gloria: Muitos de nós crescemos e aprendemos que a Bíblia possui muitas Histórias. Muitas vezes os relatos Bíblicos são apresentados de forma descónexas, mas de alguma forma cremos que são narrativas que podem ser aplicadas as nossas vidas pesssoais.  Como você le a Biblia? Como livro de regras? Amuleto espiritual? Bola de cristal? Xicara de café espiritual? Alto-aguda? Mapa do tesouro? Todos esses pontos de vista são inprecisos e inconpletos, mas o fato e que muitos de nós enchergamos a Biblia como um conjunto variado de historias espirituais sem um proposito ou tema principal. A grande verdade e que a Biblia fala mais da pessoa de Deus e sua paixão por ser adorado por todos os povos do que de nós mesmos. Existem mais de 1.600 vesiculos na Biblia que
  • 2. mostram a paixão de Deus para que sua gloria seja desfrutada por todos os povos da terra. A História da sua gloria: A Bíblia e basicamente, uma História sobre Deus. Quando olhamos as Escritura como um livro de alto-ajuda, acabamos entediado e frustrados com o que parece ser uma coleção de histórias sem conexão. O que aconteceria se descobrisemos que a Biblia fala mais a respeito de Deus do que de nós? Quão emocionante descobrir que todos os elementos das Escrituras os relatos dos eventos, os vesiculos de refinada sabedoria, as profesias liricas nós conduz a saga sentral dessa pessoa respeitável. Estamos habituados com a ideia de que a Bíblia e uma historia verídica. É tão verídica que continua sendo desenrolada nesse momento. Estamos acostumados a ouvir que a Bíblia e uma história de amor, mas tendemos vê apenas um lado dessa História: agora como Deus ama as pessoas? Se a principal mensagem da Biblia é que Deus deve ser amado de todo coração, alma, mente e força, talves seja sabio ler toda a história do ponto de vista de Deus. Quando partimos do ponto de vista de Deus a grande História de amor finalmente faz todo sentido. Não e apenas Deus amando as pessoas. Ele as esta transformando-as para que se tornem capazes de amalo plenamente. Deus esta atraindo adoradores para que espontaneamente inspiradas pelo amor, redão a ele gloria. Deus so pode ser amado a medida em que é conhecido. E poe isso que a História da Biblia e a História dê Deus se revelando a fim de atrair para si obediente adoração ou gloria das nações. Com seu amor apaixonado, Deus no centro da Biblia e realmente a História da sua gloria.  O Propósito globalde Deus: Introdução: Gênesis 1-12 Criação: O Propósito da Raça Humana. Gn,1-28 Porque você acha que Deus ordenou as pessoas que fosem fecundas e se mutiplicasem sobre a terra? O que você acha que Deus tinha em mente? A Queda: A entrada do pecado e a promessa de Deus, Gn 3-15 Adão e Eva escolherão desobedeser a Deus, e por causa do pecado deles o relacionamento foi ronpido. O Diluvio: O Pecado se mutiplica. Gênesis, 9-1 Depois que Deus jugou o mundo com o diluvio, o que o Senhor ordenou a Noé e sua familia? E qual a relação com o desejo divino de ser adorado? A Torre de Babel: A origem das nações. Gênesis,11,1-9 De acordo com o texto, como as pessoas estavão desobedesendo a Deus nas suas ordenansas a Adão e a Noé? Que desejo inpedia as pessoas de obedeser a Deus? Qual foi a resposta divina para a desobediencia Humana?
  • 3.  Do Gênesispara a Judeia: A Promessa a Abrão: Gênesis 12,1-3 Qual a promessa feita a Abrão (antes de ele ser chamado Abraão)? De que forma Abraão foi abençoado para abensoar todos os povos da terra? Deus usa Israel...Deuteronomio 4,5-7. (Samuel 17.45-46) (primeiro Reis, 4-34) (Daniel, 3 28-29. 6, 25-27) O que essas passagens revelão sobre a paixão de Deus por todas as nações? Como o Senhor usa Israel? A Profecia sobre o Mesias...(Isaias 49-6; Lucas 2, 29-32) De acordo com essas passagens, como o Messias ira cunprir o deseso global de Deus? O Encino de Jesus: (Mateus, 28,18-20; Marcos, 11. 15-17 Mateus, 24-14). O que Jesus encinou a respeito das nações? Jesus e a Grande Comissão: (Mt 28,18-20;) (Mc 16-15,) (Lu, 24, 46-47;) João 20-21 e Atos, 1-8; A Promessa de Deus a Abraão: Galatas,3-8 O que significa a espreção anucinou primeiro as boas novas a Abraão? A anbição de Paulo: Romanos 15, 20-21 Onde Paulo buscava pregar o Evangelho? Porque ele tinha essa anbição e como isso se encaixa com o desejo de Deus de alcansar todas as nações? Conclusão: A Visão do fim da História: A Promessa de Deus cumprida (Apocalipse. 5-9-10; 7, 9-10). Como esses vesiculosdevem nós inspirar e encoragar? Como eles se relasionam com a promessa de Deus em Gênesis 12,1-3;  Por Amordo meu Nome! Romanos, 1.5 Por meio dele e por amor do seu nome, recebemos graça e apostolado para chamar dentre todas as nações um povo para a obediência que vem pela fé. Observe: “por amor do seu nome”. John Stott exulta novamente nessa grande paixão de Paulo: Devemos ser “zelosos”... pela honra de seu nome – ficarmos incomodados quando ela permanece desconhecida, feridos, quando e ignorada, indignados, quando é blasfemada. E, todo o tempo, ansiosos e determinados para que ela receba a honra e a glória que lhe são devidas devidas.
  • 4. A argumentação biblicamente intença de Edwards Edwards esta seguro disso porque a Bíblia é clara sobre isso. Por quase setenta paginas Edwards amontoa texto sobre texto das Escrituras para mostrar o show radical da teocentricidade de Deus. Ele diz assim:  Deus tem apreço por si mesmo como seu fim principal, nessa obra [de criação] porque ele é digno em si mesmo para isso, sendo infinitamente o maior e melhor dos seres. Tudo o mais, com relação a dignidade, importância e excelência é perfeitamente como nada em comparação a ele. Ele cita Romanos 11.36: “por que dele por ele e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente”. E Colossenses 1.16: “tudo foi criado por meio dele e para ele”. E Hebreus 2.10: “Convinha que aquele, por cuja a causa e por meio de quem todas as coisas existem, conduzindo muitos filhos a glória, aperfeiçoasse por meio de sofrimentos, o autor da salvação deles”. E Provérbios 16.4: “O Senhor fez todas as coisas pra si mesmo”(KJV). O Ponto central desses textos – e de dúzias de outros – não é que Deus tenha carências que está tentando sanar, mas quem perfeição que quer mostrar. O objetivo de Deus na criação é se colocar em evidência. “Os céus proclamam a glória de Deus”, diz o Salmo 19.1. quem o estruturou dessa forma? Deus. Este é o seu ojetivo na criação: torna-se conhecido como glorioso. O mesmo é verdade sobre a História da redenção. Isaias 48.9-11 é como uma bandeira não apenas sobre o resgate de israel do exilio, realizado por Deus, mas sobre todos os seus atos de resgate, especialmente a cruz:  Por amor do meu nome, retardarei a minha ira e por causa da minha honra me conterei para contigo, para que não te venha a exterminar. Eis que te acrisolei, mas disso não resultou prata; provei-te na fornalha da aflição. Por amor de mim, por amor de mim, é que faço isto; porque como seria profanado o meu nome? A minha glória, não a dou a outrem. Toda a criação, toda a redenção, toda a História foi projetada por Deus para exibir Deus. Este é o objetivo principal da Igreja. “Adoração” no em vez de glória: “As missões não são o alvo fundamental da igreja. A adoração é.” Porque substitui “glória de Deus” por “adoração”? por que não dizer: “ As missões não são o alvo fundamental da igreja. A glória de Deus é”? A razão para isso é que as missões não são necessárias por cauza de uma falha de Deus em mostrar sua glória, mas por uma falha humana em saborear a glória de Deus. A Criação esta narrando a glória de Deus, mas as pessoas não a esta valorizando.  Porque os atributos invisíveis de Deus, assim como seu eterno poder, como também sua própria divindade claramente se reconhecem, desde o principio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens
  • 5. são, por isso indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças. Romanos 1.20-21 A revelação natural não está alcançando seu objetivo. A honra e a gratidão a Deus não estão inflamando o coração das pessoas quando elas veem sua glória manifesta na natureza. Elas não estão adorando o Deus verdadeiro. É por isso que as missões são necessárias. As missões existem porque a adoração não existe. O tema principal tratado pelas missões é que a glória de Deus é desonrada entre os povos do mundo. Quando Paulo levou esta acusação contra seu próprio povo ao clímax, em Romanos 2.24, ele disse: “O nome de Deus é blasfemado entre os gentios por vossa causa”. Esta é a principal ofensa.  A glória de Deus não é honrada.  A santidade de Deus não é reverenciada.  A grandeza de Deus não é admirada.  O poder de Deus não é louvado.  A verdade de Deus não é buscada.  A sabedoria de Deus não é estimada.  A beleza de Deus não é apreciada.  A bondade de Deus não é saboreada.  A fidelidade de Deus não é crida.  Os mandamentos de Deus não são obedecidos.  A justiça de Deus não é respeitada.  A ira de Deus não é temida.  A graça de Deus não é afagada.  A presença de Deus não é respeitada.  A pessoa de Deus não e amada. O Criador infinito e glorioso do universo, por quem e para quem existem todas as coisas – que sustenta a vida de cada pessoa a cada momento (Atos 17.25) – é negligenciado, desacreditado, desobedecido e desonrado entre os povos do mundo. Esta é a principal razão para as missões. O oposto para esse desrespeito é a adoração. A adoração não é uma reunião. Não é essencialmente um cântico ou a atenção dada à pregação. A adoração não é essencialmente algum tipo de ato externo. A adoração é essencialmente uma agitação interna do coração para estimar Deus acima de todos os tesouros do mundo.  Uma valorização de Deus acima de tudo o mais que é valioso.  Um amor a Deus acima de tudo o mais que é amado.  Um saboreamento de Deus acima de tudo o mais que é doce.  Uma admiração de Deus acima de tudo o mais que é admiravel.  Um temor a Deus acima de tudo o mais que é terrivel.  Um respeito a Deus acima de tudo o mais que é respeitavel.  Uma apreciação de Deus acima de tudo o mais que é precioso. A adoração e de dentro pra fora:
  • 6. Em outras palavras, adorar é ter, no coração sentimentos corretos em relação a Deus, arraigados em pensamentos corretos sobre Deus, que se tornarão visíveis em ações corretas que refletem Deus. Esses três estágios da adoração da essência interior para a manifestação exterior podem ser vistos em três textos:  Primeiro, Mateus 15. 8-9: “este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, encinando doutrinas que são preceitos de homens”. Portanto, se a adoração não vem do coração,ela é vã e vazia, o que significa que não é adoração. Isso significa que a essência não pode ser externa. A essência da adoração é afeição, não ação.  Segundo, João 4.23: “ vem a hora, e já chegou,em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espirito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores”.Observe que o Pai procura adoradores que o adorem em espirito e em verdade – os sentimentos corretos se elevam a Deus, arraigados no pensamento correto sobre Deus.  Terceiro, Mateus 5.16: “Assim também brilhe a sua luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”. Deus que que sua glória seja pública. Ele não criou o mundo para que sua glória permaneça escondida. Ele não redime pessoas meramente para que elas tenham experiencias particulares de sua preciosidade. Seu objetivo é que sua glória seja abertamente refletida nos atos de seu povo, cujos pensamentos refletem sua verdade e cujos sentimentos refletem sua dignidade. Adorar é ver, saborear e mostrar a glória de tudo o que Deus é para nós em Jesus Cristo. O primeiro e principal objetivo das missões é essa adoração aconteça entre todos os povos do mundo – que a glória e a grandeza de Deus encontrem uma repercussão adequada entre os povos. FIM. Você Sabia?  A Bíblia possui um tema central que une todos os elementos da revelação. Ou e apenas uma coleção de grandes Histórias?  O objetivo de Israel o povo criado por Deus, era apenas trazer o messias? Pra honra a Deus e trazer o messias pra História? Gênesis 3.15  Você sabia? Que a galeria dos heróis da fé de Hebreus 11, e um equivoco, pois todos eles nada vencerão Deus o Senhor, e que venceu pra eles. Eles eram simples espectadores a observar o seu Senhor vencer suas lutas. Eles apenas creram. O Senhor e que venceu.  Você sabia? que o Evangelho que esta sendo pregado ignora a mudança de uma religião “venha e veja”, no Antigo Testamento,e uma religião “vá e diga”, no Novo Testamento.  Você sabia? Que atualmente há quase 6,8 bilhões de pessoas em todo o mundo? Quem são? no que acreditam? Como a igreja esta envolvida?  Qual e o nosso proposito? Como encararmos o plano de Deus? Podemos fazer a diferença? Como podemos comesar?  Você sabia? que so existe missões porque não existe adoração? Se existiçe adoração a missão seria desnesesaria.
  • 7.  Você sabia? Que tudo o que Deus faz o faz por cauza da missão? Inclusivé tudo o que nós da é pra ser usado na súa missão?  Você sabia? que temos os recursos necessários para Evangelizar nosso Pais mas infelismente eles estão dormindo nos bancos de nossas igrejas? John Stott.  Você sabia? As missões não são um “ministerio opcional” para alguns cristão inperativos da igreja; as missões são o proposito da igreja.  Você sabia? Que o fim ultimo da instituição denominação pastoral, evangelistas, e mestres é preparar a igreja de Cristo a cumprir sua missão no mundo?  A igreja tem muitas responsabilidades, mas uma só missão: a Evangelização e o discipulado das nações.  Se uma igreja está “em cristo”, se envolverá com a obra missionária; então sua inteira existência terá um caráter missionário: sua conduta,bem como suas palavras, convencerão aos incrédulos, e silenciarão sua ignorância e necessidades. David Bosch  Somos devedores de cada homem; devedores em dar-lhe o Evangelho na mesma medida em que temos recebido. P.F. Bresee  Viva de tal maneira que quando chega a hora de morrer, não tenha mais nada a fazer, senão morrer. Jim Elliot.  O Evangelho só é boas-novas, boas noticias, se chegar a tempo. Carl. F. Henry.  É incrivel o que se pode realizar quando você não se preocupa sobre quem receberá o reconhecimento. Clarence Jones.  É inposivel aproximar-se do coração do Mestre, sem aproximar-se da missão do Mestre. Larry Moyer.  Você pode faze qualquer outra coisa ao invés de trabalhar com Deus em Seu propósito, mas sempre será algo inferior e, além do mais, você não poderá inventar algo melhor. Steve Hawthorne  Devemos ser cristãos com uma visão mundial porque o nosso Deus é um Deus mundial. John Stott.  Siga o arder do seu coração e você não vai erra. O que lê faz arder o coração?  “uma igreja não existe pra si mesma, mais sim para o mundo”. George Carey  “Quemnão temuma causa pelaqual morrernão temmotivopara viver”. – Martin LutherKing  "Eu não tive um chamado, li uma ordem e obedeci." Sofhia Muller  "Onde há paixão fraca por Deus, o zelo para Missões também estará fraco." Jonh Piper  “ Se não eu quem? Se não agora quando?”  “O maior obstáculo para missões são os pastores.” Oswald Smith  “Missões uma ordenança de DEUS para todos que amam o perdido e tem compaixão por almas”.  “Aquele que não leva a mensagem da cruz, é porque não a entendeu” (Marvyo Darley)  ‘A maior de todas as misérias é o desconhecimento da providência de Deus – e a suprema bem-aventurança é conhecê-la. (João Calvino)’  ‘A objetividade e certeza da Palavra permanecem mesmo se não for acreditada. (Martinho Lutero)’
  • 8.  ‘Quando Deus quer, não há quem não queira. (Ayrton Senna)’  ‘O inferno é a verdade vista tarde demais. (John Locke)’  Que parte da palavra “IDE” você não entendeu? Robet Suhonen.