• Compartilhar
  • Email
  • Incorporado
  • Curtir
  • Salvar
  • Conteúdo privado
Métodos contraceptivos   químicos
 

Métodos contraceptivos químicos

on

  • 6,577 visualizações

 

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
6,577
Visualizações no SlideShare
6,577
Visualizações incorporadas
0

Actions

Curtidas
0
Downloads
48
Comentários
0

0 Incorporações 0

No embeds

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

    Métodos contraceptivos   químicos Métodos contraceptivos químicos Presentation Transcript

    • Métodos Contraceptivos - Químicos
      Trabalho elaborado por:
      - Luana Catarina nº 7
      - Maria João nº9
      - Rita Coelho nº14
      - Sara Catarina nº17
      - Susana Daniela nº19
    • Índice:
      Introdução;
      O que são espermicidas;
      Espermicidas;
      O que é a pílula;
      Pílula vantagens e desvantagens;
      Pílulas contraceptivas;
      Pílula do dia seguinte;
      O adesivo contraceptivo;
      Anel vaginal;
      Conclusão.
    • Introdução
      Realizamos este trabalho a pedido da professora Tânia Pinto para a disciplina de Área de Projecto.
      Neste trabalho vamos tentar explicar-vos de uma forma clara e simples, o nosso tema.
      Esperemos que gostem.
    • O que são espermicidas?
      Substancias que funcionam como barreira química, pois colocadas na vagina destroem os espermatozóides.
    • Espermicidas
      Cremes, geleias ou espumas ( natureza química ) utilizados antes da relação sexual cuja finalidade é destruir os espermatozóides. A sua taxa de sucesso é baixa, pelo que são utilizados em conjunto com outros métodos.
    • O que e a pílula?
      É um dos métodos contraceptivos mais seguros e consiste na administração de hormonas que impedem a ovulação. Funciona por meio da ingestação de um comprimido diário, preferencialmente sempre á mesma hora, durante três semanas consecutivas, a que se seguem uma semana de repouso durante a qual haverá uma hemorragia mais ligeira do que o fluxo menstrual. Apresenta alguns efeitos secundários e a sua utilização não esta isenta de riscos para a saúde, pelo que devera ser prescrita pelo medico.
    • Pílula
      Vantagens:
      - Elevada taxa de sucesso; regularizada os ciclos menstruais.
      Desvantagens:
      - Tem de ser tomada diariamente e não protege contra as infecções sexualmente transmissíveis.
    • Pílulas Contraceptivas
      Comprimidos constituídos por Hormonas femininas ( estrogenios e progesterna – pílula combinada ou apenas com progestagenio -minipílula) sintéticas.
      Estas hormonas alteram o ciclo sexual normal e impedem a ocorrência de ovulação e podem alterara a consistência de muco cervical. Têm uma taxa de sucesso elevado: no cauto, sempre que houver necessidade de tomar o medicamento, convêm referir ao médico que se toma a pílula, pois o efeito pode diminuir. Também se deve ter em atenção que basta um esquecimento para que o efeito contraceptivo sofra alterações.
    • Existe também a chamada contracepção de emergência, mais conhecida como pílula do dia seguinte, utilizada perante a falha de algum outro método ( rompimento do preservativo, esquecimento de tomar a pílula ) ou na sequência de uma relação sexual não protegida.
      Não se trata de uma pílula abortiva ( se já tiver ocorrido a niclação, não actual ). Deve ser tomado o mais cedo possível, no máximo até 72 horas após a relação sexual.
      Só deve ser usado com casos excepcionais.
    • Adesivo contraceptivo
      Adesivo que liberta hormonas através da pele. Coloca-se o adesivo durante três semanas e á quarta semana aparece a menstruação.
      Vantagens:
      -Elevada a taxa do sucesso, regulariza os ciclos menstruais e evita a toma diária de um comprimido.
      Desvantagens:
      -Não protege contra as infecções sexualmente transmissíveis.
    • Anel vaginal
      Pequeno anel de plástico flexível que é introduzido no fundo da vagina durante essas três semanas, ao fim das quais o anel e retirado e aparece a menstruação.
      Vantagens:
      -Elevada taxa de sucesso, regula os ciclos menstruais, evita o esquecimento ao tema do comprimido e pode ser retirado durante o acto sexual.
      Desvantagens:
      -Não protege contra as infecções sexualmente transmissíveis.
    • Conclusão:
      Adoramos realizar este trabalho porque ficamos a conhecer e a saber mais sobre o tema (métodos contraceptivos químicos).
      Esperemos que tenham gostado e que tenham ficado a perceber um pouco mais sobre o tema.
      Fim