1.0-   O que é a camada pré-sal?O termo pré-sal refere-se a um conjunto de rochas localizadas nas porçõesmarinhas de grand...
1.1-   Qual o volume estimado de óleo encontrado nas acumulações       do pré-sal descobertas até agora?Os primeiros resul...
1.2-    As recentes descobertas na camada pré-sal são       economicamente viáveis?Com base no resultado dos poços até ago...
1.3-   Como começou essa história de superação de desafios?Em 2004 foram perfurados alguns poços em busca de óleo na Bacia...
1.4-   Com este resultado, o que muda para a Petrobras?Essas descobertas elevarão a empresa, ao longo dos próximos anos, a...
1.5-   Quais serão as contribuições dessas grandes descobertas para       o desenvolvimento nacional?Diante do grande cres...
1.6-   A Petrobras está preparada, tecnologicamente, para       desenvolver a área do pré-sal?Sim. Ela está direcionando g...
1.7-    Como está a capacidade instalada da indústria para atender a       essas demandas?Esse é outro grande desafio: a c...
1.8-   Quais os trunfos da Petrobras para atuar na área do pré-sal?Em primeiro lugar, a inegável competência de seu corpo ...
1.9-   Que semelhanças podem ser identificadas entre o que ocorreu       na década de 80, na Bacia de Campos, e agora, com...
ConclusãoA camada pré-sal é um grande reservatório de petróleo e gás natural,localizado nas Bacias de Santos, Campos e Esp...
Bibliografiahttp://www.brasilescola.com/brasil/presal.htmhttp://mundohoje.com.br/o-pre-sal-do-brasil.htmlhttp://www.petrob...
Escola Estadual Deputado Domingos de Figueiredo         Projeto de Iniciação Científica             PRÉ-SAL NO BRASIL     ...
Escola Estadual Deputado Domingos de Figueiredo         Projeto de Iniciação Científica             PRÉ-SAL NO BRASIL    V...
Índice1-Introdução                 1.0-   O que é a camada pré-sal?                 1.1-   Qual o volume estimado de óleo ...
Anexos         2
Pré-Sal
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pré-Sal

1.399 visualizações

Publicada em

Projeto de Iniciação Científica (Pre-sal)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.399
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pré-Sal

  1. 1. 1.0- O que é a camada pré-sal?O termo pré-sal refere-se a um conjunto de rochas localizadas nas porçõesmarinhas de grande parte do litoral brasileiro, com potencial para a geraçãoe acúmulo de petróleo. Convencionou-se chamar de pré-sal porque formaum intervalo de rochas que se estende por baixo de uma extensa camadade sal, que em certas áreas da costa atinge espessuras de até 2.000m. Otermo pré é utilizado porque, ao longo do tempo, essas rochas foram sendodepositadas antes da camada de sal. A profundidade total dessas rochas,que é a distância entre a superfície do mar e os reservatórios de petróleoabaixo da camada de sal, pode chegar a mais de 7 mil metros.As maiores descobertas de petróleo, no Brasil, foram feitas recentementepela Petrobras na camada pré-sal localizada entre os estados de SantaCatarina e Espírito Santo, onde se encontrou grandes volumes de óleoleve. Na Bacia de Santos, por exemplo, o óleo já identificado no pré-sal temuma densidade de 28,5º API, baixa acidez e baixo teor de enxofre. Sãocaracterísticas de um petróleo de alta qualidade e maior valor de mercado. 1
  2. 2. 1.1- Qual o volume estimado de óleo encontrado nas acumulações do pré-sal descobertas até agora?Os primeiros resultados apontam para volumes muito expressivos. Para seter uma ideia, só a acumulação de Tupi, na Bacia de Santos, tem volumesrecuperáveis estimados entre 5 e 8 bilhões de barris de óleo equivalente(óleo mais gás). Já o poço de Guará, também na Bacia de Santos, temvolumes de 1,1 a 2 bilhões de barris de petróleo leve e gás natural, comdensidade em torno de 30º API.
  3. 3. 1.2- As recentes descobertas na camada pré-sal são economicamente viáveis?Com base no resultado dos poços até agora perfurados e testados, não hádúvida sobre a viabilidade técnica e econômica do desenvolvimentocomercial das acumulações descobertas. Os estudos técnicos já feitos parao desenvolvimento do pré-sal, associados à mobilização de recursos deserviços e equipamentos especializados e de logística, nos permitemgarantir o sucesso dessa empreitada. Algumas etapas importantes dessatarefa já foram vencidas: em maio deste ano a Petrobras iniciou o teste delonga duração da área de Tupi, com capacidade para processar até 30 milbarris diários de petróleo. Um mês depois a Refinaria de Capuava (Recap),em São Paulo, refinou o primeiro volume de petróleo extraído da camadapré-sal da Bacia de Santos. É um marco histórico na indústria petrolíferamundial.
  4. 4. 1.3- Como começou essa história de superação de desafios?Em 2004 foram perfurados alguns poços em busca de óleo na Bacia deSantos. É que ali haviam sido identificadas, acima da camada de sal,rochas arenosas depositadas em águas profundas, que já eramconhecidas. Se fosse encontrado óleo, a ideia era aprofundar a perfuraçãoaté chegar ao pré-sal, onde os técnicos acreditavam que seriamencontrados grandes reservatórios de petróleo.Em 2006, quando a perfuração já havia alcançado 7.600m de profundidadea partir do nível do mar, foi encontrada uma acumulação gigante de gás ereservatórios de condensado de petróleo, um componente leve do petróleo.No mesmo ano, em outra perfuração feita na Bacia de Santos, aCompanhia e seus parceiros fizeram nova descoberta, que mudariadefinitivamente os rumos da exploração no Brasil. A pouco mais de 5 milmetros de profundidade, a partir da superfície do mar, veio a grandenotícia: o poço, hoje batizado de Tupi, apresentava indícios de óleo abaixoda camada de sal. O sucesso levou à perfuração de mais sete poços e emtodos encontrou-se petróleo. O investimento valeu a pena.
  5. 5. 1.4- Com este resultado, o que muda para a Petrobras?Essas descobertas elevarão a empresa, ao longo dos próximos anos, a umnovo patamar de reservas e produção de petróleo, colocando-a em posiçãode destaque no ranking das grandes companhias operadoras. Com aexperiência adquirida no desenvolvimento de campos em águas profundasda Bacia de Campos, os técnicos da Petrobras estão preparados, hoje,para desenvolver as acumulações descobertas no pré-sal. Para isso, jáestão promovendo adaptações da tecnologia e da logística desenvolvidaspela empresa ao longo dos anos.
  6. 6. 1.5- Quais serão as contribuições dessas grandes descobertas para o desenvolvimento nacional?Diante do grande crescimento previsto das atividades da companhia paraos próximos anos, tanto no pré-sal quanto nas demais áreas onde ela jáopera, a Petrobras aumentou substancialmente os recursos programadosem seu Plano de Negócios. São investimentos robustos, que garantirão aexecução de uma das mais consistentes carteiras de projetos da indústriado petróleo no mundo. Serão novas plataformas de produção, mais de umacentena de embarcações de apoio, além da maior frota de sondas deperfuração a entrar em atividade nos próximos anos.A construção das plataformas P-55 e P-57, entre outros projetos jáencomendados à indústria naval, garantirá a ocupação dos estaleirosnacionais e de boa parte da cadeia de bens e serviços offshore do país. Sóo Plano de Renovação de Barcos de Apoio, lançado em maio de 2008,prevê a construção de 146 novas embarcações, com a exigência de 70% a80% de conteúdo nacional, a um custo total orçado em US$ 5 bilhões. Aconstrução de cada embarcação vai gerar cerca de 500 novos empregosdiretos e um total de 3.800 vagas para tripulantes para operar a nova frota.
  7. 7. 1.6- A Petrobras está preparada, tecnologicamente, para desenvolver a área do pré-sal?Sim. Ela está direcionando grande parte de seus esforços para a pesquisae o desenvolvimento tecnológico que garantirão, nos próximos anos, aprodução dessa nova fronteira exploratória. Um exemplo é o ProgramaTecnológico para o Desenvolvimento da Produção dos Reservatórios Pré-sal (Prosal), a exemplo dos bem-sucedidos programas desenvolvidos peloseu Centro de Pesquisas (Cenpes), como o Procap, que viabilizou aprodução em águas profundas. Além de desenvolver tecnologia própria, aempresa trabalha em sintonia com uma rede de universidades quecontribuem para a formação de um sólido portfólio tecnológico nacional.Em dezembro o Cenpes já havia concluído a modelagem integrada em 3Ddas Bacias de Santos, Espírito Santo e Campos, que será fundamental naexploração das novas descobertas.
  8. 8. 1.7- Como está a capacidade instalada da indústria para atender a essas demandas?Esse é outro grande desafio: a capacidade instalada da indústria de bens eserviços ainda é insuficiente para atender às demandas previstas. Diantedisso, a Petrobras recorrerá a algumas vantagens competitivas jáidentificadas, para fomentar o desenvolvimento da cadeia de suprimentos.Graças à sua capacidade de alavancagem, pelo volume de compras, aempresa tem condições de firmar contratos de longo prazo com seusfornecedores. Uma garantia e tanto para um mercado em fase deexpansão. Além disso, pode antecipar contratos, dar suporte afornecedores estratégicos, captar recursos e atrair novos parceiros. Tudoisso alicerçado num programa agressivo de licitações para enfrentar osdesafios de produção dos próximos anos.
  9. 9. 1.8- Quais os trunfos da Petrobras para atuar na área do pré-sal?Em primeiro lugar, a inegável competência de seu corpo técnico egerencial, reconhecida mundialmente; a experiência acumulada nodesenvolvimento dos reservatórios em águas profundas e ultraprofundasdas outras bacias brasileiras; sua base logística instalada no país; a suacapacidade de articulação com fornecedores de bens e serviços e com aárea acadêmica no aporte de conhecimento; e o grande interesseeconômico e tecnológico que esse desafio desperta na comunidadecientífica e industrial do país.
  10. 10. 1.9- Que semelhanças podem ser identificadas entre o que ocorreu na década de 80, na Bacia de Campos, e agora, com o pré-sal?De fato, as descobertas no pré-sal deixam a Petrobras em situaçãosemelhante à vivida na década de 80, quando foram descobertos oscampos de Albacora e Marlim, em águas profundas da Bacia de Campos.Com aqueles campos, a Companhia identificava um modelo exploratório derochas que inauguraria um novo ciclo de importantes descobertas. Foi aera dos turbiditos, rochas-reservatórios que abriram novas perspectivas àprodução de petróleo no Brasil. Com o pré-sal da Bacia de Santos,inaugura-se, agora, novo modelo, assentado na descoberta de óleo e gásem reservatórios carbonáticos, com características geológicas diferentes. Éo início de um novo e promissor horizonte exploratório.
  11. 11. ConclusãoA camada pré-sal é um grande reservatório de petróleo e gás natural,localizado nas Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo.É localizadaabaixo a baixo da camada de sal portanto, se localizam de 5 a 7 mil metrosa nível do mar.Foram investidos bilhões de reais em pesquisas, em busca de novasjazidas de petróleo, mas nos perguntamos:Foi viável?Pois o mundo está voltado para a busca de energia renováveis e nãopoluentes.A grande quantidade de petróleo encontrados em alguns estados podecolocar o Brasil na lista dos maiores produtores e exportadores de petróleodo mundo. Estas reservas estão localizadas abaixo da camada de sal (quepodem ter até 2 km de espessura). Portanto, se localizam de 5 a 7 milmetros abaixo do nível do mar.Os investimentos necessários para viabilizar a exploração do petróleona camada pré-sal podem elevar o padrão de crescimento da economia doBrasil, o pré-sal é uma possibilidade concreta e histórica de consolidar opadrão de crescimento do país.O Pré-Sal é a perspectiva de crescimento econômico para o Brasil, poisgerou e gera muitos empregos e investe no aperfeiçoamento da tecnologia,pois as condições naturais são as mais imprevisíveis.O Brasil cresce na Economia e a Petrobrás cresce como Modelo deEmpresa. 3
  12. 12. Bibliografiahttp://www.brasilescola.com/brasil/presal.htmhttp://mundohoje.com.br/o-pre-sal-do-brasil.htmlhttp://www.petrobras.com.br/minisite/presal/pt/perguntas-respostas/Imagens:http://www.google.com.br/search?q=pre+sal+brasileiro&hl=pt-BR&prmd=imvns&source=lnms&tbm=isch&ei=pTd7T6rGI6Tg0QGhqYH6BQ&sa=X&oi=mode_link&ct=mode&cd=2&ved=0CBkQ_AUoAQ&biw=1024&bih=634 4
  13. 13. Escola Estadual Deputado Domingos de Figueiredo Projeto de Iniciação Científica PRÉ-SAL NO BRASIL Turma: 110 Allan Flávio Morais Ribeiro Breno Maurício Elismara de Souza Ferreira Gustavo Alves Thaína Maria Cruz Orientador: Claudio
  14. 14. Escola Estadual Deputado Domingos de Figueiredo Projeto de Iniciação Científica PRÉ-SAL NO BRASIL VARGINHA, 20 DE MARÇO DE 2012
  15. 15. Índice1-Introdução 1.0- O que é a camada pré-sal? 1.1- Qual o volume estimado de óleo encontrado nas acumulações do pré-sal descobertas até agora? 1.2- As recentes descobertas na camada pré-sal são economicamente viáveis? 1.3- Como começou essa história de superação de desafios? 1.4- Com este resultado, o que muda para a Petrobras? 1.5- Quais serão as contribuições dessas grandes descobertas para o desenvolvimento nacional? 1.6- A Petrobras está preparada, tecnologicamente, para desenvolver a área do pré-sal? 1.7- Como está a capacidade instalada da indústria para atender a essas demandas? 1.8- Quais os trunfos da Petrobras para atuar na área do pré- sal? 1.9- Que semelhanças podem ser identificadas entre o que ocorreu na década de 80, na Bacia de Campos, e agora, com o pré-sal?2- Anexo3- Conclusão4-Bibliografia
  16. 16. Anexos 2

×