Pmirs 2013 desconstruindo o mito da estimativas perfeita

538 visualizações

Publicada em

Apresentação proferida no X Seminário de Gerenciamento de Projetos do Pmi-RS, em setembro de 2013

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pmirs 2013 desconstruindo o mito da estimativas perfeita

  1. 1. Desconstruindo Da busca incessante por uma estimativa com acurácia para a aprendizagem de que... ...estimativas viáveis podem contribuir para a definição de metas de orçamentos e prazos de projetos, mas não são as metas em si.
  2. 2. Como fazer estimativas com acurácia usando métodos ágeis? Bah... Veja bem, depende do contexto...
  3. 3. Disappoints Function Points? LOCs? Use Case Points? Page Points? Agile Function Points? Falhou o projeto ou a estimativa?
  4. 4. Qual é o problema com as estimativas?
  5. 5. Estimativa(Projeto) ≠ Resultado Estimativa + Controle + Ajustes = Resultado no Alvo P R O J E T O
  6. 6. Estimativas para gerenciar escopo, prazos e custos Acurácia da estimativa acima de tudo Marcos rígidos de planejamento
  7. 7. Como vou explicar para o cliente que mesmo tendo detalhado todos estes requisitos antes de iniciar a implementação teremos um estouro de prazos e custos? Ainda bem que é tudo culpa do cone da incerteza...
  8. 8. www.construx.com O Que Sabemos Como Usamos Estimatrix
  9. 9. 100% de estouro no prazo e orçamento! Este cara pensa que sou louco?
  10. 10. Sacanagem me colocar de castigo para contar o quanto de dinheiro ele vai perder! O que será de mim quando ele descobrir que quase metade das funcionalidades entregues nunca serão utilizadas? 2002
  11. 11. Seria a busca incessante por uma estimativa com acurácia uma contribuição para o fracasso dos projetos?
  12. 12. Era uma vez um projeto em que encontrei Estimatrix.
  13. 13. Nunca fomos bons em lidar com estimativas de escopo, prazo e custo. Às vezes erramos muito, e mesmo assim continuamos a insistir no erro. E se tentássemos algo diferente?
  14. 14. Qual é a expectativa do cliente? Atendimento das necessidades de negócio com qualidade, dentro de prazos e orçamentos definidos.
  15. 15. “Não é possível ter estimativas com acurácia para projetos técnicos complexos, mas através de feedback e mudança é possível manter os orçamentos e prazos acordados,.” [Tom Gilb, Estimation or Control]
  16. 16. Desaprender Estimativas determinam com acurácia, desde cedo, a previsibilidade necessária para o ambiente de negócios.
  17. 17. Desaprender Quanto mais acurácia tiver a estimativa dos requisitos maior será: - o valor agregado ao negócio. - o atendimento as metas de prazo e orçamento.
  18. 18. Reaprender Estimativas são limitadas como instrumentos de acurácia e precisão.
  19. 19. Reaprender Estimativas devem respeitar o conhecimento existente sobre o produto, que aumenta ao longo do projeto.
  20. 20. Reaprender Em conjunto com outras abordagens, as técnicas de estimativa podem dar suporte a: • previsibilidade • tomada de decisão, • definição de objetivos, • construção de planos adaptativos • ...
  21. 21. Reaprender A aplicabilidade das estimativas depende do CONTEXTO.
  22. 22. © Túrelio (via Wikimedia-Commons) / Lizenz: Creative Commons CC-BY-SA-3.0-de Não é Fácil Desaprender...
  23. 23. Ron Jeffries Estimation is Evil Martin Fowler Purpose of Estimation Tom Gilb Estimation or Control Mike Cohn Agile Estimating and Planning ThoughtWorks How do you estimate an Agile project? Steve McConnell Software Estimation in an Agile World À Procura de Soluções #NoEstimates
  24. 24. Planejamento em níveis de abstração planejamento de release com estimativas de baixa acurácia + planejamento das iterações com estimativas com boa acurácia + retroalimentação das estimativas Monitoramento das Estimativas Gerenciando com transparência as incertezas, através do uso de reservas e buffers, e tomando ações corretivas à cada iteração Compartilhamento dos Riscos para garantir os compromissos assumidos a partir de estimativas de baixa acurácia Ciclos curtos de desenvolvimento com entregas, feedback, aprendizagem e adaptação do processo e das estimativas com toda equipe Como?
  25. 25. Priorização das funcionalidades com possível postergação de outras funcionalidades Incorporação de mudanças com possível postergação de outras funcionalidades ou pela simplificação de requisitos mais complexos Maximização do trabalho não realizado estimar e especificar o mais tarde possível, para poder aproveitar as oportunidades que irão surgir Prazo e orçamento fixos com escopo variável, mas com previsibilidade, usando estimativa com níveis de confiança (estimativa reversa) Incentivo à criatividade Como?
  26. 26. X X aa a aa Iteração 1 Iteração 2 Iteração 3conhecido desconhecido Necessidades dos Usuários Características do Produto Requisitos do Software Início Fim Iterativo e Incremental
  27. 27. Estratégia para Estimativas Estimativa da Release Estimativa da Iteração
  28. 28. Release Estimar requisitos de alto-nível Proteger a estimativa Monitorar e Controlar a proteção Estimativa em 2 níveis Iterações Estimar em detalhe Recalibrar as estimativas Aprender
  29. 29. Estimativa da Release Registro Base Histórica Processo de Estimativa iteração 1 iteração 2 iteração 3 iteração 4iniciação encerramento Estimativa da iteração Estimativa Estimativa da iteração Estimativa da iteração Estimativa da iteração Gerenciamento das Reservas e do Buffer de Calibragem Escopo não implementado Planejamento da Release
  30. 30. Estimativa da Release
  31. 31. Estimativa da Release (Proteção)
  32. 32. Estimativa da Iteração Story Points e/ou horas
  33. 33. Estimar, Priorizar, Implementar, Monitorar Como garantir que todas as funcionalidades relevantes serão implementadas? Agir
  34. 34. 0 10 20 30 40 50 60 1 2 3 4 5 Buffer Planejado Limite Buffer Buffer Realizado Gráfico de Evolução do Buffer Exemplo ao término da iteração 3
  35. 35. Priorização usando MoSCoW Rules Russia, por Victorgrigas (CC-BY-SA 3.0))
  36. 36. User Story Mapping It´s All in How You Slice, 2005. JEFF PATON
  37. 37. Meus objetivos de negócio foram alcançados no prazo e orçamento que combinamos! Os riscos foram compartilhados e nossa estratégia de estimativas auxiliou na sustentação deste compromisso.
  38. 38. O que você pode fazer na próxima vez em que encontrá-la?
  39. 39. Eduardo Meira Peres eduardop@dbserver.com.br

×