Resíduos sólidos industrias

5.587 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.587
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
334
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resíduos sólidos industrias

  1. 1. Soter - Sistema Organizacional Técnico Regular Docente: Flávia Alves Discentes: Denise Marinho , Iariane Xavier , Irene Santos. ‘É triste pensar que a natureza fala e que o género humano não a ouve.’ ( Victor Hugo)
  2. 2. Definição de Resíduos Os resíduos sólidos são partes de resíduos que são gerados após a produção, utilização ou transformação de bens de consumos.
  3. 3. Referências Normativas NBR 10004 - Resíduos Sólidos – Classificação NBR 12235 -Armazenamento de Resíduos Sólidos Industriais Perigosos NBR ISSO 14.004 – Gestão Ambiental Resolução 316/2002 e 283/2001 do CONAMA – Tratamento Térmico de Resíduos Resolução 313/2002 do CONAMA – Inventário Nacional de Resíduos Sólidos Industriais.
  4. 4. Resíduos Sólidos Industriais (RSI) Resíduos gerados em processos produtivos industriais, bem como os que resultam das atividades de produção e distribuição de eletricidade, gás e água, e pode ser altamente prejudicial ao meio ambiente e à saúde humana. O que são ?
  5. 5. Fluxo RSI INDÚSTRIA ENERGIAMATÉRIA PRIMA MÃO- DE - OBRATECNOLOGIAS PRODUTOS SUBPRODUTOS RESÍDUOS
  6. 6. Riscos do RSI • A ) risco a saúde pública, provocando mortalidade, incidência de doenças ou acentuando índices. • B) riscos ao meio ambiente quando o resíduo for gerenciado de forma inadequada. Item 3.2 da NBR 10004
  7. 7. RSI no Solo
  8. 8. RSI na Água
  9. 9. RSI Gasoso
  10. 10. RSI INDÚSTRIA EMISSÕES AÉREAS PRODUTOS RESÍDUOS SÓLIDOS PERIGOSOS NÃO - INERTES INERTES
  11. 11. Classificação dos RSI A destinação, tratamento e disposição final de resíduos devem seguir a Norma 10.004 da Associação Brasileira de Normas Técnicas que classifica os resíduos conforme as reações que produzem quando são colocados no solo: Perigosos (Classe 1- contaminantes e tóxicos); Não-inertes (Classe 2 - possivelmente contaminantes); Inertes (Classe 3 – não contaminantes).
  12. 12. Classe I • Resíduos perigosos: são aqueles que apresentam periculosidade como: inflamabilidade, corrosividade, reatividade, t oxicidade e patogenicidade.
  13. 13. Classe II • Resíduos Não Perigosos: são os resíduos que não apresentam periculosidade, como : resíduos de restaurantes , madeira , sucata de metais, papel e papelão , areia de fundição e plástico.
  14. 14. Classe II A Resíduos Inertes : resíduos ou mistura de resíduos sólidos que se submetem a NBR 10006. (se degradam muito lentamente). Classe II B Resíduos Não Inertes: não se enquadram na Classe I e II-A podem ter propriedades , tais como : biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água.
  15. 15. O RESÍDUO TEM ORIGEM CONHECIDA ? RESÍDUOS CONSTA NO ANEXO A E B ? TEM CARACTERISTICAS DE : CORROSIVIDADE, REATIVID ADE, TOXICIDADE OU PATOGENICIDADE? RESÍDUO PERIGOSO CLASSE I RESÍDUO NÃO PERIGOSO CLASSE II POSSUI CONSTITUENTES QUE SÃO SOLUBILIZADOS EMCONCENTRAÇÕES SUPERIORES AO ANEXO G ? RESÍDUO NÃO – INERTE CLASSE II A RESÍDUOS INERTE CLASSE II B Não NBR 10004
  16. 16. Armazenamento NBR 12235 item 3.1 Contenção temporária de resíduos, em área autorizada pelo órgão de controle ambiental, á espera de reciclagem, recuperação tratamento ou disposição final adequada.
  17. 17. • O Armazenamento não alterar a quantidade/qualidade resíduo. • Nenhum resíduo perigoso pode ser armazenamento sem analisar suas propriedades. • Isolamento e Sinalização • Podem ser armazenados em : contêineres, tambores, tanques.
  18. 18. Transporte • O transporte deve ser feito por meio de equipamento adequado. • Não deve haver vazamento ou derramamento do resíduo. • Deve estar acondicionado por: tambor 200 L , A granel , caçamba , tanque.
  19. 19. Tratamento Como o RSI é diverso não existe um processo estabelecido para seu tratamento. • Neutralização: processo para resíduos com características ácidas ou alcalinas. • A Secagem : é processo de mistura de resíduos com alto teor de umidade com outros resíduos secos ou materiais inerte.
  20. 20. • Encapsulamento : consiste em revestir os resíduos com uma camada de resina sintética impermeável e de baixíssimo índice de lixiviação. • Incorporação : onde os resíduos são agregados a massa de concreto ou de cerâmica em uma quantidade tal que não prejudique o meio ambiente. • Processo de Destruição Térmica : Incineração ou Pirolise
  21. 21. Disposição Final • Aterro RSI Classe I – Perigosos Nesse aterro só pode ser destinados a Resíduos Industriais Perigosos.
  22. 22. • Aterro RSI Classe II – Inerte e não Inerte Nesse aterro só pode ser destinados a Resíduos Industriais Inerte e Não Inerte.
  23. 23. Referências : • Resíduos Industriais – Slide – Segurança no Trabalho • NBR 10004 • CONAMA • A questão ambiental e os resíduos industriais – Maria Elisabeth Pereira Kraemer (UNIVALI)

×