• • Cadastro Único
•PAIF
•SCFV
 O Centro de Referência de Assistência Social / CRAS tem como
funções a gestão da Proteção Social básica no seu territóri...
PAIF SCFV 6 a 15 anos
‣ 1 técnico nível superior 40
horas.
‣ 6 oficineiros culturais 365
horas / mês
‣ 1 estagiaria Pedago...
SCFV Cadastro Único.
 15 A 17 ANOS
 Pró-jovem
 1 téc. Nível superior 40
horas
 1 educador cultural
 1 educador de esp...
Porta de entrada
PAIF/PAEFI/CT/MP/
JUIZADO INFÂNCIA CAD
Referenciamento Técnico
SCFV
06/14
anos
SCFV
15/18
anos
SCFV
Acima...
 6 estagiários Serviço Social 18 horas CAD – 12
horas PAIF (distribuídos em 5 micros-territórios.)
 1 estagiaria Serviço...
 Famílias referenciadas a um técnico;
 Famílias atendidas no território (volante);
 Porta de entrada nos serviços pela ...
 Implantação do Serviço de 0 a 6 anos;
 Garantir o acompanhamento das famílias por uma dupla
de técnicos (AS e Psicólogo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

6. apresentação centro sul fluxo referenciamento

799 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
799
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6. apresentação centro sul fluxo referenciamento

  1. 1. • • Cadastro Único •PAIF •SCFV
  2. 2.  O Centro de Referência de Assistência Social / CRAS tem como funções a gestão da Proteção Social básica no seu território e a oferta dos serviços de proteção e atendimento integral a família/ PAIF (oferta obrigatória e exclusiva do CRAS) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.  De acordo com as orientações do MDS, considerando o numero de famílias georreferenciadas a ele existentes, define-se a tipologia entre CRAS básico e ampliado.  Considerando o número de famílias no território, a estrutura física do espaço e a presença de População Tradicional o CRAS Centro Sul configura-se como Ampliado.  Serviços ofertados: PAIF e SCFV - 0 a 6 (ainda não executado)6 a 1515 a 17 acima de 60 anos. Ações Itinerantes – População Indígena  O CRAS em Porto Alegre ainda é responsável pela operacionalização do Cadastro Único
  3. 3. PAIF SCFV 6 a 15 anos ‣ 1 técnico nível superior 40 horas. ‣ 6 oficineiros culturais 365 horas / mês ‣ 1 estagiaria Pedagogia 30 horas ‣ 1 estagiário Educação Física 20 horas ‣ 1 cozinheiro 40 horas (supervisão da área da nutrição) 1 auxiliar de cozinha 40 horas. Oficinas Complementares – Projeto Escola de Circo / Escolinhas Inter , Grêmio e SME ‣1 Ass. Social efetiva 40 horas. 3 Ass. Sociais conveniadas 30 horas. 3 Psicólogas conveniadas 40 horas. 2 estagiarias Serviço Social 12 horas. 1 estagiário Psicologia 12 horas. 2 estagiarias Psicologia 20 horas. *** Sendo duas equipes volante
  4. 4. SCFV Cadastro Único.  15 A 17 ANOS  Pró-jovem  1 téc. Nível superior 40 horas  1 educador cultural  1 educador de esporte  1 educador social  Acima de 60 anos  2 técnicos 40 horas  2 oficineiros culturais 60 horas  6 estagiários de serviço social 30 horas  1 estagiário nível médio – digitador 30 horas.
  5. 5. Porta de entrada PAIF/PAEFI/CT/MP/ JUIZADO INFÂNCIA CAD Referenciamento Técnico SCFV 06/14 anos SCFV 15/18 anos SCFV Acima 60 anos CADÚNICO Povos Indígenas
  6. 6.  6 estagiários Serviço Social 18 horas CAD – 12 horas PAIF (distribuídos em 5 micros-territórios.)  1 estagiaria Serviço Social 12 horas SCFV acima 60 anos.  1 estagiaria Psicologia 20 horas SCFV 6 a 15  1estagiaria Serviço Social 12 horas Povos Indígenas.  1 estagiário Psicologia 12 horas Acompanhamento familiar.  1 estagiaria psicologia 20 horas Acompanhamento familiar.
  7. 7.  Famílias referenciadas a um técnico;  Famílias atendidas no território (volante);  Porta de entrada nos serviços pela equipe PAIF, PAEFI, CT ,MP e Juizado da Infância;  Participação das referencias técnicas nas reuniões especificas do SCFV;  Integração entre os Serviços e CAD;  Identificação das demandas e acompanhamento Povos Indígenas na comunidade.
  8. 8.  Implantação do Serviço de 0 a 6 anos;  Garantir o acompanhamento das famílias por uma dupla de técnicos (AS e Psicólogo);  Maior aproximação entre as politicas (saúde e educação) no acompanhamento das famílias em descumprimento de condicionalidades;  Elaboração de planejamento conjunto entre equipe PAIF e SCFV;  Utilização do Instrumento padrão de acompanhamento familiar (plano de acompanhamento familiar);  Utilização de prontuário único;  Avançar no entendimento do acompanhamento de famílias referenciadas para media complexidade (PAIF / PAEFI).

×