Relação entre sociedade e natureza

1.625 visualizações

Publicada em

Aula de geografia para o Ensino Médio sobre as relações entre a natureza e a sociedade.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.625
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relação entre sociedade e natureza

  1. 1. Relação entre sociedade e natureza Professor Herbert Galeno Blog: herbertgaleno.blogspot.com.br
  2. 2. Natureza e territorialidades • O que é o espaço geográfico? • Qual a relação entre a sociedade e a natureza? • O que é a natureza? 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui2
  3. 3. Principais conceitos geográficos • lugar: espaço geográfico que tem relação com intimidade • Paisagem: é tudo o que pode ser visto e observado de um determinado lugar, pode ser subdividido em natural e cultural. • Território: tem relação com manifestação de poder, pode ser político ou cultural. • Região: tem semelhanças entre si, pode ser política, cultural e econômica. Para entender a geografia precisamos entender bem o conceito de espaço geográfico e suas subdivisões. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui3
  4. 4. Ideias de natureza • Judaico cristã: 11 Então disse Deus: "Cubra-se a terra de vegetação: plantas que deem sementes e árvores cujos frutos produzam sementes de acor- do com as suas espécies". E assim foi. • 12 A terra fez brotar a vegetação: plantas que dão sementes de acordo com as suas espécies, e árvores cujos frutos produzem sementes de acordo com as suas espécies. E Deus viu que ficou bom. • Visão grega: A mitologia grega atribui a origem do homem ao feito dos titãs Epimeteu e Prometeu. Epimeteu teria criado os homens sem vida, imperfeitos e feitos a partir de um molde de barro. Por compaixão, seu irmão Prometeu resolveu roubar o fogo do deus Vulcano para dar vida à raça humana. A separação homem e natureza: não tem como pensar a natureza sem levar em consideração as ideias religiosas. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui4
  5. 5. A ideia de natureza como mercadoria • A ideia de natureza como paraíso terrestre vinculada a ideia de perfeição, de fartura e abundância é combinada, no contexto capitalista, com a ideia de fonte de riqueza e matéria prima. • No contexto da expansão marítima comercial europeia, coexistem as ideia de natureza como paraíso terrestre e fonte de lucro. • Com o nascimento da ciência moderna, no século XIX, aprofundou-se ainda mais os conhecimentos sobre o mundo natural, bem como a separação entre o homem e a natureza. As sociedades industriais passam a utilizar esses conhecimentos, e a natureza, como nunca se viu antes, trona-se um recurso para o homem produzir tudo o que necessita ou que a imaginação possa criar. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui5
  6. 6. A ideia da natureza • A ideia da natureza separada do homem é passível de crítica, pois a natureza está sempre relacionada à forma com a qual a sociedade está organizada econômica e culturalmente. Karl Marx, no século XIX, considera a ideia de natureza em dois momentos: a primeira é compreendida como aquela anterior a história humana, na qual as transformações estão inserida em escala geológica, já a segunda é aquela em é usada pelo homem para suprir as suas necessidade de sobrevivência. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui6
  7. 7. Desenvolvimento sustentável • A definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro. • Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui7
  8. 8. Conscientização sobre o uso da natureza 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui8
  9. 9. A ciência moderna e o controle da natureza • A ciência moderna parte do principio que o homem tem na razão e no conhecimento, a capacidade de controlar e portanto de dominar a natureza. • Um dos principais colaboradores da organização e construção dos conhecimentos geológicos foi Charles Lyell. No contexto da Revolução industrial inglesa. Lyell e outros cientistas, desenvolveram teorias, modelos, sistematizações para explicar o controle da natureza. • A sistematização criada por Lyell permite o estudo das transformações nas estruturas rochosas ocorridas nas diversas eras e períodos geológicos. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui9
  10. 10. Coluna geológica proposta por Lyell 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui10
  11. 11. O estudo da Geologia • Ao longo do tempo a Geologia elaborou um conjunto de conhecimentos que nos ajuda a compreender os mecanismos que estão relacionados aos terremotos. Esses mecanismos constituem modelos científicos que explicam a dinâmica da crosta terrestre pelas placas tectônicas. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui11
  12. 12. Placas tectônicas Professor Herbert Galeno Blog: herbertgaleno.blogspot.com.br
  13. 13. Movimentos da placa tectônica • Os movimentos da placa tectônica são, principalmente, de dois tipos: de afastamento e de encontro. • O primeiro, de afastamento, é ocasionado pela saída do magma do interior das fendas presentes nos fundos dos oceanos produzindo as dorsais mesoceânicas. O segundo movimento, de encontro das placas, pode ocorrer, principalmente de duas formas: • Subducção e obducção. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui13
  14. 14. Movimentos das placas tectônicas Subducção • Subducção – as placas movem-se uma em direção a outra e a placa oceânica (mais densa) “mergulha” sob a continental (menos densa). Obducção • Obducção ou colisão – choque entre duas placas na porção continental. Acontece em virtude da grande espessura dos trechos nos quais estão colidindo. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui14
  15. 15. Movimentos das placas tectônicas • Zonas de divergência – as placas tectônicas afastam-se umas das outras. Zonas de convergência – as placas tectônicas se aproximam, sendo pressionadas umas contra as outras. Esse fenômeno pode ser de subducção ou obducção. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui15
  16. 16. Zonas sísmicas e vulcões • Abalo sísmico ou terremoto é um tremor da superfície terrestre produzido por forças naturais situadas no interior da crosta terrestre e a profundidades variáveis. Os abalos são causados pelo choque de placas rochosas situadas a profundidades que vão desde 50 até 900 km abaixo do solo. Outros fatores considerados são deslocamentos de gases como o metano e as atividades vulcânicas. Existem dois tipos de sismos: Os de origem natural e os induzidos. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui16
  17. 17. • Entre as consequências de um abalo sísmico citamos: •Vibração do solo com intensidades variada, • Abertura de falhas, • Deslizamento de terra, •Tsunamis, • Mudanças na rotação daTerra. • As consequências de um abalo sísmico normalmente acarretam em efeitos nocivos ao homem como ferimentos, mortes, prejuízos financeiros e sociais, desabamento de construções, destruição entre outros. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui17
  18. 18. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui18
  19. 19. Aprofundando oTema • Natureza, ciência, técnica e território. • A ciência e as empresas capitalistas criam e desenvolvem meios técnicos como forma de se sobrepor ao tempo e a natureza e, com isso, extrair o maior lucro possível, criando outro ritmo: o da reprodução do capital. Cultivo de plantas transgênicas; criação de animais em sistema de confinamento; incremento de ração para animais com anabolizantes. • Para Milton Santos, no capitalismo, a organização do espaço se dá na maneira como se aparelha o território para impor o tempo de lucro (da reprodução do capital) sobre o ritmo da natureza. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui19
  20. 20. • Atividades das páginas 13 e 23 • Pesquisar sobre o conceito de desenvolvimento sustentável, e como é aplicado na prática no Brasil. Cite exemplos, se possível, imprima figuras e cole no caderno. 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui20
  21. 21. Reforçando o conceito de lugar e paisagem 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui21
  22. 22. Reforçando o conceito de território e região 22 de julho de 2012 Texto do rodapé aqui22

×