3T07Resultados Operacionais e Financeiros
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda                                                         3T07  Destaques  Resultados Opera...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda                                                         3T07  Destaques  Resultados Opera...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSDestaques                                                                                 3T07  ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda                                                         3T07  Destaques  Resultados Opera...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSBase de Clientes                                                                                ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSVolume de Energia                                                                               ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSBalanço Energético e Perdas de Energia                                                          ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSDEC e FEC                                                                                   3T07...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda                                                          3T07  Destaques  Resultados Oper...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS Receita Líquida                                                                                ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSCustos e Despesas Gerenciáveis                                                                  ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSProdutividade                                                                                   ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS EBITDA e Margem EBITDA                                                                         ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSRentabilidade                                                                                   ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSImposto de Renda e Contribuição Social                                                          ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSLucro Líquido                                                                                   ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS Endividamento                                                                                  ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSDívida Líquida                                                                                  ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSDívida Líquida Consolidada                                                                      ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSInvestimentos                                                                                   ...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSPLPT                                                                       3T07          Investi...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda                                                          3T07  Destaques  Resultados Oper...
Reestruturação Societária  1. Concentração do Controle da Equatorial e da CEMAR  2. Incorporação da PCP Energia pela Equat...
1. Concentração do Controle da Equatorial eda CEMAR    Em 05/11/07 foi assinado contrato entre GP Energia e PCP Latin Amer...
1. Concentração do Controle da Equatorial eda CEMAR              Estrutura Atual                                          ...
2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial                                                       Estrutura da Particip...
2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial                                                                            ...
2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial    O CA da Equatorial aprovou um Protocolo, firmado entre a Equatorial e a ...
2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial                                          Estrutura após Concentração do Con...
2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial  C álc ulo do Valor das  Aç ões  da E quatorial E nerg ia e P C P  E nerg i...
2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial                                  Estrutura após Concentração do Controle e ...
3. Adesão da Equatorial ao Novo Mercado     Após a Incorporação, serão submetidas à aprovação dos acionistas da Equatorial...
3. Adesão da Equatorial ao Novo Mercado                                                                                   ...
4. Estratégia após Reestruturação   Cemar e Light: retorno    Continuidade do processo de reestruturação na Cemar e     su...
Reestruturação Societária As principais consequências da reestruturação proposta são:     •   Eliminação de restrições geo...
APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSContato                                                                    3T07                 ...
Aviso        As estimativas e declarações futuras constantes da presente apresentação têm por embasamento em grande       ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação de resultados financeiros e operacionais do 3 t07

770 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
770
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
30
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação de resultados financeiros e operacionais do 3 t07

  1. 1. 3T07Resultados Operacionais e Financeiros
  2. 2. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda 3T07 Destaques Resultados Operacionais Resultados Financeiros Reestruturação Societária 2
  3. 3. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda 3T07 Destaques Resultados Operacionais Resultados Financeiros Reestruturação Societária 3
  4. 4. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSDestaques 3T07 Resultados Operacionais Forte crescimento de 12% na energia vendida entre o 3T06 e o 3T07 As perdas globais diminuíram 1 p.p. no 3T07, quando comparado ao 3T06 Os índices de DEC e FEC da CEMAR melhoraram 35,6% e 35,1%, respectivamente, nos últimos 12 meses Resultados Financeiros A Receita Líquida atingiu R$635,4 MM nos 9M07, sendo 5,3% maior que a registrada nos 9M06 O EBITDA atingiu R$275,3 MM (margem de 43,3%) nos 9M07, 13,5% maior do que os R$242,6 MM dos 9M06 O EBITDA pró-forma, ajustado pelo efeito da CVA-PLPT, teria alcançado R$275,0 MM nos 9M07, o que representaria um crescimento de 32,2% em relação ao registrado nos 9M06 O Lucro Líquido dos 9M07 foi de R$104,9 MM, 23,4% acima dos 9M06 Em agosto as tarifas de fornecimento de energia da CEMAR foram reajustadas em 8,08% 4
  5. 5. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda 3T07 Destaques Resultados Operacionais Resultados Financeiros Reestruturação Societária 5
  6. 6. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSBase de Clientes 3T07 • Crescimento de 6,4% na base de clientes nos últimos 12 meses (85,4 mil novos clientes) Clientes (mil) Número de Clientes (% por Classe) 8,9% Outros - 4,7% 7,5% 7,2% Com. - 7,2% 6,9% 6,4% Ind. - 0,7% 1.327 1.349 1.373 1.398 1.412 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 Res. - 87,4% Clientes Var. Anual 6
  7. 7. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSVolume de Energia 3T07 • Crescimento de 12,0% no volume de energia faturada no 3T07 • Forte crescimento nas classes residencial (14,5%) e industrial (24%) • Elevação da expectativa de crescimento do mercado em 2007 – entre 8% a 10% Volume de Energia Faturada (MWh) CLASSE DE CONSUMO (MWh) 3T06 3T07 Var. % 9M06 9M07 Var.% Residencial 300.342 343.996 14,5% 875.372 989.520 13,0% Industrial 103.575 128.485 24,0% 276.751 335.673 21,3% Comercial 149.695 149 695 161.254 161 254 7,7% 7 7% 430.359 430 359 461.500 461 500 7,2% 7 2% Outros (exclui consumo próprio) 185.888 194.618 4,7% 524.308 557.276 6,3% TOTAL 739.500 828.353 12,0% 2.106.789 2.343.970 11,3% Energia Vendida (% por Classe) Carga (Var.% MWh) Brasil vs. NE vs. CEMAR – 3T07 x 3T06 Res. - 41,5% Outros - 23,5% 4,5% 4,9% 9,2% Com. - 19 5% C 19,5% Ind. - 15,5% Brasil - SIN Nordeste CEMAR 7
  8. 8. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSBalanço Energético e Perdas de Energia 3T07 • A energia requerida pela CEMAR cresceu 9,1% nos 9M07 • Menor nível de perda global desde o 2T04 Balanço Energético - MWh Bal. Energético (MWh) 3T06 3T07 Var. % 9M06 9M07 Var.% Energia Requerida * 1.085.933 1.171.724 7,9% 3.036.733 3.313.339 9,1% Energia Vendida ** 741.243 829.724 11,9% 2.111.835 2.347.827 11,2% Perdas 344.690 342.000 -0,8% 0,8% 924.898 965.512 4,4% * Inclui geração própria ** Inclui vendas às classes, consumo próprio e fornecimento à CEPISA Perdas de Energia (acumuladas nos últimos 12 meses) 29,9% 29,8% 29,9% 29,5% 28,9% 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 8
  9. 9. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSDEC e FEC 3T07 • O grande volume de investimentos realizados na rede elétrica tem permitido uma consistente evolução nos índices de qualidade • Os índices de DEC e FEC da CEMAR melhoraram 35,6% e 35,1%, respectivamente, nos últimos 12 meses DEC FEC 5,7 5,9 9,8 5,3 7,8 78 7,6 6 1,2 4,8 48 -35,1% -35 1% 1,9 6,8 -35,6% 1,4 1,2 0,9 0,9 0,9 3,5 0,9 5,0 0,4 0,4 6,9 69 7,8 4,2 42 4,3 43 4,6 6,7 67 5,9 4,6 3,9 39 3,1 31 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 Distribuição Suprimento CEMAR Distribuição Suprimento CEMAR 9
  10. 10. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda 3T07 Destaques Resultados Operacionais Resultados Financeiros Reestruturação Societária 10
  11. 11. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS Receita Líquida 3T07 • Excluindo o impacto da CVA do PLPT, a receita líquida cresce 9,1% entre o 3T06 e o 3T07 Receita Líquida (R$ MM) 54,4% 5,3% 7,8% 13,6% 12,6% Var. Anual -5,9% 248,4 206,6 195,1 206,4 233,9 , 603,6 , 635, 635,4 Receita Líquida 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 9M06 9M07 Receita Líquida (R$ MM) Ajustada (Pró-forma: ex. CVA PLPT ) (Pró forma: PLPT*) 32,9% 11,6% 13,6% 9,1% 7,8% 12,6% Var. Anual Rec. Liq. Ajustada 213,9 206,6 195,1 206,4 233,5 569,1 635,1 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 9M06 9M07* R$34,5 MM no 3T06 e R$0,3 MM no 3T07 11
  12. 12. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSCustos e Despesas Gerenciáveis 3T07 • PMSO (excluindo provisões) atingiu 13,3% da ROL no 3T07, 0,3 p.p. acima do 3T06 • Pessoal: R$10,1 milhões no 3T07, 19,8% abaixo do 3T06, devido ao término da reestruturação •S Serviços de Terceiros: serviços de plantão, manutenção do SAP, central de atendimento e i d T i i d l tã t ã d SAP t l d t di t atendimento terceirizado aumentaram gastos em 10,3% no 3T07 Custos e Despesas Gerenciáveis R$ MM 3T06 3T07 Var.% 9M06 9M07 Var.% Pessoal 12,6 10,1 -19,8% 41,5 33,3 -19,9% Material 1,1 1,7 60,9% 3,5 4,1 19,6% Serviço de Terceiros 16,8 18,6 10,3% 44,8 51,2 14,2% Outros 1,8 0,8 -55,9% 8,1 2,9 -64,0% PMSO 32,4 31,2 -3,5% 97,9 91,5 -6,5% PMSO (% R Rec. Li ) Liq) 13,0% 13 0% 13,3% 0,3 13 3% 0 3 p.p. 16,2% 16 2% 14,4% 1 8 14 4% -1,8 p.p. Provisões 9,0 6,3 -30,2% 21,1 23,0 8,6% PDD e Perdas 7,2 5,2 -28,3% 15,7 16,8 7,5% PDD e Perdas (% da Rec. Op. Bruta) 2,3% 1,6% -0,9 p.p. 1,9% 1,9% 0 p.p. Provisões para Contingências e Outras Provisões 1,8 18 1,1 1 1 -37,7% 37 7% 5,4 54 6,1 61 14,2% 14 2% Outras Despesas Não Recorrentes 5,7 0,0 N/A 5,7 0,0 N/A CUSTOS E DESPESAS GERENCIÁVEIS 47,0 37,5 -20,3% 124,7 114,5 -8,2% CUSTOS E DESPESAS GERENCIÁVEIS (% Rec. Liq.) 18,9% 16,0% -2,9 p.p. 20,7% 18,0% -2,7 p.p. 12
  13. 13. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSProdutividade 3T07 • Continuidade nos ganhos de produtividade e eficiência nos gastos gerenciáveis • A relação PMSO/Cliente diminuiu em 9,6% no 3T07, em comparação ao 3T06 • Aumento de 4,7% na relação Clientes/Colaborador entre o 3T07 e o 3T06 PMSO por Cliente (R$/Cliente) Clientes por Colaborador* 4,7% -9,6% 24,6 23,1 23,5 20,5 22,2 1.130 1.161 1.176 1.188 1.183 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 * Exclui colaboradores terceirizados 13
  14. 14. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS EBITDA e Margem EBITDA 3T07 • EBITDA alcançou R$104,7 MM no 3T07, 4,1% abaixo do registrado no 3T06 • Margem EBITDA de 44,8% no 3T07, 0,9 p.p. maior do que no 3T06 EBITDA (R$ MM) e Margem EBITDA (% da Receita Líquida) 47,5% 13,5% 43,9% 45,3% 44,8% Margem EBITDA 39,5% -4,1% 242,6 275,3 Receita Líquida 109,2 98,1 77,0 93,6 104,7 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 9M06 9M07 EBITDA (R$ MM) e Margem EBITDA (Pró-forma: ex. CVA PLPT*) 47,5% 47 5% 45,3% 44.6% 32,2% 39,5% Margem EBITDA 34,9% 39,8% 74,7 98,1 77,0 93,6 104,4 208,1 275,0 Receita Líquida 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 9M06 9M07* R$34,5 MM no 3T06 e R$0,3 MM no 3T07 14
  15. 15. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSRentabilidade 3T07 • A comparabilidade dos índices de rentabilidade ficaram prejudicadas devido à CVA do PLPT no 3T06, no entanto a trajetória anual é crescente EBITDA por Cliente (R$/Cliente) EBITDA por MWh (R$/MWh) -14,4% -10,1% 82,9 73,3 56,6 67,5 74,5 147,6 121,7 106,2 118,4 126,4 3T06 4T06 1T07 2T07 3T06 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 15
  16. 16. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSImposto de Renda e Contribuição Social 3T07 • Baixa alíquota efetiva • Para 2007, esperamos uma taxa efetiva próxima entre 6% e 9% na Equatorial I.R. e C.S.L.L. (R$MM) 9M06 9M07 LAIR (1) 166,5 166 5 218,2 218 2 Despesa de I.R. e C.S.L.L. (DRE) (37,2) (63,5) (+) Reversão Provisão 2005 (9,4) 0,3 (-) Ativo Fiscal Diferido 22,1 34,5 (-) Incentivo ADENE 4,0 5,2 (=) I.R. e C.S.L.L. Devido (20,6) (23,6) (+) Créditos Fiscais - 7,6 (=) ( ) Imposto a Pagar - Conceito Caixa (2) (20,6) (20 6) (16,1) (16 1) Taxa Efetiva de I.R. e C.S.L.L.= (2)/(1) -12,3% -7,4% 16
  17. 17. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSLucro Líquido 3T07 • O Lucro Líquido nos 9M07 atingiu R$104,9 MM , sendo 23,4% superior ao registrado nos 9M06 Lucro Líquido (R$MM) e Margem Líquida (%RL) 16,5% 16 5% 23,2% 14,1% 19,4% 17,1% 15,8% 16,5% 51,8 40,4 30,8 34,1 40,0 85,0 104,9 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 9M06 9M07 Lucro Líquido Margem Líquida 17
  18. 18. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS Endividamento 3T07 • Dívida Bruta de R$725,9 MM ao final do 3T07. Elevação de R$30,6 MM em relação ao 2T07 em decorrência da liberação da penúltima parcela da linha de financiamento do BNB de R$35,1 MM PERFIL DA DÍVIDA • Custo médio de 10,9%a.a. (últ. 12 m) ou 87,9% do CDI • Prazo médio de vencimento: 9,3 anos , Cronograma de Endividamento Bruto – 3T07 Amortização – 3T07Vencimento R$ MM % do Total Spread Médio Prazo Final Médio Prazo Médio Indexador Part. (%)Curto Prazo 18,0 2,5% (ao ano) (mês/ano) (em anos)Longo Prazo 707,9 97,5% Libor Libor + 0,8% aa , ago-18 g 11,3 , 0,7% , IGP-M 4,0% aa dez-23 16,0 17,8%2008 18,8 2,6% TJLP 4,8% aa mar-12 5,0 4,2%2009 46,8 6,4% Pré Fixado (R$) 11,5% aa fev-17 10,0 17,7%2010 49,8 6,9% RGR 6,1% aa ago-17 10,2 9,3%2011 119,1 16,4% Pré Fixado (US$) 6,7% aa jun-20 13,3 0,9% FINEL* 9,8% aa dez-15 8,0 8,2%Após 2011 473,4 65,2% CDI 105,4% do CDI mai-13 6,2 41,1%Total 725,9 100,0%* O índice setorial FINEL representa 20% do IGP-M 18
  19. 19. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSDívida Líquida 3T07 • Manutenção de um alto nível de liquidez e de baixo índice de alavancagem financeira Dívida Líquida Consolidada (R$MM) Dívida Líquida Ajustada pela Participação (R$MM) 88,3 57,7 198,4 0,7 x 129,7 EBITDA 0,4 x 195,6 EBITDA 195,6 725,9 243,6 474,4 91,4 Dí Líq. Dí Líq. CEMAR CEMAR íquido íquido EQTL EQTL Bruta Bruta Disp. Disp. Ativo Ativo Dív. Disp. Dív. Disp. Reg. 3T07 Reg. 3T07 ív. ív. R A D A D 3 3 Lí Lí 19
  20. 20. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSDívida Líquida Consolidada 3T07 • Manutenção de alto nível de liquidez e baixo índice de alavancagem financeira Dívida Líquida (R$ MM) e Dívida Líquida / EBITDA (últ. 12 m) 0,7 0,6 0,5 0,3 0,3 105,1 105,0 176,0 241,7 243,6 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 Dívida Líquida Div. Liq / EBITDA (últ. 12 m) 20
  21. 21. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSInvestimentos 3T07 • Os investimentos próprios da CEMAR* alcançaram R$48,4 MM no 3T07 • Expectativas de investimento: 2007: R$200-R$220 MM / 2007-2009: R$500-R$550 MM Investimentos Próprios CEMAR (R$ MM) 56,1 0,5 48,4 9,5 45,0 Outros 1,0 0,4 3,3 3,3 Equipamentos e q p 16,4 Sistemas 31,5 31,5 Expansão da Rede 0,2 4,5 2,9 1,9 27,1 32,0 Manutenção da Rede 12,8 18,1 29,6 14,0 14,3 12,1 8,7 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07*Excluindo investimentos diretos relacionados ao PLPT 21
  22. 22. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSPLPT 3T07 Investimentos Diretos PLPT (R$ MM) -14,4% , 58,1 51,2 35,4 41,6 49,7 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 Clientes Conectados 128.994 119.589 111.826 103.067 80.577 18.134 22.490 8.759 7.763 9.355 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 Ligações Trimestrais Ligações Acumuladas 22
  23. 23. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSAgenda 3T07 Destaques Resultados Operacionais Resultados Financeiros Reestruturação Societária 23
  24. 24. Reestruturação Societária 1. Concentração do Controle da Equatorial e da CEMAR 2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial 3. Adesão da Equatorial ao Novo Mercado 4. Estratégia após Reestruturação Societária 24
  25. 25. 1. Concentração do Controle da Equatorial eda CEMAR Em 05/11/07 foi assinado contrato entre GP Energia e PCP Latin America Power Fund, que define a transferência da totalidade das ações detidas pela GP Energia na Equatorial Energia Holdings, LLC, sociedade que controla indiretamente a Equatorial, ao PCP Latin America Power Fund O preço a ser pago pela transferência das ações da GP Energia é de R$203,8 MM, o que equivale a uma cotação de R$18,64/Unit A transferência está condicionada à autorização da ANEEL, de modo que somente será implementada se e depois de obtida a anuência da agência Concluída a transferência, a Equatorial e a CEMAR, terão o controle concentrado no PCP Latin America Power Fund C 25
  26. 26. 1. Concentração do Controle da Equatorial eda CEMAR Estrutura Atual Estrutura após Concentração do Controle PCP Latin America GP Energia Brasil LP PCP Latin America Power Fund Limited Power Fund Limited 46,25% total 53,75% total 100% total Equatorial E E t i l Energia i Equatorial E E t i l Energia i Holdings, LLC Holdings, LLC 100% total 100% total Brasil Energia I LLC Brasil Energia I LLC Exterior Exterior 55,60% ON 55,60% ON 3,80% PN 3,80% PN 30,70% total Brasil 30,70% total Brasil Equatorial Energia Equatorial Energia S.A. S.A. 65,07% ON 65,07% ON , % 65,02% total 65,02% total CEMAR CEMAR 26
  27. 27. 2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial Estrutura da Participação na Light S.A. PCP Latin America Power Fund Limited Após a concentração, PCP Latin America Power Fund buscará consolidar na 99,96% ON Exterior Equatorial Energia os seus investimentos 99,96 total Brasil no setor de energia PCP Energia Participações S.A. A proposta é incorporar na Equatorial a incorporar, Equatorial, 25,00% ON 25,00% total PCP Energia Participações, sociedade que RME – Rio Minas 99,90% quotas detém participação indireta de 13,06% na 99,90% total Energia S.A. Light, t é da RME,e Li ht através d RME que, através de t é d Lidil Commercial acordo de acionistas, compartilha o Ltda. 49,50% ON 49,50% total controle da Light 2,74% ON Light S.A. 2,74% total 27
  28. 28. 2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial Energia Vendida – 9M07 (Cativo) Light S.A. Outros 17,5% Residencial RR AP 40,2% AM MA CE PA RN PB PI AC PE Comercial TO RO SE AL 31,3% Industrial MT BA 10.9% DF GO 13.753 GWh MG MS ES EBITDA por Segmento – 9M07 SP RJ PR Comercialização SC Geração 0,3% 11,8% RS Holding com atuação em distribuição geração e comercialização distribuição, 3a maior distribuidora do país em energia vendida* Distribuição 4a maior distribuidora do país em núm. de consumidores* 87,9% Geração com potência máxima de 981 MW Mais d M i de R$6 bilhõ de faturamento nos 9M07 bilhões d f t t R$1.032 MM Fonte: ABRADEE e Light; * referente a 2006 28
  29. 29. 2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial O CA da Equatorial aprovou um Protocolo, firmado entre a Equatorial e a PCP Energia, que estabelece as condições para a futura Incorporação O Protocolo prevê uma relação de troca entre as ações da Equatorial e PCP Energia, com base na média ponderada pelo volume da cotação das Units da Equatorial e das ações da Light nos 90 pregões anteriores a 05/11/07 A cotação média da EQTL11 foi de R$19,31/Unit e da LIGT3 foi de R$27,85/mil ações, o que resultou em uma relação implícita de troca de 0,6934 Units da Equatorial para cada lote de mil ações da Light A Equatorial contratará empresa especializada independente para elaborar um laudo de avaliação da Equatorial e da PCP Energia, para fornecer informações adicionais sobre o valor das sociedades A Incorporação somente será implementada após a conclusão da transferência da GP Energia e a aprovação d operação em AGE onde os acionistas detentores de ações PN E i ã da ã AGE, d i i t d t t d õ terão o mesmo direito de voto dos acionistas detentores de ações ON 29
  30. 30. 2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial Estrutura após Concentração do Controle PCP Latin America Power Fund Limited 100% total Equatorial Energia Holdings, LLC 100% total Brasil Energia I LLC Exterior 99,96% ON 55,60% ON 99,96 total 3,80% PN PCP Energia 30,70% total Brasil Participações S.A. Equatorial Energia 25,00% ON S.A. 25,00% total RME – Rio Minas 99,90% quotas Energia S.A. 99,90% total 99 90% t t l 65,07% 65 07% ON 65,02% total 49,50% ON 49,50% total 2,74% ON Lidil Commercial 2,74% total Light S.A. CEMAR Ltda. 30
  31. 31. 2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial C álc ulo do Valor das  Aç ões  da E quatorial E nerg ia e P C P  E nerg ia P artic ipaç ões P C P  E nergia P art. g P articipação (% ) 25,0% P articipação (R $) R $ 740.036.708,96 R ME  / L idil P articipação (% ) articipação (% 52,24% 52 24% P articipação (R $) R $ 2.960.146.835,85 E Q T L 11 (R $/Unit) L IG T 3 (R $/000 ações ) C otação Média P onderada* R $                           19,31 (1) R $                           27,85 (2) Número de Units / Ações Número de Units  / Ações                         66 218 483 66.218.483              203 462 739 012 203.462.739.012 Valor das  ações R $         1.278.678.900,29 R $          5.666.437.281,48 R elação de T roca Implícita (1)/(2) 0,6934 * 90 pregões C álc ulo da R elaç ão de T roc a entre E quatorial E nerg ia e P C P  E nerg ia P artic ipaç ões E quatorial E nergia P C P  E nergia P art. Valor das  Ações R $ 1.278.678.900,29 R $ 740.036.708,96 Número de Ações                        198.655.448                      179.831.100 Valor por Ação R $ 6,44 (1) R $ 4,12 (2) R elação de T roca (2)/(1)                               0,6393    .50%  E mis s ão Ações  O rdinárias ç                              0,3197 ,    .50%  E mis s ão Ações  P referenciais                                 0,3197 31
  32. 32. 2. Incorporação da PCP Energia pela Equatorial Estrutura após Concentração do Controle e Incorporação da PCP Energia PCP Latin America Power Fund Limited 100% total Brasil Energia I LLC Exterior 71,5% ON 40,0% PN 56,1% 56 1% total Brasil Equatorial Energia S.A. 25,00% ON 25,00% total RME – Rio Minas Energia S.A. 65,07% ON 99,90% quotas 49,50% 49 50% ON 65,02% total 99,90% total 99 90% t t l 49,50% total 2,74% ON Lidil Commercial 2,74% total Light S.A. CEMAR Ltda. 32
  33. 33. 3. Adesão da Equatorial ao Novo Mercado Após a Incorporação, serão submetidas à aprovação dos acionistas da Equatorial, as seguintes matérias: • conversão das ações preferenciais em ações ordinárias, na proporção de 1 ação preferencial em 1 ação ordinária • grupamento de ações na proporção de 1 ação ordinária para cada 3 ações ordinárias • reforma do Estatuto Social, assegurando os mais altos padrões de governança corporativa na Companhia • adesão às regras e listagem das ações da Equatorial no Novo Mercado da Bovespa A conversão das ações PNs em ONs somente ocorrerá após a Incorporação logo a Incorporação, conversão não acarretará na dispersão das ações representativas de mais de 50% do capital votante da Equatorial, as quais continuarão detidas por um único acionista 33
  34. 34. 3. Adesão da Equatorial ao Novo Mercado Estrutura após Concentração do Controle, Estrutura após Concentração do Controle e Incorporação da PCP Energia e Adesão ao Incorporação da PCP Energia Novo Mercado PCP Latin America PCP Latin America Power Fund Limited Power Fund Limited 100% total 100% total Brasil Energia I LLC Brasil Energia I LLC Exterior Exterior 71,5% ON 56,1% ON 40,0% PN 56,1% total Brasil 56,1% total Brasil Equatorial Energia Equatorial Energia S.A. S.A. 25,00% ON 25,00% ON 25,00% total 25,00% total 65,07% ON 65,07% ON RME – Rio Minas 65,02% total RME – Rio Minas 65,02% total Energia S.A. Energia S.A.99,90% quotas 99,90% quotas 49,50% ON 99,90% total 49,50% ON99,90% total 49,50% total 49,50% total 2,74% ON 2,74% ON Lidil Commercial 2,74% total Light S.A. CEMAR Lidil Commercial 2,74% total Light S.A. CEMAR Ltda. Ltda. 34
  35. 35. 4. Estratégia após Reestruturação Cemar e Light: retorno Continuidade do processo de reestruturação na Cemar e superior através de na Light, através de gestão diferenciada, ganhos de desempenho operacional e eficiência operacional e redução de perdas comerciais financeiro diferenciado Aquisição de controle, independente ou compartilhado Consolidação de Distribuidoras no Brasil Agregação de valor através de reestruturação financeira e e na América Latina operacional, ganhos de sinergia e redução de perdas Pesados investimentos serão necessários em geração e Investimentos em transmissão nos próximos anos no Brasil Geração e Transmissão Este cenário poderá gerar oportunidades de investimento e co-investimento para a Equatorial Energia 35
  36. 36. Reestruturação Societária As principais consequências da reestruturação proposta são: • Eliminação de restrições geográficas na estratégia de crescimento da Equatorial • Ampliação do intercâmbio de melhores práticas entre as empresas controladas • Aprimoramento dos padrões de governança corporativa com listagem no Novo Mercado • Concentração dos investimentos em energia do controlador em um único veículo 36
  37. 37. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOSContato 3T07 Carlos Piani Diretor Presidente Leonardo Dias Diretor Financeiro e de RI Gabriel Arrais Analista de RI Telefone 1: +0 XX (98) 3217-2198 Telefone 2: +0 XX (98) 3217-2113 0 3217 2113 Email: ri@equatorialenergia.com.br Website: http://www equatorialenergia com br/ri http://www.equatorialenergia.com.br/ri 37
  38. 38. Aviso As estimativas e declarações futuras constantes da presente apresentação têm por embasamento em grande embasamento, parte, as expectativas atuais e estimativas sobre eventos futuros e tendências que afetam ou podem potencialmente vir a afetar os negócios, a situação financeira, os resultados operacionais e prospectivos da EQUATORIAL. Estas estimativas e declarações estão sujeitas a diversos riscos, incertezas e suposições e são feitas com base nas informações de que a EQUATORIAL atualmente dispõe. Esta apresentação também está disponível no site www equatorialenergia com br/ri e no sistema IPE da CVM www.equatorialenergia.com.br/ri CVM. Essas estimativas envolvem riscos e incertezas e não consistem em garantia de um desempenho futuro, sendo que os reais resultados ou desenvolvimentos podem ser substancialmente diferentes das expectativas descritas nas estimativas e declarações futuras. Tendo em vista os riscos e incertezas envolvidos, as estimativas e declarações acerca do futuro constantes desta apresentação podem não vir a ocorrer e, ainda, os resultados futuros e o desempenho da EQUATORIAL podem diferir substancialmente daqueles previstos nas estimativas da EQUATORIAL. Por conta dessas incertezas, o investidor não deve se basear nestas estimativas e declarações futuras para tomar uma decisão de investimento. As palavras “acredita”, “pode”, “poderá”, “estima”, “continua”, “antecipa”, “pretende”, “espera” e expressões similares têm por objetivo identificar estimativas. Tais estimativas referem-se apenas à data em que foram expressas sendo que a EQUATORIAL não pode assegurar a atualização ou revisão de quaisquer dessas expressas, estimativas em razão da ocorrência de nova informação, de eventos futuros ou de quaisquer outros fatores. Esta apresentação não constitui oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários. E, esta apresentação ou qualquer informação aqui contida não constituem a base de um contrato ou compromisso de qualquer espécie 38

×