Governo do Estado do Pará   Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará      Diretoria de Estatísti...
GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ                       Simão Robison Oliveira Jatene                            VICE-GOVERNADOR  ...
Governo do Estado do Pará                Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará               ...
ÍNDICE       DE   PREÇO        AO          CONSUMIDOR               –    IPC        NA        REGIÃOMETROPOLITANA DE BELÉM...
O grupo Transportes, com uma taxa expressiva de 4,42%, e contribuição de0,49 pontos percentuais no Índice Geral, foi um do...
impactaram foram; curso de formação fundamental (9,24%), curso de formação média(6,25%), pós-graduação (6,78%), uniforme e...
No grupo Saúde e Cuidados Pessoais a taxa de 0,53% foi influenciada pelosaumentos nos seguintes itens: Atendimento e Servi...
ÍNDICE          DE        PREÇOS         AO      CONSUMIDOR               –   IPC   NA       REGIÃOMETROPOLITANA DE BELÉM ...
IPC – ÍNDICE DE PREÇO AO CONSUMIDOR                 IPCA – ÍNDICE DE PREÇO AO CONSUMIDOR AMPLO                            ...
INDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DA REGIÃO METROPOLITANA       DE BELÉM, SEGUNDO FAIXAS DE RENDIMENTOS FAMILIARES,       CON...
Governo do Estado do Pará           Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará                Dire...
CESTA BÁSICA* – JANEIRO2012    Tabela 1: Gastos Mensais e Variação.                                                       ...
Tabela 2: Gastos           Mensais,       Taxas     mensais,      Taxas      acumuladas         no    ano.        (Cesta B...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ipc0112

260 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ipc0112

  1. 1. Governo do Estado do Pará Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Diretoria de Estatística e de Tecnologia e Gestão da Informação Janeiro/2012 IPC / RMB ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDORDA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM
  2. 2. GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene VICE-GOVERNADOR Helenilson Pontes SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS – Sepof Sérgio Roberto Bacury de Lira INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E AMBIENTAL DO PARÁ - Idesp Maria Adelina Guglioti BragliaDIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS SOCIOECONÔMICAS E ANÁLISE CONJUNTURAL Cassiano Figueiredo Ribeiro DIRETORIA DE ESTATÍSTICA, TECNOLOGIA DE GESTÃO DE INFORMAÇÃO Sérgio Castro Gomes EQUIPE EXECUTORA Maria Augusta Esteves Pereira - Coordenadora Pablo Damasceno Reis José Luiz dos Santos Lobato Nilceli Figueiredo Montalvão COLETADORES DE CAMPOAndré Anderson Marcias Vale, Antônia Nádia Pereira de Almeida, Dalila Ferreirada Silva, Edson da Silva, Emmanuel Oliveira da Silva, Everaldo Tavares Ferreira,Flávia Lorena Costa Silva, Leonardo Antônio Vera da Costa, Maurício dos SantosLobato, Sheila Ramos Luz Andrade, Suellen Cristina Figueiredo da Rocha, Suzanade Paula Barbosa da Costa Diniz.
  3. 3. Governo do Estado do Pará Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Diretoria de Estatística, Tecnologia e Gestão de Informação INFLAÇÃO NA RMB NO PRIMEIRO MÊS DO ANO REGISTRA TAXA DE 1,72% O Índice de Preços ao Consumidor - IPC na Região Metropolitana de Belém-RMB, em janeiro/12, calculado pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social eAmbiental do Pará – IDESP, através de sua Diretoria de Estatística, Tecnologia eGestão da Informação, com objetivo de mensurar as variações de preços dos bens eserviços que compõe orçamento das famílias residentes na RMB, considerando osintervalos de rendimentos entre um e oito salários mínimos registrou taxa 1,72%,ficando 0,91 pontos percentuais acima do mês de dezembro/12 guando registrou taxa0,81%. Para as famílias com rendimento entre um a quarenta salários mínimos a taxafoi de 1,69%. No conjunto de fatos causadores da inflação destacam-se as elevações nosprodutos alimentícios por conta dos efeitos climáticos que atingem as culturastemporárias e permanentes; o pagamento das tarifas como o IPVA, emplacamento deauto, motocicleta e reajuste do salário mínimo. Dos nove grupos de despesas que integram a estrutura de consumo de Índice dePreços ao Consumidor - IPC no mês janeiro de 2012, cinco deles registraram taxa acimado Índice Médio; Transportes (4,42%), Despesas e Serviços Pessoais (3,27%),Vestuário (3,25%) e Educação, Leitura e Papelaria (2,88%).Os que ficaram abaixo doíndice médio foram: Alimentação e Bebidas (1,40%) e Saúde e Cuidados Pessoais(0,53%). Os de despesa que registraram taxas negativas foram: Comunicação (0,12%) eMoveis e Equipamentos Domésticos (3,47%).
  4. 4. ÍNDICE DE PREÇO AO CONSUMIDOR – IPC NA REGIÃOMETROPOLITANA DE BELÉM – RMB TAXA MENSAL DE JANEIRO/ 2012REFERENTE A 1 e 8 SALÁRIOS MÍNIMOS. Móveis e Equip. Domésticos Saúde e cuidados pessoais 4,42% Vestuário 5,00% 3,27% 3,25% Transportes 2,88% 2,44% 3,00% Despesas e serviços pessoais 1,40% Alimentação e bebidas 0,53% 1,00% Comunicação -0,12% Educação, Leitura e Papelaria -1,00% -3,00% -5,00% Fonte: IDESP ÍNDICE DE PREÇO AO CONSUMIDOR–IPC NA REGIÃOMETROPOLITANA DE BELÉM RMB PARTICIPAÇÃO NO ORÇAMENTOFAMILIAR, VARIAÇÃO MENSAL, CONTRIBUIÇÃO EM PONTOSPERCENTUAIS E VARIAÇÃO MENSAL DE JANEIRO/12 E DEZEMBRO/11REFERENTE A 1 e 8 SALÁRIOS MÍNIMOS. Participação Variação Contribuição Variação no mensal ( %) em pontos mensal (%) Grupos Orçamento percentuais JAN/2012 DEZ/2011 (%)Alimentação e Bebidas 34,1035 1,40 0,48 1,01Vestuário 9,7721 3,25 0,32 0,13Habitação 12,0788 2,44 0,29 0,50Móveis e Equipamentos 7,8599 -3,47 -0,27 2,92DomésticosSaúde e Cuidados Pessoais 10,5623 0,53 0,06 -0,77Transportes 11,1953 4,42 0,49 0,76Despesas e Serviços Pessoais 8,3406 3,27 0,27 1,12Educação, Leitura e Papelaria 2,9512 2,88 0,08 0,89Comunicação 3,1363 -0,12 -0,001 1,27GERAL 100,0000 1,72% 0,81% Fonte: IDESP
  5. 5. O grupo Transportes, com uma taxa expressiva de 4,42%, e contribuição de0,49 pontos percentuais no Índice Geral, foi um dos que mais influenciou no resultadoda inflação no mês. As tarifas cobradas com IPVA com reajuste médio de 2,47%, noano entanto, para calculo do IPC só foi computado para o mês em análise (0,81%), emfunção da proporcionalidade do impacto neste mês. Outros itens que contribuíramsignificativamente neste resultado foram: lavagem e lubrificação (20,50%), motocicleta(10,64%), emplacamento de auto (6,64%), óleo lubrificante (1,67%) e óleo diesel(0,46%). Seguindo a tendência de taxas elevadas o grupo, Despesas e Serviços Pessoaisregistrou taxa de 3,27%, com uma contribuição de 0,27 pontos percentuais, em relaçãoao Índice Geral. Ressalta-se que neste grupo estão incluso a maioria dos itens serviçosque foram majorados em função do aumento do salário mínimo. Os produtos/serviçosque tiveram seus preços médios acima da média: barbeiro (14,93%), empregodoméstico (14,13%), funeral (12,73%) e mensalidades de clube (4,76%). Outros itensque tiveram comportamento ascendente foram: acessório de instrumento musical(25,23%), brinquedos e jogos (3,96%), bicicleta (3,69%) e maquina fotográfica(3,21%). O comportamento do grupo Vestuário neste primeiro mês do ano ao registrartaxa de 3,25%, causou surpresa, tendo em vista que neste período, as lojas ofertam maispromoções para atrair clientes o que resulta em queda de preços de alguns produtos dosetor. Os itens que registraram aumentos foram: Roupas Masculinas (8,44%) – short(20,71%) bermuda (13,26), camiseta (10,69%) e camisa (9,17%); Roupas Femininas(7,18%) – bermuda (11,83%), short (11,72%), vestido (9,90%) e blusa (9,15%); Roupasde Criança (3,50%) – short (13,26%) fralda de tecido (17,24%), blusa (6,25%) e vestido(5,77%) e o subitem Jóias e Bijuterias (7,22%). Este resultado teve impactosignificativo na taxa do índice médio mensal devido à contribuição em pontospercentuais. No grupo Educação, Leitura e Papelaria com a taxa de 2,88%, os itensresponsáveis foram: as despesas com Educação (5,70%), característica do inicio do ano,em que são efetivadas as matriculas nas escolas particulares. Os itens que mais
  6. 6. impactaram foram; curso de formação fundamental (9,24%), curso de formação média(6,25%), pós-graduação (6,78%), uniforme escolar (2,52%), livros escolar de primeiro esegundo grau (4,38%), e outros artigos de papelaria (5,09%). Em Habitação a taxa de 2,44%, foi influenciado pelo aumento de condomínio(4,91%) decorrente, em grande medida, do reajuste do salário mínimo, o gás de bujão(9,08%)- este reajuste ocasionado pelo termino da grande disputa entre os fornecedoresna RMB-. Outros itens que tiveram comportamentos ascendentes foram: materialelétrico em geral (4,59%), ferragens (2,95%), aluguel (0,83%) e tinta para casa. Os bensadministrados pelo governo como as tarifas de água/esgoto e energia elétrica continuamestáveis, contribuindo assim para atenuar a taxa mensal. Outro grupo de despesa que teve participação significativa na taxa do ÍndiceMédio Geral do mês contribuindo com 0,48 pontos percentuais foi Alimentação eBebidas com a taxa de 1,40%, estas altas acentuadas continuam sendo ocasionadaspelos problemas climáticos onde o setor alimentício é mais vulnerável, comprometendoas safras de grãos em todo País. Foram registrados aumentos nos itens Cereais,Leguminosas e Oleaginosas (8,06%) com destaque para: feijão rajado (17,60%), feijãopreto (6,20%), arroz polido (3,24%) e feijão jalo (3,23%). As Farinhas Féculas e Massas(2,96%) seguiram a mesma tendência de preços altos com elevadas variações nosprodutos - farinha de mandioca (4,66%), fécula de mandioca (4,74%), fubá de milho(3,61%) e creme de arroz (1,69%); Hortaliças, Legumes e Verdura (4,88%) – repolho(7,09%), tomate (5,53%) e batata (7,57%). Outros produtos substitutos imediatos dascarnes vermelhas tiveram seus preços médios majorados acima do Índice Geral como:Peixes e Crustáceos (5,50%) – tainha (17,85%), dourada (14,50%), filhote (12,55%),piramutaba (9,46%) caranguejo (9,46%), serra (5,04%), camarão fresco regional(2,22%) e pescada amarela (2,14%). Os preços das carnes bovinas tiveram umdecréscimo na ordem de 2,66% contribuindo assim significativamente para atenuar ataxa mensal do grupo.
  7. 7. No grupo Saúde e Cuidados Pessoais a taxa de 0,53% foi influenciada pelosaumentos nos seguintes itens: Atendimento e Serviços Médicos (2,30%) – tratamentodentário (3,76%), consulta médicas (2,04%) e o item medicamento (0,56%) que temparticipação significativa dentro da estrutura de consumo do grupo (3,30%). Outros itens que também contribuíram foram: lente de óculos de grau (19,98%)e armação de óculos (15,38%). Em Comunicação a taxa negativa de 0,12%, foi reflexo da grande concorrênciaentre as operadoras de TV por assinatura e a oferta entre os aparelhos de telefone celularque no mês registrou taxa negativa de 1,89%. O único item que registrou aumento foiaparelho de telefone convencional (4,49%). A maior taxa negativa registrada no primeiro mês do ano foi para o grupoMoveis e Equipamentos Domésticos (3,47%), que pode ser explicada, em parte, pelaredução do Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI para os produtos de linhabranca: Eletrodoméstico e Equipamento (-6,85%) com destaque para fogão (-15,23%),freezer (-6,70%), geladeira (-6,24%) e máquina de lavar roupa (-6,37%). Outros itensforam reajustados acima do índice médio como: manutenção de aparelho doméstico(2,97%) e conserto de televisão (0,97%). Seguindo essa tendência de preços elevados osUtensílios, Enfeites e Decoração (13,80%)- tapete (13,80%), e cortina (1,85%)- fornomicro-ondas (14,87%), ferro elétrico (9,41%), conjunto estofado (3,84%), cama(6,60%), cômoda de quarto (3,61%), DVD (3,84%), máquina de costura (4,31%) eventilador (1,81%).
  8. 8. ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR – IPC NA REGIÃOMETROPOLITANA DE BELÉM – RMB PRODUTOS/SERVIÇOS COMMAIORES E MENORES VARIAÇÕES MENSAIS JANEIRO 2012 Maiores Variações Menores VariaçõesProduto/serviços Variação-Percentual (%) Produto/serviços Variação-Percentual (%)Material de Curativo 32,76 Ingresso/boate -17,65Bijuteria 22,70 Artigo/maquiagem -16,63Short (masculino) 20,71 Rede -16,45Lavagem de auto 20,50 Limão/comum -15,98Lente/óculos de grau 19,98 Bucho -12,40Tainha Peixe 17,85 Tecidos -11,98Feijão rajado 17,60 Tênis/criança -11,73Frauda tecido 17,24 Iogurte -10,85Barbeiro 14,93 Sala / jantar -10,80Forno Microondas 14,87 Músculo -10,18Dourada 14,50 Costela de Boi -8,15Emprego/domestico 14,13 Peça/ elétrica -7,93Tapete 13,80 Estante/ sala -7,54|Pimentão 13,60 Frauda descartável -6,98Short criança 13,26 Agulha -5,88Funeral 12,73 Pá -5,82Filhote 12,55 Mamão -5,30Pão/manteiga 12,00 Guarda-roupa -5,27Short (feminino) 11,72 Sapato/masculino -4,86Curso/formação/fundamental 9,24 Liquidificador -4,22Camisa 9,17 Ar Condicionado -3,50Gás de bujão 9,08 Conjunto/som -3,44Pós-Graduação 6,78 Água /sanitária -3,31Emplacamento/auto 6,64 Camisa/criança -3,25Emplacamento/moto 6,64 Açúcar cristal -2,98Curso/formação/media 6,52 Açúcar refinado -2,79Mensalidade/pré-escolar 5,55 Desinfetante -2,43Transporte escolar 5,30 Frango abatido -2,39Outros artigo/papelaria 5,09 Frango abatido -2,39Clube/mensalidade 4,76 Vassoura -2,15Livro 1° 2° grau 4,32 Eletro diagnostico -2,15Uniforme/escolar 2,52 Banana prata -1,20Fonte: IDESP.
  9. 9. IPC – ÍNDICE DE PREÇO AO CONSUMIDOR IPCA – ÍNDICE DE PREÇO AO CONSUMIDOR AMPLO Janeiro /12 Dezembro/11 Janeiro/11 Janeiro/10IPC/IDESP/PA (%) (%) Mensal 1,72 0,81 1,81 1,39 Acumulado no ano 1,72 8,38 1,81 1,39 Acumulado em seis meses 5,47 4,57 5,70 3,54 Acumulado em doze meses 8,29 8,38 11,12 6,4IPCA/IDESP/PA Mensal 1,69 0,75 1,66 1,71 Acumulado no ano 1,69 8,72 1,66 1,71 Acumulado em seis meses 5,70 4,76 5,07 4,03 Acumulado em doze meses 8,75 8,72 10,01 7,28FONTE: IDESPOBS: IPC referente à faixa de renda entre 1 e 8 salários mínimos. IPCA referente à faixa de renda entre 1 e 40 salários mínimos.
  10. 10. INDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM, SEGUNDO FAIXAS DE RENDIMENTOS FAMILIARES, CONSIDERANDO O ÍNDICE GERAL E ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS. JANEIRO/2012 Base: Ago/94 = 100 1 a 8 Salários Mínimos 1 a 40 Salários Mínimos Período Geral Alimentação Geral Alimentação e Bebidas e Bebidas 2010 Jan 518,51 438,79 594,15 430,55 Fev 527,22 452,92 601,76 443,64 Mar 531,81 456,90 608,02 447,37 Abr 534,15 463,71 608,26 452,33 Mai 539,92 471,83 615,07 460,16 Jun 541,70 467,35 616,36 454,50 Jul 545,12 471,13 621,78 458,86 Ago 545,88 462,13 621,53 450,19 Set 546,86 464,72 622,96 451,93 Out 551,67 582,76 627,51 463,86 Nov 560,17 606,07 637,36 482,79 Dez 565,94 617,22 642,46 491,58 2011 Jan 576,18 632,77 653,12 499,74 Fev 576,87 623,78 654,62 494,14 Mar 581,54 632,21 662,02 498,98 Abr 582,47 633,54 662,62 501,03 Mai 586,61 626,51 663,73 495,97 Jun 587,84 624,63 666,40 493,04 Jul 591,60 625,19 671,93 493,73 Ago 597,34 628,00 677,76 496,40 Set 600,39 636,10 682,78 502,41 Out 576,18 632,77 653,12 499,74 Nov 576,87 623,78 654,62 494,14 Dez 581,54 632,21 662,02 498,98 2012 Jan 623,94 661,39 710,25 522,17Fonte: IDESP
  11. 11. Governo do Estado do Pará Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará Diretoria de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação CESTA BÁSICA REGISTROU TAXA DE 1,53% O valor da Cesta Básica do mês de Janeiro/12 foi de R$ 212,41 (Duzentos edoze reais e quarenta e um centavos), correspondendo a 34,15% do salário mínimovigente, de R$ 622,00 (Seiscentos e vinte e dois reais), apresentando variação de1,53% em relação ao mês de Dezembro/11, quando registrou taxa de 0,75%. Dos produtos que compõem a Cesta Básica, sete apresentaram taxa positiva:arroz polido (3,30%), feijão rajado (17,59%), café moído (1,59%), farinha de mandioca(4,66%), tomate (6,51%), manteiga (2,21%) e óleo de soja (0,32%). Os queapresentaram taxas negativas foram: banana prata (-1,22%), carne de 2ª (-5,80%),açúcar refinado (-2,79%) e leite in natura (-1,12). O único produto que apresentoupreço inalterado foi o pão comum. Para adquirir os produtos da Cesta Básica em janeiro/12, o trabalhadorprecisou cumprir uma jornada de trabalho de 81 horas e 58 minutos. Gasto do Salário Mínimo com Cesta Básica em Belém Janeiro/12 Cesta Básica 65,85 % Outras Despesas 34,15% Fonte: IDESP
  12. 12. CESTA BÁSICA* – JANEIRO2012 Tabela 1: Gastos Mensais e Variação. Gastos em Gastos emProdutos Quantidade Variação Janeiro/12 Dezembro/11 Mensal (%) (R$) (R$)Carne de 2ª 4,5 Kg 34,25 36,36 -5,80Leite in natura 6,0 Lt 15,90 16,08 -1,12Arroz polido 3,6 Kg 6,88 6,66 3,30Feijão rajado 4,5 Kg 18,05 15,35 17,59Farinha de mandioca 3,0 Kg 8,76 8,37 4,66Tomate 12,0 Kg 37,32 35,04 6,51Pão comum 6,0 Kg 45,90 45,90 0,00Café moído 300 G 3,84 3,78 1,59Banana prata 7,5 Dz. 18,60 18,83 -1,22Açúcar refinado 3,0 Kg 7,32 7,53 -2,79Manteiga 750 g 12,47 12,20 2,21Óleo de Soja 900 Ml 3,12 3,11 0,32Gasto total mensal/R$ 212,41 209,21 1,53%Gasto salarial (%) 34,15% 38,39%Salário mínimo/R$ 622,00 545,00Horas trabalhadas 81h e 58min 92h e 10min Fonte: IDESP (*) A Cesta Básica representa os gastos com alimentação de um trabalhador adulto, (Decreto Lei nº399/38 de 30.04.1938).
  13. 13. Tabela 2: Gastos Mensais, Taxas mensais, Taxas acumuladas no ano. (Cesta Básica*) 2012 2011 Taxa TaxaMês Gasto Taxa Gasto Taxa Acumulada no Acumulada no Mensal (R$) Mensal (%) Mensal (R$) Mensal (%) Ano (%) Ano (%)Janeiro 212,41 1,53 1,53 203,35 1,13 1,13Fevereiro 199,47 1,98 3,32Março 206,57 3,56 6,99Abril 219,78 6,40 13,84Maio 214,71 -2,31 11,21Junho 210,48 -1,97 9,02Julho 207,92 -1,22 7,69Agosto 200,67 -3,49 3,94Setembro 194,72 -2,96 0,86Outubro 199,98 2,70 3,58Novembro 201,89 0,95 4,56Dezembro 207,34 2,70 7,39 Fonte: IDESP (*) A Cesta Básica representa os gastos com alimentação de um trabalhador adulto, (Decreto Lei nº399/38 de 30.04.1938

×