Métodos de investigação e escrita científica

646 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
646
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Métodos de investigação e escrita científica

  1. 1. A Importância da Pesquisa no Ato de Conhecer Prof.a Dra. Suely Galli
  2. 2. Deus quer, o homem cria, a obra nasce Fernando Pessoa
  3. 3. Ao interrogarmos sobre um dado conhecimentoele se fragmenta, diversifica-se, multiplica-seem inúmeras noções gerando cada uma delas,outra Interrogação e com ela,uma nova obra nasce...A curiosidade, inerente à inteligência eobra humana, é ponto de partida para ainvestigação e construção de conhecimento Prof.a Dra. Suely Galli
  4. 4. A busca de conhecimento investigação e esta se dá através do ato deinterrogar sobre ele, sua naturezae validade. Prof.a Dra. Suely Galli
  5. 5. AAinvestigação é movida pela dúvida enecessidade de conhecimento.A dúvida, quando disciplinada emotivada, gera atitudes de pesquisa.Pesquisa gera conhecimento Prof.a Dra. Suely Galli
  6. 6. Conhecimento transforma a realidade A Prof.a Dra. Suely Galli
  7. 7. Lembram da história da escrita ? Dos riscos na pedra A aos tipos móveis na imprensa de Gutenberg se registra a evolução do homem pela busca de conhecer mais Assim como o homem não é um ser acabado, A natureza se renova em cada broto, semente, filhote, minério, etc. O homem busca interagir com a natureza, interrogando sobre seus fenômenos. (O que?) Prof.a Dra. Suely Galli
  8. 8. A dialética antítese tese síntese Prof.a Dra. Suely Galli
  9. 9. A dialética CONSTANTE VIR-A-SER DE-VIR antítese tese síntese Prof.a Dra. Suely Galli
  10. 10. Tese – a afirmação, a certezaAntítese – a negação, a dúvida sobre o dado como certo ASíntese – o processo , a descoberta a nova certeza A dúvida gera pergunta A pergunta remete ao diálogo e à investigação pesquisa conhecimento transformações Prof.a Dra. Suely Galli
  11. 11. Sobre a dúvida e a inquietação criadoraA Prof.a Dra. Suely Galli
  12. 12. O mundo não é aquilo que eu penso,mas aquilo que vivo,sou aberto ao mundo,me comunico indubitavelmente com ele,mas não o possuo, ele é inesgotável (Ponty) Prof.a Dra. Suely Galli
  13. 13. O que é pesquisaQuem é que pesquisa APor que se pesquisaPara que se pesquisaComo se pesquisa É preciso um ponto de partida Um método Prof.a Dra. Suely Galli
  14. 14. Caminhante, não há caminho, Acaminhos faz-seao caminhar Antonio Machado Prof.a Dra. Suely Galli
  15. 15. UM PROJETO DE PESQUISA DEVE CONTER: TÍTULO INTRODUÇÃO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS METODOLOGIA RESULTADOS ESPERADOS FONTES BIBLIOGRAFIA Prof.a Dra. Suely Galli
  16. 16. INTRODUÇÃO deve conter: Problematização - a partir da contextualização A idéia da pesquisa como um todoJUSTIFICATIVADeve explicitar com objetividade a razão pela qual ofenômeno merece ser pesquisadoOBJETIVOSDevem ser claros e explicitar a visão que o pesquisadortem do problema.METODOLOGIAOs caminhos que o pesquisador pretende construirpara chegar ao problema, desnudá-lo identificá-lo, explicá-lo, interpretá-lo e transformá-lo.
  17. 17. A metodologia envolve - delimitação do universo Definição: - universo e seus sujeitos - instrumentos de coleta de dados - tratamento dos dados - das categorias de análise - enfoque de análise dos dados Prof.a Dra. Suely Galli
  18. 18. A pesquisa pode ter enfoquequantitativo ou qualitativo Qual é a diferençaPesquisa qualitativa Enfoque fenomenológicoO método fenomenológicoobjetiva desentranhar o O método fenomenológicofenômeno, desvelá-lo, pô-lo objetiva o exercício dea descoberto. compreensão que gera nova interpretação a partir do quePara isso não se limita a já conhece e compreende,descrição passiva, mas é o que chamamos decumprir a tarefa de hermenêutica... Circulointerpretação do fenômeno. hermenêutico. Prof.a Dra. Suely Galli
  19. 19. A neutralidade, ocorre quando o pesquisador consegue nãodeixar-se influenciar (durante o processo de coleta e análisede dados) pela própria concepção do problema.A falta de neutralidade, resulta num processo tendenciosoprejudicial às análises. Prof.a Dra. Suely Galli
  20. 20. A objetividade, sofre a ameaça (da não neutralidade) dedescrições e interpretações do fenômeno que dificultam eavanços e as propostas transformadoras.O contexto é a realidade onde ocorre o fenômeno, não umarealidade totalmente visível, mas uma realidade quedepende de visão crítica e apurada dos elementos que acompõem. Muitas vezes ela escamoteia dados fundamentaispara sua leitura e compreensão. Prof.a Dra. Suely Galli
  21. 21. Ao pesquisador torna-se decisivo conhecer o contexto paracompreender o problema em sua especificidade e poder então,escolher o método que melhor possa estudá-lo.•Contextualizar•Perguntar•Conhecer•Compreender•Organizar•Analisar•Socializar Prof.a Dra. Suely Galli
  22. 22. Para apresentação no dia 06/11/2010Parte da ManhãPainel – apresentação dos projeto s de pesquisa em ppt ou pôsterParte da TardeRetomada dos projeto s de pesquisa para orientação do Professor Responsável. Prof.a Dra. Suely Galli

×