ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA MÃES D’ÁGUA
BIBLIOTECA ESCOLAR - 2012/2013
Secção A – resultados obtidos no âmbito da aplicação...
SECÇÃO A – DOMÍNIO C
C. Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade
C1. Apoio a atividades livres, ...
para utilizarem a Internet.
• 77% dos alunos consideram o horário da BE adequado aos seus
interesses e necessidades;
• 83%...
• 68% dos alunos consideram que as atividades dinamizadas pela BE
são numerosas , 91% consideram-nas diversificadas e 88%
...
C.1.4
Disponibilização
de espaços, tempos
e recursos para a
iniciativa e
intervenção livre
dos alunos.
• A equipa da BE in...
local ou mais
amplo. - Dia Mundial da Alimentação;
- Dia de S. Martinho;
- Dia dos Namorados;
- Semana da Leitura.
• A BE ...
C.2.3
Participação com
outras escolas e,
eventualmente,
com outras
entidades
(RBE,DRE,CFAE)
em reuniões da
BM/SABE ou
outr...
tem consciência de que ainda há muito trabalho a desenvolver com outros parceiros e entidades, nomeadamente os encarregado...
Subdomínio Relatório de Avaliação Evidências que
fundamentam o
relatório
Ações para melhoria
A.1 Articulação curricular da...
• O Regulamento Interno da BE está em
anexo ao Regulamento Interno do
Agrupamento;
• A BE inseriu as suas atividades e
pro...
“A Biblioteca Escolar 2.0”
docentes e da equipa da BE na
área das TIC e da literacia da
informação.
B. Leitura e literacia...
30 de novembro;
- Comemoração do Dia da Biblioteca
Escolar
- Comemoração do Dia Mundial da
Alimentação;
- Comemoração do D...
estratégias e programas de
leitura.
coordenadoras dos estabelecimentos do
primeiro ciclo para a programação de
actividades...
identificação de interesses e
necessidades no campo da leitura e
da literacia.
D. Gestão da Biblioteca Escolar
Subdomínio ...
PAA do Agrupamento;
• No âmbito da autoavaliação da BE a
PB apresentou numa sessão do
Conselho Pedagógico o MABE
proposto ...
• A PB realizou formação creditada no
âmbito das Bibliotecas Escolares:
oficina de formação A Biblioteca
Escolar 2.0 (15+1...
• A coleção foi atualizada com verba
proveniente da Direcção do
Agrupamento;
• A BE criou marcadores sociais para
disponib...
de
funcionam
ento
incidência
da
autoavalia
ção
deste
domínio
obtido Recomendações do Conselho Pedagógico
15/07/2013
C.1 Ap...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mabe 2013

1.580 visualizações

Publicada em

relatório da BEMA 2013

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.580
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.133
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mabe 2013

  1. 1. ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA MÃES D’ÁGUA BIBLIOTECA ESCOLAR - 2012/2013 Secção A – resultados obtidos no âmbito da aplicação do MABE no domínio escolhido C - “Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade. Secção B – análise da ação da biblioteca escolar nos restantes domínios: “Apoio ao desenvolvimento curricular”; “Leitura e literacia” e “Gestão da Biblioteca Escolar”. Secção C – síntese global do domínio avaliado e recomendações do Conselho Pedagógico.
  2. 2. SECÇÃO A – DOMÍNIO C C. Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade C1. Apoio a atividades livres, extra curriculares e de enriquecimento curricular Indicadores Evidências recolhidas Pontos fortes Pontos fracos C.1.1 Apoio à aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo autónomos. • A BE apoiou atividades livres de leitura, pesquisa, estudo e execução de trabalhos escolares realizados pelos alunos fora dos seus horários letivos e dos contextos formais de aprendizagem; • 37 % dos alunos frequentam a BE pelo menos uma vez por semana; 44% dos alunos inquiridos utilizam a biblioteca para requisições domiciliárias, leitura, estudar ou realizar trabalhos de casa, fazer os trabalhos de casa; 27% dos alunos frequentam a BE • Os alunos utilizaram frequentemente o espaço da BE para a realização de trabalhos e para atividades lúdicas. • Fraca articulação com a Sala de Estudo. •
  3. 3. para utilizarem a Internet. • 77% dos alunos consideram o horário da BE adequado aos seus interesses e necessidades; • 83% dos alunos consideram que a BE contribui para desenvolver a boa convivência, o espírito de iniciativa e de entreajuda e a autoconfiança dos alunos; • 92% dos alunos consideram o espaço da BE atrativo e agradável; • 59% dos encarregados de educação atribui muita importância à BE na aprendizagem e formação global do seu educando e 34% atribui importância; • Foi articulado o trabalho da BE com a sala de estudo. Havendo o empréstimo de livros para aquela sala e a deslocação de alunos à BE para fazer pesquisa; • A equipa da BE apoiou os alunos em trabalhos de pesquisa recorrendo a fontes bibliográficas e à Internet. • Os professores planearam e articularam trabalhos com a BE de forma a serem desenvolvidos naquele espaço. C.1.2 Dinamização de atividades livres, de caráter lúdico e cultural. • A equipa da BE dinamizou diversas atividades culturais que tiveram lugar na BE e noutros espaços da escola: - Comemoração do Dia de S. Martinho; - Comemoração do Dia da Biblioteca Escolar; - Realização da Feira do Livro; - Oficina de leitura e de escrita com Margarida Botelho; - Comemoração do Dia dos Namorados; - Semana da Leitura; - Sessão com o escritor Xico Braga; - Comemoração do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor: sessão com o escritor Jorge Barroso. • O PAA da BE foi cumprido e ainda ocorreram algumas atividades que não tinham sido planificadas inicialmente. • Verificou-se uma participação empenhada quer da parte dos alunos quer dos docentes. • Pouco envolvimento dos encarregados de educação.
  4. 4. • 68% dos alunos consideram que as atividades dinamizadas pela BE são numerosas , 91% consideram-nas diversificadas e 88% consideram-nas interessantes; • 25% dos encarregados de educação afirmam receber frequentemente informações sobre atividades desenvolvidas na BE e 56% afirmam recebê-las ocasionalmente; • 15% dos encarregados de educação afirmam que participam frequentemente nas atividades dinamizadas pela BE e 34% afirmam fazê-lo apenas ocasionalmente; • 94% dos encarregados de educação considera que as atividades realizadas pela BE contribuem para estimular o interesse do seu educando pela leitura. C.1.3 Apoio à utilização autónoma e voluntária da BE como espaço de lazer e livre fruição dos recursos. • Os alunos beneficiaram de acesso livre à BE, dentro do horário escolar; • A equipa da BE apoia e acompanha todos os alunos no desenvolvimento das suas atividades, incentivando a utilização autónoma dos recursos existentes; • A coleção foi atualizada com documentos impressos e não impressos; • A equipa da biblioteca proporcionou aos alunos condições favoráveis à utilização dos seus recursos; • Foram desenvolvidas diversas atividades para incentivar o gosto pela leitura; • 92% dos alunos afirmam que são apoiados pela equipa da BE nas suas atividades livres e de estudo. • A generalidade dos alunos considera que é apoiada nas atividades de estudo e livres. • A BE não está aberta em horário extra letivo.
  5. 5. C.1.4 Disponibilização de espaços, tempos e recursos para a iniciativa e intervenção livre dos alunos. • A equipa da BE incentiva o livre acesso e promove a realização de atividades lúdicas; • 72% dos alunos afirmam que o ambiente é calmo e favorável à utilização ao mesmo tempo por vários alunos e grupos em atividades diferentes; • 79% dos alunos afirmam que os livros são atuais e de acordo com os seus interesses; • 92% dos alunos afirmam que é fácil encontrar os documentos que precisam; • 66% dos alunos afirmam que os CD, DVD e jogos que a BE põe ao seu dispor para ocuparem os tempos livres são do seu agrado. • Os alunos valorizam os recursos existentes na BE. • Os alunos consideram que devia haver mais computadores na BE; • A BE ainda é pouco conhecida pelos encarregados de educação. C. Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade C2. Projetos e parcerias Indicadores Evidências recolhidas Pontos fortes Pontos fracos C.2.1 Envolvimento da BE em projetos da respetiva escola ou desenvolvidos em parceria, a nível • A equipa da BE organizou, em parceria com o Departamento de Línguas, a concretização de diversas atividades: Feira do Livro, Comemoração do Dia de S. Martinho, Semana da Leitura, entre outras; • A BE integrou, no seu espaço, exposições, visando os conteúdos programáticos do Departamento de Línguas e de Ciências Experimentais, no âmbito das seguintes comemorações: • Participação da BE em vários projetos e iniciativas da escola. • Pouca participação dos encarregados de educação nas atividades da BE.
  6. 6. local ou mais amplo. - Dia Mundial da Alimentação; - Dia de S. Martinho; - Dia dos Namorados; - Semana da Leitura. • A BE também integrou, no seu espaço, as exposições: - Presépios, da responsabilidade do professor de Moral; - “Green Cork” – programa de reciclagem de rolhas de cortiça da Quercus da responsabilidade do Departamento de Ciências Experimentais; - Pré- história da responsabilidade do Departamento de Ciências Sociais e Humanas; • 63% dos encarregados de educação afirmam conhecer a BE que serve o seu educando; • 15% dos encarregados de educação afirmam que participam frequentemente nas atividades dinamizadas pela BE e 34% afirmam fazê-lo apenas ocasionalmente; C.2.2 Desenvolvimento de trabalho e serviços colaborativos com outras escolas, agrupamentos e BE. • A equipa da BE articulou com a escola do 1º ciclo, Artur Bual, a implementação do projeto SOBE (Saúde Oral Bibliotecas Escolares); • A equipa da BE articulou com a escola do 1º ciclo, Artur Bual, no âmbito da Semana da Leitura, sessões com o escritor Xico Braga para todos os alunos. • Abertura da BE para trabalhar articuladamente com outras escolas. • Trabalho colaborativo com as outras escolas ainda muito frágil.
  7. 7. C.2.3 Participação com outras escolas e, eventualmente, com outras entidades (RBE,DRE,CFAE) em reuniões da BM/SABE ou outro grupo de trabalho a nível de concelho ou interconcelho. • A PB participou sempre nas reuniões de trabalho agendadas pela coordenadora interconcelhia; • A PB participou no Encontro de Bibliotecas Escolares e Municipais – “Laços de Bibliotecas” – promovido pela RBE; • A PB participou em reuniões com a representante do SABE (Serviço de apoio às bibliotecas escolares do 1º ciclo) do município da Amadora, a coordenadora interconcelhia e a coordenadora da escola do 1º ciclo, Artur Bual, com vista à requalificação da biblioteca da referida escola. • A PB participou em vários encontros e atividades com várias entidades. • Poucas parcerias com entidades do Concelho. C.2.5 Abertura da BE à comunidade local. • A BE ainda não tem parcerias com a Junta de Freguesia nem com a Câmara Municipal. QUADRO SÍNTESE C. PROJETOS, PARCERIAS E ATIVIDADES LIVRES E DE ABERTURA À COMUNIDADE Motivo da escolha do domínio: este era o único domínio que ainda não tinha sido avaliado no âmbito da avaliação da biblioteca escolar. A equipa da BE
  8. 8. tem consciência de que ainda há muito trabalho a desenvolver com outros parceiros e entidades, nomeadamente os encarregados de educação, a associação de pais, a biblioteca municipal, a Junta de Freguesia entre outros. A deteção dos pontos fortes e dos pontos fracos permitirá alterar práticas da BE, no sentido de melhorar a articulação de atividades e projetos com outras escolas e parceiros, contribuindo, assim, para uma BE mais próxima dos seus utilizadores. Nível obtido Ações de melhoria Observações C.1 Apoio a atividades livres, extracurriculares e de enriquecimento curricular. 3.00 • Reforçar a articulação com a Sala de Estudo; • Melhorar a difusão dos recursos existentes na BE; • Rentabilizar as iniciativas programadas, partilhando- as com outras escolas e bibliotecas escolares; • Solicitar o envolvimento e a colaboração dos encarregados de educação e da comunidade na organização dos eventos. C.2 Projetos e parcerias. 2.25 • Promover uma maior participação da BE em projetos e parcerias; • Explorar possibilidades de uso da BE pela comunidade local. A. Apoio ao Desenvolvimento Curricular SECÇÃO B – DOMÍNIO C
  9. 9. Subdomínio Relatório de Avaliação Evidências que fundamentam o relatório Ações para melhoria A.1 Articulação curricular da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e os docentes • A PB divulgou a BE como estrutura educativa a privilegiar nas reuniões do Conselho Pedagógico e do Departamento de Língua; • A PB realizou vários contactos com as coordenadoras dos estabelecimentos do primeiro ciclo para a programação de atividades do PNL e atividades dinamizadas pela BE com o objetivo de promover a leitura; • A BE desenvolveu um trabalho de colaboração com o grupo de Língua Portuguesa/Português, na concretização de diversas atividades: semana da leitura, dia mundial da alimentação, dia dos namorados, sessões com escritores entre outras; • A BE organizou, em parceria com o Departamento das Línguas, a Semana da Leitura, tendo planificado e divulgado atividades, em que estiveram envolvidas várias turmas do 2º e 3º ciclos e do ensino secundário e a escola do 1º ciclo, Artur Bual; • A BE articulou o seu PAA com o PAA do Agrupamento; • Atas do Conselho Pedagógico; • Registos de contactos; • Documentos das actividades; • Estatísticas; • Trabalhos de alunos; • Atas das reuniões da equipa da BE; • Atas das reuniões de Departamentos; • PAA da BE e PAA do Agrupamento; • Continuar a apresentar aos docentes sugestões de trabalho conjunto em torno do tratamento de diferentes unidades de ensino ou temas. • Produzir e partilhar materiais da BE com os outros docentes e com as outras escolas do agrupamento. • Promover a integração de novos docentes no trabalho da BE.
  10. 10. • O Regulamento Interno da BE está em anexo ao Regulamento Interno do Agrupamento; • A BE inseriu as suas atividades e projetos nos objetivos do Projeto Educativo do Agrupamento; • A BE fez aquisições para atualização da coleção em função das necessidades manifestadas por alguns docentes e de acordo com a disponibilidade da verba concedida; • Registaram-se 49 utilizações da BE em contexto lectivo. A.2. Promoção das literacias da informação, tecnológica e digital. • A equipa da BE apoiou os alunos na seleção e utilização das TIC e da Internet, selecionando sites e orientando pesquisas; • A BE disponibilizou, os seus recursos informáticos e humanos, para o desenvolvimento de actividades; • A equipa da BE apoiou os alunos na utilização da rede social Diigo; • A BE disponibilizou três guiões de pesquisa/apoio ao desenvolvimento de competências de informação: “Como estruturar um trabalho escrito”;“Como indicar a bibliografia num trabalho escrito” e “Guião para um trabalho de pesquisa na Internet; • A PB frequentou a ação de formação • Estatísticas; • Guiões. • Reforçar a articulação entre a BE e o trabalho de sala de aula; • Continuar a produção de guiões e outros materiais de apoio à pesquisa e utilização da informação pelos alunos; • Sensibilizar os docentes para a utilização de algumas das ferramentas da Web 2.0 como forma de incentivar a partilha de conteúdos e a melhoria das aprendizagens dos alunos; • Incentivar a formação dos
  11. 11. “A Biblioteca Escolar 2.0” docentes e da equipa da BE na área das TIC e da literacia da informação. B. Leitura e literacia Subdomínio Relatório de Avaliação Evidências que fundamentam o relatório Ações para melhoria B.1 Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura. • A PB realizou contactos com a coordenadora do estabelecimento do primeiro ciclo para a programação de atividades do PNL LER+ e LER MELHOR; divulgou e entregou materiais do projeto SOBE (Saúde Oral Bibliotecas Escolares); • A BE desenvolveu de forma regular atividades no âmbito da promoção da leitura com impacto no crescimento do gosto pela leitura: - Realização da Feira do Livro de 26 a • Registos de contactos; • Documentos das atividades; • Estatísticas; • Trabalhos de alunos; • Atas das reuniões da equipa da BE; • Utilizar a Web e outras fontes de informação na prospeção e identificação de materiais do interesse dos alunos; • Inventariar as necessidades em termos de livros e outros recursos; • Definir um plano integrado de atividades que melhorem os SECÇÃO B – DOMÍNIO C
  12. 12. 30 de novembro; - Comemoração do Dia da Biblioteca Escolar - Comemoração do Dia Mundial da Alimentação; - Comemoração do Dia de S. Martinho; - Comemoração do Dia dos Namorados; - Comemoração da Semana da Leitura; - Oficina de leitura e de escrita com Margarida Botelho; - Comemoração do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor – sessão com o escritor Jorge Barroso; • Foram realizadas ações de promoção da leitura destinadas especificamente às turmas do 2º e 3º ciclos: - leitura orientada na sala de aula ao longo do ano lectivo; • A BE coordenou a aplicação do PNL no Agrupamento: - divulgou as linhas de orientação no Departamento de Línguas; - realizou aquisições; - acompanhou e propôs actividades nas quais participaram todas as turmas do 5º,6º,7º, 8º e 9 anos da escola sede, e ainda o Jardim de Infância e a escola do 1º ciclo, Artur Bual; • A BE divulgou no blogue as atividades que desenvolveu, bem como outras informações com interesse para a comunidade escolar. • Atas do Conselho Pedagógico; • Relação de vendas da Feira do Livro. índices de leitura, apresentando sugestões que envolvam a colaboração dos docentes; • Continuar a desenvolver uma ação sistemática na promoção de obras literárias ou de divulgação, na realização de exposições, de debates, na criação de grupos de leitura. B.2. Integração da BE nas • A PB realizou vários contactos com as • Blogue; • Sensibilizar a escola para a
  13. 13. estratégias e programas de leitura. coordenadoras dos estabelecimentos do primeiro ciclo para a programação de actividades do PNL e actividades dinamizadas pela BE com o objectivo de promover a leitura; • A BE desenvolveu um trabalho de colaboração com o grupo de Língua Portuguesa/Português e com a escola do 1º ciclo, Artur Bual, na concretização de diversas actividades: leitura orientada na sala de aula, semana da Leitura, entre outras; • A BE articulou actividades com os docentes no âmbito do PNL e todas as turmas do 1º ao 9º ano fizeram a leitura orientada na sala de aula de três títulos (um por período letivo); • A BE organizou, em parceria com o Departamento de Línguas, a Semana da Leitura, tendo planificado e implementado atividades, em que estiveram envolvidas várias turmas do 1º, 2º, 3º ciclos e do ensino secundário. • Cartazes; • Estatísticas; • Fotografias; • Trabalhos realizados pelos alunos. importância da leitura como suporte e progressão das aprendizagens; • Trabalhar articuladamente com os departamentos e os docentes; • Produzir materiais de apoio para docentes e alunos. B.3 Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos alunos, no âmbito da leitura e da literacia • Os alunos revelaram bastante adesão à Feira do Livro, e às atividades desenvolvidas ao longo do ano letivo; • O número de requisições domiciliárias de livros foi de 867; • Os alunos utilizaram frequentemente a BE e os seus recursos em atividades de estudo e lúdicas. • Estatísticas; • Observação direta. • Melhorar a oferta de atividades de promoção da leitura e de apoio ao desenvolvimento de competências no âmbito da leitura, da escrita e das literacias; • Dialogar com os alunos com vista à
  14. 14. identificação de interesses e necessidades no campo da leitura e da literacia. D. Gestão da Biblioteca Escolar Subdomínio Relatório de Avaliação Evidências que fundamentam o relatório Ações para melhoria D.1. Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. • A PB promoveu, no Conselho Pedagógico, ao longo do ano, o papel relevante da BE para o sucesso educativo dos alunos; • O Regulamento Interno da BE está em anexo ao Regulamento Interno do Agrupamento; • O Regulamento Interno da BE está em anexo ao Projecto Educativo do Agrupamento; • O Plano de Atividades da BE insere- se na missão e metas preconizadas nos documentos estratégicos do Agrupamento; • O PAA da BE está articulado com • Atas das reuniões; • Registos; • Documento sobre o MABE; • Horário; • PAA da BE; • Regulamento Interno da BE. • Reforçar a articulação de objetivos e de trabalho com os departamentos e docentes; • Reforçar o trabalho colaborativo com as outras escolas do agrupamento; • Criar dinâmicas de promoção cultural e difundir essas práticas formando públicos, promovendo a escola e a BE como pólo cultural; • Integrar os resultados da auto- avaliação da BE na auto- SECÇÃO B – DOMÍNIO C
  15. 15. PAA do Agrupamento; • No âmbito da autoavaliação da BE a PB apresentou numa sessão do Conselho Pedagógico o MABE proposto pela RBE, tendo definido o domínio a testar; • A equipa da BE realizou duas reuniões para operacionalizar o MABE; • O horário de funcionamento da BE está adequado ao horário de funcionamento dos alunos; • Os recursos da BE são utilizados pelos docentes no âmbito das atividades e projetos desenvolvidos na escola/agrupamento; • A BE planificou diversas atividades com os docentes (exposições, sessões de leitura, sessões com escritores, semana da leitura). avaliação da escola. D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços • A PB participou, de forma empenhada, no Conselho Pedagógico, promovendo o trabalho da BE, a sua relação colaborativa com os docentes, os seus projetos visando o sucesso educativo e a interação com os coordenadores dos departamentos e o presidente do conselho pedagógico; • A equipa da BE realizou três reuniões para planificar o PAA da BE e operacionalizar o MABE; • Actas das reuniões; • Certificados de formação e participação; • Registos; • Blogue • Reforçar a ação da BE no apoio ao funcionamento da escola e às atividades de ensino/aprendizagem.
  16. 16. • A PB realizou formação creditada no âmbito das Bibliotecas Escolares: oficina de formação A Biblioteca Escolar 2.0 (15+15 horas); • A PB fez formação contínua na área das BEs; participou ainda em diversos encontros e sessões de trabalho com outros PBs; • O mobiliário e equipamento da BE são adequados ao espaço físico; • Os recursos humanos afetos à BE são os seguintes: a professora bibliotecária, a equipa da BE e a assistente operacional que está a tempo inteiro na BE; • A equipa da BE divulgou o trabalho realizado e incentivou o diálogo e cooperação com os utilizadores através do blogue da BE. D.3. Gestão da coleção/da informação. • A BE apresenta um sistema de classificação normalizado, usando a Classificação Decimal Universal; • A PB continua a catalogação informatizada do fundo documental impresso, usando a base de dados Porbase; • Listas de aquisição; • Registos; • Questionários. • Continuar a catalogação informatizada do fundo documental; • Detetar os pontos fracos da coleção e reforçar as áreas com carências identificadas;
  17. 17. • A coleção foi atualizada com verba proveniente da Direcção do Agrupamento; • A BE criou marcadores sociais para disponibilização de recursos digitais, usando o programa Diigo; • A coleção está adequada à população escolar, embora se verifique um desequilíbrio entre o fundo documental impresso e o não impresso; • A equipa da BE incentiva a requisição domiciliária, visando o desenvolvimento de trabalhos curriculares em casa e a promoção da leitura recreativa. • Explorar e difundir o uso de recursos online e incentivar o recurso de dispositivos da WEB para produzir e difundir informação. Auto-Avaliação – Síntese Global Nível Obtido: Domínios Ano de Nível Ações para melhoria Data de apresentação ao Conselho Pedagógico.
  18. 18. de funcionam ento incidência da autoavalia ção deste domínio obtido Recomendações do Conselho Pedagógico 15/07/2013 C.1 Apoio a atividades livres, extracurric ulares e de enriquecim ento curricular. 2012/2013 3.00 • Reforçar a articulação com a Sala de Estudo; • Melhorar a difusão dos recursos existentes na BE; • Rentabilizar as iniciativas programadas, partilhando-as com outras escolas e bibliotecas escolares; • Solicitar o envolvimento e a colaboração dos encarregados de educação e da comunidade na organização dos eventos. • Aprofundar o trabalho desenvolvido, partilhando-o com outras escolas e bibliotecas escolares; • Criar um clube de escrita criativa e/ou um jornal escolar. C.2 Projetos e parcerias. 2012/2013 2.25 • Promover uma maior participação da BE em projetos e parcerias; • Explorar possibilidades de uso da BE pela comunidade local. • Abrir a BE à comunidade local (Associação de Pais, Junta de Freguesia e outras entidades).

×