Estado moderno

6.862 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
22 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.862
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
22
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estado moderno

  1. 1. ESTADO MODERNO(A formação das Monarquias Nacionais)
  2. 2. Os países (Estados) como existem hoje, com um governo próprioe centralizado, surgiram no final do século XIV.Nessa época, o feudalismo estava desmoronando por causa,principalmente, do desenvolvimento do comércio. E quem estavapor trás disso era a burguesia, classe social que, aos poucos, tornou-se rica e poderosa.Foram os burgueses que ajudaram a construir, em grande parte,as monarquias nacionais europeias, caracterizadas pelo podercentralizado na pessoa do Rei.
  3. 3. A concentração de poderes pelo rei chegou a tal ponto queum deles, Luís XIV, da França, afirmou: o Estado sou eu.
  4. 4. Durante o período em que predominou o feudalismo, a Europa estavadividida em diversos reinos que não possuíam Governo forte ecentralizado.Isto é, o Rei não tinha o comando absoluto de todo o reino.O poder dividia-se entre os Senhores feudais, que administravam seusfeudos de forma independente.Nele, o Senhor feudal mandava e desmandava: tinha poderes de chefemilitar, juiz etc.Não havia, portanto, Estados nacionais caracterizados pela centralizaçãopolítica.Centralização do Poder Político
  5. 5. No final da Idade Média, uma série de crises provocou a lentadissolução do feudalismo e preparou o caminho para aimplantação de um novo sistema socioeconômico: o capitalismo.Essas crises, ocasionadas pela escassez de alimentos, pordoenças, por guerras entre a cristandade, pelo cisma (divisão) daIgreja católica e pelo desenvolvimento do comércio, repercutiramno plano político.Todo esse processo histórico levou ao surgimento do EstadoModerno.
  6. 6. A partir da Idade Moderna, a terra(propriedade rural) foi deixando de ser aúnica grande fonte de riqueza, pois ocomércio se expandia, promovendo enormestransformações econômicas e sociais.Isso podia ser observado tanto nas regiõespróximas como nas regiões afastadas dasimportantes rotas comerciais.
  7. 7. Expansão ComercialNas proximidades das rotas comerciais, osservos entravam em contato com osmercadores e começavam a produzir artigospara vender.Conseguindo recursos econômicos, essesservos libertavam-se dos senhores feudais emigravam para as cidades.
  8. 8. Já nas regiões afastadas das rotas comerciais, só os senhores feudaisentravam em contato com os mercadores.Atraídos pelos lucros alcançados nesses contatos, os senhores passarama explorar ainda mais os servos, exigindo que eles aumentassem aprodução.Em consequência, explodiram diversas revoltas camponesas contra aopressão dos senhores.Assim, de uma forma ou de outra, a expansão do comércio contribuiupara desorganizar o sistema feudal.Com a expansão comercial, desenvolveu-se uma nova classe social:a burguesia.Ligada ao comércio, essa classe social foi tornando-se rica e poderosa.
  9. 9. A Burguesia atacaAos poucos, a burguesia foi percebendo que osistema feudal era um obstáculo para o progressodo comércio. Isso porque os Senhores, além decobrarem altos impostos sobre as mercadoriascomercializadas em seus feudos, cunhavam suaspróprias moedas. O grande número de moedasregionais, de diferentes valores, atrapalhava osnegócios.
  10. 10. Para continuar progredindo, a classe burguesa precisavade uma nova organização tanto política quanto social.Resumindo: de Governos Estáveis, com poderescentralizados, e de uma sociedade mais pacífica (dócil).Aliada a setores progressistas da nobreza, a burguesiapassou, então, a contribuir para o fortalecimento daautoridade dos Reis.Com isso, tornou-se possível a formação de MonarquiasNacionais ou seja: Estados centralizados.
  11. 11. Estados CentralizadosEstados Centralizados Propiciavam• Facilidade em reprimir revoltas camponesas que ameaçavam e assustavam aNobreza;• Acabar com as constantes guerras entre Senhores Feudais;• Desenvolver o comércio através de medidas, como melhoria da segurança nasestradas, diminuição de impostos, redução do grande número de moedasregionais, criação de um sistema único de pesos e medidas.• Tanto a burguesia como a nobreza progressista acreditavam que o EstadoNacional era o melhor caminho para a construção de sociedades mais prósperas,pacíficas e seguras.
  12. 12. Absolutismo MonárquicoCom a consolidação do Estado Moderno, os Reis passarama exercer autoridade nos mais variados setores:• Organizavam exércitos sob seu comando;• Distribuíam a justiça entre seus súditos como Juízes;• Decretavam leis;• Arrecadavam tributos e cunhavam moedas.Essa grande concentração de poderes passou a serdenominada Absolutismo Monárquico.
  13. 13. Mas como isso aconteceu?Mas, afinal, por que os homens de umasociedade deveriam permitir que todos ospoderes do Estado se concentrassem nas mãosdo Rei?Vários teóricos procuraram responder a essapergunta, formulando justificativas parafundamentar o absolutismo.
  14. 14. Jean Bodin(1530-1596)
  15. 15. O jurista e filósofo francês, defendia que aautoridade do Rei representava a vontade de Deus.Assim, todo aquele que não se submetesse àautoridade real seria considerado inimigo de Deus edo progresso social.Segundo ele, o Rei devia possuir poder supremosobre os súditos, sem as restrições determinadas pelasleis.Essa é a teoria da origem divina do poder real.
  16. 16. Thomas Hobbes(1558-1679):
  17. 17. Filósofo inglês escreveu o livro Leviatã, título que se refere aomonstro bíblico que governava o caos primitivo.Nesse livro, Hobbes compara o Estado a um monstro todo-poderoso especialmente criado para acabar com a anarquia dasociedade primitiva.Segundo ele, nessas sociedades o “homem era o lobo do própriohomem”, vivendo em constantes guerras e matanças, cada qualprocurando garantir a sua própria sobrevivência.Só havia uma solução para acabar com a brutalidade: entregar opoder a um só homem – o Rei.O Rei governaria a sociedade, eliminando a desordem e dandosegurança à população.Essa é a teoria do contrato social.
  18. 18. Jacques Bossuet(1627-1704)
  19. 19. O Bispo francês que reforçou a teoria da origemdivina do poder do Rei.Segundo Bossuet, o Rei era um homempredestinado por Deus para subir ao trono e governartoda a sociedade.Por isso, não precisava dar explicações a ninguémsobre suas atitudes.Somente Deus poderia julga-las.Bossuet criou uma frase que se tornou verdadeirolema do Estado absolutista: Um rei, uma fé, uma lei.

×