UERJFACULDADE DE EDUCAÇÃO DA BAIXADA FLUMINENSE       SUBPROJETO DE MATEMÁTICA             Interação        Universidade-E...
CURSO DE LICENCIATURA EM          MATEMÁTICA - FEBF   Criado em 2002 pela Del. Nº 036/02;   Motivação para o Projeto:   ...
PRODUÇÃODISCIPLINAS          PRÁTICAS              ESTÁGIOS  BÁSICAS            DE ENSINO          SUPERVISIONADOS        ...
OBJETIVO DO PROJETOBuscar melhorias para educação,visando a formação, a atualizaçãodos professores e a valorização doprofe...
Objetivos Específicos   Constituir um Laboratório de Educação Matemática    visando a formação matemática e a didática de...
LABEM      LABORATÓRIO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA   Um local para estruturar, organizar, criar,    implementar atividades exp...
Organização e Estrutura do            LABEM• Abordagem de Temas doCurrículo de Matemática do Ensino BásicoAcervo será comp...
Cronograma1ª Etapa Montagem do grupo de Trabalho;   Desenvolvimento do Instrumento de    Avaliação do Curso;   Montagem...
2ª etapa: Desenvolvimento de novos  facilitadores;   Avaliação dos recursos didáticos    existentes no mercado;   Aplic...
3ª Etapa: Continuação da 2ª etapa;   Montagem do site para divulgação.
Resultados Esperados   Produção, avaliação e divulgação de    recursos didáticos;   Estabelecimento de Parcerias visando...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Prodocência matemática

290 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
130
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prodocência matemática

  1. 1. UERJFACULDADE DE EDUCAÇÃO DA BAIXADA FLUMINENSE SUBPROJETO DE MATEMÁTICA Interação Universidade-Escola Profª Adriana Feitosa Profº José A. Novaes
  2. 2. CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA - FEBF Criado em 2002 pela Del. Nº 036/02; Motivação para o Projeto: - O Curso não possuir um Laboratório de Educação Matemática; - O Curso possuir uma produção de materiais instrucionais não tendo divulgação contínua e articulação.
  3. 3. PRODUÇÃODISCIPLINAS PRÁTICAS ESTÁGIOS BÁSICAS DE ENSINO SUPERVISIONADOS PROJETOS Trabalhos de conclusão de curso LABEM DIVULGAÇÃO ADAPTAÇÕES ARTICULAÇÃO EXPERIÊNCIA E AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DAS ESCOLAS
  4. 4. OBJETIVO DO PROJETOBuscar melhorias para educação,visando a formação, a atualizaçãodos professores e a valorização doprofessor docente.
  5. 5. Objetivos Específicos Constituir um Laboratório de Educação Matemática visando a formação matemática e a didática de qualidade do profissional da educação; Possibilitar a discussão e avaliação dos recursos tecnológicos disponíveis e dos que venham a ser desenvolvidos, bem como os meios de utilizá-los para estimular o aprendizado dos alunos, favorecendo a construção do conhecimento; Favorecer a formação continuada de professores em exercício do magistério através de ações que promovam maior interação dos alunos da graduação, docentes da Universidade e Professores do Ensino Básico.
  6. 6. LABEM LABORATÓRIO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Um local para estruturar, organizar, criar, implementar atividades experimentais, e fazer acontecer o pensar matemático, com o objetivo de facilitar o aprimoramento da prática pedagógica; Um grupo empenhado em tornar a Matemática mais compreensível aos alunos.
  7. 7. Organização e Estrutura do LABEM• Abordagem de Temas doCurrículo de Matemática do Ensino BásicoAcervo será composto de:FACILITADORES DE APRENDIZAGEM Atividades com estes facilitadores Materiais concretos Softwares Avaliação dos Vídeos Professores e Alunos Jogos Livros Fornecimento de uma Estrutura mínima
  8. 8. Cronograma1ª Etapa Montagem do grupo de Trabalho; Desenvolvimento do Instrumento de Avaliação do Curso; Montagem do Laboratório; Organização dos facilitadores e atividades já existentes.
  9. 9. 2ª etapa: Desenvolvimento de novos facilitadores; Avaliação dos recursos didáticos existentes no mercado; Aplicação dos facilitadores na escola parceira.
  10. 10. 3ª Etapa: Continuação da 2ª etapa; Montagem do site para divulgação.
  11. 11. Resultados Esperados Produção, avaliação e divulgação de recursos didáticos; Estabelecimento de Parcerias visando a integração Universidade - Escola; Promover a formação continuada.

×