Governo do Estado do ParáInstituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará   Diretoria de Estatística e d...
GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ                       Simão Robison Oliveira Jatene                            VICE-GOVERNADOR  ...
Governo do Estado do Pará              Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará                 ...
foram: Acessórios Femininos e Masculinos (6,64%), Calçados Femininos (3,26 %),relógio de pulso feminino (3,27%).       Dos...
Tabela 1: Participação no Orçamento Familiar, Variação Mensal, Contribuição em PontosPercentuais e Variação Mensal, por Gr...
indústria eletroeletrônica. Os demais itens contidos nos “serviços” continuam a pressionar a taxade inflação com aumentos ...
demais mantiveram seus preços médios inalterados: mensalidade e matrícula de cursofundamental médio e superior, livros e r...
Tabela 3. Índice de Preço ao Consumidor - IPC Índice de Preço ao ConsumidorAmplo – IPCA (%), Região Metropolitana de Belém...
Tabela 4: Índice de Preços ao Consumidor- IPC na Região Metropolitana de Belém-RMB, segundo faixas de rendimentos familiar...
Governo do Estado do Pará         Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará              Diretori...
CESTA BÁSICA* – ABRIL 2012    Tabela 1: Gastos Mensais e Variação.                                                        ...
Tabela 2: Gastos             Mensais,       Taxas     mensais,      Taxas     acumuladas         no    ano.(Cesta Básica*)...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ipc0412

411 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
411
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ipc0412

  1. 1. Governo do Estado do ParáInstituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Diretoria de Estatística e de Tecnologia e Gestão da Informação Abril/2012 IPC / RMB ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDORDA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM
  2. 2. GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene VICE-GOVERNADOR Helenilson Pontes SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS – Sepof Sérgio Roberto Bacury de Lira INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E AMBIENTAL DO PARÁ - Idesp Maria Adelina Guglioti BragliaDIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS SOCIOECONÔMICAS E ANÁLISE CONJUNTURAL Cassiano Figueiredo Ribeiro DIRETORIA DE ESTATÍSTICA, TECNOLOGIA DE GESTÃO DE INFORMAÇÃO Sérgio Castro Gomes EQUIPE EXECUTORA Maria Augusta Esteves Pereira - Coordenadora Pablo Damasceno Reis José Luiz dos Santos Lobato Nilceli Figueiredo Montalvão Emmanuel Oliveira da Silva Edson da Silva COLETADORES DE CAMPOAndré Anderson Marcias Vale, Antônia Nádia Pereira de Almeida, Dalila Ferreirada Silva, Everaldo Tavares Ferreira, Flávia Lorena Costa Silva, Leonardo AntônioVera da Costa, Maurício dos Santos Lobato, Sheila Ramos Luz Andrade, SuellenCristina Figueiredo da Rocha, Suzana de Paula Barbosa da Costa Diniz.
  3. 3. Governo do Estado do Pará Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Diretoria de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação Inflação na RMB registra taxa de 1,20% no mês abril. O Índice de Preços ao Consumidor - IPC na Região Metropolitana de Belém-RMB, calculado pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental doPará – IDESP, através de sua Diretoria de Estatística, Tecnologia e Gestão daInformação, com o objetivo de mensurar as variações de preços dos bens e serviços quecompõem o orçamento das famílias residentes na RMB considerando os intervalos derendimentos entre um e oito salários mínimos, registrou taxa de 1,20%, em abril de2012, ficando 0,45 pontos percentuais acima do mês de março/2012, quando alcançou0,75%. Para as famílias do rendimento entre um e quarenta salários a taxa no mês foi de1,34%. A taxa acumulada do IPC/IDESP relativa aos últimos 12 meses (maio/11-abril/12) foi de 10,76%, 1,57 pontos percentuais acima do resultado observado para operíodo (maio/10 – abril/11), de 9,05%. O acumulado no ano (jan – abril/12) alcançou5,18%, quase o dobro dos 2,92% registrado no mesmo período do ano anterior. A inflação ocorrida no mês, pode-se dizer que foi pontual, não apresentatendência ascendente porque está restrito ao grupo Saúde. As maiores taxas mensaisregistradas nos grupos foram: Saúde e Cuidados Pessoais (4,31%) e Vestuário(1,49%) que juntos representam 20,33% do gasto médio mensal das famílias com rendade 1 a 8 salários mínimos. Em relação ao grupo Saúde e Cuidados Pessoais a taxa auferida, decorreu, emgrande medida, do aumento médio no item de maior participação no grupoMedicamento que teve um reajuste médio na ordem de 6,75 %, concedido pela Câmarade Regulação de Medicamentos CMED. No grupo Vestuário, os aumentos foram influenciados pelo aquecimento dascompras que antecedem o “Dia das Mães” e os itens com maiores variações de preços
  4. 4. foram: Acessórios Femininos e Masculinos (6,64%), Calçados Femininos (3,26 %),relógio de pulso feminino (3,27%). Dos nove grupos de despesas, dois estão acima do Índice Geral: Saúde eCuidados Pessoais (4,31%) e Vestuário (1,49%). Os que ficaram abaixo foram: Móveise Equipamentos Domésticos (1,06%), Despesas e Serviços Pessoais (0,93%),Alimentação e Bebidas (0,89%), Transportes (0,81%), Habitação (0,69%) eComunicação (0,19%). O único grupo que registrou taxa negativa: Educação, Leitura ePapelaria (1,57%), conforme apresentado na Figura 1.Figura1: Taxa Mensal por Grupo de Despesas - Abril/2012 referente ao intervalo derendimento entre 1 e 8 Salários Mínimos Índice de Preço ao Consumidor – IPC na RegiãoMetropolitana de Belém – RMB. 7,00% 4,31% 5,00% 3,00% 1,49% 1,06% 0,93% 0,89% 0,69% 1,00% 0,19% -1,00% -1,57% -3,00% Saúde e Cuidados Pessoais Vestuário -5,00% Moveis e Equipamentos domésticos Despesas e serviços Pessoais Alimentação e Bebidas Trasportes Comunicação Educação, leitura e PapelariaFonte: IDESP A Tabela 1 resume as variações percentuais ocorridas nos grupos de pesquisa doIPC e a participação deles no conjunto das despesas realizadas pelas famílias com rendade 1 a 8 salários mínimos.
  5. 5. Tabela 1: Participação no Orçamento Familiar, Variação Mensal, Contribuição em PontosPercentuais e Variação Mensal, por Grupo de Despesas – IPC/RMB referente ao intervalode rendimento entre 1 e 8 Salários Mínimos. Variação Variação Participação no Grupos Orçamento (%) mensal mensal Abr/2012 (%) Mar/2012 (%)Alimentação e Bebidas 34,10 0,89 1,10Vestuário 9,77 1,49 1,13Habitação 12,08 0,69 0,18Móveis e Equipamentos Domésticos 7,86 1,06 0,06Saúde e Cuidados Pessoais 10,56 4,31 0,26Transportes 11,20 0,81 1,30Despesas e Serviços Pessoais 8,34 0,93 0,72Educação, Leitura e Papelaria 2,95 1,57 0,32Comunicação 3,14 0,19 0,00GERAL 100,00 1,20% 0,75%Fonte IDESP O grupo Saúde e Cuidados Pessoais foi o que apresentou a maior variação média nospreços, de 4,31%, o que pode ser explicado, em parte, pelas majorações nos preços médios dossubitens: Óculos e Lentes (8,34%) e Cuidados Pessoais (3,99%). Embora o resultado geral dogrupo tenha apresentado taxa ascendente, a estabilidade constatada, nos preços dehospitalização, plano de saúde e eletro-diagnóstico, e as variações negativas decorrentes dosdecréscimos dos preços médios de consultas médicas (0,12%) e exame de laboratório (2,27%)contribuíram para amenizar o resultado final, equilibrando a taxa neste patamar. No grupo Vestuário os itens responsáveis pela elevação do Índice foram: RoupasMasculinas (2,68%)- camisa (7,64%), camiseta (2,44%) e short (8,83%); Roupas Femininas(3,44%)- conjunto de saia e blusa (12,40%); Roupa de Criança (1,42%) - Camisa (6,52%) fraldadescartável (7,67%), vestido (4,27%) e conjunto de saia e blusa (2,05%). O subgrupo Calçados(2,54%) teve comportamento ascendente, principalmente, os relacionados a Calçados Femininos(3,03%), Calçados Infantis (3,81%) e o subitem Tecidos (3,55%). Em Móveis e Equipamentos Domésticos a taxa de 1,06% foi pressionada pelo subitemMobiliário que teve acréscimo de 3,45%, com destaque para: cama (10,78%) guarda roupa(9,28%) cômoda de quarto (3,42%), estante para sala (1,77%) e armário de copa / cozinha(0,81%). Alguns itens que fazem parte dos bens da chamada linha branca e que tiveram reduçãona alíquota do Imposto de Produtos Industrializados (IPI) tiveram reajuste em seus preçosmédios como: máquina de lavar roupa (3,64%), geladeira (2063%) e fogão (1,61%). Seguindo amesma tendência os Equipamentos Eletrônicos (2,83%)- televisão (8,15%) e forno microondas(3,07%). No grupo Despesas e Serviços Pessoais a taxa de 0,93% foi influenciada pelo reajusteno cigarro (21,53%), decorrente, em parte, pela elevação do IPI por parte do governo federal demaneira a compensar parte da perda de receita provocada pelos novos benefícios concedidos à
  6. 6. indústria eletroeletrônica. Os demais itens contidos nos “serviços” continuam a pressionar a taxade inflação com aumentos acima do índice geral como: alimentos de cães (5,17%),manicure/pedicure (5,02%) e barbeiro (1,56%). Em Transportes, a taxa de 0,81% foi o resultado final do comportamento dos preçosdos produtos/serviços que compõem este grupo como: lavagem/lubrificação (18,06%)motocicleta (5,84%), câmara/pneu (4,13%), óleo lubrificante (3,32%) e conserto de auto(1,47%). Os itens de maior peso no orçamento mantiveram-se estáveis como: as passagens deônibus urbano, intermunicipal, interestadual e as tarifas de táxi. O grupo Alimentação e Bebidas com uma variação percentual de 0,89% apresentouum recuo na taxa de 0,21% com relação ao mês de março/12 (1,10%). Este recuo está ancoradona redução dos preços do subgrupo Alimentação Fora do Domicilio que registrou taxa de -2,85%, com relação ao subgrupo Alimentação no Domicilio os preços médios dos produtoscresceram, em média, 1,62% com destaque para: Cereais, Leguminosas e Oleaginosas (6,25%)-feijão jalo (13,73%), feijão rajado (11,84%) e arroz polido (2,62%); carnes frescas e vísceras(1,08%)- pá (6,60%), agulha (4,72%), peito de boi (3,78%), carne moída de primeira (2,20%) ecostela de boi (2,04%). Os reajustes nos preços médios do arroz, feijão e carne continuam sendoocasionado pelas mudanças climáticas, que provocam a redução da oferta dos produtos e aelevação no preço final dos produtos. Os produtos substitutos imediatos das carnes vermelhasregistraram aumentos significantes: Aves e Ovos (1,01%)- frango abatido (2,67%) e ovo degalhinha (3,35%). Seguindo a mesma tendência de preços elevados os Peixes e Crustáceos(3,46%)- peixe serra (11,27%), piramutaba (6,29%), tainha (4,39%), pescada (1,48%) e camarãofresco regional (1,02%). Hortaliças Legumes e Verduras (3,90%) e Frutas (8,55%). Outrosprodutos de grande consumo do belenense que registraram taxas elevadas foram: óleo de soja(7,94%), enlatados e conservas (4,66%), café moído, (1,47%) e margarina vegetal (1,22%). O grupo Habitação registrou taxa de crescimento médio de 0,69%, resultante, emgrande medida, da manutenção dos preços médios de alguns bens administrados pelo governocomo: as tarifas água/esgoto, energia elétrica, gás de bujão e por conta da taxa negativa do itemde maior ponderação dentro da estrutura do índice: aluguel (9,03%). Os itens que tiveramcomportamento ascendente foram: material hidráulico (14,00%) material elétrico (3,69%),matéria de pintura (1,93%) e tinta para casa (0,77%). Em Comunicação a taxa de 0,19% foi influenciada pelos itens TV por assinatura(7,98%) e aparelho de telefone celular (0,19%). Os demais itens mantiveram seus preçosconstantes: tarifa de telefone fixo, aparelho de telefone convencional e cartão de telefonepúblico. O grupo Educação Leitura e Papelaria foi o único a ter comportamento nos preçosmédios inverso ao observado nos demais grupos de pesquisa do IPC, registrando taxa negativade 1,57%, os itens responsáveis por esta deflação foram: uniforme escolar (-2,78%), assinaturade periódicos (-0,30%), outros artigos de papelaria (-4,57%) e livros não didáticos (-3,31%). Os
  7. 7. demais mantiveram seus preços médios inalterados: mensalidade e matrícula de cursofundamental médio e superior, livros e revistas técnicas e assinaturas de jornais.Tabela 2: Produtos/Serviços com Maiores e Menores Variações Mensais Abril/2012 - Índice de Preços ao Consumidor – IPC na Região Metropolitana de Belém –RMB. Maiores Variações Menores VariaçõesProduto/ serviços Variação - Percentual (%) Produto/serviços Variação - Percentual (%)Cigarro 21,53 Manutenção de móveis -19,68Lavagem/lubrificação 18,06 Funeral -18,74Material /hidráulico 14,00 Mamão -18,18Feijão jalo 13,73 Jóias -11,52Conjunto/ saia/blusa 12,40 Aluguel -9,03Feijão rajado 11,84 DVD -8,17Peixe serra 11,27 Limão comum -6,83Cama 10,78 Caranguejo -6,71Guarda roupa 9,28 Automóvel usado -6,59Óculos e lentes 8,34 Sala de jantar -5,12Televisão 8,15 Fralda de tecido -4,88TV por assinatura 7,98 Outros artigo/papelaria -4,57Frauda descartável 7,67 Bijuteria -4,47Camisa masculina 7,64 Bijuteria -4,47Medicamento 6,67 Salgadinho -4,30Pá 6,60 Livros não didáticos -3,31Camisa criança 6,52 Músculo de boi -3,18Piramutaba 6,29 Ferro elétrico -3,12Motocicleta 5,84 Uniforme escolar -2,78Alimento de cães 5,17 Ventilador -2,62Manicure/pedicure 5,02 Açúcar refinado -2,36Agulha 4,72 Farinha de mandioca -2,33Vestido criança 4,27 Exame de laboratório -2,27Câmera/pneu 4,13 Liquidificador -1,85Calçados infantis 3,81 Camarão seco -1,83Peito de boi 3,78 Laranja pêra -1,72Material elétrico 3,68 Livro escolar -1,69Máquina de lavar roupa 3,64 Freezer -1,60Vestido feminino 3,44 Frango congelado -1,48Cômoda/quarto 3,42 Açaí -1,34Tecido 3,35 Óculos esportivos -1,12Óleo lubrificante 3,32 Carne seca -1,09Forno microondas 3,07 Sapateiro -0,69Calçados feminino 3,03 Ferragens -0,64Geladeira 2,63 Cabeleireiro -0,62Arroz polido 2,62 Leite em pó integral -0,57 Café moído 1,47 Frango assado -0,45 Margarina vegetal 1,22 Assinatura de periódico -0,30Fonte: IDESP
  8. 8. Tabela 3. Índice de Preço ao Consumidor - IPC Índice de Preço ao ConsumidorAmplo – IPCA (%), Região Metropolitana de Belém – RMB, Abril 2010-2012 e Março2012 Variação % IPC/IDESP/PA Abril /12 Março/12 Abril/11 Abril/10 Mensal 1,20 0,75 0,16 0,44 Acumulado no ano 5,18 3,43 2,92 4,45 Acumulado em seis meses 11,97 6,18 5,58 5,33 Acumulado em doze meses 10,76 9,62 9,05 8,20 IPCA/IDESP/PA Mensal 1,34 0,65 0,09 0,04 Acumulado no ano 3,98 3,91 1,46 2,37 Acumulado em seis meses 7,74 6,29 5,60 5,10 Acumulado em doze meses 11,45 9,63 8,97 7,91FONTE: IDESPOBS: IPC referente à faixa de renda entre 1 e 8 salários mínimos. IPCA referente à faixa de renda entre 1 a 40 salários mínimos.
  9. 9. Tabela 4: Índice de Preços ao Consumidor- IPC na Região Metropolitana de Belém-RMB, segundo faixas de rendimentos familiares, considerando Índice Geral eAlimentação e Bebidas - Abril/12 Base: Ago/94 = 100 1 a 8 salários Mínimos 1 a 40 Salários Mínimos Período Geral Alimentação Geral Alimentação e Bebidas e Bebidas 2010 Jan 518,51 438,79 594,15 430,55 Fev 527,22 452,92 601,76 443,64 Mar 531,81 456,90 607,00 447,37 Abr 534,15 463,71 607,24 452,33 Mai 539,92 471,83 614,04 460,16 Jun 541,70 467,35 615,33 454,50 Jul 545,12 471,13 620,74 458,86 Ago 545,88 462,13 620,49 450,19 Set 546,86 464,72 621,92 451,93 Out 551,67 582,76 626,65 463,86 Nov 560,17 606,07 636,49 482,79 Dez 565,94 617,22 641,58 491,58 2011 Jan 576,18 632,77 652,23 499,74 Fev 576,87 623,78 653,73 494,14 Mar 581,54 632,21 661,12 498,98 Abr 582,47 633,54 661,72 501,03 Mai 586,61 626,51 665,82 495,97 Jun 587,84 624,63 665,49 493,04 Jul 591,60 625,19 671,01 493,73 Ago 597,34 628,00 676,85 496,40 Set 600,39 636,10 681,46 502,41 Out 576,18 632,77 684,52 499,74 Nov 576,87 623,78 692,32 494,14 Dez 581,54 632,21 697,52 498,98 2012 Jan 623,94 661,39 522,17 709,31 Fev 632,74 667,67 720,09 527,44 Mar 637,49 654,27 724,77 533,77 645,14 660,09 737,52 537,61 Abr Fonte: IDESP
  10. 10. Governo do Estado do Pará Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Diretoria de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação CESTA BÁSICA REGISTROU TAXA DE 4,24% A Cesta Básica do mês de abril/12 foi de R$ 214,25 (Duzentos equatorze reais e vinte e cinco centavos), correspondendo a 34,45% do saláriomínimo vigente, de R$ 622,00 (Seiscentos e vinte e dois reais), apresentandovariação de 4,24% em relação ao mês de março/12, quando registrou taxanegativa de 2,69%. Dos produtos que compõem a Cesta Básica, oito apresentaram taxaspositivas: feijão rajado (11,84%), carne de 2ª (6,62%), arroz polido (2,62%),tomate (7,69%), banana prata (8,55%), óleo de soja (7,94%), manteiga (2,05%)e o café moído (1,47%). Os que apresentaram taxas negativas foram: farinhade mandioca (-2,33%), açúcar refinado (-2,36%) e o leite in natura (-0,40 %). Oúnico produto que apresentou preço inalterado foi o pão comum. Para adquirir os produtos da Cesta Básica em abril/12, o trabalhadorprecisou cumprir uma jornada de trabalho de 82 horas e 40 minutos. Gasto do Salário Mínimo com Cesta Básica em Belém Abril/12 Cesta Básica 65,55% Outras Despesas 34,45% Fonte: IDESP
  11. 11. CESTA BÁSICA* – ABRIL 2012 Tabela 1: Gastos Mensais e Variação. Gastos em Gastos emProdutos Quantidade Variação Abril/12 Março/12 Mensal (R$) (R$)Carne de 2ª 4,5 Kg 35,60 33,39 6,62Leite in natura 6,0 Lt 14,88 14,94 -0,40Arroz polido 3,6 Kg 7,06 6,88 2,62Feijão rajado 4,5 Kg 23,81 21,29 11,84Farinha de mandioca 3,0 Kg 8,79 9,00 -2,33Tomate 12,0 Kg 30,24 28,08 7,69Pão comum 6,0 Kg 45,90 45,90 0,00Café moído 7,06 300 G 4,13 4,07 1,47Banana prata 7,5 Dz. 19,05 17,55 8,55Açúcar refinado 3,0 Kg 7,44 7,62 -2,36Manteiga 750 g 13,95 13,67 2,05Óleo de Soja 900 Ml 3,40 3,15 7,94Gasto total mensal/R$ 214,25 205,54 4,24%Gasto salarial (%) 34,45% 33,05%Salário mínimo/R$ 622,00 622,00Horas trabalhadas 82h e 40min 79h e 18min Fonte: IDESP (*) A Cesta Básica representa os gastos com alimentação de um trabalhador adulto, (Decreto Lei nº399/38 de 30.04.1938).
  12. 12. Tabela 2: Gastos Mensais, Taxas mensais, Taxas acumuladas no ano.(Cesta Básica*) 2012 2011 Taxa Gasto TaxaMês Gasto Taxa Taxa Acumulada Mensal Acumulada Mensal (R$) Mensal (%) Mensal (%) no Ano (%) (R$) no Ano (%)Janeiro 212,41 1,53 1,53 203,35 1,13 1,13Fevereiro 211,23 -0,56 0,99 199,47 1,98 3,32Março 205,54 -2,69 -3,66 206,57 3,56 6,99Abril 214,25 4,24 0,42 219,78 6,40 13,84Maio 214,71 -2,31 11,21Junho 210,48 -1,97 9,02Julho 207,92 -1,22 7,69Agosto 200,67 -3,49 3,94Setembro 194,72 -2,96 0,86Outubro 199,98 2,70 3,58 Novembro 201,89 0,95 4,56 Dezembro 207,34 2,70 7,39Fonte: IDESP(*) A Cesta Básica representa os gastos com alimentação de um trabalhador adulto, (Decreto Lei nº399/38 de30.04.1938).

×