12. apresentação cras hipica cadunico

608 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

12. apresentação cras hipica cadunico

  1. 1. CADASTRO ÚNICO: INTEGRAÇÃO ENTRE AS ÁREAS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL,SAÚDE E EDUCAÇÃO.
  2. 2. APRESENTAÇÃO Este trabalho tem por finalidade apresentar uma prática desenvolvida pela equipe do Cadastro único do CRAS Hípica no período: Março de 2013 a agosto de 2013, com intuito de proporcionar as estagiárias de Serviço Social uma visão complexa da realidade do território.
  3. 3. CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL HÍPICA Coordenação: Assistente Social Oscar Martins Técnico Social : Assistente Social Catarina Souto Estagiárias de Serviço Social: Aline Rocha, Christiane Bressane, Juliana Barcellos,Mara Bandeira e Priscila Fonseca.
  4. 4. OBJETIVOS Integrar os serviços nas áreas da educação, saúde e assistência do território, respeitando a especificidade de cada um, com intuito de atender as famílias indicadas por estes serviços, oportunizando os direitos a cidadania.
  5. 5. METODOLOGIA Visitar as instituições educação, saúde e assistência social; Acompanhar as famílias indicadas;  Desenvolver grupos com as famílias.
  6. 6. RELAÇÕES PROFISSIONAIS Especificidades de cada profissional envolvido no atendimento às famílias; Como se estabelecem os papéis de cada área com as famílias acompanhadas: Profissionais da Assistência Social Profissionais da Educação Profissionais da Saúde
  7. 7. TERRITÓRIO Visitar as Instituições : Integrar a rede de Serviços Visita Domiciliar : “É uma prática profissional, investigativa ou de atendimento, realizada por um ou mais profissionais, junto ao indivíduo em seu próprio meio social ou familiar”.( Visita Domiciliar, Sarita Amaro, 2003.) Realizar os grupos : Fortalecer os vínculos como um caminho de participação, defesa e conquista de direitos.
  8. 8. ESCOLAS Araguaia Gilberto Jorge Tancredo Neves Anísio Teixeira Matias de Albuquerque Moradas da Hípica
  9. 9. POSTOS DE SAÚDE PSF Moradas da Hípica UBS Beco do Adelar UBS Ipanema PSF Vila Nova Ipanema
  10. 10. CONSELHOS TUTELARES MICRO 6 MICRO 7
  11. 11. SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULO- O6 À 15 ANOS. Aldeia da Fraternidade Beco do Adelar Amocasma
  12. 12. PERFIL DAS INSTITUIÇÕES Comprometimento junto a população; Receptivos Relações institucionais
  13. 13. PERFIL DAS FAMILIAS: Famílias em vulnerabilidade social: Famílias ausentes; Famílias com grau elevado de deficiência intelectual; Famílias em situação de drogadição;
  14. 14. INDICADORES Encontros com as escolas: 09 Entrevistas: 36 Visitas domiciliares: 80 Grupos: 06
  15. 15. INDICADORES Famílias atendidas: 36 Famílias encaminhadas: 14 Situação de descumprimento: 6 Beneficiarias do BPC: 2 Crianças e adolescentes fora da escola: 26 Crianças e adolescentes negligenciados: 20
  16. 16. CONSIDERAÇÕES FINAIS Tendo em vista, o trabalho integrado com as instituições nas áreas de educação, saúde e assistência, concluímos que a integração entre os serviços proporcionou o retorno de crianças e adolescentes as escolas, aos acompanhamentos psicológicos, assim como crianças que estavam em situação de risco social estão em espaço de proteção.
  17. 17. CONSTATAÇÕES Número significativo de adolescentes que não querem frequentar a escola, devido a estarem em séries iniciais. A situação de adolescente fora da escola acarreta em outras situações como: auto estima baixa, vulnerável ao tráfico, prostituição entre outros. Crianças que estavam infrequentes após o acompanhamento das famílias, retornaram a escola e um grande número destas crianças foram encaminhadas para o espaço de proteção( SCFV).
  18. 18. DESAFIOS Criar um espaço de debates com as áreas de Educação, Assistência Social com as famílias, no intuito de proporcionar aos adolescentes um retorno as atividades escolares.
  19. 19. “Na vida temos que enfrentar muitas adversidades,mas quando nos juntamos uns aos outros, a coragem aumenta, o nosso potencial se duplica e os nossos objetivos se tornam mais passíveis de realização’’ - Jenifer S. Romualdo

×