JUNHO/2013
GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ
Simão Robison Oliveira Jatene
VICE-GOVERNADOR
Helenilson Pontes
SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO D...
Governo do Estado do Pará
Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará
Diretoria de Estatística, Tec...
Educação, Leitura e Papelaria (0,11%). O grupo Comunicação teve comportamento
estável (0,00%) e Alimentação a Bebidas foi ...
O grupo Transportes registrou a maior variação média de 1,78%. Essa variação
foi influenciada pela aproximação das férias ...
Limpeza e Descartáveis (1,12%). Os demais itens administrados pelo governo como:
as tarifas (água, esgoto/ energia elétric...
Tabela 2: Produtos/Serviços com Maiores e Menores Variações Mensais Junho/13 - Índice de
Preços ao Consumidor – IPC na Reg...
Tabela 3. Índice de Preço ao Consumidor - IPC e Índice de Preço ao Consumidor Amplo – IPCA,
Região Metropolitana de Belém ...
Tabela 4: Índice de Preços ao Consumidor- IPC na Região Metropolitana de Belém-RMB, segundo
faixas de rendimentos familiar...
CESTA BÁSICA REGISTROU TAXA NEGATIVA DE 0,40 %
A Cesta Básica do mês de Junho de 2013 foi de R$ 274,74 (Duzentos e setenta...
CESTA BÁSICA* –Junho/2013
TTaabbeellaa 11: Gastos Mensais e Variação Mensal
Produtos Quantidade Gastos em Junho/13
(R$)
Ga...
TTaabbeellaa 22: Gastos Mensais, Taxas mensais, Taxas acumuladas no ano. (Cesta Básica*)
Mês
2013 2012
Gasto
Mensal
(R$)
T...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ipc0613

508 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
508
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
51
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ipc0613

  1. 1. JUNHO/2013
  2. 2. GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene VICE-GOVERNADOR Helenilson Pontes SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS – Sepof Maria do Céu Guimarães de Alencar INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E AMBIENTAL DO PARÁ - Idesp Maria Adelina Guglioti Braglia DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS SOCIOECONÔMICAS E ANÁLISE CONJUNTURAL Cassiano Figueiredo Ribeiro DIRETORIA DE ESTATÍSTICA, TECNOLOGIA DE GESTÃO DE INFORMAÇÃO Sérgio Castro Gomes DIRETORIA DE PESQUISA E ESTUDOS AMBIENTAIS Andrea dos Santos Coelho DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Gracyette Raimunda Aguiar F. da Silva. EQUIPE EXECUTORA Maria Augusta Esteves Pereira - Coordenadora Pablo Damasceno Reis José Luiz dos Santos Lobato Nilceli Figueiredo Montalvão Emmanuel Oliveira da Silva Edson da Silva COLETADORES DE CAMPO André Anderson Marcias Vale, Antônia Nádia Pereira de Almeida, Dalila Ferreira da Silva, Everaldo Tavares Ferreira, Flávia Lorena Costa Silva, Leonardo Antônio Vera da Costa, Maurício dos Santos Lobato, Sheila Ramos Luz Andrade, Suellen Cristina Figueiredo da Rocha, Suzana de Paula Barbosa da Costa Diniz.
  3. 3. Governo do Estado do Pará Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Diretoria de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação IPC registra taxa de 0,50% em Junho/2013 O Índice de Preços ao Consumidor - IPC na Região Metropolitana de Belém- RMB, calculado pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará – IDESP, através da Diretoria de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação, com objetivo de mensurar as variações de preços dos bens e serviços que compõem o orçamento das famílias residentes na RMB, com rendimentos entre um e oito salários mínimos, registrou taxa de 0,50% em Junho de 2013, ficando 0,45 pontos percentuais abaixo do registrado no mês anterior, quando alcançou 0,95%. Para as famílias com rendimento entre um e quarenta salários mínimos a taxa no mês foi de 0,50%. A taxa acumulada do IPC/IDESP relativa aos últimos 12 meses (Jun/13- jul/12) foi de 12,36% ficando 0,71 pontos percentuais acima do resultado observado para o período de Jun/12- jul/11 (11,65%). Para o acumulado no ano de 2013 a taxa foi de 5,81%. A desaceleração na inflação no mês de junho (0,50%) foi em função do maior grupo de despesa Alimentação e Bebidas, que participa com 34% na estrutura de consumo de IPC, registrar taxa negativa de -0,81%. Apesar de todo este recuo, a inflação na RMB ainda é elevada para as famílias inclusa na faixa de renda entre um e oito salários mínimos. Os aumentos nos preços médios dos “serviços” continuaram a pressionar a taxa da inflação e alguns produtos de grande consumo do belenense como o feijão, que apesar das medidas adotadas pelo governo para conter a alta do preço zerando a alíquota para importação, tiveram aumentos significantes: feijão preto (2,58%), feijão rajado (1,16%) e feijão jalo (0,34%). A quebra da safra do feijão se deve à seca que atingiu principalmente o Nordeste e o Oeste de Minas Gerais. Dos nove grupos de despesas, seis registraram taxas positivas, Transportes (1,78%), Vestuário (1,77%), Saúde e Cuidados Pessoais (1,51%), Despesas e Serviços Pessoais (0,90%), Móveis e Equipamentos Domésticos (0,90%), Habitação (0,73%),
  4. 4. Educação, Leitura e Papelaria (0,11%). O grupo Comunicação teve comportamento estável (0,00%) e Alimentação a Bebidas foi o único a registrar taxa negativa de (-0,81%) no mês. Figura1: Taxa Mensal por Grupo de Despesas – Junho/2013 referente ao intervalo de rendimento entre 1 e 8 Salários Mínimos Índice de Preço ao Consumidor – IPC na Região Metropolitana de Belém – RMB. Fonte: IDESP A Tabela 1 resume as variações percentuais ocorridas nos grupos de pesquisa do IPC e a participação deles no conjunto das despesas realizadas pelas famílias com renda de 1 a 8 salários mínimos. Tabela 1: Participação no Orçamento Familiar, Variação Mensal, Contribuição em Pontos Percentuais e Variação Mensal, por Grupo de Despesas – IPC/RMB referente ao intervalo de rendimento entre 1 e 8 Salários Mínimos. -2,00% -1,50% -1,00% -0,50% 0,00% 0,50% 1,00% 1,50% 2,00% 1,78% 1,77% 1,51% 0,90%0,90% 0,73% 0,11% 0,00% -0,81% Transportes Vestuário Saúde e Cuidados Pessoais Despesas e Serviçoes Pessoais Móveis e Equipamentos Domésticos Habitação Educação, Leitura e Papelaria Comunicação Alimentação e Bebidas Grupos Participação no Orçamento (%) Variação mensal Junho/2013 (%) Contribuição em pontos percentuais Variação mensal Maio/2013 (%) Alimentação e Bebidas 34,10 -0,81 -0,27 0,71 2,25Vestuário 9,77 1,77 0,17 Habitação 12,08 0,73 0,09 0,19 Móveis e Equipamentos Domésticos 7,86 0,90 0,07 0,51 Saúde e Cuidados Pessoais 10,56 1,51 0,16 0,66 -0,20Transportes 11,20 1,78 0,20 Despesas e Serviços Pessoais 8,34 0,90 0,08 3,91 Educação, Leitura e Papelaria 2,95 0,11 0,00 0,70 Comunicação 3,14 0,00 0,00 0,94 GERAL 100,00 0,50% 0,95%
  5. 5. O grupo Transportes registrou a maior variação média de 1,78%. Essa variação foi influenciada pela aproximação das férias escolares, com o aumento dos itens: passagem de barco (3,27%), câmera e pneu (1,39%), lavagem de auto ( 3,19%), automóvel de passeio usado (6,45%) – devido à volta do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI e ainda o Combustível para Veículos (0,35%) - gasolina (0,34%) e óleo diesel (0,34%). No grupo Vestuário a taxa de 1,77%, pressionada em grande medida, por produtos de maior consumo no período que antecede as férias escolares que tendem a serem majorados acima da variação média do grupo como: biquíni (11,48%), maiô (5,35%), short feminino (4,09%), camiseta (3,26%), bermuda masculina (3,22%), óculos escuros sem grau (9,57%) e mochila (13,33%), tecidos (2,99%), Acessórios Femininos e Masculinos (9,71%) e Joias e Bijuterias (1,41%). O grupo Saúde e Cuidados Pessoais a taxa de 1,51% foi em função de alguns itens/serviços terem registrado aumentos médios como: tratamento dentário (1,81%); Óculos e Lentes (2,24%) - armação de óculos (6,07%) e lentes de óculos (1,28%) e o subgrupo Cuidados Pessoais (2,45%) com destaque: bronzeador (3,57%), artigo de maquiagem (2,02%), perfume (6,67%), sabonete (4,35%) e hidratante (0,87%). O grupo Despesas e Serviços Pessoais a taxa de 0,90% foi pressionada pelo item “serviços” que ao longo desses meses foram exercendo forte pressão na taxa do índice médio do grupo como: barbeiro (4,52%), sapateiro (13,05%) e manicure (6,63%). Outros itens que tiveram comportamentos ascendentes no grupo foram: brinquedos e jogos (3,61%), alimentos de cães (1,54%) e maquina fotográfica (10,66%). No grupo Móveis e Equipamentos Domésticos a taxa de 0,90% também foi influenciado pelo item “serviços” como: manutenção de móveis (40,98%) e manutenção de aparelho doméstico (0,38%), seguindo esta mesma tendência os Eletrodomésticos e Equipamentos (1,14%) com destaque: liquidificador (3,41%), ferro elétrico (3,66%), máquina de lavar roupas (3,01%), ventilador (0,92%); Equipamentos Eletrônicos (2,74%)- televisão (1,63%), DVD (7,45%), conjunto de som (5,15%) e impressora (14,37%). O grupo Habitação teve taxa de 0,73% registrada no mês, os itens aluguel (1,19%) e condomínio (1,74%) foram os principais responsáveis para evolução da taxa do grupo devido suas participações na estrutura do IPC (juntos representam 2,75% do orçamento doméstico); seguidos do item tinta para casa (8,18%) e o subgrupo Artigo de
  6. 6. Limpeza e Descartáveis (1,12%). Os demais itens administrados pelo governo como: as tarifas (água, esgoto/ energia elétrica) permaneceram estáveis. No grupo Educação, Saúde e Papelaria com taxa de 0,11% a maior pressão veio dos itens uniforme escolar (6,47%) e outras revistas (3,34%). Os demais itens ficaram constantes, ou seja, seus preços médios não foram rejustados. O grupo Comunicação, para o mês de junho, não apresentou variação nos preços, assim como os demais itens componentes do grupo. A taxa negativa de -0,81% do grupo Alimentação e Bebidas apresentou uma redução de -0,27 pontos percentuais em relação ao mês anterior (maio/13), quando registrou taxa de 0,71%. O grupo contribuiu significativamente para que a taxa da inflação na RMB chagasse ao patamar de 0,50%, sua representatividade dentro da estrutura do IPC é elevada (34%), por isso, quando ocorre decréscimo neste grupo favorece ao consumidor belenense, com possibilidade de direcionar parte de sua renda para outras despesas, além da alimentação. Os itens responsáveis pela redução na taxa do grupo foram: Farinhas, Féculas e Massas (-1,11%) - fubás de milho (-6,72%) e farinha de mandioca (-1,85%); Tubérculos e Raízes (-1,05%) - cenoura (-5,49%) e cebola (-7,44%); Carnes Frescas e Vísceras (-2,60%)- alcatra (-1,87%), agulha (-2,80%), pá (-0,63%), bucho (-4,41%) e fígado de boi (-5,61%); Peixes e Crustáceos (8,29%) – tainha (-3,45%), pescada amarela (-6,37%), camarão fresco regional (-14,82%) e caranguejo (-4,22%); Aves e Ovos (-3,01%) - frango abatido (-0,35%) e frango congelado (-6,73%).
  7. 7. Tabela 2: Produtos/Serviços com Maiores e Menores Variações Mensais Junho/13 - Índice de Preços ao Consumidor – IPC na Região Metropolitana de Belém – RMB. Maiores Variações Menores Variações Produto/ Serviços Variação Percentual (%) Produto/Serviços Variação Percentual (%) Manutenção de móveis 40,98 Mamão -24,46 Impressora 14,37 Camarão fresco -14,82 Sapateiro 13,05 Pescada -9,04 Biquíni 11,48 Açaí -8,07 Óculos escuros s/grau 9,57 Piramutaba -7,00 Tinta para casa 8,18 Alface -6,86 DVD 7,45 Frango congelado -6,73 Motocicleta 6,87 Fubá de milho -6,72 Manicure e pedicure 6,63 Serra -6,37 Uniforme escolar 6,47 Fígado de boi -5,61 Maio 5,35 Bucho de boi -4,41 Barbeiro 4,52 Caranguejo -4,22 Short 4,09 Agulha -2,88 Brinquedos e jogos 3,61 Alcatra -1,87 Bateria 3,53 Farinha mandioca -1,85 Liquidificador 3,41 Tomate -1,74 Outras revistas 3,34 Shampoo -1,30 Barco 3,27 Corvina -1,29 Lavagem 3,19 Melancia -1,16 Tecidos 2,99 Forno microondas -1,14 Feijão 2,58 Linguiça -1,04 Artigos de maquiagem 2,02 Material hidráulico -1,01 Tratamento dentário 1,81 Fogão -0,73 Condomínio 1,74 Pá -0,63 Televisão 1,63 Café moído -0,55 Alimentos de cães 1,54 Esmalte -0,42 Suco de frutas 1,52 Sardinha -0,36 Camará e pneu 1,39 Frango abatido -0,35 Aluguel do imóvel 1,19 Carne de boi em conserva -0,28 Feijão rajado 1,16 Leite em pó integral -0,24 Ventilador 0,92 Freezer -0,23 Hidratante 0,87 Lamina de barbear -0,20 Fonte: IDESP
  8. 8. Tabela 3. Índice de Preço ao Consumidor - IPC e Índice de Preço ao Consumidor Amplo – IPCA, Região Metropolitana de Belém – RMB, Junho/13 Maio 13/ e Junho/12 Maio 12. IPC/IDESP/PA Variação % JUNHO/13 MAIO/13 JUNHO/12 MAIO/12 Mensal 0,50 0,95 0,80 0,94 Acumulado no ano 5,81 5,29 7,01 6,16 Acumulado em seis meses 5,81 6,40 7,01 7,02 Acumulado em doze meses 12,36 12,20 11,66 11,01 IPCA/IDESP/PA Mensal 0,50 0,66 0,88 0,95 Acumulado no ano 5,30 4,75 7,23 6,23 Acumulado em seis meses 5,30 5,98 7,23 7,54 Acumulado em doze meses 11,76 12,19 12,40 11,82 Fonte: IDESP OBS: IPC referente à faixa de renda entre 1 e 8 salários mínimos. IPCA referente à faixa de renda entre 1 a 40 salários mínimos.
  9. 9. Tabela 4: Índice de Preços ao Consumidor- IPC na Região Metropolitana de Belém-RMB, segundo faixas de rendimentos familiares, considerando Índice Geral e Alimentação e Bebidas - Junho/13 Base: Ago/94 = 100 Período 1 a 8 salários Mínimos 1 a 40 Salários Mínimos Geral Alimentação e Bebidas Geral Alimentação e Bebidas 2012 Jan 623,94 661,39 709,31 522,17 Fev 632,74 667,67 720,09 527,44 Mar 637,49 654,27 724,77 533,77 Abr 645,14 660,09 737,52 537,61 Mai 651,20 668,87 744,53 544,81 Jun 656,41 671,14 751,08 546,72 Jul 661,20 681,21 757,84 554,21 Ago 666,23 674,26 764,05 549,17 Set 674,09 693,41 772,61 565,54 Out 683,46 709,98 781,03 578,21 Nov 689,75 717,86 788,14 584,51 Dez 697,06 731,07 797,20 596,61 2013 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez 708,28 713,95 721,16 727,00 733,91 737,59 753,00 764,82 775,15 784,76 790,33 783,95 808,36 816,77 822,41 829,81 835,27 839,45 613,73 623,67 631,34 638,60 641,54 636,98 Fonte: IDESP
  10. 10. CESTA BÁSICA REGISTROU TAXA NEGATIVA DE 0,40 % A Cesta Básica do mês de Junho de 2013 foi de R$ 274,74 (Duzentos e setenta e quatro reais e setenta e quatro centavos ), correspondendo a 40,52 % do salário mínimo vigente, de R$ 678,00 (Seiscentos e setenta e oito reais), apresentando variação negativa de 0,40% em relação ao mês de maio/13, quando registrou taxa de - 2,90 %. Dos produtos que compõem a Cesta Básica, cinco apresentaram taxas positivas foram: banana prata (0,72 %), feijão rajado (1,17 %), arroz polido (0,88 %), leite in natura (3,79 %) e manteiga (2,59 %). Os que apresentaram taxas negativas foram: carne de 2ª (-0,62 %), pão comum (-1,95 %), óleo de soja (-3,27 %), farinha de mandioca (-1,85 %), tomate (-1,74 %), café moído (-0,46) e açúcar refinado (-1,32 %). Para adquirir os produtos da Cesta Básica em junho, o trabalhador precisou cumprir uma jornada de trabalho de 97 horas e 16 minutos. Governo do Estado do Pará Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Diretoria de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação 40,52% 59,48% Gasto do Salário Mínimo com Cesta Básica em Belém Junho/13 Cesta Básica Outras Despesas Fonte: IDESP
  11. 11. CESTA BÁSICA* –Junho/2013 TTaabbeellaa 11: Gastos Mensais e Variação Mensal Produtos Quantidade Gastos em Junho/13 (R$) Gastos em Maio/13 (R$) Variação Mensal Carne de 2ª 4,5 K 35,33 35,55 - 0,62 Leite in natura 6,0 L 18,06 17,40 3,79 Arroz polido 3,6 K 9,22 9,14 0,88 Feijão rajado 4,5 K 27,59 27,27 1,17 Farinha de mandioca 3,0 K 23,91 24,36 - 1,85 Tomate 12,0 K 54,24 55,20 - 1,74 Pão comum 6,0 K 46,20 46,20 - 1,95 Café moído 300 g 4,37 4,39 - 0,46 Banana prata 7,5 Dz. 32,18 31,95 0,72 Açúcar refinado 3,0 K 6,75 6,84 - 1,32 Manteiga 750 g 14,24 13,88 2,59 Óleo de Soja 900 Ml 3,55 3,67 - 3,27 Gasto total mensal/R$ 274,74 275,85 -0,40 Gasto salarial (%) 40,52 40,69 Salário mínimo/R$ 678,00 678,00 Horas trabalhadas 97 h e 16min 97 h e 39min Fonte: IDESP (*) A Cesta Básica representa os gastos com alimentação de um trabalhador adulto, (Decreto Lei nº399/38 de 30.04.1938).
  12. 12. TTaabbeellaa 22: Gastos Mensais, Taxas mensais, Taxas acumuladas no ano. (Cesta Básica*) Mês 2013 2012 Gasto Mensal (R$) Taxa Mensal (%) Taxa Acumulada no Ano (%) Gasto Mensal (R$) Taxa Mensal (%) Taxa Acumulada no Ano (%) Janeiro 254,32 6,39 6,39 212,41 1,53 1,53 Fevereiro 264,04 3,82 10,45 211,23 -0,56 0,96 Março 266,81 1,05 11,61 205,54 -2,69 -1,75 Abril 284,08 6,47 18,84 214,25 4,24 2,41 Maio 275,85 -2,90 15,39 220,69 3,01 5,49 Junho 274,74 -0,40 14,93 226,27 2,53 8,16 Julho 233,85 3,35 11,79 Agosto 235,85 0,84 12,73 Setembro 239,94 1,75 14,70 Outubro 240,00 0,03 14,73 Novembroo o 238,63 -0,57 14,09 Dezembro 239,05 0,18 14,28 Fonte: IDESP (*) A Cesta Básica representa os gastos com alimentação de um trabalhador adulto, (Decreto Lei nº399/38 de 30.04.1938).

×