1’
Edna
Elidianny
Janielson
Niedja
Wandrik
Willians
Entende-se como resíduos industriais aqueles
provenientes dos processos industriais, na forma sólida,
líquida ou gasosa ou...
Vidro Pneus Plástico Copos descartáveis Chicletes Papel
Tempo Indeterminado
Tempo 600 Anos
Tempo
100 Anos
Tempo
50 Anos
Te...
Os resíduos industriais devem ser
eliminados dos locais de trabalho através de
métodos, equipamentos ou medidas adequados.
Os resíduos industriais devem ter destino
adequado sendo proibido o lançamento ou a liberação
no ambiente de trabalho de q...
As medidas, métodos, equipamentos ou dispositivos de
controle do lançamento ou liberação dos contaminantes gasosos,
líquid...
Os trabalhadores envolvidos em atividades de
coleta, manipulação, acondicionamento, armazenamento, transp
orte,
tratamento...
De acordo com o TIPO:
- “Resíduo Reciclável”:
papel, plástico, metal, alumínio, vidro, etc.
- “Resíduo Não Reciclável” ou ...
De acordo com a PERICULOSIDADE:
Resíduos Perigosos (Classe I): são aqueles que
por suas características podem apresentar r...
- Resíduos Não Perigosos (Classe II): não apresentam
nenhuma das características acima, podem ainda
ser classificados em d...
Classe II A – não inertes: são aqueles que não se enquadram no item
anterior, Classe I, nem no próximo item, Classe II B. ...
Os resíduos biológicos são aqueles que apresentam produtos
biológicos que podem ou não representar risco potencial à saúde...
O resíduo infectante deve ser identificado e lacrado antes do descarte
Os agentes biológicos são classificados, conforme o seu nível de risco
infeccioso, nos seguintes grupos
a) Agente biológic...
c) Agente biológico grupo 3 – o agente biológico que pode causar
doenças graves no ser humano e constitui um risco grave p...
Resíduos químicos são aqueles que contêm
substâncias químicas que podem apresentar risco à
saúde pública ou ao meio ambien...
Os resíduos químicos se enquadram nos seguintes grupos:
produtos hormonais e produtos antimicrobianos; citostáticos; antin...
Nos exemplos de resíduos perigoso temos: soluções de brometo de etídio,
diaminobenzidina
(DAB), forbol e fenol-clorofórmio...
Resíduos Químicos Líquidos Não Perigosos
Resíduos Químicos Líquidos Perigosos
Resíduos Químicos Sólidos
1. Perfurocortantes
2. Outros resíduos sólidos
3. Medicamentos Vencidos
Os medicamentos
hormonai...
Envio do Material Preparado Para Descarte
As bombonas com solventes e soluções deverão:
• Apresentar perfeito estado de co...
Por questão de segurança, a cada chamada encaminhar para
descarte todas as bombonas com resíduos armazenadas no
laboratóri...
Rejeitos radioativos são considerados quaisquer
materiais resultantes de atividades humanas que
contenham radionuclídeos e...
os rejeitos radioativos que necessitem de redução radioativa
devem ser mantidos separados de quaisquer outros materiais
ra...
Rejeitos sólidos
1. Frascos de vidro vazios:
• Deverão ser acondicionados sem o símbolo de
radioativos em caixas de perfur...
2. Seringas:
• Deverão ser acondicionados em caixas para perfurocortantes
• A caixa deverá ser fechada respeitando-se o li...
3. Tubos de plástico, eppendorf, pipetas e outros elementos
plásticos:
• Deverão ser colocados em sacos BRANCOS para resíd...
Rejeitos Líquidos
o descarte na rede de esgoto sanitário está sujeito
às seguintes restrições:
• O rejeito deve ser solúve...
As bombonas serão identificadas com a
etiqueta para resíduos radioativos contendo:
material descartado, o elemento radioat...
Referencias
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.

8.285 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.
Composta pelo meu grupo No IFAL

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
291
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nr25.resíduos industriais resíduos biológicos químicos e radioativos.

  1. 1. 1’ Edna Elidianny Janielson Niedja Wandrik Willians
  2. 2. Entende-se como resíduos industriais aqueles provenientes dos processos industriais, na forma sólida, líquida ou gasosa ou combinação dessas, e que por suas características físicas, químicas ou microbiológicas não se assemelham aos resíduos domésticos.
  3. 3. Vidro Pneus Plástico Copos descartáveis Chicletes Papel Tempo Indeterminado Tempo 600 Anos Tempo 100 Anos Tempo 50 Anos Tempo 5 Anos Tempo 3 à 6 meses
  4. 4. Os resíduos industriais devem ser eliminados dos locais de trabalho através de métodos, equipamentos ou medidas adequados.
  5. 5. Os resíduos industriais devem ter destino adequado sendo proibido o lançamento ou a liberação no ambiente de trabalho de quaisquer contaminantes que possam comprometer a segurança e saúde dos trabalhadores
  6. 6. As medidas, métodos, equipamentos ou dispositivos de controle do lançamento ou liberação dos contaminantes gasosos, líquidos e sólidos devem ser submetidos ao exame e à aprovação dos órgãos competentes.
  7. 7. Os trabalhadores envolvidos em atividades de coleta, manipulação, acondicionamento, armazenamento, transp orte, tratamento e disposição de resíduos devem ser capacitados pela empresa, de forma continuada, sobre os riscos envolvidos e as medidas de controle e eliminação adequadas.
  8. 8. De acordo com o TIPO: - “Resíduo Reciclável”: papel, plástico, metal, alumínio, vidro, etc. - “Resíduo Não Reciclável” ou “Rejeito”: resíduos que não são recicláveis, ou resíduos recicláveis contaminados;
  9. 9. De acordo com a PERICULOSIDADE: Resíduos Perigosos (Classe I): são aqueles que por suas características podem apresentar riscos para a sociedade ou para o meio ambiente. inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxic idade e/ou patogenicidade.
  10. 10. - Resíduos Não Perigosos (Classe II): não apresentam nenhuma das características acima, podem ainda ser classificados em dois subtipos
  11. 11. Classe II A – não inertes: são aqueles que não se enquadram no item anterior, Classe I, nem no próximo item, Classe II B. Geralmente apresenta alguma dessas características: biodegradabilidade, combustibilidade e solubilidade em água. Classe II B – inertes: quando submetidos ao contato com água destilada ou desionizada, à temperatura ambiente, não tiverem nenhum de seus constituintes solubilizados a concentrações superiores aos padrões de potabilidade da água, com exceção da cor, turbidez, dureza e sabor, conforme anexo G da norma NBR10004:2004.
  12. 12. Os resíduos biológicos são aqueles que apresentam produtos biológicos que podem ou não representar risco potencial à saúde pública e ao meio ambiente, devido à presença de micro-organismos que, por suas características de maior virulência ou concentração, podem apresentar risco de infecção. As embalagens para o acondicionamento correto dos resíduos biológicos são o saco de lixo branco com símbolo de infectante e a caixa amarela para o descarte de material perfuro cortante.
  13. 13. O resíduo infectante deve ser identificado e lacrado antes do descarte
  14. 14. Os agentes biológicos são classificados, conforme o seu nível de risco infeccioso, nos seguintes grupos a) Agente biológico grupo 1 – o agente biológico cuja probabilidade de causar doenças no ser humano é baixa; b) Agente biológico grupo 2 – o agente biológico que pode causar doenças no ser humano e constitui um perigo para os trabalhadores, sendo escassa a probabilidade de se propagar na colectividade e para o qual existem, em regra, meios eficazes de tratamento;
  15. 15. c) Agente biológico grupo 3 – o agente biológico que pode causar doenças graves no ser humano e constitui um risco grave para os trabalhadores, sendo susceptível de se propagar na colectividade, mesmo que existam meios eficazes de tratamento; d) Agente biológico grupo 4 – o agente biológico que causa doenças graves no ser humano e constitui um risco grave para os trabalhadores, sendo susceptível de apresentaram elevado nível de propagação na colectividade e para o qual não existem, em regra, meios eficazes de tratamento.
  16. 16. Resíduos químicos são aqueles que contêm substâncias químicas que podem apresentar risco à saúde pública ou ao meio ambiente, dependendo de suas características de inflamabilidade, corrosividade, reatividade e toxicidade.
  17. 17. Os resíduos químicos se enquadram nos seguintes grupos: produtos hormonais e produtos antimicrobianos; citostáticos; antineoplásicos; imunossupressores; digitálicos; imuno-moduladores; anti-retrovirais (quando descartados por serviços de saúde), desinfetantes; resíduos contendo metais pesados; reagentes para laboratório,
  18. 18. Nos exemplos de resíduos perigoso temos: soluções de brometo de etídio, diaminobenzidina (DAB), forbol e fenol-clorofórmio, cianetos, solventes contendo flúor, cloro, bromo ou iodo, benzenos e derivados e soluções contendo metais, como chumbo, mercúrio, cádmio, etc.
  19. 19. Resíduos Químicos Líquidos Não Perigosos Resíduos Químicos Líquidos Perigosos
  20. 20. Resíduos Químicos Sólidos 1. Perfurocortantes 2. Outros resíduos sólidos 3. Medicamentos Vencidos Os medicamentos hormonais, antimicrobianos, citostáticos, antineoplásicos, imunossupressores, digitálicos, imunomoduladores, anti-retrovirais
  21. 21. Envio do Material Preparado Para Descarte As bombonas com solventes e soluções deverão: • Apresentar perfeito estado de conservação • Vedação de tampas originais, não sendo admitido o uso de plásticos presos por fitas adesivas em substituição à tampa. • No lado externo do recipiente, colocar a etiqueta de declaração de conteúdo e simbologia de risco, em concordância com a NBR 10004 e NBR 7500. • Todos os sacos/caixas que saem do laboratório devem ser identificados por meio do preenchimento dos campos impressos na etiqueta e afixados na própria embalagem.
  22. 22. Por questão de segurança, a cada chamada encaminhar para descarte todas as bombonas com resíduos armazenadas no laboratório, ainda que o volume existente em seu interior seja pequeno..
  23. 23. Rejeitos radioativos são considerados quaisquer materiais resultantes de atividades humanas que contenham radionuclídeos em quantidades superiores aos limites de eliminação especificado
  24. 24. os rejeitos radioativos que necessitem de redução radioativa devem ser mantidos separados de quaisquer outros materiais radioativos em uso, em local com blindagem de chumbo. Eles só deixarão este local na data da chamada para recolhimento de resíduos radioativos.
  25. 25. Rejeitos sólidos 1. Frascos de vidro vazios: • Deverão ser acondicionados sem o símbolo de radioativos em caixas de perfuro cortantes; • As caixas serão fechadas e devidamente identificadas com a etiqueta contendo o símbolo de radioatividade.
  26. 26. 2. Seringas: • Deverão ser acondicionados em caixas para perfurocortantes • A caixa deverá ser fechada respeitando-se o limite de conteúdo demarcado pelo tracejado em seu exterior. • A caixa deverá ser devidamente identificada com a etiqueta contendo o símbolo de radioatividade e todos os campos da etiqueta preenchidos no local de entrega.
  27. 27. 3. Tubos de plástico, eppendorf, pipetas e outros elementos plásticos: • Deverão ser colocados em sacos BRANCOS para resíduos infectantes. • Identificados em um formulário avulso que deverá ser preenchido pelo gerador do rejeito e entregue ao coletor da sala de rejeitos para arquivo.
  28. 28. Rejeitos Líquidos o descarte na rede de esgoto sanitário está sujeito às seguintes restrições: • O rejeito deve ser solúvel ou de fácil dispersão em água;
  29. 29. As bombonas serão identificadas com a etiqueta para resíduos radioativos contendo: material descartado, o elemento radioativo presente, o volume de líquido e a atividade presente no líquido
  30. 30. Referencias

×