Síntese de Textos LPTIC

1.015 visualizações

Publicada em

Resumo de textos feitos sobre a literacia par aa uc de LPTIC

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.015
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Síntese de Textos LPTIC

  1. 1. Instituto Politécnico de Setúbal – Escola Superior de Educação Síntese de Textos Texto 0 - Media, significação e dimensões sociais - Os Media são sistemas simbólicos que necessitam de ser lidos, interpretados e compreendidos; - Consolidar os textos dos Media requer competências que levarão à cidadania plena; - Educar para os Media envolve o acesso, a análise e a avaliação das mensagens em várias formas; - A televisão é um dos Media mais significativa do nosso quotidiano; - Deve-se educar as crianças para a filtragem de informação provenientes dos Media, para que consigam obter uma melhor compreensão e analise critica acerca dos conteúdos apreendidos de forma a mobilizarem saberes a vários níveis. 3.2) O texto televisivo 3.2.1) Características: polissemia(s) e construção da significação - O texto televisivo é polissémico, ou seja, transporta consigo um grande número de significados; - O leitor também é um factor importante quando se trata de leitura e interpretação, bem como os conhecimentos anteriores que o mesmo possuía, assim como a capacidade de partilhar a sua leitura com outros; - Também os recursos textuais são polissémicos, nomeadamente, a ironia, a metáfora, a contradição e as “graças”; - A polissemia também pode ser analisada de acordo com a diversidade das audiências, visto estas desempenharem um papel robusto na selecção activa de temas do seu interesse, devido à sua heterogeneidade. Língua Portuguesa e TIC – Cátia Dias e Inês Tavares 1
  2. 2. Instituto Politécnico de Setúbal – Escola Superior de Educação 3.2.3) A narrativa na televisão: tipos, estruturas e códigos - A narrativa e a linguagem constituem os dois processos culturais de todas as sociedades; - Deste modo é possível compreender a razão da televisão ser predominantemente narrativa; - O uso da narrativa na televisão é utilizado em géneros ficcionais, nos noticiários, nos documentários, em programas desportivos, entre outros; - O mundo da narrativa realista apresenta-se, assim, coerente. Literacia televisiva e ensino - Aprendizagem da Língua Portuguesa - A educação para os Media deve constituir uma dimensão transversal no currículo do ensino básico, pois existe a consciência que a mesma corra riscos de marginalização ou desvalorização. - A educação para os Media deve estar integrada no currículo da disciplina de Língua Portuguesa, possibilitando a consciência crítica do indivíduo. - Muitos são os discursos que nos alertam para os objectivos e finalidades diferentes de ambas disciplinas, ainda assim, tomando como exemplo a situação inglesa, em que os professores de inglês ensinam sobre os Media desde há muitos anos, sendo o trabalho dos mesmos, desenvolvido nas escolas, na publicidade, ao nível de filmes, televisão e música popular. - Tanto o ensino da língua materna como o estudo dos Media lidam com textos e preocupam-se com questões sobre a linguagem, interpretação e produção de significação. - É sabido que as crianças aprendem quando estão interessadas, e talvez a educação para os Media encoraje essa aprendizagem, nomeadamente o desejo e o interesse de trabalhar a língua materna. Todavia, este tipo de trabalho deve abarcar um cariz prático, envolvendo os alunos em actividades de grupo que lhes proporcione prazer. Dez teses sobre educação para a televisão - Aprendizagens sobre Televisão: aspectos essenciais - A televisão tornou-se num mercado cada vez mais competitivo, sendo os canais disponíveis bastante diversificados, fazendo com que o espectador, enquanto consumidor final, assuma o controlo da recepção televisiva; - Alguns estudos demonstram que a aprendizagem televisiva é condicionada por diversos factores: Língua Portuguesa e TIC – Cátia Dias e Inês Tavares 2
  3. 3. Instituto Politécnico de Setúbal – Escola Superior de Educação • Os conhecimentos e interesses dos espectadores; • Razoes e motivações para ver televisão; • Grau de concentração e atenção durante o visionamento; • A própria produção dos programas. - A televisão é hoje encarada como uma questão educativa importante, pois é nela que se constroem e circulam os significados existentes na sociedade em geral; - Bob Hodge e David Tripp enunciaram dez teses que fundamentam a relação estabelecida entre as crianças e a televisão, afirmando: • As capacidades semióticas das crianças e a complexidade das significações fazem luz ao ponto fulcral de toda a sua argumentação; • Os interesses televisivos da criança diferem dos do adulto, assim como a forma de interpretação. Poderá haver uma aproximação do sistema semiótico da criança com o do adulto, dependendo do nível de disposição que este último lhe concede; • A televisão dirigida às crianças apresenta características ideológicas. Todavia, poderá apresentar significados contrários, os quais os educadores e pais podem trabalhar, clarificando e ajudando na compreensão de questões sociais, sendo necessário apetrechar as crianças de capacidades de compreensão das mensagens recepcionadas; • Os desenhos animados são algo importante na vida das crianças, ainda assim, é igualmente importante que as mesmas tenham acesso a programas com diversificadas representações da realidade, capacitando-as para o estabelecimento de distinções entre os programas que visualizam; • A família e a escola desempenham um papel fundamental no desenvolvimento da educação televisiva, a televisão é um aspecto da vida que não deve ser desperdiçado. Língua Portuguesa e TIC – Cátia Dias e Inês Tavares 3

×