Imagenologia

13.367 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.115
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
417
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Imagenologia

  1. 1. RADIAÇÕES
  2. 2. <ul><li>Energia suficiente para arrancar elétrons de um átomo - produção de pares de íons. </li></ul><ul><li>Partículas carregadas: Alfa, Beta, Prótons, Elétrons </li></ul><ul><li>Partículas não carregadas: Nêutrons </li></ul><ul><li>Ondas eletromagnéticas: Gama, Raios X </li></ul>RADIAÇÕES IONIZANTES
  3. 3. <ul><li>Não possui energia suficiente para arrancar elétrons de um átomo </li></ul><ul><li>Ultravioleta ( UVA e UVB ), Infravermelho, Laser, Microondas, Luz visível. </li></ul>RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES
  4. 4. Radiologia Raios X
  5. 5. Descoberta <ul><li>W.C.Roentgen professor de Física da Universidade de Wurzburg na Alemanha descobriu o raio x em 5/12/1895 </li></ul>Wilhelm Conrad Roentgen Nasceu em 27 de março de 1845, em Lennep, Alemanha. Faleceu em 1923. Em 8 de novembro de 1895, Roentgen estava realizando experimentos com descargas elétricas em gases rarefeitos, quando descobriu os raios X. Em três semanas Roentgen investigou quase tudo que sabemos hoje sobre esta radiação, excetuando apenas o fenômeno da difração, que só foi descoberto por volta de 1912. Pela descoberta dos raios X, Roentgen ganhou o Prêmio Nobel de 1901.
  6. 6. Os raios X são produzidos quando elétrons em alta velocidade, provenientes do filamento aquecido, chocam-se com o alvo (anodo). Os raios X possuem propriedades que os tornam extremamente úteis: * Enegrecem filme fotográfico * São radiações eletromagnéticas * Tornam-se “duros” (mais penetrantes) após passarem por filtros. * Produzem radiação secundária (dispersa) ao atravessar um corpo. * Propagam-se em linha reta e em todas as direções. * Propagam-se com a velocidade da luz (300.000 km/s)
  7. 7. Produção de raio x AMPOLA DE RAIOS X
  8. 8. Produção de raio x Radiação de freamento ou “Bremsstrahlung” , Uma pequena fração dos elétrons incidentes no alvo se aproxima dos núcleos dos átomos que constituem o alvo . Eles podem perder de uma só vez uma fração considerável de sua energia emitindo um fóton de raio x
  9. 9. Imagens de radiografias
  10. 10. Atenuação de um feixe de radiação monocromática A Atenuação obedece a uma lei exponencial
  11. 11. EQUIPAMENTOS DE RX
  12. 12. Filme Radiográfico
  13. 14. EQUIPAMENTOS DE RX DIGITAL
  14. 15. RX MÓVEL
  15. 16. FLUOROSCOPIA
  16. 17. <ul><li>Imagem em tempo real </li></ul><ul><li>Dezenas de imagens por segundo </li></ul><ul><li>Excelente resolução temporal </li></ul><ul><li>Procedimentos </li></ul><ul><ul><li>Tracto gastro-intestinal </li></ul></ul><ul><ul><li>Cirurgia Ortopédica, Urológica </li></ul></ul><ul><ul><li>Angiografia (perna, coração, cerebral) </li></ul></ul><ul><ul><li>Implantação de dispositivos cardíacos </li></ul></ul>FLUOROSCOPIA
  17. 18. TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
  18. 23. APARELHO DE RESONÂNCIA MAGNÉTICA
  19. 24. 3 Teslas = 60.000 x campo magnético da Terra!
  20. 25. Imagem ponderada em T1
  21. 26. Imagem ponderada em T2
  22. 27. Contraste paramagnético
  23. 28. Alzheimer's disease assymetric atrophy of the right medial temporal lobe
  24. 31. MAMOGRAFIA
  25. 34. MAMOGRAFIA
  26. 35. RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA MAMA
  27. 36. MEDICINA NUCLEAR A Medicina Nuclear é uma especialidade médica relacionada à Radiologia que se ocupa das técnicas de imagem, diagnóstico e terapêutica utilizando nuclídeos radioativos. A Medicina Nuclear está para a Fisiologia como a Radiologia para a Anatomia&quot;.
  28. 37. A Medicina Nuclear permite observar o estado fisiológico dos tecidos de forma não invasiva, através da marcação de moléculas participantes nesses processos fisiológicos com marcadores radioativos que marcam sua localização com a emissão de partículas detectáveis ou raios gama Tipos de Radiofármacos Utilizados Um radiofármaco incorpora dois componentes: um radionuclídeo e um vetor fisiológico, isto é, uma molécula orgânica com fixação preferencial em determinado tecido ou órgão
  29. 38. CINTILOGRAFIA
  30. 39. ULTRASONOGRAFIA
  31. 40. * 3 to 1 MHz extended operating frequency range *2D, Live 3D Echo, Color Doppler with 2D, biplane and 3D  Adult and pediatric cardiology applications   *10 to 5 MHz extended frequency range *Biplane (transverse and sagittal) Steerable pulsed Doppler, Color Doppler, and imaging Endocavitary applications including urology, endorectal and endovaginal *Supports transrectal biopsy procedures
  32. 43. Proteção radiológica <ul><li>Dose absorvida - 1950 </li></ul><ul><li>unidade: Gray (Gy) </li></ul><ul><li>(1Gy=100rad) </li></ul>D = E / M
  33. 44. Proteção radiológica <ul><li>Dose equivalente - 1990 </li></ul>H = D . W r Tipos de radiação e intervalos de energia w R Raios X e raios gama 1 Elétrons 1 Nêutros com energia <10 KeV 10-100KeV >100KeV a 2 MeV >2 MEV a 20 MeV >20 MeV 5 10 20 10 5 Particulas alfa 20
  34. 45. Fatores de tecido ou órgão Dose Efetiva unidade: sievert (Sv) (1 Sv = 100 rem) H e = H t . W t Tecido ou órgão w T Tecido ou órgão w T Gônadas 0,20 Fígado 0,05 Medula óssea 0,12 Esôfago 0,05 Colo 0,12 Tireóide 0,05 Pulmão 0,12 Pele 0,01 Estômago 0,12 Superfície do osso 0,01 Bexiga 0,05 Restante 0,05 Mama 0,05 Soma total 1,00
  35. 46. Proteção radiológica Grandeza Limite de dose ocupacional Limite de dose para o público Dose efetiva 20 mSv/ano (média de 5 anos) 1mSv/ano Dose equivalente anual Cristalino do olho Pele Mãos e pés 150 mSv 150mSv 500mSv 15 m Sv 50 m Sv
  36. 47. Exame Dose Raio X Tórax 0,03 mSv TC cabeça 2 mSv TC abdomen 10 mSv Urografia 4 mSv Intervenção 1 – 100 mSV
  37. 48. <ul><li>Dosímetros </li></ul>O dosímetro deverá ser usado na altura do tórax por cima do avental plumbífero.
  38. 49. Proteção de Chumbo
  39. 50. Proteção de Chumbo
  40. 52. <ul><li>FIM </li></ul>

×