Um cesário documental

984 visualizações

Publicada em

Joana Silva 1104

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
984
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um cesário documental

  1. 1. • Analise do texto: “Um Cesário documental” Joana Silva nº14
  2. 2. 1.1.1 - A utilização do determinante artigo indefinido anteposto aonome próprio do autor apresenta apenas uma abordagem daprodução de Cesário Verde de entre as muitas possíveis, ou que secentra meramente numa faceta do poeta. Em qualquer doscasos, confere ao titulo do artigo um caracter vago, sugerindo umtratamento apenas parcelar da obra literária de CesárioVerde, assente, como refere o adjetivo presente também notitulo, na documentação disponível sobre o poeta, e pode serentendido como denunciador da posição do outro do artigo acercado livro.
  3. 3. O primeiro momento distinto do texto vai desde aprimeira linha até à 23, eneste enxerto, o autor fala um poucosobre Cesário Verde.
  4. 4. O segundo momentodistinto do textovai desde a linha24 até à 62 (final do texto), eneste enxerto, oautor fala sobre Mónica e sobre o livro que escreveu sobre Cesário Verde.
  5. 5. 2.a. – Cesário Verde era um homem ponderado, objetivo enostálgico, logo/por conseguinte/por consequencia opoeta não se perdia em divagações transcendentes.
  6. 6. b. – Os poemas de Cesário Verde foram divulgados em jornais erevistas da época, embora/se bem que a obra poética do autor sófoi publicada em livro após a sua morte.c. – A morte do poeta teve poucos reflexos na imprensa suacontemporânea, porque/uma vez que/ pois Cesário Verde nuncase integrou em grupos literários e foi preterido pelo público face apoetas românticos.
  7. 7. 3. De acordo com Pedro , o titulo da obra de Mónica éincorreto, pois Cesário Verde não é, atualmente, um autor“ignorado”, embora o pudesse ter sido no seu passado .4. O conector adversativo assinala a transição dos argumentosfavoráveis ao livro de Mónica para a enumeração dos argumentosmenos positivos (defesa da “personalidade literária de CesárioVerde” como poeta que apenas “queria descrever aquilo que via”sem, consideração pelo facto de o “seu realismo quasecinematográfico” ser tanto “o real” como a “análise”, e escassez daexploração audaciosa impressionista).
  8. 8. 5. Numa interpretação meramente objetiva o diminutivo podeconferir ao nome “volume” uma característica depequenez, destacando, assim o tamanho reduzido em área e emnumero de páginas do livro de Mónica. Pode, por outrolado, atribuir-lhe uma carga depreciativa, destacando-se, com essautilização, a exiguidade do estudo da autora e a escassa importânciaque a mesma adquire para a compreensão da obra de Cesário Verde.6. “… o texto beneficia com o trabalho de investigação, sobretudocom uma leitura atenta dos jornais da época e como contextosocioeconómico.” (linha 32-35)
  9. 9. 7.7.1 – É um artigo de apreciação critica, á que se apresenta comoum texto de natureza explicativa e argumentativa em que sãoexpressas apreciações criticas valorativas, marcadas pelasubjetividade, relativamente a uma obra (um livro)e ao autor.

×